Jornal Domingo em Casa 20ª edição

Download Jornal Domingo em Casa 20ª edição

Post on 25-Mar-2016

224 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Jornal Domingo em Casa 20 edio

TRANSCRIPT

reLao poLmicaPersonagem de Rafael Cardoso, em a A Vida da Gente, se envolve com as irms postias. Pg. 15domingo em caSamSTer de naTaoNadador sete-lagoano Valter Otto Koenig conquista trs medalhas em campeonato no Rio de Janeiro. Pg. 19 ANO 1 | EDIO 20 | 20 A 26 DE NOVEMBRO DE 2011diSTriBuio graTuiTa naS reSidnciaS. naS BancaS r$ 0,50dALTON ANdRAdE /ARQuiVO PESSOALMARCLiO MARANNo aniversrio de 144 anos de Sete Lagoas, o domingo em caSa projeta a cidade de 2020. pgs. 6 e 7No aniversrio de 144 anos de Sete Lagoas, o O QuE O FuTuRO NOS RESERVALagoa Paulino, um dos cartes-postais de Sete Lagoas, em 1906 e nos dias atuais2 opinio Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Publicao do Consrcio domingo em Casa CNPJ - 13.807.194/0001-83Rua Santa Catarina 1713-ABairro Boa Vista - Sete Lagoas-MG (31) 3026-1700CEP 35700-086Diretor executivo e comercial - Marclio MaranDiretor de redao/editor responsvel - Almerindo Camilo (2709/MG)Jornalista freelancer - Herivelton Moreira da CostaDiagramao - Antonio dias e Wanderson Fernando diasTiragem - 10.000 exemplaresImpresso - O Tempo Servios grficos (Contagem-MG)Representante comercial BH - AC&S Mdia Ltda (31) 2551-7797Representante comercial Sete Lagoas - Agncia guia (31) 3775-1909Representante comercial SP, Rio e Braslia - Screanmedia (11) 3451-0012 e (11) 9141-2938OS ARTIGOS ASSINADOS NO EXPRESSAM NECESSARIAMENTEA OPINIO DESTE JORNAL.domingo em caSaAdote seus paisSe existe uma coisa de que me orgulho de ter tido um pai que muito me ensinou e uma me que ainda me ensina. Os en-sinamentos de um pai ou de uma me so para toda uma vida. Se voc um filho ou uma filha que aprendeu o valor dessas duas fi-guras em sua vida, tenho certeza de que voc uma pessoa feliz. Sabe retribuir com amor pelo amor que receberam.Entrei neste assunto porque tenho assistido constantemen-te imagens pela TV de filhos maltratando seus pais. A ltima reportagem que tive o despra-zer de acompanhar foi de uma filha que tratava a me, de 86 anos de idade, como se fosse um animal. Seu prato de comi-da ficava ao lado da vasilha de comida dos animais. O banhei-ro era pior do que de buteco copo sujo. Suas roupas fediam e sua cama, que tambm fedia, era insuportvel s de olhar. Fora outros detalhes, o aban-dono era total. O resultado no podia ser outro. A infeliz da fi-lha foi denunciada, e a Polcia Federal pessoalmente tratou do caso, e ela foi presa.Em nosso dia a dia so di-versos os casos de filhos que se aproveitam dos seus pais, a maioria j idoso. Com receio de ser mais maltratado ainda, a maioria se cala na esperana de aparecer uma alma bondosa que lhe tire das garras daqueles a quem deram suas vidas. Na verdade, meus amigos, no exis-te classificao para filhos que tratam os pais, principalmente idosos, dessa forma desumana e absolutamente diablica. digo que priso ainda um lugar con-fortvel para esses parasitas. necessrio que paremos de nos preocupar somente com nossas vidas e comeamos a olhar em nossa volta. Se pensar-mos que nossa vida, e somente ela, que tem importncia para deus, ento, somos ainda os menores dos seres, bactrias em evoluo. Muitas vezes, no seio familiar, os exploradores esto agindo, e o nosso silncio est definhando uma vida pre-ciosa. denunciem, procurem ajuda junto aos promotores, ou, at mesmo, procurem-nos se encontrarem dificuldades. Vamos abraar essa causa. O respeito a um pai ou a uma me o princpio do carter e, acima de tudo, da humanidade que no pode morrer dentro de ns. E se voc tem esse tipo de problema na famlia com sobri-nhos, irmos ou qualquer outro parente ou pessoa, lembre-se: est na hora de voc tomar ati-tude! Adote seus pais.Marclio Maranmaran@domingoemcasa.com.brdukeUma jovem senhoraO que dizer a uma jovem se-nhora na flor de seus 144 anos? Sim, jovem, por que os anos no passam para as cidades como para ns, reles mortais. Ao contrrio, para elas cida-des o passar dos anos, em vez de ter como efeito fatores de decrepitude, costuma ser um rejuvenescedor perene. deve--se, pois, saud-la como jovem debutante? Ou seria mais corre-to, solenemente, cumpriment--la com a vnia que normal-mente se dispensa s damas de reconhecida honra?A esta Sete Lagoas, qual, como veculo de comunicao, servimos h meros quatro me-ses, e que proximamente come-morar seus 144 aniversrio de emancipao poltico-admi-nistrativa, devemos, como seu mais novo filho na rea da co-municao, dedicar saudaes com ambos os sentidos: o vioso alarido comum s jovenzinhas, e o devido respeito dispensado s senhoras honrosas.Embora modesta, nes-ta hora festiva dever deste veculo, caula da imprensa sete-lagoana, reiterar modes-tamente cidade seu mais no-bre compromisso empresarial, impresso na primeira pgina de nossa primeira edio: a convico de estarmos a esta-belecer uma longa e duradoura amizade com Sete Lagoas. uma amizade que, temos certeza, h de render bons frutos para este jornal, mas, sobretudo, para a cidade que escolhemos servir.Como veculo de comuni-cao social, o dOMiNGO EM CASA renova seu compromisso de bem servir Sete Lagoas e os sete-lagoanos. As pginas deste jornal, ao longo dos ltimos me-ses, confirmaram esta nossa dis-posio. Quando alertamos para um problema, cumprimos nos-so dever de chamar a ateno das autoridades para a mazela e ajuda-las na busca por uma soluo; quando enaltecemos um feito, igualmente o fazemos para que outros nele se mirem e o multipliquem.Sete lagoas, a despeito de seus 144 anos, uma cidade jovem, que tem tempo de sobra para, com sabedoria, planejar seu futuro e evitar as mazelas que costumam assolar munic-pios que progridem. O grande desafio dos que administram e dos que viro a administrar esta cidade precisamente evitar que se repitam, aqui, os erros comumente registrados em ou-tras plagas, onde o desenvolvi-mento econmico costuma ser sinnimo de degradao social. Conciliar estes conceitos, por-tanto, deve ser o norte a orientar o trabalho de todos, para o qu todos devem contribuir.Como aniversrio sempre um tempo de reflexo, nada me-lhor, ao comemorarmos os 144 anos de Sete Lagoas, que pese-mos os erros e acertos e tracemos as metas que queremos alcanar nos prximos anos. As come-moraes programadas para os prximos dias esto recheadas de aes importantes e algumas inauguraes. Que estes eventos, mais que meros presentes para a cidade, sejam o incio de um lon-go e indispensvel processo de pensar a Sete Lagoas do futuro. E este mister cabe a todos ns. indistintamente. Almerindo Camiloalmerindo@domingoemcasa.com.br3cidade e regio Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Todos contra a febre amarelaVacinao contra a doena comea amanh; 214 mil pessoas devem ser imunizadasA partir de amanh (dia 21), Sete Lagoas dar incio as aes para evitar o au-mento do nmero de casos de febre amarela na cidade. Para isso, a Secretaria de Sade promove a vacinao contra a doena na praa do CAT/JK, de 17 s 21h.Segundo informaes do rgo, a expectativa que aproximadamente 214 mil pessoas sejam vacinadas nessa campanha de intensifi-cao contra a doena. At o momento, 91 mil doses foram administradas, o que repre-senta 42,16% da meta popu-lacional estabelecida para Sete Lagoas. O perodo de intensificao segue sem data de encerramento em todas as unidades de sade que pos-suem sala de vacina. Podem ser vacinadas pessoas com mais de nove meses de ida-de. O objetivo da prefeitura imunizar toda a populao que no tiver participado das ltimas campanhas e os que esto com a dose vencida. A ltima campanha reali-zada na cidade foi em 1998. Quem se imunizou na cidade naquela poca deve procu-rar novamente um centro de sade para tomar dose de reforo. A febre amarela ca-racteriza-se pela ocorrncia de febre elevada, nuseas, queda no ritmo cardaco e vmito com sangue. Tambm pode haver diarreia. Os ca-sos podem ser graves e at mesmo levar morte. Para evitar a doena, as pessoas que viajam para as reas de risco dentro ou fora do pas devem tomar a vaci-na pelo menos 10 dias antes da viagem. No Brasil, so consideradas reas de risco atualmente as regies Nor-te e Centro-Oeste, todos os municpios do Maranho e de Minas Gerais, municpios localizados ao sul do Piau, oeste e sul da Bahia, norte do Esprito Santo, noroeste de So Paulo, oeste de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, alm das reas j cita-das do Paran.campanha Cerca de 91 mil doses j foram administradas, correspondendo a 42,16% da populaoSECRETARiA dE SAdE/diVuGAOCS Manoa (rua Gernio, 381, Manoa)CS Santa Luzia (av. Jos Alencar drumond, 59, Santa Luzia)CS Montreal (rua das Avencas, 521, Montreal)CS Orozimbo Macedo (rua Cuba, 524, Orozimbo Macedo)CS Santo Antnio (rua doutor Joo Batista, 1327, Santo Antnio)CS Vrzea (rua Manoel Correa da Cunha, 267, Vrzea)CS Progresso (rua Virginia Oliveira Maciel, 233, Progresso) eCS So Joo (rua Wenceslau Braz, 470, So Joo)ESF Catarina (rua Santos Reis, 238, Catarina)ESF Esperana (rua Jerusalm, 126, Esperana)ESF Eldorado (rua Afonso Viana de Paula, S/N, Eldorado)ESF JK/Alvorada (rua Sartre, 395, JK)ESF Cdi (rua Expedicionrio Leofredo Gaspar, 534, Cdi);ESF Fazenda Velha (rua Jos Fonseca Pires, 401, Fazenda Velha) eESF Barreiro (rua Minas Gerais, 46, Barreiro)uBS Ondina Vasconcelos (rua Alfa Farnetti, 41, Ondina Vasconcelos)uBS Luxemburgo (rua itambacur, 182, Luxemburgo)Locais de vacinaocncer de prstataA populao masculina de Sete Lagoas ter durante todo este ms de novembro para se infor-mar e se prevenir contra o cncer de prstata. Atravs da Secretaria Municipal de Sade, a prefeitura, por meio do Centro Viva Vida (CVV), promove a Campanha Novembro Azul Sete Lagoas Contra o Cncer de Prstata. Em todo o mundo, a luta contra a do-ena lembrada pelo dia d, que aconteceu em 17 de Novembro.Em Sete Lagoas, a Secretaria de Sade realizou ontem e ante-ontem (18 e 19), um mutiro para realizao de exames de Prstata. A estimativa das autoridades de sade era de que 300 homens fizessem o exame durante o mu-tiro, com urologistas de planto. O cncer de prstata uma doena cuja incidncia aumenta progressivamente conforme o ho-mem envelhece, mas seu diagns-tico precoce proporciona 90% de chances de cura. O alerta valido para todo homem com idade entre 45 e 79 anos. Segundo dados da Secretaria de Sade, em Sete Lagoas so feitas mensalmente 16 bipsias, cerca de 20 procedimentos am-bulatoriais e 500 atendimentos sade do homem. Mais informa-es, contate o Centro Viva Vida (rua da Chcara, 45, Progresso, telefone: (31) 3697 2450).4 espeCial 144 anos Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Com satisfao e alegria ,cumprimentamos Sete Lagoas pelos seus 144 anos e, nesta oportunidade, expressamos nossos sentimentos de felicidade em poder contribuir para o seu desenvolvimento.A cidade cresce apesar das crises conjunturais e reconhecemos que os sete-lagoanos esto dedicados a fazer de nossa terra um lugar cada vez melhor.Contem sempre com o nosso trabalho.Marcio Reinaldo Moreiradeputado Federalparabns, Sete Lagoas !Veja quais so os planejamentos na economia, no transporte, na educao e na sade para a nossa cidade daqui a 9 anosPor Jos Vtor CamiloA cidade mudou muito nos ltimos anos. Em v-rios aspectos da cultura economia. Ao celebrar mais um aniversrio, o DOMINGO EM CASA discute o futuro da cidade, propondo uma pro-jeo de como estar Sete Lagoas em 2020. Sugerimos um exerccio futurologista sobre em que condies es-taro vivendo os sete-lagoa-nos daqui a quase 10 anos.Para o secretrio