NT-PB nº 2-2011 - PB(1)

Download NT-PB nº 2-2011 - PB(1)

Post on 07-Aug-2015

148 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>DIRIO OFICIALESTADO DA PARABAN 14.951 Joo Pessoa - Sexta-feira, 01 de Junho de 2012 Preo: R$ 2,00</p> <p>ATOS DO PODER EXECUTIVOAto Governamental n 2.875 Joo Pessoa, 31 de maio de 2012 O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARABA, no uso das atribuies que lhe confere o art. 86, inciso XX, da Constituio do Estado, e tendo em vista o disposto no art. 9, inciso II, da Lei Complementar no 58, de 30 de dezembro de 2003, na Lei no 8.186, de 16 de maro de 2007, na Lei n 9.335, de 25 de janeiro de 2011, R E S O L V E nomear JADSON ALEXANDRE XAVIER, para ocupar o cargo de provimento em comisso de Subsecretrio Executivo do Empreender PB, Smbolo CDS-3, da Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econmico. Ato Governamental n 2.876 Joo Pessoa, 31 de maio de 2012</p> <p>SECRETARIAS DE ESTADOSecretaria de Estado da AdministraoPORTARIA N 222 Joo Pessoa, 31 de maio de 2012. O SECRETRIO DE ESTADO DA ADMINISTRAO, no uso das atribuies que lhe confere o artigo 1, do Decreto n 19.060 de 18 de agosto de 1997, e tendo em vista o que consta no Processo n 12018377-3, R E S O L V E autorizar a cesso para o Tribunal Regional Eleitoral da Paraba, da servidora YASNAYA POLIANA LEITE FONTES, matrcula n 109.532-3, lotada na Secretaria de Estado da Administrao, pelo prazo de 01 (um) ano, na forma do art. 90, Inciso II, da Lei Complementar n 58 de 30 de dezembro de 2003.</p> <p>O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARABA, no uso das atribuies que lhe confere o art. 86, inciso XX, da Constituio do Estado, e de acordo com artigo 33, inciso I, da Lei Complementar n 58, de 30 de dezembro de 2003, R E S O L V E exonerar BONIFCIO ROCHA DE MEDEIROS, matrcula n 168.953-3, do cargo em comisso de Secretrio Executivo da Secretaria de Estado das Finanas, Smbolo CDS-2. Ato Governamental n 2.877 Joo Pessoa, 31 de maio de 2012</p> <p>Secretaria de Estado da Administrao PenitenciriaPortaria n 550/GS/SEAP/12 Em 29 de maio de 2012 O SECRETRIO DE ESTADO DA ADMINISTRAO PENITENCIRIA, no uso das atribuies que lhe so conferidas pelas alneas i e p, Art. 46, da Lei n 3.936/77, em consonncia com as disposies do Art. 28, do Decreto n. 12.836, de 09 de dezembro de 1988, RESOLVE designar o servidor CLEBER DE JESUS OLIVEIRA, Chefe de Gabinete da Secretaria de Administrao Penitenciria, matrcula n. 173.489-0,para ordenar as despesas do Titular desta Secretaria de Estado. Publique-se Cumpra-se</p> <p>O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARABA, no uso das atribuies que lhe confere o art. 86, inciso I, da Constituio do Estado,e de acordo com o art. 36, caput, da Lei Complementar no 58, de 30 de dezembro de 2003, R E S O L V E designar MARIO SRGIO DE FREITAS LINS PEDROSA, Diretor Executivo de Gesto Financeira, para, cumulativamente, responder pelo cargo de provimento em comisso de Secretrio Executivo da Secretaria de Estado das Finanas, Smbolo CDS2, at ulterior deliberao. Ato Governamental n 2.878 Joo Pessoa, 31 de maio de 2012</p> <p>GERNCIA EXECUTIVA DO SISTEMA PENITENCIRIO PORTARIA N 001/2012/GESIPE/SEAP Joo Pessoa, 28 de maio de 2012</p> <p>O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARABA, no uso das atribuies que lhe confere o art. 86, inciso XX, da Constituio do Estado, e de acordo com artigo 33, inciso I, da Lei Complementar n 58, de 30 de dezembro de 2003, R E S O L V E exonerar TRCIO HANDEL DA SILVA PESSOA RODRIGUES, matrcula n 170.166-5, do cargo em comisso de Subsecretrio Executivo do Empreender PB, Smbolo CDS-3, da Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econmico. Ato Governamental n 2.879 Joo Pessoa, 31 de maio de 2012</p> <p>O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARABA, no uso das atribuies que lhe confere o art. 86, inciso