Web 2.0 - Erros e Acertos - Um guia prático para o seu projeto

Download Web 2.0 - Erros e Acertos - Um guia prático para o seu projeto

Post on 01-Nov-2014

6.573 views

Category:

Self Improvement

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

No eBook Web 2.0 Erros e Acertos Um Guia prtico para o seu projeto Paulo Siqueira explica, em linguagem clara e didtica, como concebeu, desenvolveu e colocou em prtica um projeto para a Web, passando pelo planejamento, programao, publicidade online e finalmente a execuo.

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. 1 </li> <li> 2. 2 Contedo Apoio___________________________________________________________ 3 Agradecimento ___________________________________________________ 4 Prefcio de Gilson Schwartz: O Sonho que se Faz _____________________ 5 Introduo ______________________________________________________ 7 Parte 1 O Projeto ________________________________________________ 8 1.Incio de Tudo _________________________________________________ 9 2.A Idia ______________________________________________________ 11 3.O Investimento _______________________________________________ 13 4.Escopo Ambicioso - Um Projeto Trilngue ___________________________ 14 Parte 2 Programao ___________________________________________ 15 1.Hospedagem _________________________________________________ 16 2.Domnios ____________________________________________________ 17 3.DNS________________________________________________________ 18 4.Algoritmo ____________________________________________________ 19 5.Cdigo ______________________________________________________ 20 6.Banco de Dados ______________________________________________ 21 7.SMS _______________________________________________________ 22 8.Usurios do Twitter ____________________________________________ 24 9.Outras Funcionalidades ________________________________________ 25 Parte 3 Propaganda Online ______________________________________ 26 1.Propaganda, a Alma do Negcio _________________________________ 27 2.As Ferramentas do Google Para Propaganda _______________________ 28 2.1.Google Adsense ___________________________________________ 29 2.2.Google Adwords ___________________________________________ 30 3.Anncios em Portugus ________________________________________ 31 3.1.Cliques Suspeitos __________________________________________ 32 4.Anncios em Espanhol _________________________________________ 33 4.1.Porque Utilizei o Espanhol ___________________________________ 34 5.Porque (No) Utilizei o Ingls____________________________________ 36 Parte 4 Erros e acertos __________________________________________ 37 1.Clientes Desktop e Plataformas mveis ____________________________ 38 2.Twitter, Um Servio Instvel _____________________________________ 39 3.Outras Redes Sociais __________________________________________ 40 4.Necessidade de Pessoal ________________________________________ 41 5.Custo Total __________________________________________________ 42 6.O Que Fazer Com o Projeto _____________________________________ 43 7.Os Grandes Erros _____________________________________________ 44 8.Os Acertos __________________________________________________ 46 Parte 5 O Futuro _______________________________________________ 47 1."digi.to" Social - Evoluo e Sonho ________________________________ 48 2.Projeto Colaborativo ___________________________________________ 50 3.Para Encerrar ________________________________________________ 51 Referncias Online ______________________________________________ 52 Quem Paulo Siqueira ___________________________________________ 53 Quem Orlando Pedroso _________________________________________ 54 Licena Creative Commons _______________________________________ 55 </li> <li> 3. 3 Apoio Blog de Seo e Webstandards blog EJM Liso-Sapiens Cova do Urso Blog da Mari Rocha Leonardo da Mata Minimalismo Preparando a Redao Vondeep Tecnologias digitais e Brasil Critical The worst kind of thief Educao Ernandes Rodrigues Thiago Antonio Blog do Carlos Fran cajuinas Marcus Monteiro Blog do Locoselli Educao a Distncia Franquia Empresa Blog de Renato Salles Fruio e Escrita Blog Mdias Sociais Lua internauta Informtica Desvendada Chronus Blog Fonte de Alegria Berdades da Boca Pra Fora Sedentarismo Intelectual Origine Italiana pribi.com.br Minimalismo Blog do Netmind My Percepes Dona Zion Luana Giampietro Blog do Concon </li> <li> 4. 4 Agradecimento Para o meu filho Pablo e minha neta Nara Rosa. ______ Gabriel, obrigado pela consultoria e conselhos de filho para pai. ______ Clia e Gabriel, obrigado pela reviso do texto e pelo apoio. </li> <li> 5. 5 O Sonho que se Faz Prefcio de Gilson Schwartz (*) Um sonho que se sonha s s um sonho. Um sonho que se sonha junto real. Mas um sonho que se faz junto mais que a realidade, um projeto sustentvel. A engenharia passa no mundo por uma radical mudana de conceitos e prticas. Pode-se dizer no entanto que o olho do furaco, mesmo levando-se em conta a intensidade e extenso das inovaes estritamente tecnolgicas, est na engenharia de projetos. Projeto o sonho que se faz junto pois fazer uma idia virar realidade um desafio que apenas a colaborao e a inteligncia podem transformar em processos sustentveis de apoio e renovao de qualquer projeto. Mas se a engenharia de projetos revolucionria no campo da tecnologia, mudanas ssmicas de magnitude comparvel acontecem no lado das humanidades: das muitas revises crticas e criaes surpreendentes que at hoje surgiram no campo da educao, pode-se dizer tambm que a educao por projetos tornou-se o epicentro de uma espetacular reviso de teorias, prticas e valores. Educar solucionar problemas, no o exerccio repetitivo de simplesmente armazenar informaes, sem saber dar-lhes sentido. Projeto engenharia, projeto pedagogia mas preciso iluminar tambm a dimenso existencial, psicanaltica e espiritual que um projeto encarna. Do sonho vieste, ao sonho voltars. Projeto que bom mesmo torna-se sustentvel na medida em que se animam muitos a fazer e refazer o sonho sem que o esprito sonhador seja, em momento algum, simplesmente relegado ao almoxarifado das convenes irrelevantes... Engenharia, pedagogia e desejo, os trs elementos aparecem nessa obra que reflexo (ou seja, chega a ns pela reflexo de Paulo Siqueira) de algum que apaixonadamente pe as mos obra. Numa sociedade por projetos em que a organizao do desejo depende cada vez mais da qualidade da nossa pedagogia, </li> <li> 6. 6 nosso autor compartilha o seu projeto e o seu aprendizado, no para se tornar doutor em projetos, mas para que o esprito do aprendizado no fique perdido, abrindo novas possibilidades de sonhar e fazer nossos sonhos acontecerem. (*) Gilson Schwarz professor de Iconomia no Curso Superior do Audiovisual, USP, lder do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento (www.cidade.usp.br) e Coordenador no Brasil do Consrcio PRO-IDEAL (Promoting an ICT Dialogue between Europe and America Latina (www.pro-ideal.eu). E-mail: schwartz@usp.br. Twitter: @gilsonschwartz </li> <li> 7. 7 Introduo Este livro tem o objetivo de transferir e compartilhar o conhecimento e as experincias acumuladas no desenvolvimento de um projeto para a web. um relato prtico e real. Interessante para estudantes, professores, programadores, analistas, desenvolvedores, gerentes de projeto, executivos de TI, blogueiros, jornalistas de tecnologia, enfim, serve para qualquer pessoa que tenha curiosidade, interesse e queira saber mais sobre como fazer ou como funciona um projeto para a Web. No um manual em sua essncia, mas a compilao de algumas aes e reflexes sobre o desenvolvimento de novos projetos comeando pela concepo de uma idia, a sua elaborao at a sua implementao. Os erros e acertos so evidenciados ao longo do texto, conjuntamente com algumas referncias que podem ser teis em novos projetos. O livro est dividido em tpicos, quase em ordem cronolgica. No entanto, vrias das atividades aqui descritas foram, na maioria das vezes, executadas simultaneamente. Na Parte 1 O Projeto, comento como surgiu a idia e a concepo do projeto. Do insight at a execuo, passando pelo (no) planejamento. A Parte 2 Programao, est focada no aspecto tcnico e formal, com algumas referncias codificao, banco de dados, uso de APIs, DNS, etc. Na Parte 3 Propaganda Online, relato as minhas experincias na rea de propaganda online e como funcionaram, ou melhor, no funcionaram. J na Parte 4 Erros e acertos, comento sobre as dificuldades e desafios encontrados. Serve como um manual para os novos aventureiros de planto que como eu que se lanam no mundo da web. Finalmente, na Parte 5 O Futuro, abordo algumas possibilidades para dar continuidade ao projeto. O que espero que este livro sirva de incentivo e referncia e, antes de tudo, fomente uma reflexo sobre o desenvolvimento de projetos para a Internet, a multiplicidade de aes envolvidas, as estratgias e a sua complexidade. Termino o livro com uma proposta e novos sonhos. </li> <li> 8. 8 Parte 1 O Projeto </li> <li> 9. 9 1. Incio de Tudo Trabalho com Tecnologia da Informao h quase 30 anos. De vez em quando vejo algumas imagens de computadores e equipamentos com que trabalhei e sinto-me como pea de museu. Apesar de tudo continuo na luta. Como me disse um amigo tanzaniano, "A luta continua", em um bom portugus com sotaque lusitano, para a minha total surpresa. O detalhe que ele no fala nada de portugus. Ele me disse que aprendeu a frase com antigos guerrilheiros da luta moambicana e que a frase muito popular na Tanznia, pela proximidade geogrfica com Moambique. O interessante que quando ele utilizou a frase o contexto estava corretssimo. Bom, agora saindo da frica guerrilheira e da era dos dinossauros, e chegando era do conhecimento e da informao, o assunto aqui Web 2.0 e Web Social. Web 2.0 o termo utilizado para as novas e emergentes formas de comunicao utilizadas na Internet. Certamente daqui a algum tempo, e no muito tempo, a Web 2.0 ser parte de um passado remoto. Quando se fala de Web Social, estamos falando de Internet utilizada como meio de criar, agregar, compartilhar, colaborar e publicar a informao digital - pode ser qualquer coisa em formato digital - msica, texto, imagem, vdeo, udio, etc. Neste dinmico universo temos os blogs, os microblogs, as redes sociais online, RSS Feeds, SMSs, telefones mveis, redes sociais mveis, podcasts, videologs, mensagens instantneas (IM), agregadores de contedo e muito, mas muito mais. Hoje, at a real-time Web est ai. A informao est disponvel para voc quase no mesmo momento em que produzida, como por exemplo, as postagens das Web sociais, que incluem anlise de tendncias e tpicos. Alguns exemplos so Blogger, Wordpress, Twitter, Orkut, Facebook, LinkedIn, MySpace, Wikipedia, Del.icio.us, Digg, Flickr, Picasa, YouTube, Last.fm, Second Life, s para citar uma pequena lista de aplicativos que possuem milhares, seno vrios milhes de usurios. </li> <li> 10. 10 O que me interessa, e que o me interessou, foram os microblogs. Fiquei muito curioso com a possibilidade de integrao entre a Telefonia Mvel e a Internet - na poca isto estava muito relacionado com a minha atividade profissional. Os microblogs e a utilizao da tecnologia de SMS (Short Message Service), conhecido popularmente no Brasil como "torpedo", foram o que me levaram a desenvolver um projeto na Web 2.0. Este casamento entre microblog e SMS explorado com muito sucesso pelo Twitter. Inicialmente vislumbrei algumas possibilidades interessantes. Assim nasceu o "digi.to" - http://digi.to/ . Um servio de envio de SMS gratuito e encurtador de URLs, que foi concebido com a ambio de complementar o Twitter. Reproduo da pgina do digi.to </li> <li> 11. 11 2. A Idia No incio de 2009, depois de "brincar" com o Twitter e me familiarizar com a plataforma, comecei a investigar as possibilidades de desenvolver um aplicativo que se integrasse diretamente com as APIs do servio de microblogging. O que uma API "API, de Application Programming Interface (ou Interface de Programao de Aplicativos) um conjunto de rotinas e padres estabelecidos por um software para a utilizao das suas funcionalidades por programas aplicativos -- isto : programas que no querem envolver-se em detalhes da implementao do software, mas apenas usar seus servios". Fonte: Wikipdia A idia inicial foi fazer um aplicativo com algumas funcionalidades onde qualquer pessoa pudesse enviar um SMS com a sua mensagem do Twitter. Alem disto o usurio poderia fazer a compactao de URLs, verificar quantos cliques foram recebidos pelo link compactado, ou quantos SMSs foram enviados, e at mesmo reenviar a mensagem (ReTuitar ou RT no jargo do Twitter). Este aplicativo no necessita de nenhum tipo de registro ou login. Basta realizar a compactao da URL atravs do website. Compactar a URL (ou encurtador de URL) um aplicativo que permite a diminuio do tamanho do endereo de um site. O link http://www.seashepherd.org/news-and-media/news-090825-1.html por exemplo, foi compactado pelo "digi.to", o que o deixou bem menor. O novo link passa a ser http://digi.to/Kagi6 . O motivo a limitao imposta pelo Twitter: as mensagens no podem ter mais do que 140 caracteres. Compactando o seu link, voc tem mais espao para o texto de sua postagem no microblog. </li> <li> 12. 12 Hoje eu penso que os prprios servidores Web, como o Apache ou o MS IIS, deveriam incorporar esta funcionalidade. Fica aqui uma sugesto para o aprimoramento dos servios da web. O mercado de compactadores de URL j est cheio de aplicativos. O meu objetivo no era concorrer com estes produtos j existentes no mercado, mas agregar novas funcionalidades, e a principal delas o envio de SMSs. S para citar alguns exemplos de servios de compactao de URL similares ao digi.to, h tambm o brasileiro migre.me, provavelmente o mais popular no pas. Outros exemplos so o TinyURL e o bit.ly, Enfim, o mercado est bem competitivo, saturado, e com vrios servios disponveis. Por conta desta saturao, nunca foi o objetivo do digi.to competir no mercado de encurtadores de URLs, mas sim agregar outr...</li></ul>

Recommended

View more >