Jornal Domingo em Casa 37 edio

Download Jornal Domingo em Casa 37 edio

Post on 12-Mar-2016

223 views

Category:

Documents

9 download

DESCRIPTION

Jornal Domingo em Casa 37 edio

TRANSCRIPT

  • Sete lagoaS noS tRilhoS Bonitinho, MaS oRdinRioTrem que vai ligar cidade a Belo Horizonte deve sair do papel. Pg.7

    Leonardo Vieira conta tudo sobre o Ernesto, de "Vidas em Jogo". Pg. 11

    DISTRIBUIO GRATUITA TIRAGEM AUDITADA: 8.000 EXEMPLARES

    Mo

    rgu

    eFil

    e

    DiV

    ulg

    Ao

    doMingo eM caSa

    ANO 1 | EDIO 37 | SETE LAGOAS 1 A 7 DE ABRIL DE 2012

    doiS ladoS daReligiosos de Sete Lagoas explicam o verdadeiro significado da

    Pascoa e da Semana Santa; historiadores relacionam a abordagem crist tradicional entrega de ovos de chocolate. Pgs. 4 a 6

    MeSMa SeManaMeSMa SeMana

  • 2 oPinio Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    duke

    Divulgar preciso. Sempre!Muito se ouve questionar os

    valores investidos pelo poder p-blico em publicidade e aes de propaganda para divulgar os feitos do governo. No o caso espec-fico dos atuais governos munici-pal e estadual, que tm sido um tanto fransciscanos neste quesito. Porm, o gasto com publicidade no deve ser visto como algo con-denvel em si, como se fosse ina-propriado divulgar o que anda a fazer esta ou aquela administrao pblica. obviamente, as contas pu-blicitrias devem, sim, ser alvo de permanente fiscalizao daqueles que foram eleitos para este fim: os membros do Poder legislativo vereadores e deputados.

    Publicitar suas aes uma for-ma de os governos darem satisfa-o, prestarem contas populao do que tm feito com os recursos pblicos. infelizmente, nem sempre os prprios agentes polticos esto plenamente convencidos disso. No raro v-se casos de chefes de execu-tivo resistentes ao uso da propagan-da como ferramenta de dar satisfa-o ao povo da destinao que tm dado s verbas pertencentes a este mesmo povo.

    Crem estes que o fato simples de fazerem sua obrigao como ad-ministradores suficiente para que a populao reconhea seu trabalho e, como indistintamente todos es-peram, os agradea cumulando-os de votos quando chegar a hora de ir s urnas. Tambm no so raros os exemplos de administradores com tal perfil que se enganam em suas

    avaliaes e vem-se fragorosa-mente derrotados quando chegam as eleies.

    Diferentemente do que alguns apregoam principalmente quan-do esto na oposio - a publicida-de no tem o condo de comprar a opinio de veculos de comunica-o, muito menos de manipular a opinio pblica, fazendo feio o que bonito, ou bom o que ruim. A pu-blicidade no uma opo dos ad-ministradores pblicos, obrigao constitucional. direito do cidado manter-se bem informado sobre os feitos pblicos.

    Por seguir algumas normas tcnicas obrigatrias por lei, a propaganda oficial quer infor-mar mais que promover. Tanto assim que j vai longe o tempo em que as propagandas de pre-feituras e governos estaduais es-tampavam em letras garrafais os nomes dos administradores de planto naquele momento.

    Hoje o administrador no pode se auto-promover nas publicidades do rgo ou municpio que dirige, e para que isto seja observado com rigor a esto os olhos atentos dos membros do Ministrio Pblico, um dos mais democrticos avan-os dados Nao Brasileira pela Constituio de 1988. e que atentos fiquem tambm os membros do legislativo. Mas, privar a populao de uma justa prestao de contas do que anda fazendo um governo no apenas ruim politicamente para quem age assim. Chega a ser um acinte prpria democracia.

    Almerindo Camiloalmerindo@domingoemcasa.com.br

    Campinas ou Betim?Sete lagoas se encon-

    tra num momento de tran-sio em relao ao seu futuro. Poder se transfor-mar numa cidade plena-mente desenvolvida onde o padro de vida da popu-lao acompanha o ritmo do crescimento econmi-co, ou, poder, por outro lado, se transformar numa cidade lotada de empresas e, ao mesmo tempo, acu-mular problemas sociais por resolver.

    Devido localizao geogrfica, o crescimento de Sete lagoas tem mais importncia estratgica para Minas e para o Brasil, do que para a prpria ci-dade. Muitas cidades que estiveram na mesma situa-o, por no entender o an-tagonismo existente entre crescimento e desenvolvi-mento, negligenciaram a importncia da adeso da populao durante esse processo. em outras pala-vras, se a populao local no entender as transfor-maes e no se engajar, o crescimento econmico atropela o desenvolvimen-to humano.

    Acontece que os sete-la-goanos esto acostumados

    a serem protagonistas do desenvolvimento munici-pal. Pouqussimas cidades mineiras tm esse privil-gio. exemplos de desen-volvimento endgeno no faltam. o Banco Agrimisa e a Telesete, que embora tenham sido incorporados, so exemplos do poder empreendedor local. or-gulho da cidade o fato dos parques industriais, side-rrgico, ceramista e txtil terem superado vrias cri-ses econmicas do pas.

    Num futuro prximo, a maioria das cidades ter problemas com o abaste-cimento de gua. No en-tanto, em Sete lagoas, o Saae possui solues de engenharia para garantir autonomia no abasteci-mento para a populao e as empresas durante os prximos 50 anos.

    No campo da sade, brevemente, um hospital regional de primeirssima categoria tornar a cidade referncia estadual e na-cional. A implantao de uma faculdade de medici-na e de cursos de gesto da sade pblica mera questo de tempo.

    Na poltica, raras ci-

    dades dispem de cacife poltico de expresso es-tadual e federal to alto. outro esteio social local a ao pastoral da Dio-cese, que garante a sal-vaguarda da famlia como a base da sociedade. Se no houver quem defen-da a famlia como a clu-la mater da sociedade, o progresso sobrepe o tecido social. Vrias ci-dades se transformaram em terra de ningum por-que a referncia familiar perdeu significado.

    Porm, um novo contex-to socioeconmico paira sobre a cidade. uma janela de oportunidades se abre, tambm, para neo-sete--lagoanos. Acontece que mineiro desconfiado e costuma observar as coi-sas acontecerem primeiro para s depois agir. Mas isto no pode acontecer tarde demais. s ob-servar os exemplos das cidades que passaram pela mesma transio. em uma, a populao se en-gajou, e na outra, a popu-lao assistiu as mudan-as da janela.

    Crescimento com de-senvolvimento melhor!

    Jos Luiz Almeida Costajoseluiz@domingoemcasa.com.br

    Publicao da AC&S Mdia ltda CNPJ - 05.373.616/0001-21rua luiz do Carmo, 39Bairro Jardim Arizona - Sete lagoas-Mg - CeP 35700-374 - (31) 3775-0629Diretor geral - Almerindo Camilo (2709/Mg)Coordenador comercial - Sidney Duarte (comercial@domingoemcasa.com.br)Coordenador de Marketing - Jos luiz de Almeida CostaCoordenador de distribuio - rafael MelgaoEditora - Sandra CarvalhoReportagem - Jos Vtor Camilo e Cris DuarteDiagramao - Antonio Dias e Wanderson Fernando DiasTIRAGEM AUDITADA - 8.000 EXEMPLARESImpresso - o Tempo Servios grficos (Contagem-Mg)Representante comercial SP, Rio e Braslia - Screanmedia (11) 3451-0012 e (11) 9141-2938Fale conosco: redacao@domingoemcasa.com.br e comercial@domingoemcasa.com.br

    OS ARTIGOS ASSINADOS NO EXPRESSAM NECESSARIAMENTEA OPINIO DESTE JORNAL.

    doMingo eM caSa

  • 3Sete lagoaS eM tRanSFoRMao Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    Mobilidade urbana:Seltrans faz mudanas no trnsito. DOMINGO EM CASA ouviu a populao

    A questo do trnsito um grande desafio para as administraes mu-nicipais. Com cada vez mais pessoas motorizadas, as ruas e avenidas ficam estreitas com tantos veculos dispu-tando o mesmo espao. em qualquer obra realizada em via pblica, os transtornos causados, mesmo sendo

    temporrios, devem ser compensados com benefcios diretos populao. As solues criadas esto planejadas para ter vida longa para no causar novos incmodos.

    Procurado pela reportagem do DOMINGO EM CASA, o secretrio mu-nicipal Trnsito e Transporte urbano

    (Seltrans), Caio Valace, informou que passou a administrar o trnsito de Sete lagoas de acordo com a filosofia da mobilidade urbana (ver quadro).

    Nos ltimos seis meses, grande nmero de intervenes no trnsito pode ser observado, e vrias outras esto planejadas no Programa de

    Mobilidade urbana que a Seltrans implanta no municpio. Segundo ele, o prefeito Mrio Mrcio Maroca (PSDB) determinou que antevisse solues para acompanhar as trans-formaes sociais e econmicas da cidade, ouvindo sempre o que a po-pulao tem a dizer.

    conjunto de solues que facilitam e racionalizam o deslocamento urbano de pessoas e cargas, atravs da integrao dos diversos meios de transportes, com prioridade segurana e acessibilidade das pessoas.

    o que Mobilidade Urbana:

    trnsito na Santa Juliana ser mudado

    Via de acesso a grandes in-dstrias como iveco e Ambev, a Santa Juliana tornou-se uma das ruas com um trnsito mais desordenado de Sete lagoas. No intuito de facilitar o fluxo de veculos e pensando nos benefcios da prpria popu-lao, a prefeitura vai alterar o sentido da rua, que passa a ser de mo nica no sentido centro-bairro. essa mudan-a est prevista para o dia 5 de abril, afirma o secretrio Caio Valace.

    De acordo com o supervi-sor de Trnsito da Seltrans, Marcos Mezenga, a secretaria realizou um estudo minucio-so at se chegar a essa deci-so. Chegamos concluso que no sentido bairro-centro havia trs possibilidades de acesso - avenida Prefeito Al-berto Moura sentido bairro Nova Cidade, avenida Saba-r e ainda a avenida Prefeito Alberto Moura sentido bairro Montreal. Tambm conclumos que no sentido centro-bairro o acesso seria s pela Santa Ju-liana, explica.

    Populao avaliaPabline Cordeiro, de 30

    anos, farmacutica, conside-ra que a mudana no sentido do trnsito da Santa Juliana muito vlida. ela conta que j bateram em seu carro estacio-nado na rua. H dias em que eu tenho que estacionar nas ruas perpendiculares Santa Juliana por falta de espao, relata a farmacutica.

    Claudete ribeiro, de 42 anos, manicure, residente no bairro So Vicente, encara a mudana de forma positiva. ela circula diariamente pela Santa Juliana por meio do transporte pblico e acha que a mudana s trar benefcios para a populao. isso aqui

    catedral Santo antnio: obra polmica, mas necessria

    outra ao prevista pela Seltrans a abertura do trnsito na lateral da igreja Santo Antnio. Conforme explicou o secretrio Caio Valace, a determinao tem o aval da arquite-ta urbanista e analista do Ministrio Pblico, Andra lana Mendes Novais. essa medida faz parte das estratgias da Seltrans para minimizar os transtor-nos causados com o fechamento des-sa rua, sobrecarregando o trfego nas ruas Dr. Pena, Fernando Pinto, praa Baro do rio Branco e rua ilka Frana, com fortes reflexos nas ruas Senador Salgado Filho e Santa Helena. Alm disso, o intuito criar um corredor que ligue a rua Carmem Kilesse, na Vrzea, at o fim da Professor Abeylard, no Pla-nalto, explica o secretrio.

