relatÓrio quadrimestral - 2º quadrimestre/ .valores referentes 1º/2º e 3º bimestre previsão

Download RELATÓRIO QUADRIMESTRAL - 2º QUADRIMESTRE/ .VALORES REFERENTES 1º/2º E 3º BIMESTRE Previsão

Post on 09-Dec-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE

SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE PBLICA

RELATRIO QUADRIMESTRAL -

2 QUADRIMESTRE/2016

Campo Grande - MS

PREFEITO MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE

ALCIDES JESUS PERALTA BERNAL

SECRETARIO MUNICIPAL DE SADE PBLICA

IVANDRO CORREA FONSECA

SECRETRIO ADJUNTO MUNICIPAL DE SADE PBLICA

VICTOR ROCHA PIRES DE OLIVEIRA

DIRETORIA DE ASSISTNCIA SADE

ROSIMEIRE FERNANDES ARIAS LIMA

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E GESTO EM SADE

LUCIANO LOPES

DIRETORIA DE REGULAO EM SADE

MARGARETE GABAN

DIRETORIA DE VIGILNCIA EM SADE

CLAUDIA CALDERAN HOFFMANN

ELABORAO TCNICA

Diretoria de Planejamento e Gesto em Sade

Coordenadoria de Elaborao, Monitoramento e Avaliao dos Instrumentos de

Planejamento do SUS

ASSESSORIA TCNICA

Alex Sandre Rodrigo Pereira Cazelli

Andrea Lucia Dornelles Furtado

Daniele Mendes do Amaral

Fernanda de Almeida Marques Guimares

Francisco Edilson Magalhes

Hena Dianna Moreira Lopes da Silva

Ruben Arthur Lenke

Marilene Anastcio

Rosely Tsuha Oshiro

Wanessa Soares de Freitas Alencar

SUMRIO

APRESENTAO....................................................................................................................3

DADOS DE IDENTIFICAO..................................................................................................5

RECURSOS.............................................................................................................................6

RELATRIO RESUMIDO DA EXECUO DA EXECUO. ORAMENTRIA ................8

AUDITORIAS..........................................................................................................................21

REDE FSICA.........................................................................................................................37

PRODUO...........................................................................................................................40

INDICADORES.......................................................................................................................49

ANEXOS

LEI COMPLEMENTAR 141/2012

RESOLUO 02/2016

PREFEITURA MUNICIPAL CAMPO GRANDE - MS

3

APRESENTAO

A Secretaria Municipal de Sade Pblica vem por meio deste documento, prestar contas e

tornar pblicas as aes realizadas no segundo quadrimestre de 2016, considerando o que

determina a Lei Complementar N 141, de 13 de Janeiro de 2012 - que regulamentou a Emenda

Constitucional 29 -, instituindo em seu artigo 36, da Seo III (da Prestao de Contas), do

Captulo IV (da Transparncia, Visibilidade, Fiscalizao, Avaliao e Controle), a apresentao

de relatrio detalhado referente ao quadrimestre anterior, em audincia pblica na Casa

Legislativa.

O formato adotado neste Relatrio respeitou o arcabouo legal, observando o disposto no

modelo padronizado aprovado pela Resoluo do Conselho Nacional de Sade (CNS) n 459, de

10/10/2012, tambm estabelecido no pargrafo nico do Art. 7 da Portaria 2.135, de 25 de

setembro de 2013.

Este Relatrio apresenta-se em quatro blocos: o primeiro identifica e caracteriza a gesto;

o segundo refere-se execuo oramentria e financeira, a partir de informaes oriundas do

Sistema de Informaes sobre Oramentos Pblicos em Sade SIOPS.

O terceiro bloco exibe as auditorias realizadas, em fase de execuo e finalizadas. Como

informaes adicionais, foram tambm inseridas as visitas tcnicas.

O quarto bloco traz informaes sobre a Rede Fsica de Servios de Sade, a partir dos

registros do Sistema Nacional de Cadastros de Estabelecimentos em Sade SCNES e a

Art. 36 O gestor do SUS em cada ente da Federao elaborar Relatrio detalhado referente ao quadrimestre anterior, o qual conter, no mnimo, as seguintes informaes: I montante e fonte dos recursos aplicados no perodo; II auditorias realizadas ou em fase de execuo no perodo e suas recomendaes e determinaes; III oferta e produo de servios pblicos na rede assistencial prpria, contratada e conveniada, cotejando esses dados com os indicadores de sade da populao em seu mbito de atuao. ... 4 O Relatrio de que trata o caput ser elaborado de acordo com modelo padronizado aprovado pelo Conselho Nacional de Sade, devendo-se adotar modelo simplificado para Municpios com populao inferior a 50.000 (cinqenta mil habitantes). 5 O gestor do SUS apresentar, at o final dos meses de maio, setembro e fevereiro, em audincia pblica na Casa Legislativa do respectivo ente da Federao, o Relatrio de que trata o caput.

