análise financeira gestÃo 2015.2. ementa demonstração de resultados (dre) balanço patrimonial...

Download Análise Financeira GESTÃO 2015.2. EMENTA Demonstração de resultados (DRE) Balanço Patrimonial Demonstração de fluxo de caixa (DFC) Medidas de lucratividade

Post on 07-Apr-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Slide 1

Anlise Financeira

GESTO 2015.2

EMENTA

Demonstrao de resultados (DRE) Balano Patrimonial Demonstrao de fluxo de caixa (DFC) Medidas de lucratividade Anlise de indce Medidas de desempenho

Objetivos da anlise financeira

O objetivo da anlise financeira avaliar:

a estrutura financeira da empresa. suas decises de investimento, de financiamento e suas operaes.

Para avaliar necessrio uma anlise profunda de suas demonstraes financeiras.

EMENTA

Demonstrao de resultados (DRE) Balano Patrimonial Demonstrao de fluxo de caixa (DFC) Medidas de lucratividade Anlise de indce Medidas de desempenho

DRE

DRE

A DRE apresenta as operaes realizadas pela empresa durante um ano.

Objeito: Evidnciar a eficincia do negcio sob o ponto de vista econmico, no financeiro, ou seja, se as operaes da empresa so rentveis, sem considerar os pagamentos e recebimentos.

DRE

A apresentao da DRE bastante lgica e dedutiva. De forma vertical, ela segue os passos em etapas, desde a receita bruta gerada at o lucro lquido.

LUCRO OPERACIONAL(+) Receitas no operacionais() Despesas no operacionaisRECEITA OPERACIONAL BRUTA() Impostos sobre vendasRECEITA OPERACIONAL LQUIDA() Custos dos produtos, mercadorias ou servios vendidosLUCRO BRUTO() Despesas com vendas() Despesas administrativas() Despesas financeiras() Despesas operacionais

LUCRO ANTES DOS IMPOSTOS E CONTRIBUIES() Imposto de renda() Contribuio social sobre o lucro

LUCRO LQUIDO

DRE

Receita operacional brutaA receita bruta decorre das atividades normais e operaes da empresa:

Venda de produtos na indstria. Venda de mercadorias no comrcio. Prestao de servios nas empresas de servios.

A receita registrada independentemente de seu recebimento.

DRE

Receita operacional lquida a receita que efetivamente entra para a empresa operar e gerar lucro. a receita operacional bruta menos:

Impostos sobre as vendas - IPI, ICMS, ISS, por exemplo. Vendas canceladas decorrentes de devolues por defeito, especificao incorreta e outros motivos justificveis. Abatimentos decorrentes de descontos concedidos por defeito, produto usado (do mostrurio) etc.

DRE

Lucro brutoO primeiro nvel de lucro apurado na DRE a receita operacional lquida deduzida dos: custos de produtos, mercadorias ou servios prestados.

Custos de produtos. Custos de mercadorias. Custos de servios prestados.

DRE

Lucro brutoCustos de produtos denominao utilizada para as empresas industriais que transformam matria-prima em produtos acabados. Exemplos: matria-prima, mo de obra direta e custos indiretos de produo.

DRE

Lucro brutoCustos de mercadoria denominao utilizada para as empresas comerciais que revendem produtos para o consumidor final. O clculo desses custos se d pelo somatrio do estoque inicial mais as compras, menos o estoque final do perodo.

DRE

Lucro bruto Custos de servios prestados para as empresas de servios, os custos dos servios prestados , principalmente, a mo de obra empregada na execuo do servio.

DRE

Lucro operacional o lucro bruto menos as despesas operacionais, mais o resultado da equivalncia patrimonial. o nvel de lucro em que se observa a eficincia do negcio.

Despesas operacionais Despesas com vendas Despesas administrativas

Despesas financeiras Outras receitas e despesas

DRE

Lucro antes dos impostos e contribuies

o lucro operacional somado s receitas e subtrado das despesas no operacionais, ou seja, as que no so parte do objetivo da operao.

Receitas e despesas no operacionais lucro ou prejuzo em transaes eventuais e no operacionais. Por exemplo, a venda de um imvel da empresa.

DRE

Lucro lquidoDepois de computadas as receitas e despesas no operacionais e deduzidos o imposto de renda e a contribuio social sobre o lucro, obtemos o lucro lquido.

Essa a parte que cabe aos acionistas da empresa: parte ficar na empresa como reserva legal e reinvestimentos, e a outra parte poder ser distribuda como dividendos.

DRE

EMENTA

Demonstrao de resultados (DRE) Balano Patrimonial Demonstrao de fluxo de caixa (DFC) Medidas de lucratividade Anlise de indce Medidas de desempenho

Balano patrimonial

Objetivo: dar uma viso clara de onde vm os recursos da empresa e como ela se financia, mostrando as propores de dvidas de curto e longo prazo.

Balano patrimonial

Pode-se ver como a empresa se financia, ou seja, qual sua estrutura de capital. Do lado direito esto suas obrigaes; do lado esquerdo, seus bens e direitos

Ativo = Onde esses recursos esto sendo aplicados; Passivo = Capital de terceiros; Patrimnio lquido = Capital prprio.

