Jornal Domingo em Casa 43 edio

Download Jornal Domingo em Casa 43 edio

Post on 30-Jan-2016

222 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Jornal Domingo em Casa 43 edio

TRANSCRIPT

  • Tapa eM BraSlia proFeSSora helenaTudo sobre a confuso entre reprter do CQC e o deputado Marcio Reinaldo Pg. 4

    Rosane Mulholland interpreta a caridosa educadora no remake de Carrossel Pg. 7

    DIStrIBuIO GrAtuItA tIrAGeM AuDItADA: 8.000 eXeMPlAreS

    JOS

    Vt

    OR

    CAM

    ILO

    doMingo eM CaSa

    ANO 1 | eDIO 43 | Sete lAGOAS 13 A 19 De MAIO De 2012

    Mes mais que especiaisVoluntrias levam amor e carinho a crianas que moram em abrigo de Sete lagoas. pg. 5Voluntrias levam amor e carinho a crianas Voluntrias levam amor e carinho a crianas que moram em abrigo de Sete lagoas. pg. 5Voluntrias levam amor e carinho a crianas que moram em abrigo de Sete lagoas. pg. 5

  • 2 opinio Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    duke

    Limites ultrapassadosNa ltima semana, o deputa-

    do federal e possvel candidato Prefeitura de Sete Lagoas, Marcio Reinaldo (PP-MG), acabou tendo o seu nome envolvido em um Boletim de Ocorrncia na polcia de Braslia. O poltico teria agredido com um tapa na cara e vrios xingamentos o reprter Felipe Andreoli, do progra-ma CQC, da Band. Revoltado, o jor-nalista denunciou tambm na redes sociais, o que acabou provocando uma onda de protestos pela web.

    tentando se justificar, o deputa-do disse ter agido instintivamente, j que o reprter teria desrespei-tado sua honra ao ofender o Parla-mento enquanto instituio. difcil julgar um ou outro, sem antes ana-lisar as imagens que foram feitas do momento da suposta agresso, porm, independente de qual fosse a pergunta, a resposta jamais deve vir em forma de violncia.

    Porm, h que se ver como o formato de trabalho no programa CQC, que se diz hora humorstico e hora jornalstico. Desde o seu sur-gimento (e esta no a primeira e, com toda certeza, no ser a ltima vez que os seus funcionrios so agredidos), seus reprteres abor-dam figuras pblicas de maneira no muito formal.

    Caso o reprter tenha apenas questionado o parlamentar sobre a demora na votao da PEC (Pro-posta de Emenda Constituio) do trabalho Escravo, como est no Boletim de Ocorrncia, esse tapa no foi apenas em um profis-

    sional, mas sim na cara de toda a sociedade, uma vez que tal vota-o de suma importncia para o Brasil. Se a pergunta de interesse da populao, todo poltico deve encarar que o jornalista ali no apenas um profissional, mas sim algum que pode levar informao ao povo.

    Em nota, o deputado Marcio Reinaldo disse que a confuso se estabeleceu. Humor e jornalismo? O deboche ou a anlise sria dos fatos? Essa mistura perigosa. Realmente, uma relao difcil de ser feita, apesar de o progra-ma sempre ter se declarado como humorstico. que a frmula do humor ao lado de informaes importantes pode ter seu risco, como terminar em agresso. Po-rm, esse formato serve tambm para conscientizar uma populao mais jovem, que no consegue se ater aos noticirios comuns, for-mais, e tem seu valor.

    Mas claro que no podemos tambm fechar os olhos e crer que o programa de tV apenas uma vtima. A cada agresso sofrida por algum reprter, a estratgia sem-pre a mesma. Os reprteres, que hoje j so verdadeiras celebrida-des, fazem a onda inicial de revol-ta nas redes sociais. O suspense sobre as imagens fica pairando no ar e, na segunda-feira noite, BUM! O maior pico de audincia e, conse-quentemente, anncios mais caros para a emissora de televiso. Eu pergunto ao leitor: qual o limite?

    Jos Vtor Camilojosecamilo@domingoemcasa.com.br

    Publicao da AC&S Mdia Ltda

    CNPJ - 05.373.616/0001-21Rua Luiz do Carmo, 39

    Bairro Jardim Arizona - Sete Lagoas-MG - CEP 35700-374 - (31) 3775-0629Diretor geral - Jos Vtor Camiloeditora e Jornalista responsvel - Sandra Carvalho - MG - 14.854Diretor comercial - Rafael Melgaoreprter Aline DinizDiagramao - Antonio Dias e Wanderson Fernando DiasDistribuio - AC&S MdiatIrAGeM AuDItADA - 8.000 eXeMPlAreSImpresso - O tempo Servios Grficos (Contagem-MG)representante comercial SP, rio e Braslia - Screanmedia (11) 3451-0012 e (11) 9141-2938

    Fale conosco: redacao@domingoemcasa.com.br e comercial@domingoemcasa.com.br

    OS ArtIGOS ASSINADOS NO eXPreSSAM NeCeSSArIAMeNteA OPINIO DeSte JOrNAl.

    doMingo eM CaSa

    do leiTorrAIO X DA CIDADe

    Adorei a matria sobre o Raio X de Sete Lagoas que saiu na ltima edio do Domingo em Casa. Fiquei pensando em algumas coisas que podem at fazer sentido. O nmero de mulheres de Sete Lagoas sempre foi maior do que o de homens. Com isso, aumentou o nmero de solteiros, j que, tendo vrias opes, os homens acabam preferindo no parar s com uma. Ser?

    Janana DuarteSo Francisco

    PArQue DA CASCAtA

    O Parque da Cascata realmente maravilhoso. Porm, por ter muitas intervenes humanas, acabou perdendo um pouco aquele charme que a natureza em sua forma mais bruta contm. As trilhas feitas de cimento, tiram o encanto de se andar no meio do mato. Prefiro fazer trilhas na serra para entrar em contato com a natureza.

    Pedro lucas CastroJardim europa

    FrANK eM lONDreS

    Fiquei muito contente em ver que um sete-lagoano representar o Brasil nas Olimpadas de Londres. Com toda certeza o Franck Caldeira ainda h de trazer muitas alegrias para nossa cidade e para todo o pas.

    Joo Paulo PereiraChcara do Paiva

    fonte : clima www.climatempo.com.br

  • 3Cidade e regio Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    Aps mais de 20 anos de luta, 70 sete-lagoanos conseguem regularizar escrituras de suas casasPor Aline Diniz

    Bencio Davino de Matos ga-nhou de um vereador, h mais de 20 anos, um lote para construir sua casa. Na poca, mesmo casa-do e com dois filhos pequenos, ele ainda morava com sua me. Alm do espao, a prefeitura cedeu os materiais para que Be-ncio, seus vizinhos e parentes pudessem construir o seu to so-nhado lar.

    Adriane Cristine tambm precisou dessa ajuda. Ela o ma-rido e a filha moravam em uma rua no bairro Santa Luzia, po-rm, um grande buraco arrastou casas, lojas e condenou o barra-co onde a famlia vivia. Adria-ne conta que para erguer sua nova moradia ela se juntou aos seus vizinhos e, mesmo grvida, carregava latas de cimento para ajudar nas obras.

    A histria do senhor Eust-quio Ribeiro no diferente. H 23 anos, ele ergueu sua casa em um espao doado pela prefeitura. Se eu no tivesse ganhado esse terreno eu nunca teria condies de ter a minha casa, revela Eus-tquio. Apesar da doao, Ben-cio, Adriane e Eustquio ainda enfrentavam um problema: eles no tinham o registro legal de seus imveis (escritura) e te-miam que algum pudesse lhes tirar o bem mais precioso.

    Mas, na ltima quarta-feira (9), essa agonia teve um fim. Cerca de 70 sete-lagoanos rece-

    beram, em uma solenidade na praa da prefeitura, a escritura de seus imveis. O evento faz parte do Programa de Regulari-zao Fundiria (Imvel Legal) que tem como objetivo legalizar a situao de cerca de 7.000 pessoas que vivem h muitos anos em um terreno, mas no possuem o ttulo da propriedade.

    Depois da cerimnia, Adriane revelou que somente com o regis-tro na mo ela se sentiu realmen-te proprietria. Agora posso fa-lar para todo mundo que meu, comemorou. O mesmo aconteceu com Eustquio. Quem no tem documento no dono. Para Bencio, a escritura um alvio, j que agora ningum pode nos tirar de nossa casa.

    Para o prefeito Mario Mrcio Maroca, esse programa atende uma necessidade de todos os pais e mes que tm o desejo de regularizar a situao dos im-veis para que seus filhos pos-sam ter direito legal herana. Maroca conta que o objetivo entregar, ainda em 2012, 1500 registros.

    Sobre a demora de mais de 20 anos na concesso das escri-turas, o prefeito disse que isso uma questo de prioridade e que os governos anteriores escolhe-ram outras demandas. Alm dis-so, ele afirmou que esse trabalho demorado, j que foi preciso aprovar uma lei na Cmara para possibilitar a regularizao dos documentos.

    Sonho realizado

    Feliz, Bencio Davino desabafou: agora ningum pode nos tirar nossa casa

    Com o registro na mo, Adriane disse que agora realmente se sente proprietria

    FOtOS ALINE DINIz

    Trabalho independente

    A coordenadora do progra-ma e procuradora municipal, Alessandra Lisboa, explica que essa iniciativa muito impor-tante no sentido de organizar a cidade e integrar a popula-o. O bairro Santa Luzia, por exemplo, uma ocupao e precisa de organizao. Alm disso, a escritura possibilita que o proprietrio consiga fi-nanciamentos em bancos para realizar melhorias em seu im-vel, pondera Alessandra.