    Apesar do respaldo do Ministrio Pblico, a medida no bem vista pelo monsenhor Adelino de Souza lopes, responsvel pela Catedral de Santo Antnio, que foi informado da

    uma coisa horrorosa, so mui-tos acidentes. Acredito que com essa mudana as coisas vo me-lhorar, afirma a manicure.

    Narciso Nascimento, de 30 anos agente de Correios e conta a dificuldade que tem em realizar seu trabalho na rua Santa Juliana. ele tambm v com satisfao a notcia da mudana no trfego no local. Hoje eu fao a entrega da correspondncia toda de um lado da rua para voltar fazendo o ou-tro lado, cruzar a rua para fazer esse trabalho praticamente im-possvel, revela.

    Claudete Ribeiro: Isto aqui uma coisa horrorosa

    Narciso Nascimento: Cruzar a rua praticamente impossvel

    Neide Correia: Muitos acidentes vm ocorrendo aqui

    FoToS CriS DuArTeobra atravs de ofcio. Minha opinio desfavorvel, mas nunca fechei as por-tas para o dilogo, diz.

    o secretrio Caio Valace promete melhorar a informao sobre os benef-cios da obra para as pessoas afetadas. A inteno limitar o trnsito no local a veculos pequenos, instalando limitado-res de eixo e de altura. Vamos colocar tambm uma ilha central direcionando o trnsito para o lado esquerdo da via e deixando o lado direito destinado ao estacionamento, antecipa.

    Caio Valace explica que a ao im-portante porque o local fica repleto de veculos estacionados, e a falta de pas-sagem obriga que os veculos em circu-lao sejam obrigados a fazer manobras perigosas em um espao pequeno. Va-mos evitar riscos para as crianas e pe-destres que transitam no local, relata.

    Para a aposentada Neide Correia, de 47 anos, moradora do bairro da Vrzea que leva e busca os sobrinhos

    diariamente ao colgio regina Pacis, a abertura da via facilitar muito a cir-culao no local e uma questo de segurana para os muncipes. Muitos acidentes vm ocorrendo aqui devido falta de espaos para manobras. o trn-sito de veculos precisa ser organizado, opina.

    o povo fala sobre implantao de sentido nico nas ruas Jos Duarte de Paiva e Benedito Valadares

    o PoVo Fala

    Cilene Soares, 40 anos, arte finalista:J tive que trocar o retrovisor vrias vezes. Hoje est bem mais tranquilo, fiquei muito satisfeita com a mudana.

    Cilene Soaresanos, arte finalista:J tive que trocar o retrovisor vrias vezes. Hoje est bem mais tranquilo, fiquei muito satisfeita com a mudana.

    Priscila Liboreiro funcionria pblica:Foi muito benfico essa mudana, at mesmo para o pedestre que tinha muita dificuldade em atravessar a rua.

    Priscila Liboreiro funcionria pblica:Foi muito benfico essa mudana, at mesmo para o pedestre que tinha muita dificuldade em atravessar a rua.

    Cludia Correia, 48 anos, secretria:Depois da mudana, os acidentes diminuram muito. isso um ganho enorme para a sociedade.

    Cludia Correia48 anos, secretria:Depois da mudana, os acidentes diminuram muito. isso um ganho enorme para a sociedade.

    o secretrio Caio valence anuncia que em breve a rua Benedito Valadares ter os passeios alargados, para maior conforto e segurana dos pedestres.

    o secretrio Caio valenceque em breve a rua Benedito Valadares ter os passeios alargados, para maior conforto e segurana dos pedestres.

  • 4 Religio Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012MorgueFile

    Pscoa: reflexo e...chocolateJudeus e catlicos comemoram perodo com diferentes abordagens; historiador explica que h relao entre a entrega de ovos e o cristianismo

    Por Cris Duarte e Sandra Carvalho

    Pscoa, data que sucede a Qua-resma e a Semana Santa. um pero-do curto, mas com pelo menos trs grandes significados religiosos e culturais. Para os cristos catlicos, trata-se de um momento de reflexo sobre a paixo e morte de Cristo e o sacrifcio que ele fez para salvar a humanidade dos pecados. J os judeus, comemoram o Pessach, a libertao do povo judaico da escra-vido no egito, passagem descrita no livro xodo, do antigo testamento da Bblia. Paralelo a isso tudo, pessoas de praticamente todas as religies mantm a tradio de presentear amigos e parentes com ovos de cho-colate, um costume que, segundo historiadores, tem tambm uma re-lao com religies. A reportagem do DOMINGO EM CASA foi a campo con-versar com quem entende do assunto para detalhar os significados.

    Na viso catlica, de acordo com o monsenhor Adelino de Souza lopes, responsvel pela parquia de Santo Antnio, o perodo reservado para a reflexo e a converso espiritual, ou seja, o catlico deve se aproximar de Deus visando o crescimento espiritu-al. essencialmente durante a Qua-resma, fazemos um retiro espiritual voltado reflexo, onde os cristos se recolhem em orao e penitncia para preparar o esprito para a acolhi-

    da do Cristo ressuscitado no Domingo de Pscoa, afirma o Monsenhor.

    ele explica que a celebrao pascal j era uma festa dos Judeus, remetendo a passagem do povo pelo deserto em direo a Terra prometida e que a Pscoa era uma festa de co-memorao da libertao antes da morte de Cristo. Aps a crucificao, a Pscoa passou a ter um novo signifi-cado: o de ressurreio e de presena de Jesus com seu povo.

    Quanto aos sacrifcios e penitn-cias do perodo, o monsenhor explica que a carne usada simbolicamente como forma de renncia. o caminho que leva a Deus implica em renn-cias, sacrifcios. renuncia-se ao ca-minho da maldio e da morte para ir em direo ao caminho da beno e da vida, acrescenta.

    o monsenhor explica tambm que a Campanha da Fraternidade um instrumento para desenvolver o esprito quaresmal de converso e re-novao interior a partir da realizao de boas aes ao prximo, o que, para os catlicos, a verdadeira penitncia que Deus quer em preparao da Ps-coa. " uma maneira de se concretizar o exerccio pastoral, visando trans-formao das injustias sociais".

    Dessa forma, a Campanha da Fraternidade maneira que a igreja Catlica comemora a Quaresma em preparao Pscoa. ela concede ao perodo quaresmal uma viso voltada

    PESSAChJ entre os judeus, a passagem

    da sada do egito, o Pessach, o alvo das comemoraes e reflexes. Segundo informaes obtidas na Co-munidade Judaica de Belo Horizonte, o perodo marca o xodo dos judeus do egito, por volta do ano 1250 antes de Cristo. No egito, os judeus foram aprisionados pelos faras durantes vrios anos. A histria pode ser lida com detalhes no Velho Testamento da Bblia, no livro xodo.

    A Pscoa Judaica tambm come-mora especialmente a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde, liderados por Moiss, fugiram do egi-

    Monsenhor Adelino de Souza Lopes, da parquia Santo Antnio

    FoToS CriS DuArTe

    para as questes especficas do povo, essencialmente ligada Pscoa.

    A aposentada irene Arajo, de 66 anos, frequentadora participante da Parquia de So Cristvo, conta que a religio orienta que se faa jejum na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira da Paixo, facultando a quem quiser o jejum dos 40 dias livre. o jejum pode estar relacionado ao consumo de carne, lcool ou fumo de acordo com cada fiel. A Quaresma deste ano tem o tema que a sade se difunda sobre a Terra. A participao nos encontros semanais to importante quanto o jejum em si. um complementa o outro, pois nos encontros que aprendemos a palavra de Deus e rezamos, afirma.

    to. Nessa data, os judeus se renem e fazem e comem o matz (po sem fer-mento) para lembrar a rpida fuga do egito, quando no sobrou tempo nem mesmo para fermentar o po.

    Ainda de acordo com informaes da comunidade belo-horizontina, a festa de Pessach antes de tudo uma festa familiar, onde na primeira das duas noites realizado um jantar es-pecial chamado de Sder de Pessach. S participam aqueles judeus e gen-tios convertidos ao judasmo.

    Durante o jantar, a histria do xodo do egito narrada, e se faz as leituras das benos, das hist-rias, de parbolas e canes judai-cas. Durante a refeio, come-se o po sem fermento e utiliza-se rou-pa de sair para lembrar-se do sair apressado da terra do egito.

    E OS OvOS?Mas, e os ovos de chocolate?

    De onde surgiram? Muitos no con-seguem entender a relao entre dar ovos de chocolate e o perodo religioso cristo, mas o historiador rainer Sousa garante que ela existe. Segundo ele, para responder a essa pergunta preciso voltar no tempo em que o prprio cristianismo esta-va longe de se tornar uma religio. em vrias antigas culturas espalha-das pelo Mediterrneo, no leste eu-ropeu e no oriente, observamos que o uso do ovo como presente era algo

  • 5Religio Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012MorgueFile

    Pscoa: reflexo e...chocolateJudeus e catlicos comemoram perodo com diferentes abordagens; historiador explica que h relao entre a entrega de ovos e o cristianismo

    Viso protestanteentre os cristos protes-

    tantes, no h comemoraes festivas no perodo da Pscoa. o pastor Francislei Mercs, da Comunidade evanglica Deus Fiel, explica que a Quaresma um evento anual pertencente apenas ao calendrio Catli-co. Para ele, os atos de jejum, reflexo e arrependimento devem ser praticados de for-ma que no atraiam atenes externas e em qualquer poca do ano.

    o jejum algo bom quan-do feito sob a tica bblica. bom e agradvel a Deus quan-do abandonamos hbitos e prticas pecaminosas. No h absolutamente nada errado em guardar um tempo para nos concentrar apenas na morte e ressurreio de Jesus. entre-tanto, estas prticas so coi-sas que devemos fazer todos os dias do ano, no apenas nos 40 dias entre a Quarta-feira de Cinzas e a Pscoa, defende.

    o pastor explica que no evangelho de Mateus est cla-ro que a carne ou qualquer alimento que, sendo saud-

    vel, no prejudica a comunho com Deus, ou sua santificao. Muito pelo contrrio, aquilo que sai da boca que pode le-var a humanidade perdio. No adianta deixar de alimen-tar-se, e sair por a maltratan-do e caluniando o prximo. Devemos ter cuidado com o que est saindo da nossa boca. Quero salientar que a santi-ficao deve ocorrer nos 365 dias do ano, ressalta o pastor.

    A costureira evanglica Marlene Matos, de 61 anos, diz que acha ser desnecessria a realizao de sacrifcios, uma vez que o maior sacrifcio j foi feito por Jesus na cruz do calvrio. Marlene ainda acres-centa que a igreja evanglica que frequenta (Comunidade Deus Fiel) orienta que as oraes, jejuns e caridades ao prximo devem ser feitas du-rante o ano todo. Qualquer sacrifcio que, por ventura, vissemos a fazer seria nada, diante do sacrifcio de Cristo na cruz. ele j pagou o preo por nossas vidas, finaliza. (Por Cris Duarte)

    Marlene Matos defende a reflexo durante todo o ano

    Pastor Francislei, da Comunidade Evanglica Deus Fiel

    Irene Arajo diz que a participao na igreja fundamental

    tao de algumas antigas tradies e smbolos religiosos a outros eventos relacionados ao iderio cristo.

