valec - eng civil (gab b)

Download VALEC - Eng Civil (Gab b)

Post on 02-Nov-2015

220 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

VALEC - Eng Civil (Gab b)

TRANSCRIPT

  • ENGENHEIRO CIVIL

    2

    1 - O adjetivo presente no texto que mais claramente mostra uma opinio do autor :

    (A) estrutura social.(B) economia global.(C) seres humanos.(D) gigantesca rede.(E) PDLVVRVWLFDGD estrutura.2 - A mdia relata diariamente a agonia do mais complexo organismo vivo, exceo da prpria biosfera. A reescritura da frase que mantm o seu sentido original :

    (A) A mdia, exceo da prpria biosfera, relata diariamente a agonia do mais complexo organismo vivo.

    (B) A mdia relata diariamente, exceo da prpria biosfera, a agonia do mais complexo organismo vivo.

    (C) O mais complexo organismo vivo, exceo da prpria biosfera, tem sua agonia diariamente relatada pela mdia.

    (D) A agonia da prpria biosfera, o mais complexo organismo vivo, relatada diariamente pela mdia.

    (E) A agonia do mais complexo organismo vivo diariamente relatada pela mdia, apesar de a biosfera ser ainda mais complexo.

    3 - Depreende-se do texto lido que:

    (A) todos so igualmente responsveis pelos desarranjos da economia.

    (B) a economia, alm da prpria biosfera, est em agonia.(C) a mdia faz com que a economia global seja mal vista.(D) todos participamos da estrutura econmica de alguma

    forma.(E) quem concebeu a estruturao da economia, perdeu

    seu comando.

    4 - Ningum a concebeu, ningum a comanda, todos se adaptam; entre a primeira e a segunda orao, e entre esta e a terceira, h relaes, respectivamente, de:

    (A) adio e adio.(B) oposio e consequncia.&FRPSDUDomRHQDOLGDGH(D) adio e consequncia.(RSRVLomRHQDOLGDGH

    5 - A gente pensa uma coisa, acaba escrevendo outra e o leitor entende uma terceira e, enquanto se passa tudo isso, DFRLVDSURSULDPHQWHGLWDFRPHoDDGHVFRQDUTXHQmRIRLpropriamente dita. (Mrio Quintana)

    O problema abordado nessa frase de Mrio Quintana :

    (A) a impossibilidade de a linguagem expressar exatamente o que se pretende.

    (B) a incapacidade de as pessoas interpretarem corretamente um texto.

    (C) a pouca ateno dada pelas pessoas aos textos escritos.(D) a inabilidade de a maioria das pessoas no emprego

    correto da lngua.(E) a falta de cultura literria na grande maioria dos

    cidados brasileiros.

    6 - O escritor Mrio Quintana, na frase da questo anterior, prefere, nessa frase, a linguagem coloquial culta; a marca mais clara dessa preferncia :

    (A) a elipse da palavra coisa aps outra e terceira.(B) a utilizao da palavra coisa em lugar de outra mais

    HVSHFtFD(C) o emprego de a gente em lugar de ns.(D) o uso de uma coisa em lugar de numa coisa.(E) a presena de isso em referncia a termos anteriores.

    LNGUA PORTUGUESA

    TEXTO

    A mdia relata diariamente a agonia do mais complexo organismo vivo, exceo da prpria biosfera. H desarranjos na engrenagem da economia global, com mais de 7 bilhes de seres humanos conectados em gigantesca rede de produo e distribuio de bens e servios. Trata-se da PDLVVRVWLFDGDHVWUXWXUDVRFLDOMDPDLVFRQVWUXtGD1LQJXpPDFRQFHEHXQLQJXpPDFRPDQGDWRGRVse adaptam. (O Globo, julho de 2012)

    www.pciconcursos.com.br

  • ENGENHEIRO CIVIL

    3

    7 - Um artigo do jornal O Globo, de julho de 2012, trazia o seguinte ttulo: A alternativa elica. Pode-se antever, nesse caso, que o tema do artigo ser uma produo alternativa de energia com base:

    (A) nas chuvas.(B) nos ventos.(C) nos raios.(D) nos troves.(E) nas guas dos rios.

