Jornal Domingo em Casa 45 edio

Download Jornal Domingo em Casa 45 edio

Post on 10-Mar-2016

222 views

Category:

Documents

1 download

DESCRIPTION

Jornal Domingo em Casa 45 edio

TRANSCRIPT

  • oPortUNidade rUiViNha taLeNtosaMinha casa, Minha Vida vai nanciar mais 498 casas na cidade. pg. 3

    Marina Ruy Barbosa fala sobre a carreira e a Gabi de "Amor Eterno Amor". pg. 9

    DIsTrIBuIo GrATuITA

    doMiNgo eM Casa

    Ano 1 | eDIo 45 | seTe LAGoAs 27 De mAIo A 2 De JunHo De 2012

    projeto que prev supresso de 160 hectares na serra de santa Helena causa polmica. Pgs. 4 e 5

    JOS

    VT

    OR

    CAM

    ILO

    Rua Plcido de Castro, 69 B, Centro. Sete Lagoas/MG.

    Info.: setelagoas@cartoriomais.com

    Certides em todo o Brasil.

    6HUYLRVFDUWRUULRVHPXPVOXJDUNo espere mais conhea o Cartrio Mais.

    Mais agilidade, mais economia, mais facilidade. SIMPLES ASSIM .

    &HUWLGHVGHQDVFLPHQWRHFDVDPHQWRHPWRGR%UDVLO3HVTXLVD3DWULPRQLDO

    3URWHVWRGHWWXORVHPWRGR%UDVLOTraduo juramentada com f pblica

    *('JHUHQFLDPHQWRHOHWUQLFRGHGRFXPHQWRVDocumentao para crdito mobilirio

    Telefone: (31) 3776.4466

    Meio ambiente x especulao imobiliria

  • 2 oPiNio Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    duke

    Sustentabilidade sempre prioridade

    Em uma cidade como Sete La-goas, onde o setor industrial garante a maior parte dos tributos para o municpio, nunca se deve perder de vista que de nada adianta crescer sem preservar os bens necessrios para as prximas geraes. Cidades que cres-cem sem planejar de forma correta o trnsito, o crescimento da populao ou a devastao da natureza podem terminar com um local inabitvel, com engarrafamentos interminveis, violncia desenfreada ou um clima detestvel, com um ar impuro, por conta da depredao da natureza.

    O Plano Diretor est buscando definir melhor os caminhos a serem tomados, mas muita coisa ainda pre-cisa ser discutida, no somente por autoridades, mas, sim, pela popula-o. Um bom exemplo de um assunto de suma importncia para a popu-lao a audincia pblica que ser realizada no prximo dia 6 de junho, quarta-feira, para discutir o possvel zoneamento de uma parte da rea de Preservao Ambiental (APA) da Ser-ra Santa Helena.

    Ao mesmo tempo em que a Secretaria de Meio Ambiente vinha tentando uma ampliao na rea pre-servada, a Cmara Municipal aprovou um projeto que retira uma parcela de 160 hectares para a construo de um Condomnio de Luxo.

    No estou defendendo cega-mente que deve-se barrar a chegada de empreendimentos que vo gerar

    renda na cidade. O que acredito que qualquer lei como esta deve ser seve-ramente avaliada, no apenas pelos parlamentares, mas por estudiosos da rea que confirmem que as obras no estaro prejudicando mais do que auxiliando.

    Mas no exatamente isso o que alguns ambientalistas disseram estar acontecendo. Segundo membros da ONG Adesa, que atua na Santa Hele-na, a empresa responsvel pela obra ficou de apresentar os estudos feitos por especialistas da UFMG, porm, at hoje, nada foi mostrado.

    E o que assustou a muitas pes-soas foi o fato de a Cmara Municipal ter aprovado em tempo recorde um projeto to polmico e que ainda dar muito que falar. Alguns dizem que a destruio poderia prejudicar a alimentao de lenis freticos da cidade, que hoje so a nica fonte de gua potvel do Saae.

    Tambm se fala em possveis alteraes climticas, como um maior aquecimento de Sete Lagoas. Independente de tudo o que est sendo feito, o mais importante que a populao participe, discuta e tenha capacidade de ouvir todos os lados e optarem sobre o que deve ser feito.

    Por isso, fao este apelo: marquem presena, questionem e opinem no prximo dia 6, na Casa da Cultura, s 18h, pois vocs so os verdadeiros pro-prietrios desta APA e quem vai decidir o que realmente ser feito.

    Jos Vtor Camilojosecamilo@domingoemcasa.com.br

    Camos numa armadilha!So cerca de 100 mil veculos

    transitando em Sete Lagoas! Em Belo Horizonte j so aproxima-damente 1 milho e meio. Em So Paulo, cerca de 5 milhes. Em to-das as cidades brasileiras, obede-cidas as propores, as ruas esto ficando cada vez mais congestio-nadas. E o que falar das estradas? Quem passa por elas costuma viver certas situaes de verda-deiros martrios e, muitas vezes, fazem a alegria de psiclogos, psi-quiatras, neurologistas, uma vez que elas se tornam verdadeiros caminhos para seus consultrios. Os engarrafamentos de nossas ruas e estradas, aumentando a cada dia, devem estar provocando aumento considervel na procura por especialistas nas reas de pro-blemas mentais.

    E quanto aos locais de estaciona-mento? Tambm a preciso de uma pacincia de J!

    De uns 50/60 anos para c, des-de o tempo do presidente Juscelino, o Brasil optou pela indstria automo-bilstica, desprezando e mandando para as cucuias as ferrovias. L atrs foi iniciado o processo de colo-

    car os brasileiros numa verdadeira armadilha. E os governantes mais recentes continuaram e continuam com a mesma prtica. A armadilha do entupimento por veculos das ruas e estradas no pode ser desmontada porque o pas, com o passar do tem-po, ficou refm econmico da inds-tria automobilstica. Esta escravido econmica, entendo, difcil de ser amenizada. Por exemplo, se hoje fosse tirado de Sete Lagoas todas as atividades automotivas (montadora, revendas, postos de combustveis, oficinas, estacionamentos particula-res, auto-escolas, etc., etc.), acredito que perderamos algo prximo de 70%, em termos econmicos.

    Voc, leitor do Domingo em Casa, quando estiver circu-lando, pense e conclua se estou certo ou errado.

    bvio que existem solues, mas todas elas em longo prazo. Por enquanto, os governantes no esto pensando nisso. Para eles, o negcio produzir mais veculos, incrementar vendas e reduzir impostos do setor. E sem a contrapartida nas estruturas para as ruas e rodovias. , estamos numa arapuca sem tamanho!

    WASHINGTON MUNAIERRdio Santana 87,9 FM

    Radio.santana@yahoo.com.br

    Publicao da AC&S Mdia Ltda

    cnpJ - 05.373.616/0001-21Rua Luiz do Carmo, 39

    Bairro Jardim Arizona - Sete Lagoas-MG - CEP 35700-374 - (31) 3775-0629Diretor geral - Jos Vtor Camiloeditora e Jornalista responsvel - Sandra Carvalho - MG - 14.854Diretor comercial - Rafael Melgaoreprter Aline DinizDiagramao - Antonio Dias e Wanderson Fernando DiasDistribuio - AC&S MdiaImpresso - O Tempo Servios Grficos (Contagem-MG)representante comercial sp, rio e Braslia - Screanmedia (11) 3451-0012 e (11) 9141-2938

    Fale conosco: redacao@domingoemcasa.com.br e comercial@domingoemcasa.com.br

    os ArTIGos AssInADos no eXpressAm necessArIAmenTeA opInIo DesTe JornAL.

    doMiNgo eM Casa

    do LeitorBUraCos

    Acho um absurdo os buracos do bairro Planalto. um desrespeito com a populao que j comemora mais de um ano de descaso. Parabns ao jornal DomInGo em cAsA pela denncia. A populao precisa continuar cobrando seus direitos do poder pblico.

    maria JosBairro Planalto

    BUraCos 2

    Aqui no meu bairro tambm h muitos buracos. Isso detona com os nossos carros e muitas vezes dificulta at mesmo andar a p. Parabenizo este veculo de comunicao que com muita presteza atendeu aos pedidos dos moradores e fez reportagem sobre o assunto.

    Adailton JosBairro Alvorada

    eu Amo mInHA TerrA

    Eu amo Sete Lagoas. Venho atravs deste espao declarar meu amor a essa terra que me acolheu de braos abertos. Estou aqui h mais de 20 anos e aqui fiz meus laos. Um abrao a todos os amigos e parentes.

    BetinhoCentro

    fonte : clima www.climatempo.com.br

  • 3Cidade e regio Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    Mais 498 casas popularesFase 2 do Minha Casa, Minha vida tem incio; inscries comeam em agosto

    Mais 498 casas populares do programa federal Minha Casa, Minha Vida sero cons-trudas e entregues em Sete Lagoas. Nesta segunda fase do programa sero erguidas mo-radias no bairro Dona Slvia. A Copermil, empresa responsvel pela construo das casas, e a Caixa Econmica Federal assi-naram contrato nesta semana.

    De acordo com Mrio Sr-gio Arajo, assessor da presi-dncia da Companhia Regional de Habitao de Sete Lagoas (Cohasa), as inscries para os interessados em participar do processo seletivo junto Caixa acontecero em agosto deste ano. "Vamos pr-selecionar 650 interessados, dos quais a Caixa escolher os 498 que tero di-reito aos imveis", afirmou.

