Jornal Domingo em Casa 44ª edição

Download Jornal Domingo em Casa 44ª edição

Post on 07-Mar-2016

226 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Jornal Domingo em Casa 44 edio

TRANSCRIPT

duas Praas a todo vaPoralm da obra no Jardim dos Pequis, cidade receber outra praa de esportes e cultura. Pg. 3Rafaela Mandelli fala de sua personagem na srie "Fora de Controle", da Record. Pg. 9DISTrIbUIO GrATUITAgERALDO MAgELA S/DIvULgAOdomingo em Casa ANO 1 | EDIO 44 | SETE lAGOAS 20 A 26 DE MAIO DE 2012um ano de desCasoEm protesto inusitado, moradores do JK e do Planalto "cantam parabns" para buracos nas ruas dos bairros. Pgs. 4 e 52 oPinio Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012dukeDivulgar preciso ignorncia demais do poder pblico, e tambm da iniciativa privada, subestimar o potencial de alcance de um veculo de co-municao. Alis, quase sempre, a populao toma cincia do que se passa atrs da mesa de um funcionrio pblico de alto esca-lo, ou sobre grandes empresas, exatamente por meio da impren-sa. Digo da imprensa crtica e sria, que realmente cumpre seu papel de divulgar. Muitas vezes isso acontece por denncia, j que muitos rgos pblicos no cumprem a legislao de tornar pblico o que fazem. Tambm por meio da im-prensa que problemas sociais so escancarados para o conhe-cimento at de quem est no poder e, coincidncia ou no, a soluo em alguns casos s apa-rece aps a divulgao. Quando falo da imprensa sria, refiro-me a veculos de comunicao como o DOMINGO EM CASA, isentos e apartidrios, cujo compromisso maior com a verdade. No so-mos nem de oposio e nem de situao. Se h coisas boas, es-tamos abertos a divulgar, como podem ver em nossas pginas, mas no vamos fechar os olhos para o que h de ruim.Por aqui, no reproduzimos material que vem pronto de r-gos pblicos. Por aqui, queremos saber o que est por trs daquele material, seja bom ou ruim. Esse nosso papel e tambm o que nos diferencia. Poder levar informao de qualidade no para qualquer um. Apurar realmente, ir atrs do fato, correr atrs da informao verdadeira, doa a quem doer, em muitos casos, muito trabalhoso e, s vezes, perigoso. Mas vale a pena. Podemos dormir tranquilos e conscientes de que estamos fa-zendo nosso trabalho da melhor forma, com tica.Tambm nosso trabalho va-lorizar nossa gente, nossa terra. E, acreditem: encontramos obs-tculos at para isso. Pensar que o povo no percebe esta relao existente entre rgos pblicos e alguns veculos de comunicao subestimar a capacidade de en-tendimento da populao, sendo esse o maior equvoco de muitos polticos e suas equipes. Se no fosse isso, a situao poltica atual seria bem diferente. Sete Lagoas uma cidade que cresceu muito nos ltimos anos. A imprensa local tambm evoluiu, inclusive com o surgi-mento deste veculo de comuni-cao, que possui uma proposta totalmente diferente de todos os outros da cidade. Mas mui-to difcil trabalhar em busca da divulgao da verdade, quando se tem pouco, ou quase nenhum apoio dos rgos pblicos e da iniciativa privada. Para finalizar este desabafo, volto a dizer o que meu saudoso pai, Almerin-do Camilo, sempre disse: divul-gar preciso, doa a quem doer!Jos Vtor Camilojosecamilo@domingoemcasa.com.brPublicao da AC&S Mdia Ltda CNPJ - 05.373.616/0001-21Rua Luiz do Carmo, 39Bairro Jardim Arizona - Sete Lagoas-Mg - CEP 35700-374 - (31) 3775-0629Diretor geral - Jos vtor CamiloEditora e Jornalista responsvel - Sandra Carvalho - Mg - 14.854Diretor comercial - Rafael Melgaoreprter Aline DinizDiagramao - Antonio Dias e Wanderson Fernando DiasDistribuio - AC&S MdiaImpresso - O Tempo Servios grficos (Contagem-Mg)representante comercial SP, rio e braslia - Screanmedia (11) 3451-0012 e (11) 9141-2938fale conosco: redacao@domingoemcasa.com.br e comercial@domingoemcasa.com.brOS ArTIGOS ASSINADOS NO EXPrESSAM NECESSArIAMENTEA OPINIO DESTE JOrNAl.domingo em Casado LeitorlADO HUMANOAchei muito interessante a forma como foi abordada a matria sobre a entrega das escrituras, mostrando um lado mais humano, contando a histria de algumas pessoas. Principalmente por ter um grande amigo entre as pessoas que ainda vo ter a situao regularizada.Pedro da SilveiraBairro Santa LuziaAJUDA AO AbrIGOSenti muita vontade de ajudar tambm no abrigo de menores depois de ler a reportagem de dia das mes na ltima edio. Infelizmente meu horrio de trabalho ainda no permite ajudar muito, mas tentarei doar alguns livros.fernanda DiasBairro CanaESPOrTE AMADOrAdorei ver a cobertura da Taa Jos Belarmino no jornal. Acho muito importante ver o futebol amador sendo divulgado com destaque nos meios de imprensa, j que isso estimula bastante a prtica desse esporte, que auxilia no s na sade, mas tambm tirando jovens do mundo do trfico.Jos ramon HortaBairro Esperana fonte : clima www.climatempo.com.br3Cidade e regio Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012Alm da obra no bairro Jardim dos Pequis, Sete Lagoas receber recursos para uma outra praa do mesmo tipoPor Sandra CarvalhoSete Lagoas j foi seleciona-da para receber mais uma praa de Esporte e Cultura (PEC) do governo federal. A cidade, que na semana passada anunciou a construo de uma praa nos mesmos moldes no bairro Jardim dos Pequis, ser contemplada mais uma vez pelo Programa de Acelerao do Crescimento (PAC 2). A informao est disponvel no site de transparncia e pres-tao de contas das obras do governo federal e foi confirmada pelo secretrio adjunto de Plane-jamento, Elto Svio.O bairro que receber a nova praa anunciada ainda no foi definido pela Prefeitura de Sete Lagoas, que ficar responsvel pela execuo das obras. Sabe--se que, assim como no bairro duas praas de esporteJardim dos Pequis, a segunda praa ter 3.000 metros qua-drados com: rea verde, quadra coberta, pista de skate, biciclet-rio, mesas de jogos, academia ao ar livre, playground, biblioteca, um Centro de Referncia em As-sistncia Social (Cras), alm de rea de exposio, telecentro, sanitrios, salas multiuso e um auditrio com 60 cadeiras. O custo de cada uma das praas de mais de R$ 2 milhes.A construo da praa do bair-ro Jardim dos Pequis, anunciada na semana passada, j est em processo de concorrncia pbli-ca e, to logo seja conhecida a empresa vencedora, a prefeitura emitir ordem de servio para o incio das obras, considerando que os recursos j esto garan-Renata CaldeiRa/tJMGtidos pelo Ministrio da Cultura. A expectativa de que em no mximo um ano a estrutura j es-teja disponvel populao, caso tudo transcorra bem no processo de concorrncia e na execuo, afirmou.Svio lembrou que, no caso da praa do bairro Jardim dos Pe-quis, Sete Lagoas foi uma das 401 cidades em todo o pas - e uma das 29 cidades mineiras - contem-pladas pelo Ministrio da Cultura para receber a praa. Um dos cri-trios para a escolha da cidade foi ter obras do PAC 1 em andamento, o que o nosso caso, concluiu.A Coordenadora da Secretaria de Planejamento, Ktia Noguei-ra, explica que j foram feitos os estudos de impacto na folha do municpio para manuteno do espao, em parceria com a Fun-dao Municipal de Ensino Profis-sionalizante (Fumep). Os custos de manuteno, incluindo pes-soal, sero de R$ 1,6 milho por ano. Parte desses custos j so absorvidos pela administrao municipal, j que alguns funcio-nrios das secretarias parceiras sero realocados para a Praa de Esportes e Cultura, alm de parce-rias Pblico/ Privada.IMAgENS PAC 2/DIvULgAOPerspectivas de como sero as praas de esporte e culturaPara agilizar causas de famliaJustiaO Tribunal de Justia de Minas gerais (TJMg) inaugurou nesta semana a 2 vara de Famlia e Su-cesses em Sete Lagoas. Atendendo a uma deman-da do municpio, o rgo Judicirio instalou servio com o objetivo de agilizar o julgamento das causas, uma vez que as demandas de famlia representam uma parcela considervel nos processos que trami-tam na comarca. A insta-lao da 2 vara beneficia tambm as populaes dos municpios de Baldim, Santana de Pirapama, Inhama, Cachoeira da Prata, Jequitib e Fortuna de Minas municpios que tm suas causas julgadas no foro de Sete Lagoas.Em seu discurso durante a solenidade de instalao da 2 vara de Famlia e Su-cesses, o desembargador Tibrcio Marques, que re-presentou o presidente do TJMg, falou que o objetivo da iniciativa tornar a Jus-tia mais gil para aqueles que querem resolver seus problemas. patente o esforo da instituio para aperfeioar-se, mesmo dian-te de todas as dificuldades, inclusive as de cunho ora-mentrio, afirmou.Para o diretor do Foro da comarca, juiz Artur Ber-nardes Lopes, a iniciativa constitui, antes de mais nada, mais uma vitria dos cidados na busca incessan-te pela excelncia na pres-tao da tutela