ressurreiÇÃo argentina

1
12 Bazar* Correio Domingo, 7/Outubro/2012 Lívia Cabral* Você talvez se lembre dos grandes transtornos causados para os turistas durante a temporada de Inverno do ano passado. A erupção do vulcão Puyehue, situado na Cordilheira dos Andes, no Sul do Chile e perto da fronteira com a Argentina, espalhou pelo ar daqueles países nuvens espessas de cinzas, que ainda se acumularam em volumosas camadas pelas ruas, jardins e estradas. As cinzas expelidas pelo vulcão prejudicaram voos de aeroportos na Argentina, Uruguai e Paraguai. No Brasil, a erupção do Puyehue causou cancelamentos de voos e pacotes de viagem, atrapalhando as férias de muita gente e causando também prejuízos para todo o trade turístico. No entanto, um ano depois do triste episódio, a Argentina mostra que, literalmente, sacudiu a poeira e voltou a ficar no topo entre os destinos mais procurados por brasileiros para as férias de Inverno. Sem sinal de cinzas no ar, a cidade de San Carlos de Bariloche, porta de entrada para a Patagônia Argentina, oferece qualidade de hospedagem e uma gama bastante variada de atrativos em todas as estações do ano. O panorama tanto da cidade quanto das montanhas é o primeiro encantamento que o visitante experimenta. O Nahuel Huapi, enorme lago de águas gélidas compartilhado pelas províncias argentinas de Río Negro, onde fica Bariloche, e Neuquén, desperta a atenção pela cor azul e, em muitos pontos, bem transparente. Em torno dele, erguem-se montanhas - ou cerros - cujos picos ficam cobertos de neve. No ápice do Inverno, o branco do gelo ocupa toda a paisagem. TURISMO RESSURREIÇÃO AR País sacudiu as cinzas deixadas por vulcão em 2011 e Bariloche vo PARA TODOS Esqueça aquela história de que Bariloche é um lugar exclusivo para casais desfrutarem de momentos românticos. Numa nova perspectiva, a cidade é recheada de diversões para famílias inteiras e ainda reserva muitas aventuras para uma galera mais jovem, que curte viajar com amigos. A primeira pedida é dar uma circulada pelo centro cívico, onde há prédios históricos, lojas de souvenirs e uma praça central que serve de ponto de encontro para a garotada e ainda é uma oportunidade de tirar uma foto com exóticos cães da raça São Bernardo, símbolos de terras geladas. Atenção: para levar a imagem pra casa é preciso desembolsar em torno de 80 pesos (equivalentes a R$ 40). Avalie se vale a pena. A próxima parada pode ser um passeio leve, sem qualquer nível de esforço. O Cerro Campanário tem 1.050 metros de atura. Um trajeto agradável de teleférico leva os visitantes em pares até o topo, de onde pode-se apreciar a vista considerada a mais bela da cidade. No local, há uma cafeteria que serve petiscos, doces e bebidas. Um chocolate quente no frio vai muito bem. A subida custa 50 pesos ou R$ 25 por pessoa. AVENTURA NO GELO Imprescindível para pessoas de todas as idades é subir os mais de 2 mil metros de altura do Cerro Catedral e chegar, de bondinho, é claro, até a maior estação de esqui da América do Sul. Na altíssima temporada, em julho, a subida custa até 365 pesos (R$ 182,50) por pessoa. O investimento vale a pena. As opções no alto da montanha coberta de neve são muitas. Vão desde esqui e snowboard para os mais aventureiros (são esportes perigosos para Teleféricos levam os aventureiros até o topo da estação de esqui O chamado esqui nórdico requer algumas aulas para principiantes Escorregar em pequenos trenós, atividade que chamamos de esquibunda, é um dos programas mais divertidos na neve Bazar* Correio 13 Domingo, 7/Outubro/2012 RG ENTINA oltou a ser destino com satisfação garantida iniciantes) e passam por agradáveis caminhadas pelo gelo com o auxílio de um equipamento chamado raquete que, acoplado às botas, ajuda a não escorregar. Mas divertidas mesmo são as modalidades de snowtubing, na qual você senta em uma boia gigante e percorre descidas cheias de curvas em alta velocidade. Adrenalina pura! Outra brincadeira gostosa para todas as idades é deslizar por uma ladeira gelada sentado num pequeno equipamento que eles chamam de trineos (trenós), mas que, aqui pra nós, chamamos mesmo é de