A12 H H H TerçA-FeirA, 17 De MArço De 2015 ...hclpm. ?· seu Diretor Presidente e Financeiro,Sr. Valdir…

Download A12 H H H TerçA-FeirA, 17 De MArço De 2015 ...hclpm. ?· seu Diretor Presidente e Financeiro,Sr. Valdir…

Post on 20-Dec-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>abA12 mundo H H H TerA-FeirA, 17 De MAro De 2015</p> <p>Atual governono representamais o esprito dos israelenses</p> <p>opinio</p> <p>ETGAR KERETespecial paRa a FOLHA, eM Tel aViV</p> <p>Desdeaguerra, sintoqueno estou aqui, afirmameuvizinhodeesquerdaenquan-to seu co urina em minhacerca. Caminho pela rua esinto que as solas de meusps nem tocam a sujeira es-palhada aomeu redor.Sabe o que quero dizer?</p> <p>Como se eu fosse um turistaem um pas do qual eu nome sinto parte. terrvel.No foi a primeira vez que</p> <p>ouvialgumfalarsobreasen-sao de se tornar forasteiroem seu prprio pas.Uma situaonaqual o ci-</p> <p>dado acredita em uma de-terminada administrao etermina por ter de convivercomoutracomumenormalem pases democrticos.Mas h momentos menos</p> <p>frequentes, e mais difceis,nos quais um eleitor senteque o governo eleito no snorepresentasuasposiescomotampouco representaoesprito do povo.Houve alguns momentos</p> <p>como esse na curta histriade Israel.No momento dos acordos</p> <p>de Oslo (1993), muita gentequedefendiaacriaodeumGrande Israel acreditavaqueo governo estava se afastan-do de sua misso ao dar aospalestinos territriosque, se-gundo essas pessoas, Deushavia conferido a ns.Essa sensao de aliena-</p> <p>o em relao ao governoconduziu, por fim, ao assas-sinato do primeiro-ministroque ento governava Israel.Um momento no menos</p> <p>traumtico para os defenso-res de umGrande Israel foi aretirada de Gaza, quandomuitos colonosviramoExr-cito, enviadoregiopara re-tir-losfora,comoumafor-a cruel e estrangeira, e nocomo Exrcito do povo.</p> <p>E hoje, sob omais direitis-ta e racista dos governos nahistria de Israel, chegou avez de um pblico diferentese sentir sub-representado eisolado de seus lderes.O nome que os lderes de</p> <p>direita empregam para des-crever esse pblico, que du-ranteametadedoanopassa-dosofreuameaaseboicotes, esquerda radical.Masessadesignaopopu-</p> <p>lista est longe de procederopresidentede Israel,Reu-ven Rivlin, importante lderda ala direita no pas, umdos crticos mais eloquentesdeste governo.Esquerdistas, portanto,</p> <p> uma denominao equivo-cadapara todasaquelaspes-soas que sentem que o esp-rito da liderana do pas di-vergiu do esprito do povo.Seria mais exato denomi-</p> <p>n-las liberais e democratas,pois acreditam que igualda-de e liberdade de expressosejam aspectos vitais damo-derna sociedade judaica.Nos ltimos meses, Israel</p> <p>passou por muitos aconteci-mentos que solapam seu ca-rter liberal e democrtico.Desde o sequestro e assas-</p> <p>sinato de trs adolescentesem Gush Etzion, em junhopassado, vimosumaondadecrimes de dio que comeoupelo horripilante homicdiode ummenino palestino.Aondaculminoucomoin-</p> <p>cndio de escola bilngue deJerusalm, um dos mais be-los e comoventes exemplosda coexistncia entre rabese israelenses.Noexistenadacomouma</p> <p>nova campanhaeleitoral pa-ra fazer comquemeuvizinhoesquerdista e seu cachorroencarem a realidade.Ele se ver forado a con-</p> <p>templar os fatos e votar na-quele que poder se tornarum dos mais importantespleitosdahistria israelense.As prximas eleies de-</p> <p>terminaro no s o futuropolticoeeconmicomas,an-tes e acima de tudo, o futurosocial e moral do pas.