Pragas de Mamoeiro

Download Pragas de Mamoeiro

Post on 06-Aug-2015

170 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Cincias Agrrias Insetrio G.W.G. de Moraes</p> <p>PRAGAS DO MAMOEIRO</p> <p>GERMANO LEO DEMOLIN LEITE ELWIRA DAPHINN SILVA MOREIRA</p> <p>Bom dia turma! Hoje ns vamos falar sobre as pragas que atacam o mamoeiro.</p> <p>Mas primeiro ns falaremos um pouco sobre esta importante cultura, a do mamo. Meus amigos, o mamoeiro uma planta herbcea, sendo que a sua altura pode variar de 2 at 10 metros, podendo viver at os 20 anos.</p> <p>Pessoal, o fruto uma baga, nasce do caule ou do pendculo longo no caso do mamo macho, o fruto arredondado, cilndrico ou periforme e a sua casca amarelo ou alaranjado quando maduro. A sua polpa de consistncia suave e sucosa.</p> <p>Entretanto, amigos, a cultura do mamoeiro comumente atacada por um significativo nmero de insetos e de caros, sendo a maioria, em condies normais, de importncia secundria. Portanto, no fim desta aula, vocs sabero as pragas do mamoeiro e seus danos, como amostrar e como controlar.</p> <p>Pessoal, a primeira praga que ns vamos apresentar a vocs o caro branco, tambm conhecido como caro tropical ou caro da queda do chapu do mamoeiro. Esse caro apresenta bem distribudo no Mundo e possui vrias plantas hospedeiras.</p> <p>Macho carregando fmea para copulao. Fonte: Oliveira, C.A.L., 2001</p> <p>Pessoal, os caros brancos so to pequeninos, e devido o seu tamanho no permiti que seja observados a olho nu. A fmea tem em mdia 0,17 mm de comprimento por 0,11 mm de largura. Sua colorao varia de branco a amarelado, dependendo de sua idade, porm sempre brilhante. Seu quarto par de pernas reduzido e apresenta, mais em baixo, uma cerda longa e outra curta, no usando este par de pernas para locomoo. Cada fmea pe cerca de 25 a 30 ovos que so achatados, elpticos e com pontuaes brancas.</p> <p>Pessoal, o caro branco pode atacar os frutos do mamoeiro, deixando leses na casca esbranquiadas.</p> <p>Amigos, o caro branco ataca tambm as folhas novas, alimentando de lquidos que saem das clulas das folhas e brotos terminais do mamoeiro provocando deformaes, paraliza o crescimento das folhas reduzidas quase que somente s nervuras, e podendo causar a morte das plantas.</p> <p>Ponteiro de planta mamo com queda total ponteiro, sintoma final caro branco. Fonte: Oliveira, C.A.L., 2001.</p> <p>Causam o sintoma conhecido como careca do mamoeiro ou queda do chapu do mamoeiro.</p> <p>Mamoeiros com sintoma de ataque do caro branco</p> <p>Amigos, o caro branco a mais importante praga da cultura do mamoeiro. Ocorre principalmente durante os perodos mais quentes do ano.</p> <p>Careca do mamoeiro Fonte: Oliveira, C.A.L., 2001.</p> <p>Amigos, o mamoeiro atacado tambm pelo caro rajado. O caro rajado ataca a parte inferior das folhas mais velhas, entre as nervuras mais prximas do pecolo, forma colnias. Esse caro, apesar de pequeno, visvel a olho nu e forma teia, diferentemente do caro branco.</p> <p>Amigos, ns podemos encontrar uma maior quantidade desses caros rajados no perodo em que chove menos e com temperaturas elevadas, pois perodo seco e quente favorece o seu aumento populacional.</p> <p>Colnia de caro Rajado (Tetranychus urticae).</p> <p>As fmeas do caro rajado possui um tamanho maior e corpo mais volumoso, e tendo, de modo geral, uma mancha verde escura em cada lado do dorso. Os machos medem, aproximadamente, 0,25 mm de comprimento, apresentando a parte posterior do corpo mais afilada.</p> <p>Amigos, esses caros rajados introduzem o aparelho bucal no tecido da planta e removem o contedo das clulas.</p> <p>caro rajado em folha de mamoeiro</p> <p>As folhas de mamo infestadas por este caro inicialmente tornam-se amareladas, ficam descoloridas, na face oposta colnia.</p> <p>Fonte: Oliveira, C.A.L., 2001.