1o vest simulado - geral - mtn

Download 1o Vest Simulado - Geral - Mtn

Post on 12-Jan-2016

35 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

enem concurso de fisica e estudo para avaliação e particular

TRANSCRIPT

  • 1.VESTIBULAR

    SIMULADO

    Extensivo e Terceiro

    Manh, Tarde e Noite

  • MATEMTICA

    01. Na equao 2x2 + 8x + k = 0, sabe-se que soma dosquadrados das razes igual a 7. Nessas condies,tem-se:

    a) k = 5

    b) k = 6

    c) k = 7

    d) k = 8

    e) k = 9

    02. (ENEM) Deseja-se postar cartas no comerciais,sendo duas de 100 g, trs de 200 g e uma de 350 g.O grfico mostra o custo para enviar uma carta nocomercial pelos Correios:

    Disponvel em: www.correios.com.br. Acesso em: 2 ago. 2012(adaptado).

    O valor total gasto, em reais, para postar essascartas de:

    a) 8,35

    b) 12,50

    c) 14,40

    d) 15,35

    e) 18,05

    03. Sejam a, b e c nmeros reais tais que (a b) e(a + b + c) so racionais. Das afirmaes:

    I. Se a racional ou b racional, ento c racional;II. Se c racional, ento a + b racional;III. Se c racional, ento a e b so racionais, (so) sempre verdadeira(s):

    a) apenas I.

    b) apenas II.

    c) apenas III.

    d) apenas I e II.

    e) I, II e III.

    04. A figura a seguir representa uma torre de altura Hequilibrada por dois cabos de comprimentos L1 e L2,fixados nos pontos C e D, respectivamente.

    Entre os pontos B e C passa um rio, dificultando amedio das distncias entre esses pontos. Apenascom as medidas dos ngulos C e D e a distnciaentre B e D, um engenheiro calculou a quantidade decabo (L1 + L2) que usou para fixar a torre. O valorencontrado, usando 3 = 1,73 e BD = 10 m, :

    a) 54,6 m.

    b) 44,8 m.

    c) 62,5 m.

    d) 48,6 m.

    e) 52,5 m.

    3

  • 05. Considere as afirmaes:I. O conjunto soluo da equao:

    xx 2

    2

    x 28

    x 42+= vazio.

    II. No conjunto dos nmeros reais, a soma do valorde x e y em x2 + y2 6x 10y + 34 = 0 8.

    III. O valor real de x em 2x 1+ x = 8 um nmeroprimo.

    Podemos afirmar que (so) verdadeira(s):

    a) I e II

    b) I e III

    c) II e III

    d) I, II e III

    e) I

    06. Considere que trs fbricas: fbrica1 (F1), fbrica 2(F2) e a fbrica 3 (F3), fazem trs peas, pea 1 (P1),pea 2 (P2) e pea 3 (P3), nos modelos: modelo1 (M1), modelo 2 (M2) e o modelo3 (M3), cuja aquantidade fabricada so dadas pelas matrizes

    F1 F2 F3 M1 M2 M3

    P =

    5 2 3

    3 2 4

    7 3 6

    P1

    P2

    P3

    e M =

    4 2 2

    3 3 4

    2 2 5

    F1

    F2

    F3

    Onde na matriz P, a primeira linha so asquantidades de peas 1, a segunda linha peas 2 e aterceira linha peas 3; enquanto que a primeiracoluna so as quantidades de peas fabricadas pelafbrica 1, a segunda coluna a fbrica 2 e a terceiracoluna a fbrica 3. Na matriz M, a primeira linha soas quantidades de modelos fabricados pela fbrica1, a segunda linha a fbrica 2 e a terceira linha afbrica 3, enquanto que a primeira coluna so asquantidades do modelo 1, a segunda coluna domodelo 2 e a terceira coluna do modelo 3. Considereas afirmaes:

    I. O nmero de peas 1 no modelo 1 32.

    II. O total de peas no modelo 1 107.

    III. O nmero total de peas fabricado, pelas trsfbricas e de todos os modelos, a soma detodos os elementos da matriz P.Mt, em que Mt a matriz transposta de M.

    Assinale a correta:

    a) Todas so verdadeiras.

    b) Apenas I e II so verdadeiras.

    c) Apenas I e III so verdadeiras.

    d) Apenas II e III so verdadeiras.

    e) Todas so falsas.

    4

  • 07. Uma beneficiadora de erva mate comprou de um pro-dutor uma tonelada do produto em estado natural,pagando R$ 0,40 o kg. No processo de industrializa-o da mesma so eliminados os galhos e as folhasrestantes so submetidas a um processo de desidra-tao. Esse procedimento todo na produo de ervade chimarro produz uma quebra de 70% em relaoao peso original de matria prima. A erva mate, j be-neficiada, vai ser distribuda em pacotes de 1 kg aopreo de R$ 4,00 o pacote. Determine qual o fatura-mento bruto da beneficiadora por tonelada de ervamate, em reais.

    a) 900,00

    b) 1000,00

    c) 1200,00

    d) 1500,00

    e) 1800,00

    08. No problema anterior, determine o lucro em reais daindstria beneficiadora para cada tonelada de ervamate adquirida no estado natural, levando em contaque, alm do custo da matria prima, existe o custode produo, que nos encargos diversos atinge 48%do faturamento bruto.

    a) 360,00

    b) 324,00

    c) 300,00

    d) 240,00

    e) 224,00

    09. Calculando-se o valor da expresso numrica

    E = (0,25)1000 . 22001, obtm-se como respostacorreta:

    a) E = 2

    b) E = 4

    c) E = 24000

    d) E = 42000

    e) E = 28000

    5

  • HISTRIA

    10. Sobre a Civilizao Egpcia, julgue as seguintesafirmaes:

    I. Teve no comrcio sua principal atividadeeconmica. Foram eles que, pela primeira vez,usaram moedas visando facilitar as transaescomerciais.

