aula 04 int eps

Download Aula 04 Int EPS

Post on 02-Jul-2015

75 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ENGENHARIA DE PRODUO

QUALIDADE

Prof. Leopoldo Pedro Guimares Filho, M.Eng.

Evoluo da qualidade - HistricoInspeo (~1.900) segregar itens no conforme. Qualidade corretiva Controle (1920) grficos de controle estatstico do processo. Transio entre postura reativa e proativa. Preveno, monitoramento e controle => Pro atividade Garantia (1950) envolvimento de todas as reas da organizao. Total Quality Control TQC). Criao de indicadores. Gesto ( ~1990) nfase na melhoria contnua (kaizen) e forte participao do empregados. Parceria e alianas com fornecedores (keiretsu)

E v o l u o

Inspeo Controle

Garantia

Gesto

Evoluo da qualidade - HistricoWalter A. Shewhart (1891 1967) Conferiu o carter cientfico da qualidade. Controle Estatstico da qualidade Introduziu o conceito de Melhoria Contnua; Props o Ciclo do PDCA

Evoluo da qualidade - HistricoW. Edward Deming (1900 1993) Inicio do movimento TQC => Deming e a unio de engs. e cientistas japoneses) 14 PRINCPIOS DA QUALIDADE 1. Educar e desenvolver o pessoal 8. Eliminar o medo 2. Implantar a nova filosofia de no9. Instituir programas de treinamento aceitar defeitos em metodologias estatsticas 3. Eliminar preveno a inspeo, atuar na10. Eliminar metas desnecessrias e inconsistentes 12. Eliminar as barreiras entre reas 13. Desenvolver programas para o melhor desenvolvimento do pessoal 14. Estabelecer um implantar os princpios sistema para

4. Diminuir o nmero de fornecedores 11. Estabelecer padres adequados 5. Utilizar tcnicas estatsticas 6. Treinar todos no trabalho 7. Mudar o papel dos supervisores

Evoluo da qualidade - HistricoEdward A. Feigenbaum (1936) Precursor do TQC, cujo objetivo a criao de indicadores em todos os nveisSobrevivncia da Sobrevivncia da Organizao Organizao

qualidade intrnseca

custo

entrega

moral

segurana

QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL

satisfao das pessoas satisfao das pessoas

Evoluo da qualidade - Histrico

J. M. Juran (1904 2008)

Controle Estatstico de Processo 1942 Controle da qualidade no depto. de guerra dos E.U.A Para Juran a qualidade tem trs pontos Fundamentais: Planejamento da qualidade; Melhoria da qualidade; e Controle da qualidade 1962 Inicio dos primeiros crculos de CCQ 1997 Juran define qualidade como fitness for use (adequao ao uso).

Evoluo da qualidade - ConceitosDavid Garvin

Definies da QualidadeTranscen- Qualidade aquilo que entendido por intuio, mas que dental difcil de ser comunicado, como beleza e amor.

Baseada no Baseada nos atributos componentes do produto. V a qualidade Produto como uma varivel precisa e mensurvel Baseada na Se o produto est dentro das normas e especificaes do Produo projeto do produto/servio na sua fase de produo, o produto tem qualidade

Baseada na Qualidade baseada na satisfao do consumidor. Se ele est consumidor satisfeito o produto tem qualidade

Baseada no Se o produto percebido como bom para o preo, ento tem valor boa qualidade

Gesto da qualidade - ModelosGesto da qualidade: Principais Caractersticas Comprometimento da alta administrao; Foco no cliente; Participao dos trabalhadores; Gesto da cadeia dos fornecedores; Gerenciamento de processos; e Melhoria contnua Melhoria Contnua Participa o total Foco nos clientes

TQM

Entrelaamento SocialModelo americano de TQM (Shiba, Graham e Waldir, 1997)

Gesto da qualidade - Modelos

TOPO

LIDERANA PLANEJAMENTO DA QUALIDADE VISO PARA COMPETITIVIDADE DE CLASSE MUNDIAL

PILARES

CEP CEQ

Cadeia Cliente Fornecedor

Sist. de gerenciamen to e controle

Flexibilida de do processo

Projeto do local de trabalho

FUNDAO

MELHORIA CONTNUA ENVOLVIMENTO DE FUNCIONRIOS GERENCIAMENTO DE ATIVIDADES QUE ADICIONAM VALOR

Modelo dos blocos de construo (Zaire, 1991)

