umbanda - pontos - letras de pontos de preto velho - casa de caridade oxalá e yemanjá

Download Umbanda - Pontos - Letras de Pontos de Preto Velho - Casa de Caridade Oxalá e Yemanjá

Post on 07-Jun-2015

34.450 views

Category:

Documents

18 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1

Casa de Caridade Oxal e YemanjAv. do Riacho, 2159 Tel. 0**51 664 2914 B. G. Vargas Torres - RS

Linha de Preto-VelhoPai-Nosso na Lngua Nag Bab u tingb olorum aw, ll r kor, ij gbarad, tir nik si lai. Binauon tun si li run fun au, lomjioj lonin dri s u, ji auon to s u mafau sinur, idan u xugbn bkuro lonin tun l sin. Amin. 001-PONTO DE PRETO VELHO Com as contas do seu rosrio, A minha v j benzia, Sarav Pai Benedito, Pai Jos e V Luzia. O Preto pura humildade, Bondoso seu corao, Sarav Vov Baiano, Me Maria e Pai Joo. Com as contas... Na luta com sacrifcio, Precisa humildade e f, Sarav Maria Conga, Pai Fabrcio e Pai Tom. Com as contas... Tambor rufando pra Preto, Trabalha como Ele s, Sarav Pai Geremias, Maria Bina e Pai Jac. Com as contas... Nesta Terra pr vencer, preciso muita f, Sarav Me Anastcia, V Bahia e Pai Andr. Com as contas... S feliz quem trabalha, O meu Velho j dizia, Sarav Vov Cambinda, Salve o Povo da Bahia. Com as contas...

O Preto no tem dinheiro, Mas tem tesouro pra d, So Benos que vem do alto, Do nosso Pai Oxal. Com as contas... A alma do Preto pura, Mais doce que o puro mel, Salve os nossos Pretos Velhos, Salve a Princesa Isabel. Com as contas... Na roda de Preto Velho, Tem farofa, tem caf, Sarav Povo do Gongo, Salve o Povo da Guin. Com as contas... Quem no trabalho s v, Fama, poder e riqueza, Vive s de fantasias, grande a sua pobreza. Com as contas... Toda a riqueza da Terra, No meu Reino sem valor, O nosso maior tesouro, humildade, paz e amor. Com as contas... Mesmo assim h esperanas, Pro caminho retomar, Estou aqui filho meu, Diz nosso Pai Oxal. Com as contas... Joga fora tuas pedras, Segura na minha mo, Vem, retoma o teu caminho, Filho do meu corao. Com as contas... Te espelha no Preto Velho, Seja humilde, seja puro, Lembra que o brilho do ouro, Sempre acaba no escuro. Com as contas... 002-LIDA DE ENGENHO

Traz a cana pro engenho, Bota a cana pra moer,(bis) Depois da cana moda, Tem garapa pra beber.(bis) Da garapa faz acar, Pro consumo e pra vender.(bis) o produto da venda, Que mantm a fazenda.(bis) As sobras ficam pro Negro, Em troca da vida dura.(bis) Que volta ferver no tacho, Faz rapadura, faz bala, Pra festa da crianada, E alimento da senzala. (bis) 003-PONTO DE CONGO Congo, Congo, Congo, Congo, Congo aru. na Linha de Congo, Agora que eu quero ver.(bis) Baixou na Linha de Congo, Congo, Congo aru. Rei Congo Rei coroado, Na Linha de Zambi e Aru. Bis 004-CONGO NO TERREIRO Pretos Velhos vem de Minas, Eles vem beirando o mar, Congo no Terreiro, Congo veio sarav. Bis 005POVO DA BAHIA meu Senhor do Bonfim, Valei-me So Salvador, Vamos saudar nossa gente, Povo da Bahia chegou. Cad a sua Pemba, Cad a sua Guia, Sua terra muito longe, Seu Cong na Bahia. Bis 006-CHAMA OS P VELHOS Bate que bate na cumbuca, Repenica no Cong, Chama os Pretos Velhos,

2

Casa de Caridade Oxal e YemanjAv. do Riacho, 2159 Tel. 0**51 664 2914 B. G. Vargas Torres - RS

