edição - 116

Download Edição - 116

Post on 01-Aug-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • Prefeitos de Barueri, Osasco e Parnaba revelam principais projetos para 2011

    planos

    cotia> Pgina13

    cotia> Pgina13cotia> Pgina13 cotia> Pgina13

    poltica> Pgina 6 e 7

    PT deve lanar o vereador

    Agnrio Nri na disputa prefeitura

    de Barueri

    Gil Arantes confirma

    que Jacques Munhoz est

    entre os cotados para ser

    Projetos que contemplam o virio, a educao e a reestru-turao urbanstica dos muni-cpios esto entre as metas dos prefeitos da regio para 2011. Em Barueri, Rubens Furlan pre-tende tirar do papel o plano de construo de acesso Rodovia Castello Branco a partir da Mar-cos Penteado de Ulha Rodri-gues, em Tambor. Em Santana de Parnaba, o

    prefeito Silvinho Peccioli quer implantar o programa Bolsa Edu-cao, que vai beneficiar fam-lias carentes com filhos matricu-lados na rede pblica de ensino. O benefcio estar vinculado frequncia e aproveitamento escolar dos alunos. O prefeito de Osasco Emidio de Souza vai priorizar a restru-turao da regio central e a Lei Cidade Limpa. Pgina 5

    Shoppings tero horrio especial a partir da prxima semana

    Shoppings tero horrio especial a partir da prxim

    Shoppings tero horrio especial a partir da prxim

    Shoppings tero horrio especial a partir da prxima semana

    compras> Pgina 9

    compras> Pgina 9compras> Pgina 9 compras> Pgina 9

    fO

    xf

    ilm

    AlPhAvilleTAMBorAldeiA dA SerrAGrANJA viANA So FrANciScoBArueri SANTANA de PArNABAcoTiAoSAScoiTAPevi

    Terceiro filme da srie As Crnicas de Nrnia chega em 3D

    Terceiro filme da srie As Crnicas de Nrnia chega em 3D

    cinema> Pgina 18cinema> Pgina 18

    Publisher: Cludia Azevedo

    www.girosa.com.br

    Ano III - n 116Sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

    Dia do Bem em Barueri nesta sexta-feira (10)Nesta sexta-feira (10), lembrado o Dia do Bem em Barueri. A data, criada em 2007 pela Prefeitura, serve como estmulo comunidade para o engajamento em aes de solidariedade, como a arrecadao de alimentos, brinquedos e livros, entre outros, para a cidade de Berilo (foto) e a ajuda a projetos do Grupo de Apoio ao Adolescente e Criana com Cncer- GRAACC. As aes so coordenadas pela primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Snia Furlan. A Comitiva do Bem, que estava em Berilo desde o dia 5, volta a Barueri nesta sexta-feira (10). Pgina 8

    TAD

    eu

    Br

    uN

    ell

    i

  • opinio

    Diante da morosidade do Poder Judicirio, se decidiu pela criao de um novo C-digo de Processo Civil, que atendesse a todos os anseios e clamores populares, inclusi-ve dos operadores do direito.Entretanto, inicialmente, j se verifica alguns pontos negativos na presente refor-ma, a falta de tempo na sua elaborao, na pouca discus-so dos temas, ausncia de consultas aos rgos, institui-es e entidades, OAB, IASP, AASP, faculdades, abrindo verdadeiramente ao debate.Aspecto importante seria a criao de uma comisso de juristas que partam de dados tcnicos para elaborao de novos instrumentos e no de sugestes pessoais, tendo em vista que a implementao de um cdigo novo uma tarefa de cidadania e no de defesa de concepes tericas prprias.Ponto de extrema rele-vncia que a reforma pro-cessual deveria conter em suas disposies, instrumen-tos hbeis e capazes de tornar o processo um meio eletrni-co, como por exemplo, so os bancos atualmente.Isto porque, verdadeira-mente, o futuro eletrnico, nada mais sensato seria, que a nova estrutura no nosso processo, fosse baseada no processo digital, sistemati-zando todas as fases proces-suais, facilitando o acesso e o trabalho dos operadores do

    direito, mas sobretudo, per-mitindo a celeridade e econo-mia processual que tanto se vem buscando.Alis, inconteste que a processo digital permite in-meras possibilidades e deve-ria ser alvo de aprimoramen-to e maior estudo, contudo, se verifica que o novo cdigo, em muitas oportunidades, se limita a mencionar como pos-svel a forma eletrnica, con-dicionando-a, ainda, edio ou remisso a lei especial.Ora, a reforma era o mo-mento de institucionalizar a forma eletrnica e no apenas ser uma mera possibilidade e mais, deveria institucionaliz-la com todas as regras, eis que o Cdigo o principal arca-bouo jurdico do processo.