muni-cipal de Planejamento, Luiz Mrcio Cunha, quando o assunto economia, a ten-dncia que, tanto no in-dustrial quanto comercial-mente, Sete Lagoas dever se diversificar ainda mais, o que viria a formar um municpio ainda mais forte economicamente em 2020. A cidade teve vrios ci-clos econmicos, como o do calcrio, o do ferro gusa e, agora, uma evoluo indus-trial e comercial, destaca o secretrio.Ele tambm cita grandes indstrias j consolidadas na cidade, como a itamb e a Cedro Cachoeira, que serviram para agregar valor e diversificar a rea indus-trial que caracterizou os primrdios desse setor no municpio.No de se estranhar que a grande maioria das pessoas imagine Sete Lago-as cada vez mais industria-lizada ao longo dos anos. de acordo com dados do insti-tuto Brasileiro de Geografia e Estatstica (iBGE), mais da metade (55%) do Pro-duto interno Bruto (PiB) do municpio originrio das indstrias. O secretrio Luiz Mrcio acredita que dentro de 10 anos este percentual deve aumentar, em funo, principalmente, de vrias outras indstrias instaladas como estaremos em 2020e ainda em instalao em Sete Lagoas.Ele destaca entre essas, empresas como Ambev, Pep-sico, Bombril e iveco. J h alguns anos, a cidade vem se mantendo acima da m-dia de crescimento em re-lao ao PiB estadual. E, no futuro, isso deve aumentar, sim. Alm das indstrias j instaladas, outras, como a Brennand Cimentos e a Cat-terpillar esto a, lembra o secretrio.Trnsito e transporteO transporte urbano uma demanda muito impor-tante em qualquer cidade com mais de 200 mil habi-tantes, e, com Sete Lagoas, que, de acordo com dados oficiais do iBGE, tem popu-lao de aproximadamente 215 mil pessoas, no pode-ria ser diferente.O secretrio Luiz Mrcio Cunha revela que o munic-pio contratou uma empresa de engenharia para analisar rotas existentes de trans-porte pblico e avaliar a de-manda da populao usu-ria do servio. Essa medida tem o objetivo de organizar o transporte urbano conven-cional e alternativo para os prximo anos. Assim, te-mos esperana que a cidade possa melhorar a prestao deste servio aos usurios, afirma ele.Outro problema que j desperta preocupao o trnsito. dados da adminis-trao municipal mostram que hoje h mais de 87 mil veculos transitando todos os dias pelas ruas da cidade, o que representa um aumento de quase 50% num pero-do de apenas 10 anos. J se identificam problemas co-muns em metrpoles, como a falta de estacionamento em alguns pontos (principalmen-te no centro) e engarrafamen-tos em horrios de pico.O que podemos informar para a populao sete-lago-ana que estamos tomando as medidas necessrias para planejar a cidade para da-qui 20, 30 anos, o que no fcil. A reviso de Plano diretor e da nossa legislao complementar j est em curso, para o que contratare-mos uma empresa de consul-toria especializada para nos auxiliar em nossas aes, relata o secretrio Luiz Mr-cio. Concomitantemente a Secretaria Municipal de Trnsito vem elaborando o Plano Municipal de Trnsi-to, cuja meta estabelecer parmetros que permitiro a organizao desse setor para a atual e as prximas gestes municipais.A Secretaria de Estado de Planejamento e Ges-to informou, por meio de sua assessoria de impren-sa, que esto previstos no Plano Plurianual de Ao Governamental (PPAG), in-vestimentos da ordem de R$ 1.075.391.363 no perodo de 2012 a 2015. As maiores dotaes oramentrias es-to em programas ligados sade, educao, segurana e infraestrutura.induSTriaLizao Quase 55% do Produto Interno Bruto de Sete Lagoas tem como fonte as indstrias, como a Brennand Cimentos 5espeCial 144 anos Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Veja quais so os planejamentos na economia, no transporte, na educao e na sade para a nossa cidade daqui a 9 anoscomo estaremos em 2020mais desafios: educao e empregoSade: talvez, o maior problemaQuando 2020 chegar, a demanda por instituies de ensino certamente aumentar. Hoje, Sete Lagoas possui 49 escolas municipais que aten-dem educao infantil e fun-damental. A Secretaria de Edu-cao informa ainda que outras trs escolas de educao infan-til esto em construo e uma de ensino fundamental aguarda apenas o ato de inaugurao. Paralelo a isso, tem-se a re-forma das unidades e do apa-relhamento da j tradicional Escola Tcnica Municipal, que capacita e forma semestralmen-te mais de mil jovens e adultos com ensino de qualidade, diz Luiz Mrcio Cunha.Sete Lagoas tambm con-ta hoje com vrias escolas de nvel superior, que transfor-maram o municpio num polo universitrio, ajudando o Po-der Pblico a suprir a demanda pela educao de terceiro grau. Antigamente, o que se via era a maioria das pessoas indo bus-car um ensino mais qualificado fora de nossa cidade. Hoje, te-mos pessoas vindo de diversas outras cidades buscando estu-dar em Sete Lagoas, destaca o secretrio de Planejamento.Outro problema que pre-ocupa a todos a questo do emprego. Por mais que o Brasil e Sete Lagoas no foge regra esteja vivendo um perodo de quase pleno emprego alar-mante o dado do iBGE de que a Populao Economicamente Ativa (PEA) da cidade vem au-mentando a taxas altssimas. As projees indicam um cres-cimento de 20% no PEA sete-la-goano nos prximos anos. Luiz Mrcio Cunha, porm, mostra--se confiante. Conforme dados obtidos, o nmero de empregos formais na cidade vem aumen-tando ano a ano. Em 2010, hou-ve um aumento de cerca de 8% do nmero de empregos for-mais. Contudo, h uma necessi-dade de maior capacitao por parte dos interessados. A oferta de mo de obra qualificada ain-da est aqum da necessidade das empresas que aqui se insta-laram, adverte.Para ele, muitos dos pro-blemas que assolam a cidade so contornveis, e Sete Lago-as est sendo preparada para se desenvolver preservando a qualidade de vida de seus moradores. Pleiteamos ser subsede da Copa do Mundo de 2014 ressalta ele, lembrando que, se confirmado, esse fato certamente contribuir para melhorar a infraestrutura de Sete Lagoas.O iBGE detectou um cresci-mento de quase 20% na popu-lao da cidade entre 2000 a 2007. Segundo o instituto, em 2010, a populao sete-lago-ana era de 211.094 pessoas. Projetando-se o crescimento demogrfico com base nesses dados, em 2020, a populao ser de aproximadamente 250 mil habitantes, o que exigir uma maior demanda por equi-pamentos de sade (hospitais, uBSs, PSFs, etc).O secretrio de Planejamen-to Luiz Mrcio Cunha garante que Sete Lagoas investe quase o dobro do que a Constituio Federal determina na rea de sade, mas diz, ainda assim, so grandes os problemas a se-rem resolvidos. A cidade conta com um hospital municipal que j no mais comporta a deman-da de sua populao e, princi-palmente, a demanda que surge de outras cidades menores vizi-nhas. Para tentar equacionar o problema, atravs da parceria com a unio e com o Estado, a ateno primria no Municpio vem recebendo recursos que possibilitaram o aumento das equipes que trabalham no pro-grama Estratgia de Sade da Famlia, conta.Atualmente, so mais de 30 equipes. Com tais aes, a populao recebe diagnsticos e esclarecimentos para a pre-veno bsica, desafogando o atendimento em hospitais. Ou-tro ponto que ele aponta como positivo a prometida constru-o do hospital regional que, quando sair do papel, poder oferecer populao de Sete Lagoas e regio um tratamento mais digno.Mesmo sem se ater s ra-zes que tm travado a obra, que, embora j tenha sido ofi-cialmente conveniada com os governos estadual e federal, ainda no comeou a ser exe-cutada, o secretrio de Plane-jamento aposta nela como a soluo para o gargalo da cida-de no setor de sade. No meu entendimento, (a obra ) uma das mais importantes da his-tria de Sete Lagoas. Os pro-blemas de sade sero ame-nizados. Concomitante a isso, tem-se que outras unidades de sade j foram e sero inau-guradas, como unidades de preveno (uPAs) e unidades bsicas (uBS), para auxiliar no atendimento da populao, o que demonstra que, apesar dos problemas, investimentos esto e sero realizados para tentar suprir toda a demanda, conclui Luiz Mrcio Cunha.QuiN dRuMMONd/COMuNiCAOBRENNANd CiMENTOS/diVuLGAOinduSTriaLizao Quase 55% do Produto Interno Bruto de Sete Lagoas tem como fonte as indstrias, como a Brennand Cimentos pLanejamenTo Luiz Mrcio ressalta que a cidade tem se desenvolvido6 espeCial 144 anos Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011inaugurao da Estrada de Ferro modifi ca o perfi l econmico da regio, e Sete Lagoas se torna polo regionalPor Herivelton Moreira O ano de 1890 deve ser o principal marco histrico a ser lembrado pela populao de Sete Lagoas no seu 144 aniversrio, comemorado no prximo dia 24. Elevada condio de cidade em 1867, Sete Lagoas polo com um entorno de 38 municpios somando, ao todo, mais de 500 mil habitantes sob sua influn-cia econmica, cultural e admi-nistrativa. decises estratgicas como despoluio de sistema de coleta de esgoto, atrao de em-presas, asfaltamento e aberturas de estradas repercutem sobre a vida dos moradores de todas as demais cidades polarizadas por Sete Lagoas. Segundo o historiador e ve-reador dalton Andrade, no en-tanto, foi no ano de 1896 que lideranas locais concluram as negociaes iniciadas em 1890 e mudaram o curso da estrada de ferro que ligou Minas Bahia a partir de Belo Horizonte. Ela no passaria por nossa regio e o trecho foi estendido at ns. isto mudou o perfil de Sete Lagoas e influenciou a nossa industrializa-o, reforando a nossa condio estratgica depois consolidada pelo traado da BR-040, avalia dalton Andrade. O episdio marcou o incio da industrializao sete-lagoana, uma vez que atraiu trabalhado-res de diversas regies de Minas. Eles se fixaram no municpio, via-bilizaram o crescimento de outros setores, impactaram a populao, promovendo o aumento da ren-da, o crescimento do comrcio e a expanso demogrfica do municpio. A influncia da Rede Ferroviria Brasil Central (RFBC), em 1996, tambm mexeu com a economia da cidade, e este incre-mento certamente ser fortaleci-do com a volta da fabricao de locomotivas, anunciada este ano.O incioOs primeiros a chegarem regio foram integrantes da ban-deira de Ferno dias Paes Leme, o Caador de Esmeraldas, em 1667, ou seja, h 344 anos.Em 1750, a Coroa Portuguesa concedeu uma sesmaria de trs lguas a Antnio Pinto de Maga-lhes, justamente onde hoje se localiza a cidade de Sete Lagoas. Sabe-se que as terras foram trans-feridas ao padre Joaquim de Sou-za, com a morte do seu primeiro concessionrio.Como a regio era passagem para os currais da Bahia, foi ergui-do um quartel general, que teria sido comandado por ningum menos que o alferes Joaquim Jos da Silva Xavier, mais tarde conhe-cido como Tiradentes, heri da inconfidncia Mineira e mrtir da independncia do Brasil.Em 1833, a Fazenda das Sete Lagoas, parte da antiga sesma-ria, pertencia a Jos Sarzedas. Outra parte, composta de vrias fazendas, era de Jos Pereira da Rocha que, ao morrer, fez doao verbal de suas terras a diversas pessoas pobres. dessa iniciativa, veio a criao da parquia de Santo Antnio das Sete Lagoas, o que ocorreu em 1841, tendo sido seu primeiro vigrio o padre Jos Vicente de Paula Elizirio.Com o surgimento de vrias casas, devido a grande vrzea propcia para o cultivo, cortada por crregos e ribeires, a partir de 1880, o progresso se fez notar na regio. A pujana econmica ficou mais fortemente a partir de 1896 com a chegada da ferrovia. Polo logsticoNo incio do que a histria con-vencionou chamar de Segundo imprio (a partir da maioridade de dom Pedro ii, em 1840), duas decises foram especialmente importantes para Sete Lagoas. A primeira ocorreu em 7 de abril de 1841, com a publicao da Lei Pro-vincial n 211, que cria o distrito de Sete Lagoas. Nesse