Voz da paroquia outubro 2012

Download Voz da paroquia outubro 2012

Post on 20-Jul-2015

427 views

Category:

Spiritual

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Outubro.2012Outubro.2012</p><p>45 Aniversrio da ParquiaA comear pela minha casa renovar a casa de Deus</p><p>Vinde a mim vs todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei (Cf. Mt 11,28) P. 2 e P. 4</p><p>MS MISSIONRIO</p><p>P. 4 P. 8</p><p>Que tal acolher um</p><p>Peregrino em sua casa?</p><p>8</p><p>Tome Nota</p><p>Cantinho do Apostolado</p><p>Bem-aven tu rados</p><p>aqueles que compreen-</p><p>dem meus passos vacilan-</p><p>tes e minhas mos trmu-</p><p>las;</p><p>Bem-aven tu r ados</p><p>aqueles que levam em</p><p>conta que meus ouvi-</p><p>dos tm de se esforar</p><p>para captar o que di-</p><p>zem;</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que percebem que meus</p><p>olhos j esto nublados e</p><p>minhas reaes so lentas;</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que desviam o olhar, si-</p><p>mulando no ver o caf</p><p>que por vezes derramo</p><p>sobre a mesa;</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que com sorriso afvel</p><p>me contentam, conceden-</p><p>do-me alguns momentos</p><p>para falar-me das coisas</p><p>sem importncia;</p><p>Cristiane Trevisan - Pastoral da Pessoa Idosa</p><p>Bem-Aventuranas dos Ancios</p><p>OFERECIMENTO DIRIO - OUTUBRODeus, nosso Pai, eu te ofereo todo o dia de hoje, minhas oraes e</p><p>obras, meus pensamentos e minhas palavras, minhas alegrias e meussofrimentos, em reparao de nossas ofensas, em unio com o Coraode teu Filho Jesus, que continua a oferecer-se a Ti, na Eucaristia, pelasalvao do mundo. Que o Esprito Santo, que guiou a Jesus, seja meuguia e meu amparo neste dia para que eu possa ser testemunha do teuamor. Com Maria, Me de Jesus e da Igreja, rezo especialmente pelasintenes do Santo Padre para este ms: Para que a Nova Evangelizaose desenvolva e progrida nos pases de antiga Cristandade. Para que acelebrao da Jornada Mundial Missionria seja ocasio de um renova-do empenho missionrio.</p><p>Gleusa Fonseca Campolim - Coord Paroquial do AO</p><p>1 - Abertura do Ano da F - No dia 11 de outubro de 2012 (quinta-feira) s 20h na Igreja, comemoraremos a abertura do Ano da F, emcomunho com o Papa Bento XVI. (Todos esto convidados)</p><p>2 - Rosrio Missionrio - No dia 12 de outubro (dia de Nossa SenhoraAparecida) rezaremos o Rosrio Missionrio na Igreja, das 14:30h s 17:00h.Todos os integrantes das Pastorais, Movimentos e Grupos de nossa Par-quia esto convidados a participar.</p><p>3 - Via Sacra e Viglia Missionria - No dia 26 de outubro (sexta-feira)aps a Missa das 19h, rezaremos a Via Sacra Missionria seguida de Vigliaat as 21:30h, nas intenes de nosso Proco e de toda a nossa comunida-de. (Todos esto convidados).</p><p>Atividades - Dimenso Missionria Outubro de 2012</p><p>O RosrioLuiz Fernando Dornelles - Coord com 4</p><p>Uma orao que, atravs de Maria, nosconduz a Jesus. O Rosrio orao con-templativa acessvel a todos: grandes e peque-nos, leigos e clrigos, cultos e pessoas compouca instruo. vnculo espiritual com Ma-ria para permanecermos unidos a Jesus, paranos conformarmos a Ele, assimilarmos osseus sentimentos e nos comportarmos como</p><p>Ele se comportou. O Rosrio arma espiritual na luta contra o mal, contratoda e qualquer violncia, a favor da paz nos coraes, nas famlias, na socieda-de e no mundo. (Papa Bento XVI)</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que nunca me dizem: "j</p><p>me contou isso tantas ve-</p><p>zes";</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que sabem dirigir a conver-</p><p>sa e as recordaes para as</p><p>coisas dos tempos passa-</p><p>dos;</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que me fazem sentir que</p><p>sou amado e no estou</p><p>abandonado;</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que compreendem quan-</p><p>to me custou encontrar</p><p>foras para carregar a</p><p>minha cruz;</p><p>Bem-aventurados os</p><p>que me facilitam a pas-</p><p>sagem final para a ptria</p><p>com amabilidade e boas</p><p>maneiras;</p><p>Retirado do Guia doLder da Pastoral da</p><p>Pessoa Idosa</p><p>Jesus, alegria da minha JUVENTUDE!