jurisdicio-nal, um direito fundamental por excelncia.O diretor do Foro disse que os caminhos percorri-dos para a que a instalao dessa nova vara fosse poss-vel no se revelaram ridos nem espinhosos, porque a agilidade na tramitao de processos judiciais um dos objetivos do pla-nejamento estratgico do TJ. Segundo ele, os esfor-os do presidente do TJMg contriburam de forma re-levante para o sucesso da iniciativa.Acredito ser essa a t-nica que dar cor nova vara ora instalada: a coo-perao multidimensional em prol da construo de um futuro no qual o ci-dado seja o epicentro dos esforos comuns dos poderes da Repblica na busca por uma socieda-de mais justa e ecltica, concluiu o juiz. O juiz diretor do Foro, artur Bernardes lopes, e o desembargador tibrcioRenata CaldeiRa/tJMG4 Cidade e regio Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012Moradores dos bairros JK e Planalto comemoram 1 ano de descaso e cobram soluo definitiva para buracosPor Aline DinizEmbora a Prefeitura de Sete Lagoas divulgue que a operao tapa-buracos na ci-dade est a todo vapor, com mais e mais balanos de con-sertos realizados, algumas crateras conhecidas da popu-lao e j denunciadas aqui no DOMINGO EM CASA fazem aniversrio. Revoltados e can-sados de pedir ao poder p-blico uma soluo para o pro-blema, alguns moradores dos bairros Planalto e JK fizeram protestos inusitados: com um bolo de aniversrio em mos, eles celebraram mais de um ano dos referidos buracos.A reportagem do DOMIN-GO EM CASA acompanhou de perto o drama dessas pes-soas. Na avenida Professor Abeylard, altura do bairro Planalto, os carros precisam usar a contramo para trafe-gar no sentido centro, j que o outro lado da via est com-pletamente esburacado. Um dos buracos to grande que quase atravessa por completo a avenida. Dona Maria do Carmo Silva, que tem um comrcio no local, conta que os moradores j pro-testaram e o que obtiveram foi apenas um paliativo. H dois meses fizemos um grande pro-testo e o que conseguimos foi com que eles colocassem casca-lho nos buracos, mas as chuvas j levaram tudo embora. Aqui na rua at policias e polticos usam a contramo. um ab-surdo e um desrespeito com o povo, relata. No bairro JK, a situao no diferente. Renata Lucia-na da Silva que tem uma loja de roupas na avenida Dalton revelou que s chover para surgir mais um buraco. J liguei vrias vezes para a prefeitura e recebo sempre a mesma desculpa de que eles esto tapando os buracos e que a nossa vez vai chegar. Porm, enquanto esperamos, acidentes ocorrem. Outro dia um motoqueiro caiu da pon-te porque no viu um buraco que estava escondido debai-xo de uma poa de gua. vincius Santos, tambm morador e empresrio no bairro JK, afirma que o bura-co em frente a sua loja j fez aniversrio. Esse buraco co-meou a se abrir h um ano e nada foi feito, j presenciei trs carros caindo l dentro. O ltimo quebrou todo.Alm de prejudicar os mo-radores, a pssima situao do asfalto atrapalha muito a vida de quem trabalha diri-gindo pela cidade. O moto-rista Antnio Marcos Almei-da faz entregas de mveis e eletrodomsticos e , segun-do ele, em algumas regies, quando chove, o caminho no consegue entrar. Aqui no tm buracos e, sim, crateras, o problema to grave que gasto R$ 500 por ms para recuperar os danos que os buracos causam ao meu caminho. No bairro CDI, quando chove, eu no consigo entregar a mercado-ria e isso causa indignao nos clientes. Alm disso, mui-tos produtos estragam duran-te o transporte, quando isso acontece eu preciso voltar no depsito e pedir outra merca-doria, o que atrasa a entre-ga, relata Antnio. Crateras fazem aniversriono bairro JK, buracos causam acidentes; moradores querem soluo definitiva e protestam de forma inusitada Moradores tambm cantaram parabns no bairro alvorada5Cidade e regio Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012Moradores dos bairros JK e Planalto comemoram 1 ano de descaso e cobram soluo definitiva para buracosCrateras fazem aniversrioProblema o sistemaEnquanto a populao sofre com acidentes, pre-juzos materias, dentre outros, a prefeitura luta para resolver um proble-ma tcnico. Segundo o se-cretrio de obras de Sete Lagoas, Antnio garcia Maciel, o maior obstculo para a realizao de obras de tapa-buraco e recape-amento uma adequao pela qual o sistema de informtica da prefeitura est passando para aten-der a uma exigncia do Tribunal de Contas. Ns j temos uma li-citao de R$ 2,2 milhes aguardando a liberao dos recursos, mas o que atrasou foi o processo de concorrncia entre as em-presas de informtica que iriam realizar a migrao do sistema da prefeitura. Agora tudo ser online. J estamos na fase de treina-mento de pessoal. Sem re-alizar a adequao exigida pelo Tribunal de Contas, no era possvel obter ver-bas, esse o nosso princi-pal problema, explica. Antnio explica porque alguns bairros tm obras e outros esto h mais um ano aguardando. A secre-taria tem trabalhado com os recursos que restaram de 2011, isso significa que em vez de existir 20 equi-pes de tapa-buracos tra-balhando nas ruas de Sete Lagoas, hoje apenas duas realizam o trabalho. O se-cretrio afirma que o novo contrato j foi assinado e que na prxima semana o trabalho de tapa-buracos ser intensificado. Na prxima semana vamos ini-ciar o trabalho com quatro equipes e vamos aumentar gradativamente.PrOfESSOr AbEylArDCom relao a avenida Professor Abeylard, o se-cretrio de obras esclare-ce que l est sendo feito um trabalho de recapea-mento. Em vez de tampar os buracos da avenida, ela ser toda drenada e depois asfaltada. De acordo com Antnio, as obras j come-aram e vo ficar prontas em, no mximo, quatro me-ses. As obras na avenida Professor Abeylard come-aram na semana passada. Ns vamos recapiar desde a ponte at o aterro sani-trio. Essa obra est sendo realizada pelo Ministrio do Turismo e est orada em R$ 2,6 milhes. Ele explica ainda que a via ser drenada antes de ser asfaltada, o que, segundo ele, vai amenizar bastante o aparecimento de novos buracos. Quem paga os prejuzos?O mecnico Marcelo Canabrava, que mora e trabalha em Santana do Pirapama, conhece bem os buracos de Sete La-goas. Ele explica que os buracos podem causar muitos prejuzos para os motoristas. Quando o carro cai no buraco mui-tas peas podem ser dani-ficadas como: amortece-dores, balanas, buchas, pneus, dentre outros. Dependendo do estrago e do modelo do veculo, o concerto pode ficar entre R$ 150 e R$ 700. Em al-gumas situaes, precisa-mos chamar um guincho. Os buracos podem ainda causar acidentes graves. Ao desviar deles, fcil perder o controle da dire-o e colidir em pessoas, animais e em outros ve-culos, esclarece. Marcelo comenta ainda que acidentes com motos podem ser ainda piores. Por estarem mais vul-nerveis, os motoqueiros podem se machucar bas-tante, muitas vezes eles no veem o buraco a tem-po de desviar. Alm dis-so, as avarias podem ser to extensas que me-lhor comprar outra moto do que pagar o concerto, o que chamamos de per-da total.FOTOS gERALDO MAgELA S/DIvULgAOMoradores tambm cantaram parabns no bairro alvoradaBairro So Francisco tambm apresenta problemas com buracos6 eConomia Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012Combate aos incndios florestaisgovernador, no ano passa-do, quase 250 incndios atin-giram reas de conservao em nosso Estado. Agora, o gover-no de Minas acaba de lanar o Plano de Aes de 2012 para preveno e combate a incn-dios florestais. gostaria que o senhor explicasse qual a no-vidade para este ano.Antonio Anastasia: verda-de. Ns tivemos no ano passado, no ano de 2011, um ano com grande nmero de incndios em razo da seca prolongada que ti-vemos por mais de cinco meses em Minas gerais. E neste ano de 2012 ns estamos tomando medidas preventivas bastante abrangentes de maneira a redu-zir o impacto desses incndios, a maior parte deles, lamentavel-mente, criminosa. Estamos apor-tando cerca de R$ 26 milhes no Estado, exatamente para equi-pamentos, para termos dispo-sio avies e helicpteros para fazer o combate aos incndios. Tambm temos, em parcerias com empresas privadas, mais cerca de R$ 9 milhes, tambm para instrumentos e utenslios necessrios ao combate para incndios, campanha de preven-o e de esclarecimento e, so-bretudo, qualificao, tambm, no s do Corpo de Bombeiros, mas em especial dos brigadistas voluntrios, que so muito im-portantes nesse esforo que ns temos para o combate aos incn-dios florestais.Ou seja, governador, h uma grande mobilizao por parte da fora Tarefa do Pre-vincndio dentro deste Plano. Como funciona esta fora Tare-fa e como ela vai atuar enquan-to mecanismo de preservao do meio ambiente em nosso Estado?Antonio