normas tecnicas desenho

Click here to load reader

Post on 01-Jul-2015

2.065 views

Category:

Education

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Normas para desenho tcnico

2. Existem normas que padronizam a os procedimentos para a representao grfica em Desenhos Tcnicos. Essas normas tcnicas so seguidas e respeitadas internacionalmente. 3. As normas tcnicas so resultantes do esforo cooperativo dos interessados em estabelecer cdigos tcnicos que regulem relaes entre produtores e consumidores, engenheiros, empreiteiros e clientes. Cada pas elabora suas normas tcnicas, visando sempre a igualdade com os padres internacionais, e estas so acatadas em todo o seu territrio por todos os que esto ligados, direta ou indiretamente, a este determinado setor. 4. Para favorecer a padronizao internacional e facilitar o intercmbio de produtos e servios entre as naes, os rgos responsveis pela normalizao em cada pas, reunidos em Londres, criaram em 1947 a Organizao Internacional de Normalizao (International Organization for Standardization ISO) 5. No Brasil, o rgo que era responsvel, desde aquela poca at hoje pela aprovao e edio das normas nacionais a Associao Brasileira de Normas Tcnicas ABNT, fundada em 1940. 6. As normas tcnicas para o Desenho Tcnico so normas editadas pela ABNT, registradas como normas brasileiras -NBR e esto em consonncia com as normas internacionais aprovadas pela ISO. 7. O Desenho tcnico ento, totalmente regulamentado pelas NBRs. Algumas das principais: NBR 5984 NORMA GERAL DE DESENHO TCNICO cujo objetivo definir os termos empregados em desenho tcnico. A norma define os tipos de desenho quanto aos seus aspectos geomtricos (Desenho Projetivo e No Projetivo), quanto ao grau de elaborao (Esboo, Desenho Preliminar e Definitivo), quanto ao grau de pormenorizao (Desenho de Detalhes e Conjuntos) e quanto tcnica de execuo (A mo livre ou utilizando computador) 8. NBR 10068 FOLHA DE DESENHO LEIAUTE E DIMENSES O objetivo padronizar as dimenses das folhas utilizadas na execuo de desenhos tcnicos e definir seu lay-out com suas respectivas margens e legenda. NBR 13142 DESENHO TCNICO DOBRAMENTO DE CPIAS Diz forma de dobramento de todos os formatos de folhas de desenho, que para facilitar a fixao em pastas so dobrados at as dimenses do Formato A4. 9. NBR 10582 APRESENTAO DA FOLHA PARA DESENHO TCNICO Padroniza a distribuio do espao da folha de desenho, definido a rea para texto, o espao para desenho etc. Como regra geral deve-se organizar os desenhos distribudos na folha, de modo a ocupar toda a rea, e organizar os textos acima da legenda junto margem direita, ou esquerda da legenda logo acima da margem inferior. NBR 8402 EXECUO DE CARACTERES PARA ESCRITA EM DESENHOS TCNICOS visa a uniformidade e a legibilidade para evitar prejuzos na clareza do desenho e evitar a possibilidade de interpretaes erradas, fixando as caractersticas de escrita em desenhos tcnicos. 10. NBR 8403 APLICAO DE LINHAS EM DESENHOS TIPOS DE LINHAS LARGURAS DAS LINHAS NBR10067 PRINCPIOS GERAIS DE REPRESENTAO EM DESENHO TCNICO NBR 8196 DESENHO TCNICO EMPREGO DE ESCALAS NBR 12298 REPRESENTAO DE REA DE CORTE POR MEIO DE HACHURAS EM DESENHO TCNICO NBR10126 COTAGEM EM DESENHO TCNICO NBR8404 INDICAO DO ESTADO DE SUPERFCIE EM DESENHOS TCNICOS NBR 6158 SISTEMA DE TOLERNCIAS E AJUSTES NBR 8993 REPRESENTAO CONVENCIONAL DE PARTES ROSCADAS EM DESENHO TCNICO 11. Algumas normas so especficas para um determinado ramo da engenharia. Por exemplo: NBR 6409 - para a execuo dos desenhos de eletrnica, NBR 7191 - para a execuo de desenhos para obras de concreto simples ou armado, NBR 11534 - para a representao de engrenagens em Desenho Tcnico. NBR 6492 Para representao de projetos de arquitetura 12. Terminologia (NBR 10647) Quanto ao aspecto geomtrico: Desenho Projetivo Desenho resultante de projees do objeto sobre um ou mais planos que fazem coincidir com o prprio desenho, compreendendo: Vistas ortogrficas: figuras resultantes de projees ortogonais, sobre planos convenientemente escolhidos, de modo a representar, com exatido, a forma do mesmo com seus detalhes. Perspectivas: figuras resultantes de projeo isomtrica ou cnica, sobre um nico plano, com a finalidade de permitir uma percepo mais fcil da forma do objeto. 