Cidade Nova em Foco #8

Download Cidade Nova em Foco #8

Post on 31-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal do bairro Cidade Nova e regio.

TRANSCRIPT

  • Quando o engenheiro Aaro Leal de Carvalho Reis (1853-1936), chefe da comisso construtora da ento nova capital de Minas Gerais, participava da cerimnia de fundao de Belo Horizonte, no dia 12 de dezembro de 1897, nem fazia ideia que o primeiro municpio projetado no Brasil cresceria tanto como vem crescendo nos ltimos anos, a ponto de j ser considerada uma metrpole vertica-lizada. O nmero de prdios e apartamentos cresce cada vez mais e de forma significativa.

    Essa disparidade se deve ao aumento da populao, que cresceu 25 vezes mais do que a estimativa feita por Aaro Reis. Ele acreditava que BH completaria 100 anos com 100 mil moradores. No entanto, a ltima contagem populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatsti-ca (IBGE), divulgada em 2011, mostrou que o municpio tem quase 2,38 milhes de habitantes.

    No h como evitar esse crescimento. uma tendncia normal, que valoriza a regio, com a vinda de novos mora-

    dores com um padro de vida melhor, gera empregos, fortalece o comrcio e traz ainda diversas melhorias estru-turais com os investimentos pblicos. Consequentemente, aumentaro os veculos, o trnsito, a violncia, entre outros problemas comuns s regies mais desenvolvidas.

    Nos ltimos anos, os bairros Cidade Nova, Unio, Ipiranga, Palmares, Silveira, Sagrada Famlia, Graa e Nova Floresta passaram por um grande crescimento imobilirio que trouxe desenvolvimento para toda a regio. Esses bairros do vetor norte cresceram gradativamente devido ao grande volume de obras e recursos pblicos investidos. Com isso, as pessoas tm manifestado interesse em mudar para os bairros prximos. Isso, aliado s facilidades de crdito e s opes bancrias de financiamento de imvel, tornaram o mercado mais atrativo. O Cidade Nova tem um comrcio bem estruturado e acessos variados s principais avenidas, Linha Verde, aeroportos de Confins e da Pampu-lha e Centro Administrativo. Devido s boas condies da

    regio e por estar em um lugar estratgico, o crescimento favorvel.

    Para a maioria dos entrevistados a procura pelos empreendimentos no vai parar. No entanto, como os espaos esto limitados, os profissionais da rea acredi-tam que haver uma valorizao nos imveis e empreendi-mentos e a compra de casas devido falta de lotes e reduo imposta pela Lei de Uso e Ocupao do Solo.

    So muitos os fatores que contribuem para esse cresci-mento, como a transferncia do Centro Administrativo, a Linha Verde, as diversas obras virias e viadutos a serem construdos na regio e a reativao do Aeroporto de Con-fins, que gerou melhorias na MG-010 e nas avenidas Ant-nio Carlos e Cristiano Machado. Tudo isso certamente valoriza muito toda a regio e demais bairros ao redor.

    Leia mais nas pginas 4 ,5 e 7

    ANO II - EDIO 8NOVEMBRO DE 2013

    EM MDIAFOCO

    Causas e consequncias docrescimento imobilirio

    CID COSTA NETO

  • 2Novembro de 2013

    ANUNCIEAQUI

    CRNICA

    Confcio j dizia: Sem conhecer a fora das palavras impossvel conhecer as pessoas. As palavras podem libertar e oprimir, alegrar e entristecer, fazer viver e fazer morrer, aliviar e angustiar, rir e chorar, incentivar e esmorecer, amar e odiar, entre tantas outras coisas. Uma palavra positiva, otimista, confiante, compreensiva ou generosa pode mudar completamente um ambiente tenso ou depres-

    sivo. Pode fazer uma pessoa triste sorrir. Pode mudar o dia ou at mesmo a vida de algum. possvel reverter situaes ditas impossveis atravs das palavras que emitimos. poss-vel at comear a formao de uma famlia atravs de uma frase certa dita no momento certo para a pessoa certa. Mas, infelizmente, possvel comear uma grande inimizade pela palavra mal dita. Guerras j foram deflagradas pelo mesmo motivo. Mas, com palavras de amor, compreenso e aceitao, um homem excepcional foi capaz de revolucionar o mundo. Jesus Cristo no utilizou outra coisa para transformar a huma-nidade. Palavras essas que continuam vivas e atuais, proferi-das diariamente em nossas oraes e clamores. Pense no efeito e no poder que uma palavra de conforto, esperana e compreenso pode ter para uma pessoa desesperada, que perdeu um ente querido, um emprego, um relacionamento.

    Mas, de um modo geral, somos descuidados com as palavras. Elas no podem soar to soltas, sem controle, ao sabor das emoes. Precisam de controle. Palavras essas que unem e destroem, que podem marcar uma pessoa para o resto

    da vida. Uma palavra dita para uma criana pode determinar seu futuro e traar seu caminho. Por isso, nossa responsabili-dade no uso das palavras imensa. Se voc parar para pensar vai ver que est em suas mos o poder de destruir e de cons-truir as pessoas. A palavra tem o poder de fazer uma pessoa acreditar nela mesma, fazendo-a recuperar a alegria e a autoestima.