mesmo ano, o major engenheiro alemo Jlio Frederico Koeler foi encarre-gado pelo imperador de construir um melhor caminho de Porto da Estrela, no Rio de Janeiro, a Crre-go Seco, atual Petrpolis, onde a famlia imperial costumava passar temporadas.Tudo comea em 1896visTa area De seTe lagoas em 1930Lagoa pauLino na DCaDa De 30WWW.iMAGENSELEMBRANCAS-MATuRidAdEATiVA.BLOGSPOT.COM/diVuLGAO WWW.SETELAGOASHiSTORiCA.BLOGSPOT.COM/diVuLGAOWWW.SETELAGOASHiSTORiCA.BLOGSPOT.COM/diVuLGAO7espeCial 144 anos Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011inaugurao da Estrada de Ferro modifi ca o perfi l econmico da regio, e Sete Lagoas se torna polo regionalTudo comea em 1896Nascia ali a primeira proposta de integrao da capital do imprio com o interior do pas. Mais de 120 anos depois, em 1964 foi aprovado o Plano Nacional de Viao, efeti-vado em 1973, que criou a BR-040 que liga o Rio de Janeiro ao distrito Federal (Braslia). O traado tem como base de chegada ao Rio a es-trada projetada pelo alemo Koeler.Para Sete Lagoas, aps a vin-da da linha frrea, essa foi a mais significativa deciso poltico--administrativa, transformando-a em polo logstico regional, ideal para a atrao de empresas. O municpio passou ento a ser ser-vido por um bom sistema rodovi-rio, estando ligado por asfalto s principais cidades do Estado e do pas. une-se a Belo Horizonte pe-las rodovias BR-040 (totalmente duplicada e, que neste momento est sendo duplicada at o trevo de Curvelo) e a MG 424. A distn-cia da capital de 62 km, de So Paulo, 660 Km, do Rio, 508, e de Braslia, 680 Km.Fica claro para mim que os nossos administradores, ao longo de dcadas, no tiveram condies de compreender o que significa para a nossa economia a posio geogrfica de Sete La-goas. Faltaram maturidade e qua-lificao tcnico-administrativa. Poderamos, e ainda podemos, desenvolver programas de fomen-to prprio, criar uma identidade econmica prpria. No necessi-tamos apenas importar investi-mentos em nosso parque indus-trial, argumenta o historiador dalton Andrade.O desenvolvimento econ-mico brasileiro dos ltimos seis anos vem consolidando a posi-o de Sete Lagoas, que recebeu a ampliao de investimentos de grande porte como o da fbrica da iveco, da Ambev, da Pepsico (Elma Chipps), a vinda da Bren-nand Cimentos e da Electo-Motive diesel (locomotivas Caterpillar), entre outras.Para o historiador e vereador Andrade, a lentido burocrtica e tcnica ainda impede que Sete La-goas aproveite melhor o seu pr-prio potencial. E isto tem razes histricas na formao poltica de nossos dirigentes. Em quase toda a nao os acordos pr-eleitorais levam formao administrativa com formao tcnica a desejar. Entram para aprender, e isto atra-sa o desenvolvimento. Como Sete Lagoas se tornou tambm um plo acadmico, ainda h esperana de melhor formao de nossos futu-ros administradores e seus asses-sores, analisa Andrade.histrico da formao administrativa de Sete Lagoas1841 O distrito de Sete Lagoas deve sua criao Lei Provincial 211, de 7 de abril de 1841.1867 A Lei Provincial 1395, de 24 de novembro de 1867, eleva o distrito condio de municpio, determinando seu territrio desmembrado do de Santa Luzia do Rio das Velhas (atual Santa Luzia), bem como dos de Sabar e Curvelo. A instalao se deu em 27 de novembro de 1871. A Lei provincial 2672, de 30 de novembro de 1880, concedeu sede municipal foros de cidade. Pela Lei Estadual n 2, de 14 de setembro de 1891, foi confirmada a criao do distrito de Sete Lagoas.SCULO XX A diviso administrativa de 1911, bem como a fixada pela Lei Estadual 843, de 7 de setembro de 1923, e o quadro de diviso administrativa relativo a 1933, contido no Boletim do Ministrio do Trabalho, indstria e Comrcio, apresenta Sete Lagoas integrada por cinco distritos: Sede Lagoas (sede), inhama, Buritis ( em 1920), Jequitib e Fortuna.1938 Por efeito do decreto Lei Estadual 148, de 17 de dezembro de 1938, o municpio perdeu parte do territrio dos distritos de Buritis e de Fortuna, que passaram a constituir o novo distrito de Melo Viana, no municpio de Santa Quitria (atual Esmeraldas).1948 A Lei estadual 336, de 27 de dezembro de 1948, fixou o quadro territorial vigente em 1949/53. Nele a cidade aparece com dois distritos: Sete Lagoas e Silva Xavier. A mesma lei elevou a municpio os distritos de Jequitib e inhama, este acrescido do distrito de Fortuna. Tal diviso perdura at os dias atuais.caiS da Lagoa 02 na DCaDa De 40praa FranSciSco SaLLeS no incio Do sCulo XXmuseu FerrovirioTiradenTeS em 1775eScoLa eSTaduaL arTur BernardeSWWW.SETELAGOASHiSTORiCA.BLOGSPOT.COM/diVuLGAOWWW.SETELAGOASHiSTORiCA.BLOGSPOT.COM/diVuLGAOWWW.SETELAGOASHiSTORiCA.BLOGSPOT.COM/diVuLGAOWWW.iMAGENSELEMBRANCAS-MATuRidAdEATiVA.BLOGSPOT.COM/diVuLGAO WWW.PTBBAuRu.BLOGSPOT.COM/diVuLGAO8 espeCial 144 anos Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011nossa cidadeOs moradores no escondem o amor Sete Lagoas, mas tambm sabem que preciso investimentos para que o municpio se desenvolva cada vez mais. Aqui, alguns depoimentos daqueles que tm um carinho especial pela cidade. (Por Gerlice Rosa)Eu s espero melhorias em tudo para a cidade, porque Sete Lagoas ainda tem muito o que mudar. Podia melhorar no trecho das ruas, na lagoa Paulino. Moro aqui h mais de 50 anos e vi muita coisa mudar e, para melhor, por isso acho que ainda pode mudar mais. Darcyr GonalvesAposentadaAposentadaEu acho que Sete Lagoas daqui pra frente tem que melhorar, porque piorar no pode no. Escolas, postos de sade, so necessrios. Eu gosto da cidade, pra mim no tem outro lugar no. No tem lugar melhor do que aqui.Jovelina FerreiraAposentadaAposentadaSete Lagoas sempre foi conhecida por ser uma bacia leiteira. Hoje, as coisas mudaram, e a cidade vive a chegada de indstrias que diversificam o campo. A cidade est em um tempo bom para crescer e deslanchar. Acho que falta ainda explorar o potencial turstico, nas grutas, nas lagoas e na serra, porque Sete Lagoas muito bonita.Jadir RabeloPresidente do Sindicato RuralPresidente do Sindicato RuralPresidente do Sindicato RuralEspero que possamos encontrar solues eficazes para o combate s drogas, uma epidemia nacional e que tem chegado com muita fora em nosso municpio destruindo jovens e adolescentes. Como homem de f, acredito sempre na capacidade que deus d aos homens para constituir leis que possam promover a paz e assegurar a justia social.Pastor Geraldo AP. Simo Moreira Presidente Conselho de pastores de Sete LagoasPresidente Conselho de pastores de Sete LagoasdiVuLGA diVuLGAO9espeCial 144 anos Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Como a cidade est crescendo, eu acho que ela podia cada vez ir melhorando e desenvolvendo, porque h pouco tempo a cidade no era igual a hoje e ela est cada vez se desenvolvendo mais. Eu amo essa cidade, ela tima, porque no igual outras cidades que tm muitas drogas e ladres. uma cidade melhor.Roney Xavier de FreitasEstudanteEstudanteEstudanteO potencial da cidade muito grande. Mas a unio das famlias, dos polticos que vai fazer com que a gente possa construir uma cidade, como diz o nosso lema, nascida para as coisas do alto. Sete Lagoas precisa viver esse sonho e isso vai acontecer se ns nos unirmos cada vez mais. por a que podemos fazer da nossa cidade um lugar melhor e mais feliz.Bispo dom Guilherme PortoBispo diocesanoBispo diocesanoBispo diocesanoBispo diocesanoEm primeiro lugar, espero que as lagoas sejam menos poludas, que haja menos desmatamento e indstrias com menos gases poluentes, carros flex para no poluir o ar e dentre outras coisas que devem ser removidas e colocadas em Sete Lagoas.Mateus Felipe, EstudanteEstudanteAos sete-lagoanos, de nascimento e de corao, meus cumprimentos pelos 144 anos de nossa cidade, que faz parte de minha histria. Meu desejo de que seus moradores tenham uma vida rica em sade e em prosperidade.Eduardo AzeredoDeputado Federal (PSDB-MG)Deputado Federal (PSDB-MG)Deputado Federal (PSDB-MG)Sete Lagoas minha casa, lugar onde mora praticamente toda minha famlia e amigos. Tenho um grande carinho pela minha terrinha natal. um beijo sempre muito especial a todos sete-lagoanos do meu corao!Paula FernandesCantoraCantoraSete Lagoas passa por um processo de desenvolvimento. Hoje, seu parque industrial conta com indstrias automobilsticas, o comrcio est em expanso, h 18 faculdades, alm das belezas naturais. a cidade do futuro.Dulio de CastroDeputado Estadual /PMNDeputado Estadual /PMNFOTOS GERLiCE ROSAAGNCiA BRASiLdiVuLGA diVuLGAO10 cidade e regio Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Compromisso com os servidoresGovernador, hoje vamos falar da poltica de valorizao dos servi-dores. Em 2003, o Estado de Minas Gerais gastou R$7,5 bilhes com despesas de pessoal. Em 2011 a pre-viso que estes gastos chegaro a R$19 bilhes. Valorizar o servidor uma prioridade do seu governo?Antonio Anastasia: No h d-vida. Em primeiro lugar, no pos-svel que haja governo e prestao correta e boa de servios pblicos se ns no tivermos o servidor de-dicado e motivado para tanto. Falo at com conhecimento porque sou tambm, como sabem, servidor pblico de carreira do Estado de Minas Gerais. Acho fundamental a valorizao dos servidores. Muitas vezes ns no conseguimos conce-der os reajustes que so pleiteados exatamente pela impossibilidade financeira do Tesouro. Mas esses nmeros citados so a comprova-o de que, ao longo dos ltimos anos ns conseguimos um aumen-to expressivo. Mais de 150% de aumento da folha do Poder Exe-cutivo de Minas Gerais. Tivemos aumentos de despesas de pessoal que incluem no s reajustes, mas nova admisso de servidores em praticamente o dobro da inflao. Alm disso, claro, o respeito no s com o aumento do valor, mas tambm com o resgate de compro-missos histricos que anteriormen-te nunca tinham sido cumpridos, como, por exemplo, o pagamento no quinto dia til e o dcimo tercei-ro pago, religiosamente, no prprio ano do exerccio. Com relao especificamente aos servidores da educao, nesse mesmo perodo, de 2003 a 2010, a folha de pessoal aumentou do R$3,3 bilhes para R$7,7 bilhes. Alm disso, no incio desse ano o governo instituiu um novo modelo de remunerao para os profes-sores. Quais as vantagens desse novo modelo?Antonio Anastasia: Esse valor da educao vai at 2010. Em 2011, um novo aumento foi concedido de cerca de R$ 1,4 bilho, o que repre-senta um grande impacto na car-reira da educao. uma carreira fundamental, muito importante e tambm muito numerosa. So cer-ca de 400 mil pessoas que esto no sistema da educao pblica de Minas trabalhando to bem que, felizmente, ao longo dos ltimos anos, Minas Gerais tem ocupado os primeiros lugares do idEB e de todos os indicadores de qualidade do ensino feitos no Brasil. A nova sistemtica remuneratria decorre de uma lei federal que determina uma melhoria da situao salarial dos professores. Criamos agora o novo sistema da parcela nica para tornar mais transparente, mais cla-ra, a remunerao dos professores. Por que? At recentemente os pro-fessores, como outros servidores, recebiam um vencimento bsico sobre o qual incidiam muitas gra-tificaes adicionais e benefcios. Em alguns casos, chegam, para espanto de muitas pessoas, a 22 gratificaes. isso tornava muito difcil um dado verdadeiro sobre quanto a remunerao de cada profissional. Ento, a nova parcela nica, autorizada pela Constituio Federal, determina que o servidor, mantendo a sua carreira, man-tendo a sua progresso e as suas promoes por tempo de servio e tambm por escolaridade, vai ter agora um valor nico, que ser bem mais expressivo.Antonio AnastasiaGovernador de Minas Geraisvereadores conseguem Tv TV Cmara