ensinos e parábolas de jesus - parte 1 - livro 2

Download Ensinos e Parábolas de Jesus - Parte 1 - Livro 2

Post on 09-Jan-2017

225 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • EstudoAprofundadoda Doutrina

    Esprita

  • Federao Esprita Brasileira

    Livro II - Ensinos e parbolas de Jesus - Parte 1

    EstudoAprofundadodaDoutrinaEsprita

  • 4

    Estu

    do A

    prof

    unda

    do d

    a D

    outr

    ina

    Esp

    rita

    APRESENTAO

    com imensa alegria e gratido a Deus que colocamos disposio do Movimento Esprita o segundo livro do Curso Aprofundado da Doutrina Esprita - EADE, Ensinos e Parbolas de Jesus, Livro II - Parte 1.

    Estudar o Evangelho de Jesus, procurando acompanhar de perto a riqueza e a excelcitude dos seus ensinos; refletir sobre o seu legado de amor, em nosso benefcio, ao longo de sua luminosa trajetria que as dobras do tempo conseguiram ocultar, uma experincia abenoada e inesquecvel que desejamos compartilhar com todos os confrades espritas.

    Dirigimos o nosso pleito de gratido a todos os companheiros dedicados que no mediram esforos para que esse material viesse a lume.

    Braslia, 14 de outubro de 2006

  • 5

    Estu

    do A

    prof

    unda

    do d

    a D

    outr

    ina

    Esp

    rita

    CATALOGAO

    Curso de Estudo Aprofundado da Doutrina Espri-ta. Livro II - Parte 1: Ensinos e Parbolas de Jesus: orientaes espritas e sugestes didtico-pedaggi-cas direcionadas ao estudo do Espiritismo. Primeira Edio. Braslia [DF]: Federao Esprita Brasileira, 2010.

  • 6

    Estu

    do A

    prof

    unda

    do d

    a D

    outr

    ina

    Esp

    rita

    ESCLARECIMENTOS

    Organizao e Objetivos do Curso

    O Estudo Aprofundado da Doutrina Esprita (EADE) um curso que tem como proposta enfatizar o trplice aspecto da Doutrina Esprita, estudado de forma geral nos cursos de formao bsica, usuais na Casa Esprita.

    O estudo terico da Doutrina Esprita desenvolvido no EADE est fundamentado nas obras da Codificao e nas complementares a estas, cujas ideias guardam fidelidade com as diretrizes morais e doutrinrias definidas, respectivamente por Jesus e por Allan Kardec.

    Os contedos do EADE priorizam o conhecimento esprita e destaca a relevncia da formao moral do ser humano. Contudo, sempre que necessrio, tais as orientaes so comparadas a conhecimentos universais, filosficos, cientficos e tecnolgicos, presentes na cultura e na civilizao da Humanidade, com o intuito de demonstrar a relevncia e a atualidade da Doutrina Esprita.

    Os objetivos do Curso podem ser resumidos em dois, assim especificados:

    PropiciaroconhecimentoaprofundadodaDoutrinaEspritanoseutrplice aspecto: religioso, filosfico e cientfico.

    Favorecerodesenvolvimentodaconscinciaesprita,necessrioaoaprimoramento moral do ser humano

    O Estudo Aprofundado da Doutrina Esprita tem como pblico-alvo todos os espritas que gostem de estudar, que desejam prosseguir nos seus estudos doutrinrios bsicos, realizando aprofundamentos de temas que conduzam reflexo, moral e intelectual.

    Neste sentido, o Curso constituido por uma srie de cinco tipos de contedos, assim especificados:

  • 7

    Estu

    do A

    prof

    unda

    do d

    a D

    outr

    ina

    Esp

    rita

    LivroI:CristianismoeEspiritismo

    LivroII:EnsinoseParbolasdeJesus-Parte1 LivroIII:EnsinoseParbolasdeJesus-Parte2 LivroIV:OConsoladorprometidoporJesus LivroV:FilosofiaeCinciaEspritas

    FUNDAMENTOS ESPRITAS DO CURSO AmoralqueosEspritosensinamadoCristo,pelarazodequeno h outra melhor. (...) O que o ensino dos Espritos acrescenta moral do Cristo o conhecimento dos princpios que regem as relaes entre os mortos e os vivos, princpios que completam as noes vagas que se tinham da alma, do seu passado e do seu futuro (...). Allan Kardec: A gnese. Cap. I, item 56. (...)OEspiritismoforteporqueassentasobreasprpriasbasesdareligio: Deus, a alma, as penas e as recompensas futuras; (...). Allan Kardec: O livro dos espritos. Concluso, item 5.

    (...)Omaisbelo ladodoEspiritismoo ladomoral.por suasconseqncias morais que triunfar, pois a est a sua fora, pois a invulnervel (...). Allan Kardec: Revista Esprita, 1861, novembro, p. 359.

    (...)Maisumavez,[oEspiritismo]umafilosofiaquerepousasobreas bases fundamentais de toda religio e sobre a moral do Cristo (...). Allan Kardec: Revista Esprita, 1862,maio, p.121.