    8 - Intertextualidade a presena de um texto em outro; o pensamento abaixo que NO se fundamenta em intertextualidade :

    (A) Se tudo o que bom dura pouco, eu j deveria ter morrido h muito tempo.

    (B) Nariz essa parte do corpo que brilha, espirra, coa e se mete onde no chamada.

    &8QHWHDRVERQVHVHUiXPGHOHV2XFDDTXLFRPDgente mesmo!

    (D) Vamos fazer o feijo com arroz. Se puder botar um ovo, tudo bem.

    (E) O Neymar invendvel, inegocivel e imprestvel.

    (X VRX UPH YRFr p REVWLQDGR HQWUH UPH Hobstinado h a mesma relao, respectivamente, que entre:

    (A) gordo / obeso.(B) rico / milionrio.(C) magro / delgado.(D) educado / gentil.(E) velho / antigo.

    10 - Na frase humorstica Como voc ousa olhar para mim com este tom de voz? h um erro de norma culta, que :

    (A) o emprego do pronome voc para uma pessoa a que se deve respeito.

    (B) o emprego de este em lugar de esse.(C) a forma verbal ousa em lugar de ousas.(D) o emprego de tom em lugar de timbre.(E) o uso de para mim em lugar de me.

    11 - A nica frase abaixo que coerente :

    (A) Aprenda uma coisa: apenas metade das mentiras que dizem sobre mim so verdadeiras.

    (B) Esta frase mentirosa. A frase anterior verdadeira.

    (C) Ganhar fcil. O difcil ser um vencedor.(D) O casamento a maior causa do divrcio.(E) Ele o tipo de homem que acabar morrendo em

    seus prprios braos.

    12 - A sogra ideal aquela que no mora to perto que possa vir de chinelos e nem to longe que possa aparecer com as malas. As oraes que possa vir de chinelos e que possa aparecer com as malas expressam ideia de:

    (A) causa.(B) explicao.(C) comparao.(D) consequncia.(E) modo.

    $DOWHUQDWLYDTXHPRVWUDXPDDUPDomRHTXLYRFDGDsobre os componentes da frase da questo anterior :

    (A) to perto se ope a to longe.(B) de chinelos e com as malas esto em paralelismo.(C) com as malas funciona como adjunto adverbial de

    companhia.(D) antes do termo to longe h a elipse da forma verbal

    mora.(DIUDVHDSUHVHQWDXPDGHQLomRGDVRJUDLGHDO

    14 - Respeite a mulher do prximo(I). Principalmente se o prximo(II) estiver muito prximo(III). Nessa frase humorstica, sobre as ocorrncias da palavra prximo, SRGHVHDUPDUFRPFRUUHomRTXH(A) apresentam classes gramaticais diferentes.(B) mostram a mesma classe gramatical.(C) I e III so substantivos.(D) II e III so adjetivos.(E) III pertence a uma classe diferente de I e II.

    15 - O escritor Oscar Levant disse certa vez: Hipocondria a nica doena que eu no tenho. Para se compreender RKXPRUGDIUDVHGHYHVHVDEHURVLJQLFDGRGDSDODYUDhipocondria, que :

    (A) doena nos ossos, que atinge somente os mais idosos.(B) depresso psicolgica, que se abate sobre os que

    vivem sozinhos.(C) erupo na pele, que se alastra rapidamente.(D) compulso psicolgica que traz preocupao

    excessiva com a sade.(E) mal que atinge, na velhice, os rgos ligados

    atividade sexual.

    www.pciconcursos.com.br

  • ENGENHEIRO CIVIL

    4

    16 - O que o mundo precisa de gnios mais humildes. Hoje restam poucos de ns. (Oscar Levant) Infere-se dessa frase que:

    (A) o autor se considera um gnio humilde.(B) no h mais gnios no mundo atual.(C) atualmente, no h mais necessidade de gnios.(D) o mundo necessita de todos os tipos de gnios.(E) todos devemos ser humildes diante de tanto a saber.