Gesto da qualidade - ModelosGesto Global - PDCA Gesto da Qualidade Garantia da Qualidade CQ no DNP Legenda: DNP Desenvolvimento de novos produtos CQ Controle da qualidade CCQs Crculos de controle da qualidade

CCQs

Controle de Qualidade por toda a Empresa - CWQCModelo Japons - CWQC (Ishikawa, 1997)

Gesto da qualidade - ModelosEvoluo da Qualidade Estratgica, Ambiente e Sociedade

Princpios

oc g art s E i t

Gerenciam. das diretrizes Gesto por processos

TQM/ Six Sigma/ ISO 9000

Sistemas

c a r oh e M i l s er odar oba oc l

Engenharia Gerenciament da Qualidade o da rotina CEP

Custos da Qualidade

Ferramentas

l a no c ar ep O i

Geral

Especfico11

Modelo Brasileiro (Carvalho e Paladini, 2006)

s o vr e S i

Normalizao e certificao Sistemas normalizados na rea de qualidade governos e

organizaes militares ambiente corporativo; Primeira verso da ISO 9000 1987; Sistemas de garantia da

qualidade; Verso mais atual 2008. Setor automobilstico foi pioneiro. ISO 9001 - requisitos para um sistema de gesto da qualidade

que podem ser usados pelas organizaes para aplicao interna, para certificao ou para fins contratuais focada na eficcia do sistema de gesto da qualidade em atender aos requisitos dos clientes

Normalizao e certificaoa) Foco no cliente b) Liderana c) Envolvimento de pessoas d) Abordagem do processo e) Abordagem sistmica para gesto f) Melhoria contnua g) Abordagem factual para tomada de decises h) Benefcios mtuos nas relaes com os fornecedores

Normalizao e certificaoISO 9001 - ESTRUTURA

Ferramentas da Engenharia da Qualidade

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Grfico de Controle Trilogia da Qualidade; Diagrama de Pareto; Diagrama de Causa e Efeito; Histograma; Estratificao; Check List; Diagramas de Correlao

ConfiabilidadeA engenharia de produo lida com sistemas integrados: Pessoas; Materiais; Informaes; Equipamentos; e Energia Estes sistemas complexos esto sujeitos a falhas. A subrea que lida com essas questes conhecida como confiabilidade. Segundo a NBR 5462 [3], confiabilidade a capacidade de um item desempenhar uma funo requerida sob condies especificadas, durante um dado intervalo de tempo.

Confiabilidade: FalhasRECUPERAO DE CLIENTES INSATISFEITOSPotencial destrutivo CLIENTE INSATISFEITO Potencial construtivo CLIENTE SATISFEITO

maior que

Conta a experincia para 11 outras pessoas

Conta a experincia para 6 outras pessoas

Qualidade em serviosTrmino Incio

Momento da Verdade

Momento da Verdade

Qualidade em serviosFinal do ciclo16. Sair do estacionamento 15. Levar as compras at o carro 14. Localizar o carro 13. Empacotar as compras 12. Pagar pela compra 11.Registar os produtos no caixa 10. Esperar a vez 9. Escolher e entrar em uma fila Ciclo de Servio para um supermercado

Inicio do ciclo1. Entrar no estacionamento 2. Encontrar lugar para estacionar 3. Entrar no supermercado 4. Conseguir um carrinho 5. Decidir itinerrio 6. Escolher os produtos 7. Pedir ajuda a um funcionrio 8. Conferir lista de compras

Qualidade em servios MODELO DOS 5 GAPSNecessidades Desejos Boca a boca Experincia Preo Comunicao Externa

Expectativa do clienteGAP5 efeito

GAP4 efeito

Percepo do cliente quanto ao desempenho apresentadoGAP3 causa GAP2 causa GAP1 causa

Prestao (ciclo) do servio - operao Especificao (design) do processo do servio - projeto Percepo do gestor sobre as possveis expectativas do cliente

Possibilidades para o Eng. de Produo Gerenciamento e operao de sistemas de qualidade; Auditorias de produto pessoal e sistemas de produo; Documentao e mtodos da qualidade (manual da qualidade, procedimentos e padro de operaes); Rastreabilidade e confiabilidade dos sistemas de produo; Elaborao de testes e anlise da qualidade de produtos; Treinamento em mtodos e ferramentas de planejamento e controle da qualidade.

Uma

organizao

tem

o

domnio

tecnolgico sobre seus processos quando possui um sistema estabelecido e a garantia de que aquilo que est sendo executado pelas pessoas corresponde ao que est documentado pelo sistema.

Domnio Tecnolgico