biblia lider

Download Biblia lider

Post on 06-Jul-2015

253 views

Category:

Spiritual

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. NDICE Prefcio ..............................................................................1 Instrues para uso deste material......................................3 Introduo ao Antigo Testamento......................................4 1. Vale a pena ler o Antigo Testamento? .........................22 2. J: soberania e dor........................................................30 3. Deuteronmio: um sabor agridoce...............................40 4. Salmos: espiritualidade em cada nota .........................47 5. Eclesiastes: fim da sabedoria .......................................58 6. Profetas: resposta de Deus para o mundo ....................66 7. Isaas: a nao e o servo...............................................76 Bibliografia ......................................................................85

2. Comunidade Presbiteriana Chcara Primavera Ministrio de Grupos Pequenos Agosto de 2011 Produzido para uso interno Contatos: grupospequenos@chacaraprimavera.org.br www.chacaraprimavera.org.br (19) 3254-4500 Equipe de produo Texto Ana Lusa de Mello e Silva Marco Antonio Gomes Da Silva Newton R. B. Oppermann Superviso e reviso Jonathan Lus Hack Marco Antonio Gomes Da Silva 3. A Bblia que Jesus lia 1 Prefcio Estudaremos nos grupos pequenos, nessa srie que voc tem em mos, o Antigo Testamento, que a Bblia que Jesus lia. Ser uma experincia gostosa, como se estivssemos deslizando graciosa- mente sobre um lago congelado. Particularmente, tenho um enorme prazer em apresentar esse material amplamente pesquisado e escrito por vrias pessoas. O ttulo muito desafiador e a escolha de escrever cada estudo, feita por Deus. A denominao Antigo Testamento o modo pelo qual nos re- ferimos primeira parte da Bblia. A expresso testamento vem do latim testamentum, traduo do hebraico berit e do grego diatheke, significando pacto, acordo, contrato, aliana. Tudo isso est ligado ideia da aliana feita entre Deus (Jav) e Israel, atravs de Moiss. O Antigo Testamento (AT) uma coleo de livros que o povo de Deus reconheceu como Sagradas Escrituras reveladas pelo prprio Senhor. Esta coleo chegou at ns por meio do judasmo, e tambm o cristianismo e o islamismo reconhecem estes livros como sagrados. Com a vinda de Jesus e sua nova aliana (Novo Testamento), a expresso Antigo Testamento foi usada para designar os tempos ante- riores a Cristo (veja 2Co 3:14). O AT a escritura usada pelos cristos no princpio, pois so- mente aos poucos que foi surgindo o Novo Testamento. O prprio Jesus reconhece e reafirma a autoridade do Antigo Testamento como Palavra de Deus. Num sentido mais restrito, o AT a histria do povo de Deus diante do pacto com seu Deus. Esta histria marcada pela fidelidade de Deus mas, por outro lado, pela infidelidade constante do povo. Essa infidelidade traz, sucessiva e inevitavelmente, um merecido cas- tigo. Mesmo assim Deus continua fiel aliana feita com seu povo. 4. 2 A Bblia que Jesus lia O Novo Testamento (NT), porm, marca o incio da nova alian- a (por isso, Novo Testamento). Esta no baseada em sangue de bodes e de carneiros, como a antiga, mas no sangue do Filho, Jesus. O AT a preparao de Deus para o NT; a antiga aliana nos conduz nova aliana! Mas o AT no pode ser compreendido completamente sem a luz do NT sobre ele. Os dois, juntos, formam uma nica revela- o do plano de Deus para seu povo! De igual modo, o AT que tor- na o NT compreensvel e aceitvel; a segunda parte da Bblia s pode ser entendida luz da revelao da primeira. Jesus disse queles que no criam ser ele o Messias: Se vocs cressem em Moiss, creriam em mim, pois ele escreveu a meu respeito (Jo 5:46). Cristo abriu a mente dos discpulos para o entendimento das Escrituras (Lc 24:25). Tambm Paulo argumenta sobre o vu que cobre as mentes dos judeus quando leem o AT e diz que este vu s retirado em Cristo (2Co 3:14). Existe, portanto, no Antigo Testamen- to um contedo que somente a f crist est em condies para com- preender e julgar.1 Concluindo, quero destacar que o Antigo Testamento: a histria que prepara o advento de Cristo; a histria das intervenes de Deus na vida do homem pa- ra realizar seu plano redentor; uma exposio doutrinria e religiosa que prepara o sur- gimento do cristianismo; uma pedagogia religiosa: a lei nos conduz at Cristo; uma figura do Novo Testamento. Bem, ento vamos encarar este desafio de estudar o Antigo Tes- tamento, a Bblia que Jesus lia. Marco Antonio Gomes Da Silva 1 Teodorico Balarini, Introduo bblica, p. 25. 5. A Bblia que Jesus lia 3 Instrues para uso deste material Os temas e as datas listados abaixo apresentam o calendrio previsto para uso desse material nos grupos pequenos: 2 a 4 | agosto = Vale a pena ler o AT? 9 a 11 | agosto = J, soberania e dor. 16 a 18 | agosto = Deuteronmio, um sabor agridoce. 23 a 25 | agosto = Salmos, espiritualidade em cada nota. 30 | agosto a 1 | setembro = Eclesiastes, fim da sabedoria. 