jornal domingo em casa 42ª edição

Download Jornal Domingo em Casa 42ª edição

Post on 22-Mar-2016

238 views

Category:

Documents

20 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Domingo em Casa 42 edio

TRANSCRIPT

  • "eU amo eSSa terra" heLP da PSiCanLiSeParque da Cascata: uma natureza parte em Sete Lagoas pg. 7

    Karen Junqueira estuda a psiqu para viver Luma, em "Mscaras" pg. 9

    DistRiBUio GRAtUitA tiRAGeM AUDitADA: 8.000 eXeMpLARes

    COM

    POSI

    O

    Gr

    FICA

    DE

    rAFA

    EL M

    ELG

    AO

    domingo em CaSa

    Ano 1 | eDio 42 | sete LAGoAs 5 A 12 De MAio De 2012

    214 miL em aoiBGe divulga censo demogr co que mostra crescimento de 15,8% da populao em dez anos; con ra o "raio X" da cidade. Pgs. 4 e 5

  • 2 oPinio Domingo em Casa 5 a 12 De maio De 2012

    duke

    Muito mais que nmerosSete Lagoas cresceu nos l-

    timos dez anos. Isso fato, que pode ser comprovado pelos indi-cadores econmicos e sociais do Censo 2010, divulgados na ltima semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE). A cidade acompanha o ritmo de desenvolvimento registrado no Brasil. H muito o que se come-morar, como o elevado nmero (mais de 90%) dos moradores que so alfabetizados e tm aces-so gua apropriada ao consumo e a telefone. Cerca de 53% da po-pulao economicamente ativa trabalha com carteira assinada e aqueles que esto na informali-dade representam menos de 20% dos trabalhadores. Nascem mais pessoas do que morrem e isso apenas uma das explicaes para o crescimento da populao que saltou de 184 mil em 2000 para 214 mil em 2010.

    No entanto, tambm h indi-cadores preocupantes, como o baixo acesso internet nos lares (apenas 28% dos domiclios tm computador conectado web). As mulheres trabalham tanto quanto os homens, mas ainda recebem menos. Tambm h o problema de saneamento na rea rural (a maior parte das casas tm saneamento inadequado ou semi-adequado). Nesses locais, a concentrao de analfabetos maior.

    H ainda a questo da densi-dade demogrfica. Sete Lagoas tem nada mais e nada menos que

    398 habitantes por quilmetro quadrado na rea urbana. Os re-flexos disso ns vemos no dia a dia, com os problemas do trnsi-to, dos hospitais lotados. Enfim, uma cidade que num passado no muito distante era rural, pas-sa a ser quase que completamen-te urbana e, consequentemente, apresenta os principais proble-mas de uma grande cidade.

    Os dados divulgados pelo IBGE so fundamentais no ape-nas para medir o desenvolvimen-to socioeconmico do municpio, mas tambm so teis para nor-tear os passos da administrao pblica em todas as suas esferas.

    Tambm penso ser impor-tante que a populao saiba, em nmeros, o que se passa ao seu redor e saiba interpretar esses algarismos que, aparentemen-te, esto ali, soltos. Foi por isso que decidimos abordar em nossa matria de capa o maior nme-ro possvel indicadores sobre o nosso municpio, de forma bem explicada. Tivemos a ajuda de demgrafos do IBGE para chegar aos grficos, j que nem todos estavam disponveis na forma como foram apresentados.

    Nosso objetivo contribuir com informaes reais e de credi-bilidade para a formao de um esprito crtico no povo, caracte-rstica que ser de fundamental importncia para o futuro da ci-dade, principalmente na hora de escolher os governantes.

    Jos Vtor Camilojosecamilo@domingoemcasa.com.br

    Publicao da AC&S Mdia Ltda

    CnpJ - 05.373.616/0001-21rua Luiz do Carmo, 39

    Bairro Jardim Arizona - Sete Lagoas-MG - CEP 35700-374 - (31) 3775-0629Diretor geral - Jos Vtor Camiloeditora e Jornalista Responsvel - Sandra Carvalho - MG - 14.854Diretor comercial - rafael MelgaoCoordenador de marketing Jos Luiz de Almeida CostaDiagramao - Antonio Dias e Wanderson Fernando DiasDistribuio - AC&S MdiatiRAGeM AUDitADA - 8.000 eXeMpLAResimpresso - O Tempo Servios Grficos (Contagem-MG)Representante comercial sp, Rio e Braslia - Screanmedia (11) 3451-0012 e (11) 9141-2938

    Fale conosco: redacao@domingoemcasa.com.br e comercial@domingoemcasa.com.br

    os ARtiGos AssinADos no eXpRessAM neCessARiAMenteA opinio Deste JoRnAL.

    domingo em CaSa

    do LeitorpARABns!

    Parabns pela campanha Eu amo esta terra, pela sensibilizao da comunidade quanto aos valores de Sete Lagoas e a importncia de educao e valorizao pelo povo da terra, pelos visitantes que aqui chegam. Precisamos muito mostrar a beleza e a potencialidade da nossa cidade e regio, bem como a necessidade de valorizar, preservar e investir em nossos recursos e bens.

    Maria Lcia Frana DinizJardim Arizona

    nis!

    Tambm acho que Sete Lagoas precisa ser valorizada pelo prprio povo. No adianta fazer bonito para quem est de fora. preciso que o povo ame a terra e sinta orgulho dela. Parabns ao jornal DOMINGO EM CASA por essa iniciativa. Vou acompanhar ansiosamente as prximas matrias. Temos muita coisa para falar. Abraos a toda a equipe.