XX, da Constituio do Estado, e tendo em vista o disposto no art. 9, inciso II, da Lei Complementar no 58, de 30 de dezembro de 2003, na Lei no 8.186, de 16 de maro de 2007, R E S O L V E nomear RENATA GADELHA MACIEL DA NOBREGA, para ocupar o cargo de provimento em comisso de Assessor de Gabinete do Governador, Smbolo CAD-4. Ato Governamental n 2.880 Joo Pessoa, 31 de maio de 2012</p> <p>O GERENTE EXECUTIVO DO SISTEMA PENITENCIRIO DO ESTADO DA PARAIBA, no uso de suas atribuies legais, RESOLVE, acatar integralmente, as razes e/ou justificativas apresentadas pelos servidores nominados nas NOTIFICAES n 005/2012 (JAILSON PAULINO DA SILVA), 008/ 2012 (JOSENILDO PORTO WANDERLEY), 010/2012 (EDSON PEREIRA DE SOUSA), 012/ 2012 (FLVIO LUIZ OLIVEIRA SILVA), 013/2012 (RUBINALDO BEZERRA DE MEDEIROS), 014/2012 (HAMILTON VIEIRA MOREIRA) e 015/2012 ( SIDNEY AUGUSTO DA SILVA), aps minuciosa analise da documentao comprobatria apresentada a esta Gerncia. Deixo de acatar, por considerar inconsistentes as justificativas apresentadas pelos servidores, referentes as NOTIFICAES n 004/2012 (ANTONIO PINTO DE LACERDA) e 015/2012 (JOS BRENIO TAVARES), determinando-se a instaurao de Sindicncia. CUMPRA-SE</p> <p>Secretaria de Estado da Segurana e da Defesa SocialDELEGACIA GERAL DE POLICIA CIVIL PORTARIA n. 360/2012/DEGEPOL Em, 29 de Maio de 2012.</p> <p>O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARABA, usando das atribuies que lhe confere os arts. 16 e 17 da Lei n 7.843, de 01 de novembro de 2005, RESOLVE exonerar ZENBIO TOSCANO DE OLIVEIRA, do cargo de representante das empresas concessionrias do servio de distribuio de gs canalizado no Conselho Estadual de Regulao, Controle e Fiscalizao de Servios Pblicos.</p> <p>O DELEGADO GERAL DE POLICIA CIVIL, no uso de suas atribuies que lhe so conferidas pelo art. 171, III, da Lei complementar 85 de 12 de Agosto de 2008, e tendo em vista deciso proferida na Sindicncia Administrativa Disciplinar n. 025/2012/CD/CPC/CG/SEDS/PB; RESOLVE, aplicar Pena Disciplinar de 04 (quatro) dias de suspenso ao servidor sindicado, Cristvo Jos Alves Cabral, Escrivo de Polcia Civil, mat. 155.704-1, por transgresso ao Art. 157, IX, da Lei Complementar n 85/2008 - Lei Orgnica da Polcia Civil do Estado</p> <p>2</p> <p>Joo Pessoa - Sexta-feira, 01 de Junho de 2012da Paraba, em razo do mesmo ter negligenciado a guarda da arma que lhe fora confiada para o exerccio da funo policial. Considerando a necessidade do servio, converto a pena de 04 (quatro) dias de suspenso, em multa na base de 50% (cinquenta por cento) por dia de remunerao, ficando o servidor obrigado a permanecer em servio, nos termos do art. 167, pargrafo 2, da referida Lei. A presente Portaria entra em vigor a partir de sua publicao. CUMPRA-SE PORTARIA n. 361/2012/DEGEPOL Em, 29 de Maio de 2012.</p> <p>Dirio Oficial</p> <p>O DELEGADO GERAL DE POLICIA CIVIL, no uso de suas atribuies que lhe so conferidas pelo Art. 171, III, da Lei Complementar 85 de 12 de Agosto de 2008, e tendo em vista deciso proferida no Processo Administrativo Disciplinar n. 043/2011/CPD. RESOLVE aplicar Pena Disciplinar de 16 (dezesseis) dias de Suspenso ao servidor processado, Amarlio Dias Filho, Motorista Policial, mat. 092.957-3, pela prtica de Transgresso Disciplinar prevista no Art. 159, Inciso XIV, da Lei Complementar 85/2008 Lei Orgnica da Polcia Civil da Paraba, em razo do servidor processado ter confiado pessoas estranhas organizao policial o desempenho de encargos prprios de sua competncia. Considerando a necessidade do servio, converto a pena de 16 (dezesseis) dias de suspenso, em multa na base de 50% (cinquenta por cento) por dia de remunerao, ficando o servidor obrigado a permanecer em servio, nos termos do art. 167, pargrafo 2, da referida Lei. A presente Portaria entrar em vigor a partir de sua publicao. CUMPRA-SE</p> <p>CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DA PARABA Portaria n 012 GCG/2012-CG Joo Pessoa-PB, 10 de maio de 2012.