    Do total de 498 casas, o Go-verno Federal destina 3% para deficientes e 3% para idosos. O

    restante dividido entre os de-mais inscritos, porm, priorizan-do mes solteiras e casais com fi-lhos. A previso para a concluso das obras de 12 meses.

    No ano passado, foram en-tregues em Sete Lagoas 240 casas no bairro Belo Vale refe-rentes ao programa PAC - Ur-banizao de Favelas, e 377 casas no Jardim dos Pequis, na primeira fase do Minha Casa Minha Vida. Alm disso, outras 26 casas sero entregues no prximo ms, no Belo Vale, com recursos do Fundo Nacional de Habitao e Interesse Social (Finis) e da Prefeitura.

    InscrIoPara se cadastrar no Minha

    Casa Minha Vida, o interessado deve estar inscrito, primeira-mente, no Cadastro nico para Programas Sociais do Governo Federal junto ao Ministrio do

    Desenvolvimento Social e Com-bate Fome (pessoas com renda mensal de zero a trs salrios mnimos) e possuir o Nmero de Identificao Social (NIS), obtido junto ao Centro de Atendimento de Assistncia Social da Prefeitu-ra (CAAS). O prazo para obteno do NIS de uma semana.

    preciso estar de posse dos originais e cpias dos documen-tos de identidade, CPF, carteira de trabalho e comprovante de renda de todos os membros da famlia, alm de comprovante de residncia (conta de luz) e declarao escolar para quem tem filhos menores de 16 anos.

    Se a pessoa no trabalha, deve assinar declarao prpria.

    Para mais informaes so-bre como obter o NIS, entre em contato com o CAAS atra-vs do telefone 3776-5856, ou pessoalmente, rua Floriano Peixoto, 240, Centro, no setor de Bolsa Famlia.

    Novo posto da PM Prefeitura concede anistia fiscalUNiFeMM Cidade e regio

    A avenida Marechal Castelo Branco um dos principais corre-dores de entrada de Sete Lagoas, o que faz dela um ponto estratgico para a segurana pblica. Mas este apenas um dos motivos que tornam importante a inaugurao da 62 companhia de Polcia Militar, ocor-rida no ltimo dia 23. A unidade est localizada nas dependncias do Centro Universitrio de Sete Lagoas (UNIFEMM), trazendo tambm mais segurana para os estudantes.

    O reitor da Unifemm, Antnio Fernandino de Castro, disse du-rante a solenidade que esta com-panhia vai trazer mais segurana para os alunos e, at mesmo, vai inibir aes de alguns jovens, que militam em vrias reas.

    O posto foi desativado em

    2009, segundo as informaes passadas durante a solenidade pelo comandante do 25 batalho, tenente coronel Slvio Augusto de Carvalho, e foi transferida para o municpio de Paraopeba por uma definio do Governo do Estado. A unidade foi desativada devido a uma mudana no foco da seguran-a pblica do municpio, mas este um ponto estratgico e favorece a agilidade no atendimento e execu-o das ocorrncias, explica.

    As obras de adequao da unidade contaram com recursos da universidade e, tambm, de parcerias feitas com empresas da cidade que apoiaram a segurana pblica. Sero aproximadamente 20 homens, 30 viaturas, fazendo patrulhamento 24h.

    Ateno, cidado! O Programa de Iseno Fiscal da Prefeitura de Sete Lagoas dar descontos de 100% sobre juros e multas para quem pagar quitar os impostos devidos at o dia 28/05/2012 (segunda-feira_. Quem deixar para pagar no dia 27/06/2012, o des-conto ser de 80%.

    Alm do pagamento vista de

    impostos devidos em processo de dvida ativa, diversas outras opes de pagamento estaro sendo oferta-das ao contribuinte, entre as quais o desconto de 75% para pagamentos em at 08 (oito) parcelas. O parcela-mento poder chegar a 90 (noven-ta) parcelas, mediante um desconto de 30%, segundo informou a Prefei-tura de Sete Lagoas.

    Para aquele contribuinte que queira aproveitar um bom desconto para pagar seu IPTU vista (7%), esta a melhor opo se comparada aos rendimentos apresentados pelo mercado. Outra opo o parcela-mento em at sete vezes. A iniciativa do Executivo municipal foi anuncia-da nesta semana durante as come-moraes ao Dia do Contribuinte.

    QUIM DRUMOND/PREFEITURA DE SETE LAGOAS

    UNIFEMM/DIVULGAO

    Obras de terraplanagem j tiveram incio no bairro Dona Slvia

    Foram retomadas nesta semana as atividades no posto da PM da Unifemm

    ASSISTNCIA TCNICA EM INFORMTICA

    Computadores, Notebooks e Acessrios

    Oramento sem compromisso,

    LIGUE, e agende j uma visita tcnica!

    31-3773 1078 / 31-9546 9035Rua das Rosas 327 Montreal, Sete Lagoas, MG

    icro pa eS M

  • 4 Cidade e regio Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    Vereadores de Sete Lagoas aprovam projeto que prev a reduo de 160 hectares na serra de Santa Helena; Executivo contra

    Por Aline Diniz

    Prejudicar o abastecimen-to de gua e causar mudanas climticas. Esses so apenas alguns dos problemas que a reduo de 160 hectares na rea de Preservao Am-biental da Serra Santa Hele-na (APA) pode trazer para os sete-lagoanos. No ltimo dia 22, foi aprovado pela Cma-ra Municipal o Projeto de Lei Complementar n 010/2012, de autoria do vereador Caio Dutra, que estabelece a su-presso de aproximadamente 160 hectares da APA.

    Para Gustavo Ganzaroli Mah, eclogo e coordenador

    de projetos da Associao de Desenvolvimento Ambiental )Adesa), a Cmara passou por cima do Executivo e votou um projeto sem sustentao tcnica. Ele explica que a prefeitura havia contratado, no incio do ano, por meio de licitao, uma empresa de consultoria ambiental para realizar estudos tcnicos complementares com obje-tivo de propor a diviso da APA em reas que poderiam ser usadas para conservao, agricultura, turismo, constru-o civil, dentre outros.

    Antes mesmo de a anlise ficar pronta, os vereadores fi-zeram um projeto com objetivo

    de reduzir a rea da APA em um local de especulao imobili-ria. Isso uma manobra para atender aos interesses das em-presas, protesta o eclogo

    Quem sAI perDenDoA APA possui, segundo a

    ltima demarcao da Em-presa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural de Minas Gerais (Emater), 4.928 hec-tares. A supresso de 160 hectares, prevista no projeto de lei, pode ocasionar pro-blemas srios no dia a dia dos moradores da cidade. O eclogo Gustavo Mah escla-rece que a rea mencionada pelos parlamentares est em

    processo de licenciamento ambiental para a construo de um condomnio de alto luxo, denominado Boulevard Santa Helena.

    Segundo ele, a viabilidade desse projeto est sendo estu-dada pelos rgos ambientais competentes. O que preocupa o especialista que esse es-pao, conhecido como Fazenda Arizona ou Pasto do Gerson, muito importante para o muni-cpio como um todo, j que uma regio que contribui com a recarga dos aquferos, ou seja, a gua que infiltra nessa rea abastece as guas subter-rneas usadas pelo Saae para abastecer a populao de Sete

    Lagoas. Alm disso, a rea tem uma rica biodiversidade, stios arqueolgicos, grutas e rea brejosas, as chamadas lagoas efmeras, acrescenta o eclo-go.

    Sobre esses danos, o se-cretrio de Meio Ambiente de Sete Lagoas, Cludio Fi-gueiredo (Busu) tambm se mostrou preocupado. A utili-zao errada do espao pode alterar o clima, aumentando a quantidade de chuvas na cidade e causando seca na regio ao redor, alm disso, dependendo do empreendi-mento que for realizado no p da serra, a cidade pode ficar mais quente, alerta.

    Natureza ameaadaObjetivo do projeto liberar a rea para atividades econmicas, entre elas, aes da construo civil

  • 5Cidade e regio Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    Vereadores de Sete Lagoas aprovam projeto que prev a reduo de 160 hectares na serra de Santa Helena; Executivo contra

    Natureza ameaada

    REPRODUO/BLOG RAMON LAMAR

    FOTOS JOS VTOR CAMILO

    Objetivo do projeto liberar a rea para atividades econmicas, entre elas, aes da construo civil

    Na entrevista abaixo, vereador Caio Dutra (PMDB) explica suas razes para aprovar o projeto

    o outro lado

    Domingo em casa - A lei aprovada na cmara de autoria do senhor?

    caio Dutra- Sim a lei de mi-nha autoria.

    Quantos vereadores votaram a favor?

    Sete colegas de parlamento vota-ram a favor do projeto.

    com base em quais dados o se-nhor redigiu o projeto?

    A rea da APA da Serra de Santa Helena tem 4.800 hectares. Dentro desta, vocs sabiam que est parte do

    bairro Alvorada e at mesmo o Lixo de Sete Lagoas? O que esto especu-lando de aspecto poltico e, no, am-biental. Digo isso, pois o que foi votado foi retirando estas duas reas citadas e a parte da fazenda Arizona, dentro de um estudo apresentado na Cmara em uma audincia pblica sobre a possibilidade de se criar o Parque Estadual da Serra de Santa Helena. Nesta data, eu me documentei com a busca com as pessoas que realizaram este estudo. O zoneamento colocado no foi criado, mas, sim, apenas deno-minado e especificado pela Lei.

    segundo a Lei Federal 9985, preciso realizar estudos tcnicos para que projetos que envolvam reas de preservao sejam apresentados na cmara. o senhor tomou este cuida-do? ou o projeto inconstitucional, como informou o secretrio de meio Ambiente, Busu?

