Jornal Fala José - 3ª edição

Download Jornal Fala José - 3ª edição

Post on 09-Jul-2015

88 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal produzido na Escola Estadual So Jos - Passos MG

TRANSCRIPT

<ul><li><p>So Jos conquista 2 lugar no Festival Selton Mello de Vdeo</p><p>Blog Fala Jos</p><p>BalanoGeral</p><p>Confira os melhores momentos e projetos do ano de 2010 </p><p>Painel Cultural</p><p>Alunos pem o dedo no teclado e escrevem textos de qualidade</p><p>Literatura e RealidadeConhea um pouco da trajetria </p><p>do autor Euclides da Cunha</p><p>O ano de 2010 foi mais um ano produtivo para a Escola Estadual So Jos. Projetos foram fortificados e muito trabalho realizado. Uma escola emprega muitos funcionrios. A reportagem especial desta edio vai mostrar, porm, quando o trabalho por amor: o trabalho voluntrio. Na comunidade do So Jos muitas pessoas contribuem para a sociedade gratuitamente como o caso do capoeirista Alexandre Duarte Costa, o Xando (foto)</p><p>Voluntariado: O servio por amor</p><p>Pgina 05</p><p>Pginas 03 e 07</p><p>Pgina 03</p><p>Pgina 04</p><p>Pgina 08</p><p>Saiba como o projeto Fala Jos ir virar blog em 2011</p><p>A Escola Estadual So Jos bri-lhou no Festival Selton Mello de Vdeo organizado pela Faculdade de Comunicao de Passos (Facomp FESP/UEMG). O curta-metragem O Anel produzido por alunos do 3 ano do Ensino Mdio conquistou a 2 posio. A coordenao ficou a cargo da professora de Artes, Adriana Beatriz Polez Rocha e do professor de Histria, Fabiano Amorim Cos-ta. Na foto alguns dos participantes na entrega da premiao. Confira!</p><p>Dani</p><p>lo V</p><p>izibe</p><p>liDe</p><p>pto.</p><p> de </p><p>Com</p><p>unic</p><p>ao</p><p> FES</p><p>P|U</p><p>EMG</p><p>Pgina 06</p></li><li><p>J est se tornando tradio: uma vez por ano uma nova edio do jornal Fala Jos com um balano do ano anterior. Com isso faze-mos um registro e uma divulgao do que h de melhor na Escola Estadual So Jos.</p><p>Os desafios so muitos, mas conseguimos lanar a terceira edio. Nunca na histria da escola, um jornal impresso sobreviveu por tanto tempo. Conseguimos nos consolidar como um meio de comu-nicao srio, de aparncia agradvel e seguindo os no-vos padres que o jornalismo impresso vem exigindo frente ao avano da tecnologia.</p><p>A leitura desta edio est permeada de muita cultura e criatividade. Trata-se de produes talentosas de nossos alunos, sejam na arte, na inovao, enfim, em vrias reas do conhecimento humano. Trazemos notcias da boa classificao do So Jos no Festival Selton Mello de Vdeo realizado pela Fundao de Ensino Supe-rior de Passos (FESP/UEMG). O projeto de viagens culturais, que j levou alunos a </p><p>So Paulo, Ouro Preto, Tiradentes e So Joo del-Rei est se consolidando e ganhou espao em nossas pginas. A reportagem especial, a qual aborda o tema do trabalho voluntrio, tambm foi produzida por nossos alunos-reprteres que, a partir de sugestes, produziram um material com muita infor-</p><p>mao interessante! A abor-dagem do tema se deu pela percepo dos professores da importncia de se despertar e cultivar o sentimento al-trusta, colaborando assim, para o desenvolvimento da sociedade, abandonando um pouco o pensamento capita-lista predominante. </p><p>Por fim, a equipe do Fala Jos agradece a todos que se empenham para que este projeto no termine. Que possamos realizar novas edies contribuindo para a memria e para a comunicao dentro da escola que faz de todos que dela participam cidados informados, conscientes e reivindicadores de seus direitos.</p><p>Boa Leitura!</p><p>No livro Ensaio sobre a ce-gueira, Jos Saramago aborda a questo da viso, a responsabili-dade de ter olhos quando outros os perderam, num prisma abran-gente englobando a tica, o respeito ao prximo, as mazelas humanas. Talvez a mensagem principal que fica do livro a certeza da neces-sidade de enxergarmos com o corao. </p><p>Na editoria Perfil desta edio trazemos um exemplo bem carac-terstico. Aos 28 anos, Antonio Carlos Martins perdeu a viso. A perda foi gradativa e comeou com um trauma nos olhos ocasionado por um tombo numa partida de futebol, que promoveu o descola-mento da retina. Depois de vrios tratamentos, inclusive no Hospital So Geraldo, em Belo Horizonte, a triste notcia: nem um transplan-te de crnea resolveria o caso. Mas mesmo assim Antonio Carlos no falta s consultas peridicas com o mdico oftalmologista Wesley Ribeiro Campos, que cuida de seus olhos em Passos.