E Vamos trabalhar. Bis 007-PAU GUIN Olha Pau Guin, olha Pau Guin... (bis) Oi virou p'ra c, Pau Guin, Tornou a virar, Pau Guin, P'ra no zombar, Pau Guin, Tem que respeitar, Pau Guin. Olha Pau Guin, olha Pau Guin... Bis Oi virou p'ra l, Pau Guin, Tornou a virar, Pau Guin, P'ra no zombar, Pau Guin, Tem que respeitar, Pau Guin. Olha Pau Guin, olha Pau Guin... Bis Oi virou p'ra c, Pau Guin, Tornou a virar, Pau Guin, P'ra no zombar, Pau Guin, Tem que apanhar, Pau Guin. Olha Pau Guin, olha Pau Guin... Bis Oi virou p'ra l, Pau Guin, Tornou a virar, Pau Guin, P'ra no zombar, Pau Guin, Tem que apanhar, Pau Guin. Olha Pau Guin, olha Pau Guin... Bis Oi virou p'ra c, Pau Guin, Tornou a virar, Pau Guin, P'ra no zombar, Pau Guin, Tem que respeitar, Pau Guin, Vai apanhar, Pau Guin. Olha Pau Guin, olha Pau Guin...(bis) 008-PONTO DA V LUZIA Preta Velha, voc no engana, Amarra a saia com palha de cana, E o cigarro que ela fuma, de Palha da Aruanda. E o cigarro que ela fuma, de Palha da Aruanda. (bis)

Preta Velha, voc faceira, Usa perfume de boto de laranjeira, E quando entra no rodado, Ela samba a noite inteira. E quando entra no rodado, Ela samba a noite inteira. (bis) 009-SUBIDA L na Aruanda, onde Jesus andou, Muita paz e muito amor Jesus deixou, V Luzia est nos dando a sua beno, L na Aruanda Virgem Me est chamando. V Luzia vai nos dando a sua beno, L na Aruanda Virgem Me est chamando. (bis) 010- PAI BENEDITO Nossa mata tem folha, Tem rosrio de Nossa Senhora, Tem Aroeira de So Benedito, Pai Benedito que nos valha nessa hora. 011-ME MARIA E PAI JOS Me Maria cad Pai Jos... Foi na mata, buscar guin. Bis Diga a Ele quando vier, Que pise no cho, Mas no bata dom o p. (bis) 012-OLHA QUEM VEM Olha quem vem de l to longe, Das Campinas do Guin, Oxssi caador, Me Maria e Pai Jos, Me Maria e Pai Jos. (bis) 013-NEGO DO CACHIMBO Meu cachimbo t no toco, Mandei moleque buscar, Na hora da derrubada, Meu cachimbo ficou l.(bis)

014-MARIA BINA Pimenta da Costa, Azeite de Dend, Vou chamar Maria Bina, P'ros seus filhos benzer.(bis) 015-PAI JOAQUIM Pai Joaquim ... Pai Joaquim ... Pai Joaquim veio de Angola, Pai Joaquim de Angola Angol. (bis) Pai Joaquim , , Pai Joaquim , , Pai Joaquim filho de Angola, Pai Joaquim de Angola, Angol. 016-PAI JOO Pai Joo ... Pai Joo ... Pai Joo vem de Angola, Pai Joo de Angola angol.(bis) 017-MARIA CONGA A onde que Me Maria mora, Me Maria no tem morada, A morada dessa Preta Velha, na beira da estrada. (bis) 018-PAI MIGUEL O galo cantou, Na rompida da aurora, O Pai Miguel chegou, O Pai Miguel foi embora. (bis) 019-QUEM NO TEM F Preto Velho est quebrado, De tanto trabalhar, Preto Velho est cansado, De tanto curimbar.(bis) Firma o ponto, minha gente, Que longa a caminhada, Quem tem f tem tudo, Quem no tem f, No tem nada. (bis) 020-ADVERTNCIA DE PRETO VELHO

3

Casa de Caridade Oxal e YemanjAv. do Riacho, 2159 Tel. 0**51 664 2914 B. G. Vargas Torres - RS

Nesse mundo de meu Deus Filho meu... No deve duvidar, Filho meu... (bis) , , , Filho meu De Preto-Velho no "Cong"... 021-PONTO DOS ZULUS Coziribambo de Bangul, Coziribambo de Bangul, Coziribambo, uriqui de bambo i. Coziribambo, oriqui bamb. Coziribambo, de Bangul . Coziribambo, oriqui bamb. Coziribambo, uriqui de bambo i. Coziribambo, di curimbamb. 022-POVO CHINS Os caminhos esto fechados, Foi meu povo que fechou. Sarav Buda e Confcio! Sarav meu Pai Xang. Sarav Povo Chins, Que trabalha direitinho, Sarav, Lei de Umbanda. Sarav eu, fecha caminho! 023-PAI JOS D'ANGOLA Eu vi Pai Jos D'Angola, Eu vi a Sereia do Mar. (bis) Pai Jos toma conta do filho, Tira areia do fundo do mar. (bis) Voc diz que cavalo, Cavalo voc no , , Cavalo que cavalo, Escorrega e fica em p. Voc diz que cambono, Cambono voc no , , Cambono que cambono, No tira a mo, bota o p. Voc diz que cabeceira, Cabeceira voc no , , Cabeceira que cabeceira, S fala aquilo que . 024-PRETO-VELHO CHEG