de Sete Lagoas vai ganhar canal prprio em Televiso Aberta e com sinal digitalparTicipao Renato Gomes, Eduardo Gomes e Toninho RogrioCMARA MuNiCiPAL/diVuLGAOA Cmara dos deputados rea-lizou em Braslia, no dia 10 de no-vembro, cerimnia para assinatura de Acordos de Parceria de TV digital com 10 cmaras municipais do Pas, sendo sete do interior do Estado de So Paulo e trs de Minas Gerais, entre as quais a de Sete Lagoas. As duas outras cidades mineiras con-templadas foram Lavras e Pouso Alegre. Com a parceria, a Cmara Federal cede o sinal da Rede Legis-lativa de TV digital TV Cmara, TV Senado, TV Justia e TV Brasil , diminuindo gastos e aumentan-do a capacidade de expanso das transmisses para toda populao, em carter gratuito. Em razo deste convnio, a TV Cmara de Sete La-goas vai ganhar canal prprio em TV Aberta e com sinal digital, sendo a pioneira de toda a regio.O incio das transmisses de toda a programao deve ocorrer j no primeiro semestre de 2012. O acordo envolvendo a Cmara de Sete Lagoas foi assinado pelos de-putados federais Eduardo Gomes (PSdB/TO) 1 secretrio da Cma-ra dos deputados e Jlio delgado (PSB/MG), e pelos vereadores Toni-nho Rogrio (PMdB), presidente da Cmara de Sete Lagoas, e Renato Gomes (PV), 1 secretrio do Legis-lativo Municipal.O objetivo fazer o jornalismo, ligado s atividades parlamentares, chegar com qualidade casa das pessoas. A assinatura deste acordo mostra que as cmaras municipais hoje contempladas do um significa-tivo avano entre as demais, disse, na cerimnia o deputado tocanti-nense Eduardo Gomes.Jlio delgado relatou que foi criteriosa a escolha das cidades a se-rem beneficiadas. Poder transmitir toda a sua programao com sinal digital um avano tecnolgico que merece ser destacado, disse o par-lamentar parabenizando a Cmara sete-lagoana pela conquista.Com a implantao do sinal digital e concesso de um canal aberto para a Cmara Municipal, toda a populao sete-lagoana, sem exceo, vai poder ter aces-so programao da TV Cmara que atualmente exibida ape-nas em canal a cabo. Para o pre-sidente Toninho Rogrio, isso vai representar mais transparncia nos trabalhos legislativos: den-tre os 853 municpios mineiros, a nossa cidade foi um das trs contempladas com esta parceria. um orgulho muito grande para todos ns, afirmou ele. isso vai representar um ganho para todos os sete-lagoanos, para a imprensa e para os polticos da nossa cidade, acrescentou o edil Renato Gomes.O prximo passo ser a realiza-o de um processo licitatrio pela Cmara dos deputados, para aqui-sio dos equipamentos que vo transmitir o sinal de Braslia para Sete Lagoas. Segundo afirmam os vereadores, a Cmara da cidade ter que adquirir apenas alguns instru-mentos, uma vez que a TV Cmara local j conta com boa parte dos aparelhos necessrios para realiza-o das transmisses. rpidaOs vereadores da Cmara Municipal de Sete Lagoas aprovaram na ltima quinta-feira projeto que concede a doao de um terreno localizado na rua Tupiniquis, 19, Canaan, que ser destinado a construo da Escola Municipal Milton Campos. O terreno, que antes per-tencia a unio, foi doado Prefeitura de Sete Lagoas e em contrapartida foi doado para o Supermercado Santa Helena. A empresa decidiu construir no local uma escola que ser entregue cidade. O vereador Reginaldo Tristeza (PSOL) elogiou a iniciativa da Pre-feitura, incentivando-a a viabilizar mais doaes como esta em que a empresa beneficiada d em contrapar-tida benefcios para a municipalidade. Aes como esta so sempre bem vindas. A construo da escola muito importante para a cidade, que est precisado da construo de mais unidades, afirmou Tristeza. A obra a ser feita no local, segundo estimativas iniciais, dever custar R$ 1,2 milho.Nova escola11cidade e regio Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Cerca de 5.000 pessoas participaram das atividades da pr-jornada Mundial da JuventudeGERLiCE ROSAcrena Smbolos da Jornada Mundial da Juventude levaram jovens catlicos para as ruas da cidade Por Gerlice RosaSete lagoas amanheceu na quarta-feira passada sob a bno da cruz e do cone de Nossa Senho-ra. Os smbolos da Jornada Mundial da Juventude chegaram cidade diretamente de Aparecida do Nor-te, trazidos por uma comisso de jovens sete-lagoanos, orientados pelo padre Wilson Rodrigues.A experincia de motivao e f teve incio com a chegada da cruz peregrina e do cone de Nossa senhora logo s 7h. Em seguida, a celebrao de acolhida celebrada por dom Guilherme Porto, jun-tamente com padres da diocese. Mais de 1.500 pessoas assistiram celebrao, mesmo que de lon-ge, pelas janelas e nas portas de entrada da catedral. Padre Hlio de Oliveira esteve na organizao do evento e des-taca o evento. Todas as nossas expectativas foram superadas. Ns j comeamos ganhando ao poder ir participar da 3 Jornada Nacional em Aparecida, isso j foi muito positivo. depois, a aceitao e a resposta das pessoas da nossa cidade, das parquias e dos grupos da diocese, tambm foram muito boas. Foi um dia de renovar o cha-mado de Cristo na nossa vida, de-clara. O bispo diocesano tambm avalia positivamente as atividades da pr-jornada. Apesar da dificul-dade do tempo, alm da chuva, o pouco tempo que ns tivemos para preparar, praticamente 15 dias, o resultado foi acima da expecta-tiva. Creio que os nossos jovens mostraram o potencial deles, e as lideranas tambm um empenho extraordinrio, afirma convicto dom Guilherme. Experincia No peito eu levo uma cruz, no meu corao o que disse Jesus. Aos poucos, essa melodia foi to-mando os lbios de jovens, crian-as, adultos e curiosos que obser-vavam o movimento jovem. Pelas ruas da cidade, cerca de 700 pes-soas caminharam levando a cruz e o cone de Nossa Senhora, apre-sentando a f e a devoo. Emoo tambm tomou conta de quem es-teve orla da lagoa Paulino e nas ruas centrais da cidade. Observar o envolvimento dos jovens desper-tou aqueles que estavam apenas observando a caminhada. O mo-vimento est lindo. A fora para tudo isso vem de Jesus e temos que ser juntos, irmos, afirma a gerente Mrcia Flvia de Jesus. Para o coordenador da Pas-toral da Juventude (PJ), padre Wilson Rodrigues, o evento foi ce-lebrativo e marcante. um mo-mento de reavivar o compromisso do seguimento cristo. O mundo est com excesso de pessoas que tem suas teorias, suas falas e suas posies, mas est caren-te daqueles que testemunhem a cruz, que acreditam na fora da cruz. Essa caminhada mostrou s pessoas aqueles jovens que teste-munham do fundo da sua alma o amor a Jesus e o seguimento sua cruz, afirma o padre.Para os jovens, o bispo dioce-sano dom Guilherme Porto orienta aps esse grande evento de pre-parao para a Jornada Mundial da Juventude em 2013. um incentivo para que tudo possa caminhar melhor, mas esse um trabalho permanente. O padre Wil-son orienta os jovens na diocese com um trabalho com formao de grupos nas comunidades em uma caminhada permanente.Na celebrao de encerramen-to, s 18h, a cruz foi enviada a divi-npolis. uma comitiva da diocese veio a Sete Lagoas buscar o cone de Nossa Senhora e a cruz para dar sequencia peregrinao pelas dioceses brasileiras.rpidaSAgrogen Oportunidade de emprego: a Agrogen promete abrir vagas para contratao imediata em Sete Lagoas de Operadores de Qualidade. Exige-se que o inte-ressado esteja cursando curso tcnico e que tenha domnio de informtica. Currculos podem ser entregues na portaria da empresa (rua Zoelio Sola 1500 bairro So Joo).Ps-GraduaoAs Faculdades Santo Agostinho - FASASETE Sete Lagoas em parceria com a unicEAd abrem matrculas para cursos de ps-graduao es-pecializao lato sensu na rea de educao: psicopedagogia com ha-bilitao dupla (clnica e institucio-nal), neuropsicologia educacional e orientao, superviso e inspeo escolar. informaes nos telefones (31) 3771-8178 e (31) 9824-6601.CaetanpolisA cidade inaugurou semana pas-sada sua unidade do programa Farmcia de Minas, que garante populao do municpio acesso gratuito a medicamentos distri-budos pelo SuS, alm do atendi-mento de profissionais qualifica-dos e de maneira humanizada. A obra absorveu investimentos da ordem de R$ 90 mil, parceria do governo estadual e da prefeitura. Facebook entra na guerra contra dengueA Secretaria de Estado de Sade lanou a promoo Batalha Contra a dengue nas Redes Sociais para estimular o combate dengue e pro-mover a circulao de informaes sobre a doena. Sero sorteadas trs camisas do time de vlei do Mi-nas Tnis Clube, autografadas pelos atletas, e 500 camisas da campanha Seleo Brasileira com muito orgu-lho. Para participar basta curtir a pgina da SES no Facebook - http://www.facebook.com/SaudeMG, em novembro e dezembro, e acessar a guia Promoes. O concorrente tem que postar no seu mural do Face-book, as frases que sero divulgadas ao longo da promoo. A primeira : Eu visto a camisa contra a dengue e quero ganhar um kit de camisas Se-leo brasileira com muito orgulho da @vivominas e @saudemg!.caminhada pela f12 veCulos Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011O Primeiro Corolla foi apre-sentado no Japo em 1966 e, dois anos depois, nos Estados unidos. Nos primeiros anos de fabricao, o Corolla trazia um motor de 1.1 litros com apenas 60cv, o que causou estranhe-za aos americanos que viviam o auge da era dos carres v8. O Corolla tinha uma pro-posta simples, mas inovadora para a poca, era considerado um carro popular (o que at ento no existia). O sedan da Toyota tambm inovava com seu cmbio manual de qua-tro velocidades, sendo que a maioria dos carros inclusive os mais potentes e caros da poca tinham apenas trs marchas.Em 1970, o Corolla ganhou um motor mais forte, com 1.2 litros e cmbio automtico. J em 1971, o sedan ganhou a op-o de um motor mais potente o 1.6 que produzia 102 cv. No ano de 1974, o Corolla o se tor-nou ainda mais popular com a chegada da sua terceira ge-rao, sendo considerado du-rante os anos de 1974 a 1977 o carro mais vendido do mundo.No incio de 2008, chega a dcima gerao do Toyota Corolla, que tem o mesmo de-sign at hoje, com as linhas clssicas e sbrias que se tor-naram uma marca do modelo, porm com retoques na par-te frontal que recebeu faris novos com um desenho mais moderno, assim como nova grade e para-choque mais en-corpado e robusto. 