Anastasia: Minas gerais um Estado que tem, felizmente, uma grande cober-tura vegetal, com muitas re-servas e muitas florestas. Num momento ento que surge a seca, os incndios vm. Muitos deles, como eu disse h pouco, so criminosos, so pessoas que pem, de propsito, fogo e at outros, no de propsito, mas por descuido, que lanam cigarros ou outro material in-flamvel nas nossas florestas. O resultado que essa Fora Tarefa que est sendo reorga-nizada bastante abrangente, envolve rgos do Estado, en-volve empresas, envolve orga-nizaes no governamentais. E seu princpio fundamental exatamente acabar com os in-cndios no seu incio, porque se ns conseguirmos identifi-car e terminar com o incndio quando ele est comeando ainda, certamente os prejuzos sero muito menores. Por isso, estou apostando muito em pre-veno e tambm em divulga-o, com mensagens de orien-tao s pessoas para tomarem cuidado com a nossa natureza. E, evidentemente tambm, re-comendaes, no caso espec-fico Polcia Civil, para coibir aqueles que so criminosos e que agem com dolo. Aproveito a oportunidade para tambm fazer aqui tambm um pedido, um apelo a todos os mineiros que nos acompanham, com o objetivo de ns identificarmos e chamarmos o Corpo de Bom-beiros, a Fora Tarefa, quando tivermos notcia ou conheci-mento de qualquer ato crimi-noso que possa lesar as nossas florestas, ou tambm o incio de qualquer incndio florestal, que muito grave.O senhor falou sobre um investimento significativo por parte do Estado, falou sobre a participao de empresas e, ago-ra, conclamou a populao para tambm participar deste Plano. Significa que, por meio de um grande mutiro, o Governo de Minas reafirma seu propsito de contribuio para preservao do meio ambiente?Antonio Anastasia: este o nosso grande intuito, porque sa-bemos que no ser to somen-te o governo sozinho e isolado que vai conseguir preservar este nosso grande patrimnio que o meio ambiente de Minas ge-rais. O governo tem se aliado s prefeituras, ao governo federal, estamos juntos com a sociedade civil, com as empresas e com as entidades de classe, exatamente com este objetivo. A questo dos incndios um bom propsito, porque ns temos as nossas bases de identificao, no s em Curvelo, como em Janu-ria, Pirapora, viosa e outras cidades. Mas, para identificar-mos bem, precisamos ter uma grande cobertura de apoio da populao e da sociedade. E esse o nosso maior propsito com este Plano de Combate a Incndios Florestais.Antonio Anastasiagovernador de Minas geraisExportaes caem e importaes aumentam, aponta estudo da Unifemm; indstria automobilstica e de frango ganham espao, enquanto ferro fundido perdePor Sandra CarvalhoOs reflexos da crise econmica internacional, principalmente dos Estados Unidos e da Europa, so sentidos por empresas e inds-trias exportadoras de Sete Lagoas. Houve queda nas exportaes no acumulado do primeiro trimes-tre do ano em comparao com o mesmo perodo do ano passado. A venda para o exterior de ferro fun-dido, considerado carro-chefe da economia local, tambm vem cain-do, mas a indstria automobilsti-ca e a de frango vm conquistando seus espaos na fatia. Enquanto as exportaes caem, as importa-es aumentam. O crescimento na compra de produtos que vem de outros pases foi de mais de 80% em maro.As constataes so da pesquisa Comrcio Exterior de Sete Lagoas, realizada pelo Ncleo de Estudos Econmicos e Sociais da Unifemm. Entre as explicaes para o cenrio negativo da balana comercial da cidade esto, alm da crise interna-cional, as oscilaes do dlar.O estudo realizado por eco-nomistas da Unifemm mostra que houve uma queda de 4,08% no valor exportado pela cidade em relao ao ms de fevereiro. O valor caiu de US$ 52,85 mi-lhes para US$ 50,69 milhes. J as importaes em maro regis-traram um aumento de 84,59% em relao a fevereiro, gerando um dficit de US$ 25,83 milhes na balana comercial. Esta pequena variao resultado, alm de outros fatores, da crise internacional, que acaba por re-fletir seus efeitos em pases que comercializam produtos com o Brasil, explica a economista e coordenadora do Ncleo de Es-tudos Econmicos e Sociais da Unifemm, Adriana Noce.J o aumento das importaes na balana comercial de Sete La-goas no significa uma situao totalmente negativa e pode ser interpretado como uma situao favorvel para o mercado. Adria-na Noce explica que, quando se importa mais, possivelmente se produz mais. Aproximadamente 80% da pauta de importao mu-nicipal proveniente da aquisio de bens intermedirios, principal-mente peas e acessrios de equi-pamentos de transportes. A forte presena deste setor automotivo no complexo industrial do munic-pio tem gerado crescimento para economia local, conclui.No acumulado do primeiro trimestre, a pesquisa mostra que houve uma queda de 5,50% no valor exportado em comparao com o mesmo perodo de 2011. De janeiro a maro deste ano, o valor das exportaes atingiu US$ 134,11 milhes. As importa-es tambm tiveram queda no perodo acumulado e totalizaram US$ 151,28 milhes. A reduo foi de 23,31% em relao ao pri-meiro trimestre do ano passado. Apesar disso, o municpio per-manece no 17 lugar no ranking dos municpios exportadores de Minas e em 86 lugar no cenrio nacional (entre 2.096 cidades).Adriana Noce explica ainda que a variao cambial outro fator que contribuiu para a que-da das exportaes em Sete La-goas nos primeiros trs meses do ano. De janeiro a maro, o valor do Dlar frente ao Real perma-neceu estvel, com a moeda bra-sileira tendendo a se valorizar a cada dia. No se pode negar que a moeda brasileira valorizada acaba por prejudicar as exporta-es, pois os produtos brasilei-ros ficam mais caros no exterior, o que dificulta a comercializao. Hoje o cenrio j um pouco di-ferente com relao ao cmbio e certamente as exportaes tero alta, analisa a economista.reflexos da crise mundial em sete LagoasDestinos dos produtos sete-lagoanosAmrica (Mercosul: 41,74%, Aladi 21,20%): 62,94%sia (excluindo Oriente Mdio): 13,93%Unio Europeia: 9,50%Estados Unidos (incluindo Porto rico): 6,73%Outros blocos: 6,90%Entre os produtos mais exportados no primeiro trimestre de 2012, o desta-que, segundo o estudo da Unifemm vai para a indstria automobilstica, res-ponsvel por quase 40% das exporta-es, sendo os motores com 20,50%, os chassis com 10,31% e os veculos com 9,14%. J a representao do fer-ro fundido, que antes era o carro chefe da economia de Sete Lagoas, passou de 55,34% no primeiro trimestre de 2011 para 30,28% em igual perodo de 2012. No acumulado do ano, S ete Lagoas registrou variao negativa de -48,05% no valor exportado deste pro-duto, em relao ao mesmo perodo de 2011, passando de US$ 78,16 milhes para US$ 40,60 milhes. O cenrio do ferro fundido na cidade um recorte do que vem acontecendo em todas as cidades produtoras do Estado.Os motivos para a queda das exportaes do ferro fundido so a crise internacional, a valorizao do real e o excesso de estoque de ao no mundo. Alm disso, o municpio pas-sou por uma situao desfavorvel no segundo semestre de 2011, quando foram paralisadas diversas siderrgi-cas na cidade. Apesar da retomada de algumas empresas, efeitos ainda so percebidos, explica Adriana Noce. No entanto, segundo ela, neste ms de maio, o cenrio j mais favorvel. A recente valorizao do dlar certa-mente influenciar neste mercado. Os empresrios do setor esto otimistas e inclusive j fecharam novas vendas para a sia e os Estados Unidos, afir-ma a economista.Carne de frangoJ a carne de frango vem ganhan-do espao nas exportaes e conquis-tando os mais exigentes mercados. Preo, qualidade e sanidade so os Conversa com a PresidentaSou assistente social no Centro de referncia de Assistncia Social (CrAS). Como devo proceder para que os usurios deficientes possam ter acesso aos direitos do Plano Na-cional dos Direitos da Pessoa com Deficincia? (Clia Regina vieira, 53 anos, assistente social em Hulha Ne-gra (RS)Presidenta Dilma Clia, em novembro do ano passado, ns lanamos o viver Sem Limite, com aes nas reas de educao, sade, incluso social e acessibilidade, que visam promover a autonomia e ga-rantir direitos para as pessoas com deficincia. Para implementar essas aes e fazer com que os benefcios cheguem efetivamente vida das pessoas, estamos construindo parce-rias com Estados e municpios. Em ja-neiro, o Estado do Rio grande do Sul aderiu ao viver sem Limite, por meio da assinatura de um termo de coo-perao com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidncia. Na oca-sio, foi lanado o RS sem Limite, que trabalha na mesma linha do progra-ma federal. Para obter informaes detalhadas sobre como fazer chegar os benefcios s pessoas com