Voz da Paróquia - Outubro 2012

Download Voz da Paróquia - Outubro 2012

Post on 03-Jul-2015

168 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Voz da Parquia - Outubro 2012

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Mioma62 Edio, outubro de 20121 de Outubro SantaTeresinha do MeninoJesus 4 de Outubro SoFrancisco de Assis22 de outubro Beato 13 de outubro ltima apa- 7 de outubro Nossa Joo Paulo II, Papario de Nossa Senhora Senhora do Rosrio</li></ul><p> 2. INDICEPg. 3 Ano da FPg. 4, 5, 6 domingo XXVII do Tempo ComumPg. 6, 7, 8 domingo XXVIII do Tempo ComumPg. 8, 9 domingo XXIX do Tempo ComumPg. 10, 11 domingo XXX do Tempo ComumPg. 12 Lpis do Vov; CuriosidadesPg. 13 Santa Teresinha do Menino JesusPg. 14 So Francisco de AssisPg. 15 A Voz do Conselho Econmico; Orao de Taiz; I Jornadas Nacionaisda Pastoral JuvenilPg. 16, 17 O silncio nas transmisses televisivasPg. 17 Ano da FPg. 18 Desenhos para colorirPg. 19 LabirintosAgradecemos a todos quantos queiram participar com documentos e/outestemunhos, que os faam chegar ao J.E.S (Grupo de Jovens Do EspritoSanto de Mioma), da seguinte forma e, prazos, para a edio do msseguinte:Em mo ou por correio, at dia 15; Para, jesmioma@hotmail.com, at ao dia 20.Visite-nos em:http://jesmioma.blogspot.com/Verso Digital:http://www.slideshare.net/jesmioma http://issuu.com/jesmioma2 3. Papa encontrou-se em Roma comDurante a audincia na residnciaum grupo de bispos recentementepontifcia de vero, em Castel Gandol-nomeados e pediu-lhes para traba-fo, os prelados foram ainda encoraja-lharem na formao slida dosdos a trabalharem para que a todosfiis. Bento XVI quer que o Ano da sejamapresentados os contedosF, que comea dia 11 de outubro,essenciais da f. S atravs do aces-seja pautado por uma aposta deci-so a uma formao slida que osdida da Igreja Catlica num maiorcristostero a possibilidade deenvolvimentodascomunidades responder s interrogaes colocadascatlicas no anncio do Evangelho. pelo atual mundo tecnolgico e globa- lizado, alertou Bento XVI.A preocupao prioritria do clero,segundo o Papa, dever ser a promo-O Ano da F, convocado pela Igrejao e sustentao de um compromis-Catlica para ajudar as comunidadesso mais determinado a favor da novaa reforarem a sua relao com Deus,evangelizao, para redescobrir a ale- coincide com a comemorao dos 50gria no crer e reencontrar o entusias- anos da abertura do Conclio Vaticanomo de comunicar a f. II e com a realizao da 30 Assem- bleia Geral do Snodo dos BisposO desafio de Bento XVI, veiculado pela sobre o tema da Nova Evangelizao.sala de imprensa da Santa S, foi dei- Marca tambm o 20 aniversrio doxado a um grupo de 120 bispos recen- lanamento do Catecismo da Igrejatemente nomeados, que se encontram Catlica, que segundo o Papa, umaem Roma a participar num curso de pea fundamental para a evangeli-formao promovido pela Congregao zao e para o desenvolvimento depara os Bispos. A mensagem do Papa, um esprito de comunho volta daque cita excertos da carta apostlica mesma f.A Porta da F, salienta que a evan-gelizao no trabalho de alguns in Ecclesiaespecialistas, deve ser feita por todoo Povo de Deus, sob orientao dosPastores.3 4. DOMINGO XXVII Tempo Comum(7 de outubro de 2012)LEITURA I Gen 2, 18-24E os dois sero uma s carneLeitura do Livro do GnesisDisse o Senhor Deus: No bom que o homem esteja s: vou dar-lhe uma auxiliarsemelhante a ele.Ento o Senhor Deus, depois de ter formado da terra todos os animais do campo etodas as aves do cu, conduziu-os at junto do homem, para ver como ele os chama-ria, a fim de que todos os seres vivos fossem conhecidos pelo nome que o homemlhes desse.O homem chamou pelos seus nomes todos os animais domsticos, todas as aves docu e todos os animais do campo. Mas no encontrou uma auxiliar semelhante a ele.Ento o Senhor Deus fez descer sobre o homem um