</p><p>Exemplo de superao, o estudante hoje enxerga tudo de uma maneira diferente: com os olhos do corao. A simpatia, a calma, a serenida-de transparecem em Antonio Carlos que hoje est com 40 anos. Depois de conduzido por uma das vice-diretoras at a sala onde a reportagem do Fala Jos faria a entrevista com ele, o papo transcorreu tran-quilo e o texto aqui publicado uma mostra dessa grande personalidade que no se desanimou frente s dificuldades e em 2008 comeou a estudar na Escola So Jos. Dificuldades existem.As construes fsicas no Brasil esto sendo adaptadas h pouco tempo e muitos entremeios no cami-nho so encontrados.</p><p>Antonio Carlos conta todos os dias com a companhia e a ajuda do amigo Raimundo que o leva todos os dias para a escola. Ele tambm estuda na mesma escola e j aproveita e me traz, conta.</p><p>Natural de Passos, mora com um irmo e faz quase todas as tarefas de casa sozinho. Quase todas, porque muitas vezes os familia-res ficam com receio, pelo fato dele no enxer-gar e se machucar. Se deixar at comida eu sei fazer, lembra. O corao no est vazio, isso mostra que realmente este o olho de sua alma. Janana o nome da namorada. </p><p>Durante o dia Antonio Carlos desenvol-ve suas atividades na APAE (Associao de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Passos. L, ele aprendeu a utilizar o mtodo braile. No So Jos alguns livros esto disponveis em braile, mas ele afirma que ainda faltam recursos nesse sentido, como mais exem-plares pois h disciplinas em que no so </p><p>disponibilizados o material especializado. Enfrenta tam-bm a dificuldade de ir ao banheiro sozinho, pois ainda est se adaptando ao prdio da escola. Na APAE eu j consigo ir sozinho, pois l eu j conheo. Quero aprender a ir sozinho tambm no So Jos, explica. </p><p>As provas so realizadas oralmente. Lngua Portuguesa uma das disciplinas que ele mais gosta. Gosto de conhecer os verbos. O conta-to com a tecnologia no fica de lado. Antonio Carlos manuseia sem dificuldades seu celular e o seu sonho fazer um curso de informtica e adquirir um computador adaptado. </p><p> Para finalizar ele deixou um alerta muito importante para o municpio de Passos: falta melhorar a segurana na cidade. Tem muito jovem entrando no crime. Por no enxergar fico com medo de sair rua. </p><p>A Escola Estadual So Jos tem tentado suprir as necessidades de Antonio Carlos e o estudante parece estar satisfeito com o ambiente escolar: um aprendizado no s da parte dele, mas para todos os alunos e princi-palmente para o corpo docente. </p><p>EXPEDIENTE</p><p>QUEM SOMOS NS </p><p>FALA JOS uma publicao experimental da Escola Estadual So Jos, por meio do Projeto Jornalismo na Escola, sob a orientao da Faculdade de Comunicao </p><p>Social de Passos (FACOMP), unidade da Fundao de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) Apoio: Agncia Escola FESP/UEMG</p><p>Antonio Carlos MartinsUm estudante que enxerga com o corao</p><p>PERFIL</p><p>Dan</p><p>ilo V</p><p>izib</p><p>eli</p><p>Conseguimos nos consolidar </p><p>como um meio de comunicao srio</p><p>Exemplo de supe-rao, o estudante </p><p>hoje enxerga tudo de uma maneira </p><p>diferente: com os olhos do corao</p><p>Conseguimos!