    Olha, quando me pergunta sobre as Leis Federais e Estaduais vigentes e pertinentes ao nosso Meio Ambien-te, realmente vejo a desinformao sobre o contedo do projeto. Uma vez que todas elas foram observadas, destaco o pargrafo nico do artigo

    primeiro da Lei 51, onde fica obriga-do a observncia e estudos ambien-tais prvios a qualquer que seja a ocupao daquele terreno.

    no dia 6 de junho, s 18h, ser realizada uma audincia pblica para discutir o projeto de zoneamento da ApA, o senhor estar presente?

    Neste dia estarei de planto no Hospital Municipal, mas estou mo-vendo gesto para conseguir troca ou liberao para poder participar e esclarecer muito mais do que estas simples palavras.

    O secretrio de Meio Ambiente, Cludio Figuei-redo (Busu), ressalta que o projeto de lei aprovado pela Cmara Municipal inconstitucional, uma vez que a no seguiu os proce-dimentos previstos na Lei Federal 9.985 de 2000, que constituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservao da Natureza. De acordo com essa lei, para se legislar sobre o as-sunto preciso que haja, dentre outros procedimen-tos, um estudo de meio ambiente, alm da partici-pao popular.

    Cludio Figueiredo es-clarece que a Secretaria de Meio Ambiente contra o projeto que, em vez de re-duzir o tamanho da APA, a inteno sempre aumen-tar. A secretaria vai vetar o projeto. Ns temos uma pro-posta para a rea que defi-ne, dentre outras coisas, o uso do solo. importante enfatizar que, para elaborar esse pr-projeto, a secreta-ria somente considerou as-pectos tcnicos da regio.

    Projeto ilegal

    A Secretaria de Meio Ambiente vai apresentar seu estudo e sua proposta para a APA em uma audin-cia pblica no prximo dia 6 de junho, s 18hs, na Casa da Cultura de Sete Lagoas. O secretrio Cludio Fi-gueiredo convida todos os parlamentares e moradores para participar da reunio.

    Considero que por meio do dilogo que vamos chegar a uma concluso, por isso muito importante que todos compaream audin-cia. Gustavo tambm avalia que a participao da po-pulao primordial para o engajamento das pessoas e esclarecimento real das con-dies e processos legais de regularizao desta Unidade de Conservao Municipal.

    audincia pblica

    O desenvolvimento econmico de Sete Lagoas tem sido percebido de forma evidente e assustadora, o que traz inmeros benefcios como a instalao de indstrias e novos empreendimentos. Mas isso no justifica o uso de reservas para tal crescimento

    Renara Farinha Campolina - universitria, 23 anos

    No o desmatamento que vai trazer benefcios

    econmicos para a cidade. Queremos sim que a cidade

    cresa, mas ningum quer que o clima mude e que a

    populao seja prejudicada

    Marina Dumont Pena - universitria, 18 anos

    "No concordo com esse projeto. Isso s vai

    contribuir para acabar com o meio ambiente, e ns

    precisamos muito dele. A cidade tem que crescer,

    mas no d para fazer isso destruindo a serra

    Wesley Prates Almeida - estudante, 16 anos

    Pssima ideia esse projeto. J existem tantos lugares para se construir nesta cidade. No h necessidade de usar reas de preservao e prejudicar ainda mais o meio ambiente

    Cesar Luiz dos Santos Jnior - Motorista, 32 anos

  • 6 eCoNoMia Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    Programa Travessia leva incluso social Governador, hoje ns vamos

    falar sobre o programa Traves-sia, que est sendo ampliado em nosso estado. ele o principal programa de incluso social do Governo de minas. eu gostaria que o senhor explicasse um pou-co mais sobre este programa.

    Antonio Anastasia: O Progra-ma Travessia, na realidade, o principal programa de natureza social de nosso Governo. um grande programa de incluso so-cial. Foi lanado em 2008 pelo ento governador Acio Neves e liderado pela Secretaria de Es-tado de Desenvolvimento Social. Ele destinado de modo mais claro para os municpios que tm o menor IDH, ou seja, os munic-pios mais pobres, que tm ndi-ce de Desenvolvimento Humano menor. O Programa Travessia composto de diversos projetos, um deles, muito importante, o projeto chamado Porta a Porta, que faz um levantamento, um diagnstico, indo, como o nome

    diz, de porta em porta, de casa em casa, naquele municpio, identificando as carncias que ns temos na rea da educao, do saneamento, da sade, da ren-da das pessoas. Depois, ns faze-mos outros projetos dentro deste programa, o chamado Travessia Social, o Travessia Renda, o Ban-co Travessia, o Com Licena Vou Luta, dentre outros. Ou seja, todos os projetos previstos para suprir aquelas carncias que fo-rem identificadas, ou mediante a construo de equipamentos, como por exemplo, banheiros nas casas que no tm bom sane-amento, ou na oferta at mesmo de cursos de qualificao para as pessoas melhorarem a sua renda e a sua empregabilidade. E o Ban-co Travessia, que um programa muito interessante, um projeto muito interessante, que significa a aposta na educao: aquelas pessoas que forem identificadas pelo Porta a Porta, que esto au-sentes da sala de aula, so cha-

    madas para voltarem escola e passam a receber um estmulo. Toda a famlia, inclusive aqueles alunos tambm do ensino regu-lar. Cada atividade considerada positiva gera um crdito e ao lon-go dos anos esses crditos se con-vertem em uma poupana que transformada em dinheiro e sacado por aquela famlia benefi-ciada pelo Banco Travessia. , na verdade, um estmulo para que os estudos sejam feitos de manei-ra sempre a melhorar o nvel dos nossos trabalhadores e, claro, a instruo de nossa gente.

    Governador, vamos falar tambm sobre a ampliao do programa Travessia. Agora, mais municpios e mais cidados vm sendo beneficiados por este pro-grama. como essa ampliao po-der ser percebida por meio dos indicadores sociais?

    Antonio Anastasia: Em pri-meiro lugar, bom lembrar que este programa, desde o seu

    surgimento, j investiu quase R$ 900 milhes, ou seja, quase R$ 1 bilho em investimentos no seu mbito. Ns estamos au-mentando. Inicialmente, quan-do comeamos, eram menos de 20 municpios. S agora, nes-sa nova leva, j so mais 106 municpios, em mais de 200 municpios englobados no m-bito do Programa Travessia. E claro que a populao cada vez mais aumenta. Ns estvamos inicialmente s na regio do Grande Norte de Minas Gerais. Hoje todas as regies de Minas Gerais j tm tambm o Progra-ma Travessia em suas reas. Isso significa que as pessoas passam a sentir cada vez mais a ao deste programa, que integra-dor porque prev a melhoria da renda, da instruo e da sade. E isso vai refletir na melhoria do IDH daquele municpio, o que muito importante, porque com um IDH melhor, certamente as empresas vo buscar mais aque-

    le municpio tambm para seus investimentos e para trazerem mais empregos para aquela lo-calidade.

    Governador, pode-se, por-tanto, afirmar que a incluso social de toda a populao ca-rente de minas prioridade em seu governo?

    Antonio Anastasia: No h dvida. fundamental, por-que ns s teremos um resgate definitivo e restaurador da ci-dadania em Minas Gerais e nossa gesto para a cidadania quando ns reduzirmos os in-dicadores de pobreza, erradicar-mos a misria e conseguirmos avanar nesses ndices, melho-rando a renda, melhorando o nvel de instruo e a sade das pessoas. Minas Gerais j tem ex-celentes indicadores em compa-rao com outros estados da Fe-derao, mas temos ainda muito a crescer. E este o esforo do Programa Travessia.

    Antonio AnastasiaGovernador de Minas Gerais

    Conversa com a Presidentasou nordestino e nunca tinha

    visto uma escassez de gua como a atual. Que aes o governo est im-plementando para ajudar a regio? (patrick cabral da silva, 33 anos, pro-fessor em Barra do corda (mA)

    presidenta Dilma De fato, Pa-trick, esta estiagem pode tornar-se uma das mais graves dos ltimos 30 anos, afetando mais de mil municpios. Por isso, vamos inves-tir R$ 2,7 bilhes para mitigar os efeitos da estiagem, assim como, antecipar as metas do programa gua para Todos. Instalaremos 32 mil cisternas de consumo, 2,4 mil sistemas simplificados de abaste-cimento, 1,2 mil barreiros e vamos recuperar 2,4 mil poos. Outros R$ 164 milhes sero destinados Operao Carro Pipa, para a distri-buio de gua potvel. Os agricul-tores familiares afetados recebero R$ 680,00, em cinco parcelas, caso estejam cobertos pelo Progra-ma Garantia Safra, ou R$ 400,00 no mbito do programa Bolsa Es-

    tiagem, tambm em cinco parce-las. Criamos uma linha de crdito facilitado para produtores rurais e agroindustriais de municpios em situao de emergncia. Para os pequenos produtores, o limite de crdito varia de R$ 2,5 mil a R$ 12 mil reais, com juros de 1% ao ano. Para os mdios e grandes produ-tores e agroindustriais, o limite de crdito de R$ 100 mil, com ju-ros de 3,5% ao ano. Continuamos tambm realizando obras estru-turantes na regio que, apenas no mbito do Ministrio da Integrao Nacional, somam R$ 16 bilhes, de 2007 a 2015. Esses projetos vo garantir a oferta de gua de for-ma mais estvel e permitir que os nordestinos tenham cada vez mais condies de conviver com as con-dies hidrolgicas do semirido.