</p> <p>Pessoal, posteriormente, com a evoluo do ferimento na folha, estas reas ficam necrosadas, ocorrem perfuraes nas folhas e as folhas ficam quebradias. Sob infestaes severas, ocasionam a desfolha precoce fazendo com que a planta emita brotos laterais, o que no desejvel. Esse caro afeta a produtividade quando em altas populaes</p> <p>Planta com brotao lateral que favorece ataque caro Rajado. Fonte: Oliveira, C.A.L., 2001.</p> <p>Amigos, as fmeas escolhem as reentrncias, geralmente prximas do pecolo na superfcie inferior da folha. Em plantas jovens o problema grave, pois atrasa o desenvolvimento das plantas.</p> <p>Sintoma inicial do caro Rajado. Fonte: Oliveira, C.A.L., 2001.</p> <p>Amigos, o nosso ltimo caro que ataca o mamoeiro o caro vermelho.</p> <p>caro vermelho na face inferior de uma folha.</p> <p>O caro vermelho tambm visvel a olho nu e forma teia. Os danos so similares ao caro rajado, e tambm o clima quente e seco o favorece.</p> <p>caro vermelho em folha de mamona, mas o sintoma o mesmo em mamoeiro.</p> <p>Amigos, um outro problema do ataque destes 3 caros que com a reduo das folhas, o fruto fica exposto aos raios solares, ocasionando danos nos frutos.</p> <p>Amigos, ns temos trs pulges importantes em mamoeiro. O primeiro o pulgo Aphis gossypii que ataca outras culturas como o algodoeiro, quiabeiro, entre outras.</p> <p>Pulgo Aphis gossypii.</p> <p>O segundo pulgo o Toxoptera citricidus, que ataca laranja, limo, entre outras ctricas.</p> <p>Pulgo Toxoptera citricidus</p> <p>E o ltimo o pulgo Myzus persicae, que ataca tomate, berinjela, dentre outras.</p> <p>Pulgo Myzus persicae</p> <p>Pois bem pessoal, estes trs pulges ocasionam muitos problemas ao mamoeiro. O primeiro dano o direto por sugar a seiva da planta, atrapalhando o crescimento das plantas, principalmente as mais novas, e tambm deformam as folhas.</p> <p>As suas excretas so aucaradas, que vo sendo depositadas nas folhas no qual crescem fungos pretos denominados de fumagina. A folha ficando preta no realiza bem a fotossntese, prejudicando a produo do mamoeiro.</p> <p>Amigos, mas o pior no isto tudo que relatamos e sim que os pulges transmitem vrus s plantas de mamoeiro. O pulgo Myzus persicae transmite o vrus da mancha anelar do mamoeiro, ficando o fruto com sintomas.</p> <p>Mancha anelar no fruto do mamo ocasionado por vrus transmitido por pulgo</p> <p>Mas o sintoma do vrus da mancha anelar tambm aparece nas folhas do mamoeiro.</p> <p>Sintoma mancha anelar na folha</p> <p>Amigos, o pulgo Toxoptera citricidus transmite o vrus da mancha anelar do mamoeiro tambm. O sintoma aparece no fruto verde do mamoeiro.</p> <p>Como tambm nos frutos maduros.</p> <p>Meus amigos, quando a planta est muito infectada pelo vrus da mancha anelar, aparecem sintomas at no caule, sendo este vrus transmitido por pulges.</p> <p>Amigos, o pulgo Myzus persicae transmite tambm vrus, mas o vrus do mosaico do mamoeiro.</p> <p>Amigos, as plantas infectadas pelo vrus do mosaico apresentam reduo no crescimento, folhas encrespadas com acentuado mosaico, depreciao dos frutos e prejuzos na produo. At 100% das plantas de uma rea podem ser infectadas, se medidas de controle no forem implementadas previamente.</p> <p>Pessoal, s tem uma soluo quando as plantas de mamoeiro esto com vrus, cortar e destruir, pois se no as plantas doentes passam o vrus para as plantas sadias por meio dos pulges.</p> <p>Plantao destruda devido ao vrus do mosaico transmitido por pulgo. Fonte: Elena Paola Gonzles Jaimes e Renata Aparecida de Andrade/Toda Fruta</p> <p>Pessoal o mamoeiro atacado tambm por coleobrocas, que so besouros, colocam os seus ovos no tronco do mamoeiro. As larvas que saem dos ovos broqueiam o tronco do mamoeiro, o que pode levar a planta a morte. Se a planta resistir ao ataque, no local onde houve o ataque fica engrossado, com a casca corroda e fendida.</p> <p>Coleobroca</p> <p>Amigos, uma outra praga que ataca o mamoeiro a cigarrinha verde. Essa cigarrinha ataca outras plantas como o feijoeiro.