workshop infografia - são paulo - maio/2014

Download Workshop Infografia - São Paulo - Maio/2014

Post on 31-Oct-2014

271 views

Category:

Design

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentação feita por Beatriz Blanco, Fernando Collaço e Marcos Singulano no Espaço Premium Paulista em São Paulo para o Atlas Media Lab.

TRANSCRIPT

  • 1. ?Quem somos

2. Quem somos Bacharel em Midialogia Mestre em Artes Visuais Infograsta especializada em Jornalismo Econmico Online Beatriz Blanco Bacharel em Midialogia Diretor de Arte - Supera Comunicao (SJC - SP) Marcos Singulano Bacharel em Midialogia Mestre em Artes Visuais Analista de Marketing Digital Fernando Martins Collao 3. 01Conceitos bsicos 4. Cores Fisco Ingls Thomas Young (1773-1829) 5. Cores 6. Cores | Modo RGB Mistura aditiva (Vermelho, verde e azul) 7. Mistura subtrativa (Ciano, magenta e amarelo e preto -K- ) Cores | Modo CMYK 8. Cores | Resumindo luz e projetado:RGB tinta e impresso:CMYK ! 9. http://color.method.ac/ Cores | Color game 10. http://colorschemedesigner.com/ Cores | Color scheme designer 11. Tipograa | Fonte serifada e no-serifada 12. Tipograa Escolher a fonte certa para seu projeto pode fazer toda a diferena! Tudo depende do pblico que voc deseja atingir 13. Tipograa | Documentrio Helvetica (2007) 1957 - Max MiedingereEduard Hoffmann 14. Tipograa | I shot the serif game http://www.tothepoint.co.uk/more/fun/ shoot_the_serif/ http://www.agencyfusion.com/kill-comic-sans.html 15. Tipograa | Legibilidade Diz respeito a facilidade com que uma letra pode ser distinguida de outra. 16. Tipograa | Legibilidade 17. Tipograa | Leiturabilidade 18. Tipograa | Leiturabilidade Diz respeito a facilidade com que o olho absorve a mensagem e se move ao longo da linha ( afetada pelo tipo de letra escolhido, o corpo da letra,o espao entre letras e palavras, o comprimento das linhas de texto e pelo entrelinhamento). 19. Tipograa | Leiturabilidade 20. Tipograa | Leiturabilidade 21. Legibilidade diz respeito a capacidade de reconhecer as letras, enquanto leiturabilidade diz respeito a capacidade de se ler as palavras e diversas linhas de texto. 22. Tipograa | Kerning Game http://type.method.ac/ 23. Alinhamento 24. Alinhamento Padronize sempre qualquer tipo de alinhamento no seu infogrco (ou qualquer outro tipo de material). Se for alinhado a esquerda, alinhe TUDO a esquerda. Se for alinhado a direita, alinhe TUDO a direita. 25. Proximidade O que proximidade? ! ! ! ! ! ! Imagine um subttulo distante assim do seu texto. Isso diculta a leitura e entendimento do leitor. 26. Proximidade O que proximidade? Imagine um subttulo distante assim do seu texto. Isso diculta a leitura e entendimento do leitor. ! Por isso, agrupe elementos similares. Isso diminui a confuso e deixa a mensagem mais clara e direta. 27. Isso contraste 28. Isso no contraste 29. Contraste Contraste Contraste tambm pode acontecer entre pesos diferentes de fontes iguais. Contraste Ou pesos iguais de fontes diferentes. 30. Repetio ! A repetio de elementos visuais muito importante para que a pessoa entenda que ela ainda est no mesmo lugar (um site por exemplo) ou vendo o mesmo tipo de material. ! Um timo exemplo disso essa apresentao. 31. 03Uma (breve) histria da Infograa 32. Uma (breve) histria da infograa ! O marco da conceituao da Infograa de 1980. Seus antecedentes podem ser considerados a partir do desenvolvimento de elementos visuais que transmitiam informaes atravs de imagens, como mapas, grcos etc 33. Victor Margolin Idade da Comunicao (Final do Sculo XX) ! As novas tecnologias trouxeram uma fase de grandes transformaes, caracterizada pela intensidade da comunicao entre as pessoas do mundo. Uma (breve) histria da infograa 34. INTENSIDADE DE COMUNICAO + VOLUME DE INFORMAO PARA UM PBLICO CADA VEZ MAIS HETEROGNEO Uma (breve) histria da infograa 35. E CADA VEZ MAIS CONFUSO! 36. Como resolver isso? 37. Sobrou para os jornais 38. Filtrar + Selecionar + Organizar PAPEL DOS JORNAIS Uma (breve) histria da infograa 39. Linguagem verbal Linguagem No-verbal Uma (breve) histria da infograa 40. Linguagem verbal Linguagem No-verbal < Uma (breve) histria da infograa 41. Os infogrcos teriam surgido nos jornais dirios para atender a demanda por entendimento que se acentuou no nal do sculo XX 42. Informao Design Ilustrao Infograa Uma (breve) histria da infograa 43. Uma (breve) histria da infograa Linguagem verbal Linguagem No-verbal = 44. Infograa a arte de tornar claro aquilo que complexo. 45. + Alberto Cairo Juan Antonio Giner Uma (breve) histria da infograa 46. 1) Um infogrco por denio uma apresentao visual de fatos e dados. Por esse motivo, nenhum infogrco pode ser produzido sem informaes conveis; ! 2) Nenhum infogrco deve incluir elementos que no sejam baseados em fatos conhecidos ou evidncias disponveis; ! 3) Nenhum infogrco deve ser apresentado como verdadeiro quando for ctcio ou se apoiar em pressupostos no vericados; Uma (breve) histria da infograa 47. 4) Nenhum infogrco deve ser publicado sem que sejam identicadas suas fontes de informao; ! 