w analitica

Download W analitica

Post on 11-Jul-2015

345 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011

Universidade Agostinho Neto Faculdade de economia

Docente _________________________ Prof. Doutor Capela D. Tepa

Luanda, 2011

U A N Faculdade de Economia

Pgina 1

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011 Elementos do grupo Manuel Alves Paulo...83.115 Nobre Sebastio Francisco..83.142 Nsimba Paulo Teca Jos...83.143

U A N Faculdade de Economia

Pgina 2

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011 NDICEIntroduo.Pg.1 Anlise dos dados e interpretao sem imputao racional. Inventrio permanente das matrias-primas............. 2 Clculo dos custos de mo de obra directa e indirecta .......... 3 Mapa de repartio dos encargos indirectos (sem imputao racional) . 5 Mapa de custo de produo sem imputao racional ... 6 Inventrio permanente dos produtos acabados e vendidos.. 7 Mapa de venda. 8 Mapa para clculo de distribuio por cada produto..8 Mapa de resultado analtico (sem imputao racional). 9 Anlise e interpretao dos dados com imputao racional. Inventrio permanente das matrias-primas............. 10 Mapa de repartio dos encargos indirectos (com imputao racional) .11 Mapa de custo de produo sem imputao racional ...13 inventrio permanente dos produtos acabados e vendidos..14 Mapa de venda. 15 Mapa de custo de distribuio por cada produto.15 Mapa de resultado analtico (com imputao racional)..16 Anlise e interpretao dos dados do custo marginal II-Trabalho.............17 III Trabalho..20 Concluso..22 Bibliografia.23

U A N Faculdade de Economia

Pgina 3

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011INTRODUO

O presente trabalho em anlise consiste em mostrar a resoluo do exerccio, este rene elementos necessrio para a resoluo do mesmo no tange, a apresentao e explicao dos custos das matrias-primas consumidas, determinao e explicao dos custos de produo dos produtos acabados e vendidos de P1 e P2, determinao e explicao dos resultados da empresa por tipo de produto. Para tal a resoluo de exerccio ser demonstrando a partir de mapas, de forma facilitar a interpretao de tudo que se fez. O principal interesse nesse trabalho encontrar os resultados analticos com ou sem imputao racional (globais e por produtos). Este resultado base que influncia de facto, para constatar, ou seja, avaliar o melhoramento de cada produto produzido, ou por cada centro de actividade, e vai nos permitir tomar uma deciso se a empresa continua ou no a produo dos produtos que auferem lucros ou prejuzos para a empresa. E tambm ser analisado custo marginal que nos permite constatar todos encargos correntes em funo da sua quantidade de produo.

U A N Faculdade de Economia

Pgina 4

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011

ANLISE E INTERPRETAO DOS DADOS SEM IMPUTAO RACIONAL

Inventrio permanente das matrias-primas

O inventrio permanente das matrias-primas serve para contar periodicamente s existncias; no exerccio em anlise calcularemos as quantidades e os valores de cada matria-prima consumida de A, B, C, respectivamente. O consumo total das matrias-primas de 14.000Kg, no qual a mesma repartida da forma seguinte: 48% para matria-prima A, 32% para matria-prima B e os 20% para matria-prima C. Desta feita a empresa pode saber o que foi consumido na produo, para tal utilizaremos o clculo seguinte: consumo das matrias-primas = stock inicial + compras do perodo - stock final. Na resoluo do nosso exerccio utilizaremos o mtodo do custo unitrio mdio ponderado (CUMP), que resulta da diviso do somatrio dos valores sobre o somatrio das quantidades. Assim vem:

U A N Faculdade de Economia

Pgina 5

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011

Inventrio Permanente da Matria-Prima (B) ENTRADAS Designao Qtde P.u Valor Designao Consumo Saldo Final Designao Consumo Total Saldo Final Qtde 4.480 1.020 Qtde

Mtodo CUMP SADAS P.u Valor

Inventrio Permanente da Matria-Prima (A) Stock Inicial 1) Compra Designao 2) Compra Stock Inicial Total 1) Compra 2) Compra Total ENTRADAS 3.000 Qtde 2.500 1.720 5.500 2.000 3.000 6.720 20 P.u 25 20 18 15 60.000 Valor 62.500 34.400 122.500 36.000 45.000 115.400

Mtodo CUMP 22,27272727 99.781,81817 SADAS 22,27272727 P.u 22.718,18182 Valor 115.400 122.500 115.400

6.720 17,17261905 5.500

Total

6.720

Inventrio Permante da Matria-Prima (C) ENTRADAS U A N Faculdade de Economia

Mtodo CUMP SADAS Pgina 6

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011Designao Stock Inicial 1) Compra 2) Compra Total Qtd 1.800 8.400 10.200 P.u 15 40 Valor 27.000 336.000 363.000 Total Designao Consumo Saldo Final Qtd 2.800 7.400 10.200 P.u 35,58823529 35,58823529 Valor 99.647,05881 263.352,9411 363.000

Nota: Temos um total das matrias-primas consumidas equivalente a 14.000kg, que ser o nosso nmero de unidade de obra para a coluna aprovisionamento.