    A procuradora afirma ainda que o programa ter a durao de cinco anos e que, independen-temente, do partido que ganhar as prximas eleies, o trabalho vai continuar. Como funcionria pblica no tenho relao com a poltica e se os governantes me oferecerem o aparato tcnico que preciso, continuo o trabalho no mesmo ritmo.

    Segundo ela, nessa quarta--feira foi realizada uma entrega simblica. Na verdade, j dis-ponibilizamos cerca de 300 es-crituras. O intuito entregarmos 30 ttulos de propriedade por semana. Considero que esse um caminho sem volta, j que a prpria populao vai exigir que todos que vivem nessa situao tenham o mesmo direito, diz.

    Multa para quem no cuidar de lote

    liMpeza

    Diante do alto ndice de reclamaes com relao aos cuidados dispensados aos diversos lotes vagos espalhados pela cidade, a Prefeitura Municipal de Sete Lagoas/Secretaria de Meio Ambiente esclarece popu-lao quanto aos cuidados e posturas a serem tomadas pelos proprietrios. dever dos proprietrios ou inquili-nos, zelar pela conservao e manuteno em perfeito estado de asseio os seus

    quintais, casas e terrenos no habitados. Quem no cuidar dos seus imveis de-vidamente ser multado.

    As notificaes para aqueles que no obedece-rem as normas sero emi-tidas em um prazo mnimo de cinco e mximo de dez dias corridos aps a apura-o da denncia. Segundo a prefeitura, o no cumpri-mento da notificao acar-retar em multa inicial de R$ 223. Em caso de reinci-

    dncia, a multa ser cobra-da em dobro R$ 446.

    Caso o cidado, j conside-rado infrator, no providencie a limpeza e retirada do material depositado no lote, o munic-pio com a intervenincia da Secretaria de Meio Ambiente, realizar a limpeza, cobrando posteriormente o valor de R$ 300 por lote de 360 m. Lo-tes descuidados podem atrair animais como ratos, cobras e escorpies, alm de lixo e a dis-seminao de doenas.

  • 4 eM BraSlia Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    Mrcio Reinaldo bate em reprter do CQC; deputado diz que jornalista feriu sua honra

    Por Sandra Carvalho

    Uma abordagem suposta-mente jornalstica terminou em agresso nesta semana em Braslia. O reprter Felipe An-dreoli, do programa CQC, da Band, afirma ter sido agredido na ltima tera-feira (9) pelo deputado federal Marcio Rei-naldo (PP-MG), provvel candi-dato prefeitura de Sete Lago-as. As cenas da agresso devem ir ao ar na prxima segunda--feira, dia 14, segundo infor-mou a produo do programa. O reprter registrou um bole-tim de ocorrncia contra o par-lamentar, detalhando inclusive nomes que teriam sido ditos pelo deputado para ofend-lo. Em nota enviada ao Domingo em Casa, Mrcio Reinaldo afir-ma que agiu instintivamente, pois teve a honra e a dignidade ofendidas pelo reprter.

    Felipe Andreoli contou em detalhes ao site terra como tudo teria acontecido. Ele afir-mou que estava fazendo uma re-portagem sobre a PEC (Proposta de Emenda Constituio) do trabalho escravo no Brasil. Ao encontrar com o deputado Mar-cio Reinaldo nos corredores da Cmara, perguntou se ele no achava injusto as pessoas te-rem que esperar tanto tempo para uma votao como aquela. Como resposta, disse ter obtido a agresso.

    Eu j havia feito a mesms-sima pergunta para uns quatro ou cinco parlamentares e todos responderam sem qualquer tipo de ofensa ou agresso, contou o reprter ao site ter-ra. Andreoli acrescentou que, alm de agredi-lo, o deputado teria proferido diversos xinga-mentos com palavras de baixo calo. Os xingamentos foram

    de 'seu merda' pra baixo. Aque-la sndrome dos pequenos po-deres, falando 'quem voc pra perguntar ou falar assim comi-go'. Mas eu estava to nervoso na hora que nem ouvi tudo que ele falou.

    O jornalista disse que regis-trou um boletim de ocorrncia por agresso na polcia de Bra-slia e que levar o caso at o fim. Sei que no mximo ele vai pagar umas cestas bsicas que no faro falta em seu oramen-to. Fiz isso (registrar o BO) por minha dignidade, por minha equipe que estava l comigo e pela imprensa brasileira. Ser que ele teria dado um tapa na cara de um reprter com o mi-crofone da Globo?, questionou o jornalista.

    O OutrO lADONa nota enviada impren-

    sa, o parlamentar tenta expli-car o que motivou seu com-portamento agressivo e deu sua verso dos fatos. Ele disse que teve a honra desrespeitada pelo reprter, que teria ofen-dido o Parlamento enquanto instituio. Reinaldo conta que quando foi abordado pelo reprter, sinalizou informando que no queria dar entrevista, j que se tratava de um progra-ma humorstico. Contudo, face insistncia respondi ao ques-tionamento. Ocorre que, como de praxe do programa, o jor-nalista do CQC de forma provo-cativa e desrespeitosa se mani-festou ofendendo minha honra, dignidade e toda a instituio do Parlamento. Infelizmente, minha reao foi instintiva, acrescentou.

    Mrcio Reinaldo ainda cri-ticou o formato do programa televisivo da Band. A confu-so se estabeleceu. Humor e

    Um tapa na cara

    jornalismo? O deboche ou a anlise sria dos fatos? Essa mistura perigosa. A frmula para se atingir o humor em um ambiente srio extremamente delicada e se rompe facilmente, na medida em que o humorista precisa provocar, instigar, ofen-der e at rebaixar pessoas, para que os telespectadores possam se divertir.

    O deputado ainda afirmou que defende a liberdade de im-prensa. Existe aquela mxima que diz que uma liberdade ter-mina exatamente aonde come-a a do outro. a que o pro-grama humorstico extrapola as suas prerrogativas. preciso respeitar o carter, os princ-pios e a honra das pessoas e, at mesmo para question-las, necessrio saber faz-lo, finalizou. Ele no comentou sobre o Boletim de Ocorrncia registrado pelo reprter na po-lcia de Braslia.

    Felipe Andreoli afirmou que j havia feito o mesmo questionamento a outros parlamentares

    Marcio Reinaldo diz que teve a honra desrespeitada pelo reprter do programa CQC

    tV BANDEIRANtES/DIVULGAO

    JOS CRUz/ABR

  • 5Cidade e regio Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    amor infinitoO carinho e a dedicao de voluntrias com crianas de abrigo da cidade

    Por Jos Vitor Camilo

    Diz a sabedoria popular que amor de me to infinito quanto o cu e que, mesmo que o nmero de filhos seja gran-de, sempre caber mais um no corao materno. As pessoas tambm costumam dizer que trata-se de um amor to puro, que transcende os laos de sangue e se multiplica a cada filho encontrado. A afir-mao acima pode ser comprovada por algumas sete-lagoanas. Esse o caso da universitria Adriana Incio Rocha Car-neiro, de 36 anos. Me de quatro filhos, com casa e famlia para cuidar, ela ainda consegue levar amor aos bebs assisti-dos pelo abrigo Repblica Bem Viver.

    No local, vivem meninos e meninas vtimas de maus-tratos ou da negligncia dos pais. Voluntria h quase um ano na instituio, Adriana tira ao menos um dia da semana para cuidar dos bebs.Eu vim pra c pra dar carinho, mas percebi, que na verdade, a gente s recebe. Eu fico mais na ala dos bebs, troco uma fralda aqui, brinco com um ali, carrego o outro um pouco, converso com os maiores, conta.

    Mesmo tendo quatro filhos em casa, Adriana disse ter amor materno de sobra para doar. Acredito que o amor de me infinito, e toda mulher, independente de j ter filho, j traz dentro do corao essa sensao de maternidade, esse carinho que s as mes tm. o chamado corao de me, n?, diz.

    No abrigo, so cerca de 30 volunt-rios. A maior parte formada por mulhe-res. Gosto muito das tias, considero elas quase como mes, porque elas me do carinho, do tudo que a gente pede e pre-cisa. Foi assim que E., uma menina de 8 anos, descreveu as voluntrias da casa.

    Darling Marques Dias, de 37 anos, tambm est no time das mulheres que levam amor s crianas do abrigo. Duas vezes por semana, ela desenvolve ativida-des, brincadeiras e evangelizao com os menores. Uma verdadeira me e educa-

    dora e, embora no tenha filhos, tambm tem amor de sobra para dar s crianas.

    Darling conta que conheceu a casa no ltimo Natal. trouxemos um Papai Noel e fizemos outras atividades. S que eu e o meu grupo de amigos gostamos tanto do espao, das crianas, que formamos um grupo de voluntrios, explica a mulher, que trabalha no setor social de uma side-rrgica da cidade.

    Somente no grupo de Darling, so 24 voluntrios, que se dividem em gru-pos de 5 a 6 componentes, sendo que cada grupo faz atividades com as crian-as em um final de semana. Ao mesmo tempo, outras pessoas trabalham como voluntrias na casa, somando quase 30 benfeitores neste abrigo.