    A partir de ento, observara-mos a pintura de vrios ovos com imagens de Jesus Cristo e sua me, Maria. Conforme o historiador, o motivo religioso cristo passa a ser o principal para a entrega dos ovos e o coelho passa ter o mesmo significado que tinha no paganismo: renovao e esperana.

    No auge do perodo medieval, nobres e reis de condio mais abas-tada costumavam comemorar a Pscoa presenteando seus amigos, entes queridos e monarcas com ovos feitos de ouro e cravejados de pedras preciosas. At que chegssemos ao famoso e bem mais acessvel ovo de chocolate, foi necessrio o desenvol-vimento da culinria e, antes disso, a descoberta do continente america-no, afirma o historiador.

    Ao entrarem em contato com os maias e astecas, na Amrica pr-co-lombiana, os espanhis foram respon-sveis pela divulgao do chocolate no Velho Mundo. Somente 200 anos mais tarde, os culinaristas franceses tiveram a ideia de fabricar os primei-ros ovos de chocolate da histria. De-pois disso, acrescenta rainer, a ener-gia desse calrico extrato retirado da semente do cacau tambm reforou o ideal de renovao sistematicamente difundido nessa poca.

    bastante comum. em geral, esse tipo de manifestao acontecia quando os fenmenos naturais anunciavam a chegada da primavera e melhora nas colheitas.

    Conforme o historiador, no por acaso, vrios desses ovos eram pinta-dos com algumas gravuras que tenta-vam representar algum tipo de planta ou elemento natural. em outras situ-aes, o enfeite desse ovo festivo era feito atravs do cozimento deste junto a alguma erva ou raiz impregnada de algum corante natural. Atravessando a antiguidade, esse costume ainda se manteve vivo entre as populaes pa-gs que habitavam a europa durante a idade Mdia.

    Nesse perodo, muitos desses

    povos realizavam rituais de adora-o para ostera, a deusa da Prima-vera. em suas representaes mais comuns, observamos esta deusa pag representada na figura de uma mulher que observava um coelho saltitante enquanto segurava um ovo nas mos. Nesta imagem h a conjuno de trs smbolos (a mu-lher, o ovo e o coelho) que refora-vam o ideal de fertilidade comemo-rado entre os pagos, explica.

    A entrada desses smbolos para o conjunto de festividades crists acon-teceu com a organizao do Conclio de Niceia, no ano 325 depois de Cris-to. Nesse perodo, os clrigos tinham a expressa preocupao de ampliar o seu nmero de fiis por meio da adap-

  • 6 cidade e Regio Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    Nem s de ovos de chocolate vive a Pscoa. Ideias criativas fazem a data ser inesquecvel.

    Quem gosta de dar esses produtos diferenciados tem como opo de compra vrias lojas do

    Shopping Sete Lagoas. So almofadas de coelhinho, licores, pelcias, perfumes e at mquinas.

    Os presentes no precisam ser dados isoladamente.Eles tambm podem funcionar como uma excelente

    companhia aos tradicionais ovos.

    VitrinePelcias Estripulia (31) 3775.1657

    Turma da Mnica Pscoa

    R$ 54,99 Presentes para complementar

    o ovo de chocolate.

    home e Cook (31) 3776.5160 Linha Arno Kids. Cascata de chocolate e mquina de algodo doce.

    Presentes inovadores e duradouros para as crianas.

    R$ 219,90 cada

    Ovo com miniatura Patat Patat

    R$ 49,99Presentes para complementar o ovo de chocolate.

    Pelcias Estripulia (31) 3775.1657

    Licor de chocolate Stock. Para presentear com chocolate

    de forma diferente.

    R$ 26,20Santa helena Shopping

    Almofada mania coelho. Para quem no quer passar perto do chocolate

    mas quer comemorar a data.

    R$ 69,90Imaginarium (31) 3774.6578

    Pelcias Estripulia (31) 3775.1657Coelho de pelcia

    R$ 35,99

    O Boticrio Kit de Sabonetes Coleo Fun Surpresas. A inteno do

    kit inovar nos presentes de Pscoa. A embalagem do produto composta por elementos grficos que recriam ovos de pscoa.

    R$ 24,99

    Cascata de chocolate e mquina de algodo doce. Presentes inovadores e duradouros para as crianas.

  • 7cidade e Regio Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    Mobilidade pelos trilhosum sistema ferrovirio de

    transporte de passageiros com pelo menos dois ramais dentro do municpio, com trens que po-dem andar com velocidade de at 90 km por hora e que liguem a cidade a Belo Horizonte est sendo estudado em Sete lago-as. uma equipe da universidade Federal de Minas gerais (uFMg) vai dar parecer tcnico sobre a viabilidade de linhas funciona-rem na cidade, atendendo de-manda interna, e que tambm liguem o municpio capital, passando por Confins. A linha seria finalizada em Divinpolis, em um projeto macro com a in-terveno do governo do estado.

    A criao das linhas regulares inclui reaproveitar estrutura de trilhos j existente na regio e foi tema de reunies nesta semana entre o secretrio de Transportes de Sete lagoas, Caio Valace, na Cidade Administrativa e na Agn-cia de Desenvolvimento da regio Metropolitana de BH (ADrMBH).

    Na Cidade Administrativa, a reunio com o subsecretrio de assuntos estratgicos da Se-cretaria estadual de Desenvol-vimento (Sede), luiz Athayde, tratou do desenvolvimento do Vetor Norte da grande BH, que inclui a criao de plo eletroe-letrnico na regio de Sete lago-as. Discutimos questes como o ordenamento urbano da cidade diante da possvel instalao de novas empresas no polo, expli-cou Caio Valace.

    Dentro do plano de desen-volvimento econmico, a mesma reunio tratou da apresentao de proposta de implantao de uma rodovia expressa em con-junto com um sistema ferrovirio de passageiros, que vai possibi-litar o transporte dos usurios entre Sete lagoas e o aeroporto de Confins em 30 minutos.

    J agncia metropolitana, o assunto foi a criao de uma li-gao ferroviria entre a cidade e Belo Horizonte, passando por

    Sete lagoas discute projetos de linha de trens de passageiros para Belo Horizonte

    Confins. No municpio, j te-mos dois ramais existentes que, a meu ver, esto em condies de operar, acrescentou Vala-ce. Segundo ele, um dos ramais fica no encontro das avenidas Norte-Sul e equador. outro ra-mal sai da epamig em Prudente de Morais e passa pelo Cidade de Deus at o local onde est a Caterpillar. esses ramais juntos podem atender demanda in-terna de transporte e tambm a demanda para a capital, ao se-rem ligados s outras linhas fora da cidade, frisou.

    Valace diz que, caso o pare-cer da uFMg mostre que o proje-to vivel, a operao das linhas pode ter incio em trs anos. J foram identificadas cinco em-presas interessadas em bancar o projeto e explorar as linhas. Ter trens de passageiros na rea urbana significa diminuir carros circulando e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida, completa o secretrio.

    SToCK.XCHNg

    domingo na Praa

    A comunidade do Jardim Arizona j conhece a nova diretoria da associao do bairro. A

    apresentao foi feita no dia 18 de maro, em um evento intitulado Domingo na Praa, na

    praa Padre Domingos. Associados e moradores marcaram presena, apresentando sugestes,

    aspectos que precisam ser trabalhados, apoio e adeso ao rgo. Todos colaboraram

    e participaram do farto caf da manh que foi servido. Msica ao vivo, recreao,

    brincadeiras, aferio de presso arterial, teste de glicose e orientao quanto ao combate do

    Aedes aegypti enriqueceram o encontro.

    NeWPHoTo/DiVulgAo

    Procura-se os vndalos

    PatRiMnio PBlico

    imagens das cme-ras do sistema de mo-nitoramento olho Vivo esto sendo analisadas pela guarda Municipal para identificao de vndalos que arranca-ram lixeiras da lagoa Paulino e as jogaram nas guas. recentemente, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente insta-lou 16 novas lixeiras na

    orla da lagoa. Passados apenas dois dias, duas lixeiras foram encontra-das dentro da lagoa. em uma nova interveno, os equipamentos foram recolocados.

    em nota divulgada imprensa, a Prefeitura de Sete lagoas repudiou o ato e frisou que cada vez que os objetos so arrancados e recoloca-

    dos, o dinheiro pblico est sendo gasto. o exe-cutivo tambm convoca moradores a denuncia-rem os vndalos por meio do 190 (Polcia Militar). Caso os crimi-nosos sejam pegos, eles podem responder por crime contra o patrim-nio pblico, que prev at mesmo pena de de-teno.

  • 8 cidade e Reigio Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    Parcerias vo ampliar tempo do aluno na escolaGovernador, mais uma

    vez vamos falar sobre edu-cao. O Governo de Minas acaba de lanar o programa Minas Presente na Escola. Explica para a gente como vai funcionar esse programa e quais os benefcios para os estudantes e tambm para suas famlias.

    Antonio Anastasia: esse um projeto muito importan-te. A educao prioridade absoluta de nosso governo. e, de fato, ns sabemos que para o futuro importante investirmos hoje em edu-cao. esse projeto Minas Presente na escola significa a maior permanncia dos alunos nas escolas atravs de atividades extracurricu-lares no chamado contra-turno. Se o aluno estuda de

    manh, atividades tarde; se estuda tarde, atividades de manh. So atividades de cultura, de esporte, de formao em cidadania, ati-vidades artsticas, ou seja, diversas atividades que so feitas em parceria com en-tidades da sociedade civil e que vo preencher tambm um perodo em que o aluno est disponvel, permitindo que ele no s aprenda uma atividade artstica, que ele desenvolva um perfil espor-tivo, mas tambm que ele se ocupe permanentemente, ajudando, claro, a sua for-mao e a sua instruo.

    Para esse programa, o Governo de Minas, como o senhor mesmo citou, buscou parcerias com a sociedade

    civil organizada. Como ser essa parceria, governador?

    Antonio Anastasia: Bem, em primeiro lugar bom lem-brar que o governo sozinho no consegue realizar tudo. imprescindvel que a socie-dade tambm se articule. No caso da educao, por exem-plo, fundamental, e ns sempre falamos isso, a par-ticipao das famlias. Mas tambm muito importante a participao das empresas, das entidades de classe, dos sindicatos, das entidades de organizaes da sociedade civil que possam colaborar com o governo na formao dos nossos alunos. ento, em especial nesse programa Mi-nas presente na escola, ns temos diversas instituies como a Federao do Comr-

    cio, o Sebrae, a Federao das indstrias, a Associao Comercial, vrias entidades poderia aqui citar diver-sas que compe o ncleo inicial dos chamados scios--fundadores, os membros fundadores desse grande mo-vimento. e ns queremos ex-pandi-lo, com a presena dos municpios, organizaes no governamentais para ter-mos opo. opo em que va-mos oferecer cursos de jud, artes plsticas, formao em teatro, rodas de conversas de natureza poltica pra for-mao da cidadania. ou seja: o grande objetivo, de fato, ns termos o aluno ao mesmo tempo estudando e tambm com seu contraturno preen-chido, de modo voluntrio, com aes que so to im-

    portantes para sua formao enquanto cidado.

    E as pequenas empresas

    do interior tambm podem participar?

    Antonio Anastasia: Sim! As pequenas empresas tambm so chamadas a contribuir. os cursos oferecidos so re-lativamente simples, de baixo custo. e o papel das empre-sas, juntamente com o gover-no, no financiamento dessas atividades. Portanto, o gover-no j tem as suas responsabi-lidades, que vo continuar as mesmas, mas bom ns ter-mos tambm a participao, a chamada responsabilidade social das empresas, tanto das grandes quanto das pe-quenas e das mdias. Todas so muito bem vindas!

