uni£o europeia 11ano

Download Uni£o Europeia 11ano

Post on 15-Aug-2015

31 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. Escola Bsica e Secundria da Povoao Unio Europeia
  2. 2. Como nasceu e expandiu a Unio Europeia?
  3. 3. As razes histricas da Unio Europeia residem aps a segunda guerra Mundial. Com o objectivo de colocar fim s guerras no continente Europeu, reconstruir a economia e combater fome e pobreza, foi criado o Plano de Marshall, a 1947, pelo o secretrio George Marshall dos Estados Unidos. A 1948 foi criado a Organizao Europeia de Cooperao Econmica (OECE), com intuito de promover a cooperao entre os pases. A ideia de criar uma unio permanente dos estados europeus foi avanada pelo ministro dos negcios estrangeiros Francs, Robert Schuman, que, a 9 de maio de 1950, tornou pblica a inteno de criar a Comunidade Europeia do Carvo e do Ao (CECA).
  4. 4. Histria da Unio Europeia
  5. 5. -Tratado de Paris; -Tratado de Roma; -Entrada da Frana, Blgica, Holanda, Luxemburgo, Itlia, e Repblica Federal da Alemanha; -Politica Agrcola Comum (PAC); -Unio Aduaneira; -Entrada da Dinamarca, Irlanda e Reino Unido; -Entrada da Grcia; -Reunificao da Alemanha; -Tratado de Maastricht; -Entrada da Sucia, Finlndia e ustria; -Entrada da Estnia, Eslovquia, Eslovnia, Letnia, Litunia, Malta, Chipre, Republica Checa, Hungria e Polnia ; -Entrada da Bulgria e Romnia; -Entrada da Crocia; -Entrada de Portugal e Espanha; -Ato nico Europeu; -Euro; -Critrios de Copenhaga;
  6. 6. Os Impactos dos Alargamentos
  7. 7. Aspetos Positivos: Prosperidade econmica; Prospriedade social e ambiental; Expanso do Mercado nico; O reforo da posio da Unio no contexto poltico internacional e no mercado mundial; Aumento de trocas; Reduo de conflitos; Reforo da cidadania; Aumento da possibilidade de emprego; Vantagens para os consumidores;
  8. 8. Aspetos Negativos Superfcie e populao total aumentaram significativamente; Maior heterogeneidade; Ao nvel das polticas e dos fundos comunitrios; Ao nivel das suas instituies;
  9. 9. Os diferentes alargamentos na EU, tiveram impactos distintos na Europa, no Mundo, e em Portugal. Na primeira fase de adeso de Portugal, foi um perodo de grande propriedade econmica, onde levou Portugal para o grupo dos pases mais desenvolvidos. Porm com os mais recentes alargamentos a leste, coloca Portugal numa posio mais perifrica.
  10. 10. Aspetos Positivos Maior possibilidade de internacionalizao da economia portuguesa e alargamento do potencial mercado consumidor de produtos portugueses; Participao no maior mercado comum do mundo; Aspetos Negativos Portugal tornou-se mais perifrico; Viu reduzidos os fundos estruturais; Maior concorrncia para as exportaes portuguesas; Maior concorrncia na captao de investimento estrangeiro;
  11. 11. Candidatos Adeso
  12. 12. Montenegro; Srvia; Repblica da Macednia; Turquia; Islndia; Albnia; Bsnia-Herzegovina; Kosovo;
  13. 13. As Instituies da UE
  14. 14. Conselho Europeu Parlamento Europeu Concelho de Ministros Comisso Europeia Tribunal de Justia Tribunal de Conta Comit Econmico e Social Comit das Regies O Banco Europeu de Investimento Banco Central Europeu
  15. 15. O Conselho Europeu Bruxelas Parlamento Europeu Estrasburgo/ Bruxelas Concelho de Ministros Estrasburgo/Bruxelas Comisso Europeia Bruxelas Tribunal de Justia Luxemburgo Tribunal de Conta Luxemburgo Comit Econmico e Social Bruxelas Comit das Regies Bruxelas O Banco Europeu de Investimento Luxemburgo Banco Central Europeu Frankfurt
  16. 16. A Distribuio dos Fundos
  17. 17. Os fundos europeus so distribudos de forma desigual, consoante a situao econmica de cada pas. Assim, cada pas contribui com uma parcela para os fundos e oramento da EU, em funo da sua riqueza.
  18. 18. Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER); Instrumento Financeiro de Orientao da Pesca (IFOP); Fundo Social Europeu (FSE); Fundo Europeu de Orientao e Garantia Agrcola (FEOGA);
  19. 19. Politica Ambiental Comunitria
  20. 20. A poltica ambiental da UE baseia-se nos princpios da precauo, da preveno e da correo da poluio na fonte, e no princpio do poluidor-pagador. Na EU, atualmente est em vigor o 7 Programa Geral de Ao. Tem como lema, Viver bem, dentro das limitaes do nosso planeta.
  21. 21. Os seus principais objetivos so: Proteger, conservar e reforar o capital natural da Unio. Proteger os cidados da Unio contra presses de carter ambiental e riscos para a sade e o bem-estar. Assegurar investimentos para a poltica relativa ao ambiente e ao clima e determinar corretamente os preos. Aumentar a sustentabilidade das cidades da Unio. Melhorar a eficcia da Unio na confrontao dos desafios ambientais escala regional e mundial.
  22. 22. O desenvolvimento sustentvel um desenvolvimento com base no em recursos que destruam o meio ambiente, mas sim que seja preservado a pensar nas geraes futuras. (Logo se deveria promover um desenvolvimento sustentvel) O desenvolvimento sustentvel visa proteger no s o planeta, como tambm o conforto e o bem-estar fsico dos seres humanos a longo prazo. Esta forma de desenvolvimento equilibrada visa, essencialmente o futuro do planeta, pretende evitar a proliferao de agresses ao ambiente como: A desflorestao A poluio e destruio dos recursos hdricos A destruio da camada de ozono e o efeito de estufa
  23. 23. Portugal tem de acompanhar e dar concretizao s grandes opes comunitrias no mbito da politica ambiental. Para isso: oFoi elaborado um Quadro legislativo, em matria de ambiente, que respeita o Direito Internacional e fez-se a transposio das directivas e normas comunitrias; oCriou-se, em 1990, o Ministrio do Ambiente, mais tarde associado tambm ao Ordenamento do Territrio e ao Desenvolvimento Regional; oForam criadas as Direces Regionais do Ambiente e Ordenamento do Territrio; oCanalizaram-se maiores recursos financeiros para o ambiente, em parte no mbito de programas comunitrios.