</p> <p>Amigos, a cigarrinha verde tem formato triangular, e mede de 3 a 4 mm de comprimento. Os seus os ovos so colocados dentro da folha. Um fato interessante que a cigarrinha verde tem o hbito de andar de lado.</p> <p>Ao sugarem a seiva das plantas causam o amarelecimento e encurvamento das folhas mais velhas. A cigarrinha verde problema em plantas adultas.</p> <p>Como tambm em plantas mais jovens do mamoeiro.</p> <p>Planta atacada por cigarrinha</p> <p>Meus amigos, os maiores problemas com a cigarrinha-verde tm sido observados em lavouras de mamo prximas a culturas do feijoeiro.</p> <p>Lavoura de feijo</p> <p>Pessoal, ns temos uma lagarta desfolhadora em mamoeiro, a mesma que ataca a mandioca, o seu nome comum mandarov ou gervo.</p> <p>Mandarov em mandioca</p> <p>As suas mariposas so grandes e tem hbito noturno. So capazes de voar longas distncias e so dos insetos que voam mais rpido. Por isso elas tem o formato de um avio a chato.</p> <p>Amigos, essas mariposas colocam os seus ovos nas folhas do mamoeiro. So ovos grandes, facilmente visveis por ns.</p> <p>As lagartas comeam a comer as folhas e brotaes novas. Mas quando acabam as folhas novas, elas comem as velhas mesmo. Em alto ataque, no sobra uma folha se quer no p de mamoeiro, o que atrasa o desenvolvimento da planta bem como expe os frutos do mamo ao sol, sofrendo insolao. As suas lagartas chegam a medir 10 cm, por isto elas comem tanto, devorando todas as folhas do mamoeiro.</p> <p>Pessoal, outro inseto que ataca o mamoeiro a mosca-das-frutas.</p> <p>Amigos, a ocorrncia da moscadas-frutas em frutos de mamo foi registrada, pela primeira vez no Brasil, em agosto de 1987, no Espirito Santo, as perdas chegaram a atingir cerca de 15% da produo.</p> <p>Mosca das frutas ovipositando em mamo quase maduro</p> <p>A mosca-das-frutas ataca grande quantidade de espcies frutferas. S que o dano causado pelas larvas da mosca, as quais se alimentam da polpa do mamo, tornando flcida a regio atacada do fruto, que a parte comercial.</p> <p>Bicho do mamo</p> <p>O ataque ocorre em estdio mais avanado de maturao, quando o fruto, na planta, apresenta a casca com mais da metade amarelecida, e os danos s se evidenciam quando o mamo se encontra prximo ao amadurecimento.</p> <p>Em lavouras comerciais, os frutos so colhidos antes de atingir este ponto de maturao.</p> <p>Amigos, os maiores problemas com a mosca das frutas so observados em pomares que apresentam constantemente frutos em estdio avanado de maturao. Para manter essa praga em nveis no prejudiciais a cultura do mamo, recomenda-se fazer a colheita dos frutos no incio da maturao, evitar a presena de frutos maduros nas plantas e de frutos refugados no interior do pomar e, ainda, no permitir a presena de lavouras abandonadas em sua proximidade.</p> <p>Pessoal, ns temos algumas cochonilhas que podem atacar o fruto e o caule do mamoeiro. A cochonilha Morganella longispina uma espcie de escama negra e formato circular, possuindo uma aba voltada para cima e medindo cerca de 1 a 1,5 mm de dimetro, forma grandes colnias nos caules, sugando a seiva continuamente. Ataca tambm a figueira, carambola.</p> <p>Cochonilha Morganella</p> <p>Pessoal, ns temos outras duas cochonilhas, ambas do pessegueiro, que tambm podem atacar o mamoeiro. Essas cochonilhas atacam os frutos, depreciando-os.</p> <p>Cochonilhas do pssego atacando o fruto do mamo.</p> <p>Infelizmente, essas cochonilhas tambm atacam o tronco do mamoeiro e em grande quantidade sugam tanta seiva que deixam as plantas fracas.</p> <p>Cochonilha do pssego no tronco do mamoeiro.</p> <p>Amigos, como quase toda cultura, o mamoeiro tambm atacado por savas, principalmente a sava limo. Entretanto, como vocs j viram muita praga hoje e tambm porque vocs tero uma aula s sobre formigas cortadeiras, ns no iremos falar delas hoje. No fiquem ansiosos e esperem a aula sobre formigas.