Boa Vista: Berço das Artes Plásticas

Download Boa Vista: Berço das Artes Plásticas

Post on 09-Dec-2015

214 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Sntese da Palestra dada pelo professor Jacques Ribemboim sobre o bairro da Boa Vista no Recife.

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

    ALUNA: SUZANA DE MEDEIROS RIBEIRO PESSOA

    DISCIPLINA: ECONOMIA AMBIENTAL

    PALESTRA: Boa Vista: Bero Das Artes Plsticas Pernambucanas.

    Palestrante: Prof. Jacques Ribemboim.

    O Recife foi receptor do contingente migratrio do interior do nordeste e

    tambm do exterior. Os primeiros bairros ocupados foram os bairros do Recife, Santo

    Antnio e So Jos, mas com o tempo, estes, tornaram-se insuficientes para atender a

    demanda de chegada dos imigrantes. Com isso houve uma expanso para o bairro da

    Boa Vista, que se tornou um dos primeiros locais a serem urbanizados na cidade do

    Recife.

    As famlias imigrantes foram aos poucos fixando moradia no bairro da Boa

    Vista, ao passo que este bairro passou a ser um ponto de convergncia de diversas

    culturas e saberes. A Boa Vista proporcionou uma grande interao entre as pessoas e

    escolas de pensamentos e ao passar do tempo permitiu a emergncia e consolidao de

    uma classe mdia urbana, tornando-se assim o lcus da nova classe mdia da cidade do

    Recife.

    Da classe mdia urbana, moderna e plural, formada principalmente de imigrantes

    judeus, italianos e portugueses, houve o brotamento de uma arte prpria e o surgimento

    de artistas locais. Agora, a arte antes restrita s famlias aristocrticas passa tambm a

    ser consumida pela classe mdia. Com isso, foi criada 1932 a Escola de Belas Artes do

    Recife, por artistas que queriam um local de preparao artstica no nvel da EBA do Rio de

    Janeiro.

    O Bairro da Boa Vista foi o bero de renomados artistas plsticos, sem contar

    escritores e poetas. Dentre os artistas plsticos nascidos em Recife e que viveram e

    produziram sua arte no bairro da Boa Vista encontram-se: Lula Cardoso Ayres, Vicente

    do rego Monteiro, Gilvan Samico, Lauro Villares, Guita Charifker, Wilton Andrade de

    Sousa, Mario Nunes, etc.

    O convvio desses artistas tornou possvel o aprimoramento da arte plstica

    pernambucana. Em entrevista, a judia Guita Charifker relata:

    Levei muitos anos desenhando sozinha. Um dia, andava pela rua Velha, na Boa Vista, vi uma

    janela aberta, e atravs dela pessoas desenhando. Eu tinha dezesseis anos. Se no fosse esse

    momento, no sei o que teria sido a minha vida. Descobri que aquele era o Atelier da Sociedade

    de Arte Moderna do Recife, dirigido por Abelardo da Hora, freqentado por Samico, Z

  • Cludio, Wellington Virgolino, Ivonaldo Marins e outros.

    Fui aceita como aluna e fiquei vrios anos. Ali comecei a minha vida e compreendi o que arte:

    a troca com outros artistas, a vida coletiva.

    A arte de Guita, como de muitos outros artistas, saiu do bairro da Boa Vista para o

    mundo.

    Do esplendor decadncia.

    Hoje o bairro da Boa Vista, como dito em matria do Dirio de Pernambuco, o

    bairro do comrcio e da saudade.

    O bairro fica no centro da cidade do Recife e se configura como um espao que

    congrega pessoas de todas as partes. Na Boa Vista moram em mdia 15 mil pessoas,

    porm, transitam mais de 400 mil. Por ser central e ponto de vrios nibus dos bairros

    circunvizinhos, um trajeto inevitvel para quem circula pela cidade.

    No entanto, apesar de ser um lugar importantemente movimentado na cidade, ao invs

    de estrutura e organizao, o que se v so caladas esburacadas, metralha, casas e

    prdios desbotados, sujos, engarrafamento de pedestres que disputam o espao das

    caladas com os ambulantes, muita fiao exposta e lixos jogados na rua pela prpria

    populao. Os antigos casares que continuam vivos na memria de muitos perdem a

    cor, o vislumbre e a prpria visibilidade ao serem cobertos por tapumes de construtoras.

    Isso sem contar os que j foram demolidos para darem espao aos modernos

    empresariais ou mesmo para servir de estacionamentos.

    Podemos ver este atual cenrio decado do bairro da Boa Vista como uma

    degradao ambiental urbana. Onde a conjuntura dos fatores acima citados e, sobretudo

    a escassez das atraes culturais juntamente ao descuido do patrimnio histrico,

    deterioram cada vez mais o aspecto do bairro, que fica vazio e deserto aps o

    fechamento do comrcio.

    necessrio pensar um planejamento urbano para o bairro da Boa Vista, onde se

    possa articular a preservao do patrimnio histrico com as atuais e talvez

    irreversveis, funes comerciais exercidas pelo bairro, que considerado um dos mais

    importantes da cidade do Recife.

    Planejar a (re) organizao de espaos urbanos implica em aumentar a qualidade do

    meio ambiental, alm de gerar externalidades positivas para a populao e toda

    regio.