PREFEITURA MUNICIPAL CAMPO GRANDE - MS

4

Produo dos Servios de Sade, oriundos dos Sistemas de Informaes Ambulatoriais e

Hospitalares SIA/SIH/SUS, expressando aspectos relativos Ateno Bsica, Urgncia e

Emergncia, Ateno Psicossocial, Ateno Ambulatorial Especializada e Hospitalar, Assistncia

Farmacutica e Vigilncia em Sade. Vale esclarecer que as planilhas referentes produo

aprovada dos estabelecimentos de Campo Grande, sob gesto municipal, sero apresentadas de

acordo com a Complexidade dos Procedimentos, Carter de Atendimento, Tipo de Financiamento

e Valor Pago, em consonncia com a Tabela SUS.

O quinto bloco traz a exposio de indicadores pactuados no Contrato Organizativo da

Ao Pblica em Sade COAP, a partir de diretrizes e objetivos formalizados.

5

DADOS DE IDENTIFICAO

UF: MS

Municpio: Campo Grande

Ano que se refere o Relatrio do Quadrimestre: 2016

Quadrimestre a que se refere o relatrio: 2/2016 (Maio Agosto)

Secretaria de Sade

Razo Social da Secretaria de Sade: Secretaria Municipal de Sade Pblica

CNPJ: 03.501.509/0001-06

Endereo:

Rua Bahia, 280 Jardim dos Estados/Centro

CEP: 79.002-530 Telefone: (67) 3314-3000

Fax: (67) 3314-3096 Email: assessoria@sesau.capital.ms.gov.br

Site da Secretaria: www.capital.ms.gov.br/sesau

Secretrio de Sade que elaborou o Relatrio

Nome: Ivandro Correa Fonseca Data da Posse: 27/08/2015

Plano de Sade

O Municpio tem plano de Sade? Sim Perodo a que se refere o Plano: 2014-2017

Status: Aprovado no CMS: Deliberao n 388, de 09/12/2013 (Diogrande de 09/12/2013)

Data da entrega no Conselho de Sade: 19/11/2013

mailto:assessoria@sesau.capital.ms.gov.brhttp://www.capital.ms.gov.br/sesau

6

RECURSOS

O montante e a fonte de recursos aplicados no perodo, tm suas informaes

oriundas dos relatrios gerenciais do Sistema Nacional de Informao sobre Oramento Pblico em

Sade SIOPS, de obrigatoriedade de registro e atualizao permanente dos dados.

Cabe ao gestor de sade, declarante dos dados contidos, a responsabilidade pela

garantia de registro dos dados no SIOPS, nos prazos definidos, assim como pela fidedignidade dos

dados homologados, aos quais conferir f pblica para todos os fins previstos na Lei

Complementar 141.

Compete ao Ministrio da Sade definir as diretrizes para o funcionamento deste

Sistema informatizado, bem como os prazos para o registro e homologao das informaes do

SIOPS. Os referidos prazos devem estar em conformidade com o artigo 52 da Lei Complementar

101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal), em atendimento ao que determina o 3 do art. 165 da

Constituio Federal, que estabelece que o Relatrio Resumido da Execuo Oramentria

(RREO), deve ser publicado at 30 dias aps o encerramento de cada bimestre.

At o fechamento deste Relatrio de Prestao de Contas (28.09), o Ministrio da

Sade no havia disponibilizado acesso para alimentao dos dados do 4 bimestre no SIOPS, o

que inviabilizou a emisso dos relatrios at este bimestre. Desta forma, o Relatrio Resumido da

Execuo Oramentria RREO, se refere situao encontrada at o 3 bimestre. Vale referir

tambm que a alimentao dos dados do SIOPS, na capital, est condicionada a disponibilizao

de relatrios emitidos pela Secretaria de Planejamento e Finanas SEPLANFIC, com base no

Sistema Contbil Municipal SICONT, e que ao longo do exerccio financeiro, se forem

encontradas inconsistncias nos dados ora informados no SIOPS, o mesmo poder ser

retransmitido para nova homologao, desde que autorizado pelo Ministrio da Sade.

Uma das principais funcionalidades do SIOPS calcular automaticamente a aplicao

mnima da receita de impostos e transferncias vinculadas s aes e servios pblicos de sade

de cada ente federado.

A Lei Complementar 141/2012, em seu artigo 3, estabelece quais despesas so

consideradas como aes e servios pblicos de sade e no 4, quais despesas no so

consideradas.

7

Os municpios devero aplicar, anualmente, em aes e servios pblicos de sade, no

mnimo 15% da ar

Recommended

View more >