uma anlise da educa§£o nos munic­pios brasileiros no ... 114 din¢mica dos...

Download Uma anlise da edUca§£o nos mUnic­pios Brasileiros no ... 114 din¢mica dos municipios ao tema

Post on 02-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • CAPTULO 3

    Uma anlise da edUcao nos mUnicpios Brasileiros no perodo 1991-2000

    Guilherme Mendes Resende*Reinaldo Soares de Camargo**

    Daniel Da Mata*

    resUmo

    Este trabalho tem o intuito de analisar a evoluo de vrios indicadores educacionais nos munic-

    pios brasileiros entre 1991 e 2000. Devido ao grande nmero de indicadores utilizados na anlise,

    utilizou-se a tcnica de componentes principais para criar um ndice educacional sinttico. Assim,

    com esse ndice, aqui chamado de ndice de Desenvolvimento Municipal da Educao (IDM-Edu-

    cao), busca-se fazer uma sntese das condies educacionais da populao nesses municpios.

    Ademais, analisa-se a dinmica educacional, isto , como foi a evoluo desse ndice entre 1991

    e 2000. Os resultados obtidos atravs da anlise do IDM-Educao mostram que os municpios

    da regio Nordeste, em geral, apresentam situao educacional pior do que a mdia nacional e

    demais regies. Por sua vez, verifica-se que os municpios da regio Sul do pas tm uma situao

    educacional melhor que os municpios das demais regies. No entanto, depreende-se da mesma

    anlise que, tal situao est mudando, visto que, entre 1991 e 2000, os municpios das regies

    menos desenvolvidas, i.e. com baixos IDM-educao, obtiveram um maior aumento de seus ndices

    quando comparados com os municpios das regies mais desenvolvidas. Os resultados revelam

    que o municpio com maior IDM-educao o de So Caetano do Sul (SP) e o com o menor indi-

    cador o de Jordo (AC).

    1 inTrodUo

    Este trabalho tem o intuito de analisar a evoluo de vrios indicadores educacio-nais nos municpios brasileiros entre 1991 e 2000. Em razo do grande nmero de indicadores utilizados na anlise muito difcil apreender a situao educa-cional municipal e verificar o progresso de cada municpio brasileiro em relao

    * Tcnico de Planejamento e Pesquisa da Diretoria de Estudos Sociais e Urbanos (Dirur) do Ipea.

    ** Consultor do Ipea.

  • 114 dinmica dos municipios

    ao tema educao. Por sua vez, possvel verificar que os indicadores relativos educao so muito correlacionados. Assim, dada essa correlao entre os indica-dores, foi possvel sintetiz-los em um nico ndice. Com a utilizao da tcnica de componentes principais foi possvel criar um ndice educacional, aqui chama-do de ndice de Desenvolvimento Municipal da Educao (IDM-Educao), que faz uma sntese das condies educacionais da populao nos 5.507 municpios em 1991 e 2000. Ademais, analisa-se a dinmica educacional, isto , como foi a evoluo desse ndice para os municpios brasileiros entre 1991 e 2000.1 O traba-lho no tem, no entanto, a inteno de discutir as causas do sucesso ou insucesso de cada um dos 5.507 municpios brasileiros; tenta-se somente apresentar um retrato e a evoluo educacional de tais municpios entre 1991 e 2000, com vistas a contribuir para uma melhor compreenso do estgio atual da educao nos municpios brasileiros.

    O Brasil um pas muito desigual, e isso no se verifica apenas no PIB ou na renda per capita. possvel notar tais desigualdades em questes relativas s condies de domiclios, sade e educao, entre outras. O presente trabalho compara indicadores educacionais e o IDM-Educao entre as cinco regies bra-sileiras e dentro de cada regio com o objetivo de salientar as desigualdades educa-cionais inter-regionais e intra-regionais. Nesse sentido, para o caso do IDM-Edu-cao em 2000, feita uma classificao dos municpios brasileiros, mostrando os dez melhores e os dez piores classificados em cada uma das regies brasileiras. Dado que a anlise municipal, ser interessante ressaltar, alm da j conhecida desigualdade entre regies, uma grande desigualdade dentro dessas regies.

    Para compreender a situao da educao nos municpios brasileiros, o trabalho analisou indicadores referentes ao acesso educao, s caracters-ticas do sistema educacional e aos resultados desse sistema. Assim, em relao ao acesso, trabalhou-se com a diviso dos nveis educacionais que constam da Lei de Diretrizes e Bases da Educao (LDB). A educao brasileira divide-se em educao infantil, ensino fundamental, ensino mdio e ensino superior. A segunda gama de indicadores analisada refere-se a caractersticas do sistema educacional, tais como recursos humanos (qualificao do corpo docente) e pro-dutividade/rendimento (taxa de distoro da idade/srie ou atraso escolar). Esta ltima reflete a qualidade de educao que os alunos encontram nas escolas e atualmente o maior item de preocupao e discusso por todos aqueles que esto envolvidos na questo educacional (CASTRO; DUARTE, 2002). Por fim, tm-se os resultados (ou situao) do processo educacional que esto refletidos no

    1. Este artigo serve de subsdio aos projetos RedeIpea Indicadores de Desenvolvimento Municipal. O objetivo do projeto fornecer o ranqueamento dos municpios das cinco macrorregies do Brasil com relao a temas relevantes (Educao, Sade, Criminalidade, Condies de Domiclios, entre outros) para os gestores pblicos nas trs esferas de governo. Os autores agradecem os comentrios de Alexandre Carvalho, Maurcio Saboya, Manoel Pires, Roberta Vieira, Joo Carlos Magalhes, Cdric Pin, Dea Fioravante, Raquel Rebelo, Jos Carneiro e Marcelo Piancastelli de Siqueira. Os erros remanescentes so dos autores.

