Doação e Tráfico de Orgãos

Download Doação e Tráfico de Orgãos

Post on 25-Jan-2015

12.744 views

Category:

Documents

51 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. <ul><li><ul><li>Um transplante (ou transplantao) a transferncia de clulas, tecidos ou rgos vivos de uma pessoa (o dador) para outra (o receptor) ou de uma parte do corpo para outra (por exemplo, os enxertos de pele) com a finalidade de restabelecer uma funo perdida.</li></ul></li></ul></li></ul> <p>Vanessa Cavaleiro Turma 14 n 207163 2. </p> <ul><li>O transplante de outros rgos pressupe geralmente: </li></ul> <ul><li>Encontrar um dador compatvel,</li></ul> <ul><li>Aceitar os riscos que implica submeter-se a uma grande cirurgia, </li></ul> <ul><li>Utilizar poderosos frmacos imunossupressores,</li></ul> <ul><li>Enfrentar uma possvel rejeio do rgo transplantado e ultrapassar complicaes graves ou inclusive a morte.</li></ul> <ul><li>De qualquer modo, nos casos de pessoas cujos rgos vitais (como o corao, os pulmes, o fgado ou a medula ssea) deixaram de funcionar correctamente e impossvel que recuperem o seu funcionamento normal, o transplante de um rgo so pode oferecer-lhes a nica possibilidade de sobrevivncia.</li></ul> <p> 3. </p> <ul><li>Os tecidos ou rgos doados podem provir de uma pessoa viva ou ento de algum que acabou de morrer. </li></ul> <ul><li> prefervel contar com tecidos e rgos de um dador vivo, porque as possibilidades de que sejam transplantados com sucesso so maiores.</li></ul> <ul><li>No entanto, rgos como o corao, os pulmes e os componentes do olho (a crnea e o cristalino) s podem provir de algum que tenha morrido recentemente, um acidente do que a uma doena. </li></ul> <ul><li>Em alguns casos, vrias pessoas podem beneficiar do transplante de rgos provenientes de um nico cadver.</li></ul> <ul><li>Por exemplo, teoricamente um dador poderia fornecer crneas para duas pessoas, rins para outras duas, um fgado para um doente, pulmes para dois e ainda um corao para outra pessoa. </li></ul> <p> 4. </p> <ul><li>Os custos deste processo so assegurados pelo sistema de sade ao quala pessoapertence. </li></ul> <ul><li>Uma vez demonstrada a vontade de realizar o transplante, o mdico inscreve odoente numa lista de espera, depois de reunir informaes de compatibilidade atravs de anlises de sangue e de tecidos.</li></ul> <ul><li>As informaes do candidato a transplante ficam guardadas. O candidato tem de aguardar pela disponibilidade de um dador compatvel. </li></ul> <p> 5. Trfico de rgos o terceiro crimemais lucrativo no mundo. 6. </p> <ul><li>Cada vez mais a pobreza maior e as pessoas recorrem a mtodos inimaginveis para conseguir dinheiro, o trfico de rgos um deles.</li></ul> <ul><li>No entanto, para se chegar a tal ponto, preciso no estar bem psicologicamente. </li></ul> <ul><li>O trfico de rgos ocorre especialmente em alguns pases asiticos com uma legislao particularmente permissiva, mas com sistemas tecnolgicos muito avanados. </li></ul> <ul><li>A diferena entre a procura e a oferta cada vez maior e a presso para conseguir rgos aumenta.</li></ul> <ul><li>A forte procura de transplantes fez com que nos ltimos anos, as organizaes delituosas internacionais dessem conta do aspecto lucrativo deste mercado negro. </li></ul> <ul><li>Ou seja, a competitividade neste campo aumentou cada vez mais quando se descobriu o quo lucrativo este negcio era. </li></ul> <p> 7. A forte procura de transplantes fez com que nos ltimos anos, as organizaes delituosas internacionais dessem conta do aspecto lucrativo deste mercado negro.Este negocio cada vez mais se torna lucrativo. Desenvolveu-se cada vez mais devido internet. Muitas pessoas esto dispostas a viajar para conseguir um transplante, sem questionarem a forma como obtiveram o rgo e sem saberem que a operao no oferece garantias mdicas, j que nem o doador nem o receptor so seguidos posteriormente. Os traficantes de rgos recorrem a este negcio geralmente em locais onde a pobreza muito grande e no olham a meios para atingir os fins. Utilizam a fragilidade do ser humano, para lucrar, pois a vida de uma pessoa depende do fornecimento desse rgo possivelmente traficado. A maior parte das vezes os rgos de segurana no tem meios suficientes para pr termo a este tipo de associaes criminosas, uma vez que, estas so constitudas por elementos sem qualquer tipo de escrpulos imunidos de grande capacidade econmica, bem como de armamento altamente sofisticado. 8. 9. 10. </p> <ul><li>http://relances.blogspot.com/2007/03/o-comrcio-de-trfico-de-rgos-de-bebs.html </li></ul> <p> 11. </p>