    A reportagem visitou o abrigo e era ntido o carinho das crianas em torno das voluntrias. A diretora da instituio, Ma-ria do Carmo Cruz da Costa, explica que o trabalho no s das mulheres, mas de todos os voluntrias muito importante

    para o abrigo, que sobrevive de recursos repassados pela Prefeitura de Sete Lago-as. As crianas que aqui esto tiveram al-gum dos seus direitos feridos, so vtimas e precisam de muito carinho.

    Segundo Maria do Carmo, existem vrios motivos para as crianas irem pa-rar no abrigo: abandono, crianas rfs e negligncia dos pais. So crianas que, s vezes, so um pouco agressivas, mas somente por falta de carinho. E por isso to importante o trabalho dos voluntrios, j que eles preenchem uma lacuna que os funcionrios da instituio acabam no podendo agir, pela complexidade do tra-balho dirio, explica. A casa possui hoje 21 crianas, entre meninas e meninos, abrigados.

    A direitora acrescenta que a lei define que as crianas podem ficar at 6 meses no local, enquanto busca-se a reintegrao famlia biolgica, e, passado este prazo, podem ficar por mais 6 meses para a pro-cura de uma famlia substituta. Embora

    isso seja definido por lei, existem casos em que a criana acaba ficando mais tem-po. Estamos tratando de seres humanos, mesmo que o prazo tenha acabado, caso surja uma famlia distante, ns vamos manter a criana at conseguir encontrar um lar para ela, desabafa a diretora.

    Quer AJuDAr?As pessoas que quiserem ser volunt-

    rias ou ajudar a Repblica Bem Viver po-dem fazer uma visita ao abrigo, para mos-trar qual tipo de trabalho pretende fazer com as crianas. temos algumas restri-es devido peculiaridade do trabalho, mas as portas esto sempre abertas para quem estiver disposto a ajudar, convoca Maria do Carmo.

    J com relao s doaes, como o abrigo mantido pelo municpio, a nica coisa que precisa-se mais so roupas para crianas de todas as idades e guloseimas em datas festivas, como Dia das Crianas, Pscoa etc.

    Alm disso, uma das equipes de vo-luntrios est montando uma biblioteca para os menores, portanto, quem tiver livros infantis de todas as idades podem doar para a instituio. O abrigo fica na rua Joo Mendes, 40, no bairro Piedade. Mais informaes pelo telefone (31) 3771-9647.

    Adriana tem quatro filhos, mas consegue multiplicar o amor de me no abrigo

    Darling vai ao local duas vezes por semana; ela faz brincadeiras e evangelizao

    JOS VtOR CAMILO

  • 6 Cidade e regio Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    Preveno secaOl governador, como

    vo os trabalhos?Antonio Anastasia: Muito

    bem, muito obrigado. Muito obrigado pela oportunidade de estar aqui fazendo este relato a todos os mineiros.

    Governador, o Governo de Minas anunciou, recen-temente, um Plano de Apoio aos Municpios Atingidos pela seca em nosso estado. Que aes esto previstas neste Plano para minimizar os problemas decorrentes da estiagem que afeta grande parte de Minas Gerais?

    Antonio Anastasia: A cada ano, tristemente, Mi-nas Gerais afetada pelo fenmeno da seca, que ocorre na chamada rea se-mirida do Brasil, que en-volve parte do Nordeste e o chamado Grande Norte de Minas: a regio Norte, par-te do Jequitinhonha, parte

    do Mucuri e at na regio Central de nosso Estado. Os indicadores pluviomtricos caem muito, a chuva desa-parece e ns estamos tendo neste ano de 2012 uma seca grave. Por isso mesmo lan-amos este Plano de Com-bate Seca, com muitas aes importantes. As mais relevantes, as primeiras, so aquelas de natureza humanitria, ou seja, para preservar o abastecimento de gua das pessoas e, para isso, ns estamos garantin-do a distribuio de cerca de 1.500 caminhes-pipa para os municpios atin-gidos e, tambm, cerca de 70 mil cestas bsicas para garantir a alimentao das pessoas mais flageladas. Esse, ento, o primeiro impacto, o primeiro com-bate para dar a garantia de qualidade de vida s pesso-as atingidas pela seca.

    Governador, nos ltimos anos o Governo tem feito muitos investimentos, em aes emergenciais, quando estas se fazem necessrias, mas, sobretudo, em planeja-mento, em medidas preven-tivas. O que vem sendo fei-to para melhorar a vida das pessoas que vivem nessas regies atingidas pela seca?

    Antonio Anastasia: Ns realizamos ao longo dos ltimos anos muitos inves-timentos em infraestrutura nessa regio semirida de Minas Gerais, no s com as estradas, atravs do Pro-acesso, mas tambm com a construo, por exemplo, das barraginhas, que so pequenos reservatrios de gua, feitos pela Ruralmi-nas. Estamos tambm com investimentos slidos em parceria com o governo fe-deral, para as barragens e, ao mesmo tempo, de um

    programa financiado pelo Banco Mundial, denomi-nado PCPR (Programa de Combate Pobreza Rural), que exatamente com o objetivo de melhorar a pro-duo de pequenas comu-nidades, dando alternativa de renda para as comuni-dades ali locadas. temos, tambm, bom lembrar, a Copanor, que uma sub-sidiria da Copasa muito importante, que garante o abastecimento de gua de qualidade para pequenas comunidades na regio. Ou seja, h um grande esforo conjugado do Governo do Estado, em parceira com o governo federal e especial-mente com as prefeituras municipais, para minimizar os efeitos da seca em uma regio que, por natureza, de fato, recebe ndices de chu-va menores que o restante do Estado e do Brasil.

    Governador, neste con-texto, o Fundo de recupera-o de Bacias Hidrogrficas de nosso estado tambm acaba representando um pa-pel importante?

    Antonio Anastasia: ver-dade! o chamado Fhidro. Ns alocamos mais de R$ 30 milhes s neste ano em pro-jetos de combate seca e ele tem por objetivo a garantia da qualidade dos nossos rios. Porque claro que a pereni-zao dos rios sempre um instrumento muito positivo no combate seca. A seca um fenmeno natural, as condi-es geogrficas da regio do Norte propiciam a ocorrncia da seca e ns temos de apren-der a conviver com a seca, mas tambm oferecer todas as ga-rantias de qualidade de vida quelas pessoas que habitam, residem e trabalham nesta re-gio, que uma regio impor-tante de nosso Estado.

    Antonio AnastasiaGovernador de Minas Gerais

    Batismo do Fuscalhao

    Solidariedade

    Depois de escolher o nome de seu mais novo membro o Fuscalhao a Patrulha da Alegria de Sete Lagoas vai agora batizar oficialmente a ambulancinha. A ideia do grupo fazer um evento para homenagear o carro. O Fusca, hoje devidamente deco-rado, foi um presente que o grupo rece-beu h trs meses das empresas zemap e transmig e j est sendo usado para trans-portar os voluntrios palhaos que levam alegria a doentes internados em hospitais da cidade.

    A comemorao do batismo do Fusca-

    lhao ser realizada no dia 16 de maio, a partir das 20h, na Ilha do Milito, localizada na orla da Lagoa Paulino. A comemorao em grande estilo ter muita msica, apresentaes de stand-up comedy e a exposio de fotos do fotgrafo Lipe Borges. O evento tem entrada gratuita, porm, ser cobrado o valor de R$ 5 a ttulo de couvert artstico, que ser revertido para os trabalhos da Patrulha da Alegria.

    De acordo com o grupo, a populao participou intensamente da votao no Blog da Patrulha da Alegria para escolher o nome para a ambulancinha.

    Veculo j foi inaugurado e j est sendo usado pela equipe que alegra os hospitais

    LIPE BORGES/PAtRULHA DA ALEGRIA

  • Conversa com a Presidenta verdade que o governo bra-

    sileiro, antes mesmo de cumprir as metas do luz para todos no Brasil, est implantando o pro-grama em outros pases? (Rober-to M. Ferreira, 44 anos, vendedor em Cuiab (Mt)

    Presidenta Dilma Roberto, o governo brasileiro no s cumpriu como ultrapassou em muito a meta estabelecida para o Luz para todos. O programa foi lanado em 2003 com o propsito de levar energia eltrica para 2 milhes de famlias, o que foi alcanado em junho de 2009. Mesmo com as metas atin-gidas, decidimos prorrogar o pro-grama at agora, j levamos luz eltrica a 2,9 milhes de famlias. A boa experincia do Luz para to-dos chamou a ateno de diversos pases da Amrica Latina, frica e sia e assinamos acordo de coope-rao com quatro pases e estamos negociando com outros catorze. Ns damos assistncia tcnica para os governos implantarem programas

    similares ao Luz para todos, sem descuidar das nossas metas. O Luz para todos foi escolhido pela ONU como referncia para estender s populaes mais pobres de todos os pases do mundo o acesso aos servios de eletricidade. O Luz para todos no serve apenas para ilu-minar os domiclios, mas tambm possibilita a utilizao de diversos aparelhos eletroeletrnicos e im-pulsiona o trabalho no meio rural. A produo se multiplica e permite a comercializao dos excedentes. essa revoluo no campo que est encantando outros pases, o que motivo de orgulho para todos ns, brasileiros.

