atps economia

Download Atps economia

Post on 01-Jul-2015

380 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Atps economia

TRANSCRIPT

  • 1. 1 UNIVERSIDADE ANHANGUERA DE TAUBAT UNIDADE I CURSO DEADMINISTRAO DISCIPLINA: ECONOMIA Equipe de Pesquisa e Desenvolvimento: Gisele Cristine Ribeiro de Almeida RA 7965693444 Iara Gouvea Galvo Silva RA 6377229259 Jssica Letcia do Prado Jacinto RA 7194539948 Josu Passos dos Santos RA 7965693409 Simone Fabiana de Oliveira Gouvea RA 6751335829 Tutor(a) Presencial: Fernanda Tutor(a) a Distncia: Vanessa Pereira Mendona Freire Professor : Maria Renata G. Dalpiaz Taubat, 07 de outubro de2013

2. 2 Sumrio Sumrio....................................................................................................................................................2 1 - Introduo...........................................................................................................................................3 2 Ramo de negcio: Clinica de esttica.................................................................................................4 3 Investimentos iniciais.........................................................................................................................6 3.1 Custos iniciais .................................................................................................................................6 3.2 Custos de mo de obra ....................................................................................................................6 3.3 Custos de aquisio de mercadoria .................................................................................................6 3.4 Custo mensal do servio prestado ...................................................................................................7 3.5 Capital de giro.................................................................................................................................7 3.6 Preo do servio ..............................................................................................................................7 3.7 Resultados operacionais ..................................................................................................................7 4 Analise regional .................................................................................................................................9 5 Analise do cenrio econmico futuro...............................................................................................10 5.1 - Evoluo ........................................................................................................................................10 5.2 Crescimento do setor x crescimento da economia.........................................................................11 5.3 Comparativo de ndice de preos ..................................................................................................12 5.4 Comercio exterior..........................................................................................................................13 5.5 - Exportaes....................................................................................................................................15 5.6 - Importaes....................................................................................................................................16 5.7 Perfil empresarial ..........................................................................................................................17 5.8 Mercado brasileiro ........................................................................................................................18 5.9 - Emprego.........................................................................................................................................19 6 Consideraes finais.........................................................................................................................20 7 Referencias bibliogrficas ................................................................................................................21 3. 3 1 - Introduo Este relatrio tem o objetivo de mostrar a influencia da economia no ramo da esttica e beleza. Sero citados custos e oportunidades e como aplicado esse conceito no mercado e porque ele e fundamental hoje, mostrando a curva de possibilidade de produo, mostrando o produto elstico e inelstico. A microeconmica como ela se reflete para as empresas formando lucros, concorrncia perfeita e monopolista para tomar decises empresariais, se adaptando ao mercado e a macroeconomia, quais sos os efeitos das polticas governamentais dando nfase na poltica fiscal, poltica monetria ,poltica cambial e poltica de rendas abrangendo toda uma estrutura que o mercado tem hoje e entendendo as industrias hoje. O empresrio conduzido a concentrar-se na anlise do ambiente do negcio, atravs do plano de negcios, onde so declarados os objetivos, as estratgias, as competncias, a estrutura, a organizao, os investimentos e recursos necessrios, bem como o estudo da viabilidade de do negcio. A complexidade do contexto empresarial demanda que empreendedores, empresrios e executivos, ao iniciarem um negcio ou projeto, tenham objetivos claros, estratgias definidas, competncias, estruturas compatveis e recursos. 