    sou industrial e pretendo ini-ciar vendas para o exterior. o go-verno poderia criar um mecanismo, talvez um site, para divulgar nossas

    empresas e/ou produtos? (Jos car-los oliveira, 41 anos, empresrio no rio de Janeiro (rJ)

    presidenta Dilma O Ministrio do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior j tem um site de divulgao dos nossos exportadores, do jeito que voc precisa, Jos Carlos. Trata-se da Vitrine do Exportador (www.vitrinedoexportador.gov.br), que tem 18 mil empresas registra-das. A Vitrine Virtual (VV) um dos servios prestados pelo site per-mite ao empreendedor personalizar uma pgina sobre a sua empresa, com informaes comerciais, pro-dutos, regies de destino e outras. Os importadores podem enviar pro-postas diretamente s empresas por meio deste site, que tem verses em portugus, ingls e espanhol. As em-presas podem solicitar adeso Vi-trine do Exportador diretamente pelo site. Todos os servios disponibiliza-dos pela Vitrine do Exportador so gratuitos, inclusive a traduo dos textos de apresentao da empresa

    para o ingls e o espanhol. Os dados do site so atualizados mensalmente com incluso automtica de novos exportadores ou de novos produtos e mercados. O sistema possibilita encontrar rapidamente exportadores brasileiros por produto (por nome ou cdigo), nome da empresa, setor de atividade, regio de destino, faixa de valor, ou pelo cruzamento de dois ou mais desses itens.

    Antes, os motoristas tinham di-reito a aposentadoria especial, com 25 anos trabalhados. os 25 anos vol-taram a vigorar? (Gilberto Domingos da silva, 50 anos, caminhoneiro no rio de Janeiro (rJ)

    presidenta Dilma Gilberto, at abril de 1995, a aposentadoria espe-cial era concedida em funo da ati-vidade profissional, como era o caso dos motoristas. Mas desde aquele ano, a Lei n 9.032 determinou que a aposentadoria especial fosse conce-dida somente aos segurados que tra-balhassem diretamente com agentes

    nocivos sade ou integridade fsi-ca, independentemente da categoria profissional. Ou seja, desde aquela poca, para ter direito a aposentado-ria especial, o motorista, e os demais profissionais, tm que comprovar a efetiva exposio a agentes nocivos qumicos, fsicos, biolgicos ou associao de agentes prejudiciais sade ou integridade fsica. No caso das pessoas que trabalharam como motorista de caminho ou de nibus, at 28 de abril de 1995, o tempo de servio anterior lei ser considerado de forma mais vantajo-sa para a obteno de aposentadoria por tempo de contribuio, ou por idade, Isto para no prejudicar aque-les que j exerciam a atividade quan-do a lei foi sancionada. Nesta transi-o, por exemplo, se o trabalhador teve 10 anos de atividade antes da lei de 1995, esse tempo convertido para 14 anos, o que facilita atingir a exigncia de 35 anos para a aposen-tadoria por tempo de contribuio do motorista.

    Dilma Rousseff Presidenta

    Mande sua pegunta para Dilma Rousseff pelo e-mail perguntapradilma@domingoemcasa.com.br

  • 7eNtreteNiMeNto Domingo em Casa 7 a 13 De agosto De 2011Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012eNtreteNiMeNto/horsCoPo

    Diz o locutor de uma rdio:- No ltimo censo realizado pelo IBGE, ficou comprovado que a

    mdia da estatura brasileira de 1,71 m e somente 1 a cada 10.000 brasileiros mede acima de 1,90 m.

    Um sujeito que ouvia comenta:- E justamente esse filho de uma gua que senta na minha fren-

    te toda vez que eu vou ao cinema!

    horscopo

    tUtti e Bris DukeseNso

    Cruzadas diretas

    Este ser o tempo ideal para fazer o check-up e cuidar da sade. Resolver pendncias, fazer o que foi adiado ou foi mal resolvido. Procure resol-ver tudo que ainda estava tendo complicaes, desde rever a dieta at assuntos mais burocrti-cos, como dvidas, por exemplo.

    gmeos21/5 a 20/6

    Viro tona alguns sentimentos mais profundos, que causam grande sensibilidade e podem aca-bar gerando alguns conflitos em sua vida pesso-al. Este o momento de avaliar qual o motivo de sua grande insatisfao interior para poder tomar uma atitude com relao isso.

    Cncer21/6 a 217

    Estaro favorecidos nesta semana os contatos de trabalho. Podero surgir novas propostas que traro mudanas radicais sua vida profissional. Analise cuidadosamente essa oportunidade para acabar fazendo algo que, um dia, poder se arre-pender profundamente.

    ries21/3 a 20/4

    Saia da sua rotina atual, conhea novos lugares e experimente coisas novas e diferentes. Estamos passando pelo momento ideal de aventurar-se. Viaje, mesmo que seja atravs da leitura ou da imaginao, mas, de preferncia, procure lugares que vo lhe trazer muita paz.

    touro21/4 a 20/5

    O reencontro com antigos amores ou amigos poder iluminar um sentimento inconsciente dentro de voc. Isso poder acabar gerando uma espcie de canal que lhe trar novas ideias e mudanas em sua vida. Procure aproveitar bem estes canais para evoluir.

    Leo22/7 a 22/8

    um tempo de muita generosidade, portanto ajude ao prximo sem medo. A exigncia de seu ego est bem menor, portanto, estar mais sens-vel ao sofrimento do outro, com verdadeira von-tade de ajudar ao prximo. Aproveite tambm para rever alguns conceitos seus.

    Virgem23/8 a 23/9

    O Sol nesta semana entra em seu prprio signo e um momento de renovao, de novos comeos. como um renascimento e novas possibilidades se apresentam. Portanto fique atento para poder perceber quando estas possibilidades aparece-rem e no perder a oportunidade.

    Libra23/9 a 23/10

    As pessoas de escorpio sero testadas em sua disciplina e limites, pois existe uma tendncia a um comportamento exagerado nesta semana que vir. Uma terapia corporal ou criativa poder ajud-lo a relaxar e passar por cima destes testes que podero tirar um pouco sua pacincia.

    escorpio23/10 a 21/11

    Haver uma maior abertura de conscincia e melhor viso do mundo nesta semana que vir. Mas preste bastante ateno para no perder a oportunidade de fazer mudanas drsticas em sua vida. Transforme-se, re-nove-se, que, com certeza, este o melhor momento para faz-lo.

    sagitrio22/11 a 21/12

    hora de sair e resolver as coisas. Voc vai sen-tir um estmulo extra na sua vida pessoal e pro-fissional, portanto no deixe de aproveitar esta sensao. Os capricornianos estaro mais de-terminados. Porm, tomem muito cuidado com agressividade excessiva, pois podem acabar fe-rindo algum.

    Capricrnio22/12 a 20/1

    Os aquarianos esto passando por um momento para se refletir sobre os erros do passado, sem cr-tica ou condenao prpria. Depois dessa auto-ava-liao, deixe o passado e busque uma nova direo para sua vida. Procure usar os erros do passado para melhorar o presente e o futuro.

    aqurio21/1 a 19/2

    Organize melhor sua rotina e tudo parecer mais fcil. Sua ateno estar direcionada para as coi-sas prticas do dia a dia. A organizao da casa, da documentao pessoal e sua sade. S no exagere nos detalhes, pois pode acabar ficando um pouco compulsivo.

    Peixes20/2 a 20/3

    Fonte: www.portalangels.com

    PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

    Soluo

    www.coquetel.com.br Revistas COQUETEL 2012

    BANCO 42

    PEU

    RASTEIRA

    PESSIMISMO

    SSCAER

    PEIXOTONF

    NNSUBIDA

    OALCAO

    N

    A

    ADAGAPA

    T

    O

    P

    U

    DORN

    O

    V

    OS

    EGHOSTP

    PROASIDA

    AENAGA

    PLAYGROUND

    CIAEADO

    MOSTRUARIO

    Qualidadeessencial

    a umvocalista

    Frutos as-sociadosaos olhospuxados

    Golpevlido nojud e nacapoeira

    Atitude dequem vo copo

    meio vazio

    Dgrafo de som

    semelhan-te a

    Serra, FHCe Acio,por seupartido

    Notafiscal

    (abrev.)

    Floriano(?), vice

    de Deodo-ro (Hist.)

    Enfeitefemininode cabelo

    Peamvel doventilador

    Homemde modosafetados edelicados

    Espao derecreao

    infantilem prdio

    Mono-grama

    de Yan

    O piorpapel,

    num jul-gamento

    Scooby-(?), codos qua-drinhos

    chama-do display,

    no mar-keting

    AlbertEinstein,gnio da

    Fsica

    Particpioda primei-ra conju-

    gao

    Instituioassis-tencialvisitadapor pais

    interessa-dos emadoo

    (?) Menor, constela-o da Estrela PolarPedro (?): o ltimo

    imperador brasileiro

    Aero-nutica(abrev.)

    Viva!

    Sufixo deduronaNatural do RN

    Fase daviagem

    Nome da8 letra

    Espadacurta

    Sentimentoda donzela

    A maislacnicaresposta

    Eram orna-das com ascarrancas,nos navios

    vikings

    Na (?) doMorro,sambaExtenso

    Jogadorbrasileirodo MilanTu e ele

    RecentesGrande

    galpo doaeroporto

    Fantasma,em ingls

    Verda-deiros

    Os valores ignora-dos na pirataria

    Abaixo-(?), docu-mento reivindicatrio

    A G A

    3/doo. 4/lao. 5/dndi ghost pudor.