</p><p>A equipe da Jornada Mundialda Juventude (JMJ) da Parquiado Santssimo Sacramento agra-dece imensamente o carinho e adedicao de todos que evangeli-zaram na campanha da RegionalCNBB Sul 2 na campanha UmRio que Cresce entre Ns, oqual teve por objetivo evange-lizar a comunidade sobre a vin-da e importncia da JornadaMundial da Juventude. Tam-bm agradecemos a todos quepartilharam os pes e os peixesnesta ao evangelizadora, suacontribuio ser muito til paraque esta Jornada acontea! Obri-gada a toda comunidade doSantssimo!</p><p>Na festa da Parquia foi di-vulgado o CADASTRO DE FA-MLIAS para acolher os peregri-nos durante a Semana Mission-ria (14 a 21 de julho de 2013).Jovens do mundo inteiro viro</p><p>para Curitiba para a preparaopara a Jornada Mundial da Juven-tude no Rio de Janeiro (23 a 28de julho de 2013).</p><p>Que tal acolher um peregrinoem sua casa e partilhar com eles acultura, os ensinamentos, praticarum pouquinho a lngua estrangei-ra e principalmente partilhar amesma F em Cristo Jesus? Sin-ta-se Convidado! Informaes:jmj_jvr@yahoogrupos.com.br ;Daniele 9625-6384 e Mauricio9683-0175 Teremos o planto de ca-dastramento das famlias em todas asmissas de sbado e domingo!</p><p>O Dia Nacional da Juventude(DNJ), comemorado desde 1985, o principal evento da Pastoralda Juventude. Este dia marcado</p><p>por mobilizaes de milhares dejovens para celebrar, como igreja,a vida da juventude. Esta data marcada sempre com um temaimportante a ser debatido e tra-balhado com grupos. Este ano otema Juventude e vida e olema Que vida vale a pena servivida? Venha participar este ano.Teremos rodas de discusso, jo-gos e atividades, apresentaesculturais e jogos eletrnicos.</p><p>No perca o DNJ 2012: dia20 de outubro, no Largo da Or-dem!</p></li><li><p>Outubro.2012Outubro.20122</p><p>Aniversariantes Dizimistas</p><p>01 Elenice Gomes de Oliveira01 Flvio de Lima02 Jane Rodbard05 Antnio Bueno05 Rita Biasi Fontana07 Flvio Jos dos Santos Jr09 Hillene de Cassia Meire11 Estela Regina Pessoa Silva11 Regina Aparecida Sarraff Berger12 Roberto Carlos Ampessan14 Luiz Cesar Martins18 Ivanete Borges18 Maria de Lourdes Pazinatto Miknete</p><p>Orgo Informativo da Parquia Santssimo Sa-cramento Rua Lencio Correia, 381 (Esquina com Av.Iguau) CEP:80.240-320 Tel: 3242-5567 gua Ver-de Curitiba PR Proco: Fbio Endler Editado pelacoordenao da Pastoral da Comunicao PASCOM Redao: Arlene Stenger Colaborao Mensal: PadreFabio Endler, Joo Arnaldo de Oliveira, Dicono Jos Sou-za e Arlene Stenger - Jornalista Responsvel: LarissaOksana - Comunicadora Social Fotgrafia: Larissa Ok-sana, Luciano M Semprebom e Colaboradores Paroquiais Distribuio: Pastorais e Movimentos da Parquia Tiragem: 1000 exemplares Distribuio gratuita Abrangncia: Bairros gua Verde, Vila Izabel, Semin-rio, Batel e Adjacncias Matrias e Colaboraes enviarpara pascom.paroquia.santissimo@gmail.com Diagra-mao e Arte Final: Editora Exceuni Ltda (41) 3657-2864 e 9983-3933</p><p>EXPEDIENTE:</p><p>OBS: Os artigos assinados contidos neste informativo no transmitema opinio do Jornal ou da parquia do Santssimo Sacramento sendo,portanto de responsabilidade dos autores ou entrevistados.</p><p>A comear pela minha casa renovar a casa de Deus</p><p>19 Demtrio Rudniak20 Leocdia Ziff22 Eduardo Gonalves23 Carlos Eduardo Vieira24 Gisele Rueda Toniol24 Luiz Fernando Dornelles26 Rosa Salvinski27 Jean Marcel Bobato Gonalves28 Marcio Cezar Nogueira Baby29 Carlos Eduardo Bayout29 Luzia Solange Figueiredo Bernard31 Yuso Nishi Junior</p><p>Qual o motivo do dio dos mpios? Apresena frgil e mansa do justo, seu modode viver realmente denuncia, incomoda, re-prova e os condena.</p><p>Ento resolvem prova-lo, insulta-lo, ar-mar ciladas, question-lo.