13. Desenho No Projetivo Desenhos no subordinados correspondncia, por meio de projeo, entre as figuras que constituem e o que por ele representado, compreendendo uma variedade de representaes grficas, tais como: Diagramas: desenhos nos quais valores funcionais so representados em um sistema de coordenadas. Esquema: figura que representa no a forma dos objetos, mas as suas relaes e funes. Fluxogramas: representao grfica de uma seqncia de operaes. Organograma: quadro geomtrico que representa os nveis hierrquicos de uma organizao, ou de um servio, e que indica os arranjos e as inter-relaes de suas unidades constitutivas. 14. Quanto ao Grau de elaborao: Esboo: representao grfica aplicada habitualmente aos estgios iniciais de elaborao de um projeto, podendo, entretanto, servir ainda representao de elementos existentes ou execuo de obras. Desenho preliminar: representao grfica empregada nos estgios intermedirios da elaborao do projeto, sujeita ainda a alteraes e que corresponde ao anteprojeto. Croqui: desenho no obrigatoriamente em escala, confeccionado normalmente mo livre e contendo todas as informaes necessrias sua finalidade. Desenho definitivo: desenho integrante da soluo final do projeto, contendo os elementos necessrios sua compreenso. 15. Quanto ao grau de detalhes Desenho de componente: desenho de um ou vrios componentes representados separadamente. Desenho de conjunto: desenho mostrando reunidos componentes, que se associam para formar um todo. Detalhe: vista geralmente ampliada do componente ou parte de todo um complexo. 16. Quanto ao material empregado: Desenho executado a lpis, giz, carvo ou outro material adequado.Quanto tcnica de execuo: Se executado manualmente ( mo livre ou com instrumento) ou mquina. 17. Quanto ao modo de obteno: Original: desenho matriz que serve para reproduo. Reproduo: desenho obtido a partir do original mediante cpia (reproduo na mesma escala do original), ampliao (reproduo maior que o original) ou reduo (reproduo menor que o original). 18. NBR 5984 e NBR 10068 19. Legenda A legenda deve ficar no canto inferior direito nos formatos A3,A2, A1 e A0, ou ao longo da largura da folha de desenho no formato A4. A legenda consiste de : 1 - ttulo do desenho 2 - nmero 3 - escala 4 - firma 5 - data e nome 6 - descrio dos componentes: - quantidade - denominao - pea - material, normas, dimenses 20. Posio de Leitura 21. Linhas 22. Escala 23. Cotagem 24. Referncias P.B. Ferlini , Normas para Desenho Tcnico, Editora Globo, Porto Alegre,1977 O. L. Agostinho , Princpios de Engenharia de Fabricao Mecnica: Tolerncias, Ajustes, Desvios e Anlise de Dimenses, Editora Edgard Blcher, So Paulo 1981 G. Manf, Manual de Desenho Tcnico Mecnico, Renovada Livros Culturais Ltda. F. Provenza, Desenhista de maquinas, Pro-tec, So Paulo, 1978. Dubbel , Manual do engenheiro Mecnico, Hemus Livraria Editora Ltda, So Paulo 1980. J. Oberg , Manual Universal do Engenheiro Mecnico, Hemus Livraria Editora Ltda, So Paulo 1979. C.A. Vieira, Normas para desenho tcnico, desenho Tcnico II, Apostila. 2003. M.B. Mansur, Normas da ABNT para desenho tcnico, Apostila. DEMET UFMG. Escola Edgar Albuquerque Graeff, Normas Tcnicas para o desenho arquitetnico, PUC-GO, 2010. G.Desenho, Arquitetnico. So Paulo: Edgard Blcher,1978. ASSOCIAO BRASILEIRA DE NORMAS TCNICAS-ABNT. _____________.NBR6492:Representao de projetos de arquitetura. Rio de Janeiro ,1994. _____________.NBR 10068-Folha de desenho leiaute e dimenses.Rio de Janeiro,1987. _____________.NBR 13142-Dobramento e cpia. Rio de Janeiro,1999. _____________.NBR 8403 Aplicao de linhas em desenhos tipos de linhas larguras das linhas. Rio de Janeiro, 1984. _____________.NBR 10067Princpios gerais de representao em desenho tcnico. Rio de Janeiro, 1995. _____________.NBR 8196Desenho tcnico emprego de escalas.Rio de Janeiro,1999. _____________.NBR 10126 Cotagem em desenho tcnico. Rio de Janeiro,1987.