  • 8 teLeViso Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    resumo de novelas

    Sbado

    Chei

    as d

    e Ch

    arm

    e

    (glo

    bo

    19h

    15)

    Cida destratada por Snia. Chaye-ne se vangloria da sesso de fotos com Rosrio. Chayene cumpre sua pena comu-nitria e arma um plano para levar vanta-gem. Lygia flagra Conrado dormindo em sua sala e reclama com Sarmento. Rodinei convida Cida para morar com ele. Conrado se encontra com o pai. Tom Bastos surge no show das Empreguetes e revela que o novo agente das trs domsticas.

    Incio conta para Heraldo que pe-dir a mo de Rosrio para Sidney aps o show. Larcio estranha a presena de Tom na apresentao das Empreguetes. Rosrio revela que Tom fez uma proposta para em-presariar o trio e Incio desiste de pedi-la em casamento. Conrado estraga um dos processos do escritrio e tenta ocultar o problema. O escritrio de Sarmento recebe uma intimao e Conrado se apavora.

    Ticiane pede ajuda a Lygia para resolver o problema do processo destru-do. Socorro pede para Chayene lev-la na viagem a Uberlndia para o show com Michel Tel. Rosrio faz compras para o buf com Penha e Cida e cogita sabotar o jantar de Isadora e Conrado. Naldo diz a Elano que o interesse de Tom nas Empre-guetes falso. Lygia convida Elano para ser seu assistente.

    Dlia sequestra Incio com a ajuda de Maral. Sarmento apresenta Elano a Conrado. Tom Bastos arma um plano para Chayene achar que est sendo cortejada por Michel Tel. Cida proibida por Snia de sair de casa e falta reunio das Em-preguetes com Tom Bastos. Larcio chama Chayene para entrar no palco com Michel Tel. Incio ouve Rosrio falando com Fa-bian ao telefone e questiona a namorada.

    Chayene sobe ao palco com Michel Tel. Penha comemora as contrataes de Elano e Sandro. Sarmento sugere que Cida no aparea no jantar de noivado de Isa-dora, mas Snia insiste em coloc-la para servir. Elano conquista a simpatia de Sar-mento e Conrado demonstra cime. Fabian finge ter ficado ofendido com o assdio de Chayene a Michel Tel e ameaa romper o falso namoro com ela.

    Rodinei faz uma entrega na casa de Lygia e se surpreende ao ver Liara. Penha se oferece para servir os convidados no lugar de Cida. Conrado d o anel que foi de sua me para Isadora. Otto elogia o jantar e pede para cumprimentar o pessoal da cozi-nha. Madame Kastrupe faz previses para Chayene e a cantora acha que a vidente est falando de Rosrio. Snia reconhece Rosrio e Penha do clipe das Empreguetes.

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    rebe

    lde

    (Rec

    ord

    20

    h30)

    A turma aplaude o beijo de Toms e Carla. Miguel v Alice e Pedro aos beijos. Ele diz a Alice que aceita ser apenas um amigo. Diego e Roberta combinam de fazer uma viagem pela Europa. Eva e Lucy ficam amigas. Franco conta a Jonas que viu muitos casais se beijando pelo colgio. O diretor fica furioso. Jonas rene os alunos para dar bronca. Ele diz que vai separar os meninos das meninas novamente.

    Os alunos ficam preocupados com o castigo de Jonas. Jorge diz a Becky que j est namorando. Eva briga com Franco por ele ter dedurado os alunos. Os alunos do Elite Way combinam um plano para confundir Jonas. Becky diz a Vicente que Cris ficou com Marcelo. Pilar continua tris-te. Ela no consegue esquecer Binho. Lucy deita na cama de Pedro. Miguel aparece de surpresa no quarto de Alice.

    Binho visita Pilar. Ele tenta saber se Carla e Toms esto namorando. Pilar no resiste e beija Binho. Miguel diz a Alice que precisa de ajuda para cuidar de Lucy. Diego e Roberta dormem no poro. Os rebeldes tambm armam um plano para irritar Jonas. Roberta e Carla ignoram Pingo, dei-xando o inspetor furioso. Binho segura Car-la e Toms chega. Pedro v o anel de Miguel no quarto de Alice e fica furioso.

    Pedro fica irritado ao ver o anel de Miguel nas coisas de Alice. Toms e Binho se encaram. Os dois esto quase brigando quando Marcelo chega e os separa. Pedro decide ficar com o anel de Miguel. Cilene diz a Artur que ele precisa cuidar da colu-na. Alice e Pedro continuam em clima de romance. Toms e Carla namoram escondi-dos de Jonas. Miguel e Binho se unem. Os dois fecham uma parceria.

    Jonas entra no quarto de Toms. Ele procura Carla e no acha. Roberta e Diego zoam com Jonas. Roberta e Alice acham que Binho dedurou Carla e Toms. A turma do beijo combina armadilha para pegar Jo-nas. Binho tenta falar com Pilar, mas Leila o impede. Raul esquece do cinema que mar-cou com Beatriz. Pilar tenta dormir quando Miguel pula a janela. Miguel e Pilar combi-nam de fazer cime em Binho.

    No h exibio

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    amor

    ete

    rno

    amor

    (glo

    bo

    18

    h15) Melissa finge se desesperar na frente

    das testemunhas do acidente com Valria. Zilda tenta convencer Miriam a no viajar. Melissa descobre que Valria e o beb esto bem e fica furiosa. Clara afirma a Miriam que o filho de Valria nascer para unir os pais. Josu diz a Tobias que pode ser o pai do filho de Valria. Melissa pergunta a Valria se ela tem certeza de que o filho que est esperando de Rodrigo.

    Melissa exige que Valria conte a verdade sobre sua gravidez. Rodrigo afir-ma a Beatriz que nada o impedir de se declarar para Miriam. Melissa conta para Rodrigo que o filho que Valria est espe-rando pode no ser dele. Valria tenta dis-farar a tenso perto de seus pais. Klber avisa a Valdirene que ir represent-la no processo contra Regina. Fernando ouve a consulta de Rodrigo com Beatriz.

    Rodrigo sonha com uma mulher misteriosa e fica intrigado. Valria se preocupa quando Antnio vai busc-la no hospital e, no, Rodrigo. Beatriz se preocupa com a reao de Gabi a seu casamento com Gabriel. Rodrigo diz para Valria que sabe a verdade e exige que ela fale para seus pais. Rodrigo conta para Carmem e Z que o filho que Valria est esperando no dele.

    Carmem e Z se revoltam contra Valria e afirmam que ela se casar com Josu. Jacira confidencia a Gracinha que ir procurar um especialista para saber por que no consegue engravidar. Priscila conta para Miriam que Rodrigo no vai mais se casar com Valria. Pedro convida Priscila para ir ao show de rock com ele. Jair se declara para Gracinha. Tobias e Jo-su chegam casa de Rodrigo.

    Josu beija Valria e a pede em casamento. Miriam pensa na notcia que Priscila deu sobre Rodrigo. Valria foge da manso. Rodrigo visita uma obra com Kl-ber. Melissa se surpreende ao encontrar Clara e Jnior em sua casa. Tobias perdoa Gracinha. Fernando faz aulas de tiro e compra um potente rifle. Valria aparece na televiso ameaando se atirar do Po de Acar e todos se desesperam.

    Rodrigo fica atnito e Dimas, Fernando e Melissa se divertem com o escndalo armado por Valria. Antnio chega com Carmem, Z, Josu e Valria no edifcio So Jorge. Rodrigo se emo-ciona ao reencontrar Tobias. Miriam se descontrola e fala para Fernando que vai se declarar para Rodrigo. Henrique tenta seduzir Laura. Fernando mira seu rifle em direo a Rodrigo.

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Ms

    cara

    s

    (Rec

    ord

    22

    :15h

    )

    Sbado

    Big Blond pede que Eliza abaixe a arma. Eliza diz que deseja sua vida e identidade de volta. Big Blond concorda em negociar. Eliza pede uma garantia para poder sair do pas sem ser presa. Martim lembra que Dcio o jogou da lancha e tenta ir embora, mas os pescadores o impedem. Eliza fala para Big Blond que o deixar. Big Blond se desculpa pela brincadeira com a moa que a esperava no quarto.

    Eliza fica irritada com as proibies impostas por Big Blond. Novais conta para Big Blond que Fausto impediu a fuga de Dcio e Otvio (Martim). Big Blond oferece liberdade a Eliza em troca da morte de Otvio (Martim). Big Blond afirma que a organizao comprar a fazenda de Otvio como parte de um grande projeto. Big Blond garante a Eliza que a levar at Maria.

    Eliza e Dcio observam enquanto o helicptero pousa. Maria desembarca am-parada por um homem. Dcio se emociona ao ver Maria e comenta que ela parece ter tomado remdios. Eneida diz a Caio que Manuela apaixonada por ele. Olvia e a bab vo ao encontro de Martim no hospi-tal. Otvio se entrega a Big Blond. Big Blond diz a Eliza que recebeu ordens de Dallas para que ela se case com Martim.

    Eneida acusa Manuela de t-la trado. Manuela se sente ofendida e expulsa Caio e Eneida. Dcio conta para Otvio que esteve com Maria. Ovio diz a Dcio que a organi-zao de Big Blond de extrema direita e racista. Big Blond afirma que o casamento autenticar a aquisio das terras do Mato Grosso do Sul. Eliza protesta dizendo que as terras pertencem a Maria, que est viva. Martim foge do hospital.

