jornal df guas claras 16

Download Jornal DF guas Claras 16

Post on 22-Jul-2016

227 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • DISTRIBUIO GRATUITA

    26 de julho a 1 de agosto de 2015

    ANO 2 . EDIO 16

    @dfaguasclaras dfaguasclaras dfaguasclaras.com.br 8212-9001

    Faltam caladas em guas Claras Levantamento da prpria Administrao Regional aponta a necessidade de construo imediata de mais de 23 mil m2 de caladasAndar em guas Claras um suplcio. Ou faltam caladas ou elas esto danificadas, ou muitas vezes ocupadas por conteineres, postes, lixeiras, placas e outros objetos irregulares. H pouco espao para os pedestres e ainda menos para os ciclistas e ca-

    deirantes. A necessidade de caladas, porm, ultra-passa a capacidade de construo e o oramento da Administrao Regional. Seria preciso um esforo conjunto do Governo do Distrito Federal para en-contrar uma soluo para a cidade (Pgina 5).

    O sertanejo de guas ClarasO jovem Douglas Ranngel tem ganhado espao nas

    casas noturnas e rdios dedicadas ao estilo. Sua rotina na cidade dividida com uma apertada

    agenda de shows (Pgina 9)

    Moradores cobram dilogo com governo

    A Associao de Moradores e Amigos de guas Claras, mais articulada entidade representativa da cidade, publica carta cobrando um canal de dilogo aberto com o governa-dor Rodrigo Rollemberg.

    Presidida pelo ex-administrador Ruben Ferreira da Cos-ta, o Rubinho, a instituio apoiou a eleio de Rollemberg e se considera parte da base de apoio do governo. A inten-o do grupo, de acordo com Rubinho, no fazer oposio, mas concretizar as promessas feitas aos moradores durante a campanha eleitoral (Pginas 6 e 7).

    Mais 4 viadutos sobre o metrAs obras vo abranger as ruas 37, 36, Alecrim e Manac. O incio

    dos trabalhos est previsto para o segundo semestre de 2015, e ter 12 meses de prazo para sua finalizao (Pgina 2).

  • 26 DE JULHO A 1 DE AGOSTO DE 2015 DF GUAS CLARAS2

    Editor: Alcir Alves de Souza (DRT 767/DF)Editor Regional: Rafael Souza (DRT 10260/DF)Reportagem: Luiz Kaffa (DRT 8888/DF)Lgia Moura (DRT 7858/DF) Endereo: EQ 31/33 Ed. Consei Sala 113/114

    71065-315 Guar DF

    contato@jornaldoguara.comjornaldoguara.com61 33814181

    O jornal DF guas Claras parceria da editora Jornal do Guar com o portal digital DF guas Claras

    Responsvel: Clber Barreto Endereo: Av. Araucrias lt 1835/2005 sala 308 guas Claras Shopping

    dfaguasclaras.com61 8212-9001

    dfaguasclaras@gmail.com

    CIDADE

    O arquiteto e ur-banista Joo Augus-to Pereira Jnior, de 27 anos, morador de guas Claras, teve o trabalho selecionado entre 205 concor-rentes e conquistou prmio de R$ 25 mil, alm do diploma de honra ao mrito, ao vencer a disputa do prmio de melhor lo-gomarca da Compa-

    nhia de Desenvolvi-mento Habitacional do Distrito Federal (Codhab).

    O concurso foi dirigido a pessoas f-sicas das reas de de-sign, desenho indus-trial, programao visual, publicidade, artes plsticas, arqui-tetura e comunicao. Parabns ao Joo Augusto!

    Os Moradores de guas Claras j podem usufruir da Biblioteca Pblica da cidade. Parceria entre Procon/DF e Ad-ministrao Regional possibilitaram a re-forma e o espao para leitura e estudos e foi aberto na ltima quintafeira, dia 30

    de julho. O funcionamento ser de se-gunda a sexta-feira, das 8h s 21h, agora com o nome de Biblioteca Comunitria de guas Claras e do Procon. Represen-tantes de escolas que queiram agendar visita podem ligar no 3045-5207.

    Biblioteca reaberta

    Faixa volta a ser dos nibus

    Desde 0 hora do dia 1 de agos-to, a faixa exclusiva para nibus da EPTG, deixou de ser livre para veculos no autorizados. A faixa estava liberada em funo da rea-lizao de obras de uma adutora da Caesb na altura da Residncia Oficial do Governador. Impor-tante lembrar que a lei de trnsito tambm est mais severa em rela-o aos condutores que cometem esse tipo de infrao, que consi-derada grave.

    O Governo do Distrito Federal liberou R$ 5,7 milhes para as obras de construo de quatro viadutos em guas Claras. As obras vo abranger as ruas 37, 36, Alecrim e Manac, e beneficiaro diretamente 122 mil habitantes da regio e devem custar um total de R$ 12 milhes. O incio dos trabalhos est previsto para o segundo semestre de 2015, e ter 12 meses de prazo para sua finalizao.

