eu sei em quem tenho crido

Download Eu Sei em Quem Tenho Crido

Post on 17-Aug-2015

245 views

Category:

Spiritual

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. 3 Trimestre 2015 Lio 7 A Igreja e seu Testemunho As ordenanas de Cristo nas cartas pastorais
  2. 2. [...] porque eu sei em quem tenho crido e estou certo de que poderoso para guardar o meu depsito at aquele dia. (2Tm 1.12)
  3. 3. O crente, assim como o lder, precisa ter convico de sua chamada e de sua condio de salvo em Jesus Cristo.
  4. 4. 2 Timteo 1.3-8; 2.1-4 2 Tm 1.3 Dou graas a Deus, a quem, desde os meus antepassados, sirvo com uma conscincia pura, porque sem cessar fao memria de ti nas minhas oraes, noite e dia; 4 - desejando muito ver-te, lembrando-me das tuas lgrimas, para me encher de gozo; 5 - trazendo memria a f no fingida que em ti h, a qual habitou primeiro em tua av Lide e em tua me Eunice, e estou certo de que tambm habita em ti. 6 - Por este motivo, te lembro que despertes o dom de Deus, que existe em ti pela imposio das minhas mos. 7 - Porque Deus no nos deu o esprito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderao. LEITURA BBLICA EM CLASSE
  5. 5. 8 - Portanto, no te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes, participa das aflies do evangelho, segundo o poder de Deus, 2 Tm 2.1 - Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graa que h em Cristo Jesus. 2 - E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiis, que sejam idneos para tambm ensinarem os outros. 3 - Sofre, pois, comigo, as aflies, como bom soldado de Jesus Cristo. 4 - Ningum que milita se embaraa com negcio desta vida, a fim de agradar quele que o alistou para a guerra.
  6. 6. INTRODUO Esta segunda carta foi escrita enquanto Paulo se encontrava preso. A priso um lugar que destri a esperana de muitos levando ao desespero e descrena. Esta foi a ltima vez que esteve preso, pois veio a perder nela a sua vida.
  7. 7. I -ORAES E AO DE GRAAS (1.3-5) 1. Ao amado filho (v.2) Paulo sabia que logo morreria, talvez por isso tenha demonstrado afeio e amor por Timteo, isso nos mostra que o lder precisa ter afeio, amor e carinho pelos seus liderados.
  8. 8. I -ORAES E AO DE GRAAS (1.3-5) 2. A sensibilidade de Paulo. Paulo sabia que logo morreria, talvez por isso tenha demonstrado afeio e amor por Timteo, isso nos mostra que o lder precisa ter afeio, amor e carinho pelos seus liderados.
  9. 9. I -ORAES E AO DE GRAAS (1.3-5) 3. A f de Timteo. (v.5) O discipulado de Timteo iniciou-se no lar, com o exemplo de sua av, Loide, e sua me, Eunice, ambas judias mas convertidas ao evangelho. Na segunda carta, Paulo diz:[...] trazendo memria a f no fingida que h em t...
  10. 10. II A CONVICO EM DEUS (v.v. 6-14) 1. Dons espirituais. (v.6) Paulo lembra o momento em que Timteo foi ordenado ao santo ministrio. Ocasio em que recebeu dons espirituais que o capacitariam no servio de Deus. Paulo o encoraja a permanecer em seu ministrio.
  11. 11. II A CONVICO EM DEUS (v.v. 6-14) 2. Esprito de fortaleza, e de amor, e de moderao (v.7). Ao que parece Timteo estava enfrentando grande oposio sua liderana. Paulo ento exorta Timteo a que tenha coragem. Um lder precisa ser corajoso. O Esprito Santo nos ajuda a superar o medo e nos encoraja a prosseguir.
  12. 12. II A CONVICO EM DEUS (v.v. 6-14) 3. Apstolo dos gentios (v.11) Paulo tinha conscincia de que recebeu, da parte de Deus, a vocao e o chamado para pregar aos gentios, Paulo exorta Timteo a manter-se firme na f, conservando o modelo das ss palavras.
  13. 13. III UM CONVITE AO SOFRIMENTO POR CRISTO (2.1-13) 1. O fortalecimento na graa (v.1) Todo cristo precisa ser forte, principalmente no aspecto espiritual. Timteo certamente enfrentava desafios alm de suas foras. E quando a luta est alm das nossas foras, somente o Senhor para nos ajudar, pois Ele Poderoso.
  14. 14. III UM CONVITE AO SOFRIMENTO POR CRISTO (2.1-13) 2. Soldado de Cristo (v. 3) A vida crist um misto de alegrias e tristezas; de lutas e vitrias. Jesus advertiu seus discpulos sobre as aflies da vida crist (Jo 16.33). Para os que aceitam tomar a cruz (Mt 16.24), renunciando a s mesmos, a vida crist uma luta sem trguas.
  15. 15. III UM CONVITE AO SOFRIMENTO POR CRISTO (2.1-13) 3. O lavrador (v.6) O agricultor precisa trabalhar com afinco a fim de preparar a terra para receber as sementes. Depois, precisa regar, adubar a semente para que surjam os frutos. Muitos querem colher sem esforo ou onde no plantaram.
  16. 16. CONCLUSO Mesmo sabendo que em breve iria morrer, Paulo no perdeu sua esperana e f. At em seus ltimos momentos procurou incentivar e orientar seu filho e companheiro de ministrio, Timteo. Seja voc tambm um intercessor e incentivador daqueles que esto labutando na obra do Mestre. Depto. de Ensino da Congregao Lagoa Azul Setor XI Natal RN

Recommended

View more >