</p> <p>Pessoal, agora que vocs conhecem as pragas do mamoeiro e seus danos, ns vamos ensinar a vocs como avaliar a populao destas pragas. Primeiro, ns temos que dividir o pomar em talhes uniformes de mil plantas. Ns temos que identificar os talhes por nmeros ou nomes.</p> <p>Ns vamos caminhar no nosso talho de mamo em ziquezaque para escolher as plantas para amostrar as pragas.</p> <p>Amigos, ns devemos avaliar semanalmente as folhas apicais para o caro branco e folhas medianas e basais dos ramos para os caros vermelho e rajado. Se ns observarmos a presena dos caros pragas em 10% das plantas por talho, usando uma lupa de bolso, j que o caro branco no visvel a olho nu.</p> <p>Pessoal, preciso controlar os caros quando for encontrado mais de 10% das folhas infestadas at a metade do ciclo da cultura e 20% aps este perodo.</p> <p>caro vermelho</p> <p> caro branco</p> <p>caro rajado</p> <p>Como medida de controle, cuja infestao de caros mais intensa nos meses de janeiro a abril, recomendamos a retirada das brotaes laterais das plantas de mamoeiro, bem como a aplicao de acaricidas especficos nos ponteiros. Devem ser aplicados produtos base de enxofre, na formulao p-molhvel, evitando-se a mistura com leos emulsionveis ou produtos cpricos. Vocs devem tomar cuidado com o problema de fitotoxicidade, pois o mamoeiro muito sensvel.</p> <p>Amigos, vocs identificando as plantas atacadas por cochonilhas no pomar de mamoeiro, ns j fazemos o controle. Na copa fazer a pulverizao, cuidado com a fitotoxidez, devendo ser aplicado no fim do dia.</p> <p>Amigos, ns podemos tambm, juntamente com o leo, usar sabo. Ser preciso 4 litros do leo mineral, 500 gramas de sabo e 2 litros de gua. necessrio que corte o sabo em pedaos e seja dissolvido em gua quente. Adicione o leo mineral aos poucos, at total homogeneizao, ou seja, mistura completa. Aplique na forma de pulverizao sobre as folhas.</p> <p>Amigos, o controle feito primeiro raspando os caules para melhor exposio das cochonilhas.</p> <p>Cochonilha do pssego no tronco do mamoeiro.</p> <p>Depois a gente pulveriza com leos emulsionveis a 1%.</p> <p>Ns podemos tambm aplicar calda sulfoclcica com pulverizador costal com haste com dupla sada.</p> <p>Haste com dupla sada adaptada ao pulverizador</p> <p>Amigos, vocs detectando, pela amostragem, coleobrocas, deve-se localizar as larvas e destru-las. Quando as plantas de mamo estiverem muito atacadas por coleobrocas, nos resta arrancar as plantas e queim-las, para que a praga no se espalhe na lavoura.</p> <p>Em relao s lagartas desfolhadoras, ns podemos fazer uma catao manual das lagartas e de suas pupas quando o ataque for localizado.</p> <p>Amigos, se ns tivermos lagartas espalhadas no campo, inviabilizando a catao manual, a gente pode pulverizar com uma bactria mortal s lagartas, a bactria Bacillus thuringiensis. Essa bactria produzida no Brasil.</p> <p>Contudo, ns temos que pulverizar a nossa lavoura com esta bactria no final do dia, pois os raios ultra violetas do sol da manh mata esta bactria, reduzindo a sua eficincia.</p> <p>Lagarta morta por bactria</p> <p>Amigos, para controlar os caros branco, rajado e vermelho, bem como as lagartas que atacam as plantas de mamoeiro, ns tambm podemos usar um fungo, a Beauveria bassiana. Este fungo tambm fabricado no Brasil.</p> <p>Fungo comercial</p> <p>Ns devemos aplicar 3kg do fungo por hectare, mas sempre em perodos de alta umidade relativa do ar, para que o fungo germine e mate os caros, lagartas e percevejos, e lembrando de pulverizar no fim do dia, pois o sol da manh mata tambm o fungo, o que reduz a sua eficincia.</p> <p>caro esquerda doente e direita sadio.</p> <p>Lagarta morta por fungo</p> <p>Entretanto, amigos, se vocs verem os adultos voando a noite em torno das lmpadas da varanda da casa de voc...</p>