Balano patrimonial

Em todo investimento, s aplicamosrecursos na expectativa de gerar rentabilidade.Ento, essa aplicao de recursos no ativo precisa

gerar receitas em proporo maior que as despesas e nos dar esse retorno.

Balano patrimonial

A empresa para ser considerada um bom investimento, precisa:

Esse ciclo alimenta o que chamamos de Teoria Financeira de Dinmica da Continuidade. Ela assegura que a atividade da empresa cresa, gerando mais lucros em funo de maiores investimentos. Obter bons lucros Destinar parte para reinvestimento Garantir o retorno aos seus acionistas

Balano patrimonial - Exemplo

Voc dispe de R$10.000,00 e decide abrir um quiosque de sorvete. Ento, esse recurso ser contabilizado no patrimnio lquido como capital social, e no ativo, em bancos, ou seja, o dinheiro est disponvel na conta-corrente da empresa.

Balano patrimonial - Exemplo

Aps pesquisa, voc descobre que seu capital no suficiente e solicita um emprstimo de R$6.000,00 com carncia para incio de pagamento de 18 meses, aumentando seu balano patrimonial. Ele foi contabilizado como exigvel a longo prazo porque tem seu vencimento acima de 12 meses.

Balano patrimonial - Exemplo

Em seguida voc compra equipamentos para o quiosque. Freezere caixa registradora, por R$8.000, e balco e cadeiras, por R$4.000.

Note que, como voc utilizou os recursos disponveis, o movimento foi apenas nas contas do ativo, sobrando ainda R$4.000 no caixa, como capital de giro

Consegue um crdito com seu fornecedor de sorvete para ser pago sempre com 30 dias, e compra R$3.000 em mercadoria.Com uma nova fonte de financiamento, seu passivo aumentou em R$3.000, bem como seu ativo.

Balano patrimonial - Exemplo

Lembrando que o total do ativo sempre deve ser igual ao total do passivo mais o patrimnio lquido.

Balano patrimonial - Exemplo

OU

Com o seu negcio obtendo bons lucros, voc est com folga na sua reserva financeira. Ento, decide aplicar R$2.000 em ttulos pblicos federais com vencimento em dois anos. Onde o movimento sair da conta-corrente e ser aplicado como ativo realizvel a longo prazo.Balano patrimonial - Exemplo

Nesse rpido e didtico exemplo foi mostrado como so preenchidas as principais contas do balano patrimonial.Balano patrimonial - Exemplo

No prximo slide veja o balano patrimonial de uma empresa real.

Esse o balano patrimonial de uma empresa real.Balano patrimonial - Exemplo

EMENTA

Demonstrao de resultados (DRE) Balano Patrimonial Demonstrao de fluxo de caixa (DFC) Medidas de lucratividade Anlise de indce Medidas de desempenho

DFC

Objetivo: evidenciar a situao financeira da empresa no curto prazo.

Ela considerada um dos principais instrumentos de anlise.

DFC

RELAO DRE X DFC A DRE elaborada com base no regime de competncia, pois considera receitas no recebidas e despesas feitas e no pagas, informando se a empresa teve lucro ou prejuzo em determinado perodo. A DFC elaborada no regime de caixa e evidencia a circulao do dinheiro pela empresa, atravs da variao de caixa e equivalentes.

DFC

Existem dois mtodos de elaborao da demonstrao do fluxo de caixa:

Mtodo direto elaborado a partir das movimentaes nas disponibilidades, evidencia as entradas e sadas de caixa.

Mtodo indireto elaborado a partir do lucro ou prejuzo lquido do exerccio e da conciliao entre o lucro lquido e o caixa gerado pelas operaes.

DFC

As diferenas entre os mtodos so limitadas ao fluxo das atividades operacionais.

A DFC classifica as movimentaes de caixa por 3 categorias de atividades:

Atividades operacionais Atividades de financiamento Atividades de investimento

DFC

Atividades operacionaisEntradas e sadas de caixa relacionadas com a produo e entrega de produtos, bens e servios.Atividades de financiamentoEntradas e sadas de caixa relacionadas s dvidas com credores e investidores.Atividades de investimentoEntradas e sadas de caixa relacionadas compra e venda de ativos de longo prazo.

DFC

EMENTA

Demonstrao de resultados (DRE) Balano Patrimonial Demonstrao de fluxo de caixa (DFC) Medidas de lucratividade Anlise de indce Medidas de desempenho

Medidas de lucratividade - ROE

ROE Return On Equity (Retorno sobre o patrimnio lquido) Demonstra a rentabilidade do dinheiro investido pelos acionistas da empresa. Evidencia quanto a empresa gerou de lucro para cada R$100 investidos pelos acionistas.

ROE

Medidas de lucratividade - ROE

Ele obtido pelo lucro lquido do perodo dividido pelo patrimnio lquido do ano anterior.

Para cada R$100,00 de capital prprio, em 2009 deu um retorno de R$10,65.

ROE

Medidas de lucratividade - ROE

Lucro lquido e patrimnio lquido so dado