xx exame civil- segunda fase reaplica†ƒo porto exame...  ¸ 5 horas © o...

Download XX Exame Civil- SEGUNDA FASE REAPLICA‡ƒO PORTO Exame...  ¸ 5 horas © o tempo dispon­vel para

Post on 17-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

SEU CADERNO

TEMPO

NO SER PERMITIDO

INFORMAES GERAIS

Alm deste caderno de rascunho contendo o

enunciado da pea prtico-profissional e das quatro

questes discursivas, voc receber do fiscal de sala:

um caderno destinado transcrio dos textos

definitivos das respostas.

5 horas o tempo disponvel para a realizao da

prova, j incluindo o tempo para preenchimento

do caderno de textos definivos.

2 horas aps o incio da prova possvel rerar-se

da sala, sem levar o caderno de rascunho.

1 hora antes do trmino do perodo de prova

possvel rerar-se da sala levando o caderno de

rascunho.

Qualquer tipo de comunicao entre os examinandos.

Levantar da cadeira sem a devida autorizao do

fiscal de sala.

Portar aparelhos eletrnicos, tais como bipe,

telefone celular, walkman, agenda eletrnica,

notebook, palmtop, receptor, gravador, telefone

celular, mquina fotogrfica, controle de alarme

de carro etc., bem como relgio de qualquer

espcie, protetor auricular, culos escuros ou

quaisquer acessrios de chapelaria, tais como

chapu, bon, gorro etc., e ainda lpis, lapiseira,

borracha e/ou corretivo de qualquer espcie.

Usar o sanitrio ao trmino da prova, aps deixar

a sala.

Verifique se a disciplina constante da capa deste caderno

coincide com a registrada em seu caderno de textos

definitivos. Caso contrrio, notifique imediatamente o fiscal

da sala, para que sejam tomadas as devidas providncias.

Confira seus dados pessoais, especialmente nome, nmero

de inscrio e documento de identidade e leia atentamente

as instrues para preencher o caderno de textos definitivos.

Assine seu nome, no espao reservado, com caneta

esferogrfica transparente de cor azul ou preta.

As questes discursivas so identificadas pelo nmero que se

situa acima do seu enunciado.

No ser permitida a troca do caderno de textos definitivos

por erro do examinando.

Para fins de avaliao, sero levadas em considerao

apenas as respostas constantes do caderno de textos

definitivos.

A FGV coletar as impresses digitais dos examinandos na lista de presena.

Os 3 (trs) ltimos examinandos de cada sala s podero sair

juntos, aps entregarem ao fiscal de aplicao os documentos

que sero utilizados na correo das provas. Esses examinandos

podero acompanhar, caso queiram, o procedimento de

conferncia da documentao da sala de aplicao, que ser

realizada pelo Coordenador da unidade, na Coordenao do

local de provas. Caso algum desses examinandos insista em sair

do local de aplicao antes de autorizado pelo fiscal de aplicao,

dever assinar termo desistindo do Exame e, caso se negue, ser

lavrado Termo de Ocorrncia, testemunhado pelos 2 (dois)

outros examinandos, pelo fiscal de aplicao da sala e pelo

Coordenador da unidade de provas.

Boa prova!

DIREITO CIVILPROVA PRTICO - PROFISSIONAL

Qualquer semelhana nominal e/ ou situacional presente nos enunciados das questes mera coincidncia

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

lucassoaresTypewritten TextREAPLICAO PORTO VELHO

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 2

*ATENO: ANTES DE INICIAR A PROVA, VERIFIQUE SE TODOS OS SEUS APARELHOS ELETRNICOS FORAM ACONDICIONADOS E LACRADOS DENTRO DA EMBALAGEM PRPRIA. CASO A QUALQUER MOMENTO DURANTE A REALIZAO DO EXAME VOC SEJA FLAGRADO PORTANDO QUAISQUER EQUIPAMENTOS PROIBIDOS PELO EDITAL, SUAS

PROVAS PODERO SER ANULADAS, ACARRETANDO EM SUA ELIMINAO DO CERTAME. ------------------------------------------------------------------------- PEA PRTICO-PROFISSIONAL

Ulisses, domiciliado no Rio de Janeiro, solicitou emprstimo de R$ 35.000,00 de Tertuliano, tambm domiciliado no Rio de Janeiro. Tertuliano no titubeou em conceder o emprstimo, j que sabia que Ulisses estava empregado em renomada empresa hoteleira como gerente, possuindo conta corrente regular. Pactuaram que o valor seria devolvido no prazo de trinta dias. No ltimo dia do prazo estipulado, Tertuliano notificou extrajudicialmente Ulisses para que este realizasse o pagamento. Contudo, devidamente notificado, Ulisses afirmou que no poderia efetu-lo por no possuir os recursos necessrios. Tertuliano sabe que Ulisses no possui quaisquer bens em seu nome e no possui recursos em sua conta corrente. Uma semana aps a notificao, Tertuliano teve conhecimento de que, naquela mesma semana, Ulisses perdoou dvidas de R$ 36.000,00 de Marius, seu credor, que, em conluio com Ulisses, aceitou a remisso para fins de auxili-lo maliciosamente em seu intuito de esvaziar seu patrimnio e fugir ao compromisso assumido com Tertuliano.

Na qualidade de advogado(a) de Tertuliano, redija a pea processual cabvel, mencionando, ao final, a providncia a ser requerida.(Valor: 5,00)

Obs.: O examinando deve indicar todos os fundamentos e dispositivos legais cabveis. A mera citao do dispositivo legal no confere pontuao.

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 3

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 4

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 5

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 6

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 7

121

122

123

124

125

126

127

128

129

130

131

132

133

134

135

136

137

138

139

140

141

142

143

144

145

146

147

148

149

150

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 8

QUESTO 1 Mauro ajuizou ao reivindicatria em face de Joabe, alegando ser proprietrio de terreno com 1000m

2, situado na cidade de

So Paulo/SP. Citado, Joabe manifesta discordncia com a pretenso autoral, alegando, em sua contestao, que, dos 1000m, teria adquirido 600m, por meio de escritura pblica, e 400m lhe foram transferidos por Fernando, que possua a referida poro do imvel, sem qualquer questionamento, por aproximadamente 18 anos. Ocorre que Vnia, vizinha das partes litigantes, constatou que, na ao reivindicatria em que litigam Mauro e Joabe, especificamente a poro de 600m que ambos alegam ser proprietrios, 200m so de sua propriedade.

Com base na hiptese apresentada, responda aos itens a seguir.

A) Qual a pea processual a ser manejada por Vnia em face dos litigantes, com vistas a resguardar seus direitos de proprietria e intervir no feito? (Valor: 0,55)

B) No tocante metragem adquirida por Joabe junto a Fernando, qual alegao pode ser utilizada por Joabe para conferir propriedade originria sobre a rea? (Valor: 0,70)

Obs.: o examinando deve fundamentar suas respostas. A mera citao do dispositivo legal no confere pontuao.

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 9

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRTICO-PROFISSIONAL DIREITO CIVIL (Reaplicao Porto Velho) Pgina 10

QUESTO 2

Avelino, Ferdinando e Tbata, engenheiros recm-formados, resolveram iniciar em conjunto um negcio, sem constituir

View more