    Minha irm, servidora aposentada, recebeu oferta de emprstimo de r$ 6 mil e, no extrato, apareceu o valor de r$ 23 mil. Qual o controle que o gover-no exerce sobre agentes financeiros que oferecem emprstimo para idosos aposentados? (Iris da Rosa, 73 anos, aposentada em Porto Alegre (RS)

    Presidenta Dilma Iris, os segu-rados do INSS que tiverem problema com emprstimo consignado podem registrar reclamao pelo telefone 135 ou pelo site do Ministrio da Previ-dncia Social: www.previdencia.gov.br. Os bancos tm 10 dias teis para responder ao INSS e, constatado o erro, dois dias teis para devolver o dinheiro. Vrias medidas foram to-madas para proteger o aposentado. Por exemplo, o valor do emprstimo tem que ser depositado na conta do segurado e, na assinatura do contrato, a instituio tem que fornecer cpia com o total financiado, o valor e o n-mero de prestaes, alm da soma do que ser pago. Lembro que a melhor forma de conseguir um emprstimo o segurado procurar o banco de sua preferncia. Na contratao de opera-es de crdito em geral, inclusive em-prstimos consignados, os bancos e fi-nanceiras devem respeitar as normas institudas pelo Conselho Monetrio Nacional e pelo Banco Central. Quem se sentir prejudicado tem a opo de

    recorrer ao Servio de Atendimento ao Consumidor (SAC) da prpria insti-tuio financeira ou do seu correspon-dente bancrio. Ou ento reclamar ao Banco Central pela pgina http://www.bcb.gov.br/?CIDADAO ou pelo telefone 0800-979-2345 .

    A situao da sade muito triste. O que a senhora est planejando para melhorar a sade pblica no Brasil? (Gildsio Brito, 22 anos, estudante em Barra do Corda (MA)

    Presidenta Dilma Ns j adota-mos vrias medidas para a melhoria dos servios de sade, Gildsio, e no vamos parar por a. Desde o ano pas-sado, por exemplo, estamos investin-do R$ 550 milhes em cirurgias no urgentes. Implantamos o programa de ateno domiciliar, o Melhor em Casa. Lanamos o Programa Nacio-nal de Melhoria do Acesso e da Qua-lidade da Ateno Bsica para avaliar o atendimento nas Unidades Bsicas de Sade (UBS) e poderemos at dobrar os recursos de custeio para

    aquelas que cumprirem metas na qualificao do trabalho das equipes de sade. Criamos a Rede Cegonha, que garante cuidados que vo desde o planejamento da gravidez at o se-gundo ano de vida da criana. Atual-mente 2.731 municpios j iniciaram o processo de adeso com previso de atendimento de 1,58 milho de gestantes em todo o pas. Lanamos o Programa Nacional de Fortale-cimento das Aes de Preveno, Diagnstico e tratamento do Cncer de Colo de tero e de Mama, que em 2011 realizou 3,9 milhes de exames de mamografia e 11,3 milhes de exames de Papanicolau. Aprimoran-do a gesto do SUS e adotando medi-das de combate ao desperdcio, con-seguimos triplicar a oferta gratuita de medicamentos para hipertensos e diabticos pelo programa Sade No tem Preo, e economizar, em 2011, mais de R$ 1,7 bilho na aquisio de remdios e insumos. So grandes vi-trias que demonstram que estamos no caminho certo.

    Dilma Rousse Presidenta

    Mande sua pegunta para Dilma Rousseff pelo e-mail perguntapradilma@domingoemcasa.com.br

    7enTreTeniMenTo Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012valorizao

    verba de multas estaduais vir para a cidade

    TrnSiTo

    Mais dinheiro para aplicar em melhoria urbana no municpio. Essa a garantia de um termo de adeso assinado entre a Prefeitura de Sete Lagoas e a Associao Mineira dos Municpios (AMM) nesta semana. A assinatura altera a responsabilidade do Estado e dos municpios sobre as multas de trnsito e garante repasse s cidades de 50% do valor do saldo arrecadado com as multas.

    De acordo com informaes da Prefeitura de Sete Lagoas, a medida transfere para Sete Lagoas e demais cidades que aderirem ao convnio, a competncia de fiscalizar, autuar e aplicar medidas administrativas cab-veis relativas s infraes de trnsito. A fiscalizao e autuao feita por meios eletrnicos, que era de com-petncia do Estado, passam a ficar a cargo do rgo de trnsito respons-vel pela via. Segundo estimativas da

    AMM, o valor de multas acumulado de junho de 2011 a abril de 2012 pode chegar a at R$ 60 milhes.

    Participaram da assinatura do termo de Adeso ao convnio, du-rante o 29 Congresso Mineiro de Municpios, no Expominas, em Belo Horizonte, o prefeito Mrio Mrcio Maroca e o secretrio de trnsito de Sete Lagoas, Alex Menezes. "Assi-namos o convnio na segunda e j enviamos toda a documentao ne-cessria. Agora aguardamos apenas os repasses do Governo Estadual", anunciou o prefeito.

    O secretrio Alex Menezes lem-bra que os recursos oriundos do con-vnio sero aplicados exclusivamente na melhoria da mobilidade urbana do municpio. Usaremos esses recursos para obras virias, sinalizao, cam-panhas de trnsito e recapeamento de algumas vias, afirmou. Recursos oriundos de multas sero aplicados em melhorias na mobilidade urbana

    QUIM DRUMOND/ASCOM

  • 8 TeleviSo Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012Co

    ra

    es F

    erid

    os

    (sBT

    2

    0h3

    0) Vitor informa a Olavo que Aline pode ficar paraplgica. Aline diz a Vitor que Amanda vai sofrer como nunca sofreu antes. Helosa desabafa com Glauco ao dizer que est impossvel conviver com a deciso de Amanda, pois ela no quer fazer o tratamento contra o cncer. Eduardo vai ao hospital e pergunta a Aline o que ela fez com Amanda.

    Aline diz a Eduardo que Amanda deve ter fugido com algum mais rico que ele. Edu-ardo vai ao hospital e pede para o mdico che-car se os exames de Amanda foram alterados. Eduardo recebe a notcia de que tentaram subornar um mdico no hospital. Ao ver os vdeos das cmeras de segurana do hospital, Eduardo v Aline e desconfia de que Aline te-nha alterado os exames de Amanda.

    At o fechamento desta edio, a emissora no havia disponibilizado o resumo deste captulo.

    At o fechamento desta edio, a emis-sora no havia disponibilizado o resumo do penltimo captulo.

    At o fechamento desta edio, a emis-sora no havia disponibilizado o resumo do ltimo captulo.

    No h exibio

    Segunda tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Chei

    as d

    e Ch

    arm

    e

    (glo

    bo

    19h

    15)

    Rosrio, Cida e Penha se produzem para gravar o clipe e Socorro tenta avisar Larcio. Sarmento insiste em conhecer Otto e pede ajuda a Mslova. Kleiton grava o clipe das domsticas. Chayene volta para casa e recebida por Rosrio. Elano consola Cida. Socorro ronda o quarto de Kleiton enquanto ele edita o clipe das domsticas. Sarmento diz a Cida que tem uma proposta para lhe fazer.

    Sarmento prope pagar um curso para Cida e ela pede um tempo para pensar. Rosrio e Incio reatam. Elano comenta com Kleiton que Penha, Rosrio e Cida podem ter problemas caso o clipe caia na internet e Socorro ouve. Cida conta para Conrado que Isadora armou para separ-los. Rosrio vai atrs de Incio na penso. Rodinei procura Cida na casa dos Sarmento.

    Rosrio cogita desistir do sonho de cantar. Elano se aproxima de Cida. Rodinei faz um grafite romntico para Cida no muro da casa da famlia Sarmento. Sidney recebe alta do hospital. Chayene concede uma entre-vista para melhorar sua imagem e tenta usar Rosrio para apoi-la, mas a domstica pede demisso. Rosrio avisa que vai depor a favor de Penha. Sarmento se depara com Otto.

    Otto percebe que Conrado mentiu para Sarmento e o repreende. Sarmento desmascara Conrado e lhe faz uma proposta. Humberto apresenta fotos de Penha com o agiota e a domstica fica boquiaberta. Ariela discute com Isadora e insinua que Conrado um mentiroso. Lygia depe. Sarmento elogia a atuao de Elano. Ariela descobre que Sar-mento e Conrado esto unidos. Penha ganha a causa.

    Sarmento culpa Humberto pela con-denao de sua cliente. Conrado e Cida se encontram no tribunal e Elano percebe um clima entre os dois. Sandro descobre que Penha ganhou a causa e cobia a indenizao da esposa. Socorro se candidata a empregada de Chayene. Sandro tenta conseguir trabalho. Otto se encontra com Sarmento. Elano joga o DVD com o clipe das empregadas no lixo e Socorro v.

    Sarmento tenta convencer Otto de que seu filho merece um voto de confiana e inventa um jantar de noivado para Conrado e Isadora. Socorro mostra o clipe de Rosrio para tom, Chayene e Larcio. Conrado de-monstra irritao com seu falso noivado. Lar-cio sugere que Chayene use o clipe no proces-so contra Penha e envia o link por e-mail para Sarmento. O clipe se espalha pela internet.

    Segunda tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    rebe

    lde

    (Rec

    ord

    20

    h30)

    Alice e Carla conversam sobre os seus sentimentos. Beatriz e Raul reencontram a famlia. Jonas briga com os dois adolescentes. Beatriz e Raul falam que querem estudar no Elite Way. Jonas nega a possibilidade. Bernar-do e Vitria ficam em clima de paquera. Jorge diz a Franco que ele no deve ir na prxima audincia. Cris diz a Vicente que gostaria de morar sozinha com ele. Pilar passa mal.