    Manuela se assusta ao falar com Martim ao telefone. O americano se de-clara para Manuela na frente de Caio e Eneida. Tnia conta para Valria que ela e Luma querem ter um filho de Edu. Eliza fala para Otvio (Martim) que no se sabe se Otvio Benaro morreu. Eliza diz a ele que os americanos tm dvida de que ele seja realmente Martim Salles. Martim reencon-tra Manuela.

    No h exibio

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Mal

    ha

    o (g

    lobo

    1

    7h50

    )

    Sem querer, Rose consegue im-pedir que Gabriel desmascare Cristal. Beto percebe que estava sendo usado por Maria e vai embora. Maria v Luana e Miguel juntos e fica mais irritada. Moiss confidencia a Carcar seu plano contra Gabriel. Natlia confessa a Babi que teme ficar com Nelson por causa de Be-to. Alexia afirma a Beatriz que no quer mais ficar com Gabriel.

    Beatriz aconselha Alexia a lutar por Gabriel. Timtim orienta Maria a no ter-minar com Beto. Gabriel diz a Alexia que registrou a criana que vai nascer como seu filho para evitar que Cristal o afaste do beb. Filipe questiona Jefferson sobre Dbora. Beto implica com Guido. Carmem fica magoada quando Beto garante que Vitinho no est apaixonado por ela. Moi-ss ameaa Gabriel para Cristal.

    Cristal tenta impedir Moiss de fazer algo contra Gabriel. Alexia descon-fia que Cristal tenha se unido a Moiss. Filipe sugere que Beto conte a Laura o que descobriram sobre Vitinho. Bertoni cobra que Moiss entregue o repertrio dos Pagodeiros dos Anjos. Beto pede para reatar seu relacionamento com Babi. Moiss obriga Janjo a ajud-lo em um plano contra Gabriel.

    Babi dispensa Beto. Moiss ameaa Janjo para que ele o ajude em seu plano. Alexia comenta com Natlia que acredita que Moiss queira se vingar de Gabriel. Alexia avisa a Moiss que, caso faa algo contra Gabriel, ela voltar a morar com os pais. Moiss repreende Cristal por ter contado para Alexia sobre suas intenes contra Gabriel. Carmem v Vitinho com Bernadete no restaurante.

    Cristal ameaa Moiss. Gabriel avisa a Cristal que registrou seu filho. Carcar se preocupa com Gabriel. Kiko sofre por causa de Timtim. Moiss afirma para Cristal que dar um susto em Gabriel. Laura tem um problema em casa e Fabiano oferece abri-go. Carmem se desespera quando Filipe comenta sobre o apartamento de Florian-polis. Carcar alerta Gabriel. Moiss instrui seus comparsas a irem atrs de Gabriel.

    No h exibio

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Rita/Betnia finge descontrole e se deixa abraar por Carminha. Carminha cui-da de Rita/Betnia e Nina fica incomodada. Cadinho engana Alexia para passar a noite no apartamento dela. Carminha convence Tufo a dar dinheiro para ela ajudar Rita/Betnia. Adauto cai da rvore e Muricy se desespera. Vernica segue Cadinho e o v entregar uma joia a Alexia. Carminha leva Rita/Betnia at a rodoviria.

    Jorginho reage ao saber que Rita supostamente foi embora. Vernica e No-mia se juntam contra Alexia. Max perde dinheiro no jquei, fica nervoso e destrata Ivana. Roni estranha o comportamento de Digenes. Suelen passa mal e vai parar em um hospital. Ela seduz o enfermeiro e ele confirma para todos que Suelen est gr-vida. Nilo revela a Nina que Carminha a me biolgica de Jorginho.

    Nilo conta o que sabe sobre Carmi-nha para Nina. Jorginho sonha com a sua me e Dbora se preocupa. Max insinua que Tufo est interessado em Nina. Leleco volta a ficar desconfiado de Sidney. Adauto cai da rvore e Muricy cuida do rapaz. Jorgi-nho encontra uma pista de sua me. Tufo observa Nina. Carminha fica apreensiva de-pois que Lucinda avisa que Jorginho foi a` antiga casa onde morava com ela e Max.

    Nina v Carminha e Lucinda conver-sando. Tufo e Ivana convidam Adauto para morar na manso. Leleco descobre que Wallace foi namorado de Tesslia. Nina pergunta porque Lucinda mentiu sobre a identidade da me de Jorginho. Nina diz a Lucinda que Jorginho vai descobrir sozinho quem sua verdadeira me. Carminha entra em pnico depois que o filho informa que ir procurar os seus pais biolgicos.

    Nina garante a Lucinda que vai descobrir por que ela protege Carminha. Muricy se irrita quando v Adauto agindo como se fosse empregado da manso. Sue-len diz que Lcio o pai do suposto filho que est esperando e pede dinheiro a ele. Iran revela a Monalisa que ela vai ser av. Leleco contrata Darkson para testar a fideli-dade de Tesslia. Suelen diz a Darkson que ele o pai do seu filho e lhe pede dinheiro.

    Neide mente para Jorginho. Mu-ricy se conforma em deixar Adauto trabalhar. Jorginho abraa Carminha e Nina fica perturbada. Monalisa se en-furece ao ver Suelen no baile. Dolores marca um encontro com Roni. Leleco finge se machucar e insiste que Tesslia v para o baile com Darkson. Monalisa conversa com Suelen. Jorginho desco-bre que Neide o enganou.

    aven

    ida

    Bras

    il(g

    lobo

    21

    h )

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Carr

    osse

    l (s

    Bt -

    21h)

    Jaime conta me que est decepcio-nado, porque sabe que no ser escolhido para a cerimnia da bandeira. Rafael, pai de Jaime, telefona para a professora Hele-na.Rafael pede para Jaime passar o cader-no a limpo, assim conseguir fazer parte da cerimnia da bandeira. Laura revela a He-lena que Carmen est triste porque os pais dela brigam muito. Olvia pede para Helena ensinar bons modos para seus alunos.

    Os meninos afirmam que as meninas tero que passar por um teste de resistncia para fazer parte do clube. Kokimoto prepara a bebida, a batida da coragem. Alicia a nica menina a beber a batida e os garotos colocam as meninas para fora da casa. Maria Joaquina diz ao pai que no vai convidar to-dos os colegas vpara a sua festa de anivers-rio. Cirilo pede dinheiro ao pai para comprar um presente a Maria Joaquina.

    Valria comenta com as meninas que Maria Joaquina trata Cirilo mal por-que ele tem a cor diferente. Cirilo ouve a conversa. Maria Joaquina pergunta a Daniel por que ele deu o convite a Cirilo. Maria Joaquina fala a Daniel que mesmo com o convite Cirilo no entrar em sua festa. Maria Joaquina chama Cirilo para uma conversa e pede o convite de volta. Cirilo devolve.

    At o fechamento desta edio, a emissora no havia divulgado o resumo deste captulo.

    At o fechamento desta edio, a emissora no havia divulgado o resumo deste captulo.

    No h exibio

    Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Os resumos dos captulos de todas as novelas so de responsabilidade de cada emissora Os captulos que vo ao ar esto sujeitos a eventuais reedies.

  • 9eNtreteNiMeNto Domingo em Casa 7 a 13 De agosto De 2011PerFiL Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    Aos 16 anos, Marina Ruy Barbosa experimenta con itos mais maduros em Amor Eterno AmorPor mrcio maio

    TV Press

    O discurso de Marina Ruy Barbosa revela certa maturi-dade conquistada ao longo de dez anos de carreira. Mas ela parece fazer questo de mostrar que, aos 16 anos, no pulou etapas. Mesmo assim, no chega a ser uma grande dificuldade interpretar perso-nagens adultas, que j enfren-tam problemas ainda desco-nhecidos para a atriz carioca, como o caso a estudante de jornalismo Juliana, de Amor Eterno Amor. Todo mundo diz que eu pareo mais velha, ento acho normal me esca-larem para esses papis. Isso no me incomoda e acho que deve passar em breve, j que eu estou crescendo, analisa a menina, que completa 17 no final de junho.

    Na trama, Juliana filha de Henrique, dono e diretor geral da revista Cena Contempor-nea, e estagia na publicao. Sua presena na novela de Eli-zabeth Jhin deve crescer com o tringulo amoroso que ir compor com os amigos Bruno e Beto, de Miguel Rmulo e Bernardo Marinho. que Julia-na se envolve com Bruno, mas Beto no consegue controlar o amor que passa a sentir pela colega e namorada do melhor amigo. Pelo que sei, rola aquele dilema entre manter o amigo ou batalhar por ela. Acho que uma discusso bem bacana para o pblico jovem que assiste. Acredito que muita gente passe por isso nessa fase da vida, diz.

    Acostumada a emendar trabalhos desde que es-treou, Marina no passou um ano sequer fora do ar , dar uma pausa ainda no passa pela cabea da atriz. Tanto que mantm dedicao ex-clusiva s novelas quando escalada. Terminando ainda o ensino mdio, Marina sabe que no pode sacrificar seus estudos e o compromisso di-rio das aulas no colgio. Por isso mesmo disse no com pesar ao convite para atuar no musical Fame, atualmente em cartaz em

    Maturidade cnica

    A fama e a popularidade veio depois que Marina interpretou a grega Sabina, de Belssima, novela de Slvio de Abreu

    JORGE RODRIGUES JORGE/CARTA Z NOTCIAS

    So Paulo. Tenho contrato com a Globo at meus 20 e poucos anos. Ento a prefe-rncia tem de ser da casa, explica, cautelosa.