</p><p>Reportagem: Danilo Vizibeli e Gilza Mendes</p><p>ESCOLA ESTADUAL SO JOS ENSINO FUNDAMENTAL E MDIOCaetano Ingraci Diretor</p><p>Maria Cndida Brando Farjalla Vice-diretoraDurce Vnia da Silva Villaa Vice-diretora</p><p>Zara SantAna Andrade Vice-diretora </p><p>UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAISFUNDAO DE ENSINO SUPERIOR DE PASSOS</p><p>FACULDADE DE COMUNICAO SOCIAL DE PASSOSConselho Curador</p><p>Prof. Fbio Pimenta Esper Kallas PresidenteProf. Manoel Reginaldo Ferreira Vice-presidente</p><p>Frank Lemos Freire Membro </p><p>FacompProf. Selma Cristina Tom Pina Diretora</p><p>EQUIPE JORNAL FALA JOSDanilo Vizibeli Editor e Jornalista Responsvel (MTb 14312/MG)</p><p>Gilza Mendes de Oliveira Professora responsvel </p><p>Renato Carnevalli Elias Diagramao Ivan Dib Barros Projeto Grfico</p><p>Prof. Heliza Faria Orientao do Projeto Grfico/DiagramaoProf. Luciana Grilo Ricardino Colaborao</p><p>Turmas participantes: Alunos do Ensino Mdio 2010</p><p> Impresso: Folha da Manh - Tiragem: 2000 exemplares</p></li><li><p>A Escola Estadual So Jos ser uma das primeiras escolas de Passos e regio a se adaptar s novas ferramentas de comunicao na internet as cibermdias. O projeto Jornalismo na Escola vai dar mais um passo em 2011 com a criao do Blog Fala Jos. </p><p>O projeto do blog um trabalho realizado pelo jornalista Danilo Vizibeli, editor do Jornal Fala Jos, como parte de seu projeto de Mestrado em Lingustica, desenvolvido na Universidade de Franca (UNIFRAN).</p><p>Um dos objetivos promover a interao dos alunos da Escola, por meio das cibermdias, com a parti-cipao de demais alunos de outras escolas que participaro com comentrios e opinies. O coordenador do projeto ir realizar reunies peridicas com os interessados com o auxlio da sala de informtica da escola onde sero discutidas pautas para serem publicadas no blog. Os textos dos alunos sero moderados por Danilo e depois de revisados sero publicados no blog e abertos discusso pblica.</p><p>Os interessados em participar devem procurar a direo da escola ou diretamente o responsvel pelo projeto, atravs do e-mail: danilovizibeli@yahoo.com.br, ou pelo telefone: 3521 2508</p><p>COTIDIANO</p><p>A escola recebeu no dia 26 de novem-bro de 2010 a visita de Ricardo Alvarez, o Ryky, escritor e poeta argentino que viaja pelo mundo promovendo concur-sos de poesias com a premiao dos primeiros lugares, diplomas de partici-pao e a realizao de palestras sobre diversos assuntos.</p><p>Ryky foi eleito Comendador Cultural da Argentina como reconhecimento do seu trabalho de divulgador da Cultura. O poeta passa quatro meses por ano na Argentina e nos demais viaja por todos os cantos do mundo. Possui negcios em Buenos Aires e todos os anos visita a cidade de Ita de Minas para prestigiar um concurso que leva o seu nome e est na sexta edio.</p><p>O poeta visitou a Escola So Jos a convite do professor Antonino Borges da Fonseca e conversou com os alunos do matutino e vespertino.</p><p>Jornalismo na Escola lana o Blog Fala Jos</p><p>No dia 20 de setembro de 2010, os alunos do 3 ano do Ensino Mdio visitaram a Usina Hidreltrica de Furnas acompanhados da professora de Fsica, Helena Maria Baptista Pe-reira Abi-Ramia. O objetivo foi conhecer na prtica a teoria sobre eletricidade adquirida em sala de aula. </p><p>A equipe foi recebida por funcionrios de Furnas que apresentaram os princpios de funcionamento de uma usina e da transmisso da energia gerada, com a apresentao de vdeos, painis e maquetes.</p><p>Turmas visitam hidreltrica</p><p>Comendador Cultural da Argentina visita a escola Visita ao Centro de Cincias </p><p>e Palcio da Cultura Com a finalidade de despertar atravs de aes prticas o inter-esse dos alunos para as reas de Cincias, Fsica e Histria os alu-nos do 7 Ano V1 e 7 Ano V2 visitaram o Centro de Cincias da FESP e o Palcio da Cultura (antigo Frum). O passeio aconteceu no dia 12 de agosto de 2010 e terminou com a degustao de sorvetes. Os alunos participaram de experincias interessantes no Centro de Cin-cias como destaca a foto. Os professores Agnaldo Lus Bernardes, Diana Caro-lina Souza e Jean Francisco de Oliveira, coordenadores da atividade ressaltam que o contato direto com evidncias e manifestaes culturais desperta nos estudantes o sentimento de valorizao do patrimnio cultural e das cincias.</p><p>Ricardo Alvarez na foto com o aluno Gilvan Mariano que vestiu a camisa da Argentina em sua homenagem</p><p>Arqu</p><p>ivo </p><p>E.E.