    Vicente pego de surpresa pela pro-posta de Cris. Franco e Jorge combinam os detalhes do plano para pegarem os chantage-adores. Pilar continua no se sentindo bem. Cris e Becky destratam Vicente. O professor fica preocupado com a reao da namorada. Miguel e Lucy combinam de atacar o bando de Binho. Vitria v Pilar passando mal e diz a todos que a filha do diretor est grvida.

    Pilar e Binho se desentendem. Ele acha que ela pode estar grvida. Miguel e Pilar conversam, ela diz que Binho no o autor das cartas. to e Joo armam plano para des-cobrirem os segredos do jogo dos zimmers. Pilar compra teste de gravidez mas no tem coragem de fazer. to e Joo descobrem a palavra chave do grupo dos vampiros. Miguel diz a Lucy que conseguir desmascarar Binho.

    Pilar se desespera ao pensar que pode estar grvida. Raul diz a Bia que aju-dar Jorge a reverter o processo de Beth. to tenta convencer Mrcia a espionar os irmos zimmers. Marcelo e Becky juntam Cris e Vicente em um jantar. Lucy diz a Mi-guel que no quer ficar em segundo plano. Jonas ouve Pilar e Leila conversando sobre a possibilidade de gravidez.

    Jonas se irrita ao saber que Leila e Pilar esto de segredo. Artur pega os resultados e descobre que est com duas hrnias. Pilar diz a Jonas e Leila que o exame deu negativo. Bi-nho volta ao colgio e encontra Miguel. Jonas se irrita com a situao e diz que vai castigar os alunos em dobro. Becky diz para Cris que quase beijou Marcelo. Jonas chama Binho para conversar.

    No h exibio

    Segunda tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    amor

    ete

    rno

    amor

    (glo

    bo

    18

    h15) Melissa sugere que Fernando se apro-

    xime de Regina. Rodrigo conversa com Junior. Jqui fica impressionada com o filho de Ver-bena. Marlene, teresa, Mauro e Gilda desco-brem que Las e Julinho estavam em um carro quando foram roubados. Rodrigo conta para Miriam o que aconteceu na casa de Klber e Clara o avisa de que Lexor esteve perto dele. Fernando procura Regina.

    Fernando manipula Regina para con-seguir informaes sobre a consulta mdica de Rodrigo. Marlene coloca Las de castigo. Valdirene conversa com Divina sobre o que aconteceu com Junior. Pedro entrevista te-resa e Antnio. Rodrigo ouve Fernando falar de Regina com Melissa. Jacira confirma para tobias que vai ao Rio de Janeiro. Gil e Laura fazem as pazes.

    Beatriz tranquiliza Rodrigo e grava a consulta. Miriam conta para Priscila sobre seu encontro com Fernando. Pedro vai ao aparta-mento de Gracinha e v a pintura que ela fez. Rodrigo afirma a Dimas e Fernando que mu-dar o departamento mdico da construtora. Melissa desiste de expulsar Divina de sua casa depois de saber que ela e o filho falaro com Rodrigo. Rodrigo beija Miriam.

    teresa flagra o beijo entre Miriam e Rodrigo. Melissa fala para Dimas que manter a empregada com o filho em casa. Rodrigo e Miriam conversam com Divina sobre o dom de Junior. Junior toca piano novamente e todos ficam deslum-brados. Valria dispensada por Josu. Fernando entrega as chaves da cobertura que ganhou de Verbena para Rodrigo.

    Rodrigo no aceita as chaves da co-bertura e discute com Fernando. Rodrigo pensa na conversa com Beatriz e sente dores de cabea. Gracinha humilhada por uma vendedora. Jacira decide ir com Valria para o Rio de Janeiro. Lexor aparece para Francisco. Rodrigo leva Gracinha loja onde foi ofendida e tira satisfaes com a vendedora. Fernando segue Miriam at a manso de Rodrigo.

    Melissa pede para Virglio ligar apenas quando tiver notcias de Elisa. Fernando v Rodrigo sair do carro de Miriam e fica furioso. Juliana, Beto e Bruno falam com Henrique. Miriam sugere que Pedro acrescente em sua reportagem uma foto de quando Rodrigo vivia em Minas Gerais. Melissa deixa Divina morar em seu apartamento no edifcio So Jorge. Fernando beija Regina.

    Segunda tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Ms

    cara

    s

    (Rec

    ord

    22

    :15h

    )

    Sbado

    Otvio ajuda Eliza a trocar a placa do carro. tnia agradece Luma por t-la deixado com Edu. Luma acusa tnia de ter sido fomi-nha. Eliza e Otvio passam a noite juntos. Eliza venda Otvio para lev-lo ao local da reunio. Otvio tenta arrancar de Eliza as instrues passadas a Martim. Otvio e Eliza recebem um kit contendo um capuz. Eliza e Otvio re-cebem microfones e fones de ouvido.

    Luciana garante a Caio que no falou nada sobre Manuela para Eneida. Fausto agri-de Otvio e o acusa de ser um espio. Eliza entrega o tablet para Novais. zez conversa com Calprnia sobre o livro que est tradu-zindo. Big Blond manda matar Fausto. Big Blond afirma que Otvio precisa assinar as instrues. Otvio pressiona Big Blond para saber se Maria e tavinho esto vivos.

    Uma bomba de gs lacrimogneo explode no salo. Eliza garante a Otvio que nunca havia participado de um ritual seme-lhante. Eliza questiona Otvio sobre as instru-es a serem assinadas por ele. Otvio diz a Eliza que Maria pode estar viva. Eliza e Otvio ouvem uma buzina e encontram Pulga ferido na direo do carro. Eliza e Otvio levam Pul-ga para o apartamento dela no Rio.

    Otvio faz um procedimento mdico em Pulga. Big Blond diz a Eliza que os tiros na reunio foram de milicianos cobrando dinhei-ro. Otvio escuta a conversa entre Big Blond e Eliza. Eliza garante a Big Blond que Otvio realmente Martim. Eliza se esquiva das inves-tidas de Big Blond. Manuela pergunta a Dcio por notcias de Otvio. Dcio assegura Ma-nuela de que Martim no a incomodar mais.

    Eliza se recusa a dizer a Big Blond o ende-reo do apartamento onde esto Otvio e Pulga. Big Blond ameaa matar Eliza. Ela ento cede aos desejos de Big Blond e comea a se despir. Dcio conta para Manuela que matou Martim para salvar Otvio. Dcio confessa a Manuela temer que Otvio no o tenha perdoado por ter se envolvido com Maria. Big Blond pressiona Otvio para colocar a senha do tablet.

    No h exibio

    Segunda tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Mal

    ha

    o (g

    lobo

    1

    7h50

    )

    Alexia afirma a Moiss que no namora ningum. Beto destrata Guido e Babi. Moi-ss e Cristal armam um plano para descobrir se Alexia e Gabriel esto namorando. Laura consola Jefferson. Gabriel estranha o entu-siasmo de Moiss ao falar da inaugurao do Centro Esportivo. Cristal finge espanto quan-do Babi pergunta por que ela est vendo um site de adoo.

    Beto explica para Nelson que no aprova o namoro dele com Natlia. Moiss convida Cristal para a inaugurao do Centro Esportivo. Moiss batiza o Centro Esportivo com o nome do filho de Gabriel. Guido e Babi se beijam durante o passeio. Nelson fala para Helena que Carmem precisa ir embora. Cristal finge combinar ao celular a adoo de seu filho e Natlia fica perplexa.

    Helena se recusa a mandar Carmem embora. Gabriel fala para Alexia que teve uma ideia para afastar Moiss e Cristal deles. Gabriel se desespera com a possibilidade de Cristal entregar seu filho para adoo. Jeffer-son e Dbora pensam um no outro. Alexia ten-ta mostrar a Gabriel que Cristal usa a gravidez para control-lo. Gabriel pede que Alexia v com ele suposta agncia de adoo.

    Beatriz pede para Gabriel desistir de ir agncia de adoo. Laura incen-tiva Isabela a ter esperanas com Filipe. Beto e Filipe desconfiam de Vitinho. Ga-briel ameaa procurar os pais de Cristal. Moiss garante a Cristal que Gabriel no se encontrar com os pais dela. Nelson pede Natlia em casamento. Moiss des-cobre que Gabriel vai a Petrpolis.

    Gabriel explica a Alexia seu plano para fazer com que Moiss no desconfie do namo-ro deles. Alexia conta para Babi que Gabriel vai procurar a me de Cristal. Maria fala mal de Kiko para timtim. Filipe sugere a Beto que eles armem um golpe contra Vitinho pela in-ternet. Cristal ofende Natlia e Babi a defende. Uma mulher se apresenta para Gabriel como me de Cristal.

    No h exibio

    Segunda

    Nilo vai atrs de Betnia e Valdo. toms se recusa a prometer a Cadinho que esconde-r a verdade sobre as duas famlias. Carminha diz a Max que intimidou Rita. Dbora diz que ajudar Jorginho a descobrir pistas sobre seus pais verdadeiros. Leandro e Iran se desenten-dem no treino. Jorginho confidencia a tufo a paixo por sua antiga namorada. Nilo desco-bre que Rita trabalha para Carminha.

    tufo convida Jorginho e Dbora para a festa de Ivana. Silas usa seu antigo carro de mensagens e pede Monalisa em casamento. Nomia conta a Vernica que Alexia teve um afair com o seu marido. Nilo chega festa de Ivana e Nina se desespera. Silas anuncia que se casar com Monalisa e tufo fica abalado. Vernica v Alexia entrar no carro de Cadinho. Nina encontra Nilo em seu quarto.