    Mas recusar personagens no um hbito da atriz, em-bora ela confesse que existem outras razes para que isso acontea, alm da incompati-bilidade de agenda. E nessa hora que sua poro adoles-cente se revela mais forte. Em funo da sua idade, seus pais sempre ficam atentos para pre-serv-la e cuidar de sua ima-gem. Tem certas coisas que ainda no est na hora de eu fazer. At mesmo em fotos e en-saios, por exemplo, evito qual-quer coisa que esteja ligada sensualidade. Capa de revista

    de biquni, por exemplo, tem de esperar ainda, pondera.

    Apesar da rotina intensa ao conciliar escola e trabalho, Ma-rina conta que s na sua primei-ra novela, Comear de Novo, em 2004, contou com a ajuda de uma coach instrutora de interpretao para suas ce-nas. Na poca, recebia o apoio de Rosana Garcia, acostumada a trabalhar com as crianas da Globo. Mas, garante, de l para c, preferiu trilhar seu caminho sozinha. Ou melhor, com a aju-da da me, que sempre a acom-panha nas gravaes. Sou me-nor. Minha me vem comigo e me d uma luz. Ela tem olhar de telespectadora, ento sempre pergunto o que achou da minha interpretao, fala.

    Marina Ruy Barbosa nem se lembra de quan-do comeou a sonhar com a vida de atriz. De-pois de pedir para os pais para fazer testes, conseguiu em 2002, aos 7 anos, uma partici-pao na novela Sabor da Paixo, da Globo. Dali, marcou presena no longa Xuxa e o Te-souro da Cidade Perdi-da e foi aprovada nos testes para viver a an-jinha Aninha em Co-mear de Novo. J co-nhecida na emissora, participou em seguida da seleo para inter-pretar a doce Sabina de Belssima, papel que trouxe bastante popu-laridade atriz. Con-tracenava com artistas importantes e era nove-la das oito. Muita gente assistia, lembra ela, que dividiu cenas com nomes como Cludia Abreu, Fernanda Monte-negro e Tony Ramos.

    Depois disso, Marina foi chamada por Walcyr Carrasco para fazer Sete Pecados, no pa-pel da inocente Isabel, filha dos protagonistas Dante e Clarisse, de Rey-naldo Gianecchini e Gio-vanna Antonelli. Chegou a apresentar a TV Glo-binho e tambm parti-cipar do seriado Tudo Novo de Novo, mas j em 2010, com 14 anos, voltou s novelas como a rebelde Vanessa de Escrito nas Estrelas. Acho que comearam a me ver com mais ma-turidade ali. Foi funda-mental para o meu cres-cimento, avalia a atriz, que encarnou no ano passado sua primeira vil, a dondoca Alice de Morde & Assopra.

    Criana atarefada

    Slvio de Abreu queria que Marina ruy Barbosa cortasse o cabelo para viver a jovem grega sabina de Belssima. mas a menina, decidida a convencer o autor do contrrio, pediu que no fizessem isso. chegou a chorar. e conseguiu o que queria.

    Marina Ruy Barbosa tetraneta do diplomata, jurista e poltico Ruy Barbosa (1849-1923).

    No final do ano, Marina prestar vestibular para o curso de cinema.

    Marina Ruy Barbosa j atuou nos palcos em dois musicais: Chapeuzinho Vermelho O Musical e 7 O Musical.

    instantneas

  • 10 agito CULtUraL Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    mIB Homens de preto 3Classificao 10 anos Os agentes J (Will Smith) e K (Tommy Lee Jones) esto de volta no tempo. Quando a vida de K e o destino do planeta so colocados em jogo, o Agente J precisa viajar no tempo para colocar as coisas no lugar. J descobre que h segredos no universo que K nunca contou segredos que vo ser revelados quando ele se une ao jovem Agente K (Josh Brolin) para salvar o futuro de seu parceiro, da agncia e da humanidade.Cineplex 2 13h50 16h10 - 18h30 - 20h50

    parasos ArtificiaisClassificao 16 anos Erika uma DJ de relativo sucesso e muito amiga de Lara. Juntas, durante um festival onde Erika trabalhava, elas conheceram Nando e, juntos, vivem um momento intenso. Entretanto, logo em seguida o trio se separa. Anos depois Erika e Nando se reencontram em Amsterd, onde se apaixonam. S que apenas Erika se lembra do verdadeiro motivo pelo qual eles se afastaram pouco aps se conhecerem, anos antes.Cineplex 4 14h 16h (NAC)

    os VingadoresClassificao 14 anos Cineplex 3D 13h20 15h50 18h30 - 21h10 (DUB) Cineplex 1 15h30 18h10 -20h50 (LEG)

    piratas piradosClassificao Livre Cineplex 1 13h50 (LEG)

    Batleship Batalha dos maresClassificao 14 anos Cineplex 4 18h -21h (LEG)

    Cinema

    preoscineplex shopping sete LagoasRua Otvio Campelo Ribeiro, 2801,EldoradoPreos: Segunda a quinta R$ 8(inteira) R$ 4 (meia)Tera maluca - R$ 5 (inteira) R$ 2,50 (meia)Sexta a Domingo/Feriado R$12 (inteira)R$ 6 (meia)Ingresso 3D Segunda a Quinta R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)Sexta a Doming/Feriado R$16 (inteira)R$ 8 (meia)

    Msica, teatro, artes plsticas e gastronomia

    Os msicos, intrpretes e compositores de Sete Lagoas e regio tm at s 17h do prximo dia 28 de maio para se inscreverem no Prmio de Msica de Minas Gerais. O concurso tem tema livre e os artistas devem inscrever canes inditas executadas em portugus, com exceo das msicas instrumentais. Cada banda poder participar com uma msica. Sero selecionadas, na primeira fase, quarenta e cinco grupos. O processo seletivo vai contar com a curadoria do reconhecido msico Emlio Pieroni, e o resultado da primeira etapa ser divulgado no dia 11 de junho. As inscries podem ser feitas pelo site www.premiodemusicaminas.com.br ou nos Correios. Mais informaes tambm podem ser obtidas no site do prmio.

    Prmio de msica

    A Ultragaz realiza pelo segundo ano consecutivo o projeto Museu Itinerante Ultragaz. Passando por 12 cidades de nove Estados, o Museu Itinerante, chega a Sete Lagoas no prximo dia 29 de maio. A proposta levar, gratuitamente, arte e cultura a crianas e adolescentes de escolas e instituies pblicas. A exposio Reciclagem na Arte percorre o pas com 40 trabalhos de 12 importantes artistas brasileiros e desperta a reflexo sobre a valorizao da vida e do desenvolvimento sociocultural das comunidades, alm de chamar ateno para a necessidade da preservao ambiental e do desenvolvimento sustentvel. O museu itinerante ficar na Galeria Myralda, aberto para visitao de tera a sexta.

    Museu itinerante Ultragaz

    DIVULGAO

    QUIM DRUMMOND/ASCOM

    26 anos do sero Potico No prximo dia 02 de junho, o Sero Potico comemora seus 26 anos em grande estilo. Os artistas vo homenagear com poemas, trovas, canto, msica, dana e teatro a idealizadora da iniciativa, professora Myralda Elisa de Faria Roque e a secretria municipal de Esportes e Lazer, Ldia Lane Ferreira Alves pela realizao do Dia Olmpico. Sempre aos sbados, a partir das 20h, com entrada gratuita, o Sero acontece na Casa da Cultura Francisco Timteo Pereira. O espao fica na Av. Getlio Vargas, 91, Centro, na orla da Lagoa Paulino.

    Festival de arte e boa comida O Templo 8, situado na praa Tiradentes, recebe, a partir do dia 31, o festival Da Bossa Nova aos Aromas do Mundo. O evento tem o intuito de trazer para Sete Lagoas arte, cultura e gastronomia de boa qualidade. Nas quintas-feiras, os interessados podero se divertir com as esquetes teatrais de Douglas Melo, alm de apreciarem os jantares temticos dos chefs Adan Al Garcia e Patchu Castro. O chef de cozinha, Al Garcia, de 33 anos, revela que a primeira vez que ele participa do festival. Sempre tive a agenda muito movimentada, mas esse ano consegui conciliar o trabalho com o evento. Al Garcia conta que o grupo Aromas do Mundo, do qual ele e o chef Patchu Castro fazem parte, est preparando um prato especial para o cardpio do primeiro jantar. Estamos preparando uma parrilla negra que um prato extico em Minas Gerais. uma comida tpica na Espanha e leva bastante frutos do mar, alm da tinta do polvo para dar a colorao preta ao prato, que o que d todo o glamour, explica. A noite de sexta-feira, 01 de junho, a artista plstica Elisiana Alves faz uma pr-estreia da exposio Cor e Som. A obra mostra um novo jeito de pensar a mulher, com suas nuances e tons. Aps a pr-estreia, o show do acordeonista Juruna inaugura o palco do Tempo 8. O msico vai fazer uma homenagem Bossa Nova. As reservas para os jantares podem ser feitas no Templo 8, onde tambm esto sendo vendidos os ingressos para shows. Mais informaes: www.facebook.com/templo8

    Festival Gastronmico

    31 de maio a20 de Julho

    TEMPLO 8 - 2012

    Praa Tiradentes, 240,Centro , Sete lagoasInformaes de 14h s 19h:3776 5303

    Quintas-feiras - 20h s 24hJantares Temticos e intervenes teatrais

    Sextas-feiras - 18h s 24hPocket shows, drinks e belisquetes

    Os casais apaixonados da cidade no vo querer perder a promoo de Dia dos Namorados do Shopping Sete Lagoas. As premiaes vo desde um look Colcci completo, at um book de fotos do casal que ainda estampar as campanhas que sero espalhados pelo empreendimento. Para participar, basta entrar no Facebook do shopping no endereo www.facebook.com/shoppingsetelagoas, curtir a pgina, e acessar um aplicativo que faz um carto personalizado para presentear o par. Aps preencher os dados, basta divulgar para os seus amigos curtirem o seu carto. Os 10 cartes mais curtidos vo levar um brinde do Shopping e todos os participantes vo concorrer aos produtos Colcci. A escolha do casal mais apaixonado, que vai estampar a campanha do shooping, ser feita por uma comisso julgadora. Corra e participe.

