atps -literatura_infantil

Download Atps  -literatura_infantil

Post on 04-Jul-2015

16.660 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Tutor a distncia Talita de Moraes Marcelino 1 Centro de Educao a Distncia Universidade Anhanguera Uniderp Literatura Infantil CINTIA LOURENO 2307352607 EDICLEIA BUENO BATISTA 2317374697 GISELE DE F. P. MATULOVIC 2330444243 GERUSALDA EMILIO 7320542263 Piracicaba S.P. 2013

2. 2 Introduo No mundo que envolve o contexto educativo da literatura infantil, todas as histrias so fascinantes, existem muitos escritores conceituados no tema de contos e estria da literatura. Utilizar esse recurso pedaggica, uma forma de admitir a influencia que o estimulo da imaginao tem no desenvolvimento humano, os contos e histrias trabalham essa formao de forma divertida, criando um mundo encantador, e facilitando o ensino aprendizagem, pois atravs deles possvel, trabalhar, conceitos, educao, princpios morais, entre outros contedos didticos. Os contos possibilitam ao individuo a ampliao da viso do mundo em que se vive, possibilitando a analise critica de varias ngulos e contextos para uma concluso mais eficaz e ampla. Sendo assim esta apresentao objetiva se por demonstrar a influencia da literatura no desenvolvimento e formao do individuo, como tambm dentro do ensino aprendizagem nas unidades escolares, e nos projetos desenvolvidos. A importncia da reescrita que demonstra a viso de vrios participantes, como tambm a necessidade de gravuras para representar as histrias e prender a ateno do aluno, afinal vivemos em um momento mundial desenvolvido tecnologicamente, o que faz com seja um grande desafio fazer da escola um local de aprendizado ldico e de qualidade. 3. 3 A literatura infantil e seus caminhos. A aquisio de conhecimentos se faz necessrio no desenvolvimento infantil, partindo dessa suposio, analisamos que a literatura infantil se faz extremamente necessrio para que isso ocorra, tambm sendo eficiente na aquisio do processo de aprendizagem de leitura e escrita, como tambm na socializao, treino memorial e imaginrio. bons livros podero ser presentes e grandes fontes de prazer e conhecimento. Descobrir estes sentimentos desde bebezinhos poder ser uma excelente conquista para toda a vida. (Silva, 1992, p.47) Por volta do fim do sculo XIX, o pais passa por um processo de evoluo, modernizando o conceito de educao. A populao passa a ter mais acesso e interesse pela cultura, leitura, escrita, escolarizao, fazendo da escola um local de extrema necessidade para a evoluo e convvio social. Com essas rupturas, a literatura obteve o seu espao, tornando se necessria na valorizao educativa, fazendo parte integrante do contexto escolar dos meios acadmicos. Os livros de estrias e contos tornaram se parte do contedo de portugus dentro das escolas, denominados Literatura Infantil. 4. 4 A literatura infantil e seus caminhos. Partindo desse pressuposto, as obras que so fornecidas as crianas, tornam se um grande incentivo ao aprendizado escolar, estabelecendo o contato entre o real e o imaginrio, trazendo ao aluno novas culturas, conhecimentos de novos lugares, ampliando horizontes. Com essas modificaes o professor passa a ter um papel primordial no processo de ensino aprendizagem, proporcionando aos alunos a possibilidade de um desenvolvimento mais amplo e que transmite segurana, ampliando o conhecimento, e desenvolvimento a capacidade de raciocnio critico. A estria acrescenta ao aprendizado o conceito geogrfico de tempo, espao, como regras, conceito moral e tico, comportamento social, respeito ao prximo. Logo atravs da literatura infantil torna se possvel o professor trabalhar vrios contedos, como portugus, matemtica, histria, geografia, cincias, etc. Afinal ler e contar estrias e contos fazer as crianas e adolescentes pensar, questionar, raciocinar. O professor deve ter a conscincia de que a Literatura um grande recurso pedaggico, e que se trabalhado da forma correta ele traz inmeras possibilidades de formao do individuo. 5. 5 A importncia da ilustrao de livros literrios infantis. Atualmente existem estudos que comprovam que alunos que aprendem com contos e histrias tm maior desempenho em sua evoluo pedaggico e qualidade do ensino aprendizagem. Atravs da leitura conhecemos novos mundos, aprendemos a criar novos conceitos e ideias, o livro ilustrados mexe muito mais com o imaginrio, prendendo a ateno, fascinando e encantando a todos. As imagens falam tanto quanto a escrita, possvel atravs delas concluir uma histria completa, criando ideias, desenvolvendo o interesse pelos livros, e por ai vai. O trabalho literrio com a criana, ainda mais enriquecedora, pois atravs da imagem elas podem compreender a narrativa, criando mentalmente os fatos relatados, e o mais interessante que isso ocorre de forma espontnea, natural. A ilustrao de um livro to importante quanto o texto escrito, pois ele traz vida, conquista as crianas, prende a ateno, desenvolve o imaginrio, cria novas possibilidades. Em um mundo tecnologicamente evoludo, as imagens passaram de simples ilustraes, para necessidades no contexto de leitura, tanto que nos ltimos anos elas tem se destacado dentro da literatura, demonstrando sua importncia. 