    17 - O clebre lutador de box Muhammad Ali disse: s vezes eu tento ser modesto. Mas a... comeam a me faltar argumentos!

    A falta de argumentos, nesse caso, mostra:

    (A) a incapacidade de argumentar do lutador.(B) a falta de modstia de Muhammad Ali.(C) a modstia excessiva do autor da frase.(D) a humildade do grande lutador.(E) o desconhecimento da lngua inglesa por parte do

    autor da frase.

    2SHQVDPHQWRDEDL[RTXH12SRGHVHUFODVVLFDGRcomo feminista :

    (A) O que quer que as mulheres faam, devem fazer duas vezes melhor do que os homens para serem consideradas to boas quanto eles. Felizmente, isso no difcil. (Charlotte Whitton)

    (B) Por que os homens gostam de mulheres inteligentes? Porque os opostos se atraem.

    (C) Sabe por que a psicanlise mais rpida pros homens do que para as mulheres? Porque, quando dizem para eles voltarem infncia, eles j esto l!

    (D) A mulher capaz de fazer tudo o que o homem faz, exceto xixi de p, contra o muro.

    (E) Algumas mulheres se acham to lindas que, quando se olham no espelho, no se reconhecem. (Millr Fernandes)

    19 - Em todos os pensamentos abaixo h uma palavra ou expresso tomada em dois sentidos diferentes; assinale a EXCEO.

    $ $V ERDV QRWDV TXH XP OKR JDQKD QD HVFROD QmRcompensam a boa nota que a escola tira do pai dele.

    (B) O que o governo faz, faz o Governo.(C) Comunista: um cara que nada possui e est ansioso

    para partilhar esse nada com os outros.(D) S no corre atrs quem corre atrs.(E) A gente s leva da vida a vida que a gente leva.

    20 - A frase em que a troca de posio dos termos NO acarreta mudana de sentido :

    (A) Um pobre homem nem sempre um homem pobre.(B) Mulheres de certa idade no tm idade certa.(C) Procure o competente funcionrio e tambm um

    funcionrio competente.'2OPHIDQWiVWLFRHUDXPIDQWiVWLFROPH( 8PD PiTXLQD HFLHQWH H XPD HFLHQWH PiTXLQD

    custam caro.

    NOES DE INFORMTICA 21 - O MSOutlook2010BR tem sido um dos principais softwares de correio eletrnico. Para enviar e receber itens como mensagens de e-mail, compromissos do calendrio e tarefas, em todas as pastas, um usurio deve acionar,

    por meio do ponteiro do mouse, o cone ou, de forma alternativa, pressionar a seguinte tecla:

    (A) F7;(B) F8;(C) F9;(D) F10;(E) F11.

    22 - Por sua versatilidade, atualmente as impressoras multifuncionais 3X1 so bastantes usadas e oferecem as seguintes funcionalidades:

    (A) impresso, cpia e sonorizao;(B) cpia, sonorizao e editorao;(C) sonorizao, editorao e digitalizao; (D) editorao, digitalizao e impresso; (E) digitalizao, impresso e cpia.

    $ JXUD D VHJXLU UHSUHVHQWD XP FRQHFWRU SDGUmRusado atualmente na integrao de dispositivos de entrada HVDtGDjFRQJXUDomRGHFRPSXWDGRUHVFRPRSHQGULYHVmouses e impressoras.

    Esse conector conhecido pela sigla: (A) HDMI(B) USB(C) RJ45(D) RJ11(E) PS2

    www.pciconcursos.com.br

  • ENGENHEIRO CIVIL

    5

    24 - Em computadores com sistema operacional Windows7, verso em portugus, pressionar simultaneamente as teclas Ctrl e Esc corresponde a executar um atalho de WHFODGRFRPRVHJXLQWHVLJQLFDGR(A) abrir o menu Iniciar;(B) de