defi-cincia com as quais voc trabalha, basta consultar a Secretaria de Justi-a e Direitos Humanos do Rio grande do Sul ou a Fundao de Articulao e Desenvolvimento de Polticas P-blicas para Pessoas com Deficincia e Pessoas com Altas Habilidades (FADERS). Para conhecer em deta-lhes as aes do viver sem Limite, que mobilizar investimentos de R$ 7,6 bilhes at 2014, basta acessar a pgina www.pessoacomdeficiencia.gov.br. Temos no Brasil 45 milhes de pessoas com deficincia, sendo 2,5 milhes no seu Estado. Estamos trabalhando no sentido de criar as condies para que esses brasileiros possam desenvolver todas as suas potencialidades. Gostaria de ter mais informaes sobre o andamento das obras de Transposio do rio So francisco, incluindo o percentual concludo e o prazo estimado de concluso. (Heitor Brasil da Silva, 47 anos, tcnico de produo no Rio de Janeiro (RJ) Presidenta Dilma O Projeto de Integrao do Rio So Francis-co com Bacias Hidrogrficas do Nordeste Setentrional o maior empreendimento de infraestrutura hdrica que o governo federal est executando e j est com 36% das obras concludas. Os investimen-tos esto divididos em 14 lotes, alm de dois canais de aproxima-o. Esto em atividade 11 lotes de obras, nos quais trabalham cerca de 4.500 pessoas, nmero que deve subir para 6.500 at o final do ano. No Eixo Leste, que vai da captao no reservatrio de Itapa-rica, em Floresta (PE), at o reser-vatrio Poes, em Monteiro (PB), as obras estaro concludas at de-zembro de 2014. No Eixo Norte, o trecho que vai da captao no So Francisco, em Cabrob (PE), at o reservatrio Boi II, em Brejo Santo (CE), dever estar concludo tam-bm no final de 2014. O trecho que vai deste ltimo reservatrio at o reservatrio Engenheiro vidos, em Cajazeiras (PB) ser finalizado em dezembro de 2015. Quando estiver concludo, Heitor, o Projeto de Integrao vai levar gua para a populao urbana de 390 munic-pios do semirido nordestino nos estados de Pernambuco, Paraba, Cear e Rio grande do Norte. Por que o governo no cria pro-gramas para ajudar quem deseja pa-rar com o vcio de fumar? (Jos Mar-ques Canuto, 56 anos, representante comercial em Duque de Caxias (RJ)Presidenta Dilma O Sistema nico de Sade (SUS), Jos, atende gratuitamente quem busca ajuda para parar de fumar. O programa existe desde 2005. Basta procurar um posto de sade prximo de casa ou do trabalho e se informar sobre locais e horrios de tratamento para tabagismo. Entre 2005 e 2011, o Ministrio da Sade destinou R$ 98 milhes ao tratamento de fumantes. Neste mesmo perodo, o Ministrio enviou s Secretarias Estaduais e Municipais de Sade 44,3 milhes de adesivos, 5,3 milhes de gomas de mascar e 3,1 milhes de pastilhas de nicotina, alm de 16,4 milhes de comprimidos de cloridrato bu-propiona, usados no tratamento de fumantes. Nossas polticas pblicas vm contribuindo fortemente para a reduo do tabagismo. Pesquisa do Ministrio da Sade mostra que, de 2006 para 2011, o percentual de fumantes na populao caiu de 16,2% para 14,8%, menos da meta-de do ndice de 1989, que ficou em 34,8%, segundo pesquisa do IBgE. Hoje, temos mais ex-fumantes do que fumantes no Pas, mas sabe-mos que precisamos continuar re-forando essa luta. Para obter mais informaes sobre as aes anti-tabagismo, voc pode recorrer ao Disque Sade, pelo telefone 136. A ligao gratuita. Dilma Rousse PresidentaMande sua pegunta para Dilma Rousseff pelo e-mail perguntapradilma@domingoemcasa.com.br7entretenimento Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012eConomiaExportaes caem e importaes aumentam, aponta estudo da Unifemm; indstria automobilstica e de frango ganham espao, enquanto ferro fundido perderefl exos da crise mundial em sete Lagoasautomobilsticos em altafatores responsveis pelo crescente au-mento das exportaes desse produto, informa Adriana Noce. Segundo ela, no primeiro trimestre de 2012, a carne de frango in natura tornou-se o quarto prin-cipal produto exportado pelo pas. Somente neste ano, o Brasil deve produzir 13 milhes de toneladas de frango. O consumo interno do pas aproximadamente 65% da produo, ficando o restante para a exportao. No Brasil a exportao da carne de frango teve variao positiva de 1,9% no primeiro trimestre em relao ao ano anterior, com participao de cerca de 3% da pauta. No Estado de Minas gerais ocorre situao distinta, as exportaes caram 7,42% no mes-mo perodo. Para o municpio, a expanso do setor tem sido bastante favor-vel. Em 2011 exportou-se US$ 32,98 milhes, com participao na pauta de 5,23%. No primeiro trimestre de 2012 j foram comercializados US$ 8,07 milhes, com participao na pauta de 6,02%. Este valor exporta-do 64% superior ao registrado no primeiro trimestre de 2011. O setor tem investido em sua linha de produ-o, buscando melhorar a qualidade do produto e ampliar comercializao no exterior, completa a responsvel pelos estudos.Diante dos nmeros, a econo-mista conclui que, apesar de todos os problemas, a economia de Sete Lagoas vai bem, principalmente por conta da diversificao dos produtos. Diversificao de produtos e inves-timento em qualidade so fatores primordiais, que podero resultar em empregabilidade e, principalmente, desenvolvimento do municpio, con-clui a economista.8 teLeviso Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012resumo de novelasCoraes Feridos (sBT 20h30) Eduardo tira o capuz do bandido: o Roni. Os policiais algemam Flvio. Eduardo comenta com Olavo que Aline pode ter passa-do o cdigo de segurana para Roni. Amanda relembra de Roni por causa do sequestro e da invaso da casa de Dinho. Eduardo afirma a Roberto que Aline contratou um capanga para matar vitor. vitor visita Aline e diz que os dois esto legalmente divorciados.Saulo informa Olavo que Aline vai ser acusada de mais um atentado. Amanda e Eduardo esto de partida para a fazenda ao lado de vera e Lucy. Roberto afirma a Aline que ela no tem chance de ficar sem cumprir pena. A juza d incio ao julgamento de Aline e Flvio. Eduardo, Amanda, vera, Olavo, vitor assistem ao julgamento. A juza pede o vere-dicto ao jri.A emissora no divulgou o resumo do ltimo captulo.A emissora no divulgou o resumo do ltimo captulo.A emissora no divulgou o resumo do ltio captulo. No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta SbadoCheias de Charme (globo 19h15)Rosrio e Penha so abordadas na rua por estranhos e se surpreendem. Chayene vai delegacia e denuncia Penha, Cida e Rosrio. Ticiane conta para Lygia que ela imitada por Penha no clipe. O delegado alerta que o clipe de Rosrio e suas amigas pode no ser considerado crime e Chayene se decepciona. Cida, Penha e Rosrio prestam depoimento na delegacia e encontram Chayene.Socorro pede demisso a Mslova para trabalhar com Chayene. Rosrio, Penha e Cida so presas por desacato. Sarmento repreende Cida e Elano apoia a domstica. Lygia procu-rada por uma reprter para dar sua opinio sobre as Empreguetes. Chayene e Fabian se apresentam no Fausto e Rosrio reconhece sua msica. Kleiton sugere uma campanha na internet para libertar as Empreguetes.Elano e Kleiton lanam um movimento para libertar Penha, Cida e Rosrio. Brunessa conta para Rodinei que est grvida dele. Ro-dinei e Niltinho grafitam o condomnio com frases de apoio s Empreguetes. Larcio con-ta para Chayene que est sendo organizada uma manifestao pr-Empreguetes. Fabian assiste ao clipe das Empreguetes. Incio visita Rosrio na cadeia e a pede em casamento.Rosrio aceita o pedido de Incio. Sar-mento flagra Elano na sala de Lygia e questiona a advogada. Elano tenta negociar um acordo com Sarmento para soltar as trs domsticas. Incio sequestrado por Maral, e Dinha e Heraldo vo atrs deles. Snia assiste mani-festao em favor das Empreguetes pela Tv e no gosta. Elano avisa a Penha, Cida e Rosrio que Chayene concordou em retirar a queixa.Dinha e Heraldo salvam Incio. Maral consegue um panfleto com a foto de Rosrio. Elano explica a Rosrio, Penha e Cida as con-dies do acordo que fez com Chayene e a fa-mlia Sarmento. As Empreguetes se surpreen-dem com o assdio dos fs. gentil convida as Empreguetes para uma entrevista. Conrado e Isadora discutem por causa de Cida. Ariela confirma sua gravidez. Lygia procura Penha.Ariela conta para Humberto que est grvida. Incio se incomoda com os com-promissos de Rosrio. Sarmento sugere que Conrado se case com Isadora no mesmo dia que Ariela. Lygia no gosta de saber que Con-rado foi instalado em seu escritrio. Kleiton convence voleide a fazer o primeiro show das Empreguetes no Chopeok. Cida ouve Conra-do pedir Isadora em casamento. Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadorebelde(Record 20h30)Binho fica diante de Jonas e confronta o diretor. Becky conta a Cris que quase beijou Marcelo. Miguel sente saudades de Alice e fica determinado em conquistar de vez a rebelde. Pilar procura Miguel e diz que quer entrar em seu RPg. Ela diz ao Zimmer que sabe da histria de Lucy. Diego e Roberta se beijam na piscina. Pedro pergunta a Alice se realmente tudo est acabado entre os dois.Alice diz a Pedro que no quer ficar com Miguel. Miguel conta a Jonas que Pilar est olhando as fichas dos alunos. Os rebeldes avi-sam Miguel e Lucy que no vo continuar no jogo. Lucy fica irritada com o grupo ao saber da notcia. Alice diz a Miguel que no quer mais ser a princesa. Leila flagra Binho e Carla tentando fugir do Elite Way. Alice diz a Pedro que o ama. O casal se beija.Pedro e Alice combinam de dormir no poro. Lucy fica estranha e deixa Miguel preo-cupado. Roberta e Diego ficam assustados ao verem que algum rasgou as roupas de Alice. Penlope beija Joo no meio do corredor. Jo-nas suspende Carla e Binho. Lucy tenta rasgar as roupas de Roberta mas impedida pelo Diego. Pedro v Miguel conversando com Alice e fica furioso.Diego segura Lucy. Pedro e Alice voltam a se entender. Carla e Binho ficam preocupa-dos com a possvel punio de Jonas. Toms e Binho trocam socos. Os rebeldes ensaiam. Miguel explica o novo RPg dos professores para os alunos do Elite Way. Pedro e Alice continuam em clima de romance. Binho tenta entrar no colgio depois de suspenso. Jonas fica sabendo e diz que ir expuls-lo.Pedro e Alice evitam brigar. O casal tenta resolver suas diferenas. Carla no cede e deixa Toms arrasado. Carla diz a Binho que ainda est em dvida. Pilar fica impressiona-da com o jeito de Miguel. vicente fica surpreso com o beijo de Tatiana. Jorge leva bombons para Beth. Marcelo explica o novo jogo para Jonas. Toms usa o rdio da escola para im-pressionar Carla. Toms e Carla se beijam. No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadoamor eterno amor(globo 18 h15)Fernando seduz Regina. Laura e gil combinam de se encontrar. Regina avisa a Fernando que Rodrigo ir a outra sesso com Beatriz. Regina fica decepcionada com o apar-tamento de Melissa no edifcio So Jorge. Me-lissa fica tensa ao ver o desenho de Anglica. Juliana e Bruno se beijam. Melissa tem uma crise de fria por causa de Anglica. virglio encontra a ex-mulher viva.virglio no conta para Anglica so-bre o paradeiro de Rodrigo. Rodrigo fala com Ieda e Ione. virglio conta para Melissa sobre Anglica e ela se preocupa. Anglica implora para ir embora e Zenbio fica at-nito. gabriel dispensa gabi de comparecer no jantar para Beatriz. Fernando coloca um pendrive no computador de Beatriz sem que Regina perceba.Fernando mente para Regina e afirma que no mexeu no computador de Beatriz. Ro-drigo ajuda Jacira a falar com Tobias. Dimas che-ga em casa furioso com Laura. Dimas estranha o sumio de Melissa. gil mostra a Laura a foto que o garom tirou de sua tentativa de agresso a Dimas no restaurante. Rodrigo pede para conversar com Miriam. Melissa chega casa de Anglica vestida como verbena.Melissa no encontra Anglica em casa e ameaa Zenbio para que revele seu para-deiro. gil consola Laura. verbena aparece ao lado de Rodrigo, que fica confuso ao conver-sar com Miriam. Lexor repreende Clara por ter pedido para verbena ajudar Rodrigo. Cris se insinua para Klber. Lexor afasta verbena de Rodrigo. Melissa v a foto de Dimas no jornal e procura Laura.Melissa e Laura trocam ofensas. Re-gina pe a culpa em valdirene por Michele no poder mais brincar com Clara. Fernan-do descobre a senha do computador de Beatriz. Beatriz aceita se casar com gabriel. Fernando se enfurece ao ouvir Rodrigo falar de Miriam em sua sesso. Julinho avisa a Las que trabalhar para Ribamar. Fernan-do pede para reatar com Miriam.Rodrigo v Fernando falando com Miriam. valria se esconde de seu noivo. Rodrigo comenta com Melissa que teme que Fernando faa algo contra Miriam. Melissa mostra a Dimas as consultas de Rodrigo. Mi-riam diz a Henrique que precisa sair do Rio de Janeiro. Melissa prepara uma armadilha para valria com a ajuda de Branco.Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadomscaras (Record 22:15h) SbadoBig Blond estranha o fato de Otvio (Martim) no saber a senha do tablet. Otvio tenta despistar e vai ao banheiro. O fazendei-ro telefona para Dcio escondido. Eliza diz a Big Blond que suspeita que Otvio no seja Martim, mas o prprio fazendeiro. Big Blond ordena que ela investigue as coisas de Otvio. Eliza encontra uma carta de Maria para Mar-tim e conclui que Otvio se matou por culpa.Big Blond diz a Otvio (Martim) que ele foi induzido a matar Otvio. Yara pressiona Nair para saber se Evaldo est em sua casa. Big Blond fala para Otvio (Martim) que o americano lhe passar a senha do tablet. Ot-vio finge que Martim lhe deu a autorizao para receber a senha. Big Blond consegue desbloquear o tablet. Olvia recebe uma liga-o com a voz de Martim.Jairo acha graa no comportamento do casal Zez e sugere um jogo envolvendo o filho imaginrio. Flvia no gosta da presena de Marina na casa de valria. Otvio mostra a carta de Maria para Dcio e afirma que ela amava mais o irmo. Pescadores encontram Martim desmaiado na praia. Otvio confessa a Dcio querer esquecer que falhou com Ma-ria e afirma que Otvio Benaro est morto.Big Blond diz a Fausto que est disposto a atirar em Otvio (Martim) e Eliza. Eliza e Otvio passam a noite juntos. Eduardo Sotero se mostra contra a ideia da produo independente, mas Luma garan-te que interrompero o jogo quando uma delas engravidar. Eliza diz a Otvio que Maria est dopada porque o paradeiro de Tavinho no conhecido. Eliza diz a Otvio que ir sozinha fa-lar com Big Blond. Otvio sugere que eles fujam do pas. Flvia conta para valria que Marina apanhou de gabriel e quer morar em sua casa. Eliza afirma no conseguir deixar Otvio e diz que o ama. Eduardo Sotero fica incomodado ao notar Elvira em sua palestra. Eliza implora para que Big Blond a deixe ser livre. No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta SbadoCarrossel (sBT - 21h)Sbado Depois das frias, as crianas se prepa-ram para o primeiro dia de aula. Todos esto ansiosos para conhecer a professora nova. He-lena revela me que est um pouco nervosa para o primeiro dia de aula. As crianas che-gam escola. Maria Joaquina a nica que no se entrosa, e esnoba as amigas. Ao conversar com Helena, Cirilo afirma que Maria Joaquina no gosta dele por conta da sua cor.Cirilo conta aos colegas que ganhou um beijo da professora Helena. Ao conversar com Maria Joaquina, Helena pergunta se a garota tem algum problema com Cirilo e pede para ela dar uma chance a ele. Helena est aflita preenchendo os formulrios que Olvia pediu. Ao entrar na sala de aula, a diretora Olvia flagra Paulo em cima da mesa da professora e leva o aluno e Cirilo para a diretoria.Cirilo tenta convencer a diretora de sua inocncia, mas ela d advertncia a ele e a Paulo. Helena conversa com Olvia. No recreio, Maria Joaquina e valria brigam. Ao chegar na sala de aula, valria comenta com Laura que a professora Helena s um rostinho bonito. Cirilo chega em casa e conta aos pais que levou uma advertncia. Jos, pai de Cirilo, o repreen-de e manda o garoto ir para o quarto.Maria Joaquina conta me que seus colegas so uns selvagens e pede para a me contratar seguranas para ela. Rosa, me de valria, vai conversar com professora Helena. Cirilo puxa conversa com Maria Joaquina e ela o corta. Helena pede a ajuda de Rosa para conseguir controlar valria, pois a menina tem muita energia. Na sala de aula, Helena percebe que Adriano est estranho.Olvia pergunta a Helena o que ela tem a dizer sobre o vidro quebrado. Kokimoto e Jaime confessam a Firmino que quebraram o vidro. Com medo, Marcelina tenta convencer valria a no olhar as respostas da prova. valria pro-cura as respostas nos cadernos da professora. Maria Joaquina conta ao pai que Jaime o alu-no mais burro da turma. O pai a repreende e a aconselha a ajudar o colega. No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadomalhao (globo 17h50)Teresa implora que gabriel no se afaste de Cristal. Beto fica com cimes de Babi e guido. Beto afirma a Laura que vitinho um golpista. Maria arma para Luana prejudicar a reputao de Kiko na Ilha das Celebridades. Ziggy, Beto e Filipe fazem plano para desmas-carar vitinho. Alexia pergunta a gabriel se ele se casar com Cristal.gabriel revela para Alexia que fingir gostar de Cristal. Maria chega Ilha das Ce-lebridades acompanhada por Beto, e Kiko, com Alexia. Jefferson se irrita quando Apareci-da fala mal de Dbora. Alexia e Kiko do entre-vistas, enquanto