Abre a Engira, Risca ponto, Acende a vela, Cachimbo pit. Canta Curimba: Preto-Velho cheg! Chama filho, Que comea a pedir. Preto-Velho escuta, Triste histria de d. Canta Curimba: Preto-velho cheg! Pita cachimbo; Segura Pemba Seu dot. Canta Curimba: Preto-Velho cheg! Pitando cachimbo, Enxuga lgrimas, Suaviza a d. Canta Curimba: Preto-Velho cheg! 025-P UM ESPRITO A FALAR DIREITO O dia amanheceu na Calunga! Tu fala direito!... Na lngua de Zambi! O dia amanheceu na Calunga! Tu tem que fal Na lngua de Zambi! 026-P QUEIMAR PLVORA S queima fogo, quem pode queim, Meu ponto seguro, no deve fai. S manda fogo quem pode mand, Meu ponto seguro, meu Pai Oxal. 027-CHAMARAM PRETO Chamaram Preto... Preto-Velho chorou... Quando viu a chibata, E a pancada de dor,

Na mo do senhor... Hoje desce do Cu, No seu manto de luz, Vem l de Aruanda, Vo prestar-lhe homenagem, Os seus filhos de f, No Terreiro de Umbanda. (bis) 028-PAI TOMAZ Ele preto , Ele preto , neto de Pai Joaquim, Sobrinho de Pai Jos. Ele veio da Bahia, Ele veio da Aruanda. Ele Pai Toms, Vencedor de demandas. Ele veio da Bahia, A mironga ele faz, irmo de Pai Tom, Sarav nosso Pai Toms. 029-POVO DE ANGOLA Quem vem de longe, Pai Jacinto de Angola, Quem vem de longe, Me Joana de Angola, Com seus cabelos brancos, Encaracolados, Tem a brancura e a doura da alegria, Abenoados sejam os filhos de Maria. Quem vem de longe, Pai Jos de Angola, Quem vem de longe, Me Josefa de Angola, Com seus cabelos brancos, Encaracolados, Tem a brancura e a doura da alegria, Abenoados sejam os filhos de Maria. Quem vem de longe, V Bento de Angola, Quem vem de longe, V Maria de Angola, Com seus cabelos brancos, Encaracolados, Tem a brancura e a doura da alegria, Abenoados sejam os filhos de Maria. Quem vem de longe,

4

Casa de Caridade Oxal e YemanjAv. do Riacho, 2159 Tel. 0**51 664 2914 B. G. Vargas Torres - RS

V Serafim de Angola, Quem vem de longe, V Juvensa de Angola, Com seus cabelos brancos, Encaracolados, Tem a brancura e a doura da alegria, Abenoados sejam os filhos de Maria. 030-CONQUISTA DA LIBERDADE Quem tem e ama seu lar, Por certo sabe tambm, Que o amor de pai e filho, No se encontra em mais ningum. Do sofrimento maior, Que o negro provou a dor, Foi ter arrancado o filho, Fruto do seu negro amor, Para ser mercadoria, De posse do seu senhor. Calou fundo, pisou na alma, Verteu pranto e emoo, que o sinh no sabia, Que o negro tem corao... Alma de rara beleza, Isabel, enfim chegou... E vendo tanta tristeza, Aquilo no suportou... Por bondade da Princesa, A Lei urea assinada, E o negro conhece a luz, Da liberdade sonhada. Graas a ti, Princesa, O cativeiro passado... Seja por to nobre feito, Teu nome sempre lembrado! Oxal na sua glria, Te tenha alma to pura, E que as Mes do cu, multipliquem, Amor, bondade e ternura, Bandeira que nos legaste, Nobre e bela criatura... Monjolo gemendo amassas, Cana de acar pra mim, Tambm gemi nas mordaas, Hoje j no assim... Oxal ouviu meu canto,

Meu lamento em orao... E um anjo mandou a terra, Para a nossa salvao. Eu te ag