</p> <p>ETGAR KERET, 47, autor israelense, lananeste ano no Brasil o livro sete anosBons (editora Rocco)</p> <p>do eNViadoa sHilo (cisJoRdNia)</p> <p>Ascolinasnaporonorteda Cisjordnia se repetemumassoutrasnapaisagem,entre pedras, um solo seco eoliveiras agarradas s encos-tas. Aqui e ali, apanhadosdecasasquebramamonotonia.So os assentamentos ju-</p> <p>daicos na regio, considera-dos ilegaispela lei internacio-naleconstantementelembra-doscomoumdosempecilhoss negociaes entre israe-lenses e a liderana palesti-na. A Cisjordnia foi ocupa-da por Israel em 1967.Os assentamentos voltam</p> <p>aodiscursopolticoporoutra</p> <p>razo: seus moradores teroumimportantepapelnoplei-to ao votar em massa na di-reita.Vivemcercade400milcolonos judeus na Cisjord-nia, ou 5% dos israelenses.Aafinidadenaturaldesses</p> <p>eleitoresopartidodominis-trodaEconomia,NaftaliBen-nett.OCasa Judaica, de ideo-logianacional-religiosa, temcomoumadesuaspremissasmanter os assentamentos ju-daicos fixos na Cisjordnia.Bennettdefendeasobera-</p> <p>nia israelense na Judeia e emSamaria.simplesassim,dizDavid Rubin, presidente deuma associao no assenta-mento de Shilo. Judeia e Sa-maria so a terminologia lo-cal da Cisjordnia, referindo-se ao passado bblico.Menos simples o cenrio</p> <p>poltico israelense, em que opremiBinyaminNetanyahupoder tentar montar umacoalizoparaumprximogo-</p> <p>Argentinaquemoraemassentamentodesde2008dizque,nopoder,esquerdaquis entregartudoaospalestinos</p> <p>Nas reas ocupadas por judeusnaCisjordnia, partido preferido oCasa Judaica, de orientaonacional-religiosa</p> <p>Assentados tememvitria da esquerdaverno, incluindo os assentosconquistados pela Casa Ju-daica (aprevisodeque se-jam 11).MoradoresdeShilo estive-</p> <p>ram no comcio de Netanya-hu em Tel Aviv, no domingo(15).O jornal Haaretz regis-trou o financiamento dama-nifestao por organizaesde colonos, a quem o gover-no destina verba pblica.</p> <p>SOBREVIDANascido nos EUA, Rubin</p> <p>mudou-se para Shilo h 20anos paradarumavidame-lhor aos nossos filhos. Acre-ditamos na ligao histricado nosso povo com essa ter-ra, afirma.Osanosnoforamfceisali.</p> <p>A regioalvodecrtica inter-naeexterna, e em2001Rubine seu filho de ento trs anosforamcercadospor terroristasarmados com fuzis AK-47 naestradade Jerusalm.Ele foi ferido na perna, a</p> <p>criana foi baleada na cabe-a. Ambos sobreviveram.Eles queriam que eu fos-</p> <p>se embora. Mas aminha res-posta foi oposta. Decidi ficare expandir, conta Rubin.Ele responsvel hoje por</p> <p>umcentro infantil que inclui</p> <p>de uma escola a galinheirospara ajudar no trauma en-frentado por crianas locais.Rubin afirma que a comu-</p> <p>nidadedeShilovaseleiesde tera com trepidao,preocupada com uma poss-vel vitria da esquerda.Um governo liderado pela</p> <p>oposio, diz, poderia signi-ficar a entrega de assenta-mentos na Cisjordnia a pa-lestinos. Vive-se ali sob otraumadequando, em2005,colonos foram retirados deGaza fora pelo Exrcito.</p> <p>HISTRIAAargentinaVeronicaGare-</p> <p>leckmudou-se para o assen-tamentodeOfraem2008.Le-vouos trs filhos e teve outroali. Religiosa, elogia a tran-quilidade da vida na peque-na comunidade que funcio-na como uma famlia. O ce-nrio entre colinas bblico.Quando falamosde Israel</p> <p>como terra santa, a istoque estamos nos referindo.Nossahistriacomeouaqui,mas nos expulsaram. Nopensamos que estamos ocu-pando a terra. Ela nossa. Aesquerda j esteve no podere quis entregar tudo aos pa-lestinos. (diOgO bercitO)</p> <p>sebastian scheiner/associated press</p> <p>Operrio trabalha em construo no assentamento de Shilo</p> <p>Prego Eletrnico PE-011-5-0018Objeto: Centrais Eltricas do Norte do Brasil S/A Eletronorte, torna pblicoaos interessados que realizar licitao na modalidade de Prego Eletrnico,tipo menor preo por item, no dia 27/03/2015, s 09:30 horas, no SistemaComprasnet, cujo objeto a Contratao de empresa especializada paraprestao de servios de vigilncia patrimonial, ostensiva armada, nasinstalaes da Eletronorte no mbito da Regional de Produo e Transmissodo Acre OAC, Regional de Transmisso Rondnia/Acre ORD e da Gernciade Obras de Rondnia/Acre ERO, nos Estados do Acre e Rondnia,respectivamente. Total de itens licitados: 02. O edital estar disposio dosinteressados nos endereos: www.comprasgovernamentais.gov.br, link: acessolivre Preges Agendados e: HTTP://www.eln.gov.br/pagina_15.htm.