Maria se diverte pensando na chegada de Luana. Beto pergunta sobre o suposto namoro de Babi e Beto para Alexia. Kiko cai na piscina e entra em pnico.Alexia e Beto ajudam Kiko a sair da piscina e descobrem que ele no sabe nadar. gabriel se incomoda ao ver Alexia confortar Kiko. Carmem desiste de viajar e vitinho pede para cozinhar para ela. Natlia desconfia ao ver o nmero de pessoas no nibus rumo Ilha das Celebridades. gabriel tenta se expli-car para Alexia. Moiss ameaa Kiko, e Alexia o repreende. Cristal procura Alexia.Cristal finge chorar e reclama de Alexia para gabriel. Natlia se desconcentra no tra-balho ao ver Nelson. Maria dispensa Beto na frente de sua turma do kung fu. Cristal garante a Moiss que gabriel voltar para ela. Fabiano conta para Laura sobre sua primeira namora-da. Carmem no permite que vitinho a beije. gabriel repreende Alexia por ter contado para Cristal que sua me o procurou. gabriel e Alexia se desentendem. Carmem afirma a vitinho que no ter nada com ele, porque quer encontrar Lus Avelar. Beto procura Maria. gabriel dispensa Cristal. Kiko e Timtim vencem o concurso de dana. gabriel fica atento ao ver Alexia ir embora. Beto flagra Maria beijando Miguel. gabriel surpreende Cristal costurando sua roupa para tentar esconder sua falsa gravidez. No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta SbadoMax se insinua para Nina. Carminha fala para Dbora se juntar a ela para tirar Rita do caminho de Jorginho. Suelen tenta conven-cer Adauto a voltar a jogar. Leleco conta para Muricy que Suelen est na casa de Adauto. Ele acusado de manter Suelen presa. Carminha fica satisfeita ao saber que Rita no mora mais em Copacabana. Jorginho pergunta para Nina por que ela faz Betnia se passar por ela.Jorginho ameaa entregar Nina para a sua famlia. Ele cobra de Lucinda a verdade sobre Nina. Leleco desconfia de Sidney. Iran ameaa contar para Monalisa a farsa de Silas se ele impedir Suelen de entrar em casa. Zez alerta Carminha de que Jorginho se encontra-r com Rita. Nina avisa Betnia. vernica diz a Cadinho que sabe que ele a trai com Alexia. Carminha v Jorginho com Betnia.Jorginho discute com Betnia e Carminha observa os dois. Tufo se ad-mira com os elogios que recebe de Nina. Muricy fica arrasada ao saber que Adauto viajou. Betnia consegue fugir de Jorginho e Carminha. Nina fica apreensiva com Car-minha. Cadinho pede para ficar na casa de Alexia. Nina revela a Jorginho que foi Carmi-nha quem a levou para o lixo.Nina revela parte de sua verdadeira his-tria para Jorginho, que questiona Tufo sobre o passado de Carminha. Lucinda descobre o local onde Nina instalou Nilo. Suelen manda Iran e Leandro explicarem quais so as inten-es deles com ela. Leleco flagra Sidney com uma mulher. vernica aceita Cadinho de vol-ta. Jorginho pergunta a Carminha por que ela no contou que Rita era sua enteada.Carminha mente para Jorginho sobre Rita. gata flagra Nina chorando. Beverly procura Adauto e Muricy flagra os dois jun-tos. Max destrata Ivana e Nina a consola. Tufo conta para Jorginho que atropelou e matou gensio. Max tenta seduzir Nina. Jorginho pergunta a Lucinda quem abando-nou Rita no lixo. Carminha afirma a Max que se vingar de Rita.Carminha pede ajuda a Max para enfrentar Rita. Nina se oferece para ajudar Carminha a se livrar de Rita/Betnia. Muricy pede para Ivana demitir Beverly. Cadinho che-ga casa de Nomia e ela comenta o que ve-rnica est fazendo contra o marido. Leleco v Sidney e Tesslia e reage mal. Nina pede para Betnia se passar por ela. Carminha pede perdo a Rita/Betnia e Nina observa a cena.avenida Brasil(globo 21 h )Segunda Tera Quarta Quinta Sexta SbadoOs resumos dos captulos de todas as novelas so de responsabilidade de cada emissora Os captulos que vo ao ar esto sujeitos a eventuais reedies.9entretenimento Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011PerFiL Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012No ar em Fora de Controle, Rafaela Mandelli quer distncia da zona de confortoPor Geraldo bessaTv PressFugir de qualquer limita-o artstica um objetivo para Rafaela Mandelli. Seja na tev onde a interpretao de personagens semelhantes est na ordem do dia , nos palcos ou no cinema, a atriz sempre faz questo de escolher os ti-pos mais diferentes. Eu sigo uma tendncia no trabalho e na vida de no me acomodar, valoriza a intrprete da cora-josa Clarice de Fora de Con-trole, srie da Record.Para Rafaela, foi essa in-quietao que a deixou dis-tante do universo das moci-nhas, depois de se destacar como a correta Nanda, pro-tagonista da temporada 2001/2002 de Malhao, da globo. Depois de uma prota-gonista na tev, muito fcil voc chegar em um patamar e se sentir satisfeita com o que faz e ganha para atuar. Eu es-colhi um caminho mais alter-nativo, assume a intrprete de 33 anos.Sem pensar muito, a atriz brasiliense elege a ida da glo-bo para a Record como sua grande aposta no desconheci-do. E no esconde a satisfao com as oportunidades ofereci-das pela emissora atual. Era um momento de abertura de mercado e agora vejo a em-presa se estabilizar. gosto de fazer parte disso, garante a atriz, que estreou na Record em 2007, na saga mutante de Caminhos do Corao, e teve um papel de destaque na minissrie bblica Sanso & Dalila, no ano passado.Atualmente no ar como uma destemida investigadora da Polcia Civil, Rafaela deixa claro que Clarice a persona-gem mais instigante de sua trajetria. A maior parte desta empolgao justificada pelo mergulho da atriz no submun-do do crime carioca e no tom cinematogrfico da produo de quatro episdios, escrita por Marcilio Moraes. A 'pega-da' da srie ultrapassa a ques-to de ter apenas a esttica prxima dos filmes. O elenco todo teve de achar um ritmo Caminho alternativoRafaela Mandelli, a Clarice de Fora de Controle, srie da RecordPEDRO PAULO FIgUEIREDO/CARTA Z NOTCIASmais preciso e denso para a atuao. gostei do resultado, ainda mais sabendo do pro-cesso para ser chegar at ele, elogia.Comprometida com a srie desde novembro do ano pas-sado, a atriz passou por um curioso mtodo de preparao ao lado de seus parceiros de cena, Milhem Cortaz e Cludio gabriel, intrpretes do dele-gado Medeiros e do inspetor Brando, respectivamente. Sob o comando do preparador de elenco Luiz Mrio vicente, o trio chegou a vivenciar situa-es verossmeis ao cotidiano de uma equipe da Polcia Civil. Em um dos exerccios, fo-mos para o Saara, um centro comercial popular do Rio de Janeiro. Era sbado, estava lotado e nossa funo era si-mular a busca por um ponto de drogas em uma das lojas do local, explica. Com o figurino de Clarice, a atriz garante que no foi reconhecida pelo p-blico e ainda conseguiu colher dados que seriam importan-tes em uma investigao real. Eu tinha de entrar na loja, descobrir o nome do dono, telefones, endereo, CNPJ do estabelecimento, uma srie de detalhes. Ao longo do dia, aquilo foi funcionando e a gen-te ficou cada vez mais envolvi-do, relembra.Longe de Milhem e Clu-dio, Rafaela decidiu pesquisar a postura das mulheres que trabalham na corporao po-licial e se surpreendeu. No existe o clich de que para so-breviverem naquele ambiente, elas precisam se masculinizar. Quando cheguei na delegacia, vi mulheres fortes, determina-das, mas todas maquiadas, de vestidinho, conta. Feliz com os primeiros epis-dios de Fora de Controle, Rafa-ela agora espera, ansiosamente, o incio das gravaes da segunda temporada da produo feita pela Record em parceria com as produtoras gullane e grifa Filmes , que tem previso de estreia para o segundo semestre. Acho que a srie tem potencial para mais histrias. Quatro episdios muito pouco. Adorei a persona-gem e fiquei com a sensao de 'quero mais', ressalta.O cinema se tornou uma usina de ideias para a atu-ao de Rafaela Mandelli. A aproximao da atriz com os sets comeou com a politicamente incorreta Laura de Meu Nome No Johnny, de 2008, e se re-petiu com a ex-prostituta Amlia, de Reis & Ratos, de 2012, ambos filmes diri-gidos por Mauro Lima. Para ela, participar de longa--metragens surge como uma ttica para se reciclar como atriz. um exerccio diferente, volto para a tev cheia de novas possibilida-des, conta.Alm de papis mais alternativos no cinema, Rafaela o tipo de atriz es-tudiosa. Quando no est no ar, busca aprimorar sua atuao em cursos e ofici-nas de interpretao. Sei dos altos e baixos da pro-fisso. preciso ficar sem-pre me a primorando. Fao aula de canto, preparao vocal, cursos de atuao de vrias vertentes. Sempre buscando um novo olhar, destaca.Perodo de reciclagem rafaela Mandelli estreou na tev de forma tmida, com uma pequena participao em Andando Nas Nuvens, de 1999. Com 13 anos de carreira televisiva, ela acumula no currculo seis novelas, trs minissries e uma srie. O contrato de rafaela com a record vai at 2016. Logo que foi convidada para Fora de Controle, Rafaela comeou a assistir a sries policiais americanas como CSI e Law & Orderinstantneas10 entretenimento/horsCoPo Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012O garotinho est num canto do ptio chorando muito at que e a professora vai dar uma fora e diz:- no chore, Joozinho! Sabe por qu?