116 116 2009 julho geotecnia - nbsp;· geotecnia 116 julho 116 2009. ... 1–introduÇÃo...

Download 116 116 2009 Julho GEOTECNIA -  nbsp;· GEOTECNIA 116 Julho 116 2009. ... 1–INTRODUÇÃO Quemestudaeprojectaobrassubterrâneas,emespecialtúneisconstruídosemmeiosdensa-mentepovoados,

Post on 01-Feb-2018

220 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • GEOTECNIARevista Luso-Brasileira de Geotecnia

    Sociedade Portuguesa de Geotecnia

    Associao Brasileira de Mecnica dos Solos e Engenharia Geotcnica

    Associao Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental

    3 Retroanlise 3D do tnel do trmino de Odivelas. Anlise do riscode danos em edifcios adjacentesGonalo Diniz Vieira e Jorge Almeida e Sousa

    25 Resistncia ao cisalhamento de interface entre geossintticos de reforoe solo de cobertura de aterros sanitriosHeraldo Nunes Pitanga, Jean-Pierre Gourc e Orencio Monje Vilar

    39 Alguns resultados de ensaios de fluncia e rotura em fluncia traco de geossintticosAntnio Miguel Paula, Margarida Pinho-Lopes e Maria de Lurdes Lopes

    65 Avaliao da efetividade do encapsulamento de um solo contaminadopor borra oleosa cidaJos Waldomiro Jimnez Rojas, Karla Salvagni Heineck,e Nilo Cesar Consoli

    83 Aplicao em laboratrio de tcnicas de biorremediao em um soloresidual contaminado com diesel e biodieselLiliane R. R. Meneghetti, Antnio Thom, Norimar Denardin,Vincius Girardello e Vagner S. Bert

    99 Caracterizao e comportamento mecnico de resduos slidos pr-tratadosJos Antonio Cancino Calle, Maurcio Ehrlich e Claudio Fernando Mahler

    GEOTECNIA

    116

    Julho2009116

  • GEOTECNIA Revista Luso-Brasileira de GeotecniaSociedade Portuguesa de GeotecniaAssociao Brasileira de Mecnica dos Solos e Engenharia GeotecnicaAssociao Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental

    N. 116 Julho 2009

    COMISSO EDITORIAL 2009-2010

    Distribuio gratuita aos membros da SPG, da ABMS e da ABGE.Edio parcialmente subsidiada pelo LNEC, FCT.Execuo grfica: Impresso na Cor Comum em Portugal.ISSN 0379-9522 Depsito Legal em Portugal: 214545/04

    Alexandre Pinto, JetSJ Geotecnia LisboaAlexandre Tavares, FCTUC CoimbraA. J. Correia Mineiro, FCT-UNL CaparicaA. Pinto da Cunha, LNEC LisboaAdriano Virgilio Damiani Bica, UFRGS Porto AlegreA. Viana da Fonseca, FEUP PortoAnna Laura L. da Silva Nunes, UFRJ Rio de JaneiroAntnio Pinelo, IEP AlmadaBenedito S. Bueno, USP So CarlosCelso Lima, Hidrorumo PortoCezar Augusto Burkert Bastos, FURG PelotasDario Cardoso de Lima, UFV ViosaE. Amaral Vargas Jr., PUC-RIO Rio de JaneiroE. Maranha das Neves, IST LisboaEdezio Teixeira de Carvalho, UFMG Belo HorizonteEduardo Antonio Gomes Marques, UFV ViosaEly Borges Frazo So PauloEmlio Velloso Barroso, UFRJ Rio de JaneiroF. Guedes de Melo, Consulgeo LisboaFernando A. B. Danziger, UFRJ Rio de JaneiroFernando Saboya, UENF Campos do GoytacasesFrancis Bogossian, Geomecnica Rio de JaneiroFrederico Garcia Sobreira, UFOP Ouro PretoJ. Almeida e Sousa, FCTUC CoimbraJ. Bil Serra, LNEC LisboaJ. de Oliveira Campos, UNESP So PauloJ. Delgado Rodrigues, LNEC LisboaJorge Vasquez, EDIA BejaJ. Vieira de Lemos, LNEC LisboaJos F. T. Juc, UFPe RecifeJos Mateus de Brito, Cenorgeo LisboaJos Neves, IST Lisboa

