ling port 2

Download Ling port 2

Post on 06-Jun-2015

632 views

Category:

Documents

11 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Presidente da RepblicaLuiz Incio Lula da SilvaMinistro da EducaoTarso GenroSecretrio ExecutivoFernando HaddadSecretria de Educao EspecialClaudia Pereira Dutra

2. MINISTRIO DA EDUCAOSecretaria de Educao Especial , ENSINO DELINGUA PORTUGUESAPARA SURDOS Caminhos para aPrtica Pedaggica Heloisa Maria Moreira Lima SallesEnilde Faulstich Orlene Lcia Carvalho Ana Adelina Lopo RamosPrograma Nacional de Apoio Educao dos Surdos Braslia2004 3. Ensino de lngua portuguesa para surdos : caminhos paraa prtica pedaggica / Heloisa Maria Moreira LimaSalles... [et al] . _ Braslia : MEC, SEESP, 2004.2 v. : il. .__(Programa Nacional de Apoio Educaodos Surdos)1. Educao especial. 2. Educao dos surdos. 3. Ensino dalngua portuguesa. I. Salles, Heloisa Maria Moreira Lima.II. Brasil. Ministrio da Educao. Secretaria de EducaoEspecial. III. Srie. CDU 376.33 4. EQUIPE TCNICAAutorasHeloisa Maria Moreira Lima Salles Doutora em Lingstica Professora da Universidade de Braslia Coordenadora do ProjetoEnilde Faulstich Doutora em Filologia e Lngua Portuguesa Professora da Universidade de BrasliaOrlem Lcia Carvalho Doutora em Lingstica Professora da Universidade de BrasliaAna Adelina Lopo Ramos Mestre em Lingstica Professora da Universidade de BrasliaConsultores Surdos de LIBRASGlucia Rosa de Souza Professora de Lngua Brasileira de Sinais - FENE1SIsaas Leo Machado Flix Professor de Lngua Brasileira de Sinais - APADAAssistentes de PesquisaAdriana Chan Viana Mestranda do Programa de Ps-Graduao em Lingstica - UnB Tcnica Educacional - Ministrio das Relaes ExterioresSandra Patrcia de Faria do Nascimento Mestranda do Programa de Ps-Graduao em Lingstica - UnB Professora da Secretaria de Educao do Distrito FederalRosana Cipriano jacinto da Silva Especialista Lato Sensu em Lngua Portuguesa Professora da Secretaria de Educao do Distrito Federal Professora da CESUBRA - Faculdade ObjetivoIlustradorsaas Leo Machado Flix 5. APRESENTAOEsta publicao faz parte do Programa Nacional de Apoio Educaodos Surdos, que tem como objetivo apoiar e incentivar a qualificaoprofissional de professores que com eles atuam.Pela primeira vez, os professores tero acesso a materiais que tratamdo ensino da Lngua Portuguesa a usurios de LIBRAS.Trata-se de um trabalho indito, muito bem fundamentado e compossibilidades de viabilizar oficinas, laboratrios de produo dematerial por parte dos professores, relacionando, de fato, teoria eprtica.Estamos certos de que a formao adequada de professorescontribuir para a melhoria do atendimento e do respeito diferenalingstica e sociocultural dos alunos surdos de nosso pas.Secretaria de Educao Especial 6. PREFACIOEste livro o resultado da articulao de diversos esforos. parteintegrante do Programa Nacional de Apoio Educao dos Surdos,que pode ser considerado um avano na luta pelo desenvolvimentoacadmico da pessoa surda e pela valorizao de sua condiomulticultural. uma tentativa de reunir informaes colhidas emdiversas fontes, que generosamente se desvendaram para ns, sob aforma de trocas de experincias, discusses, leituras, experimentos,em que se destacam os consultores surdos do projeto, conscientesde seu papel social na promoo da cultura surda, e as professoras/pesquisadoras ouvintes, que prestaram consultoria na questoeducacional do surdo, em diferentes etapas do projeto. enfim umacontribuio de pessoas que h pouco tempo voltaram o olhar paraos surdos, em face de um chamado profissional, que logo setransformou em entusiasmo e desejo de conhecer mais e participardas discusses e aes em benefcio da comunidade surda, na tarefade construir uma sociedade multicultural e fraterna.Concebido como material instrucional para a capacitao de profes-sores de lngua portuguesa da Educao Bsica no atendimento spessoas com surdez, o livro Ensino de Lngua Portuguesa para Surdos:Caminhos para a Prtica Pedaggica parte do pressuposto de que a mo-dalidade vsuo-espacial o canal perceptual adequado aquisio eutilizao da linguagem pelas pessoas surdas, tendo implicaescruciais para seu desenvolvimento cognitivo, sua afirmao social erealizao pessoal, do que decorre ainda o entendimento de que, naadoo do bilingismo, a lngua portuguesa segunda lngua para osurdo.Nossa proposta de reflexo formulada em duas partes: a primeiracompreende trs unidades e aborda a situao lingstica e culturaldo surdo, considerando a aquisio da linguagem em uma perspecti- 7. va biolgica e psicossocial, situando o ensino de portugus comosegunda lngua para os surdos no mbito de polticas de idioma e dalegislao vigente da educao nacional; e propondo a aplicaodessas concepes na definio de abordagens, mtodos e tcnicasa serem adotados no ensino de portugus (escrito) para surdos, emface das necessidades colocadas pelas caractersticas de sua produ-o escrita.A segunda parte consiste de oficinas temticas de projetos educaci-onais voltados para o ensino de lngua portuguesa para surdos, emque se exemplificam algumas