    Nina implora que Nilo no a entregue para Carminha. Lcio rouba o relgio que Ivana ganhou de Muricy. Nilo no consegue contar para Carminha o que sabe sobre Rita. Nina implora que Nilo se encontre com ela. Carminha marca um encontro com Nilo no mesmo horrio do convite feito por Nina. tu-fo flagra Carminha tirando dinheiro do cofre. Nina e Carminha esperam por Nilo.

    Carminha se enfurece com a demora de Nilo. Nina serve um belo jantar a Nilo e aceita pagar por seu silncio. Vernica planeja punir Cadinho. Olenka desiste de desmascarar Silas para Monalisa. Carmi-nha pede para Max falar com Nilo. Betnia ajuda Nina a encaixotar suas coisas. Carmi-nha pergunta para Jorginho se Rita falou alguma coisa sobre ela.

    Carminha inventa uma histria para ex-plicar a Jorginho como e quando conheceu Rita. Nina afirma para Betnia que levar sua vingan-a at o fim. Muricy e Ivana veem um homem entrar na casa de Leleco e correm para avis-lo. tufo e Nina conversam e Carminha os surpreen-de. Max confirma para Carminha que Rita pagou para Nilo ficar contra eles. Jorginho pergunta para Nina de onde ela conhece Carminha.

    Nina mente para Jorginho. tufo conversa com Nina sobre uma horta que pretende fazer e fica encantado com as explicaes. Nina manipula Carminha para que ela encontre Rita. Jorginho exige que Lucinda conte qual o segredo de Nina. A inaugurao da loja de Alexia um fiasco e a culpada Vernica. Jorginho descobre que Nilo vai morar na casa de Nina.

    aven

    ida

    Bras

    il(g

    lobo

    21

    h )

    Segunda tera Quarta Quinta Sexta Sbado

    Os resumos dos captulos de todas as novelas so de responsabilidade de cada emissora Os captulos que vo ao ar esto sujeitos a eventuais reedies.

    resumo de novelastera Quarta Quinta Sexta Sbado

  • 9enTreTeniMenTo Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011perFil Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    Rosanne Mulholland, a Professora Helena de Carrossel, prxima novela do SBT, com estreia prevista para 21 de maio, s 20h30

    Rosanne Mulholland fala das inspiraes e das doces lies de sua personagem no remake de Carrossel

    Por Geraldo BessatV Press

    A delicadeza, os traos finos

    e a cara de boazinha de Ro-sanne Mulholland foram impor-tantes na hora dela conseguir o papel de Helena, a meiga e com-preensvel professora de Car-rossel. A disputa para a per-sonagem estava acirrada. Fiz o teste com a maior naturalidade possvel e tomei um susto quan-do soube que fui aprovada, conta a atriz, sobre a persona-gem principal da prxima nove-la do SBt, com estreia prevista para o prximo dia 21 de maio.

    Verso brasileira da trama mexicana homnima, exibida com sucesso pela emissora em 1991 onde chegou a incomodar a audincia do Jornal Nacional e da novela O Dono do Mundo, da Globo , a novela mostra as aventuras de Helena e seus alu-nos em assuntos tpicos da poca do ensino fundamental.

    Aos 32 anos, Rosanne lembra com clareza da primeira vez que viu a trama. Por isso, sente cer-ta responsabilidade ao reviver uma personagem to conhecida de sua gerao. Eu adorava a histria e a sinopse atual respei-ta a original. Ento, a partir das minhas referncias daquela po-ca, foi fcil entrar no clima da no-vela, ressalta a atriz, que para a caracterizao de Helena, teve de cortar a franja e escurecer o tom das madeixas.

    Alm da parte visual e das lembranas de infncia, Rosan-ne baseou sua construo nos anos em que dedicou-se psico-logia, onde chegou a trabalhar com crianas. O universo in-fantil no nenhuma novidade para mim, assume. Inclusive, o contato com as crianas o que mais chama a ateno da atriz no novo trabalho.

    Gravando Carrossel desde outubro do ano passado, ela con-tracena diariamente com cerca de 20 atores-mirins, e entusiasma--se com o ambiente louco e ani-mado provocado pelos pequenos dentro do estdio. uma expe-rincia nica. A criana tem uma naturalidade e espontaneidade que os atores mais experientes esquecem. Fora a baguna que eles fazem, diverte-se.

    a nova professora helena

    rosanne Mulholland ainda cursava Psicologia quando conseguiu sem primeiro papel em um longa-metragem, a jovem guerrilheira Alice de Araguaya - Conspirao do Silncio, de 2004.

    No teste para Carrossel, Rosanne teve de fazer uma cena dramtica ao lado do pequeno Jean Paulo Santos, intrprete do Cirilo. Ele muito lindo e me deu sorte! Olhei para ele e a emoo veio na hora, de forma natural, lembra.

    Por conta do sobrenome complicado, a atriz j pensou em adotar como nome artstico rosanne Holland.

    Em seu prximo trabalho no Cinema, o longa Menos Que Nada, Rosanne interpreta a paleontloga Ren.

    instantneas

    PEDRO PAULO FIGUEIREDO/CARtA z NOtCIAS

    Natural de Braslia, aos 12 anos de idade, Rosanne j partici-pava de peas amadoras e comer-ciais de tev, o que evoluiu para uma aproximao com cineastas do Distrito Federal, como Jos Eduardo Belmonte diretor de longas como Se Nada Mais Der Certo e do recm-lanado Billi Pig , responsvel pela primeira experincia cinematogrfica da atriz: o curta Dez Dias Felizes, de 2002. O cinema me desper-tou para a interpretao. Por mui-to tempo estive focada em apenas em fazer filmes, admite.

    Por conta desta preferncia, Rosanne no nega que teve difi-

    culdades em adaptar sua atuao para o esquema televisivo. No entanto, ela garante que gravar Carrossel de segunda a sbado um timo exerccio. J grava-mos at o captulo 80. O ritmo bem puxado, mas estou gostando. Sem dvida, este meu trabalho de maior visibilidade na tev, valoriza a atriz, que j protagoni-zou a novela gua na Boca, exi-bida em 2008 pela Band, e par-ticipou, sem muito destaque, de produes globais como JK, de 2006, e Sete Pecados, de 2007.

    Atualmente, Rosanne garan-te que o novo personagem a di-recionou exclusivamente para a

    tev. Inclusive, para dar conta dos 260 captulos previstos para Carrossel, ela j teve de recusar convites para filmes e peas. o tipo de trabalho que fica difcil de conciliar com outros projetos. Pelo nmero de cenas que tenho de decorar e gravar e por viver entre a minha casa, no Rio, e os estdios do SBt, em So Paulo, explica a atriz, que para no sen-tir saudades do Cinema, antes de comear as gravaes da novela, garantiu sua participao em dois longas, entre eles, Menos Que Nada, do diretor gacho Carlos Gerbase, com estreia prevista para o segundo semestre.

    dose de realidade

    O prazer de Rosanne Mu-lholland pela carreira de atriz evidente. No entanto, ela desta-ca que foi como reprter do pro-grama A Liga, da Band, que viveu as experincias mais inu-sitadas e viscerais de sua traje-tria profissional. Estava em um momento onde queria sair da minha zona de conforto. Sa-bia que a emissora estava pro-curando por novos reprteres e me candidatei. Foi um apren-dizado, garante Rosanne, que participou da produo durante a temporada 2010/2011.

    Ao lado dos outros inte-grantes de A Liga na poca: thade, Rafinha Bastos e Dbora Vilalba, Rosanne mostrou sua poro reprter na abordagem investigativa de assuntos como saneamento bsico, trfico de drogas, morte, entre outros. Fiz coisas que nunca imaginei fazer, como assistir a uma necrpsia ou entrar em um esgoto. Era um trabalho forte demais e que du-rou o tempo necessrio. Chegou uma hora que comecei a sentir saudades de atuar, analisa.

  • 10 enTreTeniMenTo/horSCopo Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    O marido chega tarde do trabalho louco pra ter uma noite de amor com sua mulher que estava dormindo. Rapida-mente ele pega duas Aspirinas e coloca, com cuidado, na boca dela. Depois de alguns segundos, ela engasga com os comprimidos e acorda indignada.

    - O que voc colocou na minha boca, homem de Deus?

    - So duas Aspirinas - responde eleE ela, aos berros:- Mas eu no estou com dor de

    cabea!- Ah, era isso que eu queria escutar...

    horscopo

    z Tonho & Tonho z por dukeSexTa-Feira

    Cruzadas diretas

    ter uma semana positiva em que tudo vai acontecer sem muito esforo. No final da sema-na vai andar mais agitado e nervoso do que normal, mas sem motivo nenhum. Convm no dar passos muito grandes esta semana no que se trata de relacionamento. V com calma e pen-se bem antes de tomar decises.

    gmeos21/5 a 20/6

    Deve tomar mais iniciativas para que possa consolidar e obter apoios para alguns proje-tos. Mesmo que sinta dificuldades insista no que acredita e no cruze os braos perante a dificuldade. No setor sentimental, vai querer estar bem e cortar situaes que no trazem felicidade.

    Cncer21/6 a 217

    Deve estar mais atento aos sinais que a sua fam-lia possa estar dando e mostrar-se mais receptivo a pedidos feitos pelos seus amigos. Por vezes os outros tambm merecem um pouco mais da nossa ateno. tente ser o mais racional possvel para no desperdiar boas oportunidades afeti-vas que tendem a surgir.

    ries21/3 a 20/4

    Vai passar uma boa fase j que ter bons apoios e nada faltar. Deve tomar mais ini-ciativas, j que tem todas as hipteses de ser bem sucedido. tente contrariar a si prprio e sair mais. Os que esto sozinhos podem ini-ciar uma relao com algum que j conhece e tudo tende a correr bem.

