DEMONSTRAO DO FLUXO DE CAIXA D F - conceito... A Demonstrao de Fluxo de Caixa DFC,

Download DEMONSTRAO DO FLUXO DE CAIXA  D F - conceito... A Demonstrao de Fluxo de Caixa  DFC,

Post on 30-Aug-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

DEMONSTRAO DO FLUXO DE CAIXA D F C AUTORES: Jos Walney Neves e-mail: josewalney@intervip.com.br Julio Delarmelina Filho e-mail: juliodelar@ig.com.br INTRODUO A Demonstrao do Fluxo de Caixa, uma das demonstraes que no so obrigatrias por lei, como: Balano Patrimonial, Demonstrao do Resultado do Exerccio, Demonstrao dos Lucros ou Prejuzos Acumulados, Demonstrao das Origens e Aplicaes de Recursos, porm de grande importncia para fins internos da empresa. A Demonstrao de Fluxo de Caixa DFC, que na realidade deveria ser DFD (Demonstrao do Fluxo Disponvel ), uma vez que a demonstrao na realidade, de caixa e bancos, indica as origens das entradas de dinheiro em caixa, assim como, as aplicaes das sadas de caixa em um determinado perodo e demonstra tambm o resultado financeiro. A DFC, assim como a Demonstrao do Resultado do Exerccio, est contida no balano patrimonial, e aparece de forma esttica, pois s mostra o saldo inicial e o saldo final do disponvel no perodo. As razes que contriburam para o saldo final aumentar ou diminuir, a DFC ir esclarecer. Podemos citar como exemplo, um saldo de caixa: Saldo inicial ................. R$ 1.800,00 Saldo final .................. R$ 2.300,00 Resultado.................... R$ 500,00 Quais os eventos financeiros que ocorreram para que chegasse a este resultado? O por qu de uma empresa que teve prejuzo no perodo e ao mesmo tempo teve aumento do saldo disponvel e em outra situao em que a empresa teve lucro no perodo e seu saldo de caixa diminudo. A DFC tem importncia relevante tambm, para auxiliar o gestor financeiro nas projees de fluxos de caixa, e reduzindo as margens de discrepncia em projees futuras, tomando como base as projees anteriores, auxiliando no planejamento financeiro. Segundo Marion A DFC propicia ao gerente financeiro a elaborao de melhor planejamento financeiro, pois numa economia tipicamente inflacionria, no aconselhvel excesso de caixa, mas o estritamente necessrio para fazer face aos seus compromissos . Entende-se que, deixando o dinheiro parado ele deixa de render juros, e a DFC contribui para determinar o momento certo para aplic-lo quando for o caso, ou recorrer a emprstimos ou outras fontes para cobrir insuficincia de fundos. ELABORAO DO FLUXO DE CAIXA O fluxo de caixa poder ser demonstrado de 02 ( duas ) formas: 1 ) Tendo em mos a ficha da conta caixa ou o razo contbil do caixa e bancos, para a identificar as operaes individualmente, de forma ordenada e por natureza no perodo; 2 ) Na ausncia das fichas de caixa ou razes, pode-se utilizar uma tcnica prtica que a elaborao da DFC. Dentre as diversas transaes que afetam o caixa, podemos destacar: A ) Transaes que aumentam o disponvel - Integralizao de capital em dinheiro - Emprstimos - Vendas de ativo permanente - Vendas a vista ou recebimento de duplicatas e - Outras receitas de juros, dividendos, indenizaes, etc. B ) Transaes que diminuem o disponvel - Pagamento a fornecedores ( vista ou duplicatas ), - pagamento de dividendos a acionistas, - Aquisio de ativo permanente, - Pagamentos de outras despesas/custos, etc. As transaes que no afetam o caixa so: - Depreciao, amortizao exausto, PCLD, reavaliao, e equivalncia patrimonial. A DFC: Relaciona o conjunto de ingressos e desembolsos financeiros de empresa em determinado perodo. Procura-se analisar todo deslocamento de cada unidade monetria dentro da empresa. Fonte: http://www.portaldecontabilidade.com.br/glossario.htm A Demonstrao de Fluxo de Caixa uma ferramenta de apoio a tomada de decises, constitudas com base nas informaes contidas no Fluxo de Caixa Realizado. Atendendo dessa forma a interesses de usurios internos e externos, informando-lhes a capacidade de disponibilidade financeira em determinado perodo. A seguir temos um exemplo, extrado parcialmente de MARION, p.397, como elaborar uma DFC. BALAOS PATRIMONIAIS ATIVO 31/12/2004 31/12/2005 CIRCULANTE 650.000 800.000 Disponvel 200.000 250.000 Conta a Receber 450.000 550.000 PERMANENTE Imobilizado 4.800.000 4.200.000 Valor Original 6.000.000 6.600.000 (-)Depr. Acumul. 