</p> <p>RICARDO GONALVES RIOSDiretor de Gesto Corporativa</p> <p>AVISO DE LICITAO</p> <p>Ministrio deMinas e Energia</p> <p>GOVERNO DO ESTADO DORIO GRANDE DO NORTE</p> <p>Secretaria de Estado do Planejamento e das FinanasProjeto Integrado de Desenvolvimento Sustentvel</p> <p>SOLICITAO DE MANIFESTAES DE INTERESSESELEO E CONTRATAO DE CONSULTORIA</p> <p>Data: 16/03/2015Projeto RN Sustentvel - 8276-BRO Governo do Rio Grande do Norte, atravs da Secretaria de Estado do Planejamento e dasFinanas- SEPLAN, torna pblico s empresas interessadas que estar recebendo, at s 17hdo dia 06 de abril de 2015, manifestaes de interesse para de consultoria para Elaborao doPlanejamento Estratgico para a Articulao com os Sistemas de Ensino do Estado do RioGrande do Norte, em consonncia com os procedimentos adotados pelo Banco Mundial e com osresultados pretendidos pelo Governo do Estado, conforme as Diretrizes para Seleo e Contrataode Consultores Financiadas por Emprstimos do BIRD, Crditos e Doaes da AID pelos muturiosdo Banco Mundial, verso publicada em janeiro de 2011.O teor integral do Aviso de Manifestao de Interesse estar disponvel nos stios www.rnsustentavel.rn.gov.br. Maiores informaes podero ser obtidas na sede da Unidade de Gerenciamento doProjeto RN Sustentvel, localizada na Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanas doRio Grande do Norte, Centro Administrativo do Estado, BR 101, km 0, Lagoa Nova, Natal/RN - CEP59.064-901. Tel: 84 3232.1818 Fax: 3232.1911, ou ainda atravs do email: cmel.rnsustentavel@rn.gov.br/cmel.rnsustentavel@rn.gov.br.</p> <p>Edital de convocao de Audincia Pblica sobre o EIA/RIMAdo empreendimento Loteamento Residencial Kalor, deresponsabilidade da ACS Jaguarina Empreendimentos ImobiliriosLtda.OConselho Estadual do MeioAmbiente, usando de sua competncialegal, convoca audincia pblica sobre o Estudo de Impacto Ambiental eo Relatrio de Impacto ao Meio Ambiente - EIA/RIMA do empreendimentoLoteamento Residencial Kalor, de responsabilidade da ACS JaguarinaEmpreendimentos Imobilirios Ltda. (Processo 187/2011), que se realizarno dia 09 de abril de 2015, s 17 horas, no Teatro Municipal de Jaguarina,Rua Alfredo Bueno, 1.151, Centro, Jaguarina / SP. Informa que cpia doEIA/RIMA estar disposio dos interessados, para consulta, na CmaraMunicipal de Jaguarina, Rua Coronel Amncio Bueno, 446, Centro,Jaguarina / SP, no perodo de 16 de maro a 09 de abril de 2015, desegunda a sexta-feira, das 08h s 17h.</p> <p>PREGO N 015/2015 - PROCESSO N 25688/2015AFundaodeDesenvolvimentodaUnicamp-FUNCAMPcomunicaaos interes-sados que se encontra aberto o edital do prego abaixo: Edital de PREGOPRESENCIALn015/2015paracontrataode fornecimentode leitepasteu-rizado tipo B, destinado ao Hospital Estadual Sumar - HES, do tipo menorpreo unitrio por item, cuja sesso pblica ser realizada no dia 27/03/2015,s 09h30min, no Auditrio da Fundao de Desenvolvimento da Unicamp,FUNCAMP, situado na Avenida rico Verssimo, 1.251, Campus Unicamp, Distri-todeBaroGeraldo,MunicpiodeCampinas/SP.Oeditalna ntegraencontra-sedisponvel aos interessados no site http://www.funcamp.unicamp.br. Outrasinformaespoderoserobtidasatravsdo telefone(19)3521-2720.Campinas,17 demaro de 2015. Andria Cristina Loureno Novais de Souza - PregoeiraEDITAL DE ADVERTNCIA.</p> <p>A Bravvos do Brasil Indstria e Comrcio de Artefatos de Borracha S/A, CNPJ 10.754.088/0001-90, por meio deseu Diretor Presidente e Financeiro, Sr. Valdir Slvio Pizani, vem a pblico alertar a todos os seus fornecedores paraque, ao contratar com a companhia, tenham o devido cuidado de verificar os poderes daquele que se apresentar emseu nome para tanto, informaes estas que podem ser solicitadas facilmente Junta Comercial ou ao Serasa Experian.Esclarece-se que a medida se faz necessria para evitar contrataes indevidas da parte de pessoas estranhas companhia e que no detm poderes para represent-la, de modo que a Bravvos no assumir qualquerresponsabilidade por dbitos que surjam de tais negcios.