    Touro21/4 a 20/5

    Ao longo desta semana ter de dar mais apoio e dedicar-se mais famlia que por vezes sente muito a sua falta. No valorize demais os comentrios de terceiras pessoas, decida tudo por si. Para os que esto sozinhos, existem fortes possibilidades de re-tomarem uma ligao amorosa do passado.

    leo22/7 a 22/8

    Estar apreensivo devido a alguns atrasos que vo ocorrer, mas pode contar com uma sema-na positiva, pois tudo vai acontecer da forma como tem planejado. No setor sentimental ter o apoio que necessita da parte do seu parceiro, tente retribuir, pois ele merece.

    virgem23/8 a 23/9

    ter uma semana de fortes energias que devem ser bem aproveitadas. Contudo estar muito impacien-te, mas deve manter isso s para si, no descarregue em quem gosta de voc. tente ser sincero com o seu parceiro em relao aos seus sentimentos, caso con-trrio ser penalizado mais tarde.

    libra23/9 a 23/10

    Estar muito mais racional e decidido, podendo arrumar de vez algumas pendncias. No pense de-masiado, pois apenas vai cansar a si prprio. Defen-da os seus interesses, tomando iniciativas para viver melhor. Se estiver sozinho no se envolva sem ter a certeza dos sentimentos da outra pessoa.

    escorpio23/10 a 21/11

    Inicia a semana fazendo opes, mesmo em si-tuaes simples. As pessoas tendero a deixar tudo na sua mo e ter o poder de deciso em qualquer assunto, o que de certa forma at ser melhor para voc. No relacionamento, ter difi-culdades em se desligar do passado, mas quan-do o fizer sentir alvio.

    Sagitrio22/11 a 21/12

    ter uma semana estvel e tranquila, em que tudo tende a acontecer de acordo com o previs-to. tire algum tempo para estar na companhia da sua famlia e recuperar energias. Conhecer uma pessoa que trar novas perspectivas de vida. Entregue-se e ir encarar o seu futuro sen-timental de outra forma.

    Capricrnio22/12 a 20/1

    Andar preocupado e nervoso com algumas situa-es que se resolvero naturalmente, deve relaxar e confiar que vai acontecer o melhor para si. Vai sentir que os sentimentos amorosos j no so os mes-mos e ter mesmo necessidade de alterar algumas posturas na vida a dois.

    aqurio21/1 a 19/2

    Deve controlar a vontade de querer fazer tudo ao mesmo tempo, aguarde e resolva alguns as-suntos com mais calma para que tudo fique bem feito. Vo surgir novas pessoas na sua vida e, se est sozinho, existe a possibilidade iniciar um novo relacionamento.

    peixes20/2 a 20/3

    Fonte: www.portalangels.com

    PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

    Soluo

    www.coquetel.com.br Revistas COQUETEL 2012

    BANCO 44

    MOEL

    CAMBISTA

    CONSENTIDA

    NOAROOM

    VATUASO

    VISCONDER

    VIATOSCA

    IMIAPIE

    COMPADREF

    SOAA

    C

    A

    TAR

    FORROALA

    CASITCOM

    AIDS

    P

    E

    RU

    B

    O

    AIOBALCE

    LABORIOS

    A

    S

    Instalar-se proviso-riamente

    Participacomo ator(em umfilme)

    Exibiode cinema

    Sudoeste(abrev.)

    (?) de Sa-bugosa,criao

    de Lobato

    Diz-se dapessoa in-culta e semeducao

    (?) Veneto,famosarua deRoma

    Obedecer;respeitar

    Pas do presiden-te OllantaHumala

    CarlosSaldanha,diretor deCinema

    DST queassola africa

    Que domuito

    trabalho(fem.)

    Flancos(?) Sam,smbolodos EUA

    Duasfrutas usa-das para

    fazergeleias

    Base dacama

    rgo de Sadeda ONU Status a-

    tual de Joo Paulo II

    (?) Menezes, tcnicoda Seleo (fut.)

    Volt(smbolo)

    Pea paraflutuaoO maiorcervdeo

    Gnero deDomin-guinhos

    Aqui

    Amigo(pop.)Faz-seouvir

    Sala, emingls

    Recobertade leo

    Flor(smbolo)Respostatelefnica

    Peroba-amarela(bras.) Delata

    Posio em que joga-va Oscar(basq.)

    Comdiade situa-

    es (ingl.)Debaixo de

    Mamma(?), frasedo italianoResidncia

    Torta, emingls

    Gravadorados EUA

    Permitida;tolerada

    Partemais dura da madeira

    Averso de quemsofre de misantropia

    Negociaingressoscom gio

    A L A

    3/mia pie soa. 4/room. 6/sitcom. 10/laboriosas.

  • 11enTreTeniMenTo Domingo em Casa 7 a 13 De agosTo De 2011agiTo CUlTUral Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    PIrAtAS PIrADOSClassificao Livre O pirata Capito um aventuresco, embora nem sempre bem-sucedido, terror dos Sete Mares. Seu sonho: derrotar Black Bellamy e Cutlass Liz e levar o trofu de Pirata do Ano. Para conseguir, Capito vai com sua tripulao da extica Ilha de Sangue s ruas da Londres vitoriana, batalhando contra a Rainha Vitria e com a preciosa ajuda do jovem Charles Darwin.Cineplex 2 14h40 16h40 18h40 18h40 (LEG)

    OS VINGADOreSClassificao 14 anos - Loki retorna terra enviado pelos chitauri, uma raa aliengena que pretende dominar os humanos. Com a promessa de que ser o soberano do planeta, ele rouba o cubo mgico dentro de instalaes da S.H.I.E.L.D. e, com isso, adquire grandes poderes. Loki os usa para controlar o dr. Erik Selvig e o Gavio Arqueiro, que passam a trabalhar para ele. No intuito de cont-los, Nick Fury convoca um grupo de pessoas com grandes habilidades, mas que jamais haviam trabalhado juntas: o Homem de Ferro, Capito Amrica, thor, Hulk e a Viva Negra. Cineplex 3D 13h30 16h 18h30 - 21h (DUB) Cineplex 1 13h20 16h10 18h40 -21h10 (LEG)

    AMerICANPIe O reeNCONtrOClassificao 14 anosCineplex 2 20h50 (LEG)

    BAtleSHIP BAtAlHA DOS MAreSClassificao 14 anos Cineplex 4 13h30 16h10 18h40 -21h10 (LEG)

    Cinema

    PreosCineplex Shopping Sete lagoasRua Otvio Campelo Ribeiro, 2801,EldoradoPreos: Segunda a quinta R$ 8(inteira) R$ 4 (meia)tera maluca - R$ 5 (inteira) R$ 2,50 (meia)Sexta a Domingo/Feriado R$12 (inteira)R$ 6 (meia)Ingresso 3D Segunda a Quinta R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)Sexta a Doming/Feriado R$16 (inteira)R$ 8 (meia)

    Roupa nova se apresenta dia 18 na estao Brasil

    Nos prximos dias 17, 18 e 19 de maio, a partir das 20h, a Casa de Cultura de Sete Lagoas vai ser o palco da pea A Relquia. Com direo de Jlio Gomes, a comdia conta a histria da penso do Sr. Olegrio que tem de tudo um pouco, desde gnomos, Xica da Silva e empresrio danarina de flamenco. A penso guarda ainda uma relquia e, ao longo da histria, os segredos dos moradores so revelados. A classificao da pea de 10 anos, os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente por R$5. Na hora da apresentao ser cobrado R$7.Mais informaes:(31)9392-0832

    As comemoraes do Dia das Mes comeam mais cedo no Shopping Sete Lagoas. No sbado (12) mes e filhos podero curtir a banda MPB Samba no Ptio das guas, a partir das 17h. Alm da msica, os presentes vo assistir a um show de dana de gafieira. Ainda no ms de maio, o Ptio das guas recebe, no dia 26, tambm s 17h a banda mestre Sava. O Ptio das guas fica na rua Otvio Campelo Ribeiro, 281, Eldorado. Mais informaes: (31) 2106-3800.