esquibunda. Desde junho até o início de outubro dá pra curtir a neve no Cerro Catedral. Em agosto e setembro os preços caem um pouco. Mas, mesmo fora dessa época, muitos turistas vão aproveitar o máximo de aventura que a Patagônia oferece. Há opções de trilhas de bike, trekking, cavalgadas, kitesurf, rafting e andinismo, o equivalente ao alpinismo nos Andes. GASTRONOMIA Há uma enorme diversidade de restaurantes aconchegantes que oferecem todo tipo de culinária: italiana, alemã, fondues e, lógico, a mundialmente famosa e saborosa carne argentina. Mas, se quer provar algo bem típico da Patagônia, coma uma truta, peixe da família do salmão que vive em águas frias e cristalinas. Fundada por um imigrante alemão, Bariloche ainda guarda tradições germânicas na sua arquitetura. As casas de estilo colonial, em madeira de cipreste, parecem feitas para bonecas. *A JORNALISTA VIAJOU A CONVITE DO INPROTUR (INSTITUTO NACIONAL DE PROMOÇÃO TURÍSTICA DO GOVERNO DA ARGENTINA). DICAS Alugue roupas especiais para subir os cerros com neve. Há muitas opções de lojas no centro de Barilo- che e o kit completo (com calça, ca- saco impermeável, botas especiais e luvas) sai por R$ 30 por dia. Compre uma calça térmica antes de viajar para usar por baixo do jeans, para evitar que o frio ultrapas- se o tecido. Contrate um bom seguro de viagem, daqueles mais completos. Dessa forma, você garante seu con- forto e segurança, caso haja algum acidente ou inconveniência, como a companhia aérea perder suas malas, por exemplo. Bagagem Apesar de ser uma viagem internacional, seja moderado ao arrumar a mala, pois a franquia permitida entre Brasil e Argentina é de apenas 20 quilos. Villa La Angostura Uma das cidades mais charmosas da Patagô- nia se recupera com bom humor dos transtornos causados pelo Puyehue. A vila, lugar perfeito para quem quer ficar distante e relaxar, oferece sou- venirs com pedras vulcânicas e tem estação de esqui própria. Visite. Snowtubing: deslize radical em alta velocidade a bordo de uma boia Subir o Cerro Campanário é opção agradável para admirar a bela vista e FOTOS: DIVULGAÇÃO O Cerro Catedral abriga a maior estação de esqui da América do Sul Rio Limay Navegar pelas águas calmas, geladas, cristalinas e tão limpas que se pode beber é um momento para contemplar as belas paisagens naturais às margens do Rio Limay. Com saídas diárias às 10h e às 14h, o passeio inclui traslado e lanche no fim do percurso. Cassis Dono do prêmio de melhor restaurante da Argentina em 2007, o Cassis é um lugar caro, requintado e de excelente serviço. Se você já está em Bariloche, faça um esforço e reserve uma mesa para se autopresentear com a finíssima gastronomia, que tem ingredientes oriundos de uma horta local, incluindo flores, e inspiração na culunária austro-húngara. Tel.: (02944) 476167 www.cassis.com.ar Puema Hue Se sua intenção é relaxar e entrar em contato com a natureza, nem que seja por um dia, não deixe de visitar a fazenda Puema Hue, que mais parece aqueles cenários belíssimos de filmes antigos. Há muitas opções de atividades, como cavalgadas e também de relaxamento. O Day Use custa 150 dólares por pessoa e inclui almoço e atrativos. O local também funciona como um aconchegante hotel. Informações: www.puema-hue.com Cerveja artesanal Nascida em Buenos Aires, Natalia Granzurger fabrica sozinha a cerveja artesanal cuja receita ela desenvolveu e foi aprimorando. O resultado foi a cervejaria Bauhaus - também nome da marca da bebida -, um lugar confortável para reunir os amigos, ouvir boa música, beliscar petiscos e beber variados tipos de cerveja em Villa La Angostura. Mais informações: www.cervezabauhaus.com.ar Ice Bar Recém-inaugurado, o bar todo feito de gelo, Ice Bariloche, é parada obrigatória para quem curte uma baladinha rápida. Sim, com a temperatura a -10°C e bebidas de vodca e licores servidos em copos de gelo, não dá pra ficar muito mais do que 25 minutos lá dentro, mesmo usando roupas especiais fornecidas no local. Os drinques custam em torno de R$ 20. Na foto, licor de melão. * VALE A PENA EXPERIMENTAR LÍVIA CABRAL LÍVIA CABRAL LÍVIA CABRAL LÍVIA CABRAL LÍVIA CABRAL