- no sei, no, professora!- Porque quando gente pequena chora muito, acaba crescendo e ficando feia...- ento, professora, quando a senhora era pequena devia ser a maior chorona da turma, n?horscopoBotiQuim do tuim por dum"menino Choro"Cruzadas diretasSemana tranquila, em que tudo tende a evo-luir dentro do esperado. No final da semana, poder ter de fazer uma escolha que vai abrir novos caminhos. No setor sentimental passar por uma situao intensa e vai sentir-se muito apaixonado.gmeos21/5 a 20/6Semana muito intensa. Isso vai provocar des-gaste fsico e psicolgico. Ter vontade em fa-zer tudo ao mesmo tempo. No setor sentimen-tal tendem a surgir discusses por causa de cimes. Esteja calmo, j que nem tudo o que se diz verdade.Cncer21/6 a 217voc pode encontrar uma nova direo para a sua vida e novas metas devem ser traadas. tempo de passar dos pensamentos ao. No se-tor sentimental vai sentir-se cansado da situao atual. Est numa boa hora para falar e decidir que rumo dar sua atual ligao.ries21/3 a 20/4Perspectiva de semana intensa, favorvel. Est capaz de conduzir sozinho a sua prpria vida. Apesar disso, no deixe de ouvir opinies das pessoas que convivem com voc. No setor sen-timental necessita estar em harmonia com seu (sua) parceiro (a).touro21/4 a 20/5Perodo de mudanas necessrias para que passe a viver melhor. Ter de ter coragem para deixar para trs situaes ou pessoas que no contribuem para o seu bem-estar. No setor sentimental seja mais observador antes de tomar atitudes.Leo22/7 a 22/8tima fase tanto no lado pessoal quanto no pro-fissional. Deve aproveitar todas as oportunidades positivas. No setor sentimental ter de se impor para que as suas posies sejam respeitadas. Aproxime-se de amigos com quem j no convive h algum tempo.virgem23/8 a 23/9Inicia a semana muito confiante, mas no deve revelar as suas intenes. Atue apenas no mo-mento certo e fique atento s oportunidades. vai ter necessidade de ficar sozinho por alguns momentos. Explique isso para seu parceiro, para evitar mal entendidos.Libra23/9 a 23/10vai andar fazendo novos planos e estratgias. H que esquecer um pouco o passado para que se possa perspectivar o futuro. No setor sentimen-tal, vai sentir-se cansado da sua situao. No final da semana estar mais forte e decido em alterar o rumo da situao.escorpio23/10 a 21/11Ter uma semana calma. Deve tentar acalmar alguma ansiedade j que tudo se concretizar na hora certa. No setor sentimental, tende a sentir-se um pouco deriva, nem sempre poder contar com o seu parceiro. Evite discusses e tudo pas-sar e melhorar.sagitrio22/11 a 21/12Capricrnio est sob a influncia de fortes energias que trazem determinao e vonta-de em atingir e concluir objetivos, no bas-ta apenas tentar, mas, sim, insistir. No setor sentimental, tente disponibilizar mais tempo para o seu parceiro.Capricrnio22/12 a 20/1vai contar com a sua capacidade de raciocnio e fora interior para encarar os desafios. Podem surgir solues para questes financeiras pen-dentes. Tome cuidado com algumas pessoas im-plicadas nessas questes. No setor amoroso, saia um pouco da rotina.aqurio21/1 a 19/2Peixes est sob a influncia de uma conjuntura positiva que permite obter crescimento e ter re-alizao em todas as reas da sua vida, apenas tem de se esforar e sobretudo ter muita f. No setor sentimental as relaes estaro pautadas pela estabilidade.Peixes20/2 a 20/3fonte: www.portalangels.comPALAVRAS CRUZADAS DIRETASSoluowww.coquetel.com.br Revistas COQUETEL 2012BANCO 61PAMOFCARTOLINAERRADOANITAETATMITOLOGIAETPOARSOSUEMAAMADRENALINAEATSCIDGEACHAASUORUFANOCEREALPOPROTICASERAANILRANDROMEDA(?) anterior,leitura ini-cial da as-sembleiaRomancede GastonLerouxPapel pa-ra exportrabalhosescolaresSufixo de "averme-lhado"Reelege-ram Ahma-dinejadem 2009O"avestruz"sul-ame-ricano Estadocom capi-tal em Ma-naus (sigla)Hormnioassociado ao esporteradicalVitaminaessencial visonoturna (?) Moreira, locutorde TVCada, eminglsAlvarengaPeixoto,poetarcadeAv de Matu-salm(Bblia)Fibra (?),cabo datelefoniadigital Conjun-o queintroduz ahiptese Galxia em espiral"prxima" nossaPopular(abrev.)Decifra otextoQue seorgulhade algoAmarrarO azul daBandeira 500, emromanosSemente que serve para ali- mentaoRdio(smbolo)Comer,em inglsSecreocutneaAtosjulgados pela CortePenal Internacional"Roteiro" do msicoao tocarUma dasfontes deinspiraoda cultura renascen-tista Acio Ne-ves, polticoNome da8 letraInterjeiode espantoAbrir, eminglsProfissional que po-sa em publicidadesde cuecasEncho (o teatro)Arte, emlatim(?) Pacino,atorEmpregoSublime;elevado(fig.)Errar, eminglsPalavra tu-pi comumem top-nimosaE M A3/ars eat err it. 4/each open. 5/ufano. 9/andrmeda.11entretenimento Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011agito CuLturaL Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012Parasos ArtificiaisClassificao 16 anos Erika uma DJ de relativo sucesso e muito amiga de Lara. Juntas, durante um festival onde Erika trabalhava, elas conheceram Nando e, juntos, vivem um momento intenso. Entretanto, logo em seguida o trio se separa. Anos depois Erika e Nando se reencontram em Amsterd, onde se apaixonam. S que apenas Erika se lembra do verdadeiro motivo pelo qual eles se afastaram pouco aps se conhecerem, anos antes.Cineplex 2 18h40 20h50 (NAC) Os VingadoresClassificao 14 anos - Loki retorna Terra enviado pelos chitauri, uma raa aliengena que pretende dominar os humanos. Com a promessa de que ser o soberano do planeta, ele rouba o cubo mgico dentro de instalaes da S.H.I.E.L.D. e, com isso, adquire grandes poderes. Loki os usa para controlar o dr. Erik Selvig e o gavio Arqueiro, que passam a trabalhar para ele. No intuito de cont-los, Nick Fury convoca um grupo de pessoas com grandes habilidades, mas que jamais haviam trabalhado juntas: o Homem de Ferro, Capito Amrica, Thor, Hulk e a viva Negra. Cineplex 3D 13h30 16h 18h30 - 21h (DUB) Cineplex 1 13h20 16h10 18h40 -21h10 (LEg) Piratas PiradosClassificao Livre Cineplex 2 14h40 16h40 (LEg) batleship batalha dos MaresClassificao 14 anos Cineplex 4 13h30 16h10 18h40 -21h10 (LEg) CinemaPreosCineplex Shopping Sete lagoasRua Otvio Campelo Ribeiro, 2801,EldoradoPreos: Segunda a quinta R$ 8(inteira) R$ 4 (meia)Tera maluca - R$ 5 (inteira) R$ 2,50 (meia)Sexta a Domingo/Feriado R$12 (inteira)R$ 6 (meia)Ingresso 3D Segunda a Quinta R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)Sexta a Doming/Feriado R$16 (inteira)R$ 8 (meia)da Bossa nova aos aromas do mundoO jornalista e raizeiro Herivelton Moreira, ex-colaborador do DOMINGO EM CASA, est provocando polmica na internet com o seu livro Eu Morri e voltei para Contar Como . Em 2004, ele sofreu um enfarto durante sete horas, estando em estado de quase morte por quatro horas seguidas. Quem quiser saber mais sobre o livro pode acessar a pgina do Facebook: Eu morri e voltei para contar como . L voc poder ler o livro gratuitamente ou adquirir o arquivo em PDF por R$ 10 para ler no computador na hora que quiser. Mais informaes pelo telefone (31) 9668-6512.Est a fim de uma noite com os amigos e quer agradar todos os gostos? Ento no deixe de ir ao Rock Samba in Night, que acontece neste sbado, 19H s 23h no Night Lounge. O evento, que est marcado para comear s 23h, contar com apresentaes da banda Paranexo, que tocar o melhor do pop rock, e do grupo de pagode 100 Destino. Alm disso, o DJ Marcelo Henrry tocar as msicas que agitam o momento. A boate fica na rua Nicola Lanza, 177, no Centro de Sete Lagoas. Mais informaes pelo telefone (31) 3776-4040.Acontece neste domingo, dia 20 de maio, a apresentao da banda Bayonics, vinda diretamente dos Estados Unidos. O grupo, que faz um som que mistura samba, funk e hip hop, saiu da Califrnia para se apresentar no Opinio Pub, que fica na avenida Antnio Olinto, 1144, no Centro. O show acontecer s 23h, sendo que a casa estar aberta a partir das 21h. Os ingressos custamo R$10 (masc) e R$8 (fem), mas at as 21h30 as mulheres no pagam. Informaes: (31) 9725-0502.O empresrio, navegador e escritor Amyr Klink chega Sete Lagoas para participar do programa Sempre Um Papo, onde far o debate do tema A