1.200.000 2.400.000 TOTAL 5.450.000 5.000.000PASSIVO CAPITAIS TERCEIROS 3.500.000 3.300.00 Passivo Circulante Fornecedores 500.000 600.000 Exigvel a Longo Prazo 3.000.000 2.700.000 PATRIMNIO LQUIDO 1.950.000 1.700.000 Capital 1.000.000 1.000.000 Lucros Acumulados 950.000 700.000 TOTAL 5.450.000 5.000.00 DEMONSTRAO DE RESULTADOS P/PERODO DE 2005 Receita 5.650.000(-) Custo do Servio 3.600.000 (-) Depreciaes 1.200.000 Lucro Bruto 850.000 (-) Desp. Operacionais 900.000 Prejuzo do Exerccio 50.000 A meta a ser atingida pela DFC explicar a variao de $ 50, ou seja, de $ 200 para $ 250. Valores que iro compor a DFC: ENTRADAS:RECEITA: A empresa vendeu $ 5.650.000 Para construo da DFC iremos considerar que a empresa efetuou todas vendas a prazo. Logo, o valor que ir compor a entrada na DFC, ser: Saldo Inicial Dupl. a rec. + Vendas a prazo Saldo final Dupl. a Receber, ou seja, 450 + 5.650 550 = $ 5.500 TOTAL DAS ENTRADAS: $ 5.500 SADAS:CUSTO DOS SERVIOS: 3.600.000 Na DFC ser: 500 + 3.600 600 = 3.500 IMOBILIZADO: Variou de $ 6.000 para 6.600 Na DFC ser: 6.600 6.000 = 600 FINANCIAMENTO: Variou de $ 3.000 para 2.700 Na DFC ser: 3.000 2.700 = 300 DESPESAS OPERACIONAIS: $ 900 Na DFC ser: 900, considerando que a empresa no tinha dvidas ref. a essa conta. DIVIDENDOS: $ 200 Na DFC ser: 200, considerando que a empresa no tinha dvidas ref. a essa conta. TOTAL DAS SADAS: 5.500 ESTRUTURAO DA DEMONTRAO DO FLUXO DE CAIXA Saldo em 31/12/2004 200.000 + Entradas Receita recebida em 2005 5.550.000 Valor Acumulado 5.750.000 (-) Sadas Pagamentos a Fornecedores 3.500.000 Compras de novos imobilizados 600.000 Amortizao de financiamentos 300.000 Pag. Despesas Operacionais 900.000 Pag. a Dividendos 200.000 5.500.000 Saldo em 31/12/2005 250.000 COMPARAO DO FLUXO ECONMICO COM O FINANCEIRO: Itens Fluxo Econmico (DRE) Fluxo Financeiro (DFC) Variao Receita (-) Custo Serv. (-) Depreciao 5.650 (3.600) (1.200) 5.550 (recebida) 3.500 (pago) -0- 100 (100) 1.200 Lucro Bruto 850 2.050 1.200 (-) Desp. Operac. (900) (900) -0- Result. Parcial (50) 1.150 1.200 Novos Invest. Imobilizado Amort. Financ. Exig.L.P. Outros Pag. Dividendos -0- -0- -0- (600) (300) (200) (600) (300) (200) Resultado Final (50) 50 100 CONCLUSO: Buscamos mostrar nesse trabalho uma ferramenta capaz de tratar de um modo especfico um dos ativos mais importantes de uma entidade, que o disponvel, pois ele que supre as necessidades dirias de uma empresa, contribuindo dessa forma para a continuidade da entidade. BIBLIOGRAFIA: PORTAL DA CONTABILIDADE, Glossrio. Disponvel em: . Acesso em: 08 maro. 2006. MARION, Jos Carlos. Contabilidade empresarial: 8 ed. So Paulo: Atlas, 1998. PADOVEZE, Clvis Lus.. Contabilidade empresarial: um enfoque em sistemas de informao contbil. 2 ed. So Paulo: Atlas, 1997. PERGUNTAS: 1 - A Demonstrao do Fluxo de Caixa explica as variaes. ( a ) No caixa. ( b ) No banco. x ( c ) No Disponvel. ( d ) Nas Aplicaes Financeiras. 2 - Normalmente, o item que afeta o Caixa destacado na DLPA : ( a ) Saldo Inicial de Lucros Acumulados. ( b ) Destinao do Lucro para Reservas. ( c ) Reservas para Contingncias. x ( d ) Dividendos. 3 - Qual a finalidade da Demonstrao do Fluxo de Caixa? Resp.: A DFC uma demonstrao que pode auxiliar o administrador a ter informaes da entidade voltada para o aspecto financeiro, de forma a permitir que ele visualize melhor as entradas e sadas de recursos. 4 - Quais as formas de elaborar a DFC ? R : Atravs das fichas de caixa e das demonstraes financeiras. 5 - As transaes que afetam o caixa aumentando o saldo so: ( a ) Pagamento de duplicatas ( b ) Depreciao de imveis ( c ) Depreciao de mquinas e equipamentos x ( d ) Recebimento de vendas a vista ( e ) Recebimento de vendas a prazo 6 - Cite 3 transaes que no afetam o caixa ( disponvel) 1 - Depreciao, amortizao e exausto 2 PCLD 3 Reavaliao