45 anos do primeiro corolla WWW.PARACHOQuESCROMAdOS.WORdPRESS.COM/diVuLGAOpopuLar Corolla considerado o primeiro no mercado americanonovo palio a r$ 30.990de acordo com a Fiat Automveis, o investimento total (projeto e publicida-de) no novo Fiat Palio 2012 chegou a R$ 1 bilho. Ele est sendo produzido na f-brica em Betim. Cerca de 1.200 unidades encontram-se na rede de concession-rias para test-drive. A montadora espera vender algo em torno de 8.000 unidades a partir de janeiro de 2012. Conforme Lelio Ramos, diretor de vendas da Fiat do Brasil, tem seis ver-ses para atender ao gosto de todos os pblicos e bolsos: o Attractive 1.0 (R$ 30.990), o Attractive 1.4 (R$ 34.290), o Essence 1.6 (R$ 37.990), o Essence 1.6 dualogic (R$ 40.490), o Sporting 1.6 (R$ 39.990), o Sporting 1.6 dualogic (R$ 42.490) e o Sporting 1.6 dualogic com-pleto (R$ 45.700).O novo veculo da categoria ha-tchback traz como principal inovao, numa comparao com o modelo an-terior de 2008, o espao interno e as dimenses que cresceram, o que propiciou ampliar o conforto dos ocu-pantes, como aproveitamento inteli-gente do espao interno. O acionamen-to da tampa do porta-malas dispensa o uso de chaves, bastando um toque na logo da Fiat. O Palio Fire continua sendo vendido, funcionando como um carro de entra-da. Com isso, diz a montadora, o mode-lo mantm a valorizao de mercado. WWW.FiAT.COM.BR - diVuLGAOSimpLicidade Ao custo que varia entre R$ 4.721,00 e R$ 7.722,00o mais barato do mundoO Tata Nano o carro mais barato do mundo. O modelo foi lanado em 2009 para as famlias mais pobres da ndia e custa de 135.661 a 221.902 rpias, que equivalente entre R$ 4.721 a R$ 7.722. O Nano acomoda quatro pessoas. Foram aplicados vrias medidas para cortar custos em sua produo. No tem rdio, ar-condicio-nado, direo hidrulica, airbag e outros itens ofere-cidos em carros populares. No possui grade diantei-ra, somente uma pequena abertura para entrada de ar para ajudar a refrigerar o motor de 0.6 litro (624 cc) que gera 33 cv de potncia e chega at 90 km/h. Os pneus so de 12 po-legadas, cada roda presa por trs parafusos ao invs de quatro, h um s limpa-dor de para-brisa na frente e nenhum atrs, retrovisor externo somente do lado do motorista e no h conta--giros. A suspenso no possui barras estabilizado-ras, s h uma trava na por-ta ao invs de duas, e, nas verses mais inferiores, o banco do passageiro da frente no possui ajuste de posio e inclinao, alm de outras ausncias. WWW.TATANANO.COM - diVuLGAOrpidaSFora do BrasilO Ray, pequeno modelo urbano de formas retangulares da Kia, foi revelado pela marca na semana passada, mas suas vendas deve-ro ser exclusivas no pas. Pelo menos por enquanto. Com pro-posta semelhante a dos kei car japoneses, o Ray diminuto para no ocupar espao nos grandes centros urbanos. A Toyota tem mais um grande pro-blema para resolver. Em um novo megarrecall, a marca japonesa chama 550.000 veculos para reviso em todo mundo, em especial os Estados unidos. Segundo a montadora, a gama variada de carros compartilha o mesmo sistema de direo hidru-lica, que pode apresentar defeitos e dificultar a conduo. A fabricante, entretanto, afirma que no houve registro de acidentes decorrentes da falha. Em comunicado, a marca diz que o potencial problema est no anel externo de uma das polias do motor, que pode no estar alinhado com o anel interno. Por conta disso, a correia da bomba do sistema direo hidru-lica pode se soltar, endurecendo o mamanejo do volante. Recall da ToyotaA demanda por carros na zona do euro caiu 3,7% em outubro em re-lao ao ms anterior, um fraco in-dicador para as vendas do varejo na regio no ltimo trimestre do ano, em meio a preocupaes de econo-mistas sobre uma possvel contra-o na produo. O emplacamento de carros novos nos 13 pases que adotaram o euro caiu para 770.800, de 800.500 em setembro. No com-parativo anual, a retrao foi de 2,1% em outubro. Nmeros oficiais mostraram que a atividade econ-mica na regio cresceu somente 0,2% no terceiro trimestre sobre o anterior, j que o slido crescimento na Alemanha e Frana se viu preju-dicado pelos pases que sofrem com a crise de dvida.Vendas caemnoviDaDe Projeto do novo Palio da Fiat custou R$ 1 bilho13SociaL Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011homenagem - Filhos, netos e bisnetos fazem esta homenagem, atravs de nossa Coluna Social, a Dona Hilria Moreira de Oliveira de Sete Lagoas. Ela exemplo de vida e dedicao famlia. Completou 96 anos e ainda dinmica e ativa. Uma justa homenagem.retratos de famliaPor Marclio Maranmaran@domingoemcasa.com.brdestaque Facebook da semanaamigos do FaceBooK domingo em caSa... participe voc tambmDhionata MartinsOperador de telemarketingDhionata MartinsJos FragaEstudante de servio socialJos Fraga Thiago VictorMecnico de autosThiago VictorLucas VianaEstudante de direitoLucas Viana Yan AlvesEstudanteYan AlvesEm incio de carreira.Fora no caminhar.FOTOS ARQuiVO PESSOALGIULIA NOGUEIRAModelo noTaSVISITAEu e meu scio Almerindo do DOMINGO EM CASA estive-mos em visita Cidade Administrativa junto ao subse-cretrio de Estado, Nestor de Oliveira. Na oportunidade, conversamos sobre a imprensa em Minas Gerais e apren-demos muito. Nossos agradecimentos pelo carinho com que nos recebeu o subsecretrio e sua equipe.IMPRENSASegunda feira dia da imprensa do interior mostrar sua importncia. Veculos de comunicao do interior mineiro se reuniro tarde em Belo Horizonte. Em pauta, o finan-ciamento da atividade comercial. O deputado dulio de Castro um dos principais articuladores desse encontro. Estaremos presentes com o DOMINGO EM CASA e o Jornal Primeira Linha Regional.INDSTRIAAs ltimas informaes que obtive sobre indstrias da rea de informtica especulando a instalao de suas f-bricas pela nossa regio. Como logstica tudo, estamos perdendo terreno, uma vez que a cidade ainda apresenta deficincias no setor rodovirio. Acordem meus amigos. Vamos planejar melhor nossa cidade.VIAGEM O casal de amigos Marlon e Bete esto de frias em Porto Alegre. Pelas fotos enviadas ao meu email, voltaro com as energias renovadas, pois o local em que esto inspi-rador. Parece que a Lurdinha da LuRdiSTuR TuRiSMO a responsvel pelo pacote de viagem. Ta uma dica. Procure a Lurdinha.FamLia LeaL - Famlia dos empresrios Osas e Anglica, proprietrios da empresa LEMAQ, que comercializa mquinas de costura domstica e industrial em Sete Lagoas na rua Antnio Olinto 133-B. Ainda na foto, seus lhos Lays Kelly e Thiago.14 enTreTenimenTo Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Tera Quarta Quinta Sexta Sbadoresumo de novelasaquele Beijo (globo 19h15) Vicente diz a Lucena que tem dvi-das sobre o que sente por ela. Ele revela para Sebastio que beijou Claudia. Bele-zinha fica entre as finalistas do concurso. Olga prope que Grace Kelly impea deusa de dar dinheiro para o Lar. damia-na ameaa Rassa e Locanda. Joselito des-maia e amparado por Amlia. Locanda se queixa de damiana para Felizardo. Vicente diz a Claudia que vai pedir Lucena em casamento. Vicente pede Lucena em casamen-to. Joselito prev uma grande mudana na vida de iara. Maruschka se desentende com Alberto. ntima recebe a ligao de um olheiro que oferece trabalho para Be-lezinha. Orlandinho conta para o pai que lanar um blog com poesias. Tide e Cleo fogem do Lar para visitar dalva. Luce-na percebe que Vicente fica incomodado quando ela fala algo sobre a Comprare. Claudia escolhe seu vestido de noiva.Maruschka pede que Ticiano contrate um detetive para fotografar Al-berto e Sarita juntos. Rubinho descobre que Lucena vai se casar e decide ajud--la. Claudia se desanima ao ver os ves-tidos da Comprare. Brites recebe uma carta annima e conclui que foi enviada por Locanda. Felizardo planeja construir um muro separando a Vila Caiada do Covil do Bagre. Vicente pede para sair da Comisso de inqurito.Sarita conversa com Vicente e confirma sua deciso de no contar para Vera sobre o seu relacionamento com Al-berto. Jorgete comenta que Maruschka vai convidar Felizardo para o casamento de Rubinho, e Valrio estranha. Brites acusa Locanda de ser a autora da carta an-nima e Felizardo revela que sua mulher tambm recebeu uma carta. Alberto ouve Lucena dizer para Amlia que Vicente tem um problema com a Comprare. Lucena conta para Karin que est grvida e pede que ela v ao exame m-dico da Comprare em seu lugar. Olga volta para o Lar com Cleo e Tide e impede que dalva se aproxime das crianas. Brites desconfia de que Joselito seja o autor das cartas annimas. Aps se desentender com Alberto, Sarita desabafa com Marisol e Ana Girafa. iara surpreendida por um cliente, que anuncia um assalto. Joselito ganha um beijo de Amlia. iara tem uma vidncia com os pa-rentes do bandido e ele desiste de assalt--la. Mais um empreiteiro desiste da obra no apartamento de Claudia e Rubinho e eles desconfiam. Agenor tenta fazer as pa-zes com Belezinha, mas ntima atrapalha. Felizardo fica amedrontado com a polcia e Eveva suspeita de que a Shunel esteja envolvida em falcatruas com a Comprare. Regina percebe que Claudia est infeliz e sugere que a filha cancele o casamento.Segunda Tera Quarta Quinta Sexta SbadoFina estampa(globo 21 h ) Teodora no aceita se separar de Wallace. Ren descobre que Tereza Cristina mentiu para ele. Patrcia fala para Vanessa que vai para a casa de Griselda. Ren exige que Tereza Cris-tina conte por que tem medo de ris. Pereirinha muda o visual. Patrcia d um fora em Antenor. Tereza Cristina ameaa Marcela assim que ela sai de sua casa. Paulo e Esther discutem. Teo-dora procura Quinz.Quinz dispensa Teodora. Gri-selda diz que anunciar a procura por Maridos de Aluguel para a sua loja. Tereza Cristina invade a casa de Gri-selda para falar com a filha. Teodora expulsa do hotel. Pereirinha diz a Quinz que Teodora invadiu a casa. Antenor pede um carto para Beatriz. Tereza Cristina marca um encontro com Marcela. Quinz se surpreende ao encontrar Teodora esperando por ele.Teodora tenta convencer Quinz a deix-la ficar em sua antiga casa. Ren pede para Tereza Cristina no pressionar Patrcia. Teodora se joga no mar e Quinz corre para salv-la. Antenor entrega o carto de Beatriz para a me. Celeste enfrenta Baltazar. Griselda no gosta de saber que Teo-dora, Pereirinha e Enzo esto morando juntos. Marcela enfrenta Esther no pr-dio de Paulo.Antenor se declara para Patrcia, mas ela o despreza. Quinz aconselha o irmo a se afastar de Patrcia, e Gri-selda probe a entrada de Antenor em sua casa. Rafael tenta se entregar, mas acaba fugindo da delegacia. Esther passa mal e Guaracy a socorre. Gua-racy avisa a Paulo que Esther passou mal, mas ele no d ateno. Griselda se surpreende ao encontrar Pereirinha e Teodora em sua sala.Griselda e Quinz mandam Perei-rinha e Teodora embora de casa. Paulo aparece na clnica e no gosta de ver Esther saindo com Guaracy. Luana v Marcela entrar no carro de Tereza Cris-tina. Enzo teme que Teodora desconfie das escavaes na casa. Clint prope que Wallace vire empresrio. Ferdinand segue Marcela e Tereza Cristina. Grisel-da acredita que Guaracy esteja namo-rando. Marcela atingida por um tiro.Guaracy gosta quando dagmar conta que Griselda ficou cismada com sua amizade com Esther. Tereza Cristi-na encontra um carro de polcia e pede ajuda. Ferdinand explode o carro que usou para fazer o assalto. Tereza Cristi-na se desespera ao constatar que Mar-cela ainda est viva. Antenor mente para Griselda para comprar um carro. Teodora procura Wallace. Marcela acorda no hospital.rebelde (record 20h30) Binho agarra Roberta, mas surpreendido por Alice. Marcelo ame-aa beijar Cris, mas desiste e leva um tapa da moa. Pedro e Alice resolvem fazer uma feira no bar do Genaro e so apoiados por Cilene. Roberta fala de Binho para diego. Toms e Carla resol-vem ser s amigos. Leila diz a dbora que est apaixonada por Marcelo. O grupo de Artur vence a primeira feira multidisciplinar.To auxilia Marco e surpreende to-dos com sua autoridade, que desaparece quando ele coloca o uniforme de educa-o fsica. Carla diz a Alice que tem d-vidas sobre seus sentimentos em relao a Toms. Pedro e Alice contam ao diretor que Binho tentou agarrar Roberta, e ele diz que tomar providncias. A me de Binho chamada para uma conversa no colgio. Pedro e Alice entram escondidos no carro de Marcelo.Marcelo surpreende os dois. Pedro diz que precisa encontrar seu irmo. Becky diz a Vicente que vai mesmo para o exterior. Jonas diz aos pais de Binho que o rapaz ficar de castigo e ter de conversar com uma terapeuta. Toms e Carla resolvem namorar escondidos. Bi-nho convence Pilar a conversar com ele e beija a moa. uma msica dos rebeldes toca na rdio e todos comeam a danar. Jonas chega e os surpreende.O diretor pergunta quem colo-cou a msica nos alto falantes do colgio. Binho assume a culpa e ningum entende. Vicente d uma aula cheia de metforas e os alunos se perguntam o motivo. Pilar tenta conversar com Binho, que lhe d um fora. de repente, Binho agarra e bei-ja Pilar. Jonas os v e fica chocado. Pedro diz que vai haver a festa na Via Lene. Binho diz a Jonas