    Antonio Anastasiagovernador de Minas gerais

    Sucesso municipalMais um encontro para debater a sucesso municipal foi realizado recentemente e informaes oficiais devem ser liberadas nos prximos dias. o encontro aconteceu entre o prefeito municipal, Mrio Mrcio Maroca e o secretrio de estado do governo, Danilo de Castro. Na oca-sio, o nome de Mrio Mrcio Maro-ca, segundo informaes da prefeitu-ra, foi evidenciado como o principal nome do PSDB na conduo das decises polticas, sobretudo em relao reeleio em Sete lagoas. o prefeito Maroca no deu detalhes das conversas.

    Clube das LetrasTomou posse no ltimo dia 17, na reunio em comemorao ao Dia da Poesia, a nova diretoria do Clube de letras de Sete lagoas que atuar no binio 2012/2013. eleita no lti-mo dia 10, a nova diretoria contar com rosana Macedo Pontes como presidente, Nanci rodrigues Zur-mely como vice presidente, Juliana Machado Cruz e luiz Dias Vasconce-los como 1 e 2 secretrios, Nilson Ferreira Machado e Antnio eugnio de Matos como 1 e 2 tesoureiros, Magna Alves Dias e Carlito Alves ro-drigues como bibliotecrios e Joo Batista Drummond e Ana Maria reis Drummond como relaes pbli-cas. A assistncia do Departamento infanto-juvenil Sangue Novo ficar nas mos da ex presidente do Clube, Mariza da Conceio Pereira.

    Plano Diretor Aps ouvir por mais de duas semanas todas as comunidades da cidade para diagnosticar as necessidades de cada regio, a Secretaria de Planejamento parte para anlises e consolidao das propostas apresentadas sobre o Plano Diretor e Desenvolvimento Sustentvel de Sete lagoas para os prximos dez anos. A expectativa que no prazo de um ms o projeto esteja consolidado. Paralelamente, os trabalhos associados s reas de urbanismo, infraestrutura, arquitetu-ra e meio ambiente sero executados. Tambm, sero agendadas reunies com as entidades de classe. Mais informaes no site www.planodire-torsetelagoas.com.br.

    Educao AmbientalJ est em curso em algumas es-colas da cidade o Programa de educao Ambiental 2012 da Brennand Cimentos. lanado no ltimo dia 15, na Casa da Cultu-ra, a ao conta com o apoio da Prefeitura Municipal. o Programa tem vrios parceiros e surgiu ini-cialmente da unio da Brennand Cimentos com o executivo muni-cipal, por meio das secretarias de Meio Ambiente e de educao. A primeira fase do programa pre-v a implementao do Agente Ambiental Voluntrio escolar, envolvendo alunos e familiares no controle dos resduos slidos (lixo) e do mosquito transmissor da Dengue.

    RPidaS

    cuidados com picadas de escorpioo Servio de Toxicologia

    do Hospital Joo XXiii, da Fundao Hospitalar de Minas gerais (Fhemig), alerta as vti-mas de picadas de escorpies para que busquem atendimen-to imediato e que no percam tempo ao se dirigirem para a unidade hospitalar, pois o ve-neno pode ser fatal, principal-mente em crianas.

    No ano passado, foram re-gistrados 1.254 atendimentos no Joo XXiii. entre 2009 e 2010, houve 2.512 ocorrn-cias envolvendo escorpies. referncia para o tratamen-to de agresses por animais peonhentos, o hospital a nica instituio que possui o soro antiescorpinico em Belo Horizonte.

    Segundo o coordenador do Servio de Toxicologia, Dlio Campolina, so realizados, no Joo XXiii, em mdia, 100 aten-dimentos mensais de vtimas de picadas de escorpio nos perodos de maior incidncia de casos, os meses de setembro e outubro. embora este nmero caia para 60 nos demais meses, preocupante a frequncia com

    que acontecem, a cada ano, aci-dentes envolvendo escorpies.

    Sintomas como vmito, mal estar, falta de ar, agita-o, sonolncia e prostrao no devem ser ignorados. Nos casos mais graves, a pessoa pode evoluir para uma arritmia cardaca, insuficincia respira-tria e at mesmo um edema agudo de pulmo. Quando isso ocorre, alm do soro, preciso que a vtima receba suporte de uTi para os controles carda-co e pulmonar, destaca Dlio Campolina.

    Cautelao escorpio deve ser com-

    batido com a manuteno de ambientes limpos e com a eli-minao de entulhos, pedras e madeiras. As pessoas devem ter ateno e sempre procurar balanar roupas e toalhas antes de serem usadas. o mesmo cui-dado deve ser tomado com os calados.

    As galinhas e os sapos so predadores naturais dos escor-pies. enquanto as galinhas tm hbitos diurnos, os sapos, assim como os escorpies, so

    animais noturnos e so mais eficazes para eliminar esses aracndeos, uma vez que so capazes de comer vrios.

    Ao manusear entulhos e lixos ou limpar terrenos e es-gotos, a pessoa deve, obriga-toriamente, proteger-se com luvas e botas. aconselhvel, inclusive, ter galinhas por per-to para que elas comam o ani-mal peonhento. Tambm so inimigos naturais diversas es-pcies de aranhas, pssaros, lagartos, corujas, seriemas e macacos. As informaes so da Agncia Minas.

    aleRta

    No ano passado, foram registrados 1.254 atendimentos envolvendo escorpies no Joo XXIII

    gleiSSoN MATeuS

  • 15entReteniMento Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011 9cliMa Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    Conversa com a PresidentaO governo tem algum projeto

    de incentivo leitura para os mora-dores do campo. (leonardo P. levi, 38 anos, professor particular em So Paulo (SP)

    Presidenta Dilma leonardo, ns lanamos na semana passada o Programa Nacional de educao do Campo (Pronacampo), que tem uma ao especfica neste sentido vamos distribuir livros para as bi-bliotecas de escolas rurais, buscando formar um acervo adequado reali-dade do campo e das comunidades quilombolas. Com esta ao, at 2014 ns vamos atender 1,9 milho de estudantes dos anos finais do en-sino fundamental e do ensino mdio. e ns j tnhamos um outro progra-ma muito bem-sucedido, que o Arca das letras. Por este programa, desde 2003 o Ministrio do Desen-volvimento Agrrio j instalou 8.800 bibliotecas em mais de 3.200 muni-cpios e capacitou 17.500 agentes de leitura para estimular e orientar os leitores. o objetivo incentivar, no

    meio rural, o hbito da leitura, que fundamental para a aprendizagem, o entretenimento e para a formao cidad. As bibliotecas beneficiam localidades como assentamentos da reforma agrria, colnias de pescadores, associaes de crdito fundirio, comunidades ribeirinhas, indgenas, quilombolas e agriculto-res familiares. o Arca das letras est desenvolvendo a cultura da leitura na zona rural as crianas e jovens so os mais entusiasmados, represen-tando 70% dos frequentadores das bibliotecas.

    Por que no aceito aluno de es-cola particular para bolsa do ProUni? Gostaria de fazer uma faculdade, mas meu diploma de escola particular. (elcir Pinheiro euzbio, 54 anos, dona de casa em Cabo Frio (rJ)

    Presidenta Dilma elcir, o Prou-ni foi criado para permitir que estu-dantes de baixa renda pudessem ingressar no ensino superior, quando no tivessem oportunidade de cursar

    uma instituio pblica. No caso dos estudantes egressos de escolas par-ticulares, h sim a possibilidade de participao no Prouni, desde que tenham cursado o ensino mdio na condio de bolsista integral da insti-tuio. Caso tenham cursado apenas parte do ensino mdio em escola particular, preciso que nesse per-odo tenham sido beneficiados com bolsa da instituio. Se no for esse o seu caso, voc ainda pode recorrer ao Fundo de Financiamento estudan-til (Fies), que financia estudos em curso superior privado. Desde 2010, o programa funciona com juros mais baixos, de 3,4% ao ano, e o aluno poder quitar o emprstimo num prazo de trs vezes o perodo finan-ciado do curso, com carncia de 18 meses. Alm do mais, os professores podero ter a dvida do Fies reduzida se atuarem na rede pblica de edu-cao bsica. os mdicos tambm, desde que trabalhem em equipes do programa Sade da Famlia. o Prou-ni, o FieS, a expanso do nmero de

    vagas nas universidades pblicas, a adoo do exame Nacional do en-sino Mdio (enem) e o Sistema de Seleo unificada (Sisu) so parte de nossa poltica de democratizao e descentralizao do acesso educa-o superior.

    Como o governo quer abrir mais leitos para os usurios de crack nos hospitais, se eles no conseguem nem atender as pessoas que vo? (Tiago da S. Martins, 20 anos, estu-dante em Ceilndia (DF)

    Presidenta Dilma Tiago, esta-mos trabalhando em vrias frentes para que o atendimento no SuS seja gil e de qualidade para todos, independentemente dos motivos que os levam a procurar assistncia. em 2011, aumentamos em r$ 2,3 bi-lhes o total repassado anualmente a estados e municpios para assistn-cia hospitalar. Foram criados mais 1.296 leitos de uTi, o maior nmero dos ltimos 8 anos. Destinamos ain-da r$ 720 milhes adicionais para

    hospitais filantrpicos e universit-rios e vamos investir r$ 20 bilhes at 2014, tanto em hospitais quanto em ambulatrios. J iniciamos a im-plantao do SoS emergncias, para melhorar a gesto e o atendimento nos prontos-socorros dos 11 maio-res hospitais pblicos do pas. Com o programa Melhor em Casa, ofere-cemos tratamento nos domiclios, o que contribui para descongestionar os hospitais. em todo o pas, j so 213 equipes. As aes voltadas para os dependentes qumicos so parte deste processo de melhoria de toda a rede do SuS. Hoje eles j procuram as emergncias hospitalares durante as crises. Alm das enfermarias es-pecializadas, estamos criando vagas tambm nos Centros de Ateno Psicossocial e nas unidades de Aco-lhimento. Ao todo, at 2014, sero criados 13.518 leitos para atendi-mentos e internaes durante crises de abstinncia e em casos de intoxi-caes graves para os dependentes qumicos.

    Dilma Rousse Presidenta

    Mande sua pegunta para Dilma rousseff pelo e-mail perguntapradilma@domingoemcasa.com.br

    Medicamentos para prstata e fitoterpicos so includos na lista do Sistema nico de Sade

    mais de 800 remdios gratuitos

    uma portaria que amplia para 810 a relao Nacional de Medicamentos (rename) oferecida pelo Sistema ni-co de Sade (SuS) foi publicada pelo Ministrio da Sade no Dirio oficial da unio da ltima quinta-feira (29). A lista antiga se limitava a 340 itens. entre as novidades, est a incluso de cinco novos medicamentos, que pas-sam a ser fornecidos gratuitamente nas unidades bsicas de sade. entre eles, os alopticos Finasterida e a Do-xasozina, indicados para o tratamen-to da hiperplasia prosttica benigna (crescimento anormal da prstata). e mais trs fitoterpicos: Hortel (trata-mento da sndrome do clon irritvel), Babosa (queimaduras e psorase) e Salgueiro (dor lombar).

    A relao Nacional de Medica-mentos atualizada a cada dois anos. A ltima relao atualizada fora publi-cada em 2010. outra novidade que a rename/2012 ganha outro concei-to. At o ano passado, s constavam desta relao medicamentos da aten-o bsica, considerados itens es-senciais para a populao brasileira; isto , voltados para os agravos mais recorrentes. Por isso, a rename/2010 se limitava a 340 itens.

