O Economista - corecon-sc.org.brcorecon-sc.org.br/site2010/upload/download/oeconomista/  · Publicação…

Download O Economista - corecon-sc.org.brcorecon-sc.org.br/site2010/upload/download/oeconomista/  · Publicação…

Post on 28-Jul-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • CoreconSC participa de discusses para elaborao de propostas tcnicas para o novo Plano Diretor de Florianpolis

    Sindicato dos Economistas do Estado de SC tem nova diretoria

    Economistas criticam falta de planejamento no pas

    O EconomistaPublicao do Conselho Regional de Economia 7 Regio / SC Ano XIII n 80

    RCONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA

  • 2

    sempre oportuno lembrar que o registro e a fiscalizao do exerccio da profisso do Economista, regidos pela Lei n 1.411, de 13 de agosto de 1951 e pelo Decreto n 31.794, de 17 de novembro de 1952, assim como o registro de empresas, pessoas jurdicas, subjugadas Lei n 6.839, de 30 de outubro de 1980, so a razo principal das atividades dos Corecon regionais e do Conselho Federal de Economia COFECON, visando garantir o espao de atuao dos profissionais de Economia, em diversas reas de atividades.

    sempre bom relembrar que, a par da sua funo precpua, o Corecon/SC, atravs da atuao de seus Conselheiros, titulares e suplentes, isoladamente ou em conjunto com as demais entidades representativas dos Economistas, no Estado de Santa Catarina ou em mbito nacional, no se limita ao cumprimento da Legislao, atua em outros fruns, dentre os quais se inscrevem, por exemplo, a ASCOP - Associao dos Conselhos Profissionais de Santa Catarina, a Corte Catarinense de Mediao e Arbitragem e a ONG FloripaAmanh, cujo objetivo propor melhorias ao projeto do novo Plano Diretor de Florianpolis.

    Este ano, o Corecon/SC se fez representar por expressiva delegao no Encontro dos Economistas da Regio Sul ENESUL, realizado em Porto Alegre, no ms de agosto, incluindo vrios palestrantes que apresentaram trabalhos relacionados com os temas definidos para o evento, assim como no Simpsio Nacional de Economia SINCE, realizado em Belo Horizonte, no ms de setembro, onde se discutiu o funcionamento e o relacionamento do sistema COFECON com os CORECON's, em busca de aperfeioamento da gesto e integrao das entidades.

    Como cientistas, com olhar no social, devemos observar o crescimento e o desenvolvimento das empresas, das cidades, dos estados e do pas com olhar crtico, isento, tico, justo, democrtico e sustentvel, o que exige qualificao e aperfeioamento constante dos profissionais da Economia.

    Por esse motivo, demos continuidade aos cursos de capacitao profissional dos Economistas, com foco no mercado de trabalho, em parceria com o Sindicato dos Economistas no Estado de Santa Catarina.

    Participamos de programas de rdio e televiso, analisando fatos econmicos da atualidade brasileira e registrando a opinio de profissionais de Economia sobre decises governamentais e suas conseqncias, quer para os consumidores e poupadores, quer para os diversos ramos de atividade econmica.

    Alm disso, realizamos palestras em escolas de segundo grau e universidades, expondo aos candidatos do vestibular e aos futuros economistas as atribuies e perspectivas do profissional de Economia no mercado de trabalho, visando despertar-lhes o interesse.

    O Brasil, e Santa Catarina mais diretamente, vivem um momento muito especial da Economia, com continuidade de saldos positivos nas suas relaes comerciais, apesar da crise na Europa e alguns percalos com os vizinhos da Amrica do Sul.

    A recente deciso de uma montadora automobilstica de se instalar em Santa Catarina trar conseqncias imediatas para os catarinenses, em especial para os Economistas, pela gerao de novos postos de trabalho.