    Os fieis fs dos Beatles podero curtir o show da banda Anthology, no sbado (12), no Opinio Pub, a partir das 23h. O grupo, considerado um dos melhores covers da banda inglesa em Minas, vai fazer um passeio por diversas fases dos Beatles. O Opinio Pub fica na Av. Antnio Olinto, 1.144, Centro. Mais informaes: (31)9725-0502

    hora de teatro

    Sbado das mes

    para os beatlemanacos

    DIVULGAO

    DIVULGAO

    NAIARA NAPOLI/DIVULGAO

    orquestra e msica brasileiraAqueles que acham que orquestra s toca msicas clssicas e desconhecidas no podem perder, no prximo dia 20 de maio, a apresentao Orquestra de Cmara Opus, com a participao de Derico Sciotti, saxofonista e flautista do Programa do J. A apresentao vai acontecer no teatro de arena do Casaro Nh Quim Drummond, a partir de 20h, com entrada gratuita. A orquestra traz em seu repertrio peas populares como Beatles, standards de jazz, chorinho, temas de filmes e MPB. O grupo j se apresentou em 50 cidades brasileiras com o projeto Orquestrando Brasil, o objetivo mostrar aos brasileiros a riqueza de nossa cultura e reduzir a distncia que h entre o pblico e eventos culturais como concertos. Os sete-lagoanos Richard e Fernanda Mattos integram a Orquestra. A apresentao uma realizao da prefeitura da cidade por meio da Secretaria de Cultura e Comunicao Social. O Casaro Nh Quim Drummond fica na Praa tiradentes, 257, Centro.

    roupa nova comemora 30 anos de estradaPara comemorar os 30 anos de carreira, a banda Roupa Nova est fazendo uma turn pelo Brasil relembrando seus maiores sucessos. Sete Lagoas foi uma das cidades escolhidas e vai receber, no prximo dia 18 de maio, na Estao Brasil, a partir das 23h o show da banda trintenria. Durante essas trs dcadas, os seis msicos que compem a banda venderam quase 10 milhes de cpias dos 22 lbuns. Algumas de suas canes integraram a trilha sonora de novelas como Roque Santeiro, Rainha da Sucata, Felicidade e Um Sonho a Mais. Com o ltimo CD/DVD intitulado Roupa Nova em Londres, o grupo ganhou o Grammy latino na categoria Melhor lbum Pop Contemporneo Brasileiro de 2009. Os interessados em comemorar com o grupo podem adquirir o ingresso na produtora de eventos Limo Gravata que fica na rua Plcido de Castro, 155, Centro. Mas, melhor se apressar, os preos aumentam com a mudana dos lotes. Mais informaes:(31)3773-3795

    Rua Plcido de Castro, 69 B, Centro. Sete Lagoas/MG.

    Info.: setelagoas@cartoriomais.com

    Certides em todo o Brasil.

    Documentos para crdito imobilirio

    Certido de Nascimento, casamento e bito em todo o Brasil

    Pesquisa Patrimonial

    Protesto de ttulos em todo Brasil

    Traduo Juramentada com f pblica

    GED (gerenciamento eletrnico de documentos)

    Documentos para concurso pblico.

    Tel.: (31) 3776.4466

    Parabns e Feliz Dia das Mes!!

    Me! Presente de Deus

    para minha vida!

    a homenagem do Cartrio Mais a todas as Mames de Sete Lagoas e regio.

  • 12 eSporTeS Domingo em Casa 13 a 19 De maio De 2012

    Neste domingo, sai o grito de campeo mineiro. Atl-tico e Amrica decidem o ttulo, as quatro horas, no In-dependncia. Por ter feito melhor campanha na primei-ra fase, o Galo tem a vantagem do empate e pode ser campeo estadual invicto. Ao Coelho s resta a vitria. Mesmo com o ltimo duelo sendo marcado pela polmica do gol americano nos acrscimos, o clssico foi emocio-nante com lances dignos de uma deciso. Pelo futebol apresentado em campo, o empate foi o resultado mais justo. Na minha opinio tudo ser definido nos detalhes, vai ficar com o ttulo a equipe que errar menos e estiver mais concentrada no jogo. O Atltico tem jogadores de qualidade e experientes acostumados a conquistar ttu-los, mas, o Amrica est com um grupo motivado e foca-do em levantar a taa, no ano do centenrio. Seria um presentao para a torcida americana que j est rindo toa com a reabertura do Independncia. De qualquer forma, as duas equipes j esto com vagas asseguradas na Copa do Brasil de 2013.

    FIASCO NA COPA DO BrASIlLamentavelmente no temos nenhum clube mineiro

    entre os oito classificados para as quartas de final na Copa do Brasil. Ipatinga e Amrica foram eliminados ain-da na segunda fase, enquanto Atltico e Cruzeiro saram nas oitavas de final, fato que no acontecia desde 1991. O fracasso dos mineiros na Copa do Brasil, deixa ligado o sinal de alerta. Ora, os celestes e alvinegros foram eli-minados por duas equipes da srie B, no caso, Gois e Atltico Paranaense. Alguma coisa precisa ser feita. Se no for, no Campeonato Brasileiro, as duas equipes da capital vo brigar para no cair.

    O Que FAZer?Nem sempre a soluo a troca de treinadores, mas

    sim a contratao de reforos de qualidade com condi-es de serem titulares. Os clubes mineiros precisam parar de funcionar como clinicas de reabilitao e cen-tros de caridade, chega de contratar jogadores de nome, porm, lesionados e encostados. No se joga com o nome e o pior, alguns depois de recuperados vo embora e aca-bam se destacando em outros clubes. Isso aconteceu re-centemente com Diego Souza, Daniel Carvalho, Brando e outros. O investimento nas categorias de base ainda o melhor resultado. Puxando pela memria, quais foram os jogadores a nivel de Seleo revelados por Cruzeiro e Atltico? talvez, apenas o meia Bernard e o volante Fili-pe Souto no Galo. Parece que por enquanto o Amrica o nico que est no caminho certo, pelo menos busca aliar qualidade e experincia com juventude.

    DeCACAMPeOAmrica e ABC de Natal so os nicos clubes brasilei-

    ros com dez conquistas estaduais seguidas. Agora, um jogador paraibano, hoje poder entrar para a histria do futebol mundial. Ele joga no Santos e tambm poder ser decacampeo estadual, porm, em clubes diferentes. trata-se do zagueiro Durval. tudo comeou em 2003 com o Botafogo da Paraba, depois no Brasiliense, Atltico Paranaense e quatro vezes seguidas no Sport Recife. Em 2010 e 2011, no Santos, e quem sabe, neste domingo, se for campeo paulista.

    Campeo mineiro

    Enio LimaNarrador esportivo

    Tabela do Mineiro JniorA FMF (Federao Mi-

    neira de Futebol) divulgou a tabela da Seletiva do Campeonato Mineiro da ca-tegoria jnior. A equipe do Democrata de Sete Lagoas, o Jacarezinho, estreia na competio neste sbado, dia 12, s 15h. A primeira partida dos jovens atletas acontecer em Pedro Leo-

    poldo. De acordo com o re-gulamento da disputa, as partidas sero feitas em turno e returno, sendo que as equipes esto divididas em trs chaves. As quatro melhores equipes de cada chave prosseguiro na dis-puta na fase final.

    A chave do Jacarezinho a C, tendo como adversrios

    as equipes Pedro Leopol-do, Valrio (Itabira), Me-taluzina (Baro de Cocais), Guar (Sabar), Progresso (Cachoeira do Campo) e Ma-nhuau. A prxima partida do Jacarezinho acontecer no sbado, dia 19, s 10h na Arena do Jacar. Os ga-rotos do Democrata enfren-taro o Guar.

    handball feminino campeo Durante a participao

    dos atletas de Sete Lagoas na etapa microrregional dos Jogos de Minas (antigo Jimi), acontecida em Itana, se destacou a equipe de han-dball feminino. As garotas conseguiram se sagrar cam-pes na categoria. Alm dis-so, tivemos representantes nas disputas de basquete,

    futsal e vlei, garantindo o 2 lugar no masculino nestas categorias, e a 3 posio no feminino. O handball mas-culino tambm no ficou de fora, e garantiu o 3 lugar na competio.

    Agora, os atletas con-tinuam os treinamentos e aguardam calendrio das prximas competies. A

    etapa estadual dos Jogos de Minas, que ainda no teve a cidade definida, acontecer em meados do segundo se-mestre. Nesta etapa, esto presentes vrias outras mo-dalidades esportivas, como atletismo, atletismo para pessoas com deficincia, basquete para cadeirantes, entre outras.

    Bem disputado desde o incio

    Com os resultados da pri-meira rodada da 1 taa Jos Belarmino, j d para imaginar o quanto a dispura ser acirra-da. Entre as oito primeiras par-tidas, o resultado permaneceu igual em cinco jogos, enquan-to somente trs tiveram uma equipe vitoriosa, ainda assim, em jogos disputadssimos. Na ltima segunda-feira, dia 7, o nico vencedor das partidas foi o Grmio Al Kaeda, que venceu o Cricima em um duelo muito acirrado por 4 a 3. No mesmo dia, os embates terminaram em 1 a 1 nas partidas entre Bosque e Unio Brejinho e Parma con-tra Industrial.

    J na segunda noite de par-tidas, acontecida na quinta--feira, dia 10, mais torcidas tiveram a oportunidade de co-memorar a vitria. O Unio Ber-nardo bateu a equipe do Novo Horizonte em outro jogo difcil, com um resultado final de 4 a 3. O Serrinha empatou em 2 a 2 com a equipe do AFP, sendo que o Montreal tambm acabou ficando no empate na disputa com o Fluminense em 1 a 1. O ltimo vencedor da rodada foi o Unio Friburguense, que le-vou a melhor contra o time da Carroceria Celeste, em um jogo de muitos gols, que terminou em 4 a 2.

    REVIStA PRAtIQUE/DIVULGAO

    Con ra os jogos da 2 rodada

    SeGuNDA-FeIrA (14/05) local: Campo do CAP 19h15: Palestra x Parma 21h20: Industrial x Renascer local: Campo do Curitiba 19h15: Montreal x Unio Friburguense 21h20: Carroceria Celeste x Fluminense

    QuINtA-FeIrA (17/05) local: Campo da Portuguesa 19h15: Novo Horizonte x Serrinha 21h20: Unio Bernardo x AFP local: Campo do Eucaliptal 19h15: Grmio Alkaeda x Bosque 21h20: Unio Brejinho x Cricima

    A equipe do Grmio Al Kaeda foi uma das trs equipes que conseguiram levar a vitria na primeira rodada