    At ento, no estavam includos os medicamentos que tratam doen-as raras e complexas nem vacinas ou insumos. este ano, a rename foi elaborada a partir de um conceito mais amplo do que essencial para a populao. Todos os medicamen-

    tos de uso ambulatorial foram inclu-dos entre eles, insumos e vacinas. Por isso, a lista mais do que dobrou de tamanho, ganhando 470 itens, explica o secretrio de Cincia, Tec-nologia e insumos estratgicos, Car-los gadelha.

    Para obter (gratuitamente) os cinco novos e outros produtos in-cludos no Sistema nico de Sade a partir da rename/2012, o usurio precisa apresentar receita mdica s unidades do SuS. os munic-pios e estados tm autonomia para disponibilizar esses medicamentos conforme a demanda da populao local. A lista completa dos medica-mentos pode ser acessada no site www.saude.gov.br. Lista completa dos medicamentos est no www.saude.gov.br

    SToCK.XCHNg

  • 10 noVela Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    Resumo de novelasco

    ra

    es F

    erid

    os

    (sbT

    2

    0h3

    0) Amanda pede para eduardo ir embora de seu escritrio. Aline revela a Flvio um pla-no para acabar com Vitor. Vera comenta com lucy que Aline no vai dar o divrcio a Vitor, a menos que ela fique com todo o dinheiro. eduardo vai empresa de Amanda e ela o acusa de ser amante de Helosa. Amanda se sente mal e eduardo tenta ajud-la. os dois se beijam. Vitor e Aline saem para almoar.

    eduardo pergunta a Amanda se ela sente falta da fazenda e pede para ela voltar com ele. Aline e Vitor chegam ao restaurante onde Amanda e eduardo esto. Vitor vai at a mesa e os convida para almoar juntos. edu-ardo afirma a Heloisa que Amanda acredita que os dois so amantes. Heloisa afirma que vai precisar de eduardo quando for revelar toda a verdade.

    Aline revela a olavo que comprou 40% das aes do banco Varela. Heloisa pergunta a eduardo se ele tem alguma chan-ce de voltar com Amanda. eduardo diz que Amanda est cedendo aos poucos. Amanda e eduardo chegam manso. Vera pede per-do a Amanda. emocionada, Amanda per-doa a tia. Amanda vai ao quarto de Aline e diz que no vai deix-la desestruturar a famlia.

    Amanda d uma bofetada na cara de Aline. Amanda conta a lucy que ela e eduar-do se beijaram. Desconfiada, Amanda revela a lucy que acredita que eduardo amante de Heloisa. Na sala, eduardo fala a Vera e olavo que no a primeira vez que Amanda passa mal. Tita comenta que talvez Amanda esteja grvida. eduardo vai casa de Amanda, per-gunta se ela est grvida e se o pai Vitor.

    eduardo diz a Amanda que lembra que Vitor esteve na fazenda. eduardo afirma que Vitor pai do filho dela. Ao ouvir o desaforo, Amanda expulsa eduardo de casa. Amanda telefona para Bianca para dizer que eduardo perguntou se o filho que ela espera de Vitor. eduardo pede desculpas a Amanda e a convi-da para a festa do encontro dos empresrios. Aline diz a Flvio que quer matar Amanda.

    No h exibio,

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    aque

    le B

    eijo

    (g

    lobo

    1

    9h15

    )

    Segunda - grace Kelly concorda com a proposta de Diva. Camila diz que foi expulsa de casa por ricardo e pede abrigo a Cludia. Bernadete entra em trabalho de parto. Ma-ruschka aceita o convite de Alberto para tra-balhar no Creme Megalisatmico. Bernadete admite para ricardo que ele o pai de seu filho. Sarita tira Clo e Tide do lar. Deusa sai com eveva e sofre um atentado.

    eveva tenta socorrer Deusa enquanto grace Kelly observa tudo pela varanda do apartamento. Sarita abriga Clo e Tide em sua casa. olga descobre que otlia pediu um novo julgamento e ataca a irm. ricardo leva Ber-nadete e o filho para sua casa. Amlia pede Joselito em casamento. Bernadete pede para ricardo demitir Dalva. Deusa sai do estado crtico e Sarita comemora.

    Maruschka vadota um visual mais simples para trabalhar na Boca do Capeta. ricardo pergunta a Camila se ela sabia que Bernadete esperava um filho dele. Amlia leva Joselito para morar em sua casa. Marus-chka comea a trabalhar e recebida por Ana girafa. rassa e Agenor leem o resultado do DNA da famlia e descobrem toda a verdade. grace Kelly interrogada por raul.

    At o fechamento desta edio, a emis-sora no havia divulgado o resumo deste captulo.

    At o fechamento desta edio, a emis-sora no havia divulgado o resumo deste captulo.

    At o fechamento desta edio, a emis-sora no havia divulgado o resumo deste captulo.

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Rebe

    lde

    (rec

    ord

    20

    h30)

    Todos ficam abismados com as fan-tasias de lucy e Miguel. Miguel explica que se trata de um jogo de rPg. lucy afirma que eles devem jogar o tempo todo. Binho afirma a Pilar que as pessoas que vo para a casa dos gmeos voltam estranhas. Pedro, Alice, Toms, Carla, Diego e roberta se vestem com capas e seguem as indicaes do mapa at uma caverna.

    Miguel diz a Pedro que ele no pode sair, mas o rebelde no escuta. lucy vai atrs de Pedro. lucy tenta convencer Pedro a ficar, mas ele garante que no gosta de seguir ordens. Miguel e Alice saem para jantar e danar. lucy leva Pedro para o sto e eles se beijam. Diego pede para dormir na casa de roberta para evitar o choro dos bebs de Slvia. Pedro e lucy se beijam e Alice v.

    Pedro tenta se explicar para Alice. lucy e Miguel agem com indiferena. Vitria finge se sentir culpada ao saber que Carla a viu bei-jar Toms. Toms se desculpa com Carla. eva fica surpresa ao saber que Diego vai passar a noite em sua casa. Pedro ouve gravao da risada de seu pai ao telefone. Alice sente um aperto no peito e fala para roberta que algo est para acontecer.

    Pedro escapa de levar uma surra de Herculano fugindo com a moto do vilo. Diego se sente negligente com seus irmos. Pedro exige que Beth e Jorge contem toda a histria sobre seu pai. roberta e Alice tentam visitar Diego, mas Franco as impede. Jorge explica a situao e Pedro se arrepende de ter sido duro com Franco. Toms v Bernardo pegar as mos de Carla e fica furioso.

    Pedro questiona Alice sobre Miguel. Bi-nho convence To a ajud-lo a criar um rPg. Diego tambm aceita jogar rPg. Carla conta para Alice e roberta que est balanada entre Bernardo e Toms. Tatiana aconselha leila a observar os professores do elite Way. Miguel se diz decepcionado com lucy por ela no ter convencido Pedro a jogar rPg. lucy vai atrs de Pedro para convenc-lo a jogar.

    No h exibio,

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    amor

    ete

    rno

    amor

    (glo

    bo

    18

    h15)

    rodrigo pede para checar as instala-es da oNg e desagrada Dimas. Miriam con-segue que sua matria seja capa. Fernando e Dimas ficam apreensivos quando Mauro con-ta para rodrigo sobre os problemas da oNg. Bruno reclama do comportamento de Juliana. Valdirene aparece na escola de Michele, mas regina a impede de falar com a neta. rodrigo anuncia que ficar com a sala da diretoria.

    regina manda Valdirene se afastar de Michele. Tereza entrega a rodrigo do-cumentos que Verbena guardava sobre seu desaparecimento. Julinho fala para las que a pedir em casamento. Melissa se irrita com a chegada dos empregados para a leitura do testamento Klber sur-preende ao colocar um DVD de Verbena para declarar seu testamento.

    Melissa fica frustrada quando descobre o que Verbena lhe deixou. Clara sonha com Verbena. Tobias diz que no quer mais saber de sua irm. Z e Carmem tiram Valria do convento. gabi se irrita com a declarao que Verbena fez sobre ela na leitura do tes-tamento. A esttua de So Jorge de ribamar desaparece da portaria do prdio. rodrigo vai casa de Miriam.

    - Clara interrompe o encontro entre Miriam e rodrigo. ribamar acusa olga pelo sumio de sua esttua. Clara comenta com rodrigo sobre o interesse de Miriam pelas estrelas. Tereza e Antnio expulsam Melissa da casa de rodrigo. Valria conta para Jacira que pode estar grvida de rodrigo. Clara tem uma viso do lugar onde rodrigo morou em Minas gerais.

    Jqui reclama do assdio das meninas em relao a Klber. Antnio consola Teresa. rodrigo salva Fernando de uma cobra. riba-mar faz greve enquanto sua esttua estiver de-saparecida. lexor abenoa o pnei de Clara. Juliana finge no ver Bruno na praia. Josu ten-ta beijar Valria. Henrique se desespera com o sumio de Pedro. Clara descobre o nome do vilarejo onde rodrigo morou em Mg.

    Julinho e las esperam ansiosos pela hora do pedido de casamento. rodrigo fala para Miriam que a beijou porque pensou que ela fosse elisa. Marlene e Mauro se enfurecem com o pedido de casamento de Julinho. A es-ttua de So Jorge reaparece. Jacira compra um teste de gravidez para Valria. Miriam e Clara encontram o lugar onde rodrigo viveu em Minas gerais.

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Vida

    s em

    Jogo

    (r

    ecor

    d

    22h1

    5)

    Sbado

    Segunda - rita se aproxima lentamente de Firmina e convence a conversar reservada-mente. o promotor monitora tudo ao lado de Patrcia. rita tenta convencer Firmina de que ela no estava no cativeiro. Carlos chega ao enterro, acompanhado por grace. Firmina baleada pelo homem que a aguardava em sua casa. ele deixa a carteira de Patrcia perto do corpo.

    Patrcia se diz inocente, mas todos a acusam de matar Firmina. ela liga para o promotor, contando que a catadora foi mor-ta. guilherme diz a Francisco que Patrcia foi presa por assassinato. rita tenta envenen-lo contra a ex. regina e Patrcia ficam na mesma cela. Patrcia fica mal ao pensar que Miguel pode estar nos braos de rita. regina diz fi-lha que vai fugir a chama para acompanh-la.

    Patrcia se nega a fugir. Sete homens armados entram na delegacia e rendem os policiais. Alguns deles vo em direo cela de regina. emocionada, Patrcia diz que no vai fugir. Antes que regina v embora, as duas se abraam. Na porta da delegacia, regina fica paralisada e pede que todos esperem. ela desiste de fugir, volta para a cela e diz a Patr-cia que nunca vai abandon-la.

    At o fechamento desta edio, a emis-sora no havia divulgado o resumo deste captulo.

    At o fechamento desta edio, a emis-sora no havia divulgado o resumo deste captulo.

    No h exibio.

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Rei d

    avi

    (rec

    ord

    23

    h)

    Sbado

    No h exibio

    A pedido de Davi, Josias busca Bate--Seba. No palcio, as esposas, concubinas e servas se acotovelam para ver a mulher. Mical promete atorment-la. o profeta conta que Deus no levar Davi porque ele se arrepen-deu, mas a morte da criana ser consequn-cia de seu pecado. Aps muito sofrimento, o beb nasce, mas no passa bem. Bate-Seba chora abraada ao filho morto.

    No h exibio

    Mical e Allat saem do palcio, miste-riosas. Davi afirma a Bate-Seba que Deus est oferecendo uma nova chance a eles. Aps um tempo, grvida de seis meses, Bate-Seba devora frutas. Mical a provoca. Algum tempo depois, Bate-Seba d luz a um menino. Depois que Bate-Seba dorme, sob efeito do p, Mical pega Salomo. Mical sai acompanhada por Ziba.