etapas dessa elaborao, em particulara reviso terica do tema, a coleta de materiais ilustrativos dos te-mas examinados (situaes reais de fala, imagens, desenhos e ou-tros) e a aplicao de fundamentos tericos e metodolgicos, naformulao de atividades didtico-pedaggicas e no desenvolvimentode tecnologias educacionais. Partindo da simulao de situaes deensino-aprendizagem orientadas para alunos com nvel interme-dirio de portugus, os projetos abordam questes de gramtica ede leitura e produo de textos.No se trata, portanto, de um curso de lngua portuguesa para sur-dos com contedo e progresso fixos. Assumindo-se que os projetoseducacionais devem estar voltados para o desenvolvimento de com-petncias e habilidades no educando, entendemos as sugestes epropostas formuladas neste livro como temas para reflexo, a seremadaptadas, recriadas e mesmo descartadas, em face dasespecificidades de cada situao de ensino-aprendizagem, das exi-gncias de contextualizao e da abordagem interdisciplinar do co-nhecimento, requisitos para a aprendizagem significativa.Nosso desejo que essa reflexo se amplie, abrindo caminhos parao intercmbio de idias, contribuindo para sensibilizar a sociedadeem relao s necessidades educacionais do surdo, o que supe res-peitar sua situao (multi)cultural, promover o estudo cientfico desua problemtica, propor projetos e aes educacionais, desenvol- 8. ver tecnologias que venham atender suas necessidades especiais,em uma perspectiva de divulgao do conhecimento e disponibilizaodemocrtica dos resultados alcanados.Animadas por esses sentimentos idealistas, to presentes na atitudedos educadores, apresentamos nossa contribuio, singela, se con-sideramos que se inscreve em um cenrio de esforos de pessoasque acumulam vasta experincia no assunto e que tivemos a oportu-nidade e a alegria de conhecer, mas tambm sincera, no desejo departicipar, aprender, contribuir para a promoo da pessoa humana,no exerccio de nossa funo social de professoras universitrias,responsveis pela formao e capacitao dos educadores que vointegrar as comunidades acadmicas de nosso pas.Heloisa Maria Moreira Lima SallesCoordenadora do ProjetoBraslia, 17 de outubro de 2002. 9. SUMARIOProjetos Educacionais para o Ensino de Portuguspara Surdos...................................................................................... 17Temas de Teoria do Texto .............................................................. 17Leitura e produo de textos: perspectiva no ensinode portugus como segunda lngua para surdos........................... 181. Consideraes iniciais................................................................... 182. Leitura ...................................................................................... 19 2.1 Conceito................................................................................. 19 2.2 Condies para a realizao da leitura .................................. 20 2.3 Relao entre leitura em portugus L2 e LIBRAS ................. 20 2.4 Procedimentos sugeridos ....................................................... 213. Texto...................................................................................... 23 3.1 Conceito ................................................................................. 23 3.2 Texto e contexto .................................................................... 25 3.3 Estratgias de processamento textual ..................................... 253.3.1 Cognitivas ...................................................................... 263.3.2 Textuais.......................................................................... 263.3.3 Sociointeracionais ......................................................... 27 3.4 Qualidades da textualidade..................................................... 273.4.1 Coeso e coerncia ........................................................283.4.1.1 A coeso textual .................................................... 283.4.1.2 A coerncia textual ................................................303.4.1.3 Coeso e coerncia: outras observaes................ 323.4.1.4 Coeso, coerncia e a escrita dos surdos ...............343.5 Gneros textuais .....................................................................363.5.1 Os gneros textuais no ensino do portugus ................. 383.5.2 Gneros textuais e temas transversais ........................... 393.6 Tipologia textual..................................................................... 393.6.1 Descrio....................................................................... 39 10. 3.6.2 Narrao ........................................................................ 40 3.6.2.1 Elementos estruturais ............................................ 41 3.6.2.2 A fala das pessoas ou personagens........................42 3.6.3 Dissertao.................................................................... 443.7 Relao entre gnero e tipologia textual................................454. Leitura e produo escrita............................................................