universidade federal de juiz de fora - ufjf.br .(noel rosa, “não tem tradução”, 1933) os...

Download UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA - ufjf.br .(Noel Rosa, “Não tem tradução”, 1933) Os diversos

Post on 29-Aug-2018

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

    PROVA OBJETIVA

    As grias de cada regio: qual a boa no seu pedao?

    modismo lingustico, o equipamento faladotributrios das grias.

    A gria que o nosso morro criou

    Figura 2

    Figura 1

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PISM 2018 Mdulo I Dia 1

    PROVA OBJETIVA Lngua Portuguesa, Qumica, Matemtica, Geografia

    LNGUA PORTUGUESA

    Questes de 01 a 05

    As grias de cada regio: qual a boa no seu pedao?A

    Bem cedo

    Tudo aquilo

    (Noel Rosa, No tem traduo, 1933)

    Os diversos modos de falar do povo brasileiro conferem as sonoridades, as cores e os sabores da lngua, que est em constante transformao, de acordo com a dinmica sociocultural. Um dos recursos que mais movimentam o idioma o neologismo, palavra ou expresso que se introduz ou tenta se introduzir na lngua, ou ainda confere novos sentidos a palavras j existentes.

    As grias so neologismos empregados por grupos que tm em comum a profisso, a idade, a classe social ou a regio, com o objetivo de criar uma identidade lingustica, facilitando a comunicao entre os pares e excluindo os que no pertencem quela comunidade. Existem grias tpicas de determinado local ou regio. Segundo Joo Bosco Serra e Gurgel, autor do

    falado do brasileiro (7. ed. Braslia, 2005), os regi

    Durante muito tempo, as grias eram condenadas ao papel de vils do bem falar, associadas marginalidade. Ao longo da Colnia e do Imprio, muitos termos foram criados para possibilitar a comunicao entre os escravizados sem que os senhores tivessem conhecimento do que se tratava. O escritor Plcido de Abreu, no prefcio de seu romancetranscreve um glossrio da gria corrente nesses grupos. Alfinete, por exemplo, significava faca, "alto da sinagoga", rosto ou cabea, e "desgalhar" fugir da polcia.

    Na cidade do Rio de Janeiro no incio do sculo XX, por exemplo, as grias eram associadas malandragem. Nas canes eternizadas por Moreira da Silva, Morengueira, encontramos vriascomo vagulino (vagabundo), desguiar na carreira (fugir correndo), entregador (delator).

    H tambm grias caractersticas de uma gerao, muitas vezes empregadas por adolescentes se distinguir dos mais jovens e dos mais velhos. Como observa o sociolinguista Anthony Julius Naro, grias adquiridas nesse perodo continuam sendo empregadas ao longo da vida, como marca da juventude.

    Pgina 1 de 10

    Lngua Portuguesa, Qumica, Matemtica, Geografia

    As grias de cada regio: qual a boa no seu pedao? A gria que o nosso morro criou

    cedo a cidade aceitou e usou [...]

    aquilo que o malandro pronuncia

    Com voz macia brasileiro,

    J passou de portugus

    (Noel Rosa, No tem traduo, 1933)

    Os diversos modos de falar do povo brasileiro conferem as cores e os sabores da lngua, que est em constante

    transformao, de acordo com a dinmica sociocultural. Um dos recursos que mais movimentam o idioma o neologismo, palavra ou expresso que se introduz ou tenta se introduzir na lngua, ou ainda

    novos sentidos a palavras j existentes.

    so neologismos empregados por grupos que tm em comum a profisso, a idade, a classe social ou a regio, com o objetivo de criar uma identidade lingustica, facilitando a comunicao entre os

    luindo os que no pertencem quela grias tpicas de determinado local ou regio.

    Segundo Joo Bosco Serra e Gurgel, autor do Dicionrio de gria: (7. ed. Braslia, 2005), os regionalismos so os maiores

    Durante muito tempo, as grias eram condenadas ao papel de vils do bem falar, associadas marginalidade. Ao longo da Colnia e do Imprio, muitos termos foram

    a possibilitar a comunicao entre os escravizados sem que os senhores tivessem conhecimento do que se tratava. O escritor Plcido de Abreu, no prefcio de seu romance Os capoeiras (1886), transcreve um glossrio da gria corrente nesses grupos.

    , por exemplo, significava faca, "alto da rosto ou cabea, e "desgalhar" fugir da

    Na cidade do Rio de Janeiro no incio do sculo XX, por exemplo, as grias eram associadas malandragem. Nas canes eternizadas por Moreira da Silva, o Kid Morengueira, encontramos vrias dessas expresses, como vagulino (vagabundo), desguiar na carreira (fugir correndo), entregador (delator).

    H tambm grias caractersticas de uma gerao, muitas vezes empregadas por adolescentes como uma forma de se distinguir dos mais jovens e dos mais velhos. Como observa o sociolinguista Anthony Julius Naro, grias adquiridas nesse perodo continuam sendo empregadas

    longo da vida, como marca da juventude.

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

    PROVA OBJETIVA

    Disponvel em: http://www.plataformadoletramento.org.br/em

    pedaco.html. Acesso em: 24/07/2017.

