QUEM TEM OUVIDOS OUÇA! 13 DE JULHO 2014 15º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Download QUEM TEM OUVIDOS OUÇA! 13 DE JULHO 2014 15º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Post on 22-Apr-2015

106 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> Slide 1 </li> <li> Slide 2 </li> <li> Slide 3 </li> <li> QUEM TEM OUVIDOS OUA! </li> <li> Slide 4 </li> <li> 13 DE JULHO 2014 15 DOMINGO DO TEMPO COMUM </li> <li> Slide 5 </li> <li> TEXTOS BBLICOS I LEITURA Is 55,10-11 Salmo 64 (65) II LEITURA Rom 8,18-23 EVANGELHO Mt 13,1-23 </li> <li> Slide 6 </li> <li> Tema do 15 Domingo do Tempo Comum A liturgia do 15 Domingo do Tempo Comum convida-nos a tomar conscincia da importncia da Palavra de Deus e da centralidade que ela deve assumir na vida dos crentes. </li> <li> Slide 7 </li> <li> A primeira leitura garante-nos que a Palavra de Deus verdadeiramente fecunda e criadora de vida. Ela d-nos esperana, indica-nos os caminhos que devemos percorrer e d-nos o nimo para intervirmos no mundo. sempre eficaz e produz sempre efeito, embora no atue sempre de acordo com os nossos interesses e critrios. </li> <li> Slide 8 </li> <li> A Palavra de Deus no poder ser uma espcie de pio do Povo, no sentido de que projeta em Deus as esperanas e os sonhos que nos competem a ns concretizar? Ateno: preciso estarmos bem conscientes de que Deus no prescinde de ns para atuar na histria humana </li> <li> Slide 9 </li> <li> A sua Palavra d-nos esperana, indica-nos os caminhos que devemos percorrer e d-nos o nimo para intervirmos no mundo. A Palavra de Deus no s no adormece a nossa vontade de agir, mas revela-nos os projetos de Deus para o mundo e para os homens e convida-nos ao compromisso com a transformao e a renovao do mundo. </li> <li> Slide 10 </li> <li> A segunda leitura apresenta uma temtica (a solidariedade entre o homem e o resto da criao) que, primeira vista, no est relacionada com o tema deste domingo a Palavra de Deus. Podemos, no entanto, dizer que a Palavra de Deus que fornece os critrios para que o homem possa viver segundo o Esprito e para que ele possa construir o novo cu e a nova terra com que sonhamos. </li> <li> Slide 11 </li> <li> Ateno: esse novo cu e nova terra no podem ser projetado para um futuro ideal, no cu Eles esto j a construir- se na terra, na nossa histria, sempre que os seguidores de Jesus aceitam o seu convite e se dispem a viver segundo o Esprito. </li> <li> Slide 12 </li> <li> O Evangelho prope-nos, em primeiro lugar, uma reflexo sobre a forma como acolhemos a Palavra e exorta-nos a ser uma boa terra, disponvel para escutar as propostas de Jesus, para as acolher e para deixar que elas dem abundantes frutos na nossa vida de cada dia. Garante-nos tambm que o Reino proposto por Jesus ser uma realidade impagvel, onde se manifestar em todo o seu esplendor e fecundidade a vida de Deus. </li> <li> Slide 13 </li> <li> No seu estado atual, a parbola do semeador e da semente , sobretudo, um convite a refletir sobre a importncia e o significado da Palavra de Jesus. verdade que, nas nossas comunidades crists, a Palavra de Jesus a referncia fundamental, volta do qual se constri a vida da comunidade e dos crentes? Temos conscincia de que a Palavra anunciada, proclamada, meditada, partilhada, celebrada, que cria a comunidade e que a alimenta no dia a dia? </li> <li> Slide 14 </li> <li> Deus que ests to prximo de ns, ns Te damos graas pela tua Palavra. Assim como os pais comunicam com os seus filhos para os fazer crescer, tambm Tu ages para conosco para nos elevar para Ti. Ns Te pedimos: prepara os nossos coraes e os nossos espritos como uma boa terra para o acolhimento da tua Palavra, para que ela germine e d fruto nas nossas vidas. </li> <li> Slide 15 </li> <li> Ns Te damos graas, Pai, porque s o Criador do imenso e admirvel universo, que nos ofereces como um jardim para cultivar. Ns Te pedimos por toda a criao, mas sobretudo pela humanidade, guarda da nossa terra e do espao. Ilumina-nos com o teu Esprito criador, para nos inspirar o respeito pela tua criao. </li> <li> Slide 16 </li> <li> Ns Te agradecemos pelo semeador que nos enviaste, Jesus, teu Filho. Ele lanou generosamente o bom gro do teu amor e da tua vida em todos os terrenos, e Ele continua esta obra na tua Igreja. Ns Te pedimos pelas nossas comunidades: livra- nos de abafar o bom gro, mas que o teu Esprito o faa frutificar em ns e nossa volta. </li> <li> Slide 17 </li> <li> PALAVRA PARA O CAMINHO. Que gnero de terra somos ns? Que gnero de terra somos ns para esta Palavra semeada em ns com abundncia? Se a possibilidade nos oferecida, tomemos um momento ao longo da semana, diretamente na natureza, para rezar esta pgina do Evangelho. E deixemo-la enraizar-se em ns para lhe permitir produzir fruto em abundncia. </li> <li> Slide 18 </li> <li> TEXTOS EXTRAIDOS DO PORTAL DEHONIANOS SACERDOTES DO SAGRADO CORAO DE JESUS </li> <li> Slide 19 </li> </ul>