'Zico' atacou, Dinis morreu: quem tem culpa? (1)

Download 'Zico' atacou, Dinis morreu: quem tem culpa? (1)

Post on 13-Mar-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

A VISO consultou, em primeira mo, o processo-crime relativo morte da criana de 18 meses atacada pelo pit bull da famlia, em Beja, no ano passado. Uma histria de pobreza, desleixo e ignorncia

TRANSCRIPT

  • Zico atacou, Dinis morreu: quem tem culpa? A VISO consultou, em primeira mo, o processo-crime relativo morte da criana de 18 meses atacada pelo pit bull da famlia, em Beja, no ano passado. Uma histria de pobreza, desleixo e ignornciaPOR PEDRO MIGUEL SANTOS

    Vanessa Neves, 27 anos, e Joo Ja-neiro, 29 anos, trocaram Setbal por Beja, em 2011, em busca de uma vida melhor. Estavam de-

    sempregados e o primeiro lho, Dinis, tinha nascido havia dias. Mas Joo encontrou tra-balho na sua cidade natal e, por isso, mudou-

    SOCIEDADE JUSTIA

    O dono do co no tratava dele mas no processo-crime apenas testemunha. Os pais e a av da criana surgem como arguidos

    Zico O pit bull est guarda da Associao Animal desde agosto passado e, at concluso do processo, a ordem para abat-lo est suspensa

    FOTO

    : FER

    NAND

    O NE

    GREI

    RA

    se para casa dos pais, com a companheira, o beb e um outro filho mais velho, fruto de uma anterior relao. No tinham dinhei-ro para arrendar casa prpria. Desenrasca-ram-se. O jovem casal e o beb ocuparam um quarto, num pequeno T2. Os avs, Jacinto Manuel, 55 anos, e Maria Antnia, 57 anos,

    dormiam no outro. E a criana mais velha, com 9 anos, passava a noite na sala. J sabiam que tambm ali vivia um co, Zico, arraado de pit bull, que pertencia a Pedro Janeiro, 37 anos, irmo mais velho de Joo. O can-deo abrigava-se na varanda, descoberta, que d acesso cozinha. Ficava preso a uma tor-neira da mquina de lavar, com uma corda a servir de trela. Quando fazia muito frio, dei-xavam-no car na cozinha. Era a que o co se encontrava, naquele fatdico 6 de janeiro de 2013, em que mordeu Dinis, na cabea. A criana, de ano e meio, morreu no dia se-guinte, vtima de graves leses no crnio.

    Mquina de guerraAt Dinis comear a gatinhar, o pit bull anda-va solta, no apartamento. S depois passa-ram a prend-lo na varanda, com frequncia, at porque largava muito pelo e nem sempre se portava bem, fazendo estragos vrios. Va-nessa nunca concordou com a presena do co dentro de casa. Joo sentia-se incomo-dado, mas no queria discutir com o irmo, embora este j no morasse com os pais. A av do menino, Maria Antnia chegou a su-gerir que se deixasse o animal na quinta de uma amiga ou num canil. Mas o lho mais ve-lho, Pedro Janeiro, nunca o permitiu, apesar da pouca ateno que dava a Zico, nas raras vezes em que visitava os pais.

    Pedro o macho alfa dos Janeiro. Gosta de ces grandes, de preferncia se forem de raas perigosas. Faz musculao na zona abdominal tem tatuada, em ingls, a expres-so Hard Life (Vida Dura). No cuidava do animal h alguns anos, mas argumentava que o bicho nunca tinha feito mal a ningum. No era verdade. A 10 de setembro de 2006, Jacinto Manuel teve um ataque epiltico, caiu em cima do Zico e este mordeu-lhe no brao direito. As marcas ainda hoje so vis-veis. Numa outra ocasio, soltou-se e atacou o co de um vizinho, nas escadas do prdio. Nenhuma das situaes foi alguma vez co-municada s autoridades, como obriga a lei.

    O animal foi treinado para se sentar, dei-tar, rebolar. O dono atirava-lhe paus, para

    68 v 20 DE FEVEREIRO DE 2014