    Ao fazer levantamento da atuao dos Economistas na administrao pblica em seus diversos nveis, pudemos concluir que h muitos espaos a ocupar, em especial nas prefeituras, pois algumas no tm nenhum economista em seus quadros. Isso nos permite deixar no ar uma inicial pergunta: Quem est fazendo o planejamento oramentrio e quem est controlando as finanas das prefeituras, em especial no referente Lei de Diretrizes Oramentrias?

    Por tudo isso e pelo que temos feito nos ltimos anos, podemos assegurar que Economista, bem qualificado, o profissional com capacidade tcnica para esses novos desafios.

    O Economista - Informativo do Corecon/SC - Conselho Regional de Economia 7 Regio - Santa CatarinaRua Trajano, 265, 12 andar, Florianpolis/SC - 88010-010(48) 3222-1979 | www.corecon-sc.org.br | corecon-sc@cofecon.org.br

    Edio e Textos: Dimenso Comunicao e MarketingJornalista Responsvel: Dbora de Medeiros Linhares DRT/SC 0645-JPPlanejamento grfico: Wmidia - comunicao total

    Presidente: Paulo Roberto de Jesus Ricardo Bayer BattistottiVice-Presidente:

    Nelson Pamplona da RosaTesoureiro: Horst Schroeder, Joo Randolfo Pontes,Ralf Marcos Conselheiros Efetivos:

    Ehmke,paulo Roberto de Jesus, Nelci Moreira de Barros, Paulo de Tarso Guilhon, Valery Maineri Knig, Ricardo Bayer Battistotti, Waldemar Bornhausen Neto. Crisanto Soares Ribeiro, Silvio Conselheiros Suplentes:Jos Martins Filho, Flavio Lopes Perfeito, Adilson Oscar Longen,Adilson Gomes De Oliveira, Marcia Camilli, Joo Rogrio Sanson, Nilo Sergio Silvy, Eduardo Alexandre Corra de Machado

    Paulo Roberto de JesusPresidente do CORECON/SC

    Editorial

  • 3

    CORECON/SC divulga seu BalanoFinanceiro (Jan.2012 a Jun.2012)

    Prestao de Contas

    BALANO FINANCEIRO

    O Conselho Regional de Economia - 7 Regio - Santa Catarina, divulga sua prestao de contas financeiras atrvs do Balano Financeiro relativo ao

    perodo de janeiro a junho do ano de 2012. Os interessados em maiores informaes devem procurar o setor responsvel na sede administrativa do

    Corecon/SC. Esta mais uma ao pela transparncia e respeito ao Economistas registrados.

  • O XVII Encontro de Economistas da Regio Sul (Enesul), realizado nos dias 2 e 3 de agosto, reuniu profissionais em dois dias de debates e discusses sobre as atividades econmicas no Pas.

    Na noite de abertura (2), o presidente do Cofecon, Ermes Zapelini, abordou os principais entraves ao desenvolvimento do pas, citando em primeiro lugar a ausncia de planejamento estratgico dos gestores municipais. Zapelini criticou, ainda, os excessivos gastos com dinheiro pblico e com a mquina administrativa. Segundo ele, o seu estado de origem, Santa Catarina, chegou a ter, recentemente, 57 secretarias diferentes.

    Ao lado do presidente do Conselho Federal, participaram da cerimnia de abertura, no Plaza So Rafael, em Porto Alegre, os presidentes dos Corecons da regio Sul: Paulo Roberto de Jesus, de Santa Catarina; Geraldo Fonseca, do Rio Grande do Sul e Eduardo Garcia, do Paran.

    A economista e ex-Deputada Federal, ministra do Planejamento e ex-governadora do RS, Yeda Crusius, fez a palestra magna, tratando do potencial do Brasil no novo contexto internacional. Ela tambm fez uma anlise da economia e da aes polticas durante o perodo que governou o estado. Yeda Crusius afirmou que a sustentabilidade que o

    Economistas criticam falta de planejamento no pas

    Aconteceu4

    pas alcanou tem muito a ver com a atuao dos economistas, tanto no setor pblico, como na iniciativa privada.

    Palestras e Debates Durante a sexta-feira, 3 de agosto, dezenas de economistas da regio sul e de outros importantes estados brasileiros acompanharam diversas palestras, depoimentos e debates sobre temas centrais: estratgias para o desenvolvimento regional (economistas Gustavo Grisa, Gilmar Loureno, Flvio Perfeito e Tiago Alves); crescimento sustentvel (economistas Eugnio Cnepa, Irene Zapparoli, Roulien Vieira e Heron Begnis) ; insero comercial internacional da regio sul (economistas Roberto Camps de Moraes, Pedro Loyola Jnior, Idaulo Cunha e Carlos Zignani) e o tema da Copa do Mundo, que foi abordado pelos economistas Milton Stella, Csar Rissete, Joo Pontes e Gustavo Ferreira da Silva. Todos os palestrantes receberam uma garrafa de vinho cortesia da Cordelier.

    No encerramento, o presidente do CORECON/RS, economista Geraldo Fonseca fez um balano muito positivo do evento. Foi uma grande oportunidade para troca de experincias e observao das vrias e diferentes vises dos economistas sobre cada grande problema e potencialidade de cada um dos trs estados do sul, festejou Fonseca. O prximo ENESUL vai ocorrer no ano que vem em Santa Catarina.

  • Eleies Sindicato

    Tomou posse no dia 10/08, em Florianpolis a nova diretoria do SINDECON/SC. Abaixo, a nominata completa.

    Diretoria Presidente: Joo Henrique da Silva Vice-presidente: Paulo Roberto Polli Lobo Dir. Adm.Fin.: Hercules Renato Grigolo Dir. Prom. Tc.Culturais: Rogrio Maikot Dir. Rel. Sindicais: Luiz Albani Neto

    Suplentes: Paulo Roberto de Jesus Marcos de Lara Nunes Djalmir Hipolito da Silva Izaias Ulyssa Jr. Francisco Grabovisk

    Conselho Fiscal Titulares: Gilberto Onezino de Farias Aldo Roberto Schumacker Marcos Antonio da Silva

    Suplentes: Joo Batista de Souza Pilar Sabino da Silva Carlos Alfredo Schmidt

    Delegados Junto a FENECON Titulares: Paulo Roberto Polli Lobo Joo Henrique da Silva

    Suplentes: Renato Souza Andre Luiz Rodrigues Noranha

    Representantes Sindicais

    Celesc - Jos Deziderio e Adriano Lima Medeiros Casan - Suzy Mary Hamilka Ipiranga e Daniel Westphalem Naschenweng Eletrosul - Gilberto L. Barria e Sara Beux Pereira Agricultura - Mrcia Janice Freitas da Cunha Varaschin e Jos Moacir Bendo Delegado Sindical Joinville - Valdesio Benevenutti Delegado Sindical Blumenau - Newton Antunes Torres

    Sindicato dos Economistasdo Estado de SC tem nova diretoria

    5

    A criao de uma Sociedade Brasileira para congregar economistas peritos foi o principal legado do I Encontro Sul-Brasileiro de Auditoria, Avaliao e Percia, realizada nesta quinta-feira (2) no Centro de Eventos do hotel Plaza So Rafael em Porto Alegre.

    O evento, realizado pelo CORECON/RS e co-promovido pelos Conselhos de Santa Catarina e Paran, contou com profissionais de vrias regies do pas.

    Para o coordenador geral do Encontro, Aristteles Galvo - que assume a vice-presidncia de Administrao e Finanas - a ideia fortalecer a categoria e garantir a insero no mercado de trabalho. Nos debates, outros temas foram abordados como a valorizao profissional e as relaes de trabalho do perito com o Poder Judicirio.

    O Encontro teve a par t ic ipao de advogados, representando as OABs do RS e Paran.

    Controle da AtuaoNa opinio do economista Jos Francisco Fernandes, de Santa Catarina, os economistas que atuam na avaliao, auditoria, percia e consultoria e que falam a mesma lngua, podero tambm ser ouvidos, pois a unio de intenes fortalece as lutas da categoria.

    Para o presidente do CORECON-SC, Paulo Roberto de Jesus, a Sociedade dever, ainda, qualificar a relao dos profissionais com o Poder Judicirio, instituio que mais demanda os servios dos peritos.

    DiretoriaA nova Sociedade passa a ser presidida pelo economista do Paran, Srgio Hardy, tendo como vice-presidente Institucional Pedro Afonso Gomes: Jos Roberto lacerda, vice-presidente Tcnico e na condio de vice-presidente de Convnios, Carlos Alberto Maranho. O conselheiro do CORECON/RS, Aristteles Galvo, assumiu a vice-presidncia Admin is t r a t i v a e F inance i r a da nova ent idade.O presidente da Sociedade de percia, Srgio Hardy, disse que a Sociedade vai atuar diretamente na defesa do exerccio de funes que so atributos, muitas vezes, exclusivos dos economistas peritos, avaliadores e auditores. "Temos, ainda, como misso organizar cursos e eventos para a qualificao tica e profissional do economista".

    COFECONO presidente do Conselho Federal, Ermes Zapelini, acredita que o Encontro Sul-Braileiro representou um marco histrico, a partir da criao da entidade prpria dos pertidos. J o vice-presidente, Kanitar Cordeiro, v com muito otimismo a nova entidade que, segundo ele, ter todo apoio do Cofecon nas lutas que adotar.

    Peritos formam entidade nacional em Porto Alegre

  • 6

    Universidades de todo o Estado participaram das festividades alusivas ao Dia do Economista, comemorado no dia 13 de agosto. Em uma semana de comemoraes foram realizados eventos que mobilizaram estudantes, professores e profissionais da rea econmica. O objetivo foi destacar a importncia da profisso, promover a discusso sobre temas atuais do mercado econmico, alm de momentos de confraternizao e integrao da classe. O evento contou com o apoio do CORECON/SC.

    Na a programao da Semana do Economista ocorre no UNOCHAPECdia 15/08, com as seguintes palestras:

    a) Polticas de Estabilizao e Desempenho da Economia Brasileira Ps Plano Real 1994-2011; Palestrante: Acadmica Priscila Fermiana.

    b) Poltica Monetria Estabilizadora; Palestrante: Marcelo Bassegio.

    c) Especializao Agropecuria e o Crescimento Econmico dos Municpios Catarinenses 1996-2006; Palestrante: acadmica Luciana Gurkevicz.

    d) Anlise do Comrcio Internacional de Santa Catarina com base nos Modelos ARIMAS. Palestrante Bruna Furlanetto.

    Na , em Joinville, foi realizado o Carreteiro do Curso de UNIVILLEEconomia, no dia 18/08. O evento contou com Palestra Especial, Almoo e Som ao Vivo.

    Na , em Cricima, a data foi comemorada no dia 14/08 com uma UNESCpalestra com o scio/diretor da Empresa Gol Invest, Carlos Roberto Rodrigues. O assunto foi a Crise Econmica Mundial e o Mercado Financeiro.

    Na , em Blumenau, a Semana Acadmica de Economia ocorreu FURBentre os dias 13 a 16 de agosto. Promovida pelo CALECOB, a programao incluiu diversos palestrantes de renome nacional que falaram sobre economia e finanas.

    Semana do Economista

    Comemoraes

    O CORECON - Conselho Regional de Economia - 7 Regio/SC, atravs de sua Delegacia Regional em Tubaro, e a Associao dos Economistas da AMUREL-ASSECAM realizaram no dia 24 de agosto um jantar de confraternizao alusivo ao Dia do Economista.

    Na ocasio ocorreu tambm o V Encontro dos Egressos do Curso de Cincias Econmicas e homenagem a dois ex-professores do Curso de Cincias Econmicas da UNISUL.

    O CORECON/SC e o SINDECON/SC comemoraram a data com um jantar realizado no Lira Tnis Clube, em Florianpolis, no dia 10/08. Na ocasio tambm ocorreu a posse da nova diretoria do SINDECON/SC (ver matria pg. 05)

    Em Tubaro/SC um jantarmarcou a data

    Conselho e Sindicato tambm celebraram o Dia do Economista

    UNISUL realiza palestra sobre a profisso de economista

    Nos dias 24 e 25/09/2012, o presidente do CORECON/SC, Paulo Roberto de Jesus, esteve na Unisul Florianpolis, para ministrar palestra sobre as particularidades e desafios da profisso de economista. O tema foi abordado dentro do Programa Passaporte das Profisses, de iniciativa da UNISUL, cujo objetivo oferecer aos estudantes de escolas parceiras um novo conceito de orientao profissional.

  • 7Plano Diretor

    O CORECON-SC est participando de reunies que discutem propostas para o novo Plano Diretor de Florianpolis. O convite foi feito pela ONG FloripAmanh responsvel pela iniciativa. O objetivo propor alternativas com bases tcnicas para o crescimento sustentvel da cidade.

    Em reunio realizada no dia 24 de outubro, o Corecon/SC e as outras quatro instituies que compem o grupo de estudo (CAU Conselho de Arquitetura e Urbanismo; CREA Conselho de Engelharia; OAB Orden dos Advogados do Brasil; e Ambiens) decidiram redigir uma carta onde apontam as concluses a que chegaram aps seis meses de trabalho. A correspondncia foi encaminhada ao prefeito da Capital, Drio Berger; aos ento candidatos a prefeito, Cesar Souza Jr. e Jean Loureiro, e ao grupo gestor formado por tcnicos do IPUF.

    Avaliamos que preciso dar uniformidade a esse projeto, que foi elaborado com a contribuio da comunidade em vrias audincias pblicas e reunies promovidas pela Prefeitura, esclarece o presidente do CORECON-SC, Paulo Roberto de Jesus.

    No documento as entidades afirmam que mesmo reconhecendo os esforos de sistematizao das propostas extradas de um processo to longo e exaustivo, seria prematuro o encaminhamento Cmara Municipal do projeto na sua forma atual: Sua leitura mais atenta evidncia a necessidade de

    aprimoramento da sua estruturao, na distribuio de seus contedos, na sua coerncia interna, nos ajustes de conceitos e nas eliminaes de repeties. Na carta, o grupo tambm afirma que o projeto de lei em discusso representa um

    primeiro apanhado propositivo que carece ainda de uma criteriosa reviso. Uma anlise mais apurada da

    redao dos conceitos; a avaliao da per tinncia de utilizao de algumas

    denominaes; a referncia a mapas e tabelas dos assuntos tratados no texto; a padronizao de expresses que se referem a um mesmo assunto; a relao de siglas, dentre outros itens a serem tratados, traro maior clareza ao texto e ampliaro o nvel de entendimento do mesmo. Esta seria

    uma condio necessria para a construo de um pacto social sobre as

    questes de organizao espacial do territrio de Florianpolis, do qual o Plano

    Diretor a sua principal expresso.

    Alm do envio da carta, o grupo de estudos pretende realizar uma jornada de discusses com representaes sociais e autoridades envolvidas no processo de elaborao do Plano Diretor, a fim de apresentar e debater sobre as anlises realizadas.

    Nosso foco propor ideias embasadas em critrios tcnicos que venham a contribuir para a viabilidade de um Plano Diretor que respeite os limites do meio ambiente, mas sem travar o progresso da cidade, finaliza Paulo Roberto.

    CoreconSC participa de discusses para elaborao de propostas tcnicas para o novo Plano Diretor de Florianpolis

    Aps seis meses de

    trabalho, grupo formado

    por entidades profissionais

    encaminha avalio

    Prefeitura

  • No dia 31 de outubro de 2012, foi realizado na sede do CORECON/SC, o processo eleitoral que definiu os novos conselheiros para gesto 2013-2015. Votaram 515 (quinhentos e quinze) economistas dos 1.191 (um mil cento e noventa e um) em condies de votar.

    Aps o processamento da apurao, chegou-se ao seguinte resultado:

    Mesa n 01- Para o CORECON/SC:

    CHAPA 1 (Trabalho com Responsabilidade), 280 votos;

    CHAPA 2 (Renovao), 221 votos;

    Votos em branco, 8 (oito); e

    Votos nulos, 4 (quatro) (por rasuras nas Cdulas Eleitorais)

    De acordo com a Resoluo 1.865, de 9 de dezembro de 2011, o Presidente dos Trabalhos Eleitorais, proclamou eleita para o CORECON/SC a CHAPA 1 (Trabalho com Responsabilidade), constituda dos candidatos a : Econ. Valery Maineri Knig, Conselheiros EfetivosEcon. Ricardo Bayer Battistotti e Econ. Flvio Lopes Perfeito, com mandato para o perodo 2013-2015, dos : Conselheiros SuplentesEcon. Eduardo Alexandre Corra de Machado, Econ. Bruno Fernando Lopes Ventura e Econ. Nelson Castello Branco Nappi, com mandato para o perodo de 2013-2015, do , junto ao Delegado-Eleitor EfetivoColgio Eleitoral no COFECON, Econ. Paulo Roberto de Jesus e do Delegado-Eleitor Suplente, Econ. Maximo Porto Seleme.

    O Processo Eleitoral foi apreciado em Sesso Plenria Ordinria do CORECON/SC, realizada no dia 05 de novembro de 2012 e agora segue para o Conselho Federal de Economia para homologao e publicao do resultado.

    Eleito novo corpo de conselheiros para o mandato de 2013 a 2015

    Nos dias 12 a 15 de setembro foi realizado o XXIII Simpsio Nacional dos Conselhos de Economia - SINCE, em Belo Horizonte-MG. O evento reuniu representantes do Conselho Federal de Economia e dos Conselhos Regionais para discutir assuntos relativos formao acadmica e mercado de trabalho do economista, funcionamento do Sistema COFECON/CORECONs e conjuntura econmica. Paralelamente foi realizado tambm o VIII Encontro de Economistas de Lngua Portuguesa.

    O Corecon/SC esteve representado por seis delegados: Paulo Roberto de Jesus; Paulo de Tarso Guilhon; Joo Randolfo Pontes; Nelson Pamplona da Rosa; Valery Maineri Knig e Flvio Lopes Perfeito.

    Um dos pontos altos da noite de abertura foi a entrega do Prmio Brasil de Economia. Economistas foram premiados por trabalhos em cinco diferentes categorias: Monografia de Graduao, Ar tigo Tcnico ou Cientfico, Dissertao de Mestrado, Tese de Doutorado e

    CORECON/SC marca presena no XXIII SINCE

    8 Eleies Conselho

    O CORECON/SC aderiu ao II Programa de Recuperao de Crdito do que possibilita aos inscritos o pagamento de seus dbitos junto ao Conselho Regional de Economia 7 Regio/SC nos prazos e nas condies diferenciadas, previstos na Resoluo N 1479/2012.

    Podero ser includos no Programa os dbitos existentes e vencidos at 31/12/2011, de pessoas fsicas ou jurdicas, inclusive o saldo remanescente dos que tenham sido objeto de parcelamento anterior, ainda que cancelado por falta de pagamento. Todas as condies e prazos do Programa podem ser lidos no site www.corecon-sc.org.br.

    Recuperao de CrditoI I Programa de

    Livro de Economia.

    Outro momento importante do evento foi o lanamento do livro comemorativo aos 60 anos da regulamentao da profisso de Economista no Brasil. A obra conta a histria dos primeiros cursos de economia, seus currculos, a luta pela regulamentao, os desafios da profisso ao longo do tempo, os diferentes presidentes e seus legados, a insero e participao do COFECON no debate econmico nacional e a insero.

Recommended

View more >