</p> <p>So Paulo, 12 de maro de 2015.Bravvos do Brasil Indstria e Comrcio de Artefatos de Borracha S/A.</p> <p>Valdir Slvio Pizani Diretor Presidente e Financeiro.</p> <p>Equatorial Energia S.A.CNPJ/MF n 03.220.438/0001-73NIRE 2130000938-8 - Companhia Aberta</p> <p>ATA DA REUNIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAO REALIZADA EM 09 DE FEVEREIRODE 2015. 1. DATA, LOCAL E HORA: Em 09 de fevereiro 2015, na filial da Equatorial EnergiaS.A., na cidade do Rio de Janeiro, na Avenida Borges de Medeiros, n 633 - Gr. 708 - Leblon,Offices Shopping Leblon, CEP 22.430-041, s 12:00 horas. 2. CONVOCAO: Convocaoatravs de correio eletrnico a todos os membros deste Conselho. 3. QUORUM E PRESENA:Presentes os seguintes membros deste conselho: Firmino Ferreira Sampaio Neto, GilbertoSayo da Silva, Alessandro Monteiro Morgado Horta, Carlos Augusto Leone Piani, PauloJernimo Bandeira de Mello Pedrosa, Celso Fernandez Quintella e Eduardo Saggioro.4. MESA: Presidente: Carlos Augusto Leone Piani; Secretrio: David Abdalla Pires Leal. 5.DELIBERAES: Foi aberta a sesso, tendo assumido a Presidncia da Mesa o Sr. CarlosAugusto Leone Piani, que convidou o Sr. David Abdalla Pires Leal para secretariar os trabalhos,tendo sido aprovadas as seguintes deliberaes por unanimidade dos votos: (i) Aprovar alavratura da presente ata na forma de sumrio dos fatos ocorridos, nos termos do artigo 130, 1 da Lei n 6.404, de 15.12.1976 e posteriores alteraes; (ii) Rerratificar a concesso de avalem favor de sua controlada, a Centrais Eltricas do Par S/A - CELPA, aprovada atravs dadeliberao constante do item ii da ata de reunio deste Conselho realizada em 30 de janeirodo corrente, para fazer constar da mesma que se trata de ratificao e no aprovao daconcesso da garantia, de forma que a referida deliberao passa a ter a seguinte redao:Ratificar a concesso de aval pela Companhia, em favor de sua controlada, a Centrais Eltricasdo Par S/A - CELPA, no valor de at R$294.000.000,00 (duzentos e noventa e quatro milhesde reais), para garantir o cumprimento do contrato de emprstimo firmado entre esta controladae o Citibank S.A; (iii) Rerratificar a prestao de fiana em favor de sua controlada, a CentraisEltricas do Par S/A - CELPA, aprovada atravs da deliberao constante do item iii da ata dereunio deste Conselho realizada em 30 de janeiro do corrente, para fazer constar da mesmaque se trata de ratificao e no aprovao da concesso da garantia, de forma que a referidadeliberao passa a ter a seguinte redao: Ratificar a concesso de fiana na celebrao docontrato Swap necessrio para a concretizao da operao aprovada no item anterior; e (iv)Ratificar a autorizao para a diretoria da Companhia ou os seus procuradores a praticar todosos atos necessrios realizao, formalizao e aperfeioamento das operaes ora aprovadas,podendo, para tanto, celebrar todos e quaisquer documentos e instrumentos necessrios. 6.ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a ser tratado, lavrou-se a presente ata, que, aps lida eaprovada, foi assinada por todos os presentes. 7. ASSINATURA DOS PRESENTES: Presidente:Carlos Augusto Leone Piani, Secretrio: David Abdalla Pires Leal; Membros do Conselho deAdministrao: Firmino Ferreira Sampaio Neto, Gilberto Sayo da Silva, Alessandro MonteiroMorgado Horta, Carlos Augusto Leone Piani, Paulo Jernimo Bandeira de Mello Pedrosa, CelsoFernandez Quintella e Eduardo Saggioro. Certifico o registro em 11/02/2015, sob o nmero20150111320. Cledinice Bastos da Fonseca, Secretria Geral - JUCEMA.</p> <p>Convida o pblico interessado a participar da Audincia Pblica que esta Comisso realizar tendo comoobjeto expor e debater o Projeto de Lei n 521/2014, de autoria do Vereador Larcio Benko, que:</p> <p>DISPE SOBRE INSTITUIR DATA-BASE PARA ATUALIZAO DE TARIFAS DOS SERVIOS DE TXIS NOMUNICPIO DE SO...</p>