    Jos de VasconcelosCentro

    eLeies

    O quadro eleitoral da cidade ainda est longe de ser definido. Acho que muita gua vai rolar ainda. No senti firmeza nas palavras do prefeito ao dizer que estava desistindo da candidatura. O fato que, seja quem for o candidato da situao, ele tem que estar atento s necessidades do povo.

    ambrzio Clementino SoaresCana

    fonte : clima www.climatempo.com.br

  • 3Cidade e regio Domingo em Casa 5 a 12 De maio De 2012

    Vacinao em Sete Lagoas vai at o dia 25 de maio; meta imunizar pelo menos 30 mil pessoas no municpio

    Se voc tem mais de 60 anos, ou est grvida, ou tem filhos de 6 meses a 2 anos de idade, procure imediatamente uma unidade de sade para se vacinar contra o vrus da Influenza, a tradicional gripe. A campanha de imunizao teve incio nesse sbado (dia 5) em Sete Lagoas e vai at o dia 25 de maio. O objetivo da Secretaria Municipal de Sa-de proteger ao menos 30 mil pessoas no municpio contra a doena.

    A Gripe (Influenza) uma doena infecciosa aguda de natureza altamente contagio-sa, que acomete o trato res-piratrio e cuja ocorrncia se observa em maior intensidade no final do outono e durante

    o inverno. Estima-se que 600 milhes de pessoas no mundo apresentam episdios de gri-pe, por ano.

    A grande maioria das pes-soas est to acostumada com uma gripezinha, que quase no acredita que at hoje essa doena ainda mata. De acordo com informaes do Minist-rio da Sade, em 2006, mor-reram no Brasil cerca de 70 mil pessoas devido a compli-caes da gripe tradicional

    Uma das armas para se prevenir a doena a vacina, que est disponvel em em to-das as Unidades de Sade da cidade para grvidas, idosos maiores de 60 anos e crianas de at 2 anos. A campanha deste ano tem como slogan

    No deixe a gripe derrubar voc. Vacine-se!. A novida-de a vacinao da popula-o prisional, que receber a vacina aps o dia 25 de maio, quando termina a campanha.

    A iniciativa, que faz parte do calendrio do Programa Nacional de Imunizao do Ministrio da Sade, reali-zada anualmente, sempre no outono, para que os vacinados estejam protegidos no inver-no, perodo de maior circula-o do vrus. A vacina imuni-zar contra trs tipos do vrus da gripe, incluindo o H1N1 (causador da gripe suna).

    Ateno, pAis!O coordenador de imuni-

    zao da Secretaria Municipal

    de Sade, Guilherme Mene-zes, explica

    que as crianas que vo tomar a vacina pela primei-ra vez merecem ateno dos pais. Elas devem receber duas doses com 30 dias de interva-lo. As que j receberam duas doses em 2011 devem tomar apenas uma este ano.

    A vacina contra a gripe anual, ou seja, quem vacinou nos anos anteriores tambm deve ser vacinado esse ano novamente, explica. Gui-lherme lembra que a vacina no recomendvel para quem tem reao alrgica a ovo de galinha e ao antibi-tico neomicina ou para quem teve reaes adversas a do-ses anteriores.

    Contra a gripePodem se vacinar grvidas, idosos com idades acima de 60 anos e crianas com idades de 6 meses a 2 anos

    EUzA FIzA/ABr

    tomou posseServidor efetivo da Sade, Andr rog-rio Lupiano de Abreu assumiu o cargo de presidente da Fundao Municipal de Sade na ltima quinta-feira. Acei-tei o desafio. um cargo honorfico, sem remunerao, mas com muitas responsabilidades. Estou de braos abertos e vou vestir a camisa, como sempre fiz, afinal, tambm sou servidor efetivo da Sade, disse Abreu na data da posse.

    Rua emlio VasconcelosO prefeito Mrio Mrcio Maroca solici-tou Secretaria de Obras estudo de via-bilidade, junto Cemig, quanto a obras de subterranizao de cabos e fiao do sistema eltrico da rua Dr. Emlio de Vasconcelos Costa. Nos prximos dias, os lojistas sero convocados para uma reunio, a fim de que este projeto possa ser melhor detalhado. Tais inter-venes - a exemplo das relacionadas ao recolhimento de lixo e alteraes no trnsito - integram, como piloto, o Pro-jeto Corredores Comerciais.

    pista de skate recuperada J est em funcionamento a bomba de suco de gua da chuva que vinha se acumulando na pista vertical de skate da orla da Lagoa da Boa Vista. A bom-ba, cedida por dois empresrios da ci-dade, Thiago Menezes e Fbio Ferreira - tambm praticantes do esporte - dre-na e filtra a gua antes de despej-la na lagoa, deixando a pista sempre seca e apropriada prtica do esporte.

    troca de hidrmetrosDesde 2005, o Saae vem realizando um constante servio de substituio de hidrmetros. As causas mais co-muns para a troca dos aparelhos so tempo de funcionamento ou defeitos. A troca est sendo realizada com a visita ao imvel de um ou dois servido-res uniformizados, usando crach da autarquia e conduzindo motos devida-mente identificadas com a logomarca do Saae. Alm disso, para a segurana do consumidor, emitida uma ordem de servio em duas vias. Mais informa-es nos telefones 195 ou 2106-0505.

    Corte e poda de rvoresrvores que encostam na rede eltri-ca, que estouram passeios pblicos, que esto doentes e correm o risco de cair em cima de uma casa ou no meio da rua, ou que atrapalham a instalao de um padro podem ser cortadas. Porm, somente a Secre-taria Municipal do Meio Ambiente ou a Cemig esto autorizados ao servio. A solicitao pode ser feita na Secretaria