vigotski - diagnóstico do desenvolvimento e clínica pedológica da infância difícil

Download Vigotski - Diagnóstico Do Desenvolvimento e Clínica Pedológica Da Infância Difícil

Post on 11-Oct-2015

61 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • DIAGNSTICO DO DESENVOLVIMENTO E CLNICA PEDOLGICA DA INFNCIA DIFCIL

    [Esquema de Investigao Pedolgica]

    Lev Semionovitch Vigotski

    Traduo do espanhol e organizao:

    Achilles Delari Junior

  • Diagnstico do desenvolvimento... L. S. Vigotski Traduo/organizao: Achilles Delari Junior

    1 de 40

    DIAGNSTICO DO DESENVOLVIMENTO E CLNICA PEDOLGICA DA INFNCIA DIFCIL

    [Esquema de Investigao Pedolgica] Lev Semionovitch Vigotski

    VIGOTSKI, L. S. Diagnstico do desenvolvimento e clni-ca pedolgica da infncia difcil [Esquema de investigao pedolgica]. Traduo das partes 5 e 6 de: VIGOTSKI, L. S. Diagnstico del desarollo y clnica paidolgica de la infancia difcil. In: ______. Obras Escogidas. Tomo 5 fundamentos de defectologa. Madrid: Visor y Ministrio de Educacin y Ciencia, 1997. p. 275-338. Palvras-chave: Vigotski, diagnstico, clnica, infncia, psicologia, pedologia. Verso digital disponvel em: http://www.4shared.com/file/55971081/d96ff395/Vigotski_-_Diagnstico_do_desenvolvimento_e_clnica_pedolgica_da_infncia_difcil.html

    Traduo e organizao: Achilles Delari Junior Umuarama PR primeira verso: julho de 2008 Passar por revises posteriores Produo voluntria e independente Contatos: delari@uol.com.br

  • Diagnstico do desenvolvimento... L. S. Vigotski Traduo/organizao: Achilles Delari Junior

    2 de 40

    SUMRIO (paginao original/paginao nossa)

    NOTAS SOBRE PEDOLOGIA E CLNICA EM VIGOTSKI .......................... 03 [ESQUEMA DE INVESTIGAO PEDOLGICA] ...............................316/11 [1 Queixas dos pais, da prpria criana e da instituio educacional]..316/12 [2 Histria do desenvolvimento da criana] ..........................................319/14 [3 Sintomatologia do desenvolvimento] ................................................326/21 [4 Diagnstico pedolgico]....................................................................330/24 [4.1.a Gesell e o diagnstico descritivo] ....................................330/25 [4.1.b Gesell e o diagnstico diferencial]...................................331/26 [4.2.a Nvski e o diagnstico sintomtico ou emprico].............332/27 [4.2.b Nvski e o diagnstico etiolgico ou causal] ...................333/28 [4.2.c Nvski e o diagnstico tipolgico]....................................334/29 [5 Descobrimento das causas]..............................................................335/30 [6 Prognstico] ......................................................................................336/31 [7 Prescrio pedaggica e pedaggico-teraputica] ...........................336/31 NOTAS DA EDIO RUSSA ...............................................................337/32 REFERNCIAS DO TRECHO TRADUZIDO ...............................................34 ANEXO 1: MTODOS PARA O ESTUDO DE CRIANAS COM RETARDO MENTAL (VIGOTSKI)................................................................35 ANEXO 2: A AVALIAO DO TALENTO E OS PROBLEMAS DO DESENVOLVIMENTO CULTURAL (VIGOTSKI E LURIA) ...................37

  • Diagnstico do desenvolvimento... L. S. Vigotski Traduo/organizao: Achilles Delari Junior

    3 de 40

    NOTAS SOBRE PEDOLOGIA E CLNICA EM VIGOTSKI

    Ele [Vigotski] no era um psiclogo infantil, mas um psiclogo que se tornou cada vez mais interessado no problema terico do desenvolvimento, o qual o le-vou a estudar a diversidade cultural, patologia cere-bral e outras disciplinas. Por inclinao ele era um psiclogo terico. Na prtica, seu trabalho aplicado dava-se mais em settings clnicos