    Enfim, a reforma torna possvel a outorga de poderes por procurao na forma ele-trnica, mas se esquece que as partes normalmente no possuem certificao digital, permite a citao eletrnica, mas no demonstra como ser realizada a sua validade, muito menos o incio do pra-zo de defesa, permite a expe-dio de cartas precatrias, rogatrias no meio eletrni-co, mas no esclarece como ela funcionaria.Alm disso, perde a opor-tunidade de institucionalizar que todos os atos processu-ais, inclusive dos servidores, sejam na forma eletrnica, inclusive abrindo espao para

    delinear como sero produzi-das as provas eletrnicas.De outra banda, parece, ao nosso ver, retrocesso a necessidade de intimao ex-clusivamente pessoal na exe-cuo de sentenas judiciais, mesmo com manuteno do cadastro do endereo, eis que foi grande avano a intimao na pessoa do advogado.Outro ponto que merece nossa profunda ateno, e a possibilidade da inverso da forma de colhimento da pro-va, deixando ao cargo do Juiz escolher, ao seu entender a melhor forma, instituciona-lizando, um processo sem regras, o que no deveria ser o objetivo de um Cdigo, que visa institucionalizar regras hbeis e capazes de facilitar e criar um procedimento.Algo interessante sinali-zado na reforma a criao de incidente de coletivizao das causas repetitivas, to-mando apenas o cuidado de verificar cabalmente a repeti-o do caso, sob pena de vio-lar direitos individuais.Ademais, o fortalecimento da fase cognitiva poder dar uma maior segurana ao pro-cesso, evitando-se recursos que determinam o regresso dos autos para fases iniciais.Em suma, apesar do Cdi-go j estar em votao, enten-demos que o processo para a implementao das novas regras deveria ser melhor elaborado, de modo que cons-

    editorial

    Onde encontrar oDistribuio gratuita s sextas-feiras | 30 mil exemplaresNos princpais semforos, centros empresariais e comerciais de Barueri e Santana de Parnaba (Alphaville, Tambor, Aldeia da Serra), Cotia (Granja Viana), Osasco (So Francisco, Parque dos Prncipes, Parque Continental, Vila Yara, Adalgisa, Campesina, Jd. Guadalupe) e Itapevi, alm de orgos pblicos, bancas, restaurantes, cafs, padarias, postos de combustvel, shoppings centers, escolas e faculdades.

    Chegamos ltima edio do ano com a sensao vida dos brasileiros.

    No basta aumentar a expectativa de vida. preciso chegar l melhor, com mais sade e em plena atividade. Uma questo de atitude!

    Cludia Azevedo Publisher

    Diretor Executivo: J.C. Rocha | Publisher: Cludia AzevedoEditora-chefe: Graziela Costa MTB 26268 [jornalismo@girosa.com.br] | Editor de Arte: Anderson Novais | Departamento Comercial: comercial@girosa.com.br - Calada dos Cravos, n 130, Centro Comercial Alphaville, Barueri - Tel. 4208-3777. CEP - 06453-053 | Verso on-line na ntegra a partir da zero hora de sexta-feira. www.girosa.com.br | Impresso: Atlntica Grfica e Editora. O Giro S/A uma publicao semanal da Editora Alphasete & Comunicao Ltda. | Tiragem: 30 mil exemplares.

    Pontos polmicos inseridos na reforma do Cdigo de Processo Civil

    E-mail da redao: jornalismo@girosa.com.br

    artigoGuilherme Matos Cardoso e Luciana Mellario do Prado

    2Sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

    agendas/a

    trussemos um Cdigo verda-deiramente capaz de mudar a realidade atual, a fim de que as novas regras no entrassem em vigor ultrapassadas, tal como ocorreu no Cdigo Civil.Deste modo, sinalizamos neste breve apanhado alguns dos pontos que entendemos que mereceriam destaques sobre os novos procedimen-tos, fincando um alerta sobre as possveis conseqncias

    de uma aprovao no incio do ano, mesmo com a prov-vel vacatio legis de um ano, tal como foi do Cdigo Civil.Guilherme Matos Cardoso e Luciana Mellario do Prado so advogados de De Vivo, Whitaker, Castro e Gonalves Advogados, ambos especialistas em direito processo civil e direito empresarial.

    No domingo (19), o Carrefour reinaugura seu hipermercado no Tambor. As obras contemplaram alterao no layout, ampliao dos servios oferecidos nas galerias, alm de um estacionamento com entrada exclusiva pela Alameda Araguaia, com mais de 500 vagas. Para o Grupo, o novo hipermercado deve trazer um incremento de 20% no atual nmero de clientes. Foram investidos R$ 15 milhes nas intervenes.

    No domingo (19), das 9h s 14h, o Centro Comercial Alphaville realiza a 5 Edio do Alpha Classic, exposio de carros antigos. O evento acontece na Praa das Orqudeas. Participao gratuita.

    No sbado (18), s 20h, o Cine Teatro Coronel Raymundo, em Santana de Parnaba, apresenta a comdia Amanh Natal. J

    no domingo (19), s 16h, a vez da pela Contos de Natal. Entrada franda. Informaes 4154-4447.

    No sbado (18), s 20h, o Teatro Municipal de Barueri apresenta o 1 Concerto da Barueri Marching Band, sob regncia do maestro Almir Santana Abreu. Entrada franca. Informaes 4198-0972.

    No domingo (19), s 16h, o Museu Municipal de Barueri apresenta mais uma edio do Causos e Contos com a pea Desabafo Natalino. Entrada franca. Informaes 4198-5975.

    At 18 de maro de 2011, de segunda a sexta-feira, das 10h s 19h, A Casa Museu do Objeto Brasileiro recebe a Exposio morena do povoado de Poxica. Informaes 3814-9711

    entreaspas

    Sempre confiei na Justia DEPUTADO FEDERAL PAULO MALUF (PP-SP), NESTA QUINTA-FEIRA (16) AO RECEBER A NOTCIA DE QUE O TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL LIBEROU SEU REGISTRO DE CANDIDATURA QUE HAVIA SIDO NEGADO A PEDIDO DO MINISTRIO PBLICO POR CONTA DE UMA CONDENAO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

    Claro que parlamentar tem que ganhar bem e ter condies dignas de exercer o mandato. Repor perdas de inflao defensvel. M