slam lx nº2

Click here to load reader

Post on 06-Mar-2016

219 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Magazine 'work in progress' dedicado às noites de Poetry Slam que o Musicbox organiza mensalmente. SLAM LX Nº2 / 2ª edição no dia 24 de Novembro de 2011

TRANSCRIPT

  • Filipe Homem FonsecaArgumentista freelancer, grande apreciador de empada de lebre, acredita que a ubiquidade a nova exclusividade, e por isso passa grande parte do seu tempo em http://twitter.com/fhf .

    Salvador MartinhaSalvador Maria Ferro Pinto de Magalhes Martinha no licenciado em Publicidade por um triz.No se trata de nenhuma piada, faltam-lhe mesmo duas cadeiras: Matemtica (no deu para copiar) e tica e Cidadania (estamos a falar de uma Professora na casa dos sessenta). Em relao ao seu CV h muito pouco para dizer, uma vez que este afirmou em tempos preferir gabar-se em pblico. Num apanhado geral possvel dizer-se que comeou a sua carreira a fazer espectculos ao vivo, dever continuar a faz-los e s parar quando meter muito dinheiro ao bolso.

    Silva o SentinelaSilva O Sentinela, poeta, msico, slamer, performer. Tudo em nome da palavra dita.Permitam que me apresente.Sou Silva o Sentinela o poeta dissidente.No quero ser Almeida muito menos Presidente. Sou Silva o Sentinela o poeta, pessoa, gente.Ter ideias na cabea o mais fcil. Concretiz-las no o mais difcil. As palavras so rascunhos. As notas musicais so apontamentos. A imagem uma impressora. Junta-se tudo e a sim, existimos.Permitam que me reapresente, Sou Silva o Sentinela o poeta, pessoa, gente.Hoje acordei e vi um Almeida a dar a vassoura a um Presidente.http://www.myspace.com/silvaosentinela

    Mike Stellar(Club Journeys/Jazz Picante)Conceituado Djs portugus que j tocou com nomes como os Jazzanova, Peter Kruder, Gilles Peterson, Rainer Truby, Nicola Conte, entre muitos outros.

    Apoios e Parcerias:

    SLAM LX N2

  • SILVA O SENTINELA

    SOS Silva o Sentinelao dizedor entrevista de maria joo freitas / fotografias joo antnio

    "Ou sou artista ou sou tristeOu sou poeta ou que se lixe"

    Gostas do teu apelido? O meu problema com o Silva por haver tantos. At mais com Pedro Silva, do que s com Silva. Para uma pessoa que cria qualquer coisa, assinar Pedro Silva torna-se ingrato. O teu nome desagrada-te como autor? um nome como outro qualquer, s que como assinatura de um trabalho no se consegue destacar pelo nome. Uso um apelido da minha me que Kruss. um nome judeu, de origem alem. H quanto tempo nasceu Silva o Segurana? O Segurana? Desculpa, enganei-me. Esse ainda no nasceu. Queria dizer o Sentinela. Nasceu mais ou menos h dois anos. Estava sempre a ter ideias mas nunca conseguia descobrir uma plataforma concreta para us-las. Fiz algumas peas de design, uma marca de t-shirts, s que no era exactamente aquilo. Usava frases de msicas conhecidas, por exemplo, da Lauren Hill, If I rule the world. Principalmente ligadas ao hip hop, com uma punchline, tinha uma que era Tentaste ser o rei, mas o s est de volta. Depois tinha uma que era Keep your head up, mantm a cabea levantada e na parte detrs tinha a cara da Aretha Franklin a dizer RESPECT. Foi mau negcio, porque a maneira certa teria sido fazer as etiquetas ali, ir buscar as t-shirts acol e fazer as impresses noutro stio, s assim que se consegue reduzir o custo. Mas como fiz tudo numa empresa, saiu-me muito caro. A marca tinha nome? All Good Wear. Eram 6 modelos diferentes e vendi mais de metade. Usavas as tuas t-shirts? Usava e uso.

    Excerto da entrevista publicada na ALICE (http://clubalice.com/) para ler o resto da entrevista v a : http://clubalice.com/index.php?file=1&id=5149&page=0

    publicado em :http://clubalice.com/

  • Salvador Maria Ferro Pinto de Magalhes Martinha no licenciado em Publicidade por um triz.No se trata de nenhuma piada, faltam-lhe mesmo duas cadeiras: Matemtica (no deu para copiar) e tica e Cidadania (estamos a falar de uma Professora na casa dos sessenta). Em relao ao seu CV h muito pouco para dizer, uma vez que este afirmou em tempos preferir gabar-se em pblico. Num apanhado geral possvel dizer-se que comeou a sua carreira a fazer espectculos ao vivo, dever continuar a faz-los e s parar quando meter muito dinheiro ao bolso. Politicamente tem sempre uma opinio assertiva, normalmente a resposta dois. No ateu, e tem duas razes muito fortes para justific-lo: considera-se uma pessoa com personalidade e j leu Antero de Quental. Em relao escrita, fcil fazer um resumo: para alm de ser um dos autores da pgina de humor Off the Record, e de ter escrito trs sketches comedy: Terapias de grupo, Matrioshka e Mais um LP, a nica coisa que escreveu com sentido at data, e ateno que j l vo quinze anos, foi a composio As minhas frias na Quarteira . J fez uma coisa para a Antena 3, mas no gosta de falar sobre isso. J escreveu para o Jornal Destak, mas os outros no gostam que ele fale disso. Foi o elemento mais novo, quando ainda estava no liceu, a participar no programa Levanta-te e ri. Falhou redondamente como comediante, no entanto foi o primeiro da Escola Secundria Sebastio e Silva a conhecer o scar Branco de perto. Recentemente participou nos incorrigveis, o que lhe permitiu ir neve, e no programa Fogo Posto, perdendo assim a possibilidade de trocar de carro. Est neste momento a escrever dois programas que vo aparecer na televiso e tudo. Contudo, j prometeu que uma vez mais no os vai levar a srio.