    Promoo dos Namorados

  • 11eNtreteNiMeNto Domingo em Casa 7 a 13 De agosto De 2011esPortes Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    Jogos definitivos da taa Jos Belarmino comeam nesta segunda-feira

    Nas quartas de final

    RDIO SANTANA FM

    inscries abertas para Copa sete Lagoas

    Beto & Cia fatura 13 medalhas

    FUteBoL aMador

    jiu-jitusu

    A partir da prxima segunda--feira, dia 28, as equipes de futebol amador da cidade j podem se ins-crever para a Copa Sete Lagoas de Futebol 2012. A expectativa, segun-do a Secretaria de Esportes e Lazer, de receber aproximadamente 60 ins-cries at o dia 29 de junho, quando sero encerradas. Para participar, cada equipe deve doar uma cesta b-sica no dia da inscrio, que ser feita na prpria secretaria, que fica na rua Marechal Deodoro, 212, 1 andar.

    Qualquer equipe de futebol amador pode participar da compe-tio, sendo que a nica exigncia de que todos os atletas tenham aci-ma de 17 anos. A previso de que os jogos aconteam entre o final de julho e incio de novembro, em diver-sos campos do municpio. As cestas bsicas arrecadadas sero direcio-nadas a instituies de caridade da cidade. Quem estiver interessado em mais informaes sobre a Copa Sete Lagoas pode entrar em contato pelo telefone (31) 3771-8165

    Aconteceu no ltimo dia 20 de maio, no Ginsio do Mineirinho, em Belo Horizonte, a Segunda Eta-pa do Campeonato Mineiro de Jiu--Jitsu, e alguns atletas de Sete La-goas se destacaram. A equipe Beto & Cia Jiu-Jitsu voltou pra casa com 13 medalhas, sendo oito de ouro, trs de prata e duas de bronze.

    Os Atletas so que levaram ouro so Antnio Eduilso, Lucas Gomes, Rafael Otvio, Jos Carlos Cabral, Tainara Lorrane, Luiz Gus-tavo Rodrigues, Jssica Camila, e o treinador dos atletas, Alexandre (Pit Bull) Pereira. J os vencedores das medalhas de prata foram Sil-vio Jos de Oliveira, Marco Paulo Faria e Leonardo Cunha. As meda-lhas de bronze quem levou foi Joo Pedro Bastos e Gabriel Miron.

    Estes resultados representam um aproveitamento de 98% dos atletas. Alexandre Pit Bull est classificado para o Mundial da CB-JJE (Confederao Brasileira de Jiu--Jitsu), que ser realizado em So Paulo, no Ginsio do Ibirapuera no ms de Julho.

    Quartas de FinalDia Hora campo Time

    28/05 19h15 Eucaliptal A.F.P x Montreal

    28/05 21h20 Eucaliptal U.Brejinho x Parma

    31/05 19h15 Curitiba Industrial x Bosque

    31/05 21h20 Curitiba Fluminense x U.Bernardo

    As quartas de final da Taa Jos Belarmino come-am nesta segunda-feira, dia 28, e prometem continuar trazendo verdadeiros espe-tculos para os torcedores. Na ltima semana, apenas dois empates estiveram en-tre vrias vitrias. O A.F.P venceu por 3 a 1 o Novo Hori-zonte, se classificando para a prxima fase. O outro clas-sificado na chave foi o Unio Bernardo, que conseguiu le-var a melhor na vitria por 2 a 1 sobre o Serrinha.

    A equipe do Bosque go-leou o Cricima por 4 a 1 e tambm garantiu o seu lugar,

    ao lado do Unio Brejinho, que, mesmo empatando em 0 a 0 com o Grmio Alkae-da, acabou se classificando como primeiro de sua chave.

    Na ltima quinta-feira, dia 24, outras duas golea-das animaram as torcidas.

    O Parma se classificou aps fazer 4 a 2 sobre o Renas-cer, enquanto o Industrial foi para as quartas de final com a vitria de 4 a 1 na partida contra o Palestra.

    O empate de 2 a 2 des-classificou o time do Unio

    Friburguense enquanto o Flu-minense continua na batalha. J o Montreal se classificou com a vitria por 1 a 0 sobre o Carroceria Celeste. Todos os jogos da taa so transmi-tidos ao vivo pela Rdio San-tana, 87,9 FM.

  • 12 esPortes Domingo em Casa 27 De maio a 2 De junho De 2012

    o cALDeIro VAI FerVerSe depender da torcida,

    o Atltico ter um grande reforo no Independncia nos dois prximos compro-missos pelo Brasileiro. Hoje, diante do Corinthians e, na quarta-feira, contra o Bahia. A expectativa de mais de 20 mil torcedores. O apoio da massa ser fun-damental para o Galo con-quistar a segunda vitria seguida. A novidade pode-r ser a estreia do atacan-te J, contra exatamente o time que o revelou. J o lateral Jnior Cezar, con-tratado junto ao Flamengo, ainda ser escalado pelo tcnico Cuca. Richarlysson segue na lateral esquerda. Se o atual campeo brasi-leiro vai entrar em campo com fora mxima ou no,

    sempre importante somar pontos no incio do Campe-onato, para depois quei-mar as gordurinhas.

    A sInA no cruZeIroA bruxa anda solta no

    Cruzeiro. Assim como nos anos anteriores, o clube perde um jogador impor-tante por contuso. O za-gueiro Alex Silva logo na estreia do Campeonato Brasileiro contra o Atl-tico Goianiense, acabou rompendo o ligamento cru-zado do joelho esquerdo e praticamente deu adeus competio. Ano passa-do, o Brasileiro tambm terminou mais cedo para Wallyson que fraturou o p esquerdo e ficou mais de cinco meses longe dos gra-mados. Em 2006, o atacan-

    te Arajo desfalcou a Rapo-sa por cerca de oito meses, apos uma cirurgia no joe-lho direito. Agora, diante da contuso de Alex Silva, o time celeste vai em bus-ca de um novo zagueiro, porm, faltam opes no mercado. Enquanto isso, o tcnico Celso Roth tenta inserir um novo padro de jogo na equipe, utilizando volantes no meio campo e apenas um atacante. Paci-ncia para a China Azul.

    cLuBes suspensos

    Nesta semana, a Fifa puniu o Brasil de Pelotas--RS e Treze-PB. Os dois clubes foram suspensos de competies nacionais e internacionais por terem movido ao na Justia co-mum contra a CBF. As aes

    tumultuaram o incio das Sries C e D, que comea-riam neste final de semana. A Fifa v como ilegal a ao dos clubes, que acionaram a Justia comum. O Amrica tambm j foi punido pela Fifa por causa de uma briga com a CBF. Injustiado por um regulamento estranho, o Coelho foi rebaixado em 1993 no Brasileiro apesar de ter obtido a 14 posio, com 32 equipes. A diretoria resolveu entrar com ao na Justia comum e o clube foi punido pela CBF, fican-do impedido de disputar os torneios de 1994 at 1996.

    muLHeres no FuTeBoL

    O futebol de mulheres nem sempre foi visto com bons olhos. Alis, chegou a ser proibido por no ser

    adequado para mulhe-res. Pois foi em 1950 que Dona Izaura, diretora de uma escola em Aragua-ri, no Tringulo Mineiro, idealizou o primeiro jogo entre mulheres, para arre-cadar fundos para a esco-la. Foram 40 as primeiras voluntrias que fizeram tanto sucesso ao ponto de desfilarem em carro aberto dos bombeiros em Salva-dor e Belo Horizonte. Elas foram at convidadas para uma excurso ao Mxico. Mas, logo em seguida, foi assinada uma lei que proi-bia o futebol feminino, aca-bando com a festa das pio-neiras de Araguari. Como, felizmente, os tempos mu-dam, hoje temos a brasi-leira Marta, como a melhor jogadora do mundo.

    Enio LimaNarrador esportivo

    Informaes:3779 7324, de 8 s 17h30 www.setelagoas.mg.gov.br

    Quando voc paga o IPTU, sua cidade agradececom mais sade, educao e qualidade de vida.

    A qualidade de vida de Sete Lagoas melhorou muito nos ltimos anos. E voc tem tudo a ver com isso. Pagando seu IPTU em dia, voc ajuda a cidade a gerar benefcios que se refletem diretamente no dia a dia da populao. Como, por exemplo, a construo do Hospital Regional Dr. Mrcio Paulino, com obras em andamento, e que ter capacidade para atender cerca de 600 mil pessoas.

    Vencimento: 31 de maio vista: desconto de 7% A prazo: em at 7 vezes

    IPTU 2012

    Hospital Regional, em construo.

    Hospital Regional, em construo.