5) Prossionais envolvidos na produo de infogrcos devem se recusar a produzir qualquer apresentao visual que inclua elementos ctcios ou projetados para torn-lo apelativo ou espetacular. Editores no devem considerar pedir grcos que no sejam baseados em evidncias disponveis. ! 6) Infogrcos no so ilustraes ou arte. Infogrcos so jornalismo visual e devem se orientar pelos mesmos padres ticos que se aplicam a outras reas da atividade. Uma (breve) histria da infograa 48. 04Etapas de um infogrco 49. Etapas de um infogrco Brieng + Planejamento + Edio de Texto + Layout + Edio de Arte + Finalizao 50. Brieng: quando fazer um infogrco? Infogrcos esto em moda atualmente, mas isso no quer dizer que so sempre uma boa ideia. Existem situaes em que eles so ideais, outras que que simplesmente no funcionam. 51. Brieng: quando fazer um infogrco? Voc deve fazer um infogrco se: ! A informao com que est lidando muito visual e mais fcil de ser compreendida quando ilustrada; Est com dados numricos que isoladamente no so muito chamativos, mas dizem muito quando comparados entre si; Precisa apresentar muita informao curta sobre um determinado tema de forma impactante; Est lidando com dados geogrcos ou espaciais que precisam ser visualizados para que a mensagem faa sentido. 52. Brieng: quando fazer um infogrco? Voc no deve fazer um infogrco se: ! Estiver usando uma tabela enorme e no puder eliminar nenhum dado; Os dados numricos no podem ser comparados entre si; As ilustraes servirem apenas como enfeite e no trazem informaes novas; Estiver trabalhando com um grande volume de informaes geogrcas ou espaciais, impossveis de serem visualizadas de forma clara em um mapa; For usar muitos dados curtos sem conexo entre si, tornando impossvel construir uma identidade visual unicada para seu trabalho. Estiver trabalhando com muito texto. 53. Planejamento: que tipo de infogrco devo fazer? Aps fazer o brieng das suas informaes, importante olhar para os dados e reetir sobre o tipo de infogrco ideal para o material que tem em mos. Muitos designers se entusiasmam com modismos ou com referncias visuais que encontram na internet e acabam criando grcos pouco ecientes. 54. Planejamento: que tipo de infogrco devo fazer? Quais ferramentas devo usar para fazer meu infogrco? Depende do tipo de infogrco que voc deseja fazer. Para dados numricos e ilustraes em estilo pictograma programas de ilustrao vetorial como o Illustrator ou o Inkscape funcionam bem. Existem ferramentas DIY que permitem gerar mapas e outros tipos de grcos simples e interativos para embedar em pginas html. Ilustraes mais elaboradas podem pedir o uso de softwares mais voltados para a edio de imagens, como o Photoshop ou Illustrator, ou opes open source como o Inkscape e o Gimp. O Illustrator possui ferramentas para gerao de grcos, que podem ser editados depois nos prprios programas. possvel copiar e colar tabelas do Excel ou da web, o que facilita bastante o trabalho. No Inkscape essa ferramenta no existe, mas voc pode colar grcos gerados pelo LibreOfce Writer e trabalhar em cima deles. 55. 05Tipos de Infogrcos 56. Forma x Funo Priorize sempre a funo: ao lado temos um belo infogrco, porm extremamente difcil decifrar o que ele est dizendo. 57. Design bem sucedido aliar forma e funo com excelncia. Sendo assim, fuja de modismos ou ilustraes bonititinhas que no servem aos dados com que voc est lidando. Forma x Funo 58. Barras e colunas Funciona muito bem por ser de rpida visualizao e compreenso. fcil calcular quando uma coluna aproximadamente o dobro, a metade ou um tero da que est desenhada ao seu lado, por exemplo. Tipos de infogrcos 59. Barras e colunas Muitas vezes no utilizamos barras ou colunas por consider-las bvias e sem graa, mas elas so formas muito teis e claras de representar dados e no devem ser abandonadas! Um bom trabalho de design pode tornar as barras visualmente muito atraentes. Experimentar e buscar referncias essencial para us-las de forma proveitosa. Tipos de infogrcos 60. Barras e colunas seccionadas Tem todas as vantagens das barras e colunas, mas devem ser utilizadas para representar partes de um todo. Ou seja: para representar valores que, juntos, formam um conjunto. Tipos de infogrcos 61. Barras e colunas seccionadas Como o objetivo desse tipo de grco mostrar a proporo entre cada um dos itens do conjunto em relao ao todo, importante que, ao mesmo tempo que exista contraste entre as partes. Tipos de infogrcos 62. Linhas Grcos de linhas so ideais para mostrar variao de um dado em relao a outro (geralmente, em relao ao tempo). ! O maior cuidado que devemos tomar em relao a grcos de linhas quando trabalhamos com valores muito prximos: as linhas podem car emboladas e confusas. Tipos de infogrcos 63. rea Grcos de rea so semelhantes a grcos de linha, com a diferena da rea de preenchimento abaixo das linhas. Pode ser utilizado de forma semelhante aos grcos de linha, e permite mais incrementos grcos que este formato. Tipos de infogrcos 64. Bolha Embora visualmente interessante, preciso tomar muito cuidado com esse tipo de grco, porque o crculo uma forma geomtrica que no simples de ser compr