</p><p> So</p><p> Jos</p><p>Arqu</p><p>ivo </p><p>E.E.</p><p> So</p><p> Jos</p><p>Curso de Aprofundamento oferecido no noturno</p><p>A Escola So Jos iniciou em 2010 o curso de aprofundamento de estudos para alunos dos 2 e 3 anos do Ensino Mdio do perodo matutino. Formaram-se duas turmas, com aulas no perodo noturno. O objetivo desse curso oferecer apoio para que os alunos aprofundem seus conhecimentos e possam se destacar em concursos pblicos, cursos tcnicos e nos vestibulares. </p><p>Alunos do 1 ano do Ensino Mdio estudam Espanhol</p><p>Os alunos do 1 ano do Ensino Mdio esto tendo a oportunidade de estudar Espanhol num horrio extraclasse. O curso ministrado pelo professor Renato Hollanda da Silva discute noes introdutrias da lngua e seus aspectos gramaticais e prticos. um caminho para que os estu-dantes possam aprender o idioma e fazer contato com outros estudantes da Amrica Latina, contou o professor responsvel.</p><p>Lngua Portuguesa na prticaO professor de Lngua Portuguesa do per-</p><p>odo noturno, Jos dos Reis Santos, coordena diversos projetos com o objetivo de mostrar aos alunos a importncia do idioma portugus para a prtica da comunicao no dia-a-dia. Com o apoio do Sindicato dos Eletricitrios de Furnas e DME (Sindefurnas) foi lanado um livro com parte dos textos produzidos por alunos de algumas turmas da escola, a exemplo de anos anteriores. </p><p>Em 2010 foram explorados no Projeto Pe-quenas Histrias do Cotidiano, os gneros de contos e crnicas em duas turmas (2 EF1 e 9 N1) e histria em quadrinhos no 3 EF2. </p><p>Outro projeto que teve grande repercusso foi o Projeto Rdio Escola, na turma do 2 N1, o qual possibilitou o trabalho da lngua nas modalidades oral e escrita. O projeto desenvolveu objetivos especficos, como o de pesquisa de um tema, de esprito de equipe e de reflexo sobre os vrios aspectos que compem nossa realidade. </p><p>Somado a isso, houve um crescimento na autoestima de cada aluno, ao notar que ele tambm pode fazer, proporcionalmente, o que muitos segmentos da sociedade conse-guem fazer de forma profissional, frisou o professor Jos Reis.</p></li><li><p>Alunos do 3 ano do Ensino Mdio da Escola Estadual So Jos viajaram para a cidade de So Jos do Rio Pardo (SP) em 20 de agosto de 2010. Nessa cidade os estudantes conheceram melhor a vida e obra de Euclides da Cunha, autor do livro Os Sertes atravs do acervo da Casa Euclidiana.</p><p>Os alunos passaram o dia envolvidos na histria dessa obra literria, a qual conside-rada a mais importante do escritor.</p><p>Todos que participaram da viagem, alunos e professores, perceberam a relao de amor que existe entre a cidade e Euclides, que era tambm engenheiro, historiador e reprter, natural de Cantagalo (RJ). </p><p>Todos os anos acontece no municpio uma semana em homenagem a Euclides da Cunha, chamada de Semana Euclidiana, que neste ano est na 98 edio, em que ocorrem eventos culturais, esportivos, desfile cvico/militar, teatro a cu aberto. quando a obra de Euclides descortinada em suas vrias manifestaes e os ciclos de estudos, os quais so considerados os maiores do pas, pois congregam alunos desde a 3 srie do ensino fundamental at doutores das diversas reas acadmicas.</p><p>Na ocasio, os estudantes visitaram a Casa de Cultura Euclides da Cunha, tiveram todas as dvidas respondidas e acesso a tudo que se encontra nesse museu, que tem como objetivo divulgar a vida e obra do escritor e tambm dispe de um valioso acervo para pesquisas e estudos.</p><p>O escritor, que em 1902 se mudou para a cidade para acompanhar a reconstruo da ponte sobre o Rio Pardo, a qual desmoronou logo aps sua inaugurao, devido a um de-clnio no leito do rio, redigiu Os Sertes na chamada Cabana de Zinco, localizada beira </p><p>Euclides nasce no dia 20 de janeiro de 1866, na Fazenda Saudade, em Cantagalo, regio serrana no Vale do Rio Paraba do Sul, na provncia do Rio de Janeiro, onde viveu at os trs anos, quando...</p></li></ul>