sono profundo e, enquanto eledormia, tirou-lhe uma costela, fazendo crescer a carne em seu lugar.Da costela do homem o Senhor Deus formou a mulher e apresentou-a ao homem.Ao v-la, o homem exclamou: Esta realmente osso dos meus ossos e carne daminha carne. Chamar-se- mulher, porque foi tirada do homem. Por isso, o homemdeixar pai e me, para se unir sua esposa, e os dois sero uma s carne.Palavra do Senhor.SALMO RESPONSORIAL Salmo 127 (128 ), 1-2.3.4-5.6 (R. cf. 5)Refro: O Senhor nos abenoe em toda a nossa vida.Feliz de ti que temes o Senhore andas nos seus caminhos.Comers do trabalho das tuas mos,sers feliz e tudo te correr bem.Tua esposa ser como videira fecundano ntimo do teu lar;teus filhos como ramos de oliveira,ao redor da tua mesa.Assim ser abenoado o homem que teme o Senhor.De Sio o Senhor te abenoe:vejas a prosperidade de Jerusalmtodos os dias da tua vida;e possas ver os filhos dos teus filhos.Paz a Israel.4 5. LEITURA II Hebr 2, 9-11 Aquele que santifica e os que so santificados procedem todos de um sLeitura da Epstola aos HebreusIrmos: Jesus, que, por um pouco, foi inferior aos Anjos, vemo-lO agora coroado deglria e de honra por causa da morte que sofreu, pois era necessrio que, pela graade Deus, experimentasse a morte em proveito de todos.Convinha, na verdade, que Deus, origem e fim de todas as coisas, querendo condu-zir muitos filhos para a sua glria, levasse glria perfeita, pelo sofrimento, o autorda salvao. Pois Aquele que santifica e os que so santificados procedem todos deum s. Por isso no Se envergonha de lhes chamar irmos.Palavra do Senhor.ALELUIA 1 Jo 4, 12Refro: Aleluia. Repete-seSe nos amamos uns aos outros, Deus permanece em ns, e o seu amor emns perfeito. RefroEVANGELHO Forma longa Mc 10, 2-16No separe o homem o que Deus uniuEvangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo So MarcosNaquele tempo, aproximaram-se de Jesus uns fariseus, que, para O porem prova,perguntaram-Lhe: Pode um homem repudiar a sua mulher?.Jesus disse-lhes: Que vos ordenou Moiss?.Eles responderam: Moiss permitiu que se passasse um certificado de divrcio,para se repudiar a mulher.Jesus disse-lhes: Foi por causa da dureza do vosso corao que ele vos deixou essalei. Mas, no princpio da criao, Deus f-los homem e mulher. Por isso, o homemdeixar pai e me para se unir sua esposa, e os dois sero uma s carne. Destemodo, j no so dois, mas uma s carne. Portanto, no separe o homem o queDeus uniu.Em casa, os discpulos interrogaram-nO de novo sobre este assunto.Jesus disse-lhes ento: Quem repudiar a sua mulher e casar com outra, cometeadultrio contra a primeira. E se a mulher repudiar o seu marido e casar com outro,comete adultrio.Apresentaram a Jesus umas crianas para que Ele lhes tocasse, mas os discpulosafastavam-nas.Jesus, ao ver isto, indignou-Se e disse-lhes: Deixai vir a Mim as criancinhas, no asestorveis: dos que so como elas o reino de Deus. 5 6. Em verdade vos digo: Quem no acolher o reino de Deus como uma criana, noentrar nele.E, abraando-as, comeou a abeno-las, impondo as mos sobre elas.Palavra da salvao. DOMINGO XXVIII do Tempo Comum ( 14 de outubro de 2012)LEITURA I Sab 7, 7-11Considerei a riqueza como nada, em comparao com a sabedoriaLeitura do Livro da SabedoriaOrei e foi-me dada a prudncia; implorei e veio a mim o esprito de sabedoria.Preferi-a aos cetros e aos tronos e, em sua comparao, considerei a riqueza comonada. No a equiparei pedra mais preciosa, pois todo o ouro, vista dela, no pas-sa de um pouco de areia, e, comparada com ela, a prata considerada como lodo.Amei-a mais do que a sade e a beleza e decidi t-la como luz, porque o seu brilhojamais se extingue.Com ela me vieram todos os bens e, pelas suas mos, riquezas inumerveis.Palavra do Senhor.SALMO RESPONSORIAL Salmo 89 (90), 12-13.14-15.16-17 (R. 14)Refro: Saciai-nos, Senhor, com