    Laura Caldeira, LNEC LisboaLindolfo Soares, USP So PauloLuis de Almeida P. Bacellar, UFOP Ouro PretoLuiz Antnio Bressani, UFRGS Porto AlegreLuiz Ferreira Vaz, Themag So PauloLuiz Nishiyama, UFU UberlndiaLus Leal Lemos, FCTUC CoimbraLus Ribeiro e Sousa, LNEC LisboaM. Matos Fernandes, FEUP PortoMaria da Graa Lopes, ISEL LisboaMarcus P. Pacheco, UERJ Rio de JaneiroMargareth Mascarenhas Alheiros, UFPe RecifeMaria Eugnia Boscov, USP So PauloMaria Lurdes Lopes, FEUP PortoMaurcio Ehrlich, UFRJ Rio de JaneiroMilton Vargas, Themag So PauloNuno Grossmann, LNEC LisboaNuno Guerra, FCT-UNL CaparicaOsni Jos Pejon, USP So CarlosOswaldo Augusto Filho, USP So CarlosPedro Sco e Pinto, LNEC LisboaR. F. de Azevedo, UFV ViosaRenato Pinto da Cunha, UnB BrasliaRicardo Oliveira, Coba LisboaRomero Csar Gomes, UFOP Ouro PretoRui M. Correia, LNEC LisboaTcio M. Campos, PUC-Rio Rio de JaneiroTelmo Jeremias, LNEC LisboaTiago Miranda, U.Minho GuimaresWaldemar Hachich, USP, So PauloWilson Shoji Iyomasa, IPT, So Paulo

    SPGa/c LNEC

    Av. do Brasil, 1011700-066 Lisboa, PortugalTel.: (+351) 21 844 33 21Fax: (+351) 21 844 30 21e-mail: spg@lnec.pthttp://www.lnec.pt/SPG

    ABMS

    Av. Prof. Almeida Prado, 532IPT Prdio 5405508-901 So Paulo, BrasilTel./Fax: (+55.11) 3768 7325e-mail: abms@abms.com.brhttp://www.abms.com.br

    ABGEAv. Prof. Almeida Prado, 532IPT Prdio 5905508-901 So Paulo, BrasilTel.: (+55.11) 3767 4361Fax: (+55.11) 3719 0661e-mail: abge@ipt.brhttp://www.abge.com.br

    A Revista GEOTECNIA foi publicada pela primei-ra vez em Junho de 1971, tendo como fundadorlpio Nascimento e primeiro Director Jos Folque.Desde esta data tem vindo a publicar-se ininterrup-tamente, editando, em mdia, trs nmeros por ano.A partir de Maro de 2007 passou a ser editadaconjuntamente pelas Sociedades de Geotecnia dePortugal e Brasil: SPG, ABMS e ABGE.

    DIRECTOR:Antnio Silva Cardoso, FEUP

    DIRECTOR - ADJUNTO:Newton Moreira de Souza, UnB

    COMISSO EXECUTIVA:Jaime Alberto dos Santos, ISTArmando Nunes Anto, FCT/UNLMrcio Muniz de Farias, UnBMaria Giovana Parizzi, UFMG

    INSTRUES PARA APRESENTAO DE ORIGINAIS

    Os trabalhos a publicar na revista so classificados como Artigos, Notas Tcnicas e Discusses deartigos anteriormente publicados na revista Geotecnia. Artigos que descrevam o estudo de casos de obraenvolvendo trabalho original relevante na prtica da engenharia civil so particularmente encorajados.

    Entende-se por Nota Tcnica a descrio de trabalho tcnico-cientfico cujo grau de elaborao no estsuficientemente avanado para dar lugar a um artigo, no devendo ter mais do que 10 pginas.

    A deciso de publicar um trabalho na revista compete Comisso Editorial, competindo-lhe tambm arespectiva classificao. Cada trabalho ser analisado por pelo menos trs revisores.

    A submisso dos trabalhos revista Geotecnia dever ser efectuada atravs da pgina electrnica com oendereo http://www.revistageotecnia.com. Atravs dessa plataforma, far-se- a comunicao entre a direcoda revista, o corpo editorial e os autores para a reviso dos trabalhos.