Navegao, o Empreendedorismo e a Literatura: os desafios em terra e mar. Alm disso, ele tambm participar de uma sesso de autgrafos de seus livros. O evento acontecer no dia 28, segunda-feira, s 19h30, no auditrio Dr.Marcelo viana, da Unifemm. A universidade est localizada na rua Marechal Castelo Branco, 2.765, no bairro Santo Antnio. Informaes pelo telefone (31) 3261-1501 ou no site www.sempreumpapo.com.br. rock e sambavindos dos euamorri e voltei para contar como amyr Klink em sete Lagoas FOTOS DIvULgAOdeliciosamente artstico Comea no prximo dia 31 deste ms mais uma edio do Festival gastronmico do Templo 8, evento que j marca registrada na agenda cultural de Sete Lagoas. A artista plstica Adriana Drummond abre as portas da sua galeria de arte para uma temporada de eventos gastronmicos, culturais e musicais. O Templo 8 fica em um casaro do sculo XvIII, que est localizado na praa Tiradentes. Em 2012, o festival, que tem durao de dois meses, chega recheado de novidades. Entre os dias 31 de maio e 20 de julho, o Templo 8 abrir nas quintas-feiras para jantares temticos e intervenes teatrais, enquanto nas sextas-feiras haver pocket shows, drinks e belisquetes. O tema que servir de inspirao para msicos, atores e chefs de cozinha ser Da Bossa Nova aos Aromas do Mundo. A programao cultural contou com a produo de Marina Santos, gabriel Alves e Ben Quinto. J na rea gourmet do festival, os chefes parceiros desta temporada so Adan Al garcia e Pathu Castro, que formam o grupo Aromas do Mundo. Sero 16 noites que voc no pode deixar de conferir. Alm disso, tambm haver trs exposies de artistas plsticos inditos em Sete Lagoas: Adriano Arajo, Elisiana Alves e valria Diaz. Interessados podem obter mais informaes no endereo www.facebook.com/templo8.o Cristo Csmico At hoje voc no foi prestigiar um show do cara mais rockn roll e apocalptico de Sete Lagoas? Ento melhor voc no perder as duas ltimas apresentaes do cantor Elson da Terra, no Opinio Pub, que acontecero nas prximas quintas-feiras, dias 24 e 31 de maio. O pub, localizado na avenida Antnio Olinto, 1.144, no Centro, abrir a partir das 21h, sendo que o show deve comear por volta de 22h30. A entrada para assistir ao show custa R$10 (masc) e R$8 (fem). Mulheres que chegarem at as 21h30 no pagam. Mais informaes pelo telefone (31) 9725-0502.12 esPortes Domingo em Casa 20 a 26 De maio De 2012Aps as decises regionais pelo Brasil, a bola j est rolando pelo Campeonato Brasileiro. A frmula de dispu-ta ser a mesma dos anos anteriores, com os clssicos na ltima rodada. Os quatro piores colocados sero re-baixados. Sero 38 jogos e os campees sero conheci-dos no inicio de dezembro. Algumas partidas ocorrero nas noites de sbado. galo e Raposa vo mandar as suas partidas na Arena Independncia, que poder se trans-formar num verdadeiro caldeiro. No Brasileiro, as atra-es so Neimar no Santos, Lucas no So Paulo, Fred no Fluminense, Diego Souza no vasco, Ronaldinho gacho no Flamengo, Montillo no Cruzeiro e Andr no Atltico. Haja corao! vai ser pura adrenalina durante 2012, lem-brando que, mesmo com as Olimpadas de Londres, a competio continua a todo vapor.GAlO MOTIVADOO Atltico encara a Ponte Preta, hoje, em Campinas (SP), no estdio Moiss Lucarelli, com novo uniforme. No ser fcil para o galo bater a Macaca, mas o time est motivado depois da conquista do ttulo mineiro. O tcnico Cuca tem vrios problemas para definir o time. Os volantes Leandro Donizete e Felipe Bastos, o meia Wesley e os atacantes Neto Berola e guilherme seguem em tratamento no departamento mdico. Porm, a vit-ria sobre o Amrica no domingo passado resgatou a con-fiana do grupo e, principalmente, do tcnico Cuca, que segue bem conceituado pela torcida e pela diretoria. No entanto, o alerta continua. O clube precisa de reforos pontuais para a disputa do Brasileiro: um lateral esquer-do, um meia e um atacante. fASE NOVA NO CrUZEIrOO Cruzeiro enfrenta o Atltico goianiense, neste do-mingo, em Uberlndia, devido punio imposta pelo Superior Tribunal de Justia Desportiva. O time celeste, agora sob o comando do tcnico Celso Roth, tem a chan-ce de apagar os vexames no Mineiro e na Copa do Brasil. O elenco limitado, mas a diretoria est empenhada em buscar reforos de qualidade como a contratao do vo-lante Tinga, do Internacional. Esse um sinal tambm de que o Roth j detectou um dos pontos fracos da equipe, a falta de marcao e de proteo a zaga. No se assustem se Roth armar o Cruzeiro sempre na retranca. No primei-ro coletivo durante a semana, foram cinco jogadores no meio campo e apenas Wellington Paulista no ataque. O maestro continua sendo o Montillo. MINEIrOS NA SrIE bAmrica, Ipatinga e Boa varginha so os representan-tes mineiros na Srie B deste ano. Os trs clubes tero adversrios qualificados na concorrncia ao acesso. vi-tria, gois, guarani, Cear, Ava, Atltico Paranaense e Bragantino so apontados como favoritos. O Amrica, por ser o ano do centenrio, tambm promete uma ti-ma campanha, assim como fez em 2010. Foram contra-tados, o lateral direito Boiadeiro do Cear, os volantes Agenor da Ponte Preta e Tiaguinho do Boa vista, alm do experiente meia gilberto, ex-Cruzeiro e vitria. Por outro lado, saram do Coelho: os zagueiros Otvio (em-prestado) e Anderson, o lateral esquerdo Rafael Estevam (emprestado), o volante Moiss e o meia Luciano, que marcou a histria do Coelho. Comea o BrasileiroEnio LimaNarrador esportivoJacarezinho empataFoi um verdadeiro empate com sabor de vitria. Assim pode ser definido o jogo de es-treia do Jacarezinho no Cam-peonato Mineiro de Juniores, que aconteceu no ltimo s-bado, dia 12. Aps comearem a partida perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo, os jovens atletas do Democrata Futebol Clube fizeram uma verdadeira demonstrao de garra e con-seguiram empatar a partida. O jogo, acontecido no es-tdio Csar Julio Salles, em Pedro Leopoldo, teve gols de gustavo e Hugo na equipe de casa, enquanto os autores dos gols salvadores da equi-pe de sete lagoas foram os garotos Patrick e Pedro. Os meninos do Jacarezinho en-tram em campo mais uma vez neste sbado, dia 19, na Are-na do Jacar, s 10h. Eles vo enfrentar a equipe do guar, vinda de Sabar.2 rodada de muitos golsAps uma primeira rodada de muitos empates, os times participantes da 1 Taa Jos Belarmino parecem ter entra-do no ritmo da competio, dando show para as torcidas com duas goleadas. Na segun-da-feira, dia 14, o Palestra e o Parma ficaram no empate por 3 a 3, enquanto o Montreal ven-ceu o Unio Friburguense por 1 a 0. No mesmo dia, dois jogos tiveram que ser cancelados por conta da forte chuva, mas eles aconteceram na ltima quinta-feira, terminando com empate por 2 a 2 entre o In-dustrial e o Renascer, e vitria do Fluminense por 2 a 1 sobre o Carroceria Celeste.Tambm na quinta, acon-teceram as goleadas da 2 ro-dada. A equipe do Novo Hori-zonte bateu o Serrinha por 4 a 2, e o Unio Brejinho fez 5 a 1 no Cricima. No mesmo dia, o Unio Bernardo no saiu do 0 a 0 contra o AFP. O grmio Alkaeda tambm ficou no em-pate por 1 a 1 contra o time do Bosque. Na prxima se-gunda, acontecero jogos da 3 rodada. No campo do Ser-rinha, a partir das 19h45, se enfrentaro AFP contra Novo Horizonte, enquanto o Serri-nha pega o Unio Bernardo. Ao mesmo tempo, no campo do Eucaliptal, ocorrero par-tidas entre Bosque e Crici-ma, e Unio Brejinho contra grmio Alkaeda. Parreira em sete Lagoas A Arena do Jacar recebeu uma visita ilustre na ltima quinta-feira, dia 17. O ex-tcnico da Seleo Brasileira e atual consultor da Secretaria de Estado Extraordinria para a Copa do Mundo (Secopa), Carlos Alberto Parreira, fez vistorias por centros de trei-namentos esportivos na Re-gio Metropolitana de Belo Horizonte, passando tambm por Sete Lagoas.Alm do estdio da nossa cidade, ele tambm visitou um resort que poder hospe-dar delegaes de selees para a Copa das Confedera-es 2013 e a Copa do Mundo 2014 em Sete Lagoas. Par-reira tambm esteve em Belo Horizonte, vespasiano e La-goa Santa, passando pela Ci-dade do galo e pela unidade de treinamentos da Uni-BH. Quem vier aqui, com certeza, vai levar uma impresso mui-to boa do trabalho que est sendo feito. So centros de treinamento de primeiro mun-do, de excelncia. No tenho a menor dvida em dizer que qualquer seleo vai se sentir muito bem aqui, disse o ex--treinador da Seleo.Na sexta-feira Parreira vi-sitou a Toca da Raposa II, do Cruzeiro, e o Centro de Trei-namento Lanna Drumond, do Amrica. Tambm participou do Salo Mineiro do Turismo, em Belo Horizonte, e conhe-ceu as obras do Centro de Instruo e Adaptao da Ae-ronutica, em Lagoa Santa. ALEXANDRA MARTINS/SECOPA