a vossa bondade, e exultaremos de alegria.Ou: Enchei-nos da vossa misericrdia: ser ela a nossa alegria.Ensinai-nos a contar os nossos dias,para chegarmos sabedoria do corao.Voltai, Senhor! At quando?Tende piedade dos vossos servos.Saciai-nos, desde a manh, com a vossa bondade,para nos alegrarmos e exultarmos todos os dias.Compensai em alegria os dias de aflio,os anos em que sentimos a desgraa.Manifestai a vossa obra aos vossos servose aos seus filhos a vossa majestade.Desa sobre ns a graa do Senhor.Confirmai em nosso favor a obra das nossas mos.6 7. LEITURA II Hebr 4, 12-13 A palavra de Deus capaz de discernir os pensamentos e intenes docoraoLeitura da Epstola aos HebreusA palavra de Deus viva e eficaz, mais cortante que uma espada de dois gumes: elapenetra at ao ponto de diviso da alma e do esprito, das articulaes e medulas, e capaz de discernir os pensamentos e intenes do corao.No h criatura que possa fugir sua presena: tudo est patente e descoberto aseus olhos. a ela que devemos prestar contas.Palavra do Senhor.ALELUIA Mt 5, 3Refro: Aleluia. Repete-seBem-aventurados os pobres em esprito, por-que deles o reino dos Cus. RefEVANGELHO Forma longa Mc 10, 17-30Vende o que tens e segue-MeEvangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo So MarcosNaquele tempo, ia Jesus pr-Se a caminho, quando um homem se aproximou corren-do, ajoelhou diante dEle e perguntou-Lhe: Bom Mestre, que hei-de fazer paraalcanar a vida eterna?.Jesus respondeu: Porque Me chamas bom? Ningum bom seno Deus. Tu sabesos mandamentos: No mates; no cometas adultrio; no roubes; no levantes falsotestemunho; no cometas fraudes; honra pai e me.O homem disse a Jesus: Mestre, tudo isso tenho eu cumprido desde a juventude.Jesus olhou para ele com simpatia e respondeu: Falta-te uma coisa: vai vender oque tens, d o dinheiro aos pobres e ters um tesouro no Cu. Depois, vem e segue-Me.Ouvindo estas palavras, anuviou-se-lhe o semblante e retirou-se pesaroso, porqueera muito rico.Ento Jesus, olhando sua volta, disse aos discpulos: Como ser difcil para os quetm riquezas entrar no reino de Deus!.Os discpulos ficaram admirados com estas palavras.Mas Jesus afirmou-lhes de novo: Meus filhos, como difcil entrar no reino de Deus! mais fcil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar noreino de Deus.Eles admiraram-se ainda mais e diziam uns aos outros: Quem pode ento salvar-se?.7 8. Fitando neles os olhos, Jesus respondeu: Aos homens impossvel, mas no aDeus, porque a Deus tudo possvel.Pedro comeou a dizer-Lhe: V como ns deixmos tudo para Te seguir.Jesus respondeu: Em verdade vos digo: Todo aquele que tiver deixado casa,irmos, irms, me, pai, filhos ou terras, por minha causa e por causa do Evange-lho, receber cem vezes mais, j neste mundo, em casas, irmos, irms, mes,filhos e terras, juntamente com perseguies, e, no mundo futuro, a vida eterna.Palavra da salvao. DOMINGO XXIX do Tempo Comum (21 de outubro de 2012)LEITURA I Is 53, 10-11Se oferecer a sua vida como sacrifcio de expiao, ter uma descendn- cia duradoiraLeitura do Livro de IsaasAprouve ao Senhor esmagar o seu servo pelo sofrimento.Mas, se oferecer a sua vida como sacrifcio de expiao, ter uma descendnciaduradoira, viver longos dias, e a obra do Senhor prosperar em suas mos.Terminados os sofrimentos, ver a luz e ficar saciado na sua sabedoria.O justo, meu servo, justificar a muitos e tomar sobre si as suas iniquidades.Palavra do Senhor.SALMO RESPONSORIAL Salmo 32 (33), 4-5.18-19.20.21 (R. 22)Refro: Desa sobre ns a vossa misericrdia, porque em Vs esperamos,Senhor.A palavra do Senhor reta,da fidelidade nascem as suas obras.Ele ama a justia e a retido:a terra est cheia da bondade do Senhor.Os olhos do Senhor esto voltados para os que O temem,para os que esperam na sua bondade,para libertar da morte as suas almase os