Upload: livia-cabral

Post on 12-Mar-2016

229 views

Category:

Documents


4 download

DESCRIPTION

Jornal CORREIO*, 07/10/2012

TRANSCRIPT

Page 1: RESSURREIÇÃO ARGENTINA

12 Bazar* Correio Domingo, 7/Outubro/2012

Lívia Cabral*

Você talvez se lembre dosgrandes transtornos causadospara os turistas durante atemporada de Inverno do anopassado. A erupção do vulcãoPuyehue, situado naCordilheira dos Andes, no Suldo Chile e perto da fronteiracom a Argentina, espalhoupelo ar daqueles paísesnuvens espessas de cinzas,que ainda se acumularam emvolumosas camadas pelasruas, jardins e estradas.As cinzas expelidas pelo

vulcão prejudicaram voos deaeroportos na Argentina,Uruguai e Paraguai. No Brasil,a erupção do Puyehue causoucancelamentos de voos epacotes de viagem,atrapalhando as férias demuita gente e causandotambémprejuízos para todo otrade turístico.No entanto, um ano depois

do triste episódio, aArgentinamostra que,literalmente, sacudiu a poeirae voltou a ficar no topo entreos destinosmais procuradospor brasileiros para as fériasde Inverno. Sem sinal decinzas no ar, a cidade de SanCarlos de Bariloche, porta deentrada para a PatagôniaArgentina, oferece qualidadede hospedagem e uma gamabastante variada de atrativosem todas as estações do ano.O panorama tanto da

cidade quanto dasmontanhasé o primeiro encantamentoque o visitante experimenta.O Nahuel Huapi, enorme lagode águas gélidascompartilhado pelasprovíncias argentinas de RíoNegro, onde fica Bariloche, eNeuquén, desperta a atençãopela cor azul e, emmuitospontos, bem transparente.Em torno dele, erguem-semontanhas - ou cerros -cujos picos ficam cobertos deneve. No ápice do Inverno, obranco do gelo ocupa toda apaisagem.

TURISMO

RESSURREIÇÃOARGENTINAPaís sacudiu as cinzas deixadas por vulcão em 2011 e Bariloche voltou a ser destino com satisfação garantida

PARA TODOS Esqueçaaquela história de queBariloche é um lugarexclusivo para casaisdesfrutarem demomentosromânticos. Numa novaperspectiva, a cidade érecheada de diversões parafamílias inteiras e aindareservamuitas aventuraspara uma galeramais jovem,que curte viajar com amigos.A primeira pedida é dar

uma circulada pelo centrocívico, onde há prédioshistóricos, lojas de souvenirse uma praça central que servede ponto de encontro para agarotada e ainda é umaoportunidade de tirar umafoto com exóticos cães da raçaSão Bernardo, símbolos deterras geladas. Atenção: paralevar a imagempra casa épreciso desembolsar em tornode 80 pesos (equivalentes aR$ 40). Avalie se vale a pena.A próxima parada pode ser

um passeio leve, semqualquer nível de esforço. OCerro Campanário tem 1.050metros de atura. Um trajetoagradável de teleférico leva osvisitantes em pares até otopo, de onde pode-seapreciar a vista considerada amais bela da cidade. No local,há uma cafeteria que servepetiscos, doces e bebidas. Umchocolate quente no frio vaimuito bem. A subida custa 50pesos ou R$ 25 por pessoa.

AVENTURA NO GELOImprescindível para pessoasde todas as idades é subir osmais de 2mil metros de alturado Cerro Catedral e chegar,de bondinho, é claro, até amaior estação de esqui daAmérica do Sul. Na altíssimatemporada, em julho, asubida custa até 365 pesos(R$ 182,50) por pessoa. Oinvestimento vale a pena. Asopções no alto damontanhacoberta de neve sãomuitas.Vão desde esqui e snowboardpara osmais aventureiros(são esportes perigosos para

Teleféricos levam os aventureiros até o topo da estação de esqui

O chamado esqui nórdico requer algumas aulas para principiantes Escorregar em pequenos trenós, atividade que chamamos de esquibunda, é um dos programasmais divertidos na neve

Bazar* Correio 13Domingo, 7/Outubro/2012

RESSURREIÇÃOARGENTINAPaís sacudiu as cinzas deixadas por vulcão em 2011 e Bariloche voltou a ser destino com satisfação garantida

iniciantes) e passam poragradáveis caminhadas pelogelo com o auxílio de umequipamento chamadoraquete que, acoplado àsbotas, ajuda a não escorregar.Mas divertidasmesmo são asmodalidades de snowtubing,na qual você senta em umaboia gigante e percorredescidas cheias de curvas emalta velocidade. Adrenalinapura!Outra brincadeira gostosa

para todas as idades é deslizarpor uma ladeira geladasentado numpequenoequipamento que eleschamamde trineos (trenós),mas que, aqui pra nós,chamamosmesmo é deesquibunda.Desde junho até o início de

outubro dá pra curtir a neveno Cerro Catedral. Em agostoe setembro os preços caemumpouco. Mas,mesmo foradessa época,muitos turistasvão aproveitar omáximo deaventura que a Patagôniaoferece. Há opções de trilhasde bike, trekking,cavalgadas, kitesurf, rafting eandinismo, o equivalente aoalpinismo nos Andes.