4. 4 2 Ramo de negocio: Clinica de esttica Clnica de esttica uma empresa prestadora de servios de tratamentos rpidos ou teraputicos, externos, que objetivam a reabilitao ou melhora esttica e de sade dos pacientes, atravs de cosmticos e equipamentos diversos. Os pacientes passam por avaliaes realizadas por profissionais habilitados, esteticistas. Os centros de esttica multiplicam-se a cada dia. Conhecer e caracterizar quem so seus futuros clientes, o que eles compram e por que eles compram, como so feitas as compras, quando eles compram e as tendncias de compra deles so essenciais ao sucesso do negcio. A maioria das empresas bem sucedidas est constantemente em mudanas, oferecendo oportunidades e apresentando inovaes. Conhecer e analisar os consumidores, concorrentes, fornecedores, e o ambiente macroeconmico, muito importante para revisar e se adaptar aos novos desafios e oportunidades do mercado. Uma viso de fora para dentro em seu futuro negcio e uma analise do prprio mercado em que voc vai entrar, um instrumento estratgico para alcanar os objetivos A empresa precisa identificar os segmentos de mercado especficos que voc deseja conquistar. Analisar o potencial do mercado e onde ser iniciado seu negcio muito importante, nessa analise pode-se verificar a renda, idade, classe social dos futuros consumidores. Com o crescimento econmico do Brasil, o aumento do poder aquisitivo da populao, a maior participao da mulher no mercado de trabalho e o ingresso do pblico masculino e da 3 idade na frequente procura dos servios, o mercado da beleza foi um dos que mais cresceram nos ltimos anos e a tendncia que haja aumento continuado na procura por estes servios. 5. 5 6. 6 3- Investimentos iniciais 3.1Custos iniciais As despesas gerais de administrao, ou custos fixos, variam de acordo com o porte ou caractersticas do empreendimento. So considerados custos fixos pr-labores, honorrios e encargos da mo de obra fixa, aluguel do imvel, tarifas de gua, luz e telefone e despesas do escritrio, entre outros. So os custos que incidem sobre a empresa, mesmo se ela deixar de funcionar em um determinado ms. Os custos fixos esto ligados s caractersticas da regio e do tipo de empreendimento e independem do faturamento da empresa. 3.2 Custos de mo de obra A clinica de esttica citada neste relatrio econmico, para ter uma melhor funcionalidade e maior produtividade, funcionar com 5 funcionrios, incluindo o proprietrio, podendo haver profissionais terceirizados, logo a quantidade de empregados depende do porte do empreendimento e dos tipos de servios que se deseja prestar. Os encargos e direitos trabalhistas que incidem sobre a folha de pagamento somam 78%: INSS, 26,5 %; FGTS, 8%; 13 salrio e frias, 11,11%. Foi estimado o percentual de 32,39% para vale transporte, auxlio-alimentao, indenizaes e aviso prvio. Os profissionais terceirizados, que trabalham neste salo, so profissionais autnomos que no seguem o regime CLT, ou seja, no assinam a carteira. Neste caso, eles pagam 30% sobre o seu faturamento/ms de seus respectivos servios, por o uso dos ativos fixo do empreendimento. 3.3 Custo de aquisio de mercadoria Na clinica de esttica sugerida, para o clculo do custo mdio a aquisio de insumos. necessrio estimar a quantidade de produtos que sero utilizados na execuo dos servios. A melhor coisa a fazer, realizar uma pesquisa entre vrios fornecedores, para adquirir os produtos que melhor se adequarem ao comportamento do consumidor e que agregue o melhor valor na relao custo x benefcio. de suma importncia trabalhar com no mnimo duas linhas de produtos e ter um bom relacionamento com 7. 7 fornecedores, e distribuidores locais, para poder ter opes de compra, realizar boas negociaes e ter preos competitivos. 3.4 Custo mensal do servio prestado O Custo Mensal do Servio Prestado trata-se da reunio de todos os custos mensais calculados anteriormente, ou seja, correspondentes ao custo fixo mensal, custo mensal da mo de obra direta e custo mensal de aquisio da mercadoria, respectivamente. 3.5 Capital de giro O capital de giro o montante de recursos financeiros necessrios ao funcionamento normal da empresa: compra de matria-prima e insumos, financiamento dos servios prestados, alm das obrigaes mensais a pagar. Neste projeto foi considerado como capital de giro o montante correspondente a um ms de funcionamento normal do salo de beleza. 3.6 Preo do servio Na elaborao do preo de venda do servio preciso que o empreendedor conhea alguns indicadores, que so utilizados pelo mercado, devendo levar em considerao os preos praticados pela concorrncia. Este valor deve garantir o pagamento de todos os custos e despesas fixas e varveis e o lucro do negcio. 3.7 Resultados operacionais O clculo do resultado operacional a