    A redaco dos trabalhos dever respeitar os seguintes pontos:1. Os trabalhos devem, como regra, ser apresentados em portugus e redigidos na terceira pessoa.2. O trabalho deve ser enviado em suporte informtico. Est disponvel na pgina electrnica anterior-mente referida um template para Microsoft Word que o autor poder utilizar. O ttulo, o(s) nome(s)do(s) autor(es) e o texto do artigo (incluindo figuras, tabelas e/ou quadros) devem ser guardados nosuporte informtico em ficheiro nico e devidamente identificado.

    3. O Ttulo do trabalho no deve exceder 75 caracteres incluindo espaos, devendo ser apresentado emportugus e ingls.

    4. A seguir ao ttulo deve(m) ser indicado(s) o(s) nome(s) do(s) autor(es) e em rodap um mximo detrs referncias aos seus graus acadmicos ou cargos profissionais.

    5. Cada artigo deve iniciar-se por um resumo informativo que no deve exceder as 150 palavras, e queser seguido de traduo livre em ingls (abstract). Logo a seguir ao resumo/abstract devem ser indi-cadas trs palavras-chave que indiquem o contedo do artigo.

    6. Em princpio os artigos no devem exceder as 30 pginas.7. As figuras devem ser fornecidas includas no ficheiro do artigo e na sequncia adequada. As figurasdevem ser a preto e branco. Os autores devero garantir, na sua preparao, que linhas e smbolos solegveis no formato de impresso.

    8. As equaes devem ser numeradas junto ao limite direito da folha.9. Todos os smbolos devem estar, dum modo geral, em conformidade com a lista publicada no volume dosProceedings of the Nineth International Conference on Soil Mechanics and Foundation Engineering(Tquio 1977) e com a lista de smbolos organizada em Maro de 1970 pela Commission onTerminology, Symbols and Graphics Representation da Sociedade Internacional de Mecnica dasRochas.

    10. As referncias bibliogrficas no meio do texto devem ser feitas de acordo com a Norma PortuguesaNP-405 de 1996, indicando o nome do autor (sem iniciais) seguido do ano de publicao entre parn-tesis [por exemplo: Skempton e Henkel (1975) ou Lupini et al. (1981)]. No caso de mais de uma refer-ncia relativa ao mesmo autor e ao mesmo ano, devem ser usados sufixos a), b), etc.

    11. O artigo deve terminar com uma lista de referncias bibliogrficas organizada por ordem alfabtica donome (apelido) do primeiro autor, seguido do(s) nome(s) do(s) outro(s) autor(es), e caso o(s) haja, do anode publicao, do ttulo da obra, editor e local (ou referncia completa da revista em que foi publicado).

    12. S sero aceites discusses de artigos publicados at seis meses aps a publicao do nmero darevista onde este se insere. As discusses sero enviadas ao autor, o qual poder responder. Discus-ses e Respostas sero, tanto quanto possvel, publicadas conjuntamente.

    13. O ttulo das discusses e da resposta o mesmo do artigo original, acrescido da indicao Discus-so ou Resposta. Seguidamente, deve constar o nome do autor da discusso ou da resposta, deacordo com o estabelecido no ponto 4.

    14. As instrues para publicao de discusses e respostas so idnticas s normas para publicao de artigos.

    Outras informaes e esclarecimentos podem ser pedidos para:Secretariado da Sociedade Portuguesa de Geotecnia SPG, a/c LNECAv. Brasil, 1011700-066 Lisboa PortugalE-mail: spg@lnec.pt

  • NDICE

    3 Retroanlise 3D do tnel do trmino Gonalo Diniz Vieirade Odivelas. Anlise do risco de Jorge Almeida e Sousadanos em edifcios adjacentes

    25 Resistncia ao cisalhamento Heraldo Nunes Pitangade interface entre geossintticos Jean-Pierre Gourcde reforo e solo de cobertura Orencio Monje Vilarde aterros sanitrios

    39 Alguns resultados de ensaios Antnio Miguel Paulade fluncia e rotura em fluncia Margarida Pinho-Lopes traco de geossintticos Maria de Lurdes Lopes

    65 Avaliao da efetividade Jos Waldomiro Jimnez Rojasdo encapsulamento de um solo Karla Salvagni Heineckcontaminado por borra oleosa cida Nilo Cesar Consoli

    83 Apli