alimentar no tempo da fome.A nossa alma espera o Senhor:Ele o nosso amparo e protetor.Venha sobre ns a vossa bondade,porque em Vs esperamos, Senhor.8 9. LEITURA II Hebr 4, 14-16Vamos cheios de confiana ao trono da graaLeitura da Epstola aos HebreusIrmos: Tendo ns um sumo sacerdote que penetrou os Cus, Jesus, Filho de Deus,permaneamos firmes na profisso da nossa f.Na verdade, ns no temos um sumo sacerdote incapaz de se compadecer das nossasfraquezas.Pelo contrrio, Ele mesmo foi provado em tudo, nossa semelhana, exceto no peca-do. Vamos, portanto, cheios de confiana ao trono da graa, a fim de alcanarmosmisericrdia e obtermos a graa de um auxlio oportuno.Palavra do Senhor.ALELUIA Mc 10, 45Refro: Aleluia. Repete-seO Filho do homem veio para servir e dar a vida pela redeno de todos. RefroEVANGELHO Forma longa Mc 10, 35-45O Filho do homem veio para dar a vida pela redeno de todosEvangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo So MarcosNaquele tempo, Tiago e Joo, filhos de Zebedeu, aproximaram-se de Jesus e disse-ram-Lhe: Mestre, ns queremos que nos faas o que Te vamos pedir.Jesus respondeu-lhes: Que quereis que vos faa?.Eles responderam: Concede-nos que, na tua glria, nos sentemos um tua direita eoutro tua esquerda.Disse-lhes Jesus: No sabeis o que pedis. Podeis beber o clice que Eu vou beber ereceber o batismo com que Eu vou ser batizado?.Eles responderam-Lhe: Podemos.Ento Jesus disse-lhes: Bebereis o clice que Eu vou beber e sereis batizados com obatismo com que Eu vou ser batizado. Mas sentar-se minha direita ou minhaesquerda no Me pertence a Mim conced-lo; para aqueles a quem est reservado.Os outros dez, ouvindo isto, comearam a indignar-se contra Tiago e Joo.Jesus chamou-os e disse-lhes: Sabeis que os que so considerados como chefes dasnaes exercem domnio sobre elas, e os grandes fazem sentir sobre elas o seupoder. No deve ser assim entre vs: quem entre vs quiser tornar-se grande, servosso servo, e quem quiser entre vs ser o primeiro, ser escravo de todos; porque oFilho do homem no veio para ser servido, mas para servir e dar a vida pela redenode todos.Palavra da salvao.9 10. DOMINGO XXX do Tempo Comum(28 de outubro de 2012) LEITURA I Jer 31, 7-9Vou trazer de novo o cego e o coxo entre lgrimas e preces Leitura do Livro de Jeremias Eis o que diz o Senhor: Soltai brados de alegria por causa de Jacob, enaltecei a primeira das naes. Fazei ouvir os vossos louvores e proclamai: O Senhor salvou o seu povo, o resto de Israel. Vou traz-los das terras do Norte e reuni-los dos con- fins do mundo. Entre eles vm o cego e o coxo, a mulher que vai ser me e a que j deu luz. uma grande multido que regressa. Eles partiram com lgrimas nos olhos, e Eu vou traz-los no meio de consolaes. Lev-los-ei s guas correntes, por caminho plano em que no tropecem. Porque Eu sou um Pai para Israel, e Efraim o meu primognito. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 125 (126), 1-2ab.2cd-3.4-5.6 (R. 3) Refro: Grandes maravilhas fez por ns o Senhor, por isso exultamos de ale- gria. Ou: O Senhor fez maravilhas em favor do seu povo. Quando o Senhor fez regressar os cativos de Sio, parecia-nos viver um sonho. Da nossa boca brotavam expresses de alegria e dos nossos lbios cnticos de jbilo. Diziam ento os pagos: O Senhor fez por eles grandes coisas. Sim, grandes coisas fez por ns o Senhor, estamos exultantes de alegria. Fazei regressar, Senhor, os nossos cativos, como as torrentes do deserto. Os que semeiam em lgrimas recolhem com alegria. ida vo a chorar, levando as sementes; volta vm a cantar, trazendo os molhos de espigas.10 11. LEITURA II Hebr 5, 1-6 Tu s sacerdote para sempre, segundo a ordem de MelquisedecLeitura da Epstola aos HebreusTodo o sumo sacerdote, escolhido de entre os homens, constitudo em favor doshomens, nas suas relaes com Deus,...</p>