</p><p>Isto me faz lembrar as palavras deNosso Senhor ainda anteontem no Evan-gelho: "- Eu no vim para chamar os jus-tos, mas os pecadores". (Festa de So Ma-teus)</p><p>S Jesus o "justo", Ele quem nosjustifica. Ns somos justificados nEle, con-figurados sua cruz, restaurados por seuamor fiel at s ltimas consequncias.</p><p>Qual o motivo que o Pai envia seufilho?</p><p>Ele quer restaurar a comunho conos-co, quer nos oferecer novamente a capaci-dade de correspondermos a seu amor, quernos dar a eternidade que o pecado nos rou-bara.</p><p>De onde vem as guerras? De onde vemas brigas entre vs? No vem justamentedas paixes que esto em conflito dentrode vs?</p><p>Esta semana fiquei refletindo que sen-tido tem realizarmos um "Cerco de Jeri-c". Encontrei muitas resistncias ao meuredor, questionamentos, alguns em parte atpertinentes.</p><p>Duas percepes me ficaram muito cla-ras. Primeiro compreendi que a vitria deCristo sobre o pecado e a morte destruiu ainimizade com Deus: "o vu do santuriose rasgou", no h mais separao entreDeus e os homens. Est completa a obrada redeno. As portas do cu esto aber-tas para ns, para todos os batizados. As-sim como o Povo de Israel precisou cla-mar durante sete dias para que os muros</p><p>OUTUBRO 2012</p><p>DIA ANIVERSARIANTE DIZIMISTA DIA ANIVERSARIANTE DIZIMISTA</p><p>...participar da comunidadeCrist nos comprometermos</p><p>com Jesus, especialmente aqui</p><p>com Jesus Eucarstico, que nos</p><p>amou tanto a ponto de dar sua</p><p>vida por ns...</p><p>de Jeric cassem para tomarem posse daterra prometida, tambm hoje por Cristo,com Cristo, em Cristo ns recebemos gra-a-sobre-graa, e podemos adentrar naNova Terra - a Vida Eterna.</p><p>Segundo, entendi que o cerco de Jericno mais para derrubar muralhas que socolocadas diante de ns, como as muralhasde Jeric. Cristo j as fez ruir no poder desua Pscoa!</p><p>Jesus passa por ns uma, duas, trs, sete,setenta vezes sete esperando que caiam osmuros dos nossos coraes: "Eis que estou porta e bato, se algum abrir entrarei etomarei refeio com ele e ele comigo".</p><p>Nesta semana Jesus Eucarstico bateu porta de nossos coraes. Cada intenocolocada, cada preceformulada, cada mo-mento que estivemoscom Jesus Eucarsticofoi como que um to-que porta de nossascasas, Jesus insistente-mente batendo, por-que Ele mesmo nos diz:- "porque quele quepede recebe, que procura encontra, e queleque bate a porta se abrir.</p><p>Hoje o dia em que vimos, como co-munidade, corpo de Cristo, pedras vivas,celebrarmos esta solenidade do Anivers-rio desta Igreja dedicada ao Santssimo Sa-cramento.</p><p>"Desde a antiguidade d-se o nome"Igreja" tambm ao edifcio em que a co-munidade Crist se rene para ouvir a Pa-lavra de Deus, orar em comum, frequen-tar os sacramentos e Celebrar a Eucaris-tia."</p><p>Esta "Casa de Deus" expresso danossa dedicao Deus, de nosso batismo.Ela torna visvel no tempo e no espao a nossaf, nossa pertena a Cristo.</p><p>Se eu perguntasse a voc porque vocparticipa desta comunidade, cada um pro-vavelmente apresentaria diversas razes emotivos. Se eu dissesse a voc que partici-par da comunidade Crist nos compro-metermos com Jesus, especialmente aquicom Jesus Eucarstico, que nos amou tantoa ponto de dar sua vida por ns... Talvezmuitos de ns ficaramos em silncio, tal-</p><p>vez at com receio de dizer porque decidi-mos participar desta comunidade.</p><p>Ento Jesus nos pergunta isso de outrojeito! Voltemo-nos ao Evangelho ("O queides conversando pelo caminho?") Ele estintencionalmente a ss com os discpulosna regio da Galileia, a regio de sua ori-gem, de seu sotaque, indo para Cafarnaum.Daqui para frente ele no aparecer maisem pblico. Primeiro Ele comea falandode sua paixo - de sua entrega - porque Elesabe onde sua fidelidade ao Pai o levar.</p><p>Mas os discpulos esto preocupadoscom outras coisas, preocupados em obser-var quem sabe mais, quem tem mais influ-ncia, quem tem a funo mais importan-te, quem tem cargos de mais responsabili-</p><p>dade, quem era o maior!Assim acontecia nas pri-meiras comunidades cris-ts, hoje penso que nosomos muito diferentes.