GASTRONOMIAHá umaenorme diversidade derestaurantes aconchegantesque oferecem todo tipo deculinária: italiana, alemã,fondues e, lógico, amundialmente famosa esaborosa carne argentina.Mas, se quer provar algo bemtípico da Patagônia, comauma truta, peixe da famíliado salmão que vive em águasfrias e cristalinas.Fundada por um imigrante

alemão, Bariloche aindaguarda tradições germânicasna sua arquitetura. As casasde estilo colonial, emmadeira de cipreste, parecemfeitas para bonecas.

*A JORNALISTA VIAJOUACONVITE DO INPROTUR

(INSTITUTONACIONALDEPROMOÇÃOTURÍSTICADOGOVERNODAARGENTINA).

DICAS

� Alugue roupas especiais parasubir os cerros com neve. Há muitasopções de lojas no centro de Barilo-che e o kit completo (com calça, ca-saco impermeável, botas especiais eluvas) sai por R$ 30 por dia.

� Compre uma calça térmica antesde viajar para usar por baixo dojeans, para evitar que o frio ultrapas-se o tecido.

� Contrate um bom seguro deviagem, daqueles mais completos.Dessa forma, você garante seu con-forto e segurança, caso haja algumacidente ou inconveniência, como acompanhia aérea perder suas malas,por exemplo.

� Bagagem Apesar de ser umaviagem internacional, seja moderadoao arrumar a mala, pois a franquiapermitida entre Brasil e Argentina éde apenas 20 quilos.

� Villa La Angostura Uma dascidades mais charmosas da Patagô-nia se recupera com bom humor dostranstornos causados pelo Puyehue.A vila, lugar perfeito para quem querficar distante e relaxar, oferece sou-venirs com pedras vulcânicas e temestação de esqui própria. Visite.

Snowtubing: deslize radical em alta velocidade a bordo de uma boia

Subir o Cerro Campanário é opção agradável para admirar a bela vistaEscorregar em pequenos trenós, atividade que chamamos de esquibunda, é um dos programasmais divertidos na neve

FOTO

S:DIVULGAÇÃO

O Cerro Catedralabriga a maior

estação de esquida América do Sul

� Rio Limay Navegar pelas águas calmas, geladas, cristalinas e tãolimpas que se pode beber é um momento para contemplar as belaspaisagens naturais às margens do Rio Limay. Com saídas diárias às10h e às 14h, o passeio inclui traslado e lanche no fim do percurso.

� Cassis Dono do prêmio demelhor restaurante daArgentina em 2007, o Cassisé um lugar caro, requintado ede excelente serviço. Se vocêjá está em Bariloche, faça umesforço e reserve uma mesapara se autopresentear com afiníssima gastronomia, quetem ingredientes oriundos deuma horta local, incluindoflores, e inspiração naculunária austro-húngara.Tel.: (02944) 476167www.cassis.com.ar

� Puema Hue Se sua intenção é relaxar e entrar em contato com anatureza, nem que seja por um dia, não deixe de visitar a fazendaPuema Hue, que mais parece aqueles cenários belíssimos de filmesantigos. Há muitas opções de atividades, como cavalgadas e tambémde relaxamento. O Day Use custa 150 dólares por pessoa e incluialmoço e atrativos. O local também funciona como um aconchegantehotel. Informações: www.puema-hue.com

� Cerveja artesanal Nascida em Buenos Aires, Natalia Granzurgerfabrica sozinha a cerveja artesanal cuja receita ela desenvolveu e foiaprimorando. O resultado foi a cervejaria Bauhaus - também nome damarca da bebida -, um lugar confortável para reunir os amigos, ouvirboa música, beliscar petiscos e beber variados tipos de cerveja emVilla La Angostura. Mais informações: www.cervezabauhaus.com.ar

� Ice Bar Recém-inaugurado,o bar todo feito de gelo, IceBariloche, é parada obrigatóriapara quem curte uma baladinharápida. Sim, com a temperaturaa -10°C e bebidas de vodca elicores servidos em copos degelo, não dá pra ficar muitomais do que 25 minutos ládentro, mesmo usando roupasespeciais fornecidas no local.Os drinques custam em tornode R$ 20. Na foto, licor demelão.

*VALE A PENA EXPERIMENTAR

LÍVIACABRAL

LÍVIACABRAL

LÍVIACABRAL

LÍVIACABRAL

LÍVIACABRAL