universidade federal de pernambuco centro ... ... mario quintana - espelho mأ،gico reichert, a. p....

Download UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ... ... Mario Quintana - Espelho Mأ،gico REICHERT, A. P. S

If you can't read please download the document

Post on 01-Mar-2021

1 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

    CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

    PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

    ALTAMIRA PEREIRA DA SILVA REICHERT

    VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE LACTENTES NA ESTRATÉGIA

    DE SAÚDE DA FAMÍLIA

    Recife 2011

  • ALTAMIRA PEREIRA DA SILVA REICHERT

    VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE LACTENTES NA ESTRATÉGIA

    DE SAÚDE DA FAMÍLIA

    Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente da Universidade Federal de Pernambuco, para obtenção do título de Doutor em Saúde da Criança e do Adolescente.

    Orientador Profa. Dra. Marília de Carvalho Lima

    Coorientadora Profa. Dra Sophie Helena Eikmann

    Linha de Pesquisa: Crescimento e desenvolvimento: avaliação, fatores determinantes e programas de intervenção.

    RECIFE

    2011

  • Reichert, Altamira Pereira da Silva

    Vigilância do desenvolvimento neuropsicomotor de lactentes na estratégia de saúde da família / Altamira Pereira da Silva Reichert. – Recife : O Autor, 2011.

    142 folhas ; Il., fig., tab.

    Orientador: Marília de Carvalho Lima Tese (doutorado) – Universidade Federal de Pernambuco. CCS. Saúde da criança e do adolescente, 2011.

    Inclui bibliografia, anexos e apêndices.

    1. Desenvolvimento infantil. 2. Atenção primária a saúde. 3. Saúde da família. 4. Enfermagem. 5. Educação em Saúde. I. Título.

    UFPE 612.654 CDD (22.ed.) CCS2011-13

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO REITOR

    Prof. Dr. Amaro Henrique Pessoa Lins

    VICE-REITOR

    Prof. Dr. Gilson Edmar Gonçalves e Silva

    PRÓ-REITOR DA PÓS-GRADUAÇÃO

    Prof. Dr. Anísio Brasileiro de Freitas Dourado

    CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

    DIRETOR Prof. Dr. José Thadeu Pinheiro

    COORDENADOR DA COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO DO CCS

    Profa. Dra. Heloisa Ramos Lacerda de Melo

    PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

    ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO

    COLEGIADO

    Profa. Dra. Gisélia Alves Pontes da Silva (Coordenadora) Profa. Dra. Luciane Soares de Lima (Vice-Coordenadora)

    Profa. Dra. Marília de Carvalho Lima Profa. Dra. Sônia Bechara Coutinho Prof. Dr. Pedro Israel Cabral de Lira

    Profa. Dra. Mônica Maria Osório de Cerqueira Prof. Dr. Emanuel Savio Cavalcanti Sarinho

    Profa. Dra. Sílvia Wanick Sarinho Profa. Dra. Maria Clara Albuquerque Profa. Dra. Sophie Helena Eickmann

    Profa. Dra. Ana Cláudia Vasconcelos Martins de Souza Lima Profa. Dra. Maria Eugênia Farias Almeida Motta

    Prof. Dr. Alcides da Silva Diniz Profa Dra. Maria Gorete Lucena de Vasconcelos

    Profa. Dra. Sílvia Regina Jamelli Profa. Dra. Cleide Maria Pontes

    Maria Cecília Marinho Tenório (Representante Discente – Doutorado) Joana Lidyanne de Oliveira Bezerra (Representante Discente – Mestrado)

    SECRETARIA Paulo Sergio Oliveira do Nascimento

    Juliene Gomes Brasileiro Janaína Lima Paz

  • Recife 2011

  • À minha mãe, pela dedicação, amor e por sempre cuidar de mim.

    A Zalmir, pelo companheirismo e apoio incondicional nessa jornada, mesmo diante dos

    percalços da vida.

    A Lucas e Gabriel, pelo amor, carinho e pela compreensão das ausências frequentes impostas

    por este processo.

    Amo vocês!

  • Agradecimentos

    A Deus, por ter me dado sabedoria para realizar este trabalho e mais uma oportunidade de

    crescimento pessoal e profissional.

    À minha orientadora, profª Drª Marília Lima, pela competente orientação, com quem aprendi

    muito e que, muitas vezes, ultrapassou seu papel de orientadora, sendo conselheira e

    apoiadora nos momentos difíceis que vivenciei nessa jornada.

    À minha coorientadora, profª Drª Sophie Eickmannn, pela rica contribuição e sabedoria,

    sempre com boa vontade em colaborar em várias fases deste trabalho, desde seu projeto até

    sua finalização.