</p><p>Jesus sabe que pararenovar as estruturas deuma comunidade pre-ciso que as pessoas sejamrenovadas. Ele prope</p><p>aos seus discpulos o exemplo da criana.Imagino Jesus em casa, na casa de uma</p><p>famlia que o estava acolhendo com seusdiscpulos, Jesus estava falando: "Se algumquiser ser o primeiro, seja o ltimo de to-dos e o servo de todos". A lgica da Cruz essa: Aquele que o "primeiro" - Jesus -Ele quem vai reinar - se torna o ltimode todos e o servo de todos. Ento ele per-cebe uma criana que est ali, imagino eu,espiando, pois no tempo de Jesus a crian-a era privada de direitos e prestgio,especialmente na comunidade religiosa.Assim, parece estar a nos dizer que aproximidade de Deus no medida como metro do prestgio ou do papel social,mas com o metro do acolhimento e da so-lidariedade para com os ltimos, os semprestgio.</p><p>No encontramos nosso valor naquiloe no quanto sabemos, produzimos ou fa-zemos, mas em virtude da nova correntede solidariedade, que, mediante Jesus, re-monta at Deus, quele que O enviou.</p><p>A imagem da criana em outra passa-gem do Evangelho nos colocada como</p><p>modelo: "quem no for como criana noentra no cu!".</p><p>Parece-me ento, que encontramos umcaminho, uma postura, um jeito de ultra-passarmos a muralha do pecado, das bri-gas, das rivalidades e fanatismos que voganhando nosso corao. O caminho da "in-fncia espiritual", o caminho do servio, ocaminho da entrega, o caminho da Cruz!</p><p>A partir daqui quero dirigir, como o fizna ocasio desta homilia, algumas palavrassituadas neste contexto a voc, estimadoleitor.</p><p>Gostaria que soubesse de minha grati-do e reconhecimento a todos os generososcoraes que se dedicaram intensamente na re-alizao desta nossa festa.</p><p>Foi uma semana de adorao maravi-lhosa, intensamente vivida, participada, ce-lebrada! Agradeo por voc fazer partedesta comunidade paroquial e por podercontar com sua generosidade concretizadana sua presena e partilha co-responsvelque iro aos poucos viabilizando os proje-tos de revitalizao e ampliao de nosso"salo paroquial", espao de confraterni-zao to importante em tempos em queimpera uma onda subjetivista do "cada-um-por-si".</p><p>Espero ansiosamente apresentar um pro-jeto que possa ser visualizado e comparti-lhado por todos. Estamos no tempo da ma-turidade, 45 anos expressa o momento deproduzir, construir! Temos muita energia,gente capaz, empresrios, profissionais.Nossa comunidade conta com vocs!Ha poucos dias um empresrio que tra-balha com telhas, aps a celebrao damissa, me dizia que quer contribuir coma construo do telhado. Um outro, fezuma generosa oferta em dinheiro. Pa-rece que todos vo percebendo aospoucos que edificar este espao de en-contro, cultivo das amizades, celebrao emfamlia um valor que nossas crianas ejovens s descobriro de ns lhes dermosns mesmos esta vivncia. Todos esto deparabns! Que Nossa Senhora do Santssi-mo Sacramento, a adoradora por exceln-cia, interceda por todos ns!</p><p>Pe. Fabio Endler - ProcoHomilia da Festa do Aniversrio dos 45</p><p>Anos da Parquia Santssimo Sacramento</p><p>7</p><p>A Sociedade So Vicentede Paulo (SSVP) uma orga-nizao catlica internacionalde leigos, que tem como pa-trono o pai da caridade, SoVicente de Paulo (1581-1660),que em seu tempo dedicou-seinteiramente ao servio dospobres, dos infelizes e dos queno tinham f.</p><p>A SSVP foi fundada em1833, pelo ento jovem estu-dante, Frederico Ozanam, commais seis colegas. Ozanam foiadvogado, historiador, profes-sor, jornalista, democrata eprecursor da Doutrina Socialda Igreja. Faleceu em Marsel-ha, Frana, 8 de setembro de1853 com 40 anos, em 1997foi beatificado..</p><p>A Sociedade surgiu como</p><p>179 Anos de Caridade27 de setembro Sociedade So Vicente de Paulo</p><p>Joni Zanetti - Coord. Paroquial SVP</p><p>resposta critica que os estu-dantes ateus faziam aos seuscolegas catlicos daquele tem-po dizendo: Os cristos ca-tlicos no praticam o que pre-gam. Onde esto suas obrasde caridade? Aps refletir,Ozanam disse a um grupo decompanheiros: VAMOS AOSPOBRES! Vamos visita-losem suas moradias, levando ali-mentos, roupas, nossa amiza-de e dedicao. E...</p></li></ul>