    No h exibio No h exibio

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Mal

    ha

    o (g

    lobo

    1

    7h50

    )

    Cristal fica furiosa com a presena de Alexia em sua casa. Babi tem uma ideia para ajudar Jefferson a se vestir bem. gabriel, Alexia e Natlia procuram por Cristal. Maria trama com Suzana uma matria para insinu-ar que ela est namorando Beto. Dbora se irrita com a notcia sobre o namoro de Filipe e isabela. Suzana beija Fabiano na frente de laura. gabriel encontra Cristal.

    Cristal diz a gabriel que deixou um bilhete para Alexia avisando que sairia. Cris-tal discute com Alexia e finge passar mal na frente de gabriel. Bertoni diz a Moiss que quer uma composio dos Pagodeiros dos Anjos exclusiva para estrear no seriado. Babi no gosta de saber que Beto deu entrevista para uma revista de fofoca. Cristal compra uma barriga falsa. Alexia vai falar com Cristal.

    Cristal exige que Alexia se afaste de gabriel. Alexia conta a gabriel sobre as ame-aas de Cristal. Beto fica tenso quando v a matria sobre ele e Maria na revista. isabela pede para falar com Filipe. Babi, laura, Alexia e Tamtam ajudam Jefferson a se arrumar com roupas do brech. Natlia avisa a gabriel que Cristal j foi para a casa de seus pais. Fabiano invade o brech e pede laura em namoro.

    Babi, Alexia, Tamtam e Jefferson dei-xam laura e Fabiano sozinhos no brech. ga-briel fica emocionado quando Cristal fala que o filho um menino. Alexia festeja ao saber que o filho de gabriel um menino. Bertoni orienta gabriel a procurar Moiss para falar sobre o Centro esportivo. Beto flagra guido e Babi no quarto. Moiss fica nervoso quando gabriel entra em seu escritrio.

    gabriel conta que quer criar um Cen-tro esportivo na Comunidade, mas Moiss contra. Dbora v isabela com uma sandlia igual sua. Ziggy ajuda Beto a pendurar a faixa. laura fica encantada com o novo visual de Fabiano. Kiko arma uma passeata com os meninos da comunidade para que Moiss deixe gabriel fazer o Centro esportivo. Maria se joga nos braos de Beto e Babi v a cena.

    No h exibio.

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Segunda - Betnia no consegue impedir que rita tente falar com Tufo. Carminha orienta Max a conquistar ivana. Carminha e Tufo se casam. Carminha tem uma filha. Monalisa se surpreende com a fila de clientes em seu salo. Martn passa mal e pede para Nina esquecer do seu passado, mas ela decide voltar para o Brasil.

    Mercedes e Nina tentam descobrir o paradeiro de Begnia. Max fica nervoso quando ivana avisa que comear um tra-tamento para engravidar. Carminha exige que Tufo repreenda o filho. Por causa de uma confuso com Begnia, Nina vai parar em uma delegacia. Jorginho mostra a D-bora uma foto de rita no depsito de lixo. Nina chega ao Brasil.

    Nina tenta alugar um apartamento em Copacabana. Monalisa diz a olenka que ficou abalada com o encontro que teve com Tufo. Nina vai casa de lucinda e pergunta por Ba-tata. Nomia conta a Cadinho que comprou um apartamento para os dois no rJ. Paloma se esconde de Alexia no shopping. Nina en-contra ivana e se oferece para trabalhar como cozinheira na manso de Tufo.

    Carminha reclama da comida de Jana-na. Monalisa repreende iran por paquerar Tesslia. lucinda encontra o recibo dos aluguis pagos do apartamento de Nina. Jor-ginho se desculpa com Carminha. Digenes garante que o filho ser a revelao do Divino F. C.. Nina chega manso. Jair se desentende com Tesslia. Nilo pergunta por rita para lu-cinda. ivana apresenta Carminha a Nina.

    Nina fica nervosa na presena de Car-minha. lucinda mente para Nilo sobre rita. leleco defende Tesslia de Jair. Carminha he-sita antes de reconhecer o talento de Nina na cozinha. Jorginho se desentende com Toms. lucinda descobre que Nina esteve na casa de Carminha. Sullen seduz Darkson. Jorginho pede Dbora em casamento. lucinda procura Nina na casa de Carminha.

    Carminha reclama de Nina para Tufo. Dbora diz a Jorginho que quer conhecer lucinda. Carminha no gosta de ver Nina se aproximando de Max. Sullen convida iran para ir sua casa. Carminha contraria uma sugesto de Nina s para desmoraliz-la. Nina reencontra Betnia. Nomia discute com Ca-dinho e termina o casamento. Nina descobre que Jorginho e Batata so a mesma pessoa.

    aven

    ida

    Bras

    il(g

    lobo

    21

    h )

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    os resumos dos captulos de todas as novelas so de responsabilidade de cada emissora os captulos que vo ao ar esto sujeitos a eventuais reedies.

  • 11entReteniMento Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011PeRFil Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012luZA DANTAS/CArTAS Z NoTCiAS

    Leonardo Vieira estourou para o sucesso quando fez o personagem Jos Inocncio na primeira fase de Renascer

    Na pele do picareta ernesto, leonardo Vieira se diverte em um papel com destaque em "Vidas em Jogo" Por Mariana Trigo

    TV Press leonardo Vieira assegura que,

    em "Vidas em Jogo", interpreta o personagem mais leve e divertido em seus mais de 22 anos de carrei-ra na tev. o ator, que estreou em novelas na extinta Manchete, com Ana raio e Z Trovo, tem vivido na record uma espcie de monta-nha russa com ernesto. Para ele, o multifacetado picareta da trama de Cristianne Fridman um bonacho que virou um pilantra mulherengo e, agora, comea a entrar nos eixos.

    Mesmo em um papel com tantas vertentes, leonardo jura que no pre-cisou de nenhum tipo de composio para ernesto. Apenas foi moldando o ex-pipoqueiro aos poucos, de acor-do com os textos que recebia. No pensei que ele fosse mudar tanto e virasse at meio corno (risos). Mas essas curvas so crveis, tm nexo. o

    percurso dele tem lgica na histria, analisa, com um filete de sorriso.

    Com a ironia latente do persona-gem, ingrediente que fez com que o ator se interessasse ainda mais pelo papel, leonardo tem se surpreendido com os comentrios do pblico. Saio nas ruas e sou sacaneado porque digo que ele no vale nada. o proble-ma que o pblico gosta desse pilan-tra! Dizem que ele gosta da Divina..., diverte-se, ao se referir personagem de Vanessa gerbelli.

    Para leonardo, o que mais tem surpreendido em seus sete anos na record, desde que estreou na emissora como o lopo, de Prova de Amor, tem sido a pluralidade de seus personagens, sempre com nuances diversificadas. o ator ca-rioca, de 43 anos, que na globo s ganhava papis de mocinho, agora vibra por interpretar tipos diversos nos ltimos anos. Segundo ele, o mais surpreendente foi justamente

    o diablico vilo lopo. Vi o primei-ro tijolo do recNov (complexo de estdios da record) sendo coloca-do para fazer as novas instalaes. isso me d a sensao de fazer par-te, de verdade, da emissora. Princi-palmente por ter feito o lopo aqui, um vilo que qualquer ator adora-ria, que s falava coisas absurdas, enaltece.

    Mesmo assim, at hoje, parte do pblico que encontra com leonardo ainda lembra de personagens mais marcantes na carreira do ator, como o Jos inocncio, que s ficou no ar du-rante os quatro captulos da primeira fase de renascer. ou mesmo o Pe-dro Maia, da minissrie os Maias, ambas na globo. Acho que nasci com a bunda para a lua. muito bom poder ficar tanto tempo no imagin-rio das pessoas. Soube aproveitar as timas oportunidades que tive, va-loriza, antes de emendar: Mas talvez no vivesse viles se eu continuasse

    na globo. l, o meu perfil era sempre de mocinhos, observa leonardo, que atuou em seu ltimo papel de destaque na emissora em Senhora do Destino, como o apaixonado le-andro, em 2004.

    No ano seguinte, estreou na record como o vilo de Prova de Amor, uma das tramas de maior audincia da record. Para o perso-nagem, que vivia manuseando ar-mas, o ator voltou infncia. Ainda pequeno, aprendeu a atirar por ter sido criado no campo, em contato permanente com a natureza. Ter crescido no mato me ajudou a con-viver bem com todo tipo de gente. isso me ajuda na composio dos mais diversos personagens, res-salta o ator, que, aps o trmino das gravaes de Vidas em Jogo, em abril, pretende passar alguns me-ses na Califrnia. ele planeja fazer cursos de interpretao e descan-sar. Mas logo quero voltar ao tra-

    balho em 2013. S me sinto inteiro e realizado atuando, avisa.

    Menos impactoleonardo Vieira sempre osten-

    tou um corpo de atleta nos seus mais diversos personagens. rato de academia e amante dos esportes, o ator lamenta ter de pisar no freio com exerccios fsicos mais intensos nos ltimos tempos. Afinal, aps um acidente com skate, tem passado por sucessivas sesses de fisioterapia e ultrassom para amenizar os efeitos do tombo.

    Por isso, atualmente, leonardo tem trocado os halteres e a corrida diria por exerccios de ioga e al-guns passeios de bicicleta. gosto de me exercitar ao ar livre, no igual a um hamster na esteira, dentro de uma academia. Mas tenho de me ligar que no tenho mais 15 anos de idade para acidentes assim no acontecerem, diverte-se.

    Na extinta Manchete, alm de atuar em Ana Raio e Z Trovo, Leonardo tambm participou da novela Brida, que no chegou ao fim com o fechamento da emissora.

    Depois de se sobressair na globo, como protagonista da primeira fase de "renascer", o ator fez um papel secundrio na trama Quatro por Quatro. em seguida, ficou um tempo distante das novelas at reaparecer na minissrie os Maias.

    Leonardo vieira est com contrato com a Record at 2016.

    Distante do cinema desde o Vestido, de Paulo Thiago, rodado em 2003 e lanado em 2004, leonardo no tem feito planos para voltar ao cinema e ao teatro.

    instantneas

    Pura malandragem

  • 12 entReteniMento/hoRScoPo Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    Joozinho pegou um nibus e, ao entrar, pergunta para o cobrador:Moo, quanto custa o nibus?O cobrador responde, educadamente: So dois e trinta, garoto!Ento, o Joozinho fala alto: Ei, pessoal! Todo mundo vai descendo, porque eu vou comprar!

    horscopo

    Z tonho & tonho Z por dukeJooZinho no BUZU

    cruzadas diretas

    Ter uma semana estvel e tranquila, sem aconte-cimentos muito marcantes. Tire algum tempo para estar com os seus amigos e divertir-se bastante. Poder conhecer uma pessoa que lhe trar novas perspectivas de vida, passando a encarar a vida amorosa de outra forma.

    gmeos21/5 a 20/6

    Busque ser mais receptivo a pedidos feitos pelos seus amigos ou pela sua famlia, mesmo que tenha de sacrificar seu tempo. Nunca se sabe quando vai precisar destas pessoas. Ter uma semana muito in-tensa emocionalmente falando, mas tente ser o mais racional possvel.

    cner21/6 a 217

    inicia a semana tendo de fazer opes. Por estar com os sentimentos flor da pele, no ser fcil raciona-lizar as emoes para fazer as escolhas mais acerta-das. Voc no deve insistir em uma relao que s tem causado problemas e sofrimento. Tire alguns momentos para si a fim de refletir.

    ries21/3 a 20/4

    Deve tomar mais iniciativas para que possa consoli-dar e obter apoios para alguns projetos. Mesmo que receba um no como resposta, volte a insistir. Pode querer cortar definitivamente situaes que no lhe trazem felicidade. umas delas j de algum tempo. esta ser a melhor atitude a tomar.

    touro21/4 a 20/5

    estar muito racional e decidido, mas no pense demais, pois poder estar se cansando sem neces-sidade. No campo sentimental, defenda os seus inte-resses mesmo que tenha de ser frio. Seu parceiro vai admirar a sua determinao e passar a valoriz-lo mais por conta dessa atitude.

    leo22/7 a 22/8

    Comear a semana um pouco cansado, mas dentro de pouco tempo viver acontecimentos que vo anim-lo bastante. Ver que o seu esforo vai trazer os resulta-dos pretendidos. No setor sentimental ter o apoio que necessita da parte do seu parceiro. Tente retribuir com carinho e ateno.