    À profª Drª Maria Gorete Vasconcelos, por me ajudar no artigo qualitativo, sempre com

    solicitude e empatia.

    À Drª Amira Figueiras, por contribuir ricamente com o trabalho ao me preparar para a

    capacitação dos enfermeiros, disponibilizar material para me auxiliar e esclarecer todas as

    minhas dúvidas ao longo dessa jornada.

    À profª Drª Neusa Collet, por sua presença na minha vida como amiga e colega de trabalho e

    pelas suas palavras de apoio e sabedoria.

    Aos docentes da banca examinadora, pelas sugestões e contribuições a este trabalho, que tanto

    ajudaram para a construção do conhecimento.

  • Aos colegas de turma, pelo companheirismo, incentivo e apoio, especialmente a Paula

    Andrea, Magaly e Ana Maria, por todos os momentos que passamos juntas e pela ajuda

    constante, cada uma com sua peculiaridade.

    À minha amiga Profª Drª Rosa Carneiro, pelo incentivo e apoio na fase inicial do doutorado.

    À Ana Flávia, por não medir esforços para me auxiliar na coleta de dados.

    Aos funcionários do Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e do Adolescente, pelo

    apoio e auxílio durante todo o Doutorado.

    Ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pelo apoio

    financeiro.

    A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), pelo

    fornecimento de bolsa de estudos no início do doutorado.

    À Universidade Federal da Paraíba, que me concedeu liberação integral das atividades e às

    minhas companheiras de área que cobriram a minha ausência nas atividades docentes para que

    eu realizasse o Doutorado.

    Aos funcionários do Distrito Sanitário III de João Pessoa, pela disponibilidade em me ajudar

    e, especialmente, à diretora do Distrito, por liberar as Enfermeiras de suas atividades para

    participarem das oficinas, e pelo fornecimento de espaço físico para a realização destas.

    A todas as pessoas que, direta e indiretamente, me apoiaram e contribuíram para a realização

    deste trabalho.

    E, especialmente, às Enfermeiras do Distrito Sanitário III e às mães que se disponibilizaram a

    participar desta pesquisa, sem as quais nada disso seria possível.

  • DAS UTOPIAS

    Se as coisas são inatingíveis... ora!

    Não é motivo para não querê-las...

    Que tristes os caminhos se não fora

    A mágica presença das estrelas!

    Mario Quintana - Espelho Mágico

  • REICHERT, A. P. S. Vigilância do desenvolvimento neuropsicomotor de lactentes na estratégia . . . Resumo

    Resumo

    O acompanhamento sistemático do desenvolvimento neuropsicomotor nos dois primeiros anos de vida é de fundamental importância, pois é nesta fase que as crianças melhor respondem aos estímulos do meio ambiente, facilitando o desenvolvimento adequado ou recuperação de um possível atraso em tempo hábil. Observa-se que os enfermeiros não estão preparados para realizar a vigilância do desenvolvimento infantil, pois sua consulta está mais dirigida para o acompanhamento do crescimento, em detrimento da avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor. Esta tese teve como objetivo implementar e avaliar o impacto de um programa de capacitação em vigilância do desenvolvimento infantil no contexto da Atenção Integral às Doenças Prevalentes da Infância (AIDPI), dirigido a enfermeiros e avaliar as dificuldades e facilidades enfrentadas por eles durante o processo de operacionalização desta intervenção educativa. O estudo realizado inicialmente foi quase experimental, do tipo antes-depois, em uma amostra constituída por 45 enfermeiros do Distrito Sanitário III da cidade de João Pessoa-PB, que atuam em Unidades de Saúde da Família, e 225 mães de crianças menores de dois anos. A intervenção consistiu da realização de oficinas de capacitação com os enfermeiros sobre vigilância do desenvolvimento infantil. Para a capacitação, foi utilizado, como referência, o Manual de Vigilância do Desenvolvimento Infantil no Contexto da AIDPI. A coleta de dados ocorreu de novembro de 2008 a abril de 2009, em três etapas: a primeira correspondeu à avaliação das práticas dos enfermeiros com relação à vigilância do desenvolvimento infantil. As mães também foram entrevistadas após atendimento do seu filho pelo enfermeiro; na segunda etapa, aplicou-se um pré-teste com os enfermeiros para avaliar seus conhecimentos relacionados ao desenvolvimento infantil antes da capacitação; na terceira etapa, esses mesmos instrumentos foram repetidos quatro meses após a capacitação para os enfermeiros e mães. Houve aumento significante de 1,2 pontos na média de acertos das questões sobre os marcos do desenvolvimento infantil após a intervenção. As práticas de vigilância do desenvolvimento aumentaram de 80% para 91%. Todos os enfermeiros passaram a perguntar a opinião das mães