Workshop NosLab // Cultura e atitude de marca: patrocínio com propósito.

Download Workshop NosLab // Cultura e atitude de marca: patrocínio com propósito.

Post on 07-Jul-2015

769 views

Category:

Business

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Resumo da apresentao de workshop.

TRANSCRIPT

  • 1. CULTURA E ATITUDE DE MARCAPATROCNIO COM PROPSITO

2. CAMILA FARINACEO da Maria Culturacamila@mariacultura.com.br 3. PRODUTOREMPRESAARTISTA 4. INCIO DE TUDO:comunicao/contedo 5. ALGUMAS MUDANAS:co-produo 6. PR-ATIVIDADE:curadoria / gesto 7. envolvendo as marcas 8. interveno do artistaFlorentijn Hofman naAv. Paulista patrocinadapela Opanka. 9. TEMOS NOSSA MISSO! Criao e desenvolvimento de aes na rea cultural, alinhadas com as demandas sociais, com potencial para integrar o maior nmero possvel de participantes, gerando as melhores experincias e garantindo um timo retorno. 10. CULTURA E ATITUDE DEMARCA 11. MODELOESTANQUE CONTRAPARTIDA 12. CONTRAPARTIDA 13. Precisamosrepensaro patrocnioAs empresas no devem apenas assinarum projeto. Elas tm que estar engajadas,e participar dele ativamente. 14. A emoo e asmarcasAs pessoas precisam de uma fuga ede uma experincia diferente da vidacotidiana. Devemos proporcionar aelas grandes momentos. 15. A cultura um veculo de grandesexperincias. A cultura proporcionagrandes momentos.A empresa que promove cultura estandando de mos dadas com asociedade. 16. Algumasdefinies deCULTURA 17. "(...) um conjunto de caractersticas distintasespirituais, materiais, intelectuais eOPORTUNIDADEafetivas que caracterizam uma sociedade ouum grupo social. Abarca, alm das artes eDE ENVOLVIMENTOdas letras, os modos de vida, os sistemasde valores, as tradies e as crenas."UNESCO 18. "(...) a cultura a finalidade ltima da espciehumana, ou seja, o objetivo final da nossa OPORTUNIDADEnatureza, vista como cenrio da sabedoriasuprema, por ser aquilo que torna as DE ENVOLVIMENTOpessoas suscetveis s idias ".KANT 19. "A ao cultural leva em conta pblicosOPORTUNIDADEdeterminados, procurando estabeleceruma ponte entre a comunidade e umaDE ENVOLVIMENTOobra de cultura e arte."Teixeira Coelho 20. Como se engajar 21. 1. Atravs de investimento direto, semapoio das Leis de incentivo.2. Atravs do aporte de verba deduzidade impostos devidos (IR ou ICMS). 22. O que uma Lei deIncentivo cultura? uma lei que oferece benefcio fiscal ( pessoafsica ou jurdica) como atrativo para investimentosem cultura. Existem hoje leis de incentivo federais,estaduais e municipais. Dependendo da lei utilizada,o abatimento em impostos pode chegar at a 100%do investimento. 23. Lei Rouanet(Lei n 8.313 de 23 de dezembro de 1991)Federal// O valor total do projeto pode ser abatido em at 6%do imposto total (IR) devido no caso de pessoa fsicae at 4% no caso de pessoa jurdica;// O valor depositado na conta do projeto, abertapelo Ministrio da Cultura, e movimentada peloproponente. Aps o encerramento do projetoapresentamos (Maria Cultura) a prestao de contasao Ministrio comprovando a aplicao dos recursosatravs de notas fiscais, recibos, planilha de custos edemais documentos pedidos pelo MINC;// Aprovado o incentivo ao projeto, solicitamos algunsdocumentos junto empresa patrocinadora eorientamos a conduo do patrocnio. 24. LIC/RSEstadual// O valor total do projeto abatido 100% do ICMSdevido;// A ttulo de contrapartida, 10% do valor do projetodever ser destinado pela empresa patrocinadora aoFAC - Fundo de apoio cultura do RS. Esse valor independente do valor total do projeto e deve serdepositado direto na conta do FAC (no deduzidodo ICMS);// Aprovado o incentivo a este projeto, solicitaremosalguns documentos junto empresa patrocinadora eorientaremos a conduo do patrocnio. 25. UM PASSO A PASSO DO INVESTIDORa) Identificar as necessidades da marca emrelao ao trabalho de marketing;b) Identificar e/ou reservar no oramento umamargem para trabalho com incentivo direto;c) Identificar se a empresa pode operar atravsdas Leis de Incentivo (Procultura / Rouanet);d) Organizar no planejamento anual um tempopara pesquisa e/ou desenvolvimento de projetos;e) Traar um plano de investimento e umcronograma de implementao;f) Ter uma verba reservada para investimentosde oportunidade. 26. "Nossas aes reetemnossa imagem como numespelho" Vera Waissman 27. www.mariacultura.com.brO contedo desta apresentao poder ser usadolivremente, desde que a fonte seja citada.

Recommended

View more >