    Palavras ditas e mal interpretadas. Mensagens, cartas ou e-mails escritos que no contm entonao e tambm podem ser mal interpretados, causando problemas e at mesmo brigas que podem ser bem desagradveis. Quem j no passou por isso? nessas horas que percebemos o valor e o poder que as palavras realmente tm. Acredito que uma boa conversa, com tranquilidade, maturidade, conscincia e falta de orgulho, pode ser capaz de resolver muitos problemas, inclusive aqueles que j vm se acumulando h um bom tempo. Quantos mal-entendidos j no tivemos. Quantas coisas interpretamos de maneira errada. Quantas vezes fomos injustiados por nos julgarem por algo que no fizemos, ou no tivemos inteno de fazer, ou no falamos para magoar. preciso lembrar que temos nossas convices, mas que as pessoas so diferentes e tm suas prprias ideias e pensa-mentos.

    Em determinadas conversas pode haver uma falha terrvel de sintonia e compreenso, que pode resultar em algo ainda pior. Como ruim a sensao de querer explicar e justificar alguma coisa e a pessoa no conseguir entender ou estar muito armada para ter discernimento sobre o que est sendo exposto.

    H tambm um outro lado do problema. s vezes o querer explicar e falar demais pode apenas atrapalhar. Muitas coisas, em certos momentos, no precisam ser ditas. Conflitos e falta de harmonia podem fazer a relao se desgastar ou a amizade

    terminar. A tolerncia tambm fundamental. Como no existem regras para resolver problemas em conversas, chega uma hora em que preciso dizer o que realmente necessrio e fazer por onde conviver em harmonia, sem render demais determinados assuntos.

    As pessoas tm um nvel de exigncia imenso em relao vida e temos pressa para as coisas acontecerem ou se resolverem. O grande problema quando um mal-entendido, uma desarmonia ou algo mal compreendido acaba atrapa-lhando um dia inteiro, uma vida, um passeio, uma viagem, um encontro especial ou mesmo um dia comum de trabalho. Assim sendo, algum precisa ceder e contar com a colabora-o do outro para buscar a porta ao lado, uma sada de emergncia ou mesmo um plano B, em vez de achar que vtima das circunstncias e que o mundo est contra ele.

    Enfim, a maioria dos problemas causados pela falha de comunicao est na falta de pacincia em escutar, interpre-tar e entender. Nessa hora deve prevalecer a falta de orgulho, o telefone ou um encontro, a conversa harmoniosa e a palavri-nha mgica desculpa.

    A vida curta, muito boa e deve ser aproveitada ao mxi-mo! Ento, que possamos viver com responsabilidade, maturi-dade, sabedoria e compreenso. Comunicao no s o que se diz, mas, tambm, o que o outro entende. Que tal treinar agora? V ao quarto ao lado e diga algo positivo para quem voc ama. Telefone! Mande uma mensagem de texto ou um e-mail, uma mensagem pelo Facebook, busque quem voc ama na escola ou no trabalho, marque um encontro, deixe um bilhete. Surpreenda e voc pode ser surpreendido com os resultados.

    Fabily Rodriguescidadenovaemfoco@gmail.com

    O poder das palavras

    O Jornal Cidade Nova em Foco uma publicao informativa mensal voltada aos moradores, comerciantes e demais interessados dos bairros Cidade Nova, Unio, Silveira, Ipiranga, Palmares e demais bairros prximos. Independente e imparcial, no temos comprometimento ou vnculo com nenhuma associao, empresa ou empresrio, poltico ou entidade. Nosso objetivo informar, esclarecer, debater, criticar e melhorar a qualidade de vida da regio. Faremos isso por meio de matrias informativas, dicas, informaes teis e notcias voltadas a todos os envolvidos, de uma maneira ou de outra, com os bairros locais. O Jornal distribudo gratuitamente (10 mil exemplares) nas residncias, comrcios e locais de grande circulao dos bairros citados.

    EXPEDIENTEEXPEDIENTE

    O Jornal Cidade Nova em Foco uma publicao da Em Foco Mdia

    EM FOCO MDIAwww.emfocomidia.com.br

    Direo: Fabily Rodrigues

    Jornalista Responsvel(redao e edio):

    Fabily Rodrigues MG 09127 JP

    Reviso:Liani Gemignani

    Diagramao e Design:Cid Costa Neto

    Jornalistas:Ana Izaura DuarteJoo Paulo DornasMaria Emlia Faria

    Fotos:Cid Costa Neto eFabily Rodrigues

    Endereo: Rua Francisco Vaz de Melo, 20,

    salas 4 e 5 - JaraguCEP 31.255-710

    Belo Horizonte - MG

    Administrativo:Sheila Gomes e Lucas Motta

    Contato / Publicidade:(31) 3441-2725 / 2552-2525

    9991-0125

    E-mail: cidadenovaemfoco@gmail.com

    Tiragem: 10 mil exemplaresPeriodicidade: Mensal

    Impresso: Bigrfica EditoraDistribuio gratuita

    EM MDIAFOCO

    RuaFranciscoVazdeMelo,20,salas4e5Jaragu|ShoppingLiberdade

    3441.27252552.25259991.0125

    Destaqueonomede sua empresanos jornais do EmFocoMdia! umamaneiraseguraecommaiorpossibilidadederetornoparadivulgarosservioseprodutosqueelaoferece.Os10milexemplaresdecadaumdosquatrojornaissodistribudosgratui-tamentenasresidncias,comrcioseinstituies,almdedemaislocaisestratgicosedegrandecirculaodosbairrosemqueatuamos.Sodistribudosaindaemclubes(Jaragu,Iate,PIC,Labareda,VilaOlmpica,CruzeiroeXVVeranista),academias,resta-urantes,padarias, farmcias,supermercados,associaesedemaisorganizaesdecunhocomunitrioeso