    Arquiteto de guas Claras premiado

    TO

    NIN

    HO

    TAV

    ARE

    S/A

    GN

    CIA

    BRA

    SLI

    A

    R$ 12 milhes para viadutos

  • 5 DF GUAS CLARAS 26 DE JULHO A 1 DE AGOSTO DE 2015CIDADE

    O Tribunal de Contas do Distrito Federal enviou tcnicos para avaliar o grau de compactao do asfal-to, a espessura, o nivelamento, a flexibilidade e a qualidade do concreto que esto sendo pos-tos nas ruas de guas Claras. A medida faz parte do trabalho que vem sendo feito pelo TJDF, visando fiscalizao quanto a estes itens da qualidade do ma-terial asfltico utilizado pelas empresas contratadas pelo ser-vio atravs de licitao. Foram extradas pequenas amostras da capa asfltica na Avenida Arau-crias para verificar se o material aplicado est de acordo com as normas tcnicas e com o proje-to previsto na Etapa 2 do Pro-grama Asfalto Novo.

    Este tipo de ao j havia sido feito em obras semelhantes nas asas sul e norte. A diferena que, em guas Claras, as me-didas esto sendo tomadas du-rante a obra e no aps ela ser encerrada. Assim, em caso de problemas com a obra em qual-quer um dos itens citados, pode ser determinado pelo Tribunal a paralizao dos trabalhos para

    soluo dos problemas ou at mesmo para a substituio da empresa contratada.

    A fiscalizao j era prevista no contrato assinado pelas em-presas vencedoras dos certames licitatrios e com a cincia das empresas sobre a fiscalizao tm-se a esperana de obras mais duradouras, com resulta-dos de grande economia para os cofres pblicos e com mais transparncia na execuo des-tas obras, j que com esta roti-na, esto sendo mais observadas pelo Tribunal.

    O prprio Presidente do Tribunal, Renato Rainha, esteve presente na coleta do Material e disse que Os contratos foram realizados de forma clara: se houver falha, as empresas deve-ro refazer o servio ou devol-ver todo o dinheiro aos cofres pblicos.

    O Tribunal vem observan-do com ateno as obras, pois, na primeira fase do Programa Asfalto Novo, foram encontra-das vrias irregularidades, e, em quatorzes partes analisadas, s uma resultou como satisfatria. Ainda existem mais de 300 par-

    tes a serem analisadas. Os resultados colhidos por

    sondas do Departamento de Es-tradas e Rodagens em todos os testes serviro como base para relatrio sobre o Programa As-falto Novo, que consome gran-des valores do oramento pbli-co, pois, s entre 2013 e 2014 foram gastos 347 milhes para a construo e a recuperao das vias do Distrito Federal.

    As amostras retiradas em guas Claras sero analisadas no Infralab - laboratrio do Depar-tamento de Engenharia da Uni-versidade de Braslia (UnB), e devem demorar um pouco para terem seus laudos concludos, j que ainda esto sendo examina-das as mais de 300 amostras que foram colhidas no Plano Piloto, onde foi realizada a Etapa 1 do Programa Asfalto Novo. Para que seja agilizado este processo o Presidente do TJDF, anuncia que, em mdio prazo, a Corte vai adquirir equipamentos e um laboratrio prprio para fazer a anlise do asfalto em todas as cidades do Distrito Federal, de forma constante.

    Quem caminha por guas Claras j est no mnimo ciente do risco que corre ao ter que andar por locais em que a calada termina repentinamen-te, ou mesmo por locais onde ela simplesmente no existe. A falta de calamento uma dos grandes problemas da cidade, concluso que tem aparecido em diversas pesquisas de opinio feitas entre os moradores da cidade e agora vem sendo confirmada por pes-quisa realizada pela Administrao Regional de guas Claras.

    Segundo o estudo, a cidade ne-cesita de construo ou melhorias em 23.690 metros quadrados de extenso em diversas reas da re-gio administrativa.

    A pesquisa vai servir para bali-zar a futura licitao, prevista, mas ainda sem data para realizao, para escolher a empresa que exe-cutar as obras. Para as obras J es-to previstos R$ 850 mil oriundos de emenda parlamentar federal, e certo que haver a necessidade de complementao oramentria por parte do Governo do Distrito Federal. Para dar um alvio nos gastos do governo, a Agncia de Fiscalizao (Agefis) promete para o incio do prximo ms a entrega de notificaes aos proprietrios de reas particulares, entre lotes e condomnios, para que regulari-zem as partes sem calamento que

    esto sob suas responsabilidades, reas que, segundo a Administra-o Regional, so bem maiores do que as reas sob a responsabilida-de governamental.

    Os moradores reclam de pro-blemas em diversas outras reas. Na rea perto das trs estaes de metr da regio administrati-va (Arniqueiras, guas Claras e Concessionrias), existem muitas caladas que terminam na rua e os pedestres so obrigados a dis-putar espao com veculos ou pas-sar sobre faixas de grama. Perto dos viadutos do metr tambm ruim para os pedestres. Embora haja uma grande barreira nas late-rais das passagens, as curvas ficam desprotegidas para os pedestres. As caladas tambm so estreitas e no h faixa de pedestre na pista, que de grande movimentao.

    Outro problema atrapalha motoristas, ciclistas, passageiros de nibus e principalmente os pedestres. Os moradores tambm reclamam que tapumes de prdios em construo invadem o espao destinado a pedestres e as vagas de estacionamento.

    obrigao do proprietrio do lote cercado ou da construtora manter a parte destinada a pedes-tres desobstruda, com calamen-to, meio fio e cercas de segurana, de acordo com a Administrao Regional.

    guas Claras precisa de 23 mil m2 de caladas

    Tribunal de Contas avalia qualidade do asfalto 300 amostras foram retiradas das obras de pavimentao em guas Claras

  • 26 DE JULHO A 1 DE AGOSTO DE 2015 DF GUAS CLARAS6 CIDADE

    ENTREVISTA

    O president