  • 115Uma anlise da educao nos municpais Brasileiros no perodo 1991-2000

    nvel de instruo da populao. Tais resultados ou nveis de instruo podem ser captados, por exemplo, pela anlise da taxa de analfabetismo ou da mdia de anos de estudo da populao.

    Depois de uma breve anlise de alguns indicadores educacionais, explica-se o procedimento para o clculo do ndice sinttico para a educao municipal. A partir do mtodo de componentes principais calcula-se o IDM-Educao utili-zando, ao todo, nove indicadores: percentual de crianas de 5 a 6 anos na escola, percentual de crianas de 7 a 14 anos com acesso ao curso fundamental, percen-tual de adolescentes de 15 a 17 anos com acesso ao ensino mdio, percentual de pessoas de 18 a 24 com acesso ao curso superior, percentual de crianas de 7 a 14 anos com mais de um ano de atraso escolar, percentual de professores do funda-mental residentes com curso superior, mdia de anos de estudo das pessoas com 25 anos ou mais de idade, percentual de pessoas de 15 anos ou mais analfabetas e percentual de crianas de 10 a 14 anos analfabetas. A partir desse ndice sinttico busca-se mapear as condies educacionais da populao dos municpios brasilei-ros no perodo em questo. Os dados utilizados no trabalho so oriundos do Atlas de Desenvolvimento Humano do Brasil (IPEA; PNUD; FJP, 2003), realizado pelo Programa das Naes Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), pelo Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada (Ipea) e pela Fundao Joo Pinheiro (FJP).

    Nesse sentido, o texto est dividido em cinco sees. Alm desta introduo, a segunda seo traz a motivao do estudo. A terceira seo descreve os indica-dores educacionais utilizados para o clculo do IDM-Educao. Esta descrio comea com nmeros agregados para o Brasil, para as cinco regies brasileiras e chega ao mapeamento em nvel municipal. Na seo quatro, descrevem-se os principais passos na metodologia para o clculo do ndice e, a partir desse indi-cador sinttico, apresenta-se uma caracterizao das desigualdades regionais em termos de educao e discute-se a evoluo dessas desigualdades ao longo dos ltimos anos. A quinta seo reserva-se para os comentrios finais.

    2 moTiVao

    Para calcular o ndice de Desenvolvimento Municipal da Educao (IDM- Educao) e assim ser possvel sintetizar a situao da educao nos municpios brasileiros, foram selecionados indicadores referentes ao acesso educao, s caractersticas do sistema educacional e aos resultados desse sistema. Assim, em relao ao acesso, trabalhou-se com a diviso dos nveis educacionais que cons-tam da Lei de Diretrizes e Bases da Educao (LDB): educao infantil, ensino fundamental, ensino mdio e ensino superior. A legislao fundamental que rege o sistema educacional brasileiro constitui a LDB. Instituda pela Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, a LDB promove a descentralizao e a autonomia para as escolas e universidades, alm de criar um processo regular de avaliao do

  • 116 dinmica dos municipios

    ensino. Ainda em seu texto, a LDB promove autonomia aos sistemas de ensino e a valorizao do magistrio, alm de fixar que a Unio deve gastar no mnimo Unio deve gastar no mnimo 18% e os estados e municpios no mnimo 25% de seus respectivos oramentos na manuteno e desenvolvimento do ensino pblico..

    A LDB baseada no princpio do direito universal educao para todos e trouxe diversas mudanas em relao s leis anteriores, como a incluso da edu-cao infantil (creches e pr-escolas) como primeira etapa da educao bsica. A educao bsica compreende a educao infantil, educao fundamental e o ensino mdio, e tem durao ideal de dezoito anos. durante esse perodo de vida escolar que se toma posse dos conhecimentos mnimos necessrios para uma cidadania completa. Por sua vez, o ensino superior forma profissionais em uma determinada rea do conhecimento humano. oferecido em universidades, ins-titutos politcnicos e outros institutos superiores, nas suas faculdades e escolas superiores. Em relao ao acesso educao infantil, por exemplo, tm-se evidn-m relao ao acesso educao infantil, por exemplo, tm-se evidn-cias, tanto na literatura internacional como na nacional, da importncia da edu-cao inicial nos resultados socioeconmicos posteriores (BARROS et al., 2001; HECKMAN; MASTEROV, 2004).

    A segunda gama de indicadores que compem o IDM-Educao refere-se a caractersticas do sistema educacional, tais como recursos humanos (qualificao do corpo docente) e produtividade/rendimento (taxa de distoro da idade/srie ou atraso escolar). Esta ltima reflete a qualidade de educao que os alunos encontram nas escolas e atualmente o maior item de preocupao e discus-so por todos a