que no sente nada por Pilar e a moa fica mexida. Pilar confessa ao pai que gosta de Bi-nho. Carla fica feliz ao saber que Becky vai viajar, mas pergunta quem cuidar dela. A modelo promete conversar com Franco. Roberta conta a Pilar que Binho adotado. Paulo volta ao Elite Way. Cilene conta a Genaro que vai se casar. Alice e Roberta comentam que sentem que est chegando a hora da primeira vez.No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadoa vida da gente(globo 18 h)Manuela se emociona com a for-matura de Rodrigo. in tem um pres-sentimento com Ana. dora se decep-ciona com a maneira com que Olvia fala de Sofia e Brbara. Manuela deixa Francisco ajud-la na cozinha e se su-preende. Renato faz perguntas sobre Alice para um amigo. Rodrigo diz a Loureno que Manu a responsvel pela felicidade deles. Ana abre os olhos e diz o nome de Jlia para Eva.Lcio se emociona ao confirmar que Ana est se recuperando. Rodrigo avisa a Manuela que eles iro viajar. Manuela conversa com in sobre seu casamento com Rodrigo. Eva mente para Lcio e diz que avisou famlia sobre a recuperao de Ana. Wilson recebe a carta annima e acredita ser de Moema. Renato se aproxima de Alice. Lcio conta para Manuela e in sobre a recuperao de Ana.Lcio explica a Manuela e in como ser a rotina da recuperao de Ana. Laudelino consegue provar a Wil-son que no foi Moema quem escreveu a carta que recebeu. Manuela confessa a in que est com medo de contar para Ana sobre seu relacionamento com Ro-drigo. Lcio pede que Eva no deixe Ana presenciar nenhuma crise familiar. Alice desconfia de Renato. Lcio leva Manue-la para ver Ana.Manuela consegue se comunicar com Ana. Marcos confessa a dora sua preocupao com Sofia. Manuela con-ta para Rodrigo que Ana est se recu-perando. Marcos e dora fazem planos para um novo encontro entre eles e as filhas. Manuela vela o sono de Jlia. Alice conta para Manuela sobre sua desconfiana em relao a Renato. Rodrigo se aconselha com Loureno. Rodrigo fica chocado ao ver Ana.Rodrigo fala sobre Jlia com Ana e os dois se emocionam. Eva conta para Vitria sobre a recuperao da filha. Marcos e dora combinam de contar para as filhas sobre eles. Eva implica ao ver in e Maria no quarto de Ana. Manuela diz para Alice que seu casamento est abalado. Rodrigo confessa a Nanda que no esqueceu Ana. Celina afirma a Lcio que a recu-perao de Ana lhe devolveu o nimo.Ana se esfora para conseguir pentear os cabelos. Alice conta para Suzana e Ccero que encontrou seu pai biolgico. Manuela ajuda Ana com os exerccios de fonoaudiologia. Rodrigo confessa a Celina que teme por seu relacionamento com Manuela. Lcio orienta Manuela a esperar para contar qualquer coisa para Ana. Eva pergunta a Manuela e Rodrigo quando iro contar para Ana que esto juntos.Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadovidas em Jogo (record 22h15 )Adalberto pensa em desligar os aparelhos de Augusta. Ftima diz que vai aproveitar Edmundo e Marcolino no Ca-riocas. Ernesto absolvido e tenta agra-decer turma do bolo, mas repudia-do. divina desconversa quando Ernesto pergunta se Jaqueline sua filha. No dia do aniversrio de namoro, Andrea rejeita Lucas, que sai de casa. Quando ele volta, encontra um bilhete de Andrea dizendo que foi para a casa da me.O exame de HiV de Regina d positivo. Carlos e Francisco planejam a fuga de Rita, sem a cincia dela. Elton escuta Cacau contando ao pai que ouviu a conversa de Ftima sobre os irmos de Francisco e revela que a me pode prejudic-los. Pai e filha resolvem contar a histria para o ex-garom. Falso, Elton se compromete a se aproximar de Ftima para faz-la desistir da chantagem. Fran-cisco conta a Rita sobre a fuga.Ernesto e Severino comeam a brigar, mas so contidos por Val-disnei. Elton procura Regina na construtora, mas no a encontra. Na sada, ele esbarra com Adalberto, que conta para Margarida que en-controu Elton na construtora. Elton diz que tentou interceder por Fran-cisco. durante a gravao do clipe, Rita tenta fugir, mas tropea e fica pendurada.Francisco consegue segurar Rita, mas a polcia chega. O milionrio sugere que ela saia pelo telhado, mas um poli-cial a v e comea a atirar. Carlos e Rita ficam suspensos pelo cabo no helicpte-ro, e ela baleada no brao. Regina con-ta a Patrcia que seu exame deu positivo, mas no diz seu paradeiro. Rita, Carlos e o piloto saltam de pra-quedas do helicptero e, logo depois, ele explode, despistando a polcia. depois de apanhar de Cleber, Ernesto liga para divina e pede ajuda antes de desmaiar. Guilher-me conversa com Zizi, e Adalberto se revolta, ameaando agredir a esposa. A polcia cerca Rita e Car-los, mas ela o faz prometer que no vai desistir da fuga. O feri-mento da moa se agrava. divina encontra Ernesto muito ferido, e ele se declara para ela.No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadoamor e revoluo (sbT 22h15)SbadoAt o fechamento desta edio, a emissora no disponibilizou o captulo.At o fechamento desta edio, a emissora no disponibilizou o captulo.At o fechamento desta edio, a emissora no disponibilizou o captulo.At o fechamento desta edio, a emissora no disponibilizou o captulo.At o fechamento desta edio, a emissora no disponibilizou o captulo.No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbadomalhao (globo 17h15) Cristal e Ziggy estranham o com-portamento de Gabriel. Natlia descobre que Ziggy modificou o site do Ns Onli-ne. Guido aconselha Natlia a valorizar Ziggy. dbora confessa para Laura que armou para separ-la de Guido. Fjo re-clama da comisso que Moiss pretende pagar para ele, Jefferson e dieguinho. Laura diz a Michele que s permitir que ela trabalhe no brech quando se descul-par com Guido.Fjo manda dieguinho e Jefferson questionarem Moiss sobre as comisses. Michele aconselha dbora a parar de ten-tar unir seus pais. Ziggy se declara para Natlia. Aparecida discute com Moiss para acertar a comisso dos filhos. dbora e Michele procuram Guido na locadora. Gabriel atende o telefone de Cristal e fala com Alexia. Gabriel simptico com uma menina na praia e Cristal fica com cimes. Filipe sugere que Beto ligue para Babi.Babi fala com Beto e fica mexida com a ligao dele. Vincius encontra Guido na locadora e humilha o rapaz. Ruy convi-da Michele para fazer seu curso de teatro na comunidade dos Anjos. Beto vai at a praia encontrar Babi e rouba um beijo dela. Ela o dispensa e depois se arrepende. Vin-cius leva flores para Laura e pede descul-pas. Guido conta para Laura que Vincius e dbora o procuraram. Babi se lamenta com Cristal por no ter ficado com Beto. Gabriel e Cristal tentam convencer Babi a se desculpar com Beto. dbora critica a ideia de Michele de fazer teatro na comunidade. Fjo sugere que dieguinho e Jefferson escalem duas meninas para dan-ar nas apresentaes deles. Gabriel, Cris-tal e Babi conversam pela rede social com Alexia. Fjo, dieguinho e Jefferson decidem escolher as Fjocats por votao no site. Natlia tem cimes quando Moiss se insi-nua para as aspirantes a Fjocats.Ziggy explica a excluso de seu perfil para dbora, e Natlia se afasta ao descobrir quem a menina com quem ele est conversando. O mestre de kung fu avisa que a academia enviar um lutador para um torneio. dbora pede para Filipe ajudar nos textos de sua personagem vir-tual e ele deixa escapar o desentendimen-to de Babi e Beto. dieguinho, Jefferson, Fjo e Moiss se impressionam com Ta-mtam, uma das candidatas para Fjocats. No h exibioSegunda Tera Quarta Quinta Sexta SbadoOs resumos dos captulos de todas as novelas so de responsabilidade de cada emissora Os captulos que vo ao ar esto sujeitos a eventuais reedies.Segunda Tera Quarta Quinta Sexta Sbado15enTreTenimenTo Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011 15Televiso Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011diFicuLdadeS Ator teve de vender o carro para custear seus estudos no Rio de JaneiroRafael Cardoso relembra sua infncia ao interpretar um gacho em A Vida da GentePor Geraldo BessaTV Press O trabalho em A Vida da Gente encarado por Rafael Cardoso como uma volta s ori-gens. Natural de Porto Alegre assim como seu personagem, o arquiteto Rodrigo , durante as gravaes iniciais da trama, o ator pde passear por cenrios de sua infncia, como o centro da capital do Rio Grande do Sul, e as cidades de Gramado e Cane-la. Estou acostumado ao clima do Sul. Foi engraado ver a equi-pe morrendo de frio. Todos muito agasalhados e eu apenas de ca-miseta, lembra, aos risos. Muito ligado famlia e aos costumes gachos, Rafael sabia que, para conseguir a to desejada chance de fazer tev, teria de mudar de cidade. Escolheu o Rio de Janei-ro, onde j mora h oito anos. Entre estudos e muitos testes, o primeiro trabalho na Globo s veio em 2008, na pele do mar-rento Klaus, de Beleza Pura. Era engraado fazer um tipo to carioca. Tive a ajuda de uma fonoaudiloga para puxar o sota-que e me inspirei nos bons ami-gos que fiz pela cidade, revela.Em seu quarto trabalho na emissora, Rafael mostra-se sa-tisfeito com sua trajetria, e feliz ao encarar seu primeiro prota-gonista na tev. Muitos atores esperam longamente por esse momento. E estou vendo isso acontecer com a maior alegria, assume. A chance para interpre-tar o mocinho da atual novela das seis surgiu poucos meses depois de Rafael encarnar o bad boy Jorgito, de Ti-Ti-Ti, e quando ele j tinha passado nos testes para outra produo. depois de algumas conversas com os dire-tores de A Vida da Gente, Fa-bricio Mamberti e Jayme Monjar-dim, o ator deixou seus receios de lado, fez o teste para o papel e passou. J estava tudo acertado com a outra novela e no queria causar nenhuma situao chata. Mas a equipe me garantiu que no teria problema, conta. Gravando o folhetim desde junho deste ano, Rafael sentiu certa dificuldade com a pega-da mais naturalista do texto de Lcia Manzo e a direo mais sensvel de Jayme Monjardim. O formato de trabalho dessa novela bem diferente. tudo mais limpo e suave. Tive de me adequar a essa esttica, expli-ca. desde de que leu a sinopse da trama, o que mais instigou o ator na preparao para o per-sonagem foi a polmica relao dele com Ana, de Fernanda Vas-concellos. Apesar de no serem irmos de sangue, os dois foram criados juntos depois do casa-mento de seus pais Eva, de Ana Beatriz Nogueira, e Jonas, de Paulo Betti. dessa relao, nas-ce Julia, cuja paternidade, Ro-drigo s descobre quando Ana j est em coma. Eles no tm laos genticos. Mas a socieda-de encara o envolvimento de ir-mos postios com muito pudor. Achei interessante a abordagem da autora. A relao deles ba-seada no desencontro, define. No a primeira vez que Ro-drigo encarna um personagem que se envolve com algum to prximo. Em do Comeo Ao Fim, longa de 2009, dirigido por Alosio Abranches, Rafael viveu Thoms, um rapaz que se apaixona por Francisco, de Joo Gabriel Vasconcellos, seu irmo por parte de me. Tratar de in-cesto causou muita confuso. Ao abordar um assunto polmi-co, voc tem de estar preparado para as crticas e elogios. Adorei fazer o filme. Tenho interesse por trabalhos corajosos e ousa-dos, analisa o ator, que agora prepara-se para a virada de seu personagem em A Vida da Gen-te. depois de assumir a filha, ele se envolve com Manu, sua outra irm postia, de Marjorie Estia-no. No entanto, essa relao abalada com a sada de Ana do coma. Ele amadurece na base da pancada. Tem de criar uma criana e est cheio de sentimen-tos confusos. Estou adorando essa outra faceta dele. O bom da novela isso, o texto chega e sempre uma novidade, valoriza.no front de batalhaTotalmente concentrado em A Vida da Gente, Ra-fael Cardoso j tem outro compromisso para quando a novela chegar