    II. O fara Amenfis IV efetuou uma revoluoreligiosa ao implantar um credo monotesta: oculto ao deus Aton.

    III. Os egpcios desenvolveram um sistema deescrita que foi chamado pelos gregos dehierglifos. Este sistema foi decifrado no comeodo sculo XIX pelo francs Jean FranoisChampollion.

    IV. As grandes pirmides da plancie de Giz foramconstrudas por escravos aps as guerras deconquistas efetivadas pelos faras do AntigoImprio.

    a) Esto corretas todas as afirmativas.

    b) Esto corretas somente as alternativas I e II.

    c) Est correta somente a alternativa II.

    d) Esto corretas somente as alternativas II e III.

    e) Esto corretas somente as alternativas I, II e IV.

    11. O Dilvio, que se segue a elas, ter sido imaginado econstrudo da seguinte maneira: nesse pas, centradono Tigre e no Eufrates que logo reagem ao excessodas precipitaes , as enchentes (temos vriosexemplos) no eram raras: mais ou menosassassinas, mais ou menos espetaculares. Osprprios arquelogos encontraram traos delas, svezes impressionantes, particularmente em Ur, Kishe Fara-Shurupak, entre diversos extratos do quarto edo quinto milnio a.C.

    (BOTTRO, Jean. No comeo eram os deuses.Rio de Janeira: 2011, p. 70).

    Sobre as Civilizaes Mesopotmicas, assinale aalternativa correta.

    a) H narrativas mesopotmicas, especialmente aEpopeia de Gilgamesh, que trazem substanciaisnarrativas do Dilvio. A origem das narrativas par-tiu de um certo nmero de catstrofes que haviamdevastado uma cidade ou outra, uma regio ououtra.

    b) O Dilvio narrado no livro do Gnesis no temqualquer relao com as narrativas mesopotmi-cas, pois a Civilizao Hebraica teve um desen-volvimento anterior dos sumerianos ebabilnicos.

    c) Houve um Dilvio Universal conforme provasarqueolgicas concretas encontradas em todosos continentes. A narrativa bblica reproduz literal-mente os fatos ocorridos.

    d) Na Mesopotmia no perodo ps-Dilvio ocorreu aunificao poltica em torno da cidade de Jeric.

    e) O Cdigo de Hamurbi reflete uma viso huma-nitria do Direito Penal, pois a pena de morte noera aplicada.

    12. Sobre as Civilizaes do Antigo Oriente, julgue asafirmativas:

    I. A Bblia o Livro Sagrado para adeptos dojudasmo e do cristianismo. Os adeptos dojudasmo aceitam integralmente o Novo Testa-mento. J os adeptos do cristianismodesconsideram parte da Tor.

    II. Os fencios formaram diversos reinos indepen-dentes, dentre os quais se destacaram: Biblos,Sdon e Tiro. Notabilizaram-se como exmiosnavegadores e comerciantes.

    III. O principal legado dos persas foi a inveno doalfabeto. Destacaram-se tambm no Direito.Hamurbi, um de seus reis deixou um importantecdigo de leis.

    IV. Zoroastro foi um profeta que viveu na AntigaPrsia. Ensinou que a luta entre o Bem e o Malaparece entre os homens. Ahura Mazda odeus onisciente e benfazejo.

    V. A nica fonte confivel sobre a Histria do EgitoAntigo a obra de Herdoto, historiador gregoque visitou o pas por volta do sculo V a.C.

    a) So corretas somente as afirmaes I, III e V.

    b) So corretas somente as afirmaes II, IV e V.

    c) So corretas somente as afirmaes I, II e III.

    d) So corretas somente as afirmaes III e IV.

    e) So corretas somente as afirmaes II e IV.

    6

  • 13. A pena de morte natural compreende os tipos demorte: uns podem ser condenados forca, outros ater a mo ou a lngua cortada ou furada e ser enforca-dos em seguida; outros, por crimes mais graves, aser arrebentados vivos e expirar na roda depois deter os membros arrebentados vivos e expirar na rodadepois de ter os membros arrebentados; outros a serarrebentados at a morte natural, outros a ser estran-gulados e em seguida arrebentados; outros a serqueimados depois de estrangulados; outros a ter alngua cortada ou furada, e em seguida queimadosvivos; outros a ser puxados por quatro cavalos;outros a ter a cabea cortada; outros enfim a ter acabea quebrada.

    (FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrpolis: Vozes, 1997, p.30).

    Sobre o pensamento iluminista e o Direito Criminal correto afirmar que:

    a) diversos autores, especialmente Cesare Becca-ria, defenderam a humanizao das penas, bemcomo condenaram o uso da tortura e da pena demorte.

    b) Rousseau, por considerar a sociedade perversa,defendeu enfaticamente o uso de mtodos repres-sivos como os estampados no texto de Foucault.

    c) Voltaire no se envolveu em questes judicirias,pois suas preocupaes eram meramente filosfi-cas.

    d) Becarria defendeu os processos secretos e a tor-tura como meio de provas.

    e) com a Revoluo Francesa houve um retrocessono Direito Criminal devido s execues lentas,brbaras e cruis.

    14. Sobre a Inglaterra durante o sculo XVII, julgue asseguintes afirmativas.

    I. Os conflitos entre o rei Carlos I e o Parlamentoprovocou uma Guerra Civil. Derrotado omonarca foi julgado, condenado e decapitado.

    II. Os diggers eram nobres defensores do abso-lutismo, j os levellers eram intransigentespartidrios de Carlos I.

    III. Oliver