    Virgem23/8 a 23/9

    Viver uma semana de fortes energias que devem ser bem aproveitadas. Ao mesmo tempo, estar muito impaciente e tende a criticar todos que es-to ao seu redor. esses perodos vo passar e, no final da semana, sero substitudos por momentos mais tranquilos.

    libra23/9 a 23/10

    Ao longo desta semana ter de dar mais apoio aos seus filhos e dedicar-se mais famlia, que sente mui-to a sua falta. No d valor aos comentrios de tercei-ras pessoas, decida tudo por si. No relacionamento, ter de aprender a dizer no para no ser sempre voc o sacrificado.

    escorpio23/10 a 21/11

    Poder passar por situaes bastante agradveis, mes-mo sem se esforar muito, mas que sero inesperadas. No final da semana, andar mais agitado e nervoso do que normal. No setor sentimental, podero surgir d-vidas que o vo deixar mais pensativo e com vontade de cortar um relacionamento.

    Sagitrio22/11 a 21/12

    Andar preocupado em demasia com algumas situa-es que se resolvero naturalmente. o tempo mos-trar o melhor caminho, por isso, tenha calma. Ter necessidade de alterar algumas posturas na vida a dois, porm, seu parceiro que pode no estar to receptivo a essas mudanas.

    capricrnio22/12 a 20/1

    Ao longo da semana ter bons apoios e nada lhe fal-tar, mas vai sentir constantemente uma sensao de insatisfao e vontade de se isolar. Mas no se deixe levar pelo desnimo, tente contrariar a si prprio e sair mais. Se estiver solteiro, poder iniciar uma rela-o com uma pessoa amiga.

    aqurio21/1 a 19/2

    Deve tentar acalmar alguma ansiedade inicial e esperar pelo momento mais oportuno para agir. Quanto mais pensar em problemas, mais cansado e desconcentrado andar, podendo piorar as situaes. No setor profissio-nal ter uma semana muito energtica, cheia de traba-lho. Ter de lidar com situaes delicadas.

    Peixes20/2 a 20/3

    Fonte: www.portalangels.com

    PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

    Soluo

    www.coquetel.com.br Revistas COQUETEL 2012

    BANCO 54

    $552

    %/,1'$*(0(

    ,(6&$66$6

    )

    8

    1,/$8

    1

    $

    7

    +',1$0,&$

    *$0(

    /

    $

    125'

    '2*73,

    3(75,),&$'2

    0,$

    /

    $

    2&,2

    &2081*$5$/

    1$55$6,

    7$78$*(00

    6$/(758$3

    *0$7(5(,

    0(,2(

    &

    2

    /&

    0(5&(1$5,2

    Adorno presen-teado aoformando

    Exposi-o abre-viada deum livro

    Regula aaviaocivil noBrasil

    Chapu doHomemde Lata

    (Cinema)

    Poucocomuns(fem.)

    Sufixo de "car-bonila"(Qum.)

    (?)-hel-mntico:combatevermes

    Natureza(abrev.)

    Vasilhapara darcomida aporcos

    Substnciade que feita aprola

    Transfor-mado em

    rocha

    Passoucom

    rapidez

    "Mamma(?)!", in-terjeioitaliana

    Navegan-te (Mar.)

    Situaocomumao apo-sentado

    Receber o sacra-mento da EucaristiaDesenhocomum

    na pele desurfistas

    Sete e(?),

    tipo decarteado

    Matria-prima daindstriaervateira

    LiliaCabral,

    atriz pau-listana

    O "sol-dado dealuguel"

    rgo que divulgadados de doenasConstruo como o

    "Engenho" (RJ)

    Legado de HenryFord produo

    industrial

    Item de segurana comum em carrosde autori-

    dades

    Tipo deleitura

    Rebeliomilitar

    "In (?) We Trust",inscrio do dlar

    Antigo sucesso de Rita Lee

    (?)Howard,cineasta

    de "ODilema"Gonal-ves (?),poeta

    Mauro (?),teatrlogo

    Verde, em ingls

    (?) puro, "atrativo"do turismo ecolgico

    Sentimento dereverncia

    Modelode calafemininaApreciar

    Quadros(Pint.)

    Local decomcios

    Alvo doxeque-mateVazia

    "Mundial",em OMC "O Livrode (?)",

    filme comDenzel

    Washing-ton (Cin.)

    Fenmeno comumem desfiladeiros

    Editor (abrev.)

    R U A

    3/eli god mia. 5/green. 6/gamela.

  • 15entReteniMento Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011 13cUlinRia Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    amigos do Facebook

    "Curto oDOMINGO EM CASA porque o nico jornal que chega de casa em casagratuitamente toda semana"

    Domingo s bom com a famlia unida, e o jornal DOMINGO EM CASA j faz parte da famlia sete-lagoana. Jornalismo inteligente e coerente.

    Para participar da pgina amigos do Facebook, basta enviar sua foto com a resposta para a pergunta "Por que eu curto o DOMINGO EM CASA?" para o email curteai@domingoemcasa.com.br. Esperamos voc!

    o prato mais badalado da tV brasileira

    Rondelli de carne seca com abbora

    3 colheres de sopa de azeite500 g carne seca desfiada1 xcara de cebola picada1 colher de ch de pimenta dedo de moa picada xcara de cebolinha picada2 xcaras de abbora cozida espremida 500g de massa de lasanha pr cozida

    Molho branco2 colheres (sopa) de manteiga2 colheres (sopa) de farinha de trigo xcara de cebola ralada3 xcaras (ch) de leite1 pitada de noz moscada xcara de parmeso ralado

    ingredientes Modo de preparoreceita divulgada pelo programa Hoje em Dia, da record

    reCorD/DiVulgAo

    Molho BrancoNuma panela, aquecer a manteiga, a cebola e a farinha de trigo. Acrescentar o leite fervendo mexendo sempre. Adicionar o parmeso. Mexer sempre at engrossar. Colocar a noz moscada e acertar o sal.

    RecheioNuma panela, refogar a cebola no azeite at murchar, acrescentar a pimenta e a carne seca e a cebolinha. Misturar a abbora e deixar esfriar. reservar.

    MontagemAbrir a massa de lasanha, espalhar o recheio e depois enrolar. Cortar na espessura de um dedo e colocar numa travessa. Por o molho e levar ao forno mdio para aquecer.

    Bolo nega Maluca

    Massa1 xcara (ch) de farinha 1 xcara (ch) de chocolate em p 1 xcara (ch) de acar 1 colher (sopa) de fermento em p 3 ovos 1/2 xcara (ch) de azeite 1 xcara (ch) de leite quente

    Cobertura4 colheres (sopa) de chocolate me p 2 colheres (sopa) de acar 2 latas de creme de leite 200 g de chocolate meio amargo

    ingredientes Modo de preparo

    receita divulgada pelo programa Dia a Dia, da BandTV BANDeirANTeS/DiVulgAo

    Para a massa Coloque em uma vasilha os ingredientes secos, a farinha, o chocolate em p, o acar, o fermento, misture em uma vasilha e reserve. em outra vasilha coloque os ovos, o azeite, bata com um foue e coloque aos poucos a mistura dos secos. Quando perceber que est ficando seco v colocando aos poucos o leite quente. repita este processo at que acabem todos os ingredientes e fique uma massa homognea.

    Para a cobertura Coloque todos os ingredientes em uma panela e cozinhe em fogo moderado, mexendo sempre at que todos os ingredientes fiquem homogneos. ento aguarde amornar ou esfriar e cubra o bolo.

    JSSica SiQUeiRaJSSica SiQUeiRa MateUS F. alVeS

    DiV

    ulg

    Ao

    DiV

    ulg

    Ao

  • Fria de Tits 2Classificao 12 anos - Dez anos depois, o semideus Perseus leva uma vida pacata de pescador enquanto cria seu filho, Hlio. os deuses esto enfraquecidos, j que os humanos no esto mais rezando para eles. esta situao permite que Hades e Ares elaborem um plano para libertar Cronos, o pai de Hades, Zeus e Poseidon , que est aprisionado no trtaro. Para que o plano funcionem Hades e Ares capturam Zeus, o que faz com que Perseus parta para salv-lo. Cineplex 3D - 14h20 - 16h30 (DuB) 18h40 - 20h50 (leg)

    O LraxClassificao livre - o menino Ted descobriu que o sonho de sua paixo, a bela Audrey. ver uma rvore de verdade, algo em extino. Disposto a realizar este desejo, ele embarca numa aventura por uma terra desconhecida, cheia de cor, natureza e rvores. l que conhece tambm o simptico e ao mesmo tempo rabugento lorax, uma criatura curiosa preocupada com o futuro de seu prprio mundo. Cineplex 2 - 14h30 - 17h30 - 20h30 Jogos vorazes Classificao 12 anos Cineplex 1 14h30 17h30 20h30 (DuB)

    Pequenos Espies 4Classificao livre Cineplex 4 14h00 16h20 (DuB)

    Guerra GuerraClassificao 14 anos - Nesta comdia romntica de ao, dois amigos inseparveis (Pine e Hardy) se apaixonam pela mesma garota (Witherspoon) e acabam entrando em uma guerra cheia de ao para conquist-la. Como ambos so veteranos espies, a batalha pelo corao da garota toma grandes propores.Cineplex 4 21h (leg)

    Protegendo o InimigoClassificao livre Cineplex 4 18h40 (leg)

    cinema

    PreosCineplex Shopping Sete Lagoasrua otvio Campelo ribeiro, 2801,eldoradoPreos: Segunda a quinta r$ 8(inteira) r$ 4 (meia)Tera maluca - r$ 5 (inteira) r$ 2,50 (meia)Sexta a Domingo/Feriado r$12 (inteira)r$ 6 (meia)ingresso 3D Segunda a Quinta r$ 10 (inteira) r$ 5 (meia)Sexta a Doming/Feriado r$16 (inteira)r$ 8 (meia)

    colunista de "o globo" em Sete lagoas

    QuiM DruMoND/ASCoM

    Para comear bem o ms de abril, o programa Sempre um Papo traz Sete lagoas o jornalista e escritor Merval Pereira nesta segunda-feira, dia 2. ele estar na cidade para um debate com o tema A Poltica e os Polticos em Tempo de eleio, alm de lanar o livro o lulismo no Poder (record). A obra do jornalista uma seleo de artigos publicados em sua coluna no o globo e traam um panorama dos oito anos do governo lula. o evento acontecer s 19h30 no Auditrio Dr. Marcelo Vianna, da unifemm, que fica na avenida Marechal Castelo Branco, 2.765, no bairro Santo Antnio. A entrada gratuita e o encontro tem mediao de Afonso Borges, idealizador do Sempre um Papo. Mais informaes pelo telefone (31) 3261-1501.