6 a 8 | setembro = Profetas, resposta de Deus ao mundo. 13 a 15 | setembro = Isaas, a nao e o Servo. O material de cada encontro seguir o padro abaixo: Objetivos: conceitos chaves abordados no estudo; Introduo ao assunto em questo; Estudo: Conjunto de perguntas para debater o assunto; Para refletir e praticar; Leituras sugeridas para o prximo encontro; Lista de oraes: espao para anotar os motivos de oraes do grupo naquele encontro; Lista de presena: espao para registrar as presenas dos par- ticipantes naquele encontro. Marco Antonio Gomes Da Silva 6. 4 A Bblia que Jesus lia Introduo ao Antigo Testamento Leio a Bblia como qualquer leitor comum, interagindo com o contedo, procurando entender a inteno do autor. Por ganhar a vida como escritor, dou uma espiada por trs das cortinas para especular a razo na qual o autor usou determinada ilustrao, escolheu uma metfora incomum ou comeou aqui e no ali.2 A Bblia pode ser descrita como uma coleo de livros escri- tos que a igreja reconhece como inspirados; ns os chamamos de Es- crituras, Escritura Sagrada ou de Testamentos (Antigo e Novo). A palavra Bblia vem at ns do grego atravs do latim. A ex- presso grega ta biblia, que quer dizer os livros. No latim tardio, a palavra tomada por emprstimo biblia (plural neutro em grego) foi considerada como um substantivo latino, feminino, singular, signifi- cando o livro. Este significado dado, porm, no satisfaz, posto que a Bblia uma biblioteca de livros com diversos autores humanos (em torno de 40) e um autor divino, atravs da inspirao do Esprito San- to. dividida em duas partes: o Antigo e o Novo Testamentos. Esta palavra testamento indica uma caracterstica fundamental da revelao, isto , a aliana de Deus com seu povo. Esta aliana era um contrato, visto que o povo tambm aceitou certas condies, espe- cialmente na obrigao de ser fiel a ele, o nico Deus verdadeiro. 2 Philip Yancey, A Bblia que Jesus lia, p. 9. 7. A Bblia que Jesus lia 5 O texto do Antigo Testamento A) Formao do texto bblico A formao do Antigo Testamento foi um processo bastante longo. Muito do que sabemos sobre o mundo antigo est baseado na tradio oral que passava de pais para filhos, de contadores de hist- rias para crianas, de mestres para alunos, etc. Assim foi preservada a histria, por exemplo, do princpio de todas as coisas. Moiss escreveu no sculo XIII a.C., mas relatou his- trias do sculo XIX a.C. sobre Abrao e seu chamado por Deus. Aceitando 1280 a.C. como data da entrada em Cana,3 e sabendo que Moiss no entrou na Terra Prometida, podemos concluir que ele escreveu os seus livros antes disso. A histria do Antigo Testamento se encerra com os relatos de Neemias no ano 434 a.C. e as profecias de Malaquias. Isto significa um perodo total de 800 a 900 anos para o surgimento dos escritos do AT em sua forma original. Os sculos seguintes so denominados de Perodo Interbblico (ou Perodo Intertestamental = entre os dois testamentos). um per- odo de silncio proftico de 400 anos. Contudo, podemos acompa- nhar os acontecimentos histricos em livros que so parte da tradio de Israel e de outros povos. Aps este perodo chega a plenitude dos tempos, o ponto central da histria da humanidade: o Deus Criador se encarna entre ns como ser humano na pessoa de Jesus. A vida e o ministrio de Jesus so relatados por escrito aps sua morte e ressurreio. Juntamente com narrativas e cartas sobre a vida da igreja, tais escritos foram reconhe- cidos como Palavra de Deus e agrupados no Novo Testamento. Abrangem desde o livro de Tiago (cerca de 50 d.C.) at os escritos de Joo, j no final da era apostlica (cerca de 100 d.C.). Assim, enquanto o AT levou mais de 800 anos para ser forma- 3 Os estudiosos divergem quanto s datas exatas dos acontecimentos antes da poca de Saul e Davi. Por isso, tais dataes devem ser assumidas com cautela. 8. 6 A Bblia que Jesus lia do, o NT aparece em apenas 50 anos. Obviamente, a oficializao destes documentos levou mais tempo (veja abaixo). Toda a formao do Antigo Testamento passa logicamente pela formao do povo de Israel e, consequentemente, pela famlia forma- da a partir de Abrao. Abrao aparece na histria da humanidade por volta de 2040 a.C.4 O nome Abrao (Abamram) aparece em textos babilnicos da Primeira Dinastia e possivelmente nos textos das Exe- craes, enquanto que nomes contendo os mesmos componentes so encontrados em Mari.5 Estas citaes so importantes, pois situam Abrao e a narrativa bblica dentro do contexto da histria geral e permitem propor uma data aproximada para seu nascimento. A Bblia no fornece tais detalhes, pois seu foco no est na exatido cientfica ou histrica, mas na explanao teolgica sobre os fatos ocorridos. B) Cnon do Antigo Testamento O processo de canonizao desta coleo de livros sagrados le- vou sculos para ser completado. Foi uma tarefa rdua e difcil. No AT, muitos livros foram rejeitados por uns e aceitos por ou- tros, de acordo com tradies de cada regio. Aos poucos um consen- so foi formado e os judeus da Palestina definiram seu cnon (conjunto fixo de livros). Os judeus gregos (que no