utilização do Ácido ascórbico (vitamina c) pelos peixes ?· Ácido ascórbico Ácido...

Download Utilização do Ácido Ascórbico (Vitamina C) pelos Peixes ?· Ácido Ascórbico Ácido Desidroascórbico…

Post on 10-Jun-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Utilizao docido Ascrbico(Vitamina C)pelos Peixes

    ISSN 1517-1973Dezembro , 2003 49

  • Repblica Federativa do Brasil

    Luiz Incio Lula da SilvaPresidente

    Ministrio da Agricultura e do Abastecimento

    Roberto RodriguesMinistro

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuria - Embrapa

    Conselho de Administrao

    Jos Amauri DimrzzioPresidente

    Clayton CampanholaVice-Presidente

    Alexandre Kalil PiresErnesto PaternianiHlio TolliniLuis Fernando Rigato VasconcellosMembros

    Diretoria-Executiva da Embrapa

    Clayton CampanholaDiretor-Presidente

    Gustavo Kauark ChiancaHerbert Cavalcante de LimaMariza Marilena T. Luz BarbosaDiretores-Executivos

    Embrapa Pantanal

    Emiko Kawakami de ResendeChefe-GeralJos Anbal Comastri FilhoChefe-Adjunto de AdministraoAiesca Oliveira PellegrinChefe-Adjunto de Pesquisa e DesenvolvimentoJos Robson Bezerra SerenoChefe-Adjunto da rea de Comunicao e Negcios

  • ISSN 1517-1981Dezembro, 2003

    Empresa Brasileira de Pesquisa AgropecuriaCentro de Pesquisa Agropecuria do PantanalMinistrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento

    Documentos 49

    Utilizao docido Ascrbico(Vitamina C)pelos PeixesMarco Aurlio Rotta

    Corumb, MS2003

  • Exemplares desta publicao podem ser adquiridos na:

    Embrapa PantanalRua 21 de Setembro, n1880, Caixa Postal 109Corumb, MS, CEP 79.320-900Fone: (67) 233-2430Fax: (67) 233-1011Home page: www.cpap.embrapa.brE-mail: sac@cpap.embrapa.br

    Comit de Publicaes da Unidade:

    Presidente: Aiesca Oliveira PellegrinSecretrio-Executivo: Marco Aurlio RottaMembros: Balbina Maria Arajo Soriano

    Evaldo Luis CardosoJos Robson Bezerra Sereno

    Secretria: Regina Clia Rachel dos SantosSupervisor editorial: Marco Aurlio RottaRevisora de texto: Mirane Santos da CostaNormalizao bibliogrfica: Romero de AmorimTratamento de ilustraes: Regina Clia Rachel dos SantosFoto(s) da capa: Molcula do cido ascrbico - University of Wales Swansea

    (http://www.swan.ac.uk/chemistry/DegreeSchemes/cmp)Editorao eletrnica: Regina Clia Rachel dos Santos

    Elcio Lopes Sarath1 edio1 impresso (2003): formato eletrnico

    Todos os direitos reservados.A reproduo no-autorizada desta publicao, no todo ou em parte,constitui violao dos direitos autorais (Lei n 9.610).

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)Embrapa PantanalRotta, Marco Aurlio Utilizao do cido ascrbico (vitamina C) pelos peixes / Marco AurlioRotta. - Corumb: Embrapa Pantanal, 2003.

    54 p.; 21 cm -- (Documentos / Embrapa Pantanal, ISSN 1517-1973; 49).

    1. Peixe - cido ascrbico - Vitamina C. 2. Nutrio - Peixe - cidoascrbico - Vitamina C. 3. Aquacultura - Peixe - Vitamina - Nutrio.I. Embrapa Pantanal. II. Ttulo. III. Srie.

    CDD: 639.8Embrapa 2003

  • Autor

    Marco Aurlio RottaEng. Agrnomo, M.Sc. em Zootecnia,Pesquisador em Sistemas de Produo Aqcolas,Embrapa Pantanal,Rua 21 de Setembro, 1880, Caixa Postal 109CEP 79.320-900, Corumb, MS(67) 233-2430rotta@cpap.embrapa.br, marcoarotta@yahoo.com.brwww.mrotta.cjb.net

  • Apresentao

    Embora a indstria da aquicultura no Brasil venha crescendo nos ltimos anos auma taxa superior a 15% a.a., o potencial para a expanso dessa atividade pouco aproveitado. Isso se deve, entre outras questes, falta de uma polticaefetiva para organizar e promover o desenvolvimento da aquicultura comoprodutora de alimentos. Muito embora no se tenha um diagnstico de cinciae tecnologia sobre a atividade, possvel inferir que as pesquisas no tema,alm de dispersas territorialmente, caracterizam-se pela falta de integraoentre os setores que compem os diversos elos de sua cadeia produtiva.

    Nas condies atuais, no h uma idia real das potencialidades para odesenvolvimento da aquicultura no Brasil, das prioridades de pesquisa e dasdemandas do setor produtivo. Essa situao tem resultado em diversosproblemas que esto retardando o desenvolvimento da atividade. Visualiza-se,portanto, um papel central da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuria -Embrapa - em termos de apoio aquicultura, visando otimizar o aproveitamentodo potencial natural, material e de recursos humanos existentes no Pas,atravs de uma atuao em nvel nacional.