ao fim, em meados de maro. O ator protagonista do filme Os Senhores da Guerra, de Tabajara Ruas, onde in-terpreta o jovem advoga-do Jlio Rafael Bozanos. O longa, ambientado no Rio Grande do Sul, conta a his-tria da revoluo de 1923, e dividido em duas par-tes. A primeira tem o sub-ttulo de Passo das Cru-zes, enquanto a segunda chama-se Passo das Car-retas. So as duas maio-res batalhas desse confli-to. Meu personagem um cone da histria gacha. bom levar para o cinema algo to regional, divulgar mais a histria do meu es-tado, gaba-se.Para sorte do ator, as filmagens da primeira par-te do longa foram paralisa-das pouco depois do incio das gravaes da novela. No foi nada planejado, mas achei melhor. Sou de-dicado. Gosto de fazer uma coisa de cada vez. Assim que a novela acabar, esta-rei pronto para voltar aos sets, avisa.LuiZA dANTAS/CARTA Z NOTCiASAntes de decidir investir na carreira de ator, Rafael Cardoso jogava futebol no time de base do Grmio. Meu pai levou um susto quando falei que queria ser ator. Mesmo assim, ele me apoiou.Sempre em dia com sua forma fsica, Rafael teve de ganhar corpo e engordar cinco quilospara interpretar o Thoms, do filme do Comeo Ao Fim.Alm de gravar nas cidades gachas, Rafael tambm foi com a equipe de A Vida da Gente para Buenos Aires e Ushuaia, na Argentina. De volta ao Brasil, o elenco ainda gravou sequncias em Bonito, no Mato Grosso do Sul, e em Terespolis, regio serrana do Rio de Janeiro.instantneasvento sul16 cuLinria Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011os pratos mais badalados da Tv brasileiraLombo recheado1 pea de lombo sunoSal e pimenta-do-reino a gosto1 xcara de (ch) de suco de laranja1 xcara (ch) de vinho branco Recheio400 g de salame4 mas fatiadas150 g de provolone fatiadoPur500 g de mandioquinha cozida e espremida1 colher (sopa) de manteiga xcara (ch) de leiteSal a gostoingredientesSobrecoxas cremosas6 sobrecoxas de frango sem pele (+/- 800 g)1 tablete de caldo de galinha esfareladoSal a gosto1 colher (sopa) de margarina60 ml de vinho branco ( xcara ch)600 ml de gua (2 xcara de ch)1 xcara (ch) de presunto picadinho (120 g)2 xcaras (ch) de tomate, sem pele e sem sementes, picados (300 g)2 colheres (sopa) de molho de tomate1 colher (sobremesa) de organo2 gemas peneiradas2 colheres (sopa) de amido de milho dissolvido em 1 colher (sopa) de guaCebolinha verde picada a gostoingredientesmodo de preparoReceita retirada do programa Mais Voc, da Rede Globo TV GLOBO/diVuLGAOBANd/diVuLGAOateno, leitor! Envie suas sugestes de receitas para o e-mail producao@domingoemcasa.com.brBolo de carne recheado1 kg de patinho modo1 pacote de creme de cebola2 pes amanhecidos1 xcara de cebola ralada xcara de salsa picadaSal a gosto Recheio 11 xcara de ricota ralada1 xcara de espinafre cozidoSal a gosto2 colheres de azeiteRecheio 22 xcaras de calabresa fatiada ou mortadela1 xcara de mussarela ralada1 xcara de tomate fatiado Batata3 xcaras de batata cozida4 colheres de azeite3 dentes de alho4 ramos de alecrimSal grosso a gostoingredientesReceita divulgada no programa Hoje em dia, da Rede RecordTV RECORd/diVuLGAOReceita retirada do programa dia a dia, da Bandmodo de preparoLomboAbra o lombo em manta e tempere com sal, pimenta do reino, o suco de laranja e o vinho branco e deixe marinar por 2 horas. PurColoque em uma panela, a mandioquinha espremida, a manteiga, o leite e acerte o sal. Mexa bem at que fique uma consistncia lisa e reserve. MontagemAbra o lombo em uma assadeira e passe o pur sobre ele, em seguida, coloque camadas do queijo provolone, o salame e as mas, enrole e amarre com um barbante. Leve para dourar em uma frigideira e, em seguida, leve ao forno coberto com um papel alumnio para assar por 1 hora. Retire do forno, fatie e sirva com uma cama de molho de tomates rsticos.modo de preparoNum bowl, hidratar o po com gua. Espremer para tirar todo o excesso de gua. Num bowl grande, misturar o po, a carne, a sopa de cebola, a cebola e a salsa. Numa forma untada, colocar uma camada de carne no fundo e nas bordas, colocar o recheio e cobrir com mais carne. Assar em forno alto at dourar. BatataNuma frigideira, colocar o azeite e fritar a batata com o alho. Quando estiver pronto, colocar o alecrim e deixar dourar junto.Tempere as sobrecoxas com 1 tablete de caldo de galinha esfarelado e sal a gosto e deixe marinando por +/- 1 h. Reserve. Numa panela, coloque a margarina e doure as sobrecoxas em fogo alto por +/- 5 minutos. Adicione o vinho branco, a gua, tampe a panela e deixe cozinhar em fogo mdio, mantendo a fervura, por +/- 10 minutos. Retire as sobrecoxas da panela e transfira para um refratrio. Reserve caldo e sobrecoxas. No caldo do cozimento das sobrecoxas, acrescente o presunto picadinho, o tomate, o molho de tomate, o organo, as gemas, o amido de milho. Mexa at engrossar (+/- 5 minutos). Caso o caldo de cozimento no chegue a 500 ml adicione gua para completar o volume necessrio. despeje este creme sobre as sobrecoxas reservadas no refratrio e leve ao forno alto (250 C) por +/- 15 minutos ou at dourar levemente. Retire do forno, salpique cebolinha verde picada a gosto e sirva em seguida com arroz.17enTreTenimenTo/horScopo Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Um mineirinho bom de cama, passando por New York, conhece uma americana e a leva para o motel.Durante a relao, a americana fica louca e comea a gritar:- Once more, once more, once more!E o mineirinho responde aflito:- Beozonte, Beozonte, Beozonte, uai.horscopoBriS por dukecruzadas diretasVoc muito inteligente, porm, con-trole sua inquietao e no seja um esnobe intelectual. Tenha humildade, mas sem baixar sua autoestima. Bus-que o equilbrio.gmeos21/5 a 20/6s vezes, precisamos de oportunida-de e alguma velocidade. Organize-se e veja como pode melhorar. As coisas estaro se resolvendo mais facilmente e hora de buscar seus objetivos.cner21/6 a 217No final da semana, tudo tende a me-lhorar. Mesmo assim pode se sentir muito exigido em seus relacionamen-tos afetivos e profissionais. So neces-srios ajustes.ries21/3 a 20/4Jpiter passando pelo seu signo solar lhe abrir oportunidades e realizaes at maio de 2012. A expanso pode ser tambm em seu fsico, ento, cuidado para no engordar.Touro21/4 a 20/5Estar envolvido com o amor, o pra-zer e os eventos artsticos e culturais. Predisponha-se a dividir este seu mo-mento com os mais jovens e aprender muito com eles.Leo22/7 a 22/8A famlia pode se tornar o centro de sua ateno. Controle seu nervosismo e use construtivamente sua energia. Faa exerccios fsicos e, em casa, seja paciente.virgem23/8 a 23/9Pode se sentir com a energia limitada. Certo tdio em relao prpria vida, mas pronto para ajudar os outros. Faa trabalhos voluntrios e leia livros de autoajuda.Libra23/9 a 23/10Estar voltado para os negcios com boas chances de fazer um dinheiro extra. A fase positiva para sua vida material, mas seja prtico e no gaste sem planejar.escorpio23/10 a 21/11Cuidado no trato com pessoas de autoridade. Poder estar transmi-tindo um ar de desafio. use sua boa comunicao que estar muito favo-recida neste momento.Sagitrio22/11 a 21/12dizem que futebol e poltica no se discutem. Neste momento, no pre-judique seus relacionamentos por co-locar com veemncia seus pontos de vista se achando o dono da verdade.capricrnio22/12 a 20/1Popularidade e sucesso e bom enten-dimento com os grupos. Pode pedir favores, pois ser bem visto pelas pes-soas. A amizade com mulheres est particularmente favorecida.aqurio21/1 a 19/2Momento de ao concentrada, mas muito bem organizada para no se desgastar inutilmente. diminua seu ritmo, descanse sempre que puder. Simplifique. peixes20/2 a 20/3inferno Zodiacal. apenas o perodo 30 dias antes do aniversrio, portanto o final de um ciclo e o renascer no dia em que trocar de idade. Momento de meditao e reflexo. uma fase de doao, desapego e de pensar mais nos outros e no nas prprias causas. Nem sempre uma fase negativa, e o pensamento positivo ajuda.Por Marilda Ferraresimineirinho em nova York18 agiTo cuLTuraL Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011AmanhecerClassificao 14 anos Bella Swan (Kristen Stewart) e Edward Cullen (Robert Pattinson) enfim se casam, em uma cerimnia com a presena de todos os amigos e familiares. O casal resolve passar a lua de mel no Rio de Janeiro e, logo em seguida, Bella descobre a gravidez. O que eles no esperavam era que esta gravidez seria to complicada e acabaria colocando em risco a vida no s do beb, como tambm da prpria me.Cineplex 1 - 13:30 - 16:00 - 18:30 - 21:00 (LEG)Cineplex 4 - 16:00 - 18:30 - 21:00 (LEG)Amanhecer 2DClassificao 14 anosCineplex 3d - 15:00 - 18:00 - 20:50 (duB)Gigantes de AoClassificao 10 anosCine Fox 14:00 16:10 18:20 20:30 (LEG)Atividade Paranormal 3Classificao 14 anosCineplex 2 16:30 - 20:50 (LEG)RefnsClassificao 14 anosCineplex 4 14:20 - 18:40 (LEG)ContgioClassificao 12 anoscinemapreosCineplex Shopping Sete LagoasRua Otvio Campelo Ribeiro, 2801, EldoradoPreos: Segunda a quinta R$ 8 (inteira) R$ 4 (meia)Tera maluca - R$ 5 (inteira) R$ 2,50 (meia)Sexta a domingo/Feriado R$12 (inteira) R$ 6 (meia)ingresso 3d Segunda a Quinta R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)Sexta a doming/Feriado R$16 (inteira) R$ 8 (meia)Fox Cine ClubeRua Nicola Lanza, 140, CentroSegunda a quinta Preo nico R$ 6Quarta casal R$ 8 (exceto feriados)Sexta a domingo R$12 (inteira) R$ 6 (meia)homenagem a Fernando SabinoSambaSexta-feira dia de festejar, e se voc um admirador daquela cervejinha acompanhada de uma boa msica, principalmente muito samba, no pode perder o evento Sabor com Msica. Todas as sextas-feiras, o restaurante Arraial do Tijuco traz para Sete Lagoas o melhor do samba de raiz com o grupo Ns Trs. A casa, que fica na avenida Professor Abeylard, 87, no centro da cidade, abrir as portas s 21h30. interessados em mais informaes podem entrar em contato pelo telefone (31) 3026-3978.Show cancelado Os fs da cantora sete-lagoana Mercs Bertoldo vo ter que aguardar mais um pouquinho para curtir o seu show Oua. O evento, que aconteceria no prximo sbado, dia 26, foi adiado devido incompatibilidade de agenda de alguns convidados, que participariam do show. Como Mercs pretende fazer uma apresentao mpar, preferiu adiar a apresentao, que ter a nova data anunciada em breve.Bike ridersJ imaginou uma banda que reuna o melhor de bandas clssicas, como Ramones, Queen, Led Zeppelin, Motrhead, Steppenwolf, iron Maiden e muito mais? Pois , essa banda no s existe como voc tambm pode assistir a apresentao hoje, no Pub Route 66, que fica na rua Paulo Frontin, 581, no centro. O show da banda Bike Riders, que rene clssicos do Rockn Roll, comea s 18h30, e a entrada custa R$ 5, sendo que as dez primeiras mulheres no pagaro a entrada. Para obter mais informaes basta entrar em contato pelos telefones (31) 8880-1869 e 8723-2312.Sete Lagoas em festa!A programao da comemorao dos 144 anos de Sete Lagoas est repleta de eventos para os moradores. A festividade comeou no incio do ms e se estender at o fim de novembro. H opes para todos os gostos. No esporte, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer est promovendo desde o dia 6 at o dia 27 de novembro diversos jogos, torneios, competio de bicicross e passeio ciclstico. Confira outros eventos.de 20 a 25 de Novembro Semana da Conscincia Negradia 20 Encontro Hip Hop: Parque Nutico da Boa Vista, 10hdia 21 5 Manifestao Educacional e Cultural do dia Nacional da Conscincia Negra: Sada do Casaro, 8hdia 21 Abertura da Exposio Aquoso {demtrius, Adriana e Luciano}: Galeria Myralda Casa da Cultura, 21hdia 22 Show