    QUESTO 01 - De acordo com o texto, correto afirmar que as grias so

    modismos lingusticos associados marginalidade e vulgaridade.

    produes associadas malandragem porque tiveram origem no Rio de Janeiro.

    modismos lingusticos que podem ultrapassar as esferas sociais onde surgiram originalmente.

    expresses criadas pelos escravos, conversas aos senhores.

    expresses criadas pela populao de baixa escolaridade, cuja variedade lingustica desvalorizada socialmente.

    QUESTO 02 - Releia a frase:

    H tambm grias caractersticas de uma gerao, muitas vezes empregadas por adolescentes como uma forma de se

    distinguir dos mais jovens e dos mais velhos. Como observa o sociolinguista Anthony Julius Naro, grias adquiridas

    nesse perodo continuam sendo empregadas ao lon

    Segundo Naro, correto afirmar que a gria:

    fenmeno passageiro na linguagem do adolescente.

    serve de distintivo da idade da pessoa que a usa.

    s distingue as pessoas mais velhas das demais.

    confere juventude a quem a usa.

    varia conforme as fases da vida.

    Figura 3

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PISM 2018 Mdulo I Dia 1

    PROVA OBJETIVA Lngua Portuguesa, Qumica, Matemtica, Geografia

    Hoje a gria ganhou espao na publipoltica e at na literatura. A TV, o rdio e, mais recentemente, a internet aceleram a divulgao de modismos lingusticos, que ultrapassam o contexto em que foram criados, tornandonacionais e muitas vezes internacionais. oneologismo derivado do inglsaprovar um novo casal, de amigos ou de namorados, geralmente relacionado a personagens de sries e novelas, ou a dolos adolescentes. A internet um espao muito produtivo nesse sentido. Termos como miga, designando pessoa de qualquer sexo e idade, e falsiane, rtulo para o(a) falso(a) amigo(a), transpem a web e invadem a fala de crianas, jovens e adultos.

    http://www.plataformadoletramento.org.br/em-revista-noticia-detalhe/1001/as-girias-de-cada

    De acordo com o texto, correto afirmar que as grias so

    associados marginalidade e vulgaridade.

    dragem porque tiveram origem no Rio de Janeiro.

    modismos lingusticos que podem ultrapassar as esferas sociais onde surgiram originalmente.

    expresses criadas pelos escravos, para comunicarem-se entre si e no revelarem o contedo de suas

    expresses criadas pela populao de baixa escolaridade, cuja variedade lingustica desvalorizada

    caractersticas de uma gerao, muitas vezes empregadas por adolescentes como uma forma de se

    distinguir dos mais jovens e dos mais velhos. Como observa o sociolinguista Anthony Julius Naro, grias adquiridas

    nesse perodo continuam sendo empregadas ao longo da vida, como marca da juventude.

    Segundo Naro, correto afirmar que a gria:

    fenmeno passageiro na linguagem do adolescente.

    serve de distintivo da idade da pessoa que a usa.

    s distingue as pessoas mais velhas das demais.

    Pgina 2 de 10

    Lngua Portuguesa, Qumica, Matemtica, Geografia

    Hoje a gria ganhou espao na publicidade, no jornalismo, na poltica e at na literatura. A TV, o rdio e, mais recentemente, a internet aceleram a divulgao de modismos lingusticos, que ultrapassam o contexto em que foram criados, tornando-se nacionais e muitas vezes internacionais. o caso de shippar, neologismo derivado do ingls relationship, que significa aprovar um novo casal, de amigos ou de namorados, geralmente relacionado a personagens de sries e novelas, ou a dolos adolescentes. A internet um espao muito produtivo

    sentido. Termos como miga, designando pessoa de qualquer sexo e idade, e falsiane, rtulo para o(a) falso(a) amigo(a), transpem a web e invadem a fala de crianas,

    cada-regiao-quale-a-boa-no-seu-

    modismos lingusticos que podem ultrapassar as esferas sociais onde surgiram originalmente.

    se entre si e no revelarem o contedo de suas

    expresses criadas pela populao de baixa escolaridade, cuja variedade lingustica desvalorizada

    caractersticas de uma gerao, muitas vezes empregadas por adolescentes como uma forma de se

    distinguir dos mais jovens e dos mais velhos. Como observa o sociolinguista Anthony Julius Naro, grias adquiridas

    go da vida, como marca da juventude.

  • Pgina 3 de 10

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PISM 2018 Mdulo I Dia 1

    PROVA OBJETIVA Lngua Portuguesa, Qumica, Matemtica, Geografia

    QUESTO 03 - Considerando o que se apresenta nas figuras 1, 2 e 3, pode-se afirmar que as grias:

    s podem variar no tempo ou no espao.

    s podem ser usadas em uma regio do pas.

    so sempre especficas de uma regio do pas.

    so empregos lingusticos especficos de um momento histrico.

    podem identificar o falante como sendo de uma dada regio do pas.

    QUESTO 04 - O eufemismo uma figura de linguagem em que se emprega um termo de sentido mais leve para

    falar de algo cujo significado mais pejorativo. Qual das grias abaixo foi formada a partir dessa estratgia?

    shippar = aprovar um novo casal.

    entregador = delator.