    Diante deste quadro, a Embrapa Pantanal vem buscando suprir a falta demateriais tcnicos que visem embasar o desenvolvimento da piscicultura, comopodemos ver na presente publicao, que trata sobre a utilizao do cidoascrbico pelos peixes. Este assunto de grande relevncia quando se falasobre otimizao da produo, pois somente com um conhecimento dasnecessidades vitamnicas poder se formular raes adequadas para ocrescimento dos peixes, ainda mais para a fase de alevinagem, pois estavitamina de extrema importncia nesta etapa do desenvolvimento.

    Emiko Kawakami de ResendeChefe-Geral da Embrapa Pantanal

  • Sumrio

    Utilizao do cido Ascrbico (Vitamina C) pelos Peixes .....................................................9Introduo.........................................................9Importncia do cido Ascrbico na Nutrio dos Peixes ........................................10

    Histrico e evoluo..........................................10Qumica.........................................................11Absoro e funes metablicas...........................15Crescimento ...................................................20Reproduo ....................................................24Resposta ao estresse.........................................27Resistncia a doenas .......................................29

    Formas do cido Ascrbico e Doses Utilizadas .............................................31

    Estabilidade ....................................................32Bioatividade ....................................................34Doses ...........................................................37

    Consideraes Finais........................................42Anexos ...........................................................44Referncias Bibliogrficas .................................45

  • Utilizao do cido Ascrbico(Vitamina C) pelos PeixesMarco Aurlio Rotta

    IntroduoOs peixes, de um modo geral, necessitam dos mesmos nutrientes exigidos pelosanimais terrestres para o crescimento, reproduo e outras funes fisiolgicas.Esses nutrientes podem vir de organismos aquticos ou de raes comerciais. Napiscicultura, como os peixes so mantidos em confinamento, o alimento natural setorna escasso, necessitando assim de uma rao nutricionalmente completa ebalanceada.

    O acido ascrbico (vitamina C) conhecido como promotor de numerososprocessos bioqumicos e fisiolgicos, tanto em animais como em plantas. Amaioria dos animais pode sintetizar esta vitamina em quantidades suficientes paraprevenir os sinais clnicos de deficincia, conhecido como escorbuto. Entretanto,primatas, porcos da ndia, peixes, camares, morcegos, pssaros e alguns insetosnecessitam de uma fonte diettica de vitamina C para prevenir ou reverter ossintomas do escorbuto (OKeefe, 2001).

    Quando cultivados, os peixes tem se mostrado altamente sensveis a dietasdeficientes em cido ascrbico, especialmente nos estgios iniciais decrescimento (Lavens et al., 1995). Muitos sinais, como crescimento reduzido,perda de apetite, converso alimentar prejudicada, deformidades esquelticas(lordose - curvatura da coluna vertebral de convexidade anterior; escoliose -desvio da coluna vertebral para um lado; e cifose - curvatura da colunavertebral de convexidade posterior; Stedman, 1996), deformidades no oprculoe nas cartilagens das brnquias, anemia, hemorragia de vrios rgos, demoraou diminuio da cicatrizao de feridas, colorao escura, reduo dodesempenho reprodutivo e diminuio da eclodibilidade tm sido encontrado empeixes que consomem dietas deficientes nesta vitamina (Lovell, 1989;Masumoto et al., 1991; Tacon, 1995).

  • Utilizao do cido Ascrbico (Vitamina C) pelos Peixes10

    O cido ascrbico, na sua forma pura, bastante instvel, sendo facilmentedestrudo por temperaturas elevadas, luz, umidade, microelementos e lipdiosoxidados (Tacon, 1991). Estes fatores tambm contribuem para as perdas decido ascrbico na rao durante o processo de industrializao e posteriorarmazenamento (Skelbaek et al., 1990; Tacon, 1991; Masumoto et al, 1991).Existem vrias formas de cido ascrbico e a estabilidade das mesmas tem sidotestadas nas raes industrializadas para peixes (Soliman et al., 1986a;Skelbaek et al., 1990). Os trabalhos demonstram que as formas protegidas(cido ascrbico-2-sulfato, cido ascrbico-2-monofosfato, cido ascrbico-2-difosfato, cido ascrbico-2-trifosfato) so as mais estveis e resistentes aoprocesso de industrializao e armazenamento e podem, desta forma, serincorporadas em menores quantidades na rao para peixes (Matusiewicz et al.,1995; OKeefe, 2001).

    Este Documento tem por objetivo divulgar aos acadmicos e estudiosos emnutrio de peixes um apanhado dos principais conhecimentos e trabalhosrealizados sobre a utilizao do cido ascrbico, o seu metabolismo, suainfluncia no desempenho zootcnico dos peixes e as doses recomendadas.

    Importncia do cido Ascrbicona Nutrio dos Peixes

    Histrico e evoluoO cido hexurnico, descoberto em 1928 por Albert Szent-Gyrgy, mostroupropriedades notveis por ser facilmente e reversivelmente oxidado. Foiposteriormente identificado como sendo idntico ao componenteantiescorbtico presente nos limes e limas, sendo renominado para cidoascrbico (Rose & Choi, 1990; Dabrowski et al., 1994).

    Na literatura sobre nutrio de peixes, o primeiro autor a tratar desta vitamina edos danos causados pela sua deficincia foi McLaren et al. (1947).Posteriormente Kitamura et al. (1965) e muitos outros autores estudaram aimportncia e a necessidade do cido ascrbico na alimentao de peixes(Dabrowski et al., 1994).

    Albert Szent-Gyrgy postulou que o cido ascrbico desempenha umaimportante funo nos mecanismos ox

Recommended

View more >