</p> <p>Aprova a Norma Tcnica N 002/2011 - CBMPB, que dispe sobre a Classificao das edificaes de acordo com os riscos, e d outras providencias. O COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DA PARABA no uso das atribuies que lhe so conferidas pelo inciso VII do artigo 13 do anexo nico do Decreto n 7.505 de 03 de fevereiro de 1978, c/c o artigo 8 da Lei n 8.444 de 28 de dezembro de 2007, RESOLVE: NORMA TCNICA N. 002/2011 CBMPB Classificao das edificaes de acordo com os riscos Sumrio: 1-Objetivo. 2-Documentos Complementares. 3-Definies e Abreviaturas. 4-Condies Gerais. 5-Condies Especificas. 6-Anlise de Projeto. 7-Vistoria. 8-Anexos. A- Classificao dos Riscos. B- Distanciamento mnimo das edificaes isoladas. C- Parede cega em edificaes isoladas. 1.Objetivo: 1.1 Esta Norma tem objetivo classificar as edificaes de acordo com os riscos e estabelecer o distanciamento mnimo entre edificaes para serem consideradas isoladas no dimensionamento dos sistemas de proteo contra incndio e pnico.</p> <p>2.Documentos Complementares: 2.1 LEI N 9.625, de 27 de Dezembro de 2011, Cdigo Estadual de Proteo Contra Incndio, Exploso e Controle de Pnico . 2.2 NBR 9077/2011 da ABNT- Sada de emergncia e edifcios. 2.2 Norma Tcnica n 002/2009-CBMDF 3.Definies e Abreviaturas: Para os efeitos desta Norma aplicam-se as seguintes definies: 3.1 Agravo de risco: acrscimo de risco ocasionado em decorrncia da utilizao de uma edificao para duas ou mais atividades distintas simultaneamente; 3.2 Destinao: uso atribudo a uma edificao; 3.3 Distanciamento mnimo entre edificaes: distncia livre entre as edificaes, sem qualquer ligao, exceto cobertura para passagem de pedestres em nvel trreo, e subsolos destinados exclusivamente a garagem; 3.4 Edificaes Isoladas: edificaes que obedecem aos distanciamentos previstos na Tabela 2 do Anexo B desta norma, sendo assim consideradas independentes entre si para composio de seus sistemas de proteo contra incndio e pnico; 3.5 Ocupao ou Atividade : funo social, econmica, comercial ou tcnica exercida em uma edificao; 3.6 Parede Cega: parede com resistncia a 4 (quatro) horas de fogo, sem qualquer abertura. Paredes em alvenaria com no mnimo, 25 cm (vinte e cinco centmetros) de espessura ou em concreto com, no mnimo 15 cm ( quinze centmetros) de espessura ou outro material devidamente certificado sem qualquer abertura; e 3.7 Risco: probabilidade de ocorrncia de ocorrncia e pnico, relacionada com a intensidade dos danos ou perdas potenciais do sinistro. 4.Condies Gerais 4.1 Para fins de proteo que trata esta norma tcnica, so os riscos das edificaes classificados conforme a Tabela 1 do Anexo A desta norma, de acordo com a natureza de suas destinaes e ocupaes. 4.2 Edificaes isoladas: 4.2.1 As edificaes que obedecerem ao distanciamento mnimo sero consideradas independentes entre si, para composio de seus sistemas de proteo. 4.2.2 O distanciamento mnimo entre projees das edificaes o definido na Tabela 2 do Anexo B desta norma. 4.2.2.1 O isolamento previsto por parede cega, somente ser considerado caso no existam aberturas com distncias inferiores a 50 cm (cinqenta centmetros) do eixo da parede, conforme Figura 01 do Anexo C desta norma; 4.2.2.2 A parede cega deve ultrapassar 1 (um) metro acima dos telhadas ou das coberturas dos riscos, conforme Figura 1 do Anexo C desta norma; e 4.2.2.3 A parede cega deve prolongar-se por 1 (um) metro, perpendicularmente a parede adjacente, conforme Figura: 02 e 03 do Anexo C desta norma. 5.Condies Especificas: As edificaes, atividades e eventos no contemplados explicitamente na Tabela 1 do Anexo A tero seu risco classificado por similaridade e sero considerados pelo risco mais alto quando a destinao do local no for contemplada. 