6. 6 A importncia da ilustrao de livros literrios infantis. O exemplo disso so os livros em trs D, que formam castelos, mares, casas de alto relevo, na abertura da pagina, tambm existem livros com gravuras enfeitadas, como exemplo um livro de pirata que mostra o mapa do tesouro, ale de ser em alto relevo, ele ainda trs pedras vitrais para simbolizar o tesouro do pirata. Esses projetos grficos, deixam claro a importncia e a diferena do entre o livro ilustrado e o sem ilustrao. J que na era do computador, com o fenmeno da informatizao o livro na viso da criana e adolescente, tornam se to desnecessrios e desinteressantes. Atualmente no devemos esquecer e nem desvalorizar os E-books que so os atuais livros virtuais, e que esto se tornando de suma importncia no ensino aprendizagem das crianas, porm ele ainda um recurso que esta disponibilizado apenas para as escolas privadas de classe alta. As escolas publicas que atendem em sua maioria as classes mdia e baixa ainda no foram privilegiadas com os livros virtuais. 7. 7 Contos e suas adaptaes. (Chapeuzinho Vermelho) As obras de chapeuzinho vermelho, em nossas pesquisas foi observado que os contextos gerais das histrias so as mesmas, o que muda o final, ou seja, a mensagem que se tem por objetivo transmitir. Em pocas antigas os contos no era inocentes, eles normalmente tinham um final trgico, medonhos e sangrentos, diferente dos contos mais recentes, que possuem um carter, dcil e inocente, com finais lindos e felizes. O conto de chapeuzinho vermelho tem vrias verses inclusive a que o lobo a devora de forma sangrenta, depois de a ter colocado em uma armadilha, como tambm devora a vov da mesma forma, bem ao estilo animal, arrancando pedao a pedao. Diferente da atual verso onde o lobo, seduz chapeuzinho, descobre para onde ela vai, pega um atalho e chega antes, devora as duas, porm o lenhador as salvam, e coloca pedras na barriga do lobo enquanto ele dormia e ele tem uma grande indigesto, e todos acabam vivos e felizes para sempre. Como tambm existe uma verso mais quente da histria, onde chapeuzinho vai levar o lanchinho da vov, encontra o lobo, e virar o lanchinho do lobo, refletindo a sexualidade, nas falas sempre ficam claras as frases de duplo sentido, onde chapeuzinho mantm relaes com o lobo. 8. 8 Contos e suas adaptaes. Atualmente foi criado uma nova verso, onde existe um pouquinho de todas as outras, tanto a parte inocente como as traies, sexo, mentiras e mortes, a Menina da Capa Vermelha tem como caracterstica principal a classificao de idade, pois ela no voltada para o publico infantil, mas sim para o juvenil. Como tambm existe uma verso cinematogrfica, de chapeuzinho voltado para o infantil, onde os personagem participam de uma investigao policial, e o inocente coelhinho o culpado do crime, o lobo mal bom e amigo da chapeuzinho, e na continuidade a vov uma espinha que luta, e chapeuzinho uma herona, em alguns momentos prepotente e convencida, e teimosa. Logo analisando as varias verses, analisamos que os contos so readaptados conforme a poca, ou seja, cada uma tem suas influencias, sejam elas, ticas, sociais, religiosas, com punies, ou pornogrficas. Porm todas terminam com uma lio de moral, para refletirmos sobre os fatos incorretos, que envolvem a moralidade das pocas, ou com mensagens que assustavam as mocinhas e mocinhos, com o intuito reflexivo, demonstrando que toda ao tem uma reao. 9. 9 Contos e suas adaptaes. (A cigarra e a formiga) O que mais se destaca nas diferenas a parecia dos insetos envolvidos, pois no conto da Disney a cigarra parece mais com um gafanhoto. Mas o enredo no geral o mesmo, demonstrando conceitos de aproveitamento e ironia por parte da cigarra, que canta o vero todo, e ainda tenta transvias a formiga que esta trabalhando. Sendo assim a formiga se interessa pela baguna da cantoria e comea a danar o que irrita a rainha do formigueiro que faz com a pequena formiga retorne ao trabalho, e a mesma obediente o faz. A cigarra por sua vez continua com suas canes e danas, ignorando o ciclo da vida, acreditando que sempre estar bem agindo daquela forma. Logo quando chega o inferno a cigarra se v acuada com a falta de alimentos e resolve pedir ajuda a formiguinha que por sua vez, a auxilia, porm mais uma vez tem a interferncia da rainha que a chefe do grupo e a cigarra fica triste e vai logo se retirando. Entra nessa parte a viso de lio de moral, pois a atitude da rainha positiva, aceitando a cigarra, ajudando e a alimentando, mas como tudo tem um preo, a cigarra obrigada a cantar e animar o formigueiro. Ambas as verses deixam clara que todos que suas qualidades e significado no mundo natural, e todos acabam felizes para sempre. 10. 10 Discusses tericas. A leitura demonstra a importncia da literatura infantil no contexto educativo, tanto escolar, como social e familiar na formao do individuo. Analisamos que apesar de serem conside