    Valsiner e Van der Veer (2000, p. 339)1*

    Para auxiliar na compreenso do texto sobre o diagnstico do desenvolvimento, trans-creverei, em seguida, algumas informaes sobre o conceito de pedologia, por ser um termo no muito comum entre ns, e sobre as ligaes de Vigotski com a psicologia clni-ca, por no estarmos muito habituados a ouvir falar delas. Quanto pedologia, seu signi-ficado de estudo cientfico geral e interdisciplinar da criana tem ainda outras implica-es especficas que talvez pudessem nos fazer pensar que se trata de um conceito simi-lar ao de psicopedagogia na atualidade, como uma interface entre os recursos terico-prticos da psicologia e da pedagogia, com aplicaes institucionais e clnicas. Contudo, no seria muito correto estabelecer uma comparao to direta, em funo dos diferentes contextos histricos de surgimento desses dois campos, suas bases epistemolgicas dis-tintas e, portanto, suas metas talvez tambm no coincidentes. Alm disso, como vere-mos, havia diferentes modos de interpretar a pedologia na Rssia, no tempo de Vigotski. De toda maneira, o perodo no qual Vigotski se dedicou a esse campo foi significativo em sua trajetria cientfica, pois, segundo Valsiner e Van der Veer (1996), esse momento re-flete uma transio, pela qual Vigotski vai deixando de lado o seu projeto de reforma da psicologia e/ou v que ele pode, de certo modo, ser transposto para o interior da pedolo-gia. Seguem, aqui, um resumo do estudo de Valsiner e Van der Veer sobre Vigotski, o pedlogo e uma nota dos editores das Obras Escolhidas desse autor, referente ao sig-nificado do termo, ao modo, digamos, da viso oficial da psicologia sovitica sobre o assunto, no perodo da publicao destas obras na Rssia (entre 1982 e 1984). Podere-mos notar, nessas duas referncias, modos distintos de abordar a questo, mas que po-dem fornecer ambos, cada qual de seu ngulo, uma breve introduo a esse termo, ne-cessria para a compreenso do Esquema de investigao pedolgica de Vigotski, tra-duzido aqui, e suas possveis articulaes com o trabalho do diagnstico clnico em geral. Em seguida, embora aqui fique de modo ainda apenas justaposto, transcreverei tambm algumas linhas de Valsiner e Van der Veer (idem) sobre o interesse de Vigotski pela clni-ca com adultos no final de sua vida, o qual pode ter correlao tanto com o trabalho clni-co pedolgico quanto com sua experincia com a defectologia. Por fim, numa viso me-nos analtica que a de Valsiner e Van der Veer e mais descritiva, trarei tambm um mate-rial de Anton Yasnitsky e Michel Ferrari, que, ao falarem da relao de Vigotski com a es-cola de Kharkov, listam vrios trabalhos dele e seus colaboradores em psicologia clnica e estudo da patologia. A distino conceitual/ideolgica entre a viso de Valsiner e Van der Veer e a dos autores ligados escola de Kharkov (sobretudo Leontiev) no ficar to explcita quanto a daqueles frente viso oficial da psicologia sovitica sobre a pedologia,

    1* VALSINER, J. VAN DER VER, R. The social mind: construction of idea. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 2000. Todas as notas cujo nmero sucedido de asterisco so minhas. As notas dos au-tores no tero asterisco e preservaro a numerao do original.

  • Diagnstico do desenvolvimento... L. S. Vigotski Traduo/organizao: Achilles Delari Junior

    4 de 40

    mas no deixa de existir. Apenas no aqui nosso objetivo tratar desse confronto. A refe-rncia a Yasnitsky e Ferrari tem seu valor tambm pelo farto levantamento bibliogrfico feito por eles. Embora muitos ttulos sejam de reedies de uma mesma obra, transcreve-rei todos os relativos a Vigotski e parte dos ttulos de colaboradores, mais especificamen-te aqueles referentes aos trabalhos do grupo de pesquisadores de Moscou (paralelo escola de Kharkov) dedicado psicologia clnica e psicologia patolgica. Para voc con-sultar o restante da bibliografia citada neste texto aqui traduzido, poder obter uma cpia acessando a referncia citada em nota prpria (nota 15, p. 8). Embora a leitura dessas citaes que aqui fao se apresente em fragmentos ou pequenas reportagens, entendo que o material possa ser til para quem, como eu, busca se aproximar agora da produo de Vigotski relativa clnica em geral e ao diagnstico em particular. Evidentemente, o leitor no deve esperar encontrar aqui uma receita, passo a passo, para a execuo da tarefa do diagnstico, algo que no tpico do pensamento de Vigotski apresentar, mas sim reflexes sobre momentos possveis de uma prtica sempre aberta a recriar-se, com nossa participao crtica, ativa e criativa no processo de interpretao dos signos do de-senvolvimento humano. Crticas e/ou sugestes de reparo a todo o trabalho realizado aqui em seu modo de organizao, bem como comentrios terico-metodolgicos sobre os seus contedos sero bem vindas, no sentido de melhorar esse material e criar novos estudos no futuro.

    Valsiner e Van der Veer (1991)

    Concluses: Vigotski como pedlogo

    Como vimos, pedologia para Vigotski no era meramente um rtulo para designar seus variados interesses pelo desenvolvimento cultural de crianas normais e retardadas e pe-la educao em geral. Na verdade, no final da dcada de 1920 (por volta de 1927, depois de sua anlise da crise da psicologia e com a crescente insatisfao pelo crescimento do jargo marxista na psicologia), os interesses de Vigotski passaram da psicologia para a pedologia, que era a disciplina que mais crescia na poca. Ele redefiniu a pedologia, se-guindo a linha de uma perspectiva dialtica trazida disciplina por Molozhavii, como o estudo geral do desenvolvimento das crianas. Poderia ser dito que os aspectos da psicologia de Vigotski que ns, na dcada de 1990, aprendemos a apreciar a nfase consistente nos processos de desenvolvimento, na emergncia de formas organizacionais novas (superiores) de processos psicolgicos, e a recusa em reduzir a complexidade psicolgica dinmica a seus elementos constituintes na verdade eram percebidos por Vigotski como a essncia da pedologia. A natureza in-terdisciplinar (em nosso sentido contemporneo) da pedologia de Vigotski estava em n-tido contraste com a ecltica mistura de dados das diferentes disciplinas que, periferica-mente, estudavam as crianas. Ele sem dvida se interessaria pelo debate atual quanto necessidade de interdisciplinaridade em nosso