    Sempre Um Papo e iveco levam Merval Pereira a Sete lagoas

    49 anos do coraldom Silvrio

    Semana Santa

    J tradicional e conhecido da populao de nossa cidade por sua atuao no cenrio musicocultural de Sete lagoas, o Coral Dom Silvrio completou 49 anos de histria no dia 19 de maro. Porm, foi na ltima sexta-feira, dia 30, que o coral foi homenageado no gabinete do prefeito, Mrcio Maroca, recebendo uma Moo Honrosa por quase meio sculo de incentivo e difuso da arte musical da cidade. Criado pelo professor Joo lucas rodrigues, o Coral dos Pequenos Cantores do Colgio Dom Silvrio se apresentou pela primeira vez na Capela de Santa Terezinha do Menino Jesus, nas festividades em comemorao ao dia de So Jos. os cantores, que tm idade de 8 a 20 anos, recebem formao artstica, intelectual, moral e religiosa, alm de um programa de assistncia social que consiste em assistncia mdica, vesturios e alimentao.

    Na prxima tera-feira, dia 3 de abril, os passos de Jesus Cristo sero relembrados em Sete lagoas por meio da pea A Paixo de Cristo, encenada pela Companhia Cnica Providncia(grupo do bairro Montreal) e pela oficina de Teatro do Caic. A pea, dirigida ecoordenada por Alex Fabiano, conta coma participao de atores que so talentos locais para representar os personagens bblicos. em 2011, mais de mil pessoas prestigiaram o espetculo. A apresentao acontecer a partir das 20h no anfiteatro do Centro Cultural Nh Quim Drummond o Casaro. A entrada para o evento gratuita.

    Shopping lotadoA mais nova programao musical de Sete lagoas estreou bem. o primeiro Sbado Show, no ltimo dia 24, conseguiu lotar o Ptio das guas do Shopping Sete lagoas. Com um pblico bastante animado, o shopping registrou um fluxo de pessoas 25% maior que o do sbado anterior. Neste fim de semana, no dia 31, quem comanda a festa o cantor Chico da Viola, que tocar o melhor da msica sertaneja, a partir das 17h. o Shopping est localizado na rua otvio Campelo ribeiro, 2801, no bairro eldorado. Quem estiver interessado em obter mais informaes sobre o Sbado Show deve entrar em contato pelo telefone (31) 2106-3800.

    Se eu falasse alngua dos pssarosVoc tem at o prximo dia 30 de abril para prestigiar as obras do sete-lagoano Bruno lanza e da belo-horizontina Carolina Merlo, ambos artistas plsticos especializados em gravuras. As suas obras sero apresentadas na exposio Se eu falasse a lngua dos pssaros, que ter a inaugurao na prxima quarta, dia 4, s 20h. So ilustraes, gravuras em metal, desenhos, aquarelas, sketchbook e colagens que estaro mostra de segunda sexta, de 9h s 17h30, na galeria Myralda, que fica na avenida getulio Vargas, 91, no Centro. A entrada para a exposio gratuita.

    FoToS DiVulgAo

    14 agito cUltURal Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

  • 15entReteniMento Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011eSPoRteS Domingo em Casa 1 a 7 De abril De 2012

    1 DE ABRILimagine neste, nas pginas dos principais jornais,

    as seguintes manchetes: Amrica comemora centenrio com contratao de Neimar, Novo independncia ser inaugurado com o clssico Atletico e Cruzeiro, Corin-thians e Flamengo se reforam para a srie C do Brasi-leiro, Democrata Jacar com mistrios para deciso da libertadores, Cansado de trabalhar de graa, ricardo Teixeira deixa comando da CBF. Pois , mas este domin-go primeiro de abril, dia da mentira, cuidado para no ser enganado!

    SINAL DE ALERTA NO AMRICANos ltimos jogos, ficou evidente a queda de produo

    do Amrica. Desde a classificao dramtica na Copa do Brasil e as vitrias sobre Villa Nova e Boa esporte, o Coelho vem apresentando fragilidades em vrios setores, princi-palmente no meio campo e na defesa. o tcnico givanildo oliveira precisa repensar o posicionamento de alguns jo-gadores. Moiss, por exemplo, est sendo sobrecarregado. bom lembrar que o Profeta se destacou no Boa como um meia ofensivo e no como volante defensivo, como tm atu-ado. Falta combate no meio campo, algum com a raa do Dudu Pitbull para proteger a zaga. Alis, na derrota para o Tupi, um torcedor indignado perguntou ao givanildo onde estava o Pitibull. o treinador no titubeou e respondeu: est em sua casa, cabra chato, so coisas do futebol...

    CRUZEIRO SE REFORAPreocupado com o setor defensivo, o Cruzeiro foi em

    busca de mais um zagueiro para as disputas da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro. o clube anunciou a contratao de Alex Silva, de 27 anos, irmo de um za-gueiro que fez sucesso no Cruzeiro, luiso, atualmente no Benfica, de Portugal. J Alex Silva foi revelado pelo Vitria, em 2003 e passou pelo futebol francs antes de retornar ao Brasil para defender o So Paulo, entre 2006 e 2008. Depois, foi para o Hamburgo, da Alemanha che-gou ao Flamengo e agora vem para o Cruzeiro.

    GALO COM NOvIDADES Ao que tudo indica, o meia Danilinho ter nova chan-

    ce no time titular do Atltico, neste domingo, contra o uberaba, quatro da tarde, no uberabo. o jogador vive a expectativa da volta aps ficar duas partidas afastado da equipe, por ter faltado a um treinamento. Novidades tambm nas laterais, com Carlos Csar na lateral-direita e eron na esquerda. escudero retomou a condio de titu-lar no meio-campo. o galo hoje vai tentar manter os cem por cento de aproveitamento no Campeonato Mineiro. J o Zebu precisa da vitria para evitar o rebaixamento.

    vOC SABIA?Voc saberia responder qual foi o recorde de expul-

    ses em um s jogo. Foi em 1954, no Pacaembu, quando Botafogo e Portuguesa jogavam pelo Torneio rio-So Pau-lo. Aos 31 minutos do 2 tempo, a lusa ganhava por 3 a 1, quando comeou uma briga por causa da famosa catimba. A confuso se espalhou, envolvendo os outros jogadores. o juiz, Carlos de oliveira Monteiro ficou simplesmente assistindo a briga, e, no final, expulsou todo mundo: 22 jogadores, entre eles, garrincha, que jogava no Botafogo. o jogo foi encerrado e entrou para a histria com o vergo-nhoso recorde de expulses no futebol brasileiro.

    Enio LimaNarrador esportivo

    Fim de problema para os skatistasNa ltima semana, a secret-

    ria de esportes e lazer, ldia lane, anunciou uma parceria que vai me-lhorar a vida dos praticantes de es-portes radicais em Sete lagoas.

    Quando chovia, os skatistas da cidade se deparavam com uma ver-dadeira piscina no lugar da rampa vertical, na pista de skate do Parque Nutico. Agora j est em fase final a instalao de uma bomba que vai drenar esta gua. Quem cedeu o equipamento, que drena e filtra a gua antes de despejar na lagoa Boa Vista, foi o empresrio e skatista, Thiago Menezes.

    Alm disso, tambm foi anun-ciada pela secretria a mudana de local do poste de iluminao da nova pista de skate. A alterao

    lei estadual de incentivo ao esporteA Secretaria de estado de

    esportes e da Juventude (Seej) divulgou que as entidades que estiverem em dia podem pro-tocolar projetos esportivos a serem beneficiados pela lei es-tadual de incentivo ao esporte. Para receber a verba, devem ser entidades de direito civil sem fins lucrativos que estejam em

    pleno e regular funcionamento e que tenham titulao de organi-zao da sociedade civil de inte-resse pblico (oscip), ou tenham sido declaradas de utilidade p-blica por lei municipal, estadual ou federal.

    os interessados devem pro-tocolar os projetos junto Seej durante todo o ano. esto dispon-

    veis para investimentos esportivos apoiados pela lei mais de r$ 1 milho. Mais informaes sobre a apresentao dos projetos no site www.esportes.mg.gov.br/espor-tes/lei-de-incentivo-ao-esporte ou ligar para a Diretoria de Desenvol-vimento de Programas e Projetos da Seej, nos telefones (31) 3915-4686 ou 3915-4688.

    amistoso na Boa VistaNeste sbado, dia 31, acontece

    s 10h o amistoso entre a equipe juniores do Democrata Futebol Clu-be e a Associao esportiva Pedro leopoldo. A partida ser realizada no campo da Boa Vista, e contar com a presena do ex-jogador Dir-

    ceu lopes, que supervisiona a equi-pe de Pedro leopoldo, que, assim como o Jacar, est se preparando para o mineiro da categoria.

    A partida tem o apoio da Pre-feitura, que viabilizou o jogo no campo municipal. A Secretaria

    de esportes e lazer informou que a realizao desse amistoso s foi possvel devido norma-tizao dos horrios de uso do campo, pois assim fica mais fcil de organizar as partidas e trazer jogos aos sbados.

    Sul americano de artes MarciaisA equipe Tiger de Sete lagoas

    conseguiu alcanar um resultado muito positivo no Campeonato Sul Americano de Artes Marciais, rea-lizado na cidade de So Paulo, na ltima semana. Foram quatro me-dalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze para os integrantes da equipe. o mais interessante que este torneio serviu de seletiva para a Copa do Mundo de Artes Marciais, com lutas de Muay Thai, Kickboxing, Kung-F, Karat e Jiu-jitsu, entre ou-tras modalidades.

    Para o fundador da equipe Ti-ger, Mrcio Jos Nicolau, apesar

    das dificuldades, os atletas trei-naram trs vezes por semana e o resultado foi muito positivo. esta-mos agora em busca de patrocnio para as prximas competies, como a Copa Brasil de Artes Mar-ciais, que acontece em abril, em Belo Horizonte, disse o professor.

    os medalhistas de ouro foram renato rodrigues Pereira Junio (Boxe Chins at 80 kg), rodolfo Ablio Simoncini (Muay Thai at 75 kg), Adriano Miranda Sales ((Muay Thai at 50 kg) e Fernando rodri-gues Pereira da Silva (Muay Thai at 80 kg). Prata para leandro

    gonalves de oliveira (Muay Thai at 75 kg), e bronze para laerte Alves de Souza (Muay Thai at 70 k)g. interessados em patrocinar os atletas nas prximas disputas podem ligar para os nmeros (31) 9744-4248, Fabiano Tubaro, ou (31) 8739-3793, e falar com Mrcio.

    teve como objetivo proporcionar uma completa iluminao do espa-o. essas intervenes fazem parte do processo de revitalizao do

    complexo da Boa Vista. A previso de que a bomba que vai drenar a pista comece a funcionar ainda no ms de abril.

    DiVulgAo

    rAFAel MelgAo

  • VALEU A PENA ACREDITAR.

    aumento do nmero de postos de sade com mdicos de 9 para 36; duplicao da capacidade de atendimento da UTI no Hospital Municipal; construo do Hospital Regional a todo o vapor, que beneficiar cerca

    de 600 mil pessoas; 1 tomgrafo da rede de sade pblica da cidade; novos mdicos para atender 128 mil famlias; farmcias populares em vrios pontos da cidade.

    A Prefeitura de Sete Lagoas trabalha para que o atendimento em sade na nossa cidade fique cada dia mais eficiente. Confira as realizaes: