Folha 301 novos sintomas do caro e da leprose em ramos novos, centrais, do cafeeiro.

Download Folha 301   novos sintomas do caro e da leprose em ramos novos, centrais, do cafeeiro.

Post on 15-Apr-2017

717 views

Category:

Art & Photos

4 download

TRANSCRIPT

  • Fundao Procaf Alameda do Caf, 1000 Varginha, MG CEP: 37026-400

    35 3214 1411 www.fundacaoprocafe.com.br

    NOVOS SINTOMAS DO CARO E DA LEPROSE EM RAMOS NOVOS, CENTRAIS,

    DO CAFEEIRO. J.B. Matiello, S.R. de Almeida e Iran B. Ferreira Engs Agrs Mapa e Fundao Procaf

    As ocorrncias de problemas novos, em lavouras de caf, tm sido frequentes no campo.

    So sintomas ou sinais de anormalidades, que acontecem em diferentes partes das plantas e que

    chamam a ateno pela dificuldade de sua caracterizao, em relao aquilo que j se conhece, da

    prtica ou de citao na literatura.

    Aqui se relata um tipo novo de ataque em cafeeiros, do caro e da leprose, afetando os

    ramos novos das plantas.

    A leprose uma doena que tem se tornado importante nas regies e anos mais secos e

    quentes, sendo causada por um vrus e transmitida pelo caro Brevipalpus phoenicis. Os sintomas

    normais, bem conhecidos, da infeco aparecem na folhagem, atravs de leses translcidas

    circulares ou acompanhando as nervuras, sendo o vrus pouco sistmico, dependente de

    transmisso pelas picadas do caro. Tambm, leses ocorrem nos frutos, sendo que nos frutos

    aparecem leses de cor de ferrugem e com aspecto deprimido e, nos frutos maduros descoloraes

    na casca, de forma circular. Em alguns casos, mais recentes, tem sido descritos sintomas

    diferenciados nos frutos, com leses bem pequenas e em grande numero em cada fruto, as leses

    ficando de cor marrom e, ao se juntarem, chegam a tomar grande parte da superfcie do fruto,

    acelerando a secagem da sua casca.

    Nos ramos, a condio nova de ataque ocorre apenas na ramagem lateral, que sai

    internamente no cafeeiro, constituda, principalmente, de bifuraes sadas dos ramos produtivos

    primrios. As leses nesses ramos so pouco visveis, mas o sintoma final da infeco a seca e

    morte de muitos ramos da planta. Nessa situao, pode ser que parte da morte seja devida no s

    leprose em si, mas, ainda, infeco, em seguida, de fungos oportunistas, secundrios, como o

    Colletotrichum , favorecidos pelas machucaduras provocadas pelo prprio caro, ou pela leso da

    leprose.

    Os novos sintomas, agora observados, guardam relao com o ataque de leprose, pelo

    hbito dos caros transmissores se localizarem mais dentro das plantas. O efeito secundrio dos

    fungos pode estar sendo facilitado pelo efeito primrio por caros, com ou sem prvia

    contaminao pelo vrus da leprose.

  • Fundao Procaf Alameda do Caf, 1000 Varginha, MG CEP: 37026-400

    35 3214 1411 www.fundacaoprocafe.com.br

    Nas 2 fotos, ramos tercirios internos de cafeeiros mortos por efeito do ataque do caro ou da

    leprose, por efeito primrio ou por ataque, em seguida, de fungos secundrios. Guap, Sul de MG.