    SALVADOR MARTINHAwww.salvadormartinha.com/http://videos.sapo.pt/especialqhttp://www.twitter.com/salvasmartinhahttp://www.youtube.com/salvadormartinha

  • Bob da Rage Sense um dos melhores autores do hiphop feito em portugus e considerado tambm um dos melhores MCs em dois movimentos (Angolano e Portugus), para alm de poeta ecltico, Bob tambm muito poltico, espiritualista, activista dos direitos civis. Nasceu em Luanda (Angola) em 1982, tendo assim desde que nasceu um contacto directo com o mundo da msica, pois seu pai era um grande fantico do lendrio B o b M a r l e y , P e t e r Mackintosh e os The WailersBob participou no SLAM LX n1 e este poema (Msica) ir integrar o seu prximo album

    http://www.youtube.com/watch?v=MXhLEjHAZdg&feature=related

  • http://www.toyomasu.com/haiku/

  • Slam LX N1

    Poesia (com) batida no Musicbox.Antes que venha o Inverno e disperse ao vento essas folhas de poesia que por a caram, vamos escolher uma ou outra que valha a pena conservar, ainda que no seja seno para a memria.Folhas cadas de outrora, noites de Poetry Slam, de 27 de Outubro de 2011 a Maio de 2012, pelo terceiro ano, organizadas pelo Musicbox, no Cais do Sodr.Neste palco da noite lisboeta, acompanhando a tradio cosmopolita de outras capitais, decorre este torneio de poesia urbana com oito sesses e uma finalssima em Maio. Com pontuaes e regras, Slam LX , na sua essncia, uma homenagem palavra dita e tem-se tornado em estmulo, encontro, reunio, descoberta de slammers e poetas, annimos e adictos.Se dos meus versos se rirem tm razo, mas saibam que eu tambm primeiro me ri deles.Numa das sesses do Slam LX o primeiro a rir pode bem ser o mestre-de-cerimnias Filipe Homem Fonseca. o que ele faz desde o incio do Slam LX. H que tirar a teima de que um encontro de poetas enfadonho. Para o efeito, na primeira sesso esteve o humorista Jos de Pina e a prxima contar com o humorista Salvador Martinha e o dizedor Silva o Sentinela.Por que no h-de ser a poesia uma coisa para rir, se os dentes tambm se usam quando de raiva se range, e h por aqui alguma revolta, reivindicao e riso? Sim, riso mistura. poesia urbana.http://www.ruadebaixo.com/slam-lx-1-2.html

    Fotografias por Rui de Freitashttp://www.ruadebaixo.com/galeria/fotografias/?gid=31982Publicado na edio n74 Novembro na revista digital

    RUADEBAIXO.COM

  • J olharam ao redor, para a vossa cidade? A inspirao est a. Ou no. O Slam LX para slammers e no s. J se ouviu por aqui, em sesses passadas, algum stand-up e lirismo, encaixados em trs minutos cronometrados. a regra base. E isto do riso descontrai, porque uma coisa declamar poesia e outra fazer slam: uma poesia batida que conquista o pblico pela sua performance. Para isto nem todos so talhados, mas mais fcil do que parece e o ambiente favorece.

    Estas noites de Slam so ainda animadas pelo DJ Mike Stellar, por antigos concorrentes e por todos os que de rasgo quiserem agarrar o momento de microfone aberto.

    Logo o poeta louco porque aspira sempre ao impossvel.

    Aqui o poeta aspira a um convvio, uma noite bem passada de expresso, troca e partilha, com pontuaes sim e um vencedor em cada sesso que disputar a final de Maio. O jri composto por Nuno Miguel Guedes, jornalista, Lus Gouveia Monteiro, jornalista e Paola DAgostino, tradutora, e por alguns membros do pblico. O louco do Slam LX n 1 foi Vton Arajo.

    Deixai-o passar, gente do mundo, devotos do poder, da riqueza, do mando ou da glria.

    As candidaturas para o prximo Slam LX j esto abertas. As regras bsicas so a da originalidade da autoria, da performance potica e, claro, do cronmetro. De resto os trs minutos tm espao para qualquer tema.

    Deixai-o passar porque ele vai onde vs no ides.

    Aqui deixa-se o Almeida Garrett, autor, destes trechos de advertncia de Folhas Cadas, deixam-se todas as outras advertncias e faz-se frente ao lirismo com novas entoaes. E assim, em vez de o deixar passar, juntai-vos a ele. O prximo Slam LX j dia 24 de Novembro!

  • Auto do MoralistaSILVA O SENTINELA

    Todo o purista pensa que tem uma quarta vista.No dia antes de quinta l a crnica da revista.SOS, verdadeiro ou falso moralista?Curvei as costas entortei a coluna deste Artista.Demagogo, Velho do Restelo depois do jogo.O Jackie Chan foi titular na Seleco do Congo!Tudo um logro!E o Michael Moore meio mongo.A dor de cotovelo vai da cabea at ao ombro.Di-te o menisco?Filho, a mim di-me isto.E isto e aquilo e o Rui Santos tem cara de esquilo.Mal dizer a bem dizer que me deixa tranquilo.Pratico Yoga num asilo!A conscincia pesa no meu estilo, oposto a pigas, Viriato com Viegas...Vs verteis pingos nas cuecas.

    Se o corao um quadrado, a caneta lima-me as arestas.No arran