6.Anlise de projeto: 6.1 Nas analises de projetos sero conferidos os seguintes itens: 6.1.1 Classificao do risco da edificao de acordo com o prescrito nesta norma. 6.1.2 Distanciamento entre as edificaes propostas como isoladas. 7.Anlise de projeto: 7.1 Nas vistorias sero conferidos os seguintes itens: 7.1.1 Ocupao da edificao de acordo com o projeto aprovado. 7.1.2 Distanciamento entre as edificaes de acordo com o projeto aprovado. ANEXO A- Classificao de Riscos. Tabela 1- Classificao dos riscos das edificaes, atividades e ocupaes.</p> <p>GOVERNO DO ESTADOGovernador Ricardo Vieira CoutinhoSECRETARIA DE ESTADO DA COMUNICAO INSTITUCIONALA UNIO Superintendncia de Imprensa e Editora BR 101 - Km 03 - Distrito Industrial - Joo Pessoa-PB - CEP 58082-010Fernando Antnio Moura de LimaSUPERINTENDENTE</p> <p>Jos Arthur Viana TeixeiraDIRETOR ADMINISTRATIVO</p> <p>Gilson Renato de OliveiraDIRETOR TCNICO</p> <p>Albiege Lea Arajo FernandesDIRETORA DE OPERAES</p> <p>Lcio FalcoEDITOR DO DIRIO OFICIAL</p> <p>GOVERNO DO ESTADOFones: 3218-6533/3218-6526 - E-mail: wdesdiario@gmail.com Assinatura: (83) 3218-6518 Anual .................................................................................................................. R$ 400,00 Semestral ........................................................................................................... R$ 200,00 Nmero Atrasado .............................................................................................. R$ 3,00</p> <p>Dirio Oficial</p> <p>Joo Pessoa - Sexta-feira, 01 de Junho de 2012</p> <p>3</p> <p>4 Secretaria de Estado do Planejamento e GestoPORTARIA GS N 024/2012</p> <p>Joo Pessoa - Sexta-feira, 01 de Junho de 2012PORTARIA N 137/GSER</p> <p>Dirio OficialJoo Pessoa, 31 de maio de 2012.</p> <p>O SECRETRIO DE ESTADO DA RECEITA, no uso das atribuies que lhe Joo Pessoa, 30 de maio de 2012. confere o art. 3, inciso VIII, alnea a, da Lei n 8.186, de 16 de maro de 2007, R E S O L V E: Art. 1 Determinar a suspenso das frias regulamentares do Auditor Fiscal Tributrio Estadual JAIR MOREIRA LIMA, matrcula n 145.955-4, previstas para gozo entre os dias 10/05/2012 e 08/06/2012, em razo da necessidade de sua permanncia na continuidade dos trabalhos executados no Gabinete do Secretrio de Estado da Receita. Art. 2 Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao, produzindo seus efeitos a partir do dia 10 de maio de 2012.</p> <p>O SECRETRIO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E GESTO, no uso das atribuies que lhe confere o art. 131 c/c o art.135 da Lei Complementar n 58, de 30 de dezembro de 2003, RESOLVE, em atendimento ao Memorando CPAD n 003, de 28.05.2012, da Comisso de Processo Administrativo Disciplinar, prorrogar, por mais 60 (sessenta) dias, com fundamento do art. 140 da Lei Complementar n 58/2003, o prazo concedido pela PORTARIA GS N 016, de 03.04.2012, publicada no Dirio Oficial do Estado, Edio de 12.04.2012, para concluso dos trabalhos e apresentao de Relatrio Conclusivo.</p> <p>Secretaria de Estado da ReceitaPORTARIA N 133/GSER Joo Pessoa, 31 de maio de 2012.</p> <p>Polcia Militar da ParabaPORTARIA DO COMANDANTE GERAL n 0088/GCG/2012, de 28 de maio de 2012 O COMANDANTE GERAL DA POLCIA MILITAR DO ESTADO DA PA-</p> <p>O SECRETRIO DE ESTADO DA RECEITA, no uso das atribuies que lhe confere o art. 3, inciso VIII, alnea a, da Lei n 8.186, de 16 de maro de 2007, RESOLVE: Art. 1 o Designar VICTOR FELIPE DOS SANTOS, Auditor Fiscal Tributrio Estadual de Mercadorias em Trnsito, matrcula n 071.198-5, lotado nesta Secretaria, Coletor Estadual de Segunda Classe - Itaporanga, smbolo CGF-4, para, cumulativamente, responder pelo cargo de Coletor Estadual de Segunda Classe - Pianc, smbolo CGF-4, enquanto durar o perodo de frias de seu titular, o servidor JOO BOSCO LOPES COELHO, matrcula n 151.210-2, compreendido entre 04.06.2012 a 03.07.2012. Art. 2 o Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao...</p>