    (...) No, o Espiritismo no traz moral diferente da de Jesus. (...) Os Espritos vm no s confirm-la, mas tambm mostrar-nos a sua utilidade prtica. Tornam inteligveis e patentes verdades que haviam sido ensinadas sob forma alegrica. E, juntamente com a moral, trazem-nos a definio dos mais abstratos problemas da psicologia (...). Allan Kardec: O livro dos espritos. Concluso, item 8.

    Podemos tomar o Espiritismo, simbolizado desse modo, como um tringulo de foras espirituais: A Cincia e a Filosofia vinculam Terra essa figura simblica, porm, a Religio o ngulo divino que a liga ao cu. No religioso,

  • 8

    Estu

    do A

    prof

    unda

    do d

    a D

    outr

    ina

    Esp

    rita

    todavia, seu aspecto cientfico e filosfico, a doutrina ser sempre um campo de nobres investigaes humanas, como outros movimentos coletivos, de natureza intelectual, que visam o aperfeioamento da Humanidade. No aspecto religioso, todavia, repousa a sua grandeza divina, por constituir a restaurao do Evangelho de Jesus-Cristo, estabelecendo a renovao definitiva do homem, para a grandeza do seu imenso futuro espiritual. Emmanuel: O Consolador. Definio, p. 19-20. Acinciaespritacompreendeduaspartes:experimentaluma,relativasmanifestaes em geral; filosfica, outra, relativa s manifestaes inteligentes Allan Kardec: O Livro dos Espritos. Introduo, item 17.

    FalsssimaideiaformariadoEspiritismoquemjulgassequeasuaforalhevem da prtica das manifestaes materiais [...]. Sua fora est na sua filosofia, no apelo que dirige razo, ao bom-senso. [...] Fala uma linguagem clara, sem ambiguidades. Nada h nele de mstico, nada de alegorias suscetveis de falsas interpretaes. Quer ser por todos compreendido, porque chegados so os tempos de fazer-se que os homens conheam a verdade [...]. No reclama crena cega; quer que o homem saiba por que cr. Apoiando-se na razo, ser sempre mais forte do que os que se apiam no nada. Allan Kardec: O Livro dos Espritos. Concluso, item 6.

    OEspiritismo,aomesmotempo,umacinciadeobservaoeumadoutrina filosfica. Como cincia prtica, ele consiste nas relaes que se estabelecem entre ns e os Espritos; como filosofia, compreende todas as consequncias morais que dimanam dessas mesmas relaes. Allan Kardec: O Que o Espiritismo. Prembulo.

    OEspiritismonotrazmoraldiferentedadeJesus[...].OsEspritosvmno s confirm-la, mas tambm mostrar-nos a sua utilidade prtica. Tornam inteligveis e patentes verdades que haviam sido ensinadas sob a forma alegrica. E, juntamente com a moral, trazem-nos a definio dos mais abstratos problemas da psicologia [...]. Allan Kardec: O Livro dos Espritos. Concluso, item 8.

    OEspiritismoseapresentasobtrsaspectosdiferentes:odasmanifestaes,dosprincpios e da filosofia que delas decorrem e a aplicao desses princpios.

  • 9

    Estu

    do A

    prof

    unda

    do d

    a D

    outr

    ina

    Esp

    rita

    Allan Kardec: O Livro dos Espritos. Concluso, item 7.

    Sugesto de Funcionamento do Curso

    a) Requisitos de admisso: os participantes inscritos devem ter concludo cursos bsicos e regulares da Doutrina Esprita, como o Estudo Sistematizado da Doutrina Esprita, ou ter conhecimento das obras codificadas por Allan Kardec.

    b) Durao das reunies de estudo: sugere-se o desenvolvimento de uma reunio semanal, de 1hora e 30 minutos a 2 horas.

    c) Atividade extraclasse: de fundamental importncia que os participantes faam leitura prvia dos temas que sero estudados em cada reunio e, tambm, realizem pesquisas bibliogrficas a fim de que o estudo, as anlises, as correlaes e reflexes, desenvolvidas no Curso, propiciem melhor entendimento dos contedos.

  • 10

    Estu

    do A

    prof

    unda

    do d

    a D

    outr

    ina

    Esp

    rita

    ESTUDO APROFUNDADO DA DOUTRINA ESPRITA

    Livro II - Ensinos e Parbolas de Jesus - Parte 1

    SUMRIO

    Esclarecimentos ................................................................................................06

    Mdulo I Metodologia para o estudo do Evangelho luz da Doutrina

    Esprita .........................................................................................12

    Roteiro 1: A Doutrina Esprita e o Evangelho ............................................14

    Roteiro 2: As trs revelaes divinas: Moiss, Jesus e Kardec ..................20

    Roteiro 3: Critrios de estudo e interpretao do Evangelho (1) ............26

    Roteiro 4: Critrios de estudo e interpretao do Evangelho (2) ............32

    Roteiro 5: Interpretao de textos evanglicos ...........................................44

    Mdulo II Ensinos diretos de Jesus ..........................................................52

    Roteiro 1: As bem-aventuranas ....................................................................53

    Roteiro 2: Discpulos: sal da terra e luz do mundo ....................................65

    Roteiro 3: No vim trazer paz, mas espada ..................................................75

    Roteiro 4: Nicodemos .......................................................................................85

    Roteiro 5: Verdade e libertao ......................................................................96

    Roteiro 6: A inspirao de Pedro ...................................................................105

    Roteiro 7: Instrues aos discpulos ..................................................