de Msica e dana: Praa Tiradentes, 19hdia 25 Espetculo Africanidades: Casa da Cultura, 19hdia 20 de novembro Corrida com a Equipe Sete Ventos: praa dom Carlos Carmelo Mota (Feirinha), 9h24 de novembro Passeio Ciclstico: praa dom Carlos Carmelo Mota (Feirinha), 17h26 de vovembro Amistoso de vlei e handebol feminino: finsio Vincio dias Avelar (Aeroporto), 15h27 de novembro torneio de Bicicros: Lagoa Boa Vista, 9hSemana da LiteraturaPara quem j no estava mais aguentando esperar, finalmente chegou a hora. Comea esta semana, na prxima quarta-feira, a Literata 2011 (Festa Literria de Sete Lagoas). O evento deste ano presta uma homenagem ao escritor mineiro Fernando Sabino, autor de clssicos como O Grande Mentecapto, O Homem Nu e, claro, a sua obra prima O Encontro Marcado. Neste ano, segunda edio do evento, a festa contar com atraes para todas as idades, passando por discusses literrias, palestras, mesas-redondas, oficinas, exposies entre outras apresentaes.Assim como em 2010, o evento ser no Centro Cultural Nh-Quin drummond, o Casaro, que fica na praa Tiradentes. A Literata, promovida pela iveco, escolheu o escritor Fernando Sabino baseando em sua obra, que tem um apelo popular muito forte. isso permitir uma abordagem de todas as suas vertentes artsticas, falando sobre prosa, poesia, fico, teatro e msica. Vrios artistas estaro presentes na Literata, incluindo Luiz Fernando Verssimo, Joo Paulo Cuenca, Fabrcio Carpinejar, Fernando Paixo e ivan ngelo.natal dos correiosAconteceu na ltima quinta-feira, dia 17 de novembro, o lanamento da Campanha Papai Noel dos Correios 2011 em Sete Lagoas. A campanha se tornou um dos eventos de maior repercusso durante a poca do Natal. O tema deste ano Ajude a realizar sonhos. O objetivo que pessoas, empresas, entidades e instituies apadrinhem algumas cartas de crianas carentes para o Papai Noel. O perodo para adoo dessas cartas at o dia 5 de dezembro. O local para pegar as cartas a agncia dos Correios de Sete Lagoas, que fica na rua Major Campos, 202, no centro. Mais informaes pelo telefone (31) 3773-8936.PREFiTuRA/diVuLGAOJOS VTOR CAMiLOARQuiVO PESSOAL19resenha esporTiva Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Fantasma do rebaixamento agora tem sotaque paranaenseum empate com o lanterna do Campeonato Brasileiro, no meio da semana, aumentou o nvel de estresse para o Cru-zeiro e a tendncia, natural-mente, chegar a um patamar quase que insuportvel se a equipe no resolver de vez essa luta para evitar o primei-ro rebaixamento de sua hist-ria. Antes do 0 a 0 com o Ava em Florianpolis, o adversrio mais secado nas rodadas der-radeiras, que tinha sotaque nordestino, agora aparece em forma de paranaense. Se antes o Cear era quem mais amea-ava empurrar a Raposa para a zona da degola, fazendo as vezes de fantasma do rebai-xamento, hoje o foco mudou para o Atltico-PR, adversrio das 17h, na Arena do Jacar. O Furaco acordou e agora o primeiro time do chamado Z-4, o grupo dos quatro lti-mos colocados, que caem para a Srie B.Somente se mostrar a raa que teve na vitria sobre o in-ternacional na semana passa-da, a Raposa poder afundar um rival direto o Atltico-PR est a um ponto do Cruzeiro e seguir menos sufocada para as duas ltimas parti-das. Lembrando que faltaro o confronto direto com o Cea-r, em Fortaleza, e o clssico com o Atltico, na Arena do Jacar. No deve passar pela cabea de nenhum cruzeiren-se admitir uma derrota hoje para um concorrente direto, sabendo que restaro depois apenas mais dois jogos para decidir o futuro do time. E o desafio do Cruzeiro manter--se entre os poucos grandes clubes que nunca foram re-baixados ou sucumbir a uma temporada que certamente manchar a histria cruzei-rense. A responsabilidade maior dos jogadores, que entram em campo e tm a ca-pacidade de resolver a favor do imenso nmero de torce-dores apreensivos na Arena e em todo o Estado. A torci-da esgotou os ingressos e ir fazer a sua parte empurrando apoiando o time. Alvio dos atleticanosSensao de alvio o que experimenta o torcedor atleti-cano neste momento em que o time praticamente eliminou o risco de rebaixamento. A vit-ria sobre o Coritiba na quinta--feira foi marcante para aqueles que viam h algum tempo a possibilidade de o Galo voltar a disputar a segunda diviso. Hoje o alvinegro enfrenta o Co-rinthians no Pacaembu, s 17h, e ter tranquilidade para fazer o seu melhor. Garantir um em-pate j poder ser suficiente para selar matematicamente a presena na Srie A de 2012. Mas no ser surpresa se o Galo vencer mais uma no embalo do motivador Cuca, a quem deve ser creditado boa parte dos m-ritos neste segundo turno.AmricaNa trs rodadas anterio-res, os jogadores do Amrica deram bela demonstrao de autoconfiana e conseguiram deixar o Coelho vivo na luta contra o rebaixamento no considerando a partida de ontem noite contra o So Paulo, que comearia depois do fechamento desta colu-na. Quando o rebaixamento antecipado se anunciava, o time voltou a vencer no cam-peonato e encaixou uma se-quncia de nove pontos em nove disputados, derrotando Corinthians, Fluminense e Botafogo, todos candidatos ao ttulo do Brasileiro. desnecessrio buscar expli-caes para os resultados e tentar apresentar uma fr-mula. A disposio dos joga-dores sempre foi a mesma, o trabalho nunca deixou de ser feito. Mas futebol assim mesmo e, muitas vezes, as coisas no acontecem como deveriam. O time sempre en-frentou em p de igualdade todos os seus adversrios e se mostrou capaz de derrot--los desde o incio do campe-onato. Pena para o torcedor americano que a reao na tabela comeou muito tarde.Geremias SenaJornalista - geremias.sena@bol.com.brNo ser surpresa se o Galo vencer mais uma hoje, no embalo do motivador Cuca, que tem boa parte dos mritos ouro no msterPresente de aniversrio para Sete Lagoas. Assim definiu o nadador Valter Otto Koenig os resultados obtidos durante o Campeonato Panamericano Mster de Natao, realizado no Rio de Janeiro de 8 a 15 deste ms. Koenig, aos 39 anos, foi medalha de ouro nos 50 m, 100 m peito, com quebra de recorde Panamericano, e revezamento 4 x 50 m Medley, tambm estabelecendo novo recorde Sulamericano. dedico as conquistas minha cidade nos seus 144 anos, informa Valter Koenig.ARQuiVO PESSOAL Finalmente chegou a hora da disputa final da Copa Sete Lagoas de Fu-tebol Amador. As equipes do Vitria, do bairro Cida-de de deus, e o Curitiba, do bairro So Francisco, brigam pelo ouro. A parti-da ser hoje no campo do Eucaliptal, no bairro Olin-to Alvim, s 11h15. Antes desse jogo, s 9h, aconte-cer a disputa pela taa de prata, entre o Cricima e o Montreal, os dois do bairro Montreal. A entra-da gratuita.Para o presidente da Liga Ecltica desportiva, Luiz Gonzaga Nunes, no existe um favorito para le-vantar a taa. O Curitiba j foi campeo em 2009 e est muito forte em busca do bicampeonato, conta o presidente.No ltimo fim de se-mana, aconteceram os jo-gos das semifinais, sendo que o Montreal recebeu a equipe do Curitiba e foi goleado por 4 a 0. Com o resultado, o Montreal deu adeus disputa pelo ouro. Logo aps, o Crici-ma empatou com o Vitria por 1 a 1. A deciso para saber qual dos clubes se-ria o grande finalista foi para os pnaltis, sendo que o Vitria levou a me-lhor com o placar de 4 a 3. Final da copa Sete Lagoas Acontecer, entre os dias 12 e 18 de dezembro, em Belo Horizonte, a disputa do torneio internacional de futebol Sub-17 Future Champions. A competi-o, que conta com represen-tantes dos cinco continentes, ter 12 equipes, sendo quatro delas brasileiras. dois desses ti-mes so de Minas, sendo que o Atltico j est classificado por ter sido o campeo da ltima edio da competio. A outra equipe mineira seria definida ontem na partida da final do Campeonato Mineiro Sub-17. Os outros dois times brasileiros so Flamengo e Corinthians.As outras equipes confir-madas so: Manchester united (inglaterra), Juventus (itlia), Orlando Pirates (frica do Sul), Vissel Kobe (Japo), Colo Colo (Chile), Boca Juniors (Argenti-na), Tijuana (Mxico) e Nacional (uruguai). Belo Horizonte rece-ber a competio at 2014.O Projeto Future Champions comeou durante os preparati-vos para a Copa do Mundo da frica do Sul, em 2010. O torneio tem foco no alto rendimento, de-senvolvimento de habilidades e intercmbio de competncias. Alm disso, tambm tem como objetivo contribuir para o au-mento do padro do futebol nos pases onde atua, fomentando o talento dos futuros campees.Bh recebe o Future champions20 eSporTeS Domingo em Casa 20 a 26 De novembro De 2011Acredita AmricaA surpreendente reao do Amrica na reta final do Cam-peonato Brasileiro chamou a ateno da mdia nacional. As vi-trias contra Corinthians, Flumi-nense e Botafogo deram moral equipe na luta contra o rebaixa-mento. Segundo o tcnico Giva-nildo Oliveira, o Amrica sempre estava jogando bem, o problema foram os erros e a falta de aten-o nos detalhes que podem de-cidir uma partida. Se no me en-gano, o Coelho levou umas oito viradas e pelo menos por umas seis vezes esteve frente do pla-car e acabou permitindo o em-pate. Agora, esses pontos esto fazendo falta, ou seja, o Amrica demorou a aprender a jogar na Srie A. O que anima o torcedor o esprito guerreiro do elenco americano que ainda acredita na permanncia na primeirona e promete lutar at o fim. Alvio no Galo Com a vitria sobre o Cori-tiba por 2 a 1, semana passada, o Atltico chegou a 42 pontos e praticamente afastou o risco do rebaixamento. Hoje, o Galo vai a So Paulo encarar o lder Co-rinthians, no Pacaembu, e, com o empate, j elimina o risco da queda de vez. Na sequncia, o time tem o Botafogo e o Cruzeiro, ambos na Arena do Jacar, mais o clssico, apenas com a presena de cruzeirenses. Quem ficou tran-quilo e com a sensao de dever cumprido foi o tcnico Cuca, que, nas ltimas sete partidas, venceu cinco e conseguiu recuperar o bom futebol dos jogadores e caiu nas graas do torcedor atleticano. Agora, resta torcer para que os er-ros da diretoria deste ano no se repitam na prxima temporada. Jogo de seis pontosO duelo de hoje do Cruzeiro contra o Atltico Paranaense, na Arena do Jacar, decisivo para o time celeste que precisa da vit-ria para se distanciar da zona de rebaixamento. No chamado jogo de seis pontos, quem perder fica-r em situao complicada. A ex-pectativa quanto ao retorno do craque Montillo, mas a zaga tor-nou-se uma dor de cabea para o tcnico Wagner Mancini. Sem Victorino, Naldo e, provavelmen-te, Leo, o treinador ser obrigado at a improvisar no setor. dei-xando de lado os problemas, o Cruzeiro tem que jogar com raa, determinao e com o corao na ponta da chuteira, pois, afinal de contas, a histria, a tradio da Raposa que est em jogo. A torci-da ter de ter muita pacincia e deve jogar com o time. Santos no MundialO Santos j sabe o caminho que ter que percorrer para che-gar ao Tricampeonato Mundial de Clubes, no Japo. O time da Vila Belmiro estreia no torneio dia 14 de dezembro, j na semifinal. O adversrio sair do confronto entre Monterrey, do Mxico, e o vencedor de um jogo anterior, en-tre o Auckland, da Nova Zelndia, e o campeo japons, que ainda no est definido.do outro lado da chave, o Barcelona, que tambm estreia na semifinal, enfrentar o vencedor de Al-Saad, do Catar, e Esprance, da Tunsia. A final do Mundial de Clubes ser no dia 18 de dezembro, em Yokohama. Com a valorizao de Neimar e a dispu-ta pelo prmio de melhor jogador do mundo, todos vivem a expecta-tiva do duelo do garoto prodgio do Santos e do argentino Lionel Messi, do Barcelona.Enio LimaNarrador esportivoO que anima o torcedor o esprito guerreiro do elenco americano que ainda acredita na permanncia na primeirona