Resumo Reuniao Almoco Jun 2012 Rede Audiovisual

Download Resumo Reuniao Almoco Jun 2012 Rede Audiovisual

Post on 05-Apr-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>7/31/2019 Resumo Reuniao Almoco Jun 2012 Rede Audiovisual</p><p> 1/2</p><p>Texto elaborado por Regina Cunha (permitida a reproduo desde que citada a fonte)</p><p>No dia 4 de junho de 2012, foi realizado o almoo/reunio da Rede de Economia Criativa do</p><p>Audiovisual do RN, na sede do SEBRAE-RN.</p><p>Participaram do encontro vrios representantes do setor, que responderam o formulrio decadastramento disponibilizado online. Para participar da Rede preciso se cadastrar no link:</p><p>https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dERybTJocW9GMTNhNDlGY1Bf</p><p>TlRqRXc6MQ</p><p>O objetivo principal da Rede obter o reconhecimento do audiovisual como um setor</p><p>estratgico e fundamental para o fortalecimento e desenvolvimento scio-cultural,</p><p>educacional e econmico do estado. Com o apoio do SEBRAE-RN e da ABD-RN o coletivo</p><p>colaborativo desenvolver aes que visam fomentar atividades voltadas formao,</p><p>produo, difuso e preservao do audiovisual potiguar. Para a gestora do Projeto Cultural</p><p>pelo SEBRAE-RN, Ctia Lopes, o objetivo capacitar o profissional do setor audiovisual e</p><p>articular a distribuio/veiculao dessa produo no mercado nacional e internacional.</p><p>O almoo marcou um importante momento do coletivo audiovisual potiguar. Revelou que h</p><p>unio do grupo em busca do fortalecimento da Rede que vai trabalhar em prol da defesa dos</p><p>interesses comuns do setor audiovisual dentro do estado do Rio Grande do Norte. No</p><p>prximo encontro da Rede que ser no dia 13/06/2012 - 9 hs - SEBRAE-RN sero definidas</p><p>as prioridades para a criao de programas de capacitao tcnica e formao continuada para</p><p>o aperfeioamento dos integrantes da Rede.</p><p>Outros objetivos tambm sero incorporados, como por exemplo: discusso junto ao poder</p><p>pblico (municipal, estadual e nacional) das questes de captao de recursos oriundos dos</p><p>tributos e isenes fiscais; bem como discusso da ampliao de outras fontes definanciamento, para que os produtores audiovisuais no dependam apenas de recursos</p><p>pblicos.</p><p>Durante o almoo a presidente da ABD-RN, Regina Cunha, apresentou os resultados do</p><p>cadastramento feito por alguns integrantes (veja a apresentao em anexo). A inteno que</p><p>os participantes participem e tambm, em alguns casos, ministrem, oficinas e palestras a</p><p>partir do segundo semestre de 2012.</p><p>Informaes Complementares:</p><p>Rede de Economia Criativa do Setor Audiovisual do RN </p><p> Indivduos com viso empresarial, que com criatividade, geram negciosoferecendo produtos criativos/culturais como vdeos, jogos, games, filmes, entre</p><p>outros produtos audiovisuais.</p><p> Agrupados em economias de escala dividem custos, espao decriao/produo/realizao.</p><p> Competem colaborativamente, compartilhando oportunidades para atividadescriativas, estratgias de vendas e exportao, mercados globais etc. (Ex: Copa do</p><p>Mundo, Olmpiadas).</p></li><li><p>7/31/2019 Resumo Reuniao Almoco Jun 2012 Rede Audiovisual</p><p> 2/2</p><p>Por qu Economia Criativa?</p><p>A partir da crise econmica global, percebeu-se que os pases emergentes conseguiram obter</p><p>melhores resultados com menos problemas. A retomada econmica foi liderada pela China</p><p>(BRICs). O comrcio mundial de bens e servios criativos de 2002 a 2008 revelou resultados</p><p>positivos. Os principais indutores hoje so: Tecnologia (revoluo digital + inovao);Turismo (40% PNB + servios culturais e recreacionais) e Demanda Cultural (jovens e</p><p>idosos).</p><p>Como funciona?</p><p>Transforma ideias em bens tangveis ou intangveis dotados de contedo criativo, valor</p><p>cultural e econmico e objetivos de mercado, gerando ganhos de comrcio e de propriedade</p><p>intelectual.</p><p>Metas - Formar e capacitar; diversificar a oferta dos produtos audiovisuais; e estimular aproduo.</p><p>Debater e aplicar quadro regulatrio (leis, polticas, concorrncia, laborais, propriedade</p><p>intelectual).</p><p>Otimizar vnculos entre criatividade, inovao e negcios; Facilitar arranjos produtivos</p><p>criativos</p><p>Adquirir viso estratgica para potencializar a cooperao no setor.</p></li></ul>