CLCULO DOS CUSTOS DE MO DE OBRA DIRECTA E INDIRECTA

Dados

1(um) Director Geral (DG) que vence 15.000,00; 2 (dois) Director Geral Adjunto (DGA) que vence 8.000,00 de cada; 4 (quatro) Chefes de Departamento (Chf. Depto) sendo 1 (um) da produo que vence 5.000,00 de cada; e 80 (oitenta) operrios, 5kz/h, em 8h/d e 24d/m.

Frmula

CHOM = N Trabalhadores ligados Produo X Hora/dia X Dia/ms N de Trabalhadores ligados produo =N de operrios+Chefes ligados Produo = 80 +2 = 82

U A N Faculdade de Economia

Pgina 7

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011= 82 X 8 X 24 = 15.744 h/m

Note: Este valor considerado normal corresponde, a hora de trabalho, no mapa dos encargos indirectos sem imputao racional (o n de unidade de obra, na coluna fbrica), e no mapa de custo de distribuio na MOD (mo-de-obra directa) em quantidade. E este valor (15.744) multiplicando com coeficiente de imputao racional (CIR =0,85), obtendo assim, 13.382,4h/m, que corresponde, a hora de trabalho, no mapa dos encargos indirectos com imputao racional (o n de unidade de obra, na coluna fbrica), e no mapa de custo de distribuio na MOD (mo-de-obra directa) em quantidade.

CMOD= (N de operrios X kz/h X d/m X h/d) + (A soma dos salrios dos Chefes ligados Produo) = (80 X 5 X 24 X 8) + (8000 +5000) = 89.800

Nota: Este valor ser o custo de mo-de-directa, isto , no mapa de custo de produo com ou sem imputao racional.

CMO indirecta = A soma dos salrios dos Chefes de Produo = 15.000 +8.000 +3 X 5.000 =38.000

Nota: Este valor (38.000) corresponde a custo com pessoal que ir se adicionar com os outros encargos que a empresa suportou (120.000), obtendo assim 158.000, que corresponder ao total da primeira repartio no mapa dos encargos indirectos com ou sem imputao racional.

Chefes ligados Produo (1) Director Geral (1) Director Geral Administrativo (3) Chefes de Departamento Total = (4) Chefes U A N Faculdade de Economia Pgina 8

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011

Chefes no ligados produo (1) Director Geral Adjunto (1) Chefe de Departamento Total = (2) Chefes

U A N Faculdade de Economia

Pgina 9

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011

MAPA DE REPARTIO DOS ENCARGOS INDIRECTOS (sem imputao racional)

Elementos Total 1 repartio Administrao Manuteno Energia Total 2 repartio Nat. U. O N. U. O C. U. O

Total Administrao 158.000 16.631,57895 (16.631,57895)

Centros auxiliares Manuteno 8.315,789474 1.663,157895 (1.663,157895) 0

0

Energia 16.631,57895 1.663,157895 2.494,736842 (20.789,47369) O

Aprovisionamen 33.263,15789 3.326,31579 2.494,736842 7.796,052634 46.880,26316 Consumo de MP em Kg 14.000 3,348590225

Neste mapa os encargos indirectos so os que tm relao directa com a produo, pelos centros de anlises (principais e auxiliares).

O total da primeira repartio (158.000), resulta do somatrio de outros encargos indirectos (120.000) que a empresa suportou e o custo da mo-de-obra indirecta (38.000), e por conseguinte foi repartido de acordo os respectivos coeficientes dos centros auxiliares e principais.

O custo de unidade obra de 3,348590225kz, corresponde ao custo de aprovisionamento de cada Kg de matria-prima consumida, este custo obtm-se atravs da diviso entre o total da segunda repartio e o nmero da unidade de obra (N.U.O).

O custo de unidade de obra de 4,001022946, corresponde ao custo acrescer em cada hora de mo-de-obra directa, ou seja, para custo de mo-de-obra directa temos que acrescer 4,001022946Kz.

O custo de unidade de obra de 32,62890277Kz, corresponde o custo de distribuio por cada venda, que a empresa realiza. E para se encontrar o nmero de unidade de obra da distribuio retiramos o total em valor do nmero de unidade de obra no mapa de distribuio por cada produto.

U A N Faculdade de Economia

Pgina 10

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011

ElementosQtde Encargos Directos MP-A MP-B MP-C Sub- total MOD Total dos enc. Directos Encargos Indirectos 6.720 4.480 2.800 14.000 15.744

TotalValor 115.400 99.781,81817 99.647,05881 314.828,877 89.800 404.628,877

Produto 1: 2500uQtde 4.200 2.240 1.750 8.190 9.840 Valor 72.125 49.890,90909 62.279,41176 184.295,3209 56.125 240.420,3209

Produto 2: 1500uQtde 2.520 2.242 1.050 5.810 5.904 Valor 43.275 49.890,90909 37.367,64705 130.533,5561 33.675 164.208,5561

MAPA DE CUSTO DE PRODUO SEM IMPUTAO RACIONAL

U A N Faculdade de Economia

Pgina 11

Trabalho de Contabilidade Analtica Ano lectivo, 2011Aprovisionamento Fbrica Total dos enc. Indirectos Custo total de produo Quantidade produzida C. U Pn 14.000 15.